implantaçao de PMO em Lisarb

320 visualizações

Publicada em

Titulo: implantaçao de PMO em Lisarb
Alunos:Julio Verrengia,Marcos Akinori Massuda,Rossana L Venturieri,Wellington Morette,
Cidade: Paulista
Disciplina: PMO
Turma: GEEP39
Data:15-12-2014
Hora:23:38
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
320
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

implantaçao de PMO em Lisarb

  1. 1. Implantação de PMO em LISARB    Orion Consultoria em Projetos
  2. 2. • Orion Consultoria em Projetos S/C Ltda. é uma empresa sediada em São Paulo – SP/Brasil. Fundada em 2004, conta atualmente com 60 funcionários, todos entusiastas e comprometidos com aquilo que fazem, levando ao cliente resultados excelentes e de alto valor. • Atua principalmente na Gestão Estratégica e Econômica de Projetos, destacando-se a implantação de Project Management Office – PMO nas empresas, orientação para desenvolvimento e gestão de projetos e também treinamento. • Em seus 10 anos de atividades tem em seu portfólio de clientes empresas de grande porte, com atuação nacional e multinacional Nossa empresa    Orion Consultoria em Projetos
  3. 3. Nossa credibilidade foi construída por uma base sólida, de sócios com expertise multidisciplinar e com ampla respeitabilidade no Brasil e no Exterior Nossa equipe Julio Verrengia é analista de sistemas pela UNIMEP, com MBA Gestão de Projetos pela FGV. É especialista em Projetos de Tecnologia da Informação Lucas Magalhães é bacharel em Tecnologia da Informação pela UAM e possui MBA Gestão de Projetos pela FGV. É especialista em Projetos de Tecnologia da Informação Marcos Massuda é engenheiro mecatrônico pela USP, possui MBA Gestão de Projetos pela FGV. É especialista em Projetos de Desenvolvimento de Novos Produtos. Rossana Venturieri é bióloga, com pós-doutorado pela USP e MBA em Gestão de Projetos pela FGV, especialista em Projetos de Inovação Wellington Morette é arquiteto e urbanista pela USP, com MBA em Gestão de Projetos pela FGV, especialista em Desenvolvimento Imobiliário
  4. 4. Lisarb é um pequeno país da América do Sul. Possui uma área geográfica de 176.215 km² e população de 3,5 milhões de habitantes. É uma Republica Presidencialista, sua capital é Libras e sua moeda a Luna (L$). O idioma oficial é o Espanguês, embora existam vários dialetos falados por minorias de varias etnias. O principal componente de sua economia é o setor agropecuário, com destaque para a criação de gado bovino e ovino, cujos produtos são destinados em sua maioria à exportação. Sua principal indústria é a alimentícia,seguida da têxtil e da química. O setor de serviços, ainda que em expansão, ainda tem pouca expressividade no PIB nacional. • . Contexto
  5. 5. O Governo de Lisarb desenvolveu um Planejamento Estratégico com 9 objetivos, para o qual deveriam ser identificados Programas e Projetos que melhor atendessem as necessidades do país. Iniciativas anteriores já haviam sido feitas mas os resultados ficaram aquém do esperado, em relação ao montante de recursos investido e às necessidades contempladas (Ex. não conclusão da hidrelétrica de Machete por ter consumido 100% da verba a 60% da obra) Depois de fazer uma pesquisa sobre o nível de maturidade em gerenciamento de projetos em que Lisarb se encontra, o Governo convidou varias empresas de consultoria em projetos para realizarem estudos e apresentarem propostas, tendo como base os resultados da pesquisa de nível de maturidade realizada em Lisarb, disponibilizada a todos. A partir desses documentos*, a Orion Consultoria em Projetos selecionou alguns projetos e sugeriu a implantação de um PMO em Lisarb. O detalhamento desses estudos será apresentado em seguida. * anexos Contexto
  6. 6. 1: Aliança por um Lisarb mais justo 2: Política cidadã baseada em princípios e valores 3: Educação para a sociedade do conhecimento 4: Economia para uma sociedade sustentável 5: Proteção social 6: Qualidade de vida e segurança para todos os Lisarbeanos 7: Cultura e fortalecimento da diversidade 8: Política externa para o século 21 9: Combate a corrupção Objetivos Estratégicos de Lisarb
  7. 7. • Pontuação da pesquisa de Maturidade da Lisarb: 69 pontos • Nível de Maturidade diagnosticado pela Orion Consultoria: NIVEL DE MATURIDADE 2 (Kerzner-PMMM*; Prado-MMGP** ) Existe algum grau de gerenciamento, com resultados positivos; há necessidade de melhorar as praticas e processos e desenvolver a cultura de GP Nível de Maturidade de Lisarb em Gerencia de Projetos *PMMM – Project Management Maturity Model **MMGP – Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos
  8. 8. Nível de Maturidade 2 do PMMM*/Kerzner PROCESSOS COMUNS Reconhece a necessidade de processos (metodologias) Inicia o reconhecimento dos benefícios tangíveis do GP Nível de Maturidade 2 do MMGP**/Prado CONHECIDO Faz investimento em treinamento, adquire softwares de gerenciamento de projetos Identifica a necessidade de se efetuar planejamento e controle padronizados Características do Nível de Maturidade de Lisarb *PMMM – Project Management Maturity Model **MMGP – Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos
  9. 9. Para elevar o Nível de Maturidade em GP de LISARB recomendamos a implantação de um PMO para gerenciar os projetos e ajudar a alcançar seus objetivos estratégicos
  10. 10. Justificativas para a implantação de um PMO • O PMO vai criar a as metodologias necessárias para que os recursos sejam aplicados em programas e projetos que realmente terão sucesso. • Principal resultado:REDUZIR A VULNERABILIDADE DE LISARB frente aos riscos decorrentes da falta de um gerenciamento de projetos mais adequado. Lisarb vem experimentando insucessos e perda de recursos em projetos anteriores (Contexto), devido ao seu baixo nível de maturidade em gestão de projetos. • Redução de riscos, redução de perdas, eficiência de gestão e controle :melhor aproveitamento dos recursos e maior capacidade para alcançar os novos objetivos estratégicos de Lisarb.
  11. 11. • Antecipar problemas nos projetos – Análise de Riscos • Melhorar o desempenho dos projetos • Gerenciar adequadamente o aumento da complexidade e/ou volume de projetos • Alinhar os projetos com o Plano Estratégico de Lisarb e seus 9 objetivos • Gerenciar recursos e expectativas dos stakeholders • Criar critérios para categorizar projetos, aprovar ou modificar suas prioridades • Funcionar como um centro de suporte a todos os projetos, unificando esforços e otimizando recursos • Apoiar com maior precisão as decisões quanto à alocação de recursos estratégicos Benefícios da implantação de um PMO
  12. 12. • De acordo com o Nível de Maturidade 2 identificado, a Orion Consultoria recomenda o Nível Hierárquico 2 para a implantação do PMO para Lisarb • Justificativa:Lisarb necessita estruturar-se dentro da metodologia, práticas e processos da Gerencia de Projetos, adquirindo expertise de forma crescente e consolidando uma cultura de GP, para então ir ascendendo ao nível 3, de maior maturidade. Nível Hierárquico do 1o PMO Além de projetos e/ou programas individuais, nesse nível hierárquico o PMO também visa processos e otimização de recursos em projetos diferentes
  13. 13. • Organização, Métodos e Procedimentos* – Definição de metodologia única de GP a ser utilizada a partir de sua implantação – Treinamento de GPs e equipes para usar e disseminar a nova metodologia – Revisão contínua, incorporando-se as melhores praticas – Apoio a GPs e equipes • Gestão de Sistemas* – Criação de sistemas, análises, métricas e padrões – Interação intra e interinstitucional (órgãos do Governo, Estados, Municípios e entidades associadas) visando a padronização da metodologia de GP em projetos patrocinados pelo governo de Lisarb Funções do 1o PMO *Com base no Guia PMBOK® do PMI® - 5ª. Edição, 2013
  14. 14. Modelo de Implantação do 1o PMO Funciona como uma Torre de Controle de aeroporto ligada a um Pool de Recursos, que distribui para outros futuros PMO satélites, como Estações Meteorológicas PMO •Estabelece padrões para a GP •Orienta como seguir estes padrões •Reforça os padrões definidos (auditoria) •Promove a melhoria contínua PR EM EM EM EM
  15. 15. • Justificativa: Como o nível de maturidade de Lisarb ainda é baixo, é importante que em um primeiro momento as funções do PMO estejam centralizadas. Conforme avança o conhecimento e se estabelece uma base metodológica comum, serão formados novos PMOs satélites, ligados ao 1º PMO, do qual recebem suporte e orientação. Assim, nesse modelo o PMO funciona como uma torre de controle, que fornece todo o apoio para que os aviões possam decolar,voar e pousar com o mínimo de riscos Modelo de Implantação do 1o PMO
  16. 16. • Avaliação qualitativa e quantitativa de falhas nos projetos, antes e depois da implantação do PMO • Índices de satisfação dos stakeholders dos principais projetos gerenciados • Porcentagem de riscos identificados e respondidos adequadamente, prevenindo perdas • Porcentagem de conformidade com os critérios de qualidade estabelecidos nos principais projetos • Aderência dos cronogramas e custos ao estabelecido na linha de base dos principais projetos • Desempenho do PMO no apoio aos projetos e GPs (No Requisições) • Justificativa: Considera-se em principio indicadores mais genéricos, pois existe ainda toda uma curva de aprendizado a ser percorrida. O esforço maior ainda estará na implantação do PMO e consolidação do GP. Apesar disso, indicadores específicos (para Escopo, Tempo, Comunicação etc.) serão trabalhados, com graus de flexibilidade que se julgar pertinente. Métricas de sucesso para o 1o PMO
  17. 17. • Compromisso do alto escalão • Equipe responsável, comprometida e com responsabilidades definidas • Tecnologia disponível • Orçamento disponível para implementação do PMO, das tecnologias e infraestrutura • Cultura passível de sofrer melhoria Fatores Críticos do Sucesso da implantação do PMO
  18. 18. PMO Lisarb JUSTIFICATIVA Complexidade crescente Comprometimento Participação Integração BENEFÍCIOS Unificação de esforços Visibilidade andamento projetos Disseminação de boas práticas Otimização de recursos NIVEL HIERARQUICO PMO Nível 2 (Processos Comuns) FUNÇÕES ADOTADAS Métodos e Procedimentos /Infraestrutura (desenvolv., implantação.e manutenção de metodologia de GP) MODELO Torre de Controle (Núcleo inicial) MÉTRICAS (falhas antes/depois PMO; índices de satisfação; riscos identificados/respondidos; conformidade com ger.qualidade etc) FCS Compromisso do alto escalão Definir responsabilidades Infraestrutura Implantação do PMO - Resumo
  19. 19. FASE I AÇÕES PRÉVIAS Definir iniciativas curto/médio/long o prazo Definir metas e objetivos Estudar Lisarb em relação ao modelo de maturidade identificado Reunir com sponsor e stakeholders Determinar funções da equipe Preparar a estratégia de comunicações FASE II METAS DE CURTO PRAZO Catalogar/ Selecionar Projetos Identificar tecnologias Treinar pessoas Elaborar modelos e padrões FASE III SOLUÇÕES DE LONGO PRAZO Adequar processos Programar treinamento fixo Definir processos e métricas detalhadas Elaborar Planos de carreira Gerenciar Portfólio FASE IV MANUTENÇÃO E APRIMORAMENTO Nesta fase o PMO ja estará funcionando adequadamente dentro dos modelos e padrões pré- estabelecidos e seguirá num processo de aprimoramento contínuo, adequando-se às novas estratégias e objetivos de Lisarb Etapas de implantação do 1o PMO
  20. 20. • Através de técnicas de Brainstorm e experiência dos Consultores da Orion, foram identificados vários Projetos que atendem aos objetivos estratégicos estipulados pelos Executivos de Lisarb, analisados a seguir: Objetivos Estratégicos de Lisarb Projetos sugeridos
  21. 21. Identificação
  22. 22. Categorização • Permite aos Executivos de Lisarb ter a visibilidade de quais Projetos irão atender à determinadas estratégias, bem como uma análise superficial para início da criação de um Portfólio de Programas e Projetos.
  23. 23. Avaliação • Os critérios para avaliação foram definidos de forma estratégica, para obter benefícios nos principais índices que envolvem o sucesso político, econômico e de desenvolvimento do País:
  24. 24. Seleção • Após definidos os critérios de Avaliação, foram identificados alguns projetos que apresentaram incertezas e números imprecisos para tomada de decisão e posterior priorização. Adicionalmente, a semelhança entre os propósitos também foi considerada: ID Projetos Categoria 1 Transporte para Todos Infraestrutura 2 Bolsa Segurança Social Segurança 3 Educação sem Exceção Educação 4 ProjePaz Segurança 5 Lisarb +Política Política 6 Lixo Sustentável Sustentabilidade 7 Portal da Democracia Inovação 8 Vencendo com Integridade Política 9 Escola para a Vida Educação 10 País Seguro Segurança
  25. 25. Priorização • Os Projetos selecionados foram submetidos a um processo de priorização onde foram detalhadamente avaliados quanto à sua performance perante aos critérios estabelecidos:
  26. 26. Balanceamento • Os Projetos priorizados foram submetidos à um processo de classificação quanto à categoria e ao objetivo estratégico correspondente, avaliando se também a estimativa de prazo e impacto no orçamento: Educação sem exceção Transporte para todos Bolsa segurança Lisarb + política Projepaz Lixo Sustentável Portal da Inovação 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 2 3 4 5 6 7 8 Objetivos Esratégicos 9.Combate à corrupção 8.Política ext para o séc. 21 7.Cult. e Fortalec. da Socied. 6.Qual. de vida e Segurança 5.Proteção social 4.Economia p/ Socied. Sust. 3. Educ. p/ Soc. do Conhec. 2. Política Cidadã 1.Aliança p/ Lisarb mais justo Categorias dos projetos 1. Infraestrutura 2.Segurança 3.Educação 4.Saúde 5.Política 6.Inovação 7.Sustentabilidade Balanceamento dos projetos Duração elevada Duração Média Duração baixa
  27. 27. Balanceamento • O balanceamento dos projetos propostos evidenciou uma concentração de recursos no objetivo estratégico de proteção social, e uma deficiência no de política externa. Educação sem exceção Transporte para todos Bolsa segurança Lisarb + política Projepaz Lixo Sustentável Portal da Inovação 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 2 3 4 5 6 7 8 Objetivos Esratégicos 9.Combate à corrupção 8.Política ext para o séc. 21 7.Cult. e Fortalec. da Socied. 6.Qual. de vida e Segurança 5.Proteção social 4.Economia p/ Socied. Sust. 3. Educ. p/ Soc. do Conhec. 2. Política Cidadã 1.Aliança p/ Lisarb mais justo Categorias dos projetos 1. Infraestrutura 2.Segurança 3.Educação 4.Saúde 5.Política 6.Inovação 7.Sustentabilidade Balanceamento dos projetos Duração elevada Duração Média Duração baixa Escassez de Projetos Excesso de Projetos
  28. 28. Educação sem Exceção Transporte para todos Lisarb + Política Projepaz Lixo Sustentável Portal da inovação Mais médicos de Abuc 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 2 3 4 5 6 7 8 Duração elevada Duração média Duração baixa Balanceamento • O novo balanceamento procura reduzir os recursos alocados para o objetivo estratégico de proteção social removendo um projeto (Bolsa segurança Social) e adiciona o projeto ‘Mais Médicos de Abuc”, um projeto de política externa barato da categoria saúde. Presença de Projeto Projeto Mais Médicos de Abuc Portfolio balanceado
  29. 29. Descrição dos Projetos • Os Projetos definidos na etapa de balanceamento serão apresentados de forma sucinta por meio dos seus termos de abertura. São os seguintes: ID Projetos 1 Transporte para Todos 2 Mais Médicos de Abuc 3 Educação sem Exceção 4 ProjePaz 5 Lisarb +Política 6 Lixo Sustentável 7 Portal da Democracia
  30. 30. Projeto Transporte para todos Projeto Transporte para todos Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Aumentar uso de transporte público nas grandes cidades de Lisarb em 30%. 2. Aumentar a eficiência produtiva (Receita/Custos totais) do transporte público em 10%. 3. Diminuir congestionamentos nas grandes cidades em 20%. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de Lisarb: vem sofrendo pressão da população devido ao aumento no preço das passagens. 2. População de Lisarb: reclama constantemente da qualidade do transporte público; gostaria que as passagens não ficassem mais caras; sofre com congestionamentos. 3. Ministério dos transportes: não encontra soluções simples para melhorar o transporte publico Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Março de 2015 2. Fim do Projeto: Outubro de 2018 Premissas 1. 80% da frota utilizada atualmente continuará operando daqui 4 anos. 2. Haverá possibilidade de realizar cortes no orçamento. 3. Haverá possiblidade de renegociar e auditar contratos dos prestadores de serviço. Restrições 1. O projeto exclui melhorias para o transporte aéreo de passageiros e cargas. 2. O projeto exclui melhorias para transporte pluvial e marítimo. 3. O projeto exclui melhorias para o transporte ferroviário interestadual. Orçamento estimado 50 bilhões de Lunas
  31. 31. Projeto Mais Médicos de Abuc Projeto Mais Médicos de Abuc Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Aumentar o atendimento médico de comunidades carentes em 25%. 2. Financiar o regime político de Abuc por 3 anos com 75% dos salários dos 10 mil médicos sendo destinados diretamente para o tesouro do governo de Abuc. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de Lisarb: vem sofrendo pressão da população devido à carência e precariedade do atendimento médico do sistema público de saúde. 2. População de Lisarb: reclama constantemente da qualidade do sistema público de saúde; sofre com longas filas de atendimento; sofre com a falta de médicos em comunidades carentes e que não atraem a maioria dos médicos. 3. Governo de Abuc: precisa de capital para financiar o sistema político. Não encontra soluções para manter o regime a longo prazo sem ajuda de Lisarb Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Fevereiro de 2015 2. Fim do Projeto: Fevereiro de 2016 Premissas 1. A prioridade a ser comunicada sore o projeto é a melhora à saúde. 2. A ajuda a Abuc, embora fundamental para o governo de Lisarb, deve ser minimizada para os olhos da população Restrições 1. O projeto exclui o destino dos profissionais de Abuc após o período de 3 anos. 2. O projeto exclui melhorias ao sistema de saúde com profissionais lisarbeanos. 3. O projeto exclui preparação cultural dos médicos de Abuc. Orçamento estimado 300 milhões de Lunas
  32. 32. Educação sem Exceção Projeto Educação sem Exceção Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Diminuir número de analfabetos em 40%. 2. Diminuir índice de evasão escolar em 60%. 3. Aumentar a média de escolaridade dos lisarbeanos de 7 anos para 8 anos. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de Lisarb: sofre pressões da população e da mídia por não investir o suficiente em educação. É indicado como o responsável pelos índices de analfabetismo e evasão escolar. 2. População de Lisarb: é pouco escolarizada, apresenta índices ruins de desempenho escolar em relação ao resto do continente, não consegue mellhores vagas nas empresas locais por fala de qualificação educacional. 3. Setor privado de Lisarb: sofre com falta de m.d.o. especializada. Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Junho de 2015 2. Fim do Projeto: Outubro de 2018 Premissas 1. Haverá possibilidade de realizar parcerias com sistemas de ensino e demais empresas do setor privado. 2. Haverá possibilidade de utilizar métodos baratos de ensino à distância. Restrições 1. O projeto exclui melhorias para o ensino médio. 2. O projeto exclui melhorias para o ensino superior. 3. O projeto exclui melhorias para o ensino profissionalizante. Orçamento estimado 80 bilhões de Lunas
  33. 33. Projeto ¨Projepaz Projeto Projepaz Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Aumentar o numero de viaturas nas grandes cidades de Lisarb em 80%. 2. Aumentar o numero de policiais nas grandes cidades de Lisarb em 80%. 3. Diminuir criminalidade nas cidades mais violentas de Lisarb em 20%. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de Lisarb: vem sofrendo pressão da população devido à falta de segurança percebida nas ruas. 2. População de Lisarb: sofre com o aumento da criminalidade e sensação de impunidade com relação aos criminosos. 3. Polícia civil de Lisarb: se sente ameaçada pelo aumento da criminalidade e carência de mão de obra, equipamentos e apoio do governo. Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Março de 2015 2. Fim do Projeto: Novembro de 2017 Premissas 1. Há mão de obra potencial em Lisarb para ocupar os postos de trabalho a serem gerados. 2. A melhora com a patrulha intensiva será equivalente a demais casos de sucesso atingidos em outros países que adotaram a mesma medida. Restrições 1. O projeto exclui melhorias no sistema carcerário (construção de presídios). 2. O projeto exclui melhorias para a polícia militar. 3. O projeto exclui reformas judiciais (de julgamento de criminosos). Orçamento estimado 850 milhões de Lunas
  34. 34. Projeto Lisarb + Política Projeto Lisarb + Política Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Diminuir o número de abstenções em eleições presidenciais em 90%. 2. Diminuir o número de votos brancos, nulos e indecisos, de 33% dos totais de votos, para menos de 10%. 3. Diminuir rejeição aos políticos governistas. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de situação de Lisarb: vem sofrendo com queda da popularidade devido aos escândalos de corrupção constantes.O número de eleitores têm caído em torno de 10% a cada eleição. 2. População de Lisarb: reclama da corrupção, má fé na gestão pública e da falta de bons candidatos nos quais votar durante as eleições. 3. Políticos de oposição: gostaria de converter votos brancos, nulos e indecisos para si. Acredita ter sérias chances de assumir o poder nas próximas eleições. Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Março de 2015 2. Fim do Projeto: Dezembro de 2018 Premissas 1. O ritmo de escândalos de corrupção a serem descobertos se manterá estável. 2. Os movimentos sociais lisarbeanos ainda estarão sob controle governamental. 3. Não haverá formação de novas frentes políticas significativas em Lisarb. Restrições 1. O projeto exclui melhorias no sistema judicial de Lisarb. 2. O projeto exclui melhorias no sistema eleitoral de Lisarb. 3. O projeto exclui realização de novas melhorias após o prazo do projeto. Orçamento estimado 8 bilhões de Lunas
  35. 35. Projeto Lixo Sustentável Projeto Lixo Sustentável Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Aumentar volume de reciclagem do lixo em 30%. 2. Aumentar o número de recicladoras de lixo em 20%. 3. Aumentar o número de pessoas empregadas em reciclagem de lixo em 30%. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de Lisarb: gostaria de ser reconhecido como referência continental em termos de reciclagem de lixo e apoio a leis ambientais. 2. Recicladoras de lixo: reclamam da falta de investimentos governamentais e benefícios fiscais no setor de coleta e reciclagem do lixo. Carecem de investimentos para modernizar suas instalações. 3. Empresas do setor privado: Estão dispostas a formar parcerias com o setor público e com recicladoras de lixo para garantir mercado e simpatia dos clientes. Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Março de 2015 2. Fim do Projeto: Outubro de 2017 Premissas 1. Existe possibilidade de concessão de benefícios fiscais generosos do governo para recicladoras de lixo sem comprometimento das contas públicas. 2. Mais de 30% do lixo produzido atualmente em Lisarb pode ser reciclado Restrições 1. O projeto exclui campanhas de conscientização de famílias em âmbito nacional para diminuir produção de lixo. 2. O projeto exclui destinação adequada de lixo radiativo Orçamento estimado 6 bilhões de Lunas
  36. 36. Projeto Portal da Democracia Projeto Portal da Democracia Gerente do Projeto e autoridade A definir; autoridade de contratar e demitir funcionários da equipe técnica do projeto, convocar reuniões pertinentes ao projeto e autoridade limitada para realizar mudanças – quaisquer mudanças de escopo devem ser autorizadas pelo patrocinador do projeto Objetivos do Projeto 1. Criação de um portal eletrônico que seja visto por 5% da população. 2. Veicular todas as notícias não difamatórias relacionadas ao governo neste portal. 3. Aumentar em 3% o conhecimento da população jovem sobre ações do governo. Principais Partes interessadas e respectivos interesses 1. Governo de Lisarb: gostaria de ter uma presença marcante com a população lisarbeana que tem acesso à internet. 2. População de Lisarb: rejeita tentativas de comunicações obrigatórias do governo (como acontece atualmente na rádio e televisão). Não confia em meios de comunicação mantidos pelo governo. Prefere obter informação sobre o governo por meio de meios de comunicação imparciais ou oposicionistas. 3. Políticos de oposição: atacam constantemente as tentativas de comunicação do governo Cronograma de marcos 1. Início do Projeto: Fevereiro de 2015 2. Fim do Projeto: Dezemro de 2016 Premissas 1. Existe interesse da população pela política lisarbeana. 2. Não haverá um aumento desproporcional de notícias negativas do governo Restrições 1. O projeto exclui campanhas eleitorais 2. O projeto exclui a manutenção do portal após o período do projeto. Orçamento estimado 50 milhões de Lunas
  37. 37. • Essas são as linhas gerais para a implantação de um PMO e projetos sugeridos para atender aos objetivos estratégicos de Lisarb apresentados pela Orion Consultoria em Projetos • Estamos à disposição para discutir em detalhe, prestar esclarecimentos, o que for necessário para garantir o completo entendimento deste estudo, efetuar eventuais modificações solicitadas, para então poder passar à fase seguinte, de uma proposta comercial Conclusão
  38. 38. Contatos Julio Verrengia julioverrengia@Yahoo.com.br Cel.: 55 11 9 7440-9976 Marcos Massuda Marcos.massuda@gmail.com Rossana Venturieri Ro.venturieri@gmail.com Cel.: 55 11 9856 03397 Av. Interestelar 411 – Bairro Cosmos São Paulo-SP – Brasil diretoria@orionconsultoria.com.br Tel 55 11 38841944

×