TRABALHO EM EQUIPE - PMO E
PORTFÓLIO
Gerenciamento de Projetos Turma 05-14 – Foz do Iguaçu
Acadêmicos: Everton Garcia, Fel...
CONSULTORIA SUCCESS
MANAGEMENT
Empresa de Consultoria cujo core business
é Gerenciamento de Projetos, PMO e
Portfólio, com...
DIAGNÓSTICO
• Foi realizada a pesquisa de maturidade em GP, a pontuação foi de 68,
correspondente ao nível de maturidade 2...
POR QUE IMPLEMENTAR UM PMO?
• Viabilizará o fácil acesso a informação referente ao andamento e performance dos
projetos em...
HIERARQUIA
• De acordo com o diagnóstico obtido recomenda-se iniciar com um PMO de
Hierarquia 2, cuja ações visam a melhor...
FUNÇÕES
A proposta objetiva que primeiro PMO esteja focado nas funções de Métodos e
procedimentos, permitindo elaborar uma...
FUNÇÕES
Tudo isso mediante a:
• O desenvolvimento, implantação e manutenção da metodologia de gerenciamento
de projetos.
•...
MODELO
• O modelo a ser implementado no primeiro PMO será o de Torre de Controle,
considerando que é este se ajusta adequa...
KEY PERFORMANCE INDICATORS
(Indicadores Chave de Performance)
Para verificar o desempenho do primeiro PMO, sugerimos os se...
IMPLEMENTAÇÃO: PRIMEIRO PMO
Fase I – Gerenciamento Stakeholders
• Reuniões com as partes interessadas.
• Determinação das ...
CONSULTORIA SUCCESS
MANAGEMENT
Proposta de Gestão de Portfólio
IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS
CATEGORIZAÇÃO DOS PROJETOS
AVALIAÇÃO
• Critérios
• O presidente de Lisarb ainda definiu o seguinte critério de aceitação:
• Pontuação final acima de ...
SELEÇÃO
Foram descartados os projetos Números 5 e 25 por não atenderem o critério
destacado pelo presidente de Lisarb.
PRIORIZAÇÃO
De acordo com a definição do presidente da Lisarb, os critérios de priorização serão os
seguintes:
• Projetos ...
BALANCEAMENTO
DO PORTFÓLIO
Referência:
Eixo X: Classificação
Eixo Y: Objetivo Estratégico
Tamanho das bolhas:
Orçamento;
•...
BALANCEAMENTO DO PORTFÓLIO
• Para o balanceamento do portfólio, foram sugeridos novos projetos visando
atender todos os ob...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement

156 visualizações

Publicada em

Titulo: fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement
Alunos:Ana,Everton Luis Garcia,Felipe Bruxel,Jorge Raul Mora del Puerto ,Leticia Schein Gonzalez,Marcus Leonardo Teixeira Fernandes,Wilian Fabricio Pereira,
Cidade: Foz do Iguaçu
Disciplina: PMO
Turma: GP05
Data:28-12-2014
Hora:18:24
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement

  1. 1. TRABALHO EM EQUIPE - PMO E PORTFÓLIO Gerenciamento de Projetos Turma 05-14 – Foz do Iguaçu Acadêmicos: Everton Garcia, Felipe Bruxel, Marcus Leonardo, Ana Oliveira, Jorge Mora, Wilian Fabricio Pereira e Leticia Schein Dezembro 2014
  2. 2. CONSULTORIA SUCCESS MANAGEMENT Empresa de Consultoria cujo core business é Gerenciamento de Projetos, PMO e Portfólio, com vasta experiência em implantação nas esferas públicas e privada. Proposta de Implantação de um PMO em Lisarb
  3. 3. DIAGNÓSTICO • Foi realizada a pesquisa de maturidade em GP, a pontuação foi de 68, correspondente ao nível de maturidade 2 de uma escala de 5. • As características relacionadas ao nível 2: • A organização faz investimentos constantes em treinamento e adquiriu software de gerenciamento de projetos. • Podem ocorrer a existência de iniciativas isoladas de padronização de procedimentos, mais seu uso é restrito. • Percebe-se melhor a necessidade de se efetuar planejamento e controle padronizado. • Os “fracassos” continuam acontecendo.
  4. 4. POR QUE IMPLEMENTAR UM PMO? • Viabilizará o fácil acesso a informação referente ao andamento e performance dos projetos em execução e os já executados. • Permitirá uma correta decisão referente a quais projetos são prioritários, de acordo com as estratégias do país, evitando a utilização de recursos em projetos que não estejam alinhados. • Melhorar substancialmente a Performance dos projetos, a consolidação dos dados, e transferência de conhecimentos. • Gerenciar adequadamente o aumento da complexidade e/ou volume de projetos, assim como a escassez de recursos por pressão crescente sobre os GP. • Evitar a perda do conhecimento referente a execução de um projeto, enfatizando as melhores práticas.
  5. 5. HIERARQUIA • De acordo com o diagnóstico obtido recomenda-se iniciar com um PMO de Hierarquia 2, cuja ações visam a melhoria de processos e a otimização de recursos em projetos diferentes. • Em vista de que o nível de maturidade atual, de certa maneira assegurou a capacitação dos GPs de maneira individual, então o objetivo será melhorar o que já existe com a aprendizagem das melhores práticas de gerenciamento de projetos.
  6. 6. FUNÇÕES A proposta objetiva que primeiro PMO esteja focado nas funções de Métodos e procedimentos, permitindo elaborar uma metodologia que garanta a correta execução dos projetos, de acordo com um manual de procedimentos que será revisado e enriquecido periodicamente com as melhores práticas de gerenciamento de projeto, isto incluirá: • Processos do ciclo de vida e do país • Metodologia • Comunicação e reporte • Gerência de Stakeholders • Gerência Integrada de Mudanças
  7. 7. FUNÇÕES Tudo isso mediante a: • O desenvolvimento, implantação e manutenção da metodologia de gerenciamento de projetos. • Avaliação do uso da metodologia e sua performance. • Integração da metodologia com o PMIS – Project Management Information System. • Incorporação de melhores práticas.
  8. 8. MODELO • O modelo a ser implementado no primeiro PMO será o de Torre de Controle, considerando que é este se ajusta adequadamente a proposta, com o nível hierárquico e com as funções. • A vantagem deste modelo é que ele trata o gerenciamento de projetos como um processo de negócio a ser nutrido e protegido, desempenhando quatro funções básicas: • Estabelecimento de padrões para gerenciamento de projetos. • Suporte de como seguir estes padrões. • Reforçar os padrões definidos, e • Promover melhoria contínua dos mesmos. • Uma vez implementado este modelo, se avançará na implementação do Modelo de estação meteorológica (2 anos) e por último o modelo de Pool de Recursos (5 anos).
  9. 9. KEY PERFORMANCE INDICATORS (Indicadores Chave de Performance) Para verificar o desempenho do primeiro PMO, sugerimos os seguintes indicadores: • Índice de entregáveis em atraso, objetivo pós implementação diminuição de 15% de atrasos em um ano • Índice de cumprimento de custos, objetivo melhoria de 10% em um ano. • Quantidade de acessos na base de conhecimento. • Pesquisas de Satisfação/Avaliação geral.
  10. 10. IMPLEMENTAÇÃO: PRIMEIRO PMO Fase I – Gerenciamento Stakeholders • Reuniões com as partes interessadas. • Determinação das funções da equipe. • Preparação da estratégia da comunicação. Fase II – Metas de curto prazo • Catalogação dos projetos • Suporte para os novos projetos • Treinamento para as equipes de projetos • Identificação e implementação das tecnologias • Estabelecimento de modelos • Consolidação de relatórios e indicadores • Elaboração de modelos e padrões. O prazo de conclusão destas etapas é de um ano, após isto iniciará a implementação das demais fases.
  11. 11. CONSULTORIA SUCCESS MANAGEMENT Proposta de Gestão de Portfólio
  12. 12. IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS
  13. 13. CATEGORIZAÇÃO DOS PROJETOS
  14. 14. AVALIAÇÃO • Critérios • O presidente de Lisarb ainda definiu o seguinte critério de aceitação: • Pontuação final acima de 3.
  15. 15. SELEÇÃO Foram descartados os projetos Números 5 e 25 por não atenderem o critério destacado pelo presidente de Lisarb.
  16. 16. PRIORIZAÇÃO De acordo com a definição do presidente da Lisarb, os critérios de priorização serão os seguintes: • Projetos do OE6 e OE4 terão prioridade, e preferência na alocação de recursos. • Todos os objetivos estratégicos devem ser atendidos. • Lisarb neste momento conta com importantes recursos excedentes podendo realizar múltiplos projetos ao mesmo tempo.
  17. 17. BALANCEAMENTO DO PORTFÓLIO Referência: Eixo X: Classificação Eixo Y: Objetivo Estratégico Tamanho das bolhas: Orçamento; •Grande: Orçamento alto; •Médio: Orçamento médio; •Pequeno: Orçamento pequeno. Cor das bolhas: Tempo de execução; •Vermelho: Longo prazo; •Amarelo: Prazo médio; •Verde: Curto Prazo
  18. 18. BALANCEAMENTO DO PORTFÓLIO • Para o balanceamento do portfólio, foram sugeridos novos projetos visando atender todos os objetivos estratégicos. • Foi implementada a valoração dos critérios de validação referentes a os OE4 e OE6. • Foram reavaliados os critérios de rejeição de projetos para assegurar que todos os objetivos estratégicos fossem atendidos.

×