SlideShare uma empresa Scribd logo
PROFESSOR: CLAUDINEI OSORIO DE OLIVEIRA
Cinética Química
1
24/10/2019
Prof. Claudinei O. Oliveira
Cinética Química
2
ESTUDO DA VELOCIDADE DAS
REAÇÕES QUÍMICAS E DOS
FATORES QUE PODEM ACELERÁ-LA
OU RETARDÁ-LA.
Prof. Claudinei O. Oliveira
Condições para ocorrência
de uma reação
Toda reação depende dos reagentes. Estes precisam
quebrar as suas ligações para que a reação possa
acontecer, possibilitando a formação de novas
substâncias.
3
Prof. Claudinei O. Oliveira
Natureza dos
reagentes
(afinidade)
Contato entre os
reagentes
(transferência de
energia)
Colisões entre as
partículas reagentes
(colisões favoráveis)
4
Prof. Claudinei O. Oliveira
Figura 1 – Orientações de colisão entre moléculas
Fonseca, Martha Reis Marques da Química / Martha Reis Marques da Fonseca. 1. ed. – São Paulo : Ática, 2013
Quebra das ligações e formação de novas substâncias.
5
Prof. Claudinei O. Oliveira
Fatores que influenciam a
velocidade da reação:
Natureza dos reagentes
Quanto mais fortes forem as ligações, maior a
quantidade de calor para quebrar essa ligações.
*reações orgânicas
6
Prof. Claudinei O. Oliveira
Fatores que influenciam a
velocidade da reação:
Superfície de contato
Quanto maior a área de contato entre as substâncias
reagentes, maior será a velocidade da reação
*mastigação e digestão (alcalose pós-prandial)
7
Prof. Claudinei O. Oliveira
Fatores que influenciam a
velocidade da reação:
Temperatura
Medida da agitação térmica das
partículas de uma substância.
*velocidade da reação em função da
temperatura (panela de pressão e geladeira)
8
Prof. Claudinei O. Oliveira
Fatores que influenciam a
velocidade da reação:
Temperatura
Combustão – reação exotérmica
*em um ambiente onde há pouca perda de calor, há um
aumento da velocidade de reação de combustão.
9
Prof. Claudinei O. Oliveira
Jacobus Van’t Hoff
Quanto maior a temperatura em que ocorre uma
reação, maior a velocidade dessa reação.
10
Prof. Claudinei O. Oliveira
Fatores que influenciam a
velocidade da reação:
Concentração e pressão
Áreas distintas que atuam na velocidade de uma
reação da mesma maneira.
*quando aumentados, aumentam a velocidade da reação.
11
Prof. Claudinei O. Oliveira
Fatores que influenciam a
velocidade da reação:
Catalizadores e inibidores
Os catalizadores diminuem a energia de
ativação, logo aumentam a velocidade.
*catalizadores são obtidos novamente no final do processo.
Inibidores são consumidos.
12
Prof. Claudinei O. Oliveira
Catalizadores e inibidoresEnergia
necessária
para que uma
reação se
processe. Quanto menor
a energia de
ativação, mais
rápida é a
reação.
Imagem: Infoescola.
catálise
13
Prof. Claudinei O. Oliveira
Catálise homogênea e
heterogênea
14
Prof. Claudinei O. Oliveira
Exercício 01: 15
Prof. Claudinei O. Oliveira
Exercício 02: 16
Prof. Claudinei O. Oliveira
Exercício 03:
PUCCamp-SP
Considere as duas fogueiras
representadas abaixo, feitas, lado a
lado, com o mesmo tipo e quantidade de
lenha.
A rapidez da combustão da lenha
será:
a) maior na fogueira 1, pois a superfície de
contato com o ar é maior.
b) maior na fogueira 1, pois a lenha está mais
compactada, o que evita a vaporização de
componentes voláteis.
c) igual nas duas fogueiras, uma vez que a
quantidade de lenha é a mesma e estão no
mesmo ambiente.
d) maior na fogueira 2, pois a lenha está menos
compactada, o que permite maior retenção
de calor pela madeira.
e) maior na fogueira 2, pois a superfície de
contato com o ar é maior.
17
Prof. Claudinei O. Oliveira
PROFESSOR: CLAUDINEI OSORIO DE OLIVEIRA
Cinética Química
18

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Energia transferencia de energia
Energia   transferencia de energiaEnergia   transferencia de energia
Energia transferencia de energia
Paulo Brites
 
Cinética Química coc
Cinética Química cocCinética Química coc
Cinética Química coc
José Marcelo Cangemi
 
Sustentabilidade energetica
Sustentabilidade energetica Sustentabilidade energetica
Sustentabilidade energetica
GabrielCarias
 
Energia vibrante
Energia vibranteEnergia vibrante
Energia vibrante
Francisco Alves Alves
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
Pibid Física
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
rejane moraes
 
Energia nuclear
Energia nuclearEnergia nuclear
Energia nuclear
Ademir Miranda
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
João Lopes
 
Reacções nucleares
Reacções nuclearesReacções nucleares
Reacções nucleares
ct-esma
 
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.FExercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Shaieny Leite
 
Seminário 5º C -Transformações de energia grupo Yasmin
Seminário 5º C -Transformações de energia   grupo YasminSeminário 5º C -Transformações de energia   grupo Yasmin
Seminário 5º C -Transformações de energia grupo Yasmin
Escola Santi
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
guest3ad92c
 
Energia5
Energia5Energia5
Energia5
aveca
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
Carlos Priante
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
Sandra Barros
 
Trabalho ciências energia
Trabalho ciências energiaTrabalho ciências energia
Trabalho ciências energia
Bruna Evelin
 
Trabalho de física
Trabalho de físicaTrabalho de física
Trabalho de física
Jamille Nunez
 
Velocidade.reacçoes
Velocidade.reacçoesVelocidade.reacçoes
Velocidade.reacçoes
Antonio Almeida
 
Energia solar
Energia solarEnergia solar
Energia solar
Alexandre Misturini
 
Energia do dia a dia
Energia do dia a diaEnergia do dia a dia
Energia do dia a dia
Enio Silva De Lima
 

Mais procurados (20)

Energia transferencia de energia
Energia   transferencia de energiaEnergia   transferencia de energia
Energia transferencia de energia
 
Cinética Química coc
Cinética Química cocCinética Química coc
Cinética Química coc
 
Sustentabilidade energetica
Sustentabilidade energetica Sustentabilidade energetica
Sustentabilidade energetica
 
Energia vibrante
Energia vibranteEnergia vibrante
Energia vibrante
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
 
Energia nuclear
Energia nuclearEnergia nuclear
Energia nuclear
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Reacções nucleares
Reacções nuclearesReacções nucleares
Reacções nucleares
 
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.FExercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
 
Seminário 5º C -Transformações de energia grupo Yasmin
Seminário 5º C -Transformações de energia   grupo YasminSeminário 5º C -Transformações de energia   grupo Yasmin
Seminário 5º C -Transformações de energia grupo Yasmin
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Energia5
Energia5Energia5
Energia5
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Trabalho ciências energia
Trabalho ciências energiaTrabalho ciências energia
Trabalho ciências energia
 
Trabalho de física
Trabalho de físicaTrabalho de física
Trabalho de física
 
Velocidade.reacçoes
Velocidade.reacçoesVelocidade.reacçoes
Velocidade.reacçoes
 
Energia solar
Energia solarEnergia solar
Energia solar
 
Energia do dia a dia
Energia do dia a diaEnergia do dia a dia
Energia do dia a dia
 

Semelhante a Cinetica1

Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
kirkfc
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
kirkfc
 
Modelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reações
Modelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reaçõesModelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reações
Modelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reações
Edelcio de Azevedo
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
Vinicius Bispo Viana
 
CINÉTICA QUÍMICA.pdf
CINÉTICA QUÍMICA.pdfCINÉTICA QUÍMICA.pdf
CINÉTICA QUÍMICA.pdf
CarolinnaSousa1
 
Trabalho de quimica Vituriano
Trabalho de quimica ViturianoTrabalho de quimica Vituriano
Trabalho de quimica Vituriano
Vituriano
 
Aula de cinética quimica
Aula de cinética quimicaAula de cinética quimica
Aula de cinética quimica
Isabele Félix
 
Professor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética química
Professor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética químicaProfessor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética química
Professor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética química
José Roberto Mattos
 
Velocidade das Reações Químicas
Velocidade das Reações QuímicasVelocidade das Reações Químicas
Velocidade das Reações Químicas
Margarida Bernardo Santos
 
Cinética química aula 02
Cinética química   aula 02Cinética química   aula 02
Cinética química aula 02
Flávio Carmo da Silva
 
Unidade 05 - Introdução às Reações Orgânicas
Unidade 05 - Introdução às Reações OrgânicasUnidade 05 - Introdução às Reações Orgânicas
Unidade 05 - Introdução às Reações Orgânicas
José Nunes da Silva Jr.
 
Experimento 8 Cinética química
Experimento 8   Cinética químicaExperimento 8   Cinética química
Experimento 8 Cinética química
Silvanildo Macário
 
Cinética Química 2
Cinética Química 2Cinética Química 2
Cinética Química 2
Escola Pública/Particular
 
Aula 14 15 analisando uma reação
Aula 14   15 analisando uma reaçãoAula 14   15 analisando uma reação
Aula 14 15 analisando uma reação
Gustavo Silveira
 
Reações químicas ppt
Reações químicas pptReações químicas ppt
Reações químicas ppt
professoraludmila
 
Prática 3 alteração da concentração dos reagentes
Prática 3 alteração da concentração dos reagentesPrática 3 alteração da concentração dos reagentes
Prática 3 alteração da concentração dos reagentes
professoraludmila
 
Relatorio quimica geral_2 - cinetica
Relatorio quimica geral_2 - cineticaRelatorio quimica geral_2 - cinetica
Relatorio quimica geral_2 - cinetica
Íngrede Silva
 
Cinética química 2012
Cinética química 2012Cinética química 2012
Cinética química 2012
José Marcelo Cangemi
 
Modulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenoo
Modulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenooModulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenoo
Modulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenoo
Natércia Rodrigues
 
Slide - Química.pptx
Slide - Química.pptxSlide - Química.pptx
Slide - Química.pptx
MateusCoelho36
 

Semelhante a Cinetica1 (20)

Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
Modelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reações
Modelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reaçõesModelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reações
Modelo de transformações químicas rapidez ou velocidade das reações
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
CINÉTICA QUÍMICA.pdf
CINÉTICA QUÍMICA.pdfCINÉTICA QUÍMICA.pdf
CINÉTICA QUÍMICA.pdf
 
Trabalho de quimica Vituriano
Trabalho de quimica ViturianoTrabalho de quimica Vituriano
Trabalho de quimica Vituriano
 
Aula de cinética quimica
Aula de cinética quimicaAula de cinética quimica
Aula de cinética quimica
 
Professor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética química
Professor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética químicaProfessor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética química
Professor José Roberto - Aula atualizada 2ºano cinética química
 
Velocidade das Reações Químicas
Velocidade das Reações QuímicasVelocidade das Reações Químicas
Velocidade das Reações Químicas
 
Cinética química aula 02
Cinética química   aula 02Cinética química   aula 02
Cinética química aula 02
 
Unidade 05 - Introdução às Reações Orgânicas
Unidade 05 - Introdução às Reações OrgânicasUnidade 05 - Introdução às Reações Orgânicas
Unidade 05 - Introdução às Reações Orgânicas
 
Experimento 8 Cinética química
Experimento 8   Cinética químicaExperimento 8   Cinética química
Experimento 8 Cinética química
 
Cinética Química 2
Cinética Química 2Cinética Química 2
Cinética Química 2
 
Aula 14 15 analisando uma reação
Aula 14   15 analisando uma reaçãoAula 14   15 analisando uma reação
Aula 14 15 analisando uma reação
 
Reações químicas ppt
Reações químicas pptReações químicas ppt
Reações químicas ppt
 
Prática 3 alteração da concentração dos reagentes
Prática 3 alteração da concentração dos reagentesPrática 3 alteração da concentração dos reagentes
Prática 3 alteração da concentração dos reagentes
 
Relatorio quimica geral_2 - cinetica
Relatorio quimica geral_2 - cineticaRelatorio quimica geral_2 - cinetica
Relatorio quimica geral_2 - cinetica
 
Cinética química 2012
Cinética química 2012Cinética química 2012
Cinética química 2012
 
Modulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenoo
Modulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenooModulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenoo
Modulo 6 reações quimicas e equilibrio homogenoo
 
Slide - Química.pptx
Slide - Química.pptxSlide - Química.pptx
Slide - Química.pptx
 

Mais de Escola Pública/Particular

ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdfATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
Escola Pública/Particular
 
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdfATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
Escola Pública/Particular
 
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdfATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
Escola Pública/Particular
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
Escola Pública/Particular
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos1
Estudos1Estudos1
Estudos3
Estudos3Estudos3
Sal e oxidos
Sal e oxidosSal e oxidos
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Ácido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de ArrheniusÁcido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de Arrhenius
Escola Pública/Particular
 
Atividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricosAtividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricos
Escola Pública/Particular
 
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da águaResumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Escola Pública/Particular
 
Propriedades
PropriedadesPropriedades
Projeto miniworkshop
Projeto miniworkshopProjeto miniworkshop
Projeto miniworkshop
Escola Pública/Particular
 
Atividade Concentração Comum
Atividade Concentração ComumAtividade Concentração Comum
Atividade Concentração Comum
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes3
Estudos independentes3Estudos independentes3
Estudos independentes3
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes
Estudos independentesEstudos independentes
Estudos independentes
Escola Pública/Particular
 
Ácido e base de Arrhenius_Atividade
Ácido e base de Arrhenius_AtividadeÁcido e base de Arrhenius_Atividade
Ácido e base de Arrhenius_Atividade
Escola Pública/Particular
 
Atividade lei de hess
Atividade lei de hessAtividade lei de hess
Atividade lei de hess
Escola Pública/Particular
 

Mais de Escola Pública/Particular (20)

ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdfATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
 
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdfATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
 
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdfATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos2
 
Estudos1
Estudos1Estudos1
Estudos1
 
Estudos3
Estudos3Estudos3
Estudos3
 
Sal e oxidos
Sal e oxidosSal e oxidos
Sal e oxidos
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Ácido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de ArrheniusÁcido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de Arrhenius
 
Atividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricosAtividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricos
 
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da águaResumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da água
 
Propriedades
PropriedadesPropriedades
Propriedades
 
Projeto miniworkshop
Projeto miniworkshopProjeto miniworkshop
Projeto miniworkshop
 
Atividade Concentração Comum
Atividade Concentração ComumAtividade Concentração Comum
Atividade Concentração Comum
 
Estudos independentes3
Estudos independentes3Estudos independentes3
Estudos independentes3
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
 
Estudos independentes
Estudos independentesEstudos independentes
Estudos independentes
 
Ácido e base de Arrhenius_Atividade
Ácido e base de Arrhenius_AtividadeÁcido e base de Arrhenius_Atividade
Ácido e base de Arrhenius_Atividade
 
Atividade lei de hess
Atividade lei de hessAtividade lei de hess
Atividade lei de hess
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 

Cinetica1

  • 1. PROFESSOR: CLAUDINEI OSORIO DE OLIVEIRA Cinética Química 1 24/10/2019 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 2. Cinética Química 2 ESTUDO DA VELOCIDADE DAS REAÇÕES QUÍMICAS E DOS FATORES QUE PODEM ACELERÁ-LA OU RETARDÁ-LA. Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 3. Condições para ocorrência de uma reação Toda reação depende dos reagentes. Estes precisam quebrar as suas ligações para que a reação possa acontecer, possibilitando a formação de novas substâncias. 3 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 4. Natureza dos reagentes (afinidade) Contato entre os reagentes (transferência de energia) Colisões entre as partículas reagentes (colisões favoráveis) 4 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 5. Figura 1 – Orientações de colisão entre moléculas Fonseca, Martha Reis Marques da Química / Martha Reis Marques da Fonseca. 1. ed. – São Paulo : Ática, 2013 Quebra das ligações e formação de novas substâncias. 5 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 6. Fatores que influenciam a velocidade da reação: Natureza dos reagentes Quanto mais fortes forem as ligações, maior a quantidade de calor para quebrar essa ligações. *reações orgânicas 6 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 7. Fatores que influenciam a velocidade da reação: Superfície de contato Quanto maior a área de contato entre as substâncias reagentes, maior será a velocidade da reação *mastigação e digestão (alcalose pós-prandial) 7 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 8. Fatores que influenciam a velocidade da reação: Temperatura Medida da agitação térmica das partículas de uma substância. *velocidade da reação em função da temperatura (panela de pressão e geladeira) 8 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 9. Fatores que influenciam a velocidade da reação: Temperatura Combustão – reação exotérmica *em um ambiente onde há pouca perda de calor, há um aumento da velocidade de reação de combustão. 9 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 10. Jacobus Van’t Hoff Quanto maior a temperatura em que ocorre uma reação, maior a velocidade dessa reação. 10 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 11. Fatores que influenciam a velocidade da reação: Concentração e pressão Áreas distintas que atuam na velocidade de uma reação da mesma maneira. *quando aumentados, aumentam a velocidade da reação. 11 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 12. Fatores que influenciam a velocidade da reação: Catalizadores e inibidores Os catalizadores diminuem a energia de ativação, logo aumentam a velocidade. *catalizadores são obtidos novamente no final do processo. Inibidores são consumidos. 12 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 13. Catalizadores e inibidoresEnergia necessária para que uma reação se processe. Quanto menor a energia de ativação, mais rápida é a reação. Imagem: Infoescola. catálise 13 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 15. Exercício 01: 15 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 16. Exercício 02: 16 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 17. Exercício 03: PUCCamp-SP Considere as duas fogueiras representadas abaixo, feitas, lado a lado, com o mesmo tipo e quantidade de lenha. A rapidez da combustão da lenha será: a) maior na fogueira 1, pois a superfície de contato com o ar é maior. b) maior na fogueira 1, pois a lenha está mais compactada, o que evita a vaporização de componentes voláteis. c) igual nas duas fogueiras, uma vez que a quantidade de lenha é a mesma e estão no mesmo ambiente. d) maior na fogueira 2, pois a lenha está menos compactada, o que permite maior retenção de calor pela madeira. e) maior na fogueira 2, pois a superfície de contato com o ar é maior. 17 Prof. Claudinei O. Oliveira
  • 18. PROFESSOR: CLAUDINEI OSORIO DE OLIVEIRA Cinética Química 18