Análise economica financeira

6.261 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
205
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
95
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise economica financeira

  1. 1. Análise Econômica e Financeira de Empresas Profa. Delza Rodrigues de Carvalho Perspectivas dos AnalistasN Análise de crédito bancário: liquidez/ fluxo de caixa.N Análise de Investimentos: crescimento e rentabilidadeN Gerente Financeiro: saúde financeiraN Diferentes respostas Diferentes objetivos Diferentes informações
  2. 2. Papel das Demonstrações Financeiras Balanço Patrimonial Fotografia (estática) Visão dos recursos e obrigações •Demonstração de Resultados Entradas e Saídas Desempenho operacional •Fluxo de Caixa (DOAR) Usos e alocação do caixa Financiamento, Investimento, e Operações Análise Financeira : Empresa em Equilíbrio FinanceiroAtivo Financeiro R$ 3.500 Passivo Financeiro R$ 2.200Ativo Cíclico R$ 7.600 Passivo Cíclico R$ 5.300Ativo Permanente R$ 6.400 Passivo Permanente R$ 10.000
  3. 3. Indicadores de Avaliação da Estrutura Financeira1. Empresa em Equilíbrio FinanceiroN CCL: Volume de recursos de longo prazo alocados para financiar o giro CCL = R$ 11.000 – R$ 7.500 CCL = R$ 3.600N NIG: Montante de capital permanente que uma empresa necessita para financiar seu capital de giro. Esse volume é determinado pelo nível de atividade da empresa (produção e vendas) e prazos operacionais ( cobrança, venda, pagamentos). NIG = R$ 7.600 – R$ 5.300 NIG = R$ 2.300 (financiada por passivo cíclico) Indicadores de Avaliação da Estrutura Financeira1. Empresa em Equilíbrio FinanceiroN ST: Medida de margem de segurança financeira de uma empresa, que indica sua capacidade interna de financiar um crescimento da atividade operacional ST = R$ 3.500 – R$ 2.200 ST = R$ 1.300N NTFP: Montante de recursos de longo prazo necessários para financiar sua atividade. NTFP = R$ 2.300 +R$ 6.400 NTFP = R$ 8.700
  4. 4. Empresa em Desequilíbrio Financeiro Ativo Financeiro R$ 1.500 Passivo Financeiro R$ 3.500 Ativo Cíclico R$ 6.000 Passivo Cíclico R$ 5.200 Ativo Permanente R$ 10.000 Passivo Permanente R$ 8.800 Indicadores de Avaliação da Estrutura Financeira1. Empresa em Desequilíbrio FinanceiroN CCL: Volume de recursos de longo prazo alocados para financiar o giro CCL = R$ 7.500 – R$ 8.700 CCL = (R$ 1.200) existência de recursos de curto prazo financiando ativos de longo prazo.N NIG: Montante de capital permanente que uma empresa necessita para financiar seu capital de giro. Esse volume é determinado pelo nível de atividade da empresa (produção e vendas) e prazos operacionais. NIG = R$ 6.000 – R$ 5.200 NIG = R$ 800 (financiada por passivo financeiro)
  5. 5. Indicadores de Avaliação da Estrutura Financeira 1. Empresa em Desequilíbrio Financeiro N ST: Medida de margem de segurança financeira de uma empresa, que indica sua capacidade interna de financiar um crescimento da atividade operacional ST = R$ 1.500 – R$ 3.500 ST = (R$ 2.000) N NTFP- Necessidade Total de Financiamento Permanente Montante de recursos de longo prazo necessários para financiar sua atividade. NTFP = R$ 800 +R$ 10.000 NTFP = R$ 10.800 DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOSESTRUTURA DE BAIXO RISCOAtivo Financeiro R$ 30.000 Passivo Financeiro R$ 10.000Ativo Financeiro R$ 30.000 Passivo Financeiro R$ 10.000Ativo Cíclico R$ 40.000 Passivo Cíclico R$ 50.000Ativo Cíclico R$ 40.000 Passivo Cíclico R$ 50.000Ativo Permanente R$ 70.000 Passivo Permanente R$ 80.000Ativo Permanente R$ 70.000 Passivo Permanente R$ 80.000CCL = R$ 70.000 – R$ 60.000 CCL = R$ 10.000CCL = R$ 40.000––R$ 8.700NIG = R$ 7.500 R$ 50.000 CCL = NIG 1.200 10.000) (R$ = (R$NIG = R$ 30.000––R$ 5.200ST = 6.000 R$ 10.000 NIG = R$ 800R$ 20.000 ST =ST = R$ (R$ 10.000)3.500 70.000ST = NTFP = R$ 60.000NTFP = 1.500 – R$ +R$ (R$ 2.000)NTFP > 0≥ CCL= R$ 800 +R$ 10.000 NTFP = R$ CCL > NIG 10.800 NIG < 0 ST > 0
  6. 6. DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOSESTRUTURA DE BAIXO RISCOAtivo Financeiro R$ 30.000 Passivo Financeiro R$ 20.000Ativo Financeiro R$ 30.000 Passivo Financeiro R$ 10.000Ativo Cíclico R$ 60.000 Passivo Cíclico R$ 40.000Ativo Cíclico R$ 40.000 Passivo Cíclico R$ 50.000Ativo Permanente R$ 50.000 Passivo Permanente R$ 80.000Ativo Permanente R$ 70.000 Passivo Permanente R$ 80.000CCL = R$ 90.000 – R$ 60.000 CCL = R$ 30.000CCL = R$ 60.000––R$ 8.700NIG = R$ 7.500 R$ 40.000 CCL = NIG 1.200 20.000 (R$ = R$NIG = R$ 30.000––R$ 5.200ST = 6.000 R$ 20.000 NIG = R$ 800R$ 10.000 ST =ST = R$ R$ 20.000 +R$ 50.000 ST =NTFP = R$ 70.000NTFP = 1.500 – R$ 3.500 (R$ 2.000)NTFP > 0≥ CCL= R$ 800 +R$ 10.000 NTFP = R$ CCL > NIG 10.800 NIG > 0 ST > 0 DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOS ESTRUTURA DE BAIXO RISCOESTRUTURA DE BAIXO RISCOAtivo Financeiro R$ 30.000 Passivo Financeiro R$ superar Conclusão: O crescimento do NIG não deve 10.000Ativo Cíclico mantido pela empresa, o ST R$ 40.000 Passivo Cíclico evitando a R$ 50.000 desestabilização de sua estrutura financeira.Ativo Permanente R$ 70.000 Passivo Permanente R$ 80.000CCL = R$ 7.500 – R$ 8.700 CCL = (R$ 1.200NIG = R$ 6.000 – R$ 5.200 NIG = R$ 800ST = R$ 1.500 – R$ 3.500 ST = (R$ 2.000)NTFP = R$ 800 +R$ 10.000 NTFP = R$ 10.800
  7. 7. DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOSESTRUTURA DE RISCO MÉDIOAtivo Financeiro R$ 10.000 Passivo Financeiro R$ 20.000Ativo Cíclico R$ 60.000 Passivo Cíclico R$ 40.000Ativo Permanente R$ 70.000 Passivo Permanente R$ 80.000CCL = R$ 70.000 – R$ 60.000 CCL = R$ 10.000NIG = R$ 60.000 – R$ 40.000 NIG = R$ 20.000ST = R$ 10.000 – R$ 20.000 ST = (R$ 10.000)NTFP = R$ 20.000 +R$ 70.000 = R$ 90.000NTFP – Necessidade Total de Financiamento para GiroCCL > 0 CCL < NIG DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOS ESTRUTURA DE RISCO MÉDIO Conclusão: CCL insuficiente para financiar toda sua necessidade de investimento em giro; A empresa recorre ao mercado financeiro (empréstimos de curto prazo) para tomada de recursos necessários a seu giro.
  8. 8. DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOSESTRUTURA DE ALTO RISCOAtivo Financeiro R$ 30.000 Passivo Financeiro R$ 50.000Ativo Cíclico R$ 35.000 Passivo Cíclico R$ 30.000Ativo Permanente R$ 75.000 Passivo Permanente R$ 60.000CCL = R$ 65.000 – R$ 80.000 CCL = (R$ 15.000)NIG = R$ 35.000 – R$ 30.000 NIG = R$ 5.000ST = R$ 30.000 – R$ 50.000 ST = (R$ 20.000)NTFP = R$ 5.000 +R$ 75.000 NTFP = R$ 80.000CCL < 0 CCL < NIGNIG > 0 ST < 0 DIFERENTES ESTRUTURAS FINANCEIRAS E RISCOS ESTRUTURA DE ALTO RISCO Conclusão CCL negativo, indicando uma insuficiência de recursos para financiar aplicações de longo prazo.
  9. 9. Avaliação da Estrutura Financeira Efeito Tesoura Quando a Empresa apresenta por vários exercícios seguidos um crescimento do NIG superior ao do CCL, diz-se que ele convive com o denominado efeito tesoura. Identificado por um crescente saldo em tesouraria negativo Razões do Efeito Tesoura : crescimento elevado do nível de atividade empresarial; desvio de recursos para imobilizações e inflação. Projeções da Necessidade de Investimento em GiroPrazos do Ciclo Operacional Prazo Médio de Estocagem (PME) = Estoques/CMV X 90 Prazo Médio de Cobrança (PMC)= Valor a Receber/Vendas X 90 Prazo Médio de Pagamentos a Fornecedores (PMPF) = Fornecedores/Compras X 90 Prazo Médio de Pagamento de Despesas Operacionais (PMPD) = Despesas a Pagar / Despesas Incorridas X 90
  10. 10. Projeções da Necessidade de Investimento em GiroReceitas de Vendas R$ 1.800,00CMV R$ 1.060,00Lucro Bruto R$ 740,00Despesas Operacionais R$ 260,00Depreciação R$ 29,00Lucro Operacional R$ 451,00Despesas Financeiras R$ 25,00Lucro Antes do IR R$ 426,00Provisão De IR R$ 170,00Lucro Liquido R$ 256,00 Prazos do Ciclo Operacional Prazo Médio de Estocagem (PME) = 50 dias Prazo Médio de Cobrança (PMC)= 30 dias Prazo Médio de Pagamentos a Fornecedores (PMPF) = 30 dias Prazo Médio de Pagamento de Despesas Operacionais (PMPD) = 20 dias As compras das mercadorias para o trimestreR$ 1.380,00
  11. 11. Prazos do Ciclo Operacional Prazo Médio de Estocagem50 = Estoques/R$ 1.060,00 X 90Estoques = 1.060* 50/ 90 = 588,90Investimento médio em estoques= R$ 588,90 Prazo Médio de Cobrança 30 = Valor a Receber/R$1.800,00 X 90Valores a Receber = R$ 1.800*30/90 =Investimento médio de valores a receber = R$ 600,00 Prazos do Ciclo Operacional Prazo Médio de Pagamentos a Fornecedores30 = Fornecedores/R$ 1.380,00 X 90Fornecedores = 1.380,00*30/90Financiamento médio por fornecedores = R$ 460,00 Prazo Médio de Pagamento de Despesas Operacionais20 = Despesas a Pagar / R$ 260,00 X 90Financiamento médio por Despesas Operacionais = R$ 57, 80 Os valores apurados indicam os investimentos demandados pelos ativos operacionais cíclicos, e os financiamentos de natureza cíclica inerentes à atividade da empresa.
  12. 12. Necessidade de Capital de GiroVenda Média/dia=R$ 1.800/90 dias R$ Dias de Vendas= 20 dias Investimentos Cíclicos 1.188,90 Valores a Receber 600,00 600,00/20 = 30 Estoques 588,90 588,90/20 = 29,4 Financiamentos Cíclicos 517,80 Fornecedores 460,00 460,00/20 = 23,0 Despesas Operacionais 57,80 57,80/20 = 2,9 NIG 671,10 33,5 Necessidade de Capital de Giro NIG (Vendas = R$ 1.800) R$ 1.800/90*33,5 = R$ 671,10 NA Necessidade de Capital de Giro é determinada pela parte do investimento operacional cíclico não coberta pelos passivos cíclicos NO NIG de R$ 671,10 projetado para o trimestre equivale a 33,5 dias de venda. NPara preservação do equilíbrio financeiro, essa necessidade de capital deve ser financia por recursos permanentes.
  13. 13. Análise Financeira: Indicadores EstáticosLiquidez Corrente (AC/PC)Liquidez Geral (AC+RLP)/(PC+ELP)Liquidez Seca (AC- (AC-Est)/PCLiquidez ImediataLI= (Disponibilidades (Caixa+Bancos+Aplicações de Curtíssimo Prazo) /PC Análise Econômica: Indicadores Dinâmicos N Payback N Taxa de Retorno Contábil N Valor Presente Líquido (NPV) N Índice de Rentabilidade (P I) N Taxa Interna de Retorno (IRR
  14. 14. Método do PaybackN O período de payback de um investimento é o número de anos requeridos para recuperar o investimento inicial.N Vantagem e Desvantagens Payback é fácil (cálculo e compreensão) Ignora qualquer fluxo de caixa que ocorre depois do período de payback. payback. Essa abordagem enfatiza retornos imediatos Essa abordagem descrimina projetos de longo prazo. Payback não considera o valor do dinheiro no tempo Taxa de Retorno Contábil (TRC Σ Lucro Líquido t TRC 1 = Invest. Val. Residual 2N Aceitar/rejeitar é baseado nas taxas de retorno contábil..N Essa fórmula assume uma depreciação linear; então, o investimento médio em um projeto é igual ao investimento mais o valor residual dividido por dois. Uso do lucro, no lugar do F.Cx. Não considera o valor do dinheiro no tempo tempo.
  15. 15. Taxa de Retorno Contábil (TRC) Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5Receitas 433.333 450.000 266.667 200.000 133.333Despesas 200.000 150.000 100.000 100.000 100.000Lucro 233.333 300.000 166.667 100.000 33.333Depreciação 100.000 100.000 100.000 100.000 100.000LAIR 133.333 200.000 66.667 0 -66.667Impostos 25% 33.333 50.000 16.667 0 -16.667LL 100.000 150.000 50.000 0 -50.000 Taxa de Retorno Contábil (TRC) LLM =100.000+150.000+50.000+0-50.000/5 LLM=R$ 50.000 VCM= 500.000+ 0/2= R$ 250.000 RCM= R$ 50.000/ R$ 250.000= 20% Se a empresa possuir uma meta de RCM superior a 20%, então esse investimento será aceitável
  16. 16. Valor Presente LíquidoN O VPL de uma proposta de investimento é igual ao valor presente dos fluxos de caixas anuais depois da tributação menos o investimento inicial. O NPV pode ser expresso por : n ACFt npv = – IO + Σ t=1 1+r tN Onde IO é o Investimento Inicial, ACFt é o fluxo de caixa diferencial anual depois da tributação na data t, r é a taxa apropriada de desconto, e n é a vida esperada do projeto. Índice de RentabilidadeN O índice de lucratividade é a razão entre o valor presente dos futuros fluxos de caixa diferenciais e o Investimento Inicial (IO). Pode ser expresso : n ACFt Σ t=1 1+rt PI = IO O critério de aceitar/rejeitar para o método PI é o seguinte : Se PI ≥ 1 então aceitar senão rejeitar aceitar; rejeitar. Se PI ≥ 1 então aceitar senão rejeitar aceitar;
  17. 17. Taxa Interna de Retorno (IRR)N O IRR é a taxa de desconto que iguala os valores presentes dos fluxos de caixa futuros com o investimento inicial (IO) de um projeto.N Matematicamente, a IRR é definida como uma taxa de modo que : n AC Ft IO = Σ t t=1 1 + IRR Taxa Interna de Retorno N O critério de aceitar/rejeitar pela IRR é : Se IRR ≥ r então Aceitar senão Rejeitar Aceitar; N O IRR trata com o valor do dinheiro no tempo. N Dificuldade para calcular . N A IRR apresenta algumas restrições. Taxa Múltiplas Projeto Mutuamente Exclusivos
  18. 18. Análise Econômica: Indicadores Estáticos Lucratividade (Rentabilidade) Retorno do Ativo- ROA LL/AT Retorno do Patrimômio Líquido- ROE LL/PL-LL Margem de Lucro LL/Vendas Retorno sobre o investimento- ROI LO/I Grau de Alavancagem Financeira –GAF ROE/ ROI Dividendo (D/LL) Balanço PatrimonialATIVO R$ PASSIVO R$ATIVO CIRCULANTE 8.026 PASSIVO CIRCULANTE 4.408 Disponibilidades 40 Fornecedores 725 Aplic. Financeiras 1.932 Financiamentos 1.432 Contas a Receber 2.465 Impostos a Recolher 456 Estoques 1.866 Salários e Contribuições 627 Outros 1.723 Dividendos a Pagar 357 Imposto de Renda 811REALIZÁVEL A LP 76 EXIGÍVEL A LP 1.878 Financiamentos 1.878ATIVO PERMANETE 8.792 PAT. LÍQUIDO 10.608TOTAL 16.894 TOTAL 16.894
  19. 19. RESULTADO DO EXERCÍCIO R$ N RECEITA OPERACIONAL N 14.213 N Custo dos Produtos Vendidos N ( 8.311) N Lucro Bruto N (5.902) N Despesas Operacionais e financeiras N (2.982) N Com Vendas N ( 1.714) N Administração N (927) N Honorários de Administração N (60) N Receitas Financeiras N 116 N Despesas financeiras N (397) N LAIR N 2.920 N Provisão para IR N (1.095) N LLO N 1.825 Análise Eco-FinanceiraCom base nas seguintes informações das DemonstraçõesContábeis, irão fazer as análises eco-financeiras calculando:NI- PARTE O Ativo Circulante Financeiro O Passivo Circulante Oneroso O Passivo Não Circulante4 Investimento Operacional em Giro – IOG; Capital CirculanteLíquido – CCL; Capital de Giro Próprio – CGP; Saldo emTesouraria – St.
  20. 20. Análise Eco-FinanceiraN II- PARTE Qual (ais) a(s) fonte (s) de aplicação (ões) (de recurso s), que financiam o Ativo Permanente, Realizável a Longo Prazo, CCL, IOG, Saldo em tesouraria e disponibilidades na conta Caixa e Bancos ? Análise Eco-FinanceiraN III- ParteN Lucratividade (Rentabilidade)Retorno do Ativo- ROA LL/ATRetorno do Patrimômio Líquido- ROE LL/PL-LLMargem de Lucro LL/VendasRetorno sobre o investimento- ROI LO/IGrau de Alavancagem Financeira –GAF ROE/ ROI

×