Cassyano J CorrerDepartamento de FarmáciaUniversidade Federal do Paranácassyano@ufpr.br
http://www.cebm.net/
Meta-análiseRevisãosistemáticaEnsaio clínicorandomizadoCoorteCaso-controleTransversaisSérie de casos / Relatos de casos(Ox...
NÍVEL	  2NÍVEL	  3NÍVEL	  4NÍVEL	  5NÍVEL	  1 N-of-1 randomized trialsORSystematic review of randomized trialsRandomized t...
NÍVEL	  2Grau	  de	  Recomendação:	  A	  –	  Estudos	  consistentes	  com	  Nível	  1	  B	  –	  Estudos	  consistentes	  c...
1. Formulação da perguntaOutcomes - DesfechosPesquisar se a pergunta já não foi respondida !!!ATALLAH; CASTRO, 1998; GREEN...
Formulaçãoda perguntaLocalizaçãodos estudos*Triagem*Elegibilidadee Inclusão*Análise dequalidade*Extraçãodos dados*Meta-aná...
doi:10.1371/journal.pmed1000097
2. Localização dos estudos  Estratégia de busca (descritores, operados boleanos,adaptação para as diferentes bases de dad...
3. Triagem e Seleção dos estudos  Critérios de inclusão  Critérios de exclusão  Triagem: Análise dos títulos e resumo ...
4. Avaliação da qualidade dos estudos  Avaliação da qualidade e risco de viés de ensaiosclínicoso  Escala de Jadado  Aval...
4. Avaliação da qualidade dos estudos - JadadJADAD et al., 1996Escala de Qualidade (Jadad, 1996)Dê 1 ponto para cada “sim”...
4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneAvaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)Tipo de viés Descriçã...
4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneRisco de viés Interpretação Dentro do estudoBaixoModeradoAltoViés inca...
4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneFormulário usado na Universidade Federal do Paraná. Correr, CJ.
http://www.cochrane.org/training/cochrane-handbookGRÁFICO DE RISCO DE VIÉS
GRÁFICO DE RISCO DE VIÉShttp://www.cochrane.org/training/cochrane-handbook
5. Extração dos dados•  Coleta das características do estudo•  Levantamento dos desfechos relatados nosestudos•  Coleta do...
6. Análise e apresentação dos resultadosSíntese qualitativa Síntese quantitativaMETA-ANÁLISESoftwares:Review ManagerSTATAC...
Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas
Avaliação da qualidade de RS – Instrumento AMSTAR1.  Um projeto foi realizado a priori?2.  A seleção dos estudos e extraçã...
Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas  Instrumento AMSTAR  Pontuação varia de 0 a 11•  Baixa qualidade: < 4•  ...
FIM...
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boas práticas para revisões sistemáticas

1.228 visualizações

Publicada em

Apresentação feita na UFRGS, Porto Alegre, em 30/04/2013.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.228
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boas práticas para revisões sistemáticas

  1. 1. Cassyano J CorrerDepartamento de FarmáciaUniversidade Federal do Paranácassyano@ufpr.br
  2. 2. http://www.cebm.net/
  3. 3. Meta-análiseRevisãosistemáticaEnsaio clínicorandomizadoCoorteCaso-controleTransversaisSérie de casos / Relatos de casos(Oxford Centre forEvidence-BasedMedicine, 2009)
  4. 4. NÍVEL  2NÍVEL  3NÍVEL  4NÍVEL  5NÍVEL  1 N-of-1 randomized trialsORSystematic review of randomized trialsRandomized trialORObservational study with dramatic effectNon-randomized controlled cohort/follow-up study**Case-series, case-control studies, or historically controlled studies**** As always, a systematic review is generally better than an individual study.  Mechanism-based reasoninghttp://www.cebm.net/mod_product/design/files/CEBM-Levels-of-Evidence-2.1.pdf
  5. 5. NÍVEL  2Grau  de  Recomendação:  A  –  Estudos  consistentes  com  Nível  1  B  –  Estudos  consistentes  com  nível  2  ou  3  OU  extrapolações  de  estudos  do  Nível  1  C  –  Estudos  Nível  4  OU  extrapolações  de  estudos  dos  Níveis  2  ou  3  D  –  Evidência  Nível  5  ou  estudos  de  qualquer  nível  que  sejam  inconclusíveis  ou  apresentam  inconsistência  problemáDca.
  6. 6. 1. Formulação da perguntaOutcomes - DesfechosPesquisar se a pergunta já não foi respondida !!!ATALLAH; CASTRO, 1998; GREEN, 2005; JUSTO; SOARES; CALIL, 2005; FUCHS 2010PICOComparaçãoIntervençãoProblema do PacienteS Study design
  7. 7. Formulaçãoda perguntaLocalizaçãodos estudos*Triagem*Elegibilidadee Inclusão*Análise dequalidade*Extraçãodos dados*Meta-análisesAnálises desensibilidade* Todas essas etapas são realizadas por dois revisores independentes.Após cada etapa é realizada uma reunião de consenso.Caso o consenso não seja obtido, um terceiro revisor participa da decisão.
  8. 8. doi:10.1371/journal.pmed1000097
  9. 9. 2. Localização dos estudos  Estratégia de busca (descritores, operados boleanos,adaptação para as diferentes bases de dados)  Bases de dados: Pubmed, Lilacs, Cochrane, Scopus,Science direct, Web of science, IPA, Embase, Scielo  Decisão entre sensibilidade e especificidade.  Busca manual complementar.
  10. 10. 3. Triagem e Seleção dos estudos  Critérios de inclusão  Critérios de exclusão  Triagem: Análise dos títulos e resumo  Elegibilidade: Análise na íntegra
  11. 11. 4. Avaliação da qualidade dos estudos  Avaliação da qualidade e risco de viés de ensaiosclínicoso  Escala de Jadado  Avaliação Cochrane do risco de viés  Avaliação da qualidade de estudos observacionaisanalíticoso  NOS (Newcastle-Ottawa Scale)
  12. 12. 4. Avaliação da qualidade dos estudos - JadadJADAD et al., 1996Escala de Qualidade (Jadad, 1996)Dê 1 ponto para cada “sim”Dê 0 ponto para cada “não”Dê 1 ponto para cada “sim”Retire 1 ponto para cada “não”O estudo foi descrito como randomizado?O estudo foi duplo-cego?Foram descritas as perdas e exclusões?A randomização foi descrita e é adequada?O cegamento foi descrito e é adequado?Variação de pontos = 0 a 5Qualidade pobre < 3
  13. 13. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneAvaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)Tipo de viés Descrição Domínios relevantesSeleçãoPerformanceDetecçãoAtritoPublicaçãoDiferenças no baseline dosgrupos comparadosGeração da sequência derandomização; manutençãodo sigilo da alocaçãoDiferenças no cuidadoprovido a cada grupocomparadoDiferenças entre grupos namensuração dos desfechosDiferenças entre gruposcom relação ao abandonodo estudoDiferenças entre os dadosreportados e não reportadosCegamento dos participantese profissionais envolvidosCegamento do profissionalresponsável pela mensuraçãodos desfechosDados relatados de formaincompletaSeleção de dados paraescrever o relatório/artigo
  14. 14. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneRisco de viés Interpretação Dentro do estudoBaixoModeradoAltoViés incapaz de alterar demodo importante o resultadodo estudoBaixo risco de viés paratodos os domínios-chaveViés capaz de gerar algumadúvida sobre os resultadosRisco de viés nãoesclarecido para um oumais domínios-chaveViés capaz de enfraquecerseriamente a confiança nosresultadosAlto risco de viés paraum ou mais domínios-chaveAvaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)Interpretação Risco de Viés
  15. 15. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneFormulário usado na Universidade Federal do Paraná. Correr, CJ.
  16. 16. http://www.cochrane.org/training/cochrane-handbookGRÁFICO DE RISCO DE VIÉS
  17. 17. GRÁFICO DE RISCO DE VIÉShttp://www.cochrane.org/training/cochrane-handbook
  18. 18. 5. Extração dos dados•  Coleta das características do estudo•  Levantamento dos desfechos relatados nosestudos•  Coleta dos resultados dos desfechos de interesseem tabelas pré - formuladas6. Análise e apresentação dos resultadosSíntese qualitativa Síntese quantitativa
  19. 19. 6. Análise e apresentação dos resultadosSíntese qualitativa Síntese quantitativaMETA-ANÁLISESoftwares:Review ManagerSTATACMAMEDCALCMETA-STETRWINBUGSADDISDIRETA INDIRETA
  20. 20. Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas
  21. 21. Avaliação da qualidade de RS – Instrumento AMSTAR1.  Um projeto foi realizado a priori?2.  A seleção dos estudos e extração dos dados foi realizada emduplicata?3.  Foi realizada uma pesquisa bibliográfica abrangente?4.  O tipo de publicação foi usado como um critério de inclusão(p.ex. Língua)?5.  Uma lista de estudos (incluídos e excluídos) foi fornecida?6.  As características dos estudos incluídos foi fornecida?7.  A qualidade científica dos estudos incluídos foi avaliada edocumentada?8.  A qualidade dos estudos incluídos foi usada apropriadamentena formulação das conclusões?9.  Os métodos utilizados para combinar os achados dos estudosforam apropriados?10.  A probabilidade de viés de publicação foi avaliada?11.  O conflito de interesse foi incluído?
  22. 22. Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas  Instrumento AMSTAR  Pontuação varia de 0 a 11•  Baixa qualidade: < 4•  Qualidade moderada: 5 – 7•  Alta qualidade: > 8
  23. 23. FIM...

×