SlideShare uma empresa Scribd logo
FÁCIES
Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
                       Sousa-
          rilva@ccm.ufpb.br
Fácies
• Designa o aspecto da face
   modificada pela doença
• Características morfológicas da
   face + expressão fisionômica
  • É um latinismo: fácies é
 singular e plural; palavra latina
       do gênero feminino.
Fácies
  • A grande maioria das fácies
  características é expressiva de
      endocrinopatia, doença
     metabólica ou doenças do
         sistema nervoso
• Atenção: exagerar na valorização da
     fácies pode conduzir a erros;
   observar traços constitucionais do
               paciente.
Fácies
• Incaracterística (atípica; compósita)
• Exemplos de fácies características de
  doenças:
 Fácies mixedematosa   Fácies tetânica
 Fácies basedowiana    Fácies depressiva
 Fácies leonina        Fácies lúpica
 Fácies cushingóide    Fácies mongolóide
 Fácies acromegálica   Fácies esclerodérmica
 Fácies miastênica     Fácies adenoidiana
 Fácies hipocrática    Fácies etílica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies mixedematosa
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies Basedowiana
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies Basedowiana
Fácies acromegálica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies acromegálica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies leonina
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies cushingoide
Fácies cushingoide
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies lúpica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies renal
Fácies renal
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies miastênica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies miastênica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies miopática
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies mitral
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies esclerodérmica
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Heliotropo
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Heliotropo
Fácies de paralisia facial
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies de paralisia facial
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies adenoidiana
SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia




Fácies depressiva
Fácies hipocrática
Redução da bola gordurosa de
    Bichat (Desnutrição)
Fácies Parkinsoniana
Fácies Addisoniana
Fácies demencial
Fácies alcoólica
Red Face – Uso contínuo de
    corticosteroide tópico
Fácies acondroplásica
Fácies de síndrome genética
Fácies de síndrome genética
Angioedema desfigurante
Sinal de Romaña
Fácies ???...
          Não; fisionomia ou rosto.
  Fácies é uma expressão desprovida de qualquer
significado quando empregada para indicar o rosto do
    indivíduo sadio: o emprego do termo “fácies”
            restringe-se ao contexto clínico.
A mesma pessoa, um ano depois:
      Fácies hipocrática
“O corpo vai bem ou mal segundo
              anunciam os olhos”
                          (Hipócrates)


http://semiologiamedica.blogspot.com/
As fotos apresentadas nesta aula foram
         obtidas de duas formas:
(1) De pacientes, com assinatura do Termo de
Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) por
   escrito, informando que poderiam ser
 publicadas sem sua identificação (modelo do
         TCLE usado – slide seguinte).
   (2) Publicadas por outros autores, com
referências apresentadas ao final desta aula.

        http://semiologiamedica.blogspot.com/
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO PARA OBTENÇÃO E UTILIZAÇÃO
DE IMAGENS
EU, _______________________________________________________, RG N.
_____________________, residente à Av./Rua ____________________________ n. _______,
complemento _________, Bairro ____________________, na cidade de
____________________________________, por meio deste Termo de Consentimento Livre e
Esclarecido, consinto que a Dra. ____________________ tire fotografias, faça vídeos e outros
tipos de imagens de mim, sobre o meu caso clínico. Consinto que estas imagens sejam utilizadas
para finalidade didática e científica, divulgadas em aulas, palestras, conferências, cursos,
congressos, etc... e também publicadas em livros, artigos, portais de internet, revistas científicas
e similares, podendo inclusive ser mostrado o meu rosto, usando-se formas para que não haja
minha identificação.
Este consentimento pode ser revogado, sem qualquer ônus ou prejuízo à minha pessoa, a meu
pedido ou solicitação, desde que a revogação ocorra antes da publicação.
Fui esclarecido de que não receberei nenhum ressarcimento ou pagamento pelo uso das minhas
imagens e também compreendi que o Dr. ___________________ e a equipe de profissionais
que me atende e atenderá durante todo o tratamento não terá qualquer tipo de ganhos
financeiros com a exposição da minha imagem nas referidas publicações.

Local, _______ de _________________ de 2___.
Assinatura*: ____________________________________
Paciente
CPF
RG
Créditos das Imagens Obtidas de Outros autores
ASOCIACIÓN LUPUS CHACO – ALUCHA. 2008. Jornadas médicas sobre lupus y enfermedades reumáticas.
Disponível em: <http://www.chacoonline.com.ar/noticia.php?nro_nota=3470>.Acesso em: 05 fev 2009.
CALVO, J. I. P. Acromegalia. 2006. Disponível em: <http://www.imagenmed.com/FMPro?-db=img.fp5&-
format=imagenmed%2fpaginai.html&-lay=intro&-sortfield=desc%5fimg%5f1&palabras%5fclave=Acromegalia&-max=20&-
recid=33377&-find> Acesso em: 20 fev 2009.
CALVO, J. I. P. Desnutricion. 2006. Disponível em: <http://www.imagenmed.com/especiales/ie1/sf0029.html> Acesso em:
22 mar 2009.
CASALES, S. Hipotiroidismo: manejo ambulatorio. 2003. Disponível em:
<http://www.medspain.com/pautas/hipotiroidismo.html>. Acesso em: 22 mar 2009.
FERREIRA, G. N.; VALENTE, N. Y. S.; ROMITI, R. Você conhece esta síndrome?. An. Bras. Dermatol. 81 (4): 381-383,
2006.
FOTOSEARCH BANCO DE IMAGENS. Banco de imagens. 2005. Diponível em:
http://www.fotosearch.com.br/SBY287/56386004/. Acesso em: 23 jul 2008.
GIORDANI, E. E. Exame físico geral. 2005. Disponível em:
<http://www.unifesp.br/dmed/climed/liga/cursos/ixcilacm/exame_fisico.ppt.> Acesso em: 04 abr 2009.
GUTIERREZ, A. Semiologia Qururgica. Disponível em: http://aleana-semiologiaquirurgica-
utesa.blogspot.com.br/2012/02/observacion-del-paciente.html. Acesso em: 13 fev. 2012.
LAMBERTUCCI, J.; OTONI, A.; REIS, M. A. Nephrotic syndrome in hepatosplenic schistosomiasis mansoni. Rev. Soc. Bras.
Med. Trop. 40 (4): 492-493, 2007.
LEITE, Rubens Marcelo Souza; LEITE, Adriana Aragão Craveiro; FRIEDMAN, Horácio and FRIEDMAN, Isabel. A síndrome
do respirador bucal como fator de risco para queilite actínica. An. Bras. Dermatol. vol.78, n.1 [cited 2013-02-13], pp. 73-
78, 2003 .
MENDES, B. Sistema endócrino. 2007. Disponível em: <http://crentinho.wordpress.com/2007/10/> Acesso em 10 jan
2009.
PAPAPORT MJ, RAPAPORT V. Eyelid dermatitis to red face syndrome to cure: clinical experience in 100 cases. J Am Acad
Dermatol. 1999 Sep;41(3 Pt 1):435-42.
PEREIRA, L. B.; GONTIJO, J. R.V. Você conhece esta síndrome? An. Bras. Dermatol. 83, (6): 575-577, 2008.
VARELA, C. Semiologia y Propedeutica Clinica 3ra edición. Disponível em:
https://rapidshare.com/#!download|633p2|282450782|Semiologia_y_propedeutica_Clinica_Varela_PF_Med.part1.rar|17825
7|0|0|Download permission denied by uploader. (0b67c2f5)
O direito à imagem é constitucional, protegido
explicitamente na Constituição da República Federativa
                    do Brasil de 1988.
   Código de Ética Médica: “Art. 104 - É vedado ao médico
 fazer referencia a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes
ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de
 assuntos médicos em programas de rádio, televisão ou cinema
e em artigos, entrevistas ou reportagens em jornais, revistas ou
                    outras publicações leigas”
   Expor imagens de pacientes (por meio de fotos, vídeos, etc)
 sem consentimento livre e esclarecido é ferir a sua dignidade,
               com implicações éticas e legais.
   A Constituição Federal estabelece em seu Art. 5º, inciso X:
   “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a
 imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo
   dano material ou moral decorrente de sua violação;”(...).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de TóraxSinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de Tórax
Brenda Lahlou
 
Propedeutica abdominal
Propedeutica abdominalPropedeutica abdominal
Propedeutica abdominal
Paulo Rodrigo Pinto
 
Exame físico geral
Exame físico geralExame físico geral
Exame físico geral
pauloalambert
 
Propedêutica torácica
Propedêutica torácicaPropedêutica torácica
Propedêutica torácica
pauloalambert
 
Propedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonarPropedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonar
dapab
 
Semiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome IISemiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome II
pauloalambert
 
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Gustavo Oliveira
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
lacmuam
 
FÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADE
FÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADEFÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADE
FÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADE
pauloalambert
 
Síndrome piramidal
Síndrome piramidalSíndrome piramidal
Síndrome piramidal
Dr. Rafael Higashi
 
Exame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratórioExame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratório
resenfe2013
 
Exame físico do tórax
Exame físico do tórax Exame físico do tórax
Exame físico do tórax
Paulo Alambert
 
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
José Alexandre Pires de Almeida
 
Síndromes pulmonares
Síndromes pulmonaresSíndromes pulmonares
Síndromes pulmonares
pauloalambert
 
Exame físico do tórax
Exame físico do tóraxExame físico do tórax
Exame físico do tórax
pauloalambert
 
Cópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxCópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tórax
Jucie Vasconcelos
 
Semiologia dos Edemas
Semiologia dos EdemasSemiologia dos Edemas
Semiologia dos Edemas
Paulo Alambert
 
Laparotomia e fechamento
Laparotomia e fechamentoLaparotomia e fechamento
Laparotomia e fechamento
Fernando de Oliveira Dutra
 
Lesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RNLesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RN
Laped Ufrn
 
Exame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoçoExame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoço
pauloalambert
 

Mais procurados (20)

Sinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de TóraxSinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de Tórax
 
Propedeutica abdominal
Propedeutica abdominalPropedeutica abdominal
Propedeutica abdominal
 
Exame físico geral
Exame físico geralExame físico geral
Exame físico geral
 
Propedêutica torácica
Propedêutica torácicaPropedêutica torácica
Propedêutica torácica
 
Propedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonarPropedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonar
 
Semiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome IISemiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome II
 
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
 
FÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADE
FÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADEFÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADE
FÁCIES,ATITUDE,MARCHA,MOTRICIDADE
 
Síndrome piramidal
Síndrome piramidalSíndrome piramidal
Síndrome piramidal
 
Exame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratórioExame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratório
 
Exame físico do tórax
Exame físico do tórax Exame físico do tórax
Exame físico do tórax
 
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
 
Síndromes pulmonares
Síndromes pulmonaresSíndromes pulmonares
Síndromes pulmonares
 
Exame físico do tórax
Exame físico do tóraxExame físico do tórax
Exame físico do tórax
 
Cópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxCópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tórax
 
Semiologia dos Edemas
Semiologia dos EdemasSemiologia dos Edemas
Semiologia dos Edemas
 
Laparotomia e fechamento
Laparotomia e fechamentoLaparotomia e fechamento
Laparotomia e fechamento
 
Lesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RNLesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RN
 
Exame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoçoExame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoço
 

Semelhante a Fácies - Profa. Rilva Muñoz

Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019
Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019
Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019
JespersenCotton75
 
Maria Helena S. Mandelbaum
Maria Helena S. MandelbaumMaria Helena S. Mandelbaum
TECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
TECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na esteticaTECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
TECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
Dra. Ana Carolin Puga
 
Ementas II
Ementas IIEmentas II
NOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
NOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na esteticaNOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
NOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
Dra. Ana Carolin Puga
 
Síndrome de Marfan
Síndrome de MarfanSíndrome de Marfan
Síndrome de Marfan
AnaGomes40
 
Semiologia ortopedica exame
Semiologia ortopedica   exameSemiologia ortopedica   exame
Semiologia ortopedica exame
Natha Fisioterapia
 
Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013
Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013
Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013
Teacher Renato
 
Led materia
Led materiaLed materia
Led materia
williamklein
 
DoençAs Neuromusculares
DoençAs NeuromuscularesDoençAs Neuromusculares
DoençAs Neuromusculares
Rodrigo Biondi
 
Perfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimerPerfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimer
TCC_FARMACIA_FEF
 
Perfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimerPerfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimer
TCC_FARMACIA_FEF
 
Tese Paralisia Facial
Tese Paralisia FacialTese Paralisia Facial
Tese Paralisia Facial
renataformiga
 
Tese de Doutoramento -- Viviana Rita Rodrigues
Tese de Doutoramento -- Viviana Rita RodriguesTese de Doutoramento -- Viviana Rita Rodrigues
Tese de Doutoramento -- Viviana Rita Rodrigues
João Antônio Granzotti
 
Uso Racional Antibioticos Idosos
Uso Racional Antibioticos IdososUso Racional Antibioticos Idosos
Uso Racional Antibioticos Idosos
Alexandre Naime Barbosa
 
122091438 revistapodologia-com-022pt
122091438 revistapodologia-com-022pt122091438 revistapodologia-com-022pt
122091438 revistapodologia-com-022pt
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Atenção integral ao portador de pé diabético
Atenção integral ao portador de pé diabéticoAtenção integral ao portador de pé diabético
Atenção integral ao portador de pé diabético
adrianomedico
 
Manual do Espondilítico
Manual do EspondilíticoManual do Espondilítico
Manual do Espondilítico
pepontocom
 

Semelhante a Fácies - Profa. Rilva Muñoz (18)

Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019
Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019
Dicas para Clinica de Oftalmologia no Brasil em 2019
 
Maria Helena S. Mandelbaum
Maria Helena S. MandelbaumMaria Helena S. Mandelbaum
Maria Helena S. Mandelbaum
 
TECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
TECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na esteticaTECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
TECSOMA - Paracatú - MG - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
 
Ementas II
Ementas IIEmentas II
Ementas II
 
NOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
NOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na esteticaNOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
NOVAFAPI - Terezina-PI - 2010 - A possivel atuacao do biomedico na estetica
 
Síndrome de Marfan
Síndrome de MarfanSíndrome de Marfan
Síndrome de Marfan
 
Semiologia ortopedica exame
Semiologia ortopedica   exameSemiologia ortopedica   exame
Semiologia ortopedica exame
 
Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013
Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013
Contribuição de Radioisótopos para Diagnóstico de Alzheimer - JPR2013
 
Led materia
Led materiaLed materia
Led materia
 
DoençAs Neuromusculares
DoençAs NeuromuscularesDoençAs Neuromusculares
DoençAs Neuromusculares
 
Perfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimerPerfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimer
 
Perfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimerPerfil dos portadores de alzheimer
Perfil dos portadores de alzheimer
 
Tese Paralisia Facial
Tese Paralisia FacialTese Paralisia Facial
Tese Paralisia Facial
 
Tese de Doutoramento -- Viviana Rita Rodrigues
Tese de Doutoramento -- Viviana Rita RodriguesTese de Doutoramento -- Viviana Rita Rodrigues
Tese de Doutoramento -- Viviana Rita Rodrigues
 
Uso Racional Antibioticos Idosos
Uso Racional Antibioticos IdososUso Racional Antibioticos Idosos
Uso Racional Antibioticos Idosos
 
122091438 revistapodologia-com-022pt
122091438 revistapodologia-com-022pt122091438 revistapodologia-com-022pt
122091438 revistapodologia-com-022pt
 
Atenção integral ao portador de pé diabético
Atenção integral ao portador de pé diabéticoAtenção integral ao portador de pé diabético
Atenção integral ao portador de pé diabético
 
Manual do Espondilítico
Manual do EspondilíticoManual do Espondilítico
Manual do Espondilítico
 

Mais de Rilva Lopes de Sousa Muñoz

Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1
Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1
Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOS
A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOSA RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOS
A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOS
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História da Saúde Pública no Brasil
História da Saúde Pública no BrasilHistória da Saúde Pública no Brasil
História da Saúde Pública no Brasil
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História da Saúde Pública - Parte 1
História da Saúde Pública - Parte 1História da Saúde Pública - Parte 1
História da Saúde Pública - Parte 1
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História da Teoria Microbiana das Doenças
História da Teoria Microbiana das DoençasHistória da Teoria Microbiana das Doenças
História da Teoria Microbiana das Doenças
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História da Medicina no Brasil
História da Medicina no BrasilHistória da Medicina no Brasil
História da Medicina no Brasil
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História da Cirurgia
História da CirurgiaHistória da Cirurgia
História da Cirurgia
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História do Ensino Médico
História do Ensino MédicoHistória do Ensino Médico
História do Ensino Médico
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Teorias de Aprendizagem em Medicina
Teorias de Aprendizagem em MedicinaTeorias de Aprendizagem em Medicina
Teorias de Aprendizagem em Medicina
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICAORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
História das Doenças Negligenciadas
História das Doenças NegligenciadasHistória das Doenças Negligenciadas
História das Doenças Negligenciadas
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Semiologia Baseada em Evidências
Semiologia Baseada em EvidênciasSemiologia Baseada em Evidências
Semiologia Baseada em Evidências
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Aula "Atestados Médicos"
Aula "Atestados Médicos" Aula "Atestados Médicos"
Aula "Atestados Médicos"
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Elaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESME
Elaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESMEElaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESME
Elaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESME
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Velhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESME
Velhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESMEVelhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESME
Velhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESME
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Validade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Validade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESMEValidade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Validade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. RilvaMedicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Noções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. Rilva
Noções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. RilvaNoções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. Rilva
Noções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. Rilva
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Teoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESME
Teoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESMETeoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESME
Teoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESME
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Pesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. Rilva
Pesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. RilvaPesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. Rilva
Pesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. Rilva
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 

Mais de Rilva Lopes de Sousa Muñoz (20)

Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1
Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1
Introdução à Estatística Inferencial - Parte 1
 
A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOS
A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOSA RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOS
A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE ATRAVÉS DOS TEMPOS
 
História da Saúde Pública no Brasil
História da Saúde Pública no BrasilHistória da Saúde Pública no Brasil
História da Saúde Pública no Brasil
 
História da Saúde Pública - Parte 1
História da Saúde Pública - Parte 1História da Saúde Pública - Parte 1
História da Saúde Pública - Parte 1
 
História da Teoria Microbiana das Doenças
História da Teoria Microbiana das DoençasHistória da Teoria Microbiana das Doenças
História da Teoria Microbiana das Doenças
 
História da Medicina no Brasil
História da Medicina no BrasilHistória da Medicina no Brasil
História da Medicina no Brasil
 
História da Cirurgia
História da CirurgiaHistória da Cirurgia
História da Cirurgia
 
História do Ensino Médico
História do Ensino MédicoHistória do Ensino Médico
História do Ensino Médico
 
Teorias de Aprendizagem em Medicina
Teorias de Aprendizagem em MedicinaTeorias de Aprendizagem em Medicina
Teorias de Aprendizagem em Medicina
 
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICAORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
 
História das Doenças Negligenciadas
História das Doenças NegligenciadasHistória das Doenças Negligenciadas
História das Doenças Negligenciadas
 
Semiologia Baseada em Evidências
Semiologia Baseada em EvidênciasSemiologia Baseada em Evidências
Semiologia Baseada em Evidências
 
Aula "Atestados Médicos"
Aula "Atestados Médicos" Aula "Atestados Médicos"
Aula "Atestados Médicos"
 
Elaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESME
Elaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESMEElaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESME
Elaboração e Publicação de um Artigo Científico Original - GESME
 
Velhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESME
Velhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESMEVelhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESME
Velhice e Envelhecimento - Profa. Rilva Muñoz / GESME
 
Validade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Validade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESMEValidade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Validade e Reprodutibilidade de Exames - Profa. Rilva Muñoz - GESME
 
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. RilvaMedicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
 
Noções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. Rilva
Noções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. RilvaNoções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. Rilva
Noções de Exame Neurológico - Parte II - Profa. Rilva
 
Teoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESME
Teoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESMETeoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESME
Teoria da Amostragem - Profa. Rilva - GESME
 
Pesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. Rilva
Pesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. RilvaPesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. Rilva
Pesquisa Qualitativa: Uma Introdução. Profa. Rilva
 

Último

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 

Último (20)

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 

Fácies - Profa. Rilva Muñoz

  • 1. FÁCIES Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz Sousa- rilva@ccm.ufpb.br
  • 2. Fácies • Designa o aspecto da face modificada pela doença • Características morfológicas da face + expressão fisionômica • É um latinismo: fácies é singular e plural; palavra latina do gênero feminino.
  • 3. Fácies • A grande maioria das fácies características é expressiva de endocrinopatia, doença metabólica ou doenças do sistema nervoso • Atenção: exagerar na valorização da fácies pode conduzir a erros; observar traços constitucionais do paciente.
  • 4. Fácies • Incaracterística (atípica; compósita) • Exemplos de fácies características de doenças: Fácies mixedematosa Fácies tetânica Fácies basedowiana Fácies depressiva Fácies leonina Fácies lúpica Fácies cushingóide Fácies mongolóide Fácies acromegálica Fácies esclerodérmica Fácies miastênica Fácies adenoidiana Fácies hipocrática Fácies etílica
  • 5. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies mixedematosa
  • 6. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies Basedowiana
  • 7. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies Basedowiana
  • 9. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies acromegálica
  • 10. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies leonina
  • 11. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies cushingoide
  • 13. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies lúpica
  • 14.
  • 15. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies renal
  • 17. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies miastênica
  • 18. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies miastênica
  • 19. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies miopática
  • 20. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies mitral
  • 21. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies esclerodérmica
  • 22. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Heliotropo
  • 23. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Heliotropo
  • 25. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies de paralisia facial
  • 26. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies adenoidiana
  • 27. SEMIOLOGIA MÉDICA – Ectoscopia Fácies depressiva
  • 29. Redução da bola gordurosa de Bichat (Desnutrição)
  • 34. Red Face – Uso contínuo de corticosteroide tópico
  • 36. Fácies de síndrome genética
  • 37. Fácies de síndrome genética
  • 40. Fácies ???... Não; fisionomia ou rosto. Fácies é uma expressão desprovida de qualquer significado quando empregada para indicar o rosto do indivíduo sadio: o emprego do termo “fácies” restringe-se ao contexto clínico.
  • 41. A mesma pessoa, um ano depois: Fácies hipocrática
  • 42. “O corpo vai bem ou mal segundo anunciam os olhos” (Hipócrates) http://semiologiamedica.blogspot.com/
  • 43. As fotos apresentadas nesta aula foram obtidas de duas formas: (1) De pacientes, com assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) por escrito, informando que poderiam ser publicadas sem sua identificação (modelo do TCLE usado – slide seguinte). (2) Publicadas por outros autores, com referências apresentadas ao final desta aula. http://semiologiamedica.blogspot.com/
  • 44. TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO PARA OBTENÇÃO E UTILIZAÇÃO DE IMAGENS EU, _______________________________________________________, RG N. _____________________, residente à Av./Rua ____________________________ n. _______, complemento _________, Bairro ____________________, na cidade de ____________________________________, por meio deste Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, consinto que a Dra. ____________________ tire fotografias, faça vídeos e outros tipos de imagens de mim, sobre o meu caso clínico. Consinto que estas imagens sejam utilizadas para finalidade didática e científica, divulgadas em aulas, palestras, conferências, cursos, congressos, etc... e também publicadas em livros, artigos, portais de internet, revistas científicas e similares, podendo inclusive ser mostrado o meu rosto, usando-se formas para que não haja minha identificação. Este consentimento pode ser revogado, sem qualquer ônus ou prejuízo à minha pessoa, a meu pedido ou solicitação, desde que a revogação ocorra antes da publicação. Fui esclarecido de que não receberei nenhum ressarcimento ou pagamento pelo uso das minhas imagens e também compreendi que o Dr. ___________________ e a equipe de profissionais que me atende e atenderá durante todo o tratamento não terá qualquer tipo de ganhos financeiros com a exposição da minha imagem nas referidas publicações. Local, _______ de _________________ de 2___. Assinatura*: ____________________________________ Paciente CPF RG
  • 45. Créditos das Imagens Obtidas de Outros autores ASOCIACIÓN LUPUS CHACO – ALUCHA. 2008. Jornadas médicas sobre lupus y enfermedades reumáticas. Disponível em: <http://www.chacoonline.com.ar/noticia.php?nro_nota=3470>.Acesso em: 05 fev 2009. CALVO, J. I. P. Acromegalia. 2006. Disponível em: <http://www.imagenmed.com/FMPro?-db=img.fp5&- format=imagenmed%2fpaginai.html&-lay=intro&-sortfield=desc%5fimg%5f1&palabras%5fclave=Acromegalia&-max=20&- recid=33377&-find> Acesso em: 20 fev 2009. CALVO, J. I. P. Desnutricion. 2006. Disponível em: <http://www.imagenmed.com/especiales/ie1/sf0029.html> Acesso em: 22 mar 2009. CASALES, S. Hipotiroidismo: manejo ambulatorio. 2003. Disponível em: <http://www.medspain.com/pautas/hipotiroidismo.html>. Acesso em: 22 mar 2009. FERREIRA, G. N.; VALENTE, N. Y. S.; ROMITI, R. Você conhece esta síndrome?. An. Bras. Dermatol. 81 (4): 381-383, 2006. FOTOSEARCH BANCO DE IMAGENS. Banco de imagens. 2005. Diponível em: http://www.fotosearch.com.br/SBY287/56386004/. Acesso em: 23 jul 2008. GIORDANI, E. E. Exame físico geral. 2005. Disponível em: <http://www.unifesp.br/dmed/climed/liga/cursos/ixcilacm/exame_fisico.ppt.> Acesso em: 04 abr 2009. GUTIERREZ, A. Semiologia Qururgica. Disponível em: http://aleana-semiologiaquirurgica- utesa.blogspot.com.br/2012/02/observacion-del-paciente.html. Acesso em: 13 fev. 2012. LAMBERTUCCI, J.; OTONI, A.; REIS, M. A. Nephrotic syndrome in hepatosplenic schistosomiasis mansoni. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. 40 (4): 492-493, 2007. LEITE, Rubens Marcelo Souza; LEITE, Adriana Aragão Craveiro; FRIEDMAN, Horácio and FRIEDMAN, Isabel. A síndrome do respirador bucal como fator de risco para queilite actínica. An. Bras. Dermatol. vol.78, n.1 [cited 2013-02-13], pp. 73- 78, 2003 . MENDES, B. Sistema endócrino. 2007. Disponível em: <http://crentinho.wordpress.com/2007/10/> Acesso em 10 jan 2009. PAPAPORT MJ, RAPAPORT V. Eyelid dermatitis to red face syndrome to cure: clinical experience in 100 cases. J Am Acad Dermatol. 1999 Sep;41(3 Pt 1):435-42. PEREIRA, L. B.; GONTIJO, J. R.V. Você conhece esta síndrome? An. Bras. Dermatol. 83, (6): 575-577, 2008. VARELA, C. Semiologia y Propedeutica Clinica 3ra edición. Disponível em: https://rapidshare.com/#!download|633p2|282450782|Semiologia_y_propedeutica_Clinica_Varela_PF_Med.part1.rar|17825 7|0|0|Download permission denied by uploader. (0b67c2f5)
  • 46. O direito à imagem é constitucional, protegido explicitamente na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Código de Ética Médica: “Art. 104 - É vedado ao médico fazer referencia a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos médicos em programas de rádio, televisão ou cinema e em artigos, entrevistas ou reportagens em jornais, revistas ou outras publicações leigas” Expor imagens de pacientes (por meio de fotos, vídeos, etc) sem consentimento livre e esclarecido é ferir a sua dignidade, com implicações éticas e legais. A Constituição Federal estabelece em seu Art. 5º, inciso X: “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;”(...).