SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Coeficiente de Solubilidade
                                                                                                                  Escola Estadual Boulanger Pucci
    É a quantidade máxima, em                     determinado soluto, usa-se um
grama, de soluto que se dissolve                  gráfico.
numa quantidade fixa de solvente                     Curvas de solubilidade: são
a uma dada temperatura.                           gráficos que indicam como o                            Para resolvermos essa questão,
    Antes de realizarmos alguns                   coeficiente de solubilidade varia                  primeiramente devemos realizar a leitura
                                                                                                     do gráfico.
cálculos sobre C.S., é importante                 com a temperatura.
termos uma breve noção sobre
soluções:
    Sabemos que solução é toda
mistura de duas ou mais
substâncias, onde temos formada
uma só fase, ou seja, uma mistura
homogênea.
    Temos uma solução saturada,
                                                                                                         A linha azul do gráfico indica o
quando o solvente não consegue                       Repare no gráfico que a linha                   coeficiente de solubilidade em várias
mais dissolver soluto, dada uma                   indica     o     coeficiente    de                 temperaturas. Se observarmos, veremos
temperatura fixa, ou seja, atingiu                solubilidade de um determinado                     que a 30ºC teremos dissolvidos 40,0
o coeficiente de solubilidade.                    soluto. Abaixo da linha temos                      gramas do sal em 100,0 gramas de água.
    Uma solução insaturada é                                                                         A linha imaginária verde que se encontra
                                                  uma solução insaturada e acima
                                                                                                     no gráfico me indica a leitura que
aquela que ainda consegue                         da linha indica que a solução está                 procuro: a 30ºC dissolve-se 40,0 gramas
dissolver soluto, dada uma                        supersaturada.                                     do sal em 100,0 gramas de água.
temperatura fixa, ou seja, ainda                     A solubilidade de gases                         Pronto! Temos um coeficiente de
não atingiu o coeficiente de                                                                         solubilidade.
                                                  diminui com o aumento de
                                                                                                         Mas qual a quantidade de água
solubilidade.                                     temperatura. A solubilidade de                     necessária para dissolver 50,0 gramas do
    E por fim, a solução                          sólidos, geralmente, aumenta com                   sal? Jogamos os resultados na regra de
supersaturada, que é aquela que                   o aumento de temperatura. Em                       três:
ultrapassou o coeficiente de                      sala de aula daremos mais
solubilidade.       As      soluções              atenção à solubilidade de sólidos.
supersaturadas costumam ser                          Vamos resolver um exercício
instáveis.                                        básico que envolve C.S.:
    Um exemplo de coeficiente de
solubilidade é o ácido bórico
(H3BO3), onde em água é 5,0 g de
H3BO3 para 100 g de H2O a 20ºC.
    O que isso quer dizer?
    Que conseguimos dissolver
no máximo cinco gramas de
ácido bórico em cem gramas de
água, na temperatura de vinte
                                                                                                       Resultado: Para dissolver 15,0
graus célsius.
                                                                                                     gramas do sal na temperatura de 30ºC,
    Para facilitar a visualização do                                                                 necessito de 37,5 gramas de água.
coeficiente de solubilidade de um                                                                      Não deixem de fazer os exercícios que
                                                                                                     foram passados em sala de aula.
                                                                                                       Até a próxima.
 Sobre o autor: Claudinei O. Oliveira, professor de Química e autor do blog QuÍmIcA a FaVoR dA vIdA, disponível em www.quimicafv.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Soluções Químicas
Soluções QuímicasSoluções Químicas
Soluções Químicas
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Aula0803
Aula0803Aula0803
Aula0803
 
Soluções 1
Soluções 1Soluções 1
Soluções 1
 
1 Misturas e Soluções
1 Misturas e Soluções1 Misturas e Soluções
1 Misturas e Soluções
 
As Soluções
As SoluçõesAs Soluções
As Soluções
 
Cap01 licao1a5
Cap01 licao1a5Cap01 licao1a5
Cap01 licao1a5
 
CFQ: Soluções
CFQ: SoluçõesCFQ: Soluções
CFQ: Soluções
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Soluções - Química geral para engenharia
Soluções - Química geral para engenhariaSoluções - Química geral para engenharia
Soluções - Química geral para engenharia
 
Soluções e Misturas
Soluções e MisturasSoluções e Misturas
Soluções e Misturas
 
Sl solubilidade
Sl solubilidadeSl solubilidade
Sl solubilidade
 
2 ano quimica
2 ano quimica2 ano quimica
2 ano quimica
 
Dispersoes I
Dispersoes IDispersoes I
Dispersoes I
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Estudo das Soluções
Estudo das SoluçõesEstudo das Soluções
Estudo das Soluções
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Quimica solucoes
Quimica solucoesQuimica solucoes
Quimica solucoes
 
www.centroapoio.com - Química - Soluções - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Soluções - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Soluções - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Soluções - Vídeo Aula
 

Destaque

Atividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicasAtividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicasEscola Pública/Particular
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeLuana Salgueiro
 
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médioPlano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médioEscola Pública/Particular
 
ÁGUA: camada de solvatação
ÁGUA: camada de solvataçãoÁGUA: camada de solvatação
ÁGUA: camada de solvataçãoDANIELLE BORGES
 
Apontamentos para físico química
Apontamentos para físico químicaApontamentos para físico química
Apontamentos para físico químicameggy20
 
Aulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte IIAulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte IIiqscquimica
 

Destaque (20)

Aula solubilidade
Aula  solubilidadeAula  solubilidade
Aula solubilidade
 
Atividade coeficiente de solubilidade
Atividade coeficiente de solubilidadeAtividade coeficiente de solubilidade
Atividade coeficiente de solubilidade
 
Solubilidade
SolubilidadeSolubilidade
Solubilidade
 
Atividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicasAtividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicas
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 
Atividade concentração comum 2º médio
Atividade concentração comum 2º médioAtividade concentração comum 2º médio
Atividade concentração comum 2º médio
 
Atividade coeficiente de solubilidade
Atividade coeficiente de solubilidadeAtividade coeficiente de solubilidade
Atividade coeficiente de solubilidade
 
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médioPlano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
 
Introduçao a quimica organica
Introduçao a quimica organicaIntroduçao a quimica organica
Introduçao a quimica organica
 
Atividade nomenclatura – 3º ano
Atividade nomenclatura – 3º anoAtividade nomenclatura – 3º ano
Atividade nomenclatura – 3º ano
 
ÁGUA: camada de solvatação
ÁGUA: camada de solvataçãoÁGUA: camada de solvatação
ÁGUA: camada de solvatação
 
Coeficiente de solubilidade exercícios
Coeficiente de solubilidade exercíciosCoeficiente de solubilidade exercícios
Coeficiente de solubilidade exercícios
 
Apontamentos para físico química
Apontamentos para físico químicaApontamentos para físico química
Apontamentos para físico química
 
Química - Coloides
Química - Coloides Química - Coloides
Química - Coloides
 
Dispersões 2013 objetivo
Dispersões 2013   objetivoDispersões 2013   objetivo
Dispersões 2013 objetivo
 
Aulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte IIAulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte II
 
coloides
   coloides   coloides
coloides
 
Equilíbrio iônico
Equilíbrio iônicoEquilíbrio iônico
Equilíbrio iônico
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
 
Dispersoes
DispersoesDispersoes
Dispersoes
 

Semelhante a Coeficiente de solubilidade

Soluções
SoluçõesSoluções
SoluçõesCARIELO
 
Quimica 002 solucoes
Quimica  002 solucoesQuimica  002 solucoes
Quimica 002 solucoescon_seguir
 
Apostila quimica2
Apostila quimica2Apostila quimica2
Apostila quimica2resolvidos
 
2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx
2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx
2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptxFranciscoFlorencio6
 
Apostila de quimica inorganica
Apostila  de  quimica  inorganicaApostila  de  quimica  inorganica
Apostila de quimica inorganicaNeejacp
 
AP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDFAP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDFJoseNeves49
 
Quimicasolues 090626113608-phpapp01
Quimicasolues 090626113608-phpapp01Quimicasolues 090626113608-phpapp01
Quimicasolues 090626113608-phpapp01mpmk
 
Atividade 9 e 10 progressao semi ext noite 2016
Atividade 9 e 10    progressao semi ext noite 2016Atividade 9 e 10    progressao semi ext noite 2016
Atividade 9 e 10 progressao semi ext noite 2016paulomigoto
 
Dispersões e soluções.pdf
Dispersões e soluções.pdfDispersões e soluções.pdf
Dispersões e soluções.pdfhevertonvaz
 
Soluções - resolução de exercícios
Soluções - resolução de exercíciosSoluções - resolução de exercícios
Soluções - resolução de exercíciosMateusCoelho36
 
Aula soluções i
Aula soluções iAula soluções i
Aula soluções iNildo Souza
 
Estudo das Soluções
Estudo das SoluçõesEstudo das Soluções
Estudo das SoluçõesVinny Silva
 
Concentração de soluções aquosas
Concentração de soluções aquosasConcentração de soluções aquosas
Concentração de soluções aquosasAna Dias
 
Soluções e cálculos químicos (mariana)
Soluções e cálculos químicos (mariana)Soluções e cálculos químicos (mariana)
Soluções e cálculos químicos (mariana)Leonardo Carneiro
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Soluções
Slides da aula de Química (Manoel) sobre SoluçõesSlides da aula de Química (Manoel) sobre Soluções
Slides da aula de Química (Manoel) sobre SoluçõesTurma Olímpica
 

Semelhante a Coeficiente de solubilidade (20)

Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Quimica 002 solucoes
Quimica  002 solucoesQuimica  002 solucoes
Quimica 002 solucoes
 
Apostila quimica2
Apostila quimica2Apostila quimica2
Apostila quimica2
 
2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx
2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx
2021_EnsMédio_Química_2ª Série_Slides_Aula 18 (1).pptx
 
Apostila de quimica inorganica
Apostila  de  quimica  inorganicaApostila  de  quimica  inorganica
Apostila de quimica inorganica
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
AP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDFAP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDF
 
Quimicasolues 090626113608-phpapp01
Quimicasolues 090626113608-phpapp01Quimicasolues 090626113608-phpapp01
Quimicasolues 090626113608-phpapp01
 
Shemá
Shemá Shemá
Shemá
 
Revisão p2 1º ano EJA
Revisão p2 1º ano EJARevisão p2 1º ano EJA
Revisão p2 1º ano EJA
 
Atividade 9 e 10 progressao semi ext noite 2016
Atividade 9 e 10    progressao semi ext noite 2016Atividade 9 e 10    progressao semi ext noite 2016
Atividade 9 e 10 progressao semi ext noite 2016
 
Dispersões e soluções.pdf
Dispersões e soluções.pdfDispersões e soluções.pdf
Dispersões e soluções.pdf
 
Soluções - resolução de exercícios
Soluções - resolução de exercíciosSoluções - resolução de exercícios
Soluções - resolução de exercícios
 
Aula soluções i
Aula soluções iAula soluções i
Aula soluções i
 
Estudo das Soluções
Estudo das SoluçõesEstudo das Soluções
Estudo das Soluções
 
Solucoes
SolucoesSolucoes
Solucoes
 
Concentração de soluções aquosas
Concentração de soluções aquosasConcentração de soluções aquosas
Concentração de soluções aquosas
 
Soluções e cálculos químicos (mariana)
Soluções e cálculos químicos (mariana)Soluções e cálculos químicos (mariana)
Soluções e cálculos químicos (mariana)
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Soluções
Slides da aula de Química (Manoel) sobre SoluçõesSlides da aula de Química (Manoel) sobre Soluções
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Soluções
 
P1 2º ano 1ºbimestre_2_corrigida
P1 2º ano 1ºbimestre_2_corrigidaP1 2º ano 1ºbimestre_2_corrigida
P1 2º ano 1ºbimestre_2_corrigida
 

Mais de Escola Pública/Particular (20)

ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdfATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
 
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdfATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
 
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdfATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos2
 
Estudos1
Estudos1Estudos1
Estudos1
 
Estudos3
Estudos3Estudos3
Estudos3
 
Sal e oxidos
Sal e oxidosSal e oxidos
Sal e oxidos
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Cinética Química 2
Cinética Química 2Cinética Química 2
Cinética Química 2
 
Ácido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de ArrheniusÁcido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de Arrhenius
 
Cinetica1
Cinetica1Cinetica1
Cinetica1
 
Atividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricosAtividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricos
 
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da águaResumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da água
 
Propriedades
PropriedadesPropriedades
Propriedades
 
Projeto miniworkshop
Projeto miniworkshopProjeto miniworkshop
Projeto miniworkshop
 
Atividade Concentração Comum
Atividade Concentração ComumAtividade Concentração Comum
Atividade Concentração Comum
 
Estudos independentes3
Estudos independentes3Estudos independentes3
Estudos independentes3
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
 
Estudos independentes
Estudos independentesEstudos independentes
Estudos independentes
 

Último

Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxMartin M Flynn
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 

Coeficiente de solubilidade

  • 1. Coeficiente de Solubilidade Escola Estadual Boulanger Pucci É a quantidade máxima, em determinado soluto, usa-se um grama, de soluto que se dissolve gráfico. numa quantidade fixa de solvente Curvas de solubilidade: são a uma dada temperatura. gráficos que indicam como o Para resolvermos essa questão, Antes de realizarmos alguns coeficiente de solubilidade varia primeiramente devemos realizar a leitura do gráfico. cálculos sobre C.S., é importante com a temperatura. termos uma breve noção sobre soluções: Sabemos que solução é toda mistura de duas ou mais substâncias, onde temos formada uma só fase, ou seja, uma mistura homogênea. Temos uma solução saturada, A linha azul do gráfico indica o quando o solvente não consegue Repare no gráfico que a linha coeficiente de solubilidade em várias mais dissolver soluto, dada uma indica o coeficiente de temperaturas. Se observarmos, veremos temperatura fixa, ou seja, atingiu solubilidade de um determinado que a 30ºC teremos dissolvidos 40,0 o coeficiente de solubilidade. soluto. Abaixo da linha temos gramas do sal em 100,0 gramas de água. Uma solução insaturada é A linha imaginária verde que se encontra uma solução insaturada e acima no gráfico me indica a leitura que aquela que ainda consegue da linha indica que a solução está procuro: a 30ºC dissolve-se 40,0 gramas dissolver soluto, dada uma supersaturada. do sal em 100,0 gramas de água. temperatura fixa, ou seja, ainda A solubilidade de gases Pronto! Temos um coeficiente de não atingiu o coeficiente de solubilidade. diminui com o aumento de Mas qual a quantidade de água solubilidade. temperatura. A solubilidade de necessária para dissolver 50,0 gramas do E por fim, a solução sólidos, geralmente, aumenta com sal? Jogamos os resultados na regra de supersaturada, que é aquela que o aumento de temperatura. Em três: ultrapassou o coeficiente de sala de aula daremos mais solubilidade. As soluções atenção à solubilidade de sólidos. supersaturadas costumam ser Vamos resolver um exercício instáveis. básico que envolve C.S.: Um exemplo de coeficiente de solubilidade é o ácido bórico (H3BO3), onde em água é 5,0 g de H3BO3 para 100 g de H2O a 20ºC. O que isso quer dizer? Que conseguimos dissolver no máximo cinco gramas de ácido bórico em cem gramas de água, na temperatura de vinte Resultado: Para dissolver 15,0 graus célsius. gramas do sal na temperatura de 30ºC, Para facilitar a visualização do necessito de 37,5 gramas de água. coeficiente de solubilidade de um Não deixem de fazer os exercícios que foram passados em sala de aula. Até a próxima. Sobre o autor: Claudinei O. Oliveira, professor de Química e autor do blog QuÍmIcA a FaVoR dA vIdA, disponível em www.quimicafv.blogspot.com