Projeto PMO em LISARB

430 visualizações

Publicada em

Titulo: Projeto PMO em LISARB
Alunos:Joel Ribeiro,
Cidade: Berrini
Disciplina: PMO
Turma: GEEP 10
Data:10-06-2013
Hora:23:30
Comentarios:Caro Prof. Marco,
não encontrei o nome do Leonardo Peliz que faz parte da minha dupla cadastrado na lista de integrantes.
Peço por gentileza considerá-lo.
Atenciosamente
Joel Ribeiro

Publico até ápos a correção

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Comentários
    Introdução: ok;
    Objetivo do trabalho: ok;
    Identificação: sugere-se que sejam identificados os nomes dos projetos em formato de mnemônicos; sugere-se identificar mais projetos;
    Categorização: ok;
    Avaliação: sugere-se justificar os critérios e os pesos adotados;
    Seleção: sugere-se aplicar o sistema de pontuação com base nos critérios e pesos da etapa de avaliação;
    Priorização: ok; relacionado ao tópico anterior.
    Balanceamento: sugere-se elaborar o gráfico de bolhas;
    Rebalanceamento: ok;
    Nível de maturidade: ok;
    Benefícios do PMO: ok;
    Nível hierárquico: ok;
    Função do PMO: ok;
    Modelo de PMO: ok;
    Etapas de implementação: ok;
    Métricas: ok;
    Fatores críticos de sucesso: ok;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
95
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto PMO em LISARB

  1. 1. PMO EM LISARBMBA em Gestão Estratégica e Econômica de ProjetosDisciplina: Project Office e Nível de MaturidadeProfessor: Doutor Marco Antonio CoghiCidade: São PauloTurma: GEEPT10
  2. 2. Equipe de ProjetosRP Consultoria de projetosJoel Cardoso RibeiroLeonardo Peliz
  3. 3.  A RP CONSULTORIA DE PROJETOS é uma empresa especializadaem gerenciamento profissional de portfólios, projetos e implantaçãode PMO.PMO em LISARBEmpresa:
  4. 4. PMO em LISARBObjetivo: Identificar projetos a partir do planejamento estratégico de LISARB Implantação de PMO em LISARB
  5. 5. PMO em LISARBProjetos Identificados: 1- Implantação de rigoroso procedimento para contratação deserviços e prestação de contas públicas visando redução dacorrupção e economia para LISARB. 2-Criação de um projeto de construção industrializada de módulosescolares para levar a escolaridade as população menos favorecida. 3-Desburocratização do sistema judicial para promover a agilidadenos tribunais, criando metas de tempo para cada processo. 4- Criação de fóruns públicos de debate onde os cidadãos podemexpor opiniões e apresentar projetos e ideias 5- Criação de um fundo para premiar as empresas que reduzirem aemissão de gases de efeito estufa e reduzirem o desperdício.
  6. 6. PMO em LISARBCategorização dos projetos: Categoria 1 – Cidadania e desenvolvimento sustentável (projetos 4 e5) - Ambos os projetos são a base na criação de um futuro melhorpara os cidadãos Categoria 2 – Eficiência e rigor (projetos 1, 2 e 3) – Todos os projetosapresentam medidas concretas para reduzir custos (desburocratizar ee criar infraestrutura para educação
  7. 7. PMO em LISARBAvaliação:Através de consultores internos da nossa empresa e de algunsespecialistas contratados, criamos critérios de avaliação (Custo,Recursos Humanos, Risco, Duração e Benefícios) . Estabelecemos opeso relativo para cada critério (5, 4, 3, 2, 1) e avaliamos cada projetosegundo cada um dos critérios.Desta forma ficamos com os projetos listados de 1 a 5.
  8. 8. PMO em LISARBSeleção: Verificamos que, essencialmente devido a capacidade financeira(parcela do orçamento de estado dedicada ao PMO), e aos recursoshumanos disponibilizados (funcionários públicos), apenas 3 dos 5projetos identificados e avaliados foram selecionados:- Criação de um projeto de construção industrializada de módulosescolares para levar a escolaridade a população menos favorecida- Criação de fóruns públicos de debate onde os cidadãos podem exporopiniões e apresentar projetos e ideias- Criação de um fundo para premiar as empresas que reduzirem aemissão de gases de efeito estufa e reduzirem o desperdício.
  9. 9. PMO em LISARBPriorização: Os critérios de pontuação usados na fase de avaliação foramdeterminantes para priorizar os projetos da seguinte forma (usando apontuação mais alta na avaliação): 1- Criação de um fundo para premiar as empresas que reduzirem aemissão de gases de efeito estufa e reduzirem o desperdício. 2- Criação de um projeto de construção industrializada de módulosescolares para levar a escolaridade a população menos favorecida. 3- Criação de fóruns públicos de debate onde os cidadãos podemexpor opiniões e apresentar projetos e ideias
  10. 10. PMO em LISARBBalanceamento do portifólio: Através da análise do Gráfico de Bolhas facilmente entendemos que oportfólio está balanceado.Os projetos escolhidos contemplam as duas categorias escolhidas;temos um dos projetos com custo elevado (construção de escolas),outro com médio (prêmio para reduzir emissão de gases) , outro combaixo (criação de fóruns); abraçam a intervenção de váriosministérios também.Por estas razões verificamos que de fato o portfolio está balanceado.
  11. 11. PMO em LISARBNível de maturidade: Baseado na análise realizada a partir de uma pesquisa com oscolaboradores, foi identificado que LISARB encontra-se no nível 2 dematuridade que caracterizamos como básico e que visualizamosbastante espaço para melhorias.Cada ministério parece que usa a sua própria padronização eprocedimentos, e o governo parece não ter os ministérios a funcionarem conjunto com vista a alcançar os objetivos propostos.A Presidência já reconheceu a necessidade de um PMO que permitauma visão global sobre todos os projetos em andamento
  12. 12. PMO em LISARBBenefícios da implantação de um PMO: Maior eficiência nos projetos Acesso rápido a informações dos projetos Melhor gerenciamento dos recursos (Orçamento de Estado efuncionários públicos) Dar visibilidade sobre os projetos a Presidência Consolidar e tratar em conjunto os dados passados pelos diversosministérios Antecipação de problemas no país Gerênciar adequadamente as expectativas dos cidadãos
  13. 13. PMO em LISARBNíveis hierárquicos dos PMOs sugeridos para LISARB PMO Nível 2 e PMO Nível 3 Nível 2 será o nível apropriado para o executivo de LISARB, pois oPMO não poderá se concentrar em projetos individuais e sim terá devisar os projetos como um todo. É desta forma que um país deveencarar a governância – todos os projetos visam o bem comum etodos os projetos (em curso, e os propostos pelo PMO) deverão terinterdependências de forma a termos uma maior eficiência derecursos. Acima do Nível 2, mais próximo da Presidência, deveremos ter umPMO Nível 3. Mais do que visar os processos e recursos, este PMOdeverá desenhar com o Presidente, uma estratégia para o país. EstePMO deverá funcionar como um “conselheiro de Estado”
  14. 14. PMO em LISARBFunção: A função adotada será de Métodos e procedimentos.No início da implantação, esta será a função adequada, sendo quetemos como objetivo uma evolução que leve o PMO a obter numfuturo próximo a “Integração com o negócio”.Pensamos ser essencial a função de comunicar e reportar aoPresidente o andamento dos projetos, gerenciar as expectativas doscidadãos de LISARB, criar metodologias e procedimentos, e evoluirpara a Integração com o Negócio, criando políticas com aPresidência, criando interfaces funcionais entre os diversosministérios e gerenciando também os clientes internos – ministros egovernantes.
  15. 15. PMO em LISARBModelo adotado: Torre de controle e Estação MeteorológicaSendo que o modelo Torre de Controle é, na nossa opinião, o modelomais completo, este deve ser combinado com o modelo EstaçãoMeteorologica, pois é importante ter visibilidade sobre progresso,cronograma, riscos, problemas, e também definir parâmetros eferramentas.O modelo adotado vai assim passar aos ministérios instruções,parâmetros, para gestão dos projetos e ao mesmo tempo funcionarcomo uma auditoria constante.
  16. 16. PMO em LISARBEtapas de implementação: Fase I – a fase onde o PMO define as metas e objetivos com aPresidência. O país e sua organização deve ser estudado, definindo oseu modelo de maturidade enquanto gestor do país.Deverão ser efetuadas reuniões com todos os ministérios e criadasequipes onde serão delegadas funções próprias.A estratégia é definida nesta fase.. Fase II – Elaboração de modelos e padrões, implementação detecnologias e catalogação de projetos. Esta é também uma fase detreinamento. Fase III – Aqui estamos já em fase de implantação efetiva deferramentas e gerenciamento estratégico de todos os projetos,gerenciando recursos criando interdependências entre eles.
  17. 17. PMO em LISARBEtapas de implementação: Fase IV – Já em fase de aperfeiçoamento e melhoria contínua. Todosos padrões estão estabelecidos e o gerenciamento é feitoadequadamente.
  18. 18. PMO em LISARBMétricas de sucesso adotadas: Pesquisas de satisfação – deverá haver uma padronização dequestionários para medir a aceitação dos cidadãos (quem irá emúltima instância aferir os benefícios da implantação de PMO) Tempo médio que os processos demoram na justiça Número de associações de cidadãos criadas para intervenção na vidapública Número de bancos de escola por cidadão Equidade na distribuição da riqueza (que revela a evolução social) Índices de gases de efeito de estufa (que prejudicam o ambiente)
  19. 19. PMO em LISARBFatores críticos de sucesso: Patrocínio Executivo - o próprio Presidente de LISARB terá de estarcompletamente envolvido, acreditando no projeto, e permitindoacesso a todos os recursos necessários para o desenvolvimento eimplantação da estratégia de investimento. Infrastrutura diponível – Meios financeiros e acesso a informação porparte dos ministérios Estratégia de comunicação com a comunidade – as pessoas devemser convencidas que as mudanças são necessárias e que no futuroirão ser beneficiadas
  20. 20. FIMFIM: FIM

×