SlideShare uma empresa Scribd logo
Ensinar a pensar 
METACOGNIÇÃO 
CRIANDO UMA CULTURA DE PENSAMENTO NA ESCOLA 
Formação Maristas 
Compostela 
novembro 2014 
#Compostelaenruta 
@aggiornamento14
CULTURA DE PENSAMENTO 
Nossas perguntas: 
Outra fator importante a ter em conta será o tipo de 
perguntas que fazemos: 
• São perguntas que buscam verificar o que os alunos 
memorizaram? 
• São perguntas que buscam ativar o pensamento dos 
nossos alunos? 
• Fazemos perguntas de que temos respostas fechadas? 
• Fazemos perguntas abertas? 
• Só temos tempo de escutar uma ou duas respostas? 
• Queremos escutar um grande número de respostas? 
• Perguntamos para comprovar que nos estão a ouvir? 
• Perguntamos para ouvir?
CULTURA DE PENSAMENTO 
Nossa linguagem: 
E por último, incentivamo-los a usar uma linguagem, que 
ponha no centro do nosso discurso o pensamento. 
Devemos considerar conteúdos, mas também devemos 
considerar processos de pensamento. Se estamos a 
trabalhar sobre os mamíferos domésticos e selvagens, 
diremos as diferenças entre um e outro, mas também 
proporemos aos alunos que: 
• Ativem os conhecimentos prévios. 
• Que observem imagens para detetar semelhanças e 
diferenças. 
• Que visualizem uma cena. 
• Que elaborem hipóteses. 
• Que comprovem as suas ideias. 
• Que argumentem o porquê de suas perguntas ou de seus 
comentários. 
Utilizando o vocabulário sublinhado, que é um
A forma como isto se leva a cabo pode ser 
esta: 
O professor reforça as 
estratégias de pensamento 
proporcionando oportunidades 
aos estudantes para levar a 
cabo o mesmo tipo de 
raciocínios por sí mesmos 
O professor faz uma 
introdução a uma habilidade 
ou processo de pensamento 
demonstrando a importância 
de levá-lo a cabo 
corretamente. 
O professor guia com diretrizes 
explícitas os alunos na prática 
correta do raciocínio em vez de 
aprender conceitos, dados e 
procedimentos dos conteúdos 
curriculares: 
O professor faz perguntas 
reflexivas que ajudam os 
alunos a distanciarem-se do 
que estão pensando, de modo 
que possam avaliar a maneira 
como o fazem e desenvolver 
um plano para fazê-lo 
corretamente
METACOGNIÇÃO 
A METACOGNIÇÃO é a capacidade que tem um 
indivíduo de conhecer-se a si mesmo e de 
autorregular a própria aprendizagem, isto é 
planificar estratégias para cada situação, aplicá-las 
facilitando a educação da própria pessoa, como 
consequência detetar as possíveis falhas do 
indivíduo.
O conhecimento sobre a própria cognição: A 
METACOGNIÇÃO implica ser capaz de tomar 
consciência do funcionamento de nossa maneira de 
aprender e compreender os fatores que explicam que 
os resultados de uma atividade, sejam positivos ou 
negativos. 
https://www.youtube.com/watch?v=A3fABH5YeOU 
METACOGNIÇÃO
NÓS… 
METACOGNIÇÃO 
A PARTIR DE AGORA fecharemos todas as 
aprendizagens com uma reflexão que nos leve à 
Metacognição. 
PAUTA: Escada da metacognição 
Os alunos respondem por escrito às 
quatro perguntas da escada, pondo-as 
logo em seguida em comum.
ESCADA DA METACOGNIÇÃO 
Em que outras ocasiões 
posso utilizá-lo? 
Para que me serviu? 
Que passos dei? 
Estou consciente do meu pensamento 
1 
2 
3 
4
1. QUE APRENDI? 
ESCADA DA METACOGNIÇÃO 
Os alunos tendem a fazer-nos um esquema de 
conteúdos do tema 
No diálogo posterior temos que provocá-los para que 
vão para além do evidente: 
• Por exemplo possível resposta ao princípio: 
Aprendi o ciclo da água 
• Possível resposta quando têm mais prática na 
reflexão: 
Aprendi que o ciclo da água é muito importante para a 
vida porque… serve para…etc. 
1 Estou consciente do meu pensamento
2.. COMO O APRENDI? 
aqui os alunos têm que se recordar de tudo aquilo 
que se fez para que se produza essa 
aprendizagem. 
Por exemplo: 
• Aprendemos a definição e as características da água: 
1. vendo um vídeo, 
2. fazendo la rotina de pensamento vejo-penso-interrogo 
3. Explicação do professor 
4. Atividade…. 
5. Fazendo um resumo 
Que passos dei? 
Estou consciente do meu pensamento 
1 
2 
ESCADA DA METACOGNIÇÃO
3. PARA QUE ME SERVIU? 
Reflexão sobre a utilidade imediata da aprendizagem desse tema. 
Por exemplo: 
• A rotina de pensamento serviu-me para ordenar as minhas ideias 
• O esquema para escolher o mais importante 
• A explicação para esclarecer as minhas dúvidas… etc. 
Para que me serviu? 
Que passos dei? 
Estou consciente do meu pensamento 
1 
2 
3 
ESCADA DA METACOGNIÇÃO
4. EM QUE SITUAÇÕES POSSO UTILEIZSÁC-ALDOA? DA METACOGNIÇÃO 
Reflexão sobre a utilidade posterior das estratégias 
de aprendizagem utilizadas: 
• Por exemplo o esquema para quando tenho que fazer uma lista 
de compras 
• A rotina de ordenar as ideias noutra disciplina. 
• Etc. 
Quanto mais ligadas estiverem estas respostas com o seu dia a 
dia, com o mundo em que vivem melhor se cimentará a 
aprendizagem. 
Em que outras ocasiões posso 
utilizá-lo? 
Para que me serviu? 
Que passos dei? 
Estou consciente do meu pensamento. 
1 
2 
3 
4
A infusão, implica 
introduzir no ensino dos 
conteúdos um ênfase 
explícito nas técnicas de 
raciocínio, de maneira que os 
alunos possam melhorar o 
modo como pensam.
O tempo da aula investe-se 
tanto a ensinar a pensar 
como a transmitir conteúdo.
Se pensam que estou 
pensando o que 
pensam que estou 
pensando, estão muito 
enganados!
OBRI 
GADO 
@aggiornamento14 
http://aggiornamento1314.blogspot.com.es #Compostelaenred

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento Gestão de Tempo e Produtividade
Treinamento Gestão de Tempo e ProdutividadeTreinamento Gestão de Tempo e Produtividade
Treinamento Gestão de Tempo e Produtividade
Ricardo Ferrari Peloi
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
Amanda da Silveira
 
Envelhecer com qualidade de vida
Envelhecer com qualidade de vidaEnvelhecer com qualidade de vida
Envelhecer com qualidade de vida
Rubens Junior
 
Teorias da Inteligência
Teorias da InteligênciaTeorias da Inteligência
Teorias da Inteligência
Instituto Consciência GO
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
Paula Santos
 
Neuropedagogia
NeuropedagogiaNeuropedagogia
Deficiência motora
Deficiência motoraDeficiência motora
Deficiência motora
Hélder Santos
 
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Vida Mental Consultoria de Saúde Mental e Nutricional
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Luis Davi Salomao
 
Cognição
CogniçãoCognição
Cognição
Anaí Peña
 
Aula 1 - Introdução à Psicologia
Aula 1 - Introdução à PsicologiaAula 1 - Introdução à Psicologia
Aula 1 - Introdução à Psicologia
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Avaliacão psicometria teoria da medida
Avaliacão psicometria teoria da medidaAvaliacão psicometria teoria da medida
Avaliacão psicometria teoria da medida
Márcia Nascimento
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
kyzinha
 
Estilos na Relação Interpessoal
Estilos na Relação InterpessoalEstilos na Relação Interpessoal
Estilos na Relação Interpessoal
Jorge Barbosa
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
Gil Pereira
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Fabrício Ottoni
 
Psicologia - A memória
Psicologia - A memóriaPsicologia - A memória
Psicologia - A memória
Olena Kolodiy
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocional
Cintia Meneghini
 
Como o cérebro aprende
Como o cérebro aprendeComo o cérebro aprende
Como o cérebro aprende
Anna Kowalska Guimarães
 

Mais procurados (20)

Treinamento Gestão de Tempo e Produtividade
Treinamento Gestão de Tempo e ProdutividadeTreinamento Gestão de Tempo e Produtividade
Treinamento Gestão de Tempo e Produtividade
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Envelhecer com qualidade de vida
Envelhecer com qualidade de vidaEnvelhecer com qualidade de vida
Envelhecer com qualidade de vida
 
Teorias da Inteligência
Teorias da InteligênciaTeorias da Inteligência
Teorias da Inteligência
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
AS EMOÇÕES
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
 
Neuropedagogia
NeuropedagogiaNeuropedagogia
Neuropedagogia
 
Deficiência motora
Deficiência motoraDeficiência motora
Deficiência motora
 
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Cognição
CogniçãoCognição
Cognição
 
Aula 1 - Introdução à Psicologia
Aula 1 - Introdução à PsicologiaAula 1 - Introdução à Psicologia
Aula 1 - Introdução à Psicologia
 
Avaliacão psicometria teoria da medida
Avaliacão psicometria teoria da medidaAvaliacão psicometria teoria da medida
Avaliacão psicometria teoria da medida
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
Estilos na Relação Interpessoal
Estilos na Relação InterpessoalEstilos na Relação Interpessoal
Estilos na Relação Interpessoal
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Psicologia - A memória
Psicologia - A memóriaPsicologia - A memória
Psicologia - A memória
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocional
 
Como o cérebro aprende
Como o cérebro aprendeComo o cérebro aprende
Como o cérebro aprende
 

Destaque

Como desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantes
Como desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantesComo desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantes
Como desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantes
Grupo de Estudos em Aprendizagem e Cognição
 
Métodos metacognitivos mind lab
Métodos metacognitivos mind labMétodos metacognitivos mind lab
Métodos metacognitivos mind lab
João Paulo Rodrigues
 
A metacognição como tecnologia educacional simbólica
A metacognição como tecnologia educacional simbólicaA metacognição como tecnologia educacional simbólica
A metacognição como tecnologia educacional simbólica
Grupo de Estudos em Aprendizagem e Cognição
 
Estrategias metacognitivas
Estrategias metacognitivasEstrategias metacognitivas
Estrategias metacognitivas
doris anaya anaya
 
Metacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagemMetacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagem
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Metacognição piauí 2011
Metacognição piauí 2011Metacognição piauí 2011
Metacognição piauí 2011
Cristina Maria de S Miranda
 
Metacognição[1]
Metacognição[1]Metacognição[1]
Metacognição[1]
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Avaliação cognitiva 1
Avaliação cognitiva 1Avaliação cognitiva 1
Avaliação cognitiva 1
Jorge Guedes
 
Lâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacogniçãoLâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacognição
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Concepções metacognitivas
Concepções metacognitivasConcepções metacognitivas
Concepções metacognitivas
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Cognição
CogniçãoCognição
Cognição
Rafael Savi
 
Processos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - ResumoProcessos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - Resumo
Jorge Barbosa
 
Design instrucional em mídias digitais
Design instrucional em mídias digitaisDesign instrucional em mídias digitais
Design instrucional em mídias digitais
Flávio Pereira
 
Educação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectualEducação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectual
Patricia Ronconi da Rocha
 
Psicologia Cognitiva
Psicologia CognitivaPsicologia Cognitiva
Psicologia Cognitiva
lizziemc44
 
EstratéGias De Aprendizagem1
EstratéGias De Aprendizagem1EstratéGias De Aprendizagem1
EstratéGias De Aprendizagem1
Eliane Oliveira
 
Convenção de guatemala unesp 2010
Convenção de guatemala unesp 2010Convenção de guatemala unesp 2010
Convenção de guatemala unesp 2010
♥Marcinhatinelli♥
 
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumondEstratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Analise crítica da tese: Leitura e Significados
Analise crítica da tese: Leitura e SignificadosAnalise crítica da tese: Leitura e Significados
Analise crítica da tese: Leitura e Significados
Juliana Gulka
 
Psicologia cognitiva
Psicologia cognitivaPsicologia cognitiva
Psicologia cognitiva
MANUEL_PARRA
 

Destaque (20)

Como desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantes
Como desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantesComo desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantes
Como desenvolver habilidades metacognitivas em seus estudantes
 
Métodos metacognitivos mind lab
Métodos metacognitivos mind labMétodos metacognitivos mind lab
Métodos metacognitivos mind lab
 
A metacognição como tecnologia educacional simbólica
A metacognição como tecnologia educacional simbólicaA metacognição como tecnologia educacional simbólica
A metacognição como tecnologia educacional simbólica
 
Estrategias metacognitivas
Estrategias metacognitivasEstrategias metacognitivas
Estrategias metacognitivas
 
Metacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagemMetacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagem
 
Metacognição piauí 2011
Metacognição piauí 2011Metacognição piauí 2011
Metacognição piauí 2011
 
Metacognição[1]
Metacognição[1]Metacognição[1]
Metacognição[1]
 
Avaliação cognitiva 1
Avaliação cognitiva 1Avaliação cognitiva 1
Avaliação cognitiva 1
 
Lâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacogniçãoLâminas 1[1] metacognição
Lâminas 1[1] metacognição
 
Concepções metacognitivas
Concepções metacognitivasConcepções metacognitivas
Concepções metacognitivas
 
Cognição
CogniçãoCognição
Cognição
 
Processos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - ResumoProcessos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - Resumo
 
Design instrucional em mídias digitais
Design instrucional em mídias digitaisDesign instrucional em mídias digitais
Design instrucional em mídias digitais
 
Educação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectualEducação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectual
 
Psicologia Cognitiva
Psicologia CognitivaPsicologia Cognitiva
Psicologia Cognitiva
 
EstratéGias De Aprendizagem1
EstratéGias De Aprendizagem1EstratéGias De Aprendizagem1
EstratéGias De Aprendizagem1
 
Convenção de guatemala unesp 2010
Convenção de guatemala unesp 2010Convenção de guatemala unesp 2010
Convenção de guatemala unesp 2010
 
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumondEstratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
 
Analise crítica da tese: Leitura e Significados
Analise crítica da tese: Leitura e SignificadosAnalise crítica da tese: Leitura e Significados
Analise crítica da tese: Leitura e Significados
 
Psicologia cognitiva
Psicologia cognitivaPsicologia cognitiva
Psicologia cognitiva
 

Semelhante a Apresentação metacognição proposta 2

Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
Marcia Morena Soave
 
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
ramalhorolim
 
Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...
Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...
Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...
Amanda Paiva
 
Técnicas ensino
Técnicas  ensinoTécnicas  ensino
Técnicas ensino
Quesia Matiello
 
Replanejamento ee milton silva rodrigues
Replanejamento ee milton silva rodriguesReplanejamento ee milton silva rodrigues
Replanejamento ee milton silva rodrigues
telasnorte1
 
Memorial reflexivo
Memorial reflexivoMemorial reflexivo
Memorial reflexivo
Jucimara Carvalho Dos Anjos
 
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdfManual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1
Nadie Christina Machado-Spence
 
As7 leisdo ensino
As7 leisdo ensinoAs7 leisdo ensino
As7 leisdo ensino
Márcio Melânia
 
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdfLibaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Denise De Ramos
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
thayselm
 
Paper 4 do eja
Paper 4 do ejaPaper 4 do eja
Paper 4 do eja
carioca marcela
 
Apostila Didática
Apostila Didática Apostila Didática
Apostila Didática
Luiz C. Melo
 
Atividade de intervenção
Atividade de intervençãoAtividade de intervenção
Atividade de intervenção
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
Atividade de intervenção
Atividade de intervençãoAtividade de intervenção
Atividade de intervenção
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
Estratégia de aprendizagem
Estratégia de aprendizagemEstratégia de aprendizagem
Estratégia de aprendizagem
Ivaristo Americo
 
Estudo Orientado
Estudo OrientadoEstudo Orientado
Estudo Orientado
Prof.Paulo/geografia
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
Gelson Rocha
 
DIDATICA Didática i aula
DIDATICA Didática i   aulaDIDATICA Didática i   aula
DIDATICA Didática i aula
Leandro Pereira
 
TCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de AprendizagemTCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de Aprendizagem
Leonardo Florêncio
 

Semelhante a Apresentação metacognição proposta 2 (20)

Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
 
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
 
Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...
Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...
Dinamizando a prática psicopedagógica mediante o estudo das inteligências múl...
 
Técnicas ensino
Técnicas  ensinoTécnicas  ensino
Técnicas ensino
 
Replanejamento ee milton silva rodrigues
Replanejamento ee milton silva rodriguesReplanejamento ee milton silva rodrigues
Replanejamento ee milton silva rodrigues
 
Memorial reflexivo
Memorial reflexivoMemorial reflexivo
Memorial reflexivo
 
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdfManual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
 
Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1
 
As7 leisdo ensino
As7 leisdo ensinoAs7 leisdo ensino
As7 leisdo ensino
 
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdfLibaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
Libaneo J C Didatica Velhos e novos temas_ livro.pdf
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Paper 4 do eja
Paper 4 do ejaPaper 4 do eja
Paper 4 do eja
 
Apostila Didática
Apostila Didática Apostila Didática
Apostila Didática
 
Atividade de intervenção
Atividade de intervençãoAtividade de intervenção
Atividade de intervenção
 
Atividade de intervenção
Atividade de intervençãoAtividade de intervenção
Atividade de intervenção
 
Estratégia de aprendizagem
Estratégia de aprendizagemEstratégia de aprendizagem
Estratégia de aprendizagem
 
Estudo Orientado
Estudo OrientadoEstudo Orientado
Estudo Orientado
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
 
DIDATICA Didática i aula
DIDATICA Didática i   aulaDIDATICA Didática i   aula
DIDATICA Didática i aula
 
TCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de AprendizagemTCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de Aprendizagem
 

Mais de ramalhorolim

Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015
ramalhorolim
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
ramalhorolim
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
ramalhorolim
 
Apresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_siteApresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_site
ramalhorolim
 
Apresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_siteApresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_site
ramalhorolim
 
Apresentação ac site
Apresentação ac siteApresentação ac site
Apresentação ac site
ramalhorolim
 

Mais de ramalhorolim (6)

Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
 
Apresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_siteApresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_site
 
Apresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_siteApresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_site
 
Apresentação ac site
Apresentação ac siteApresentação ac site
Apresentação ac site
 

Último

Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 

Apresentação metacognição proposta 2

  • 1. Ensinar a pensar METACOGNIÇÃO CRIANDO UMA CULTURA DE PENSAMENTO NA ESCOLA Formação Maristas Compostela novembro 2014 #Compostelaenruta @aggiornamento14
  • 2. CULTURA DE PENSAMENTO Nossas perguntas: Outra fator importante a ter em conta será o tipo de perguntas que fazemos: • São perguntas que buscam verificar o que os alunos memorizaram? • São perguntas que buscam ativar o pensamento dos nossos alunos? • Fazemos perguntas de que temos respostas fechadas? • Fazemos perguntas abertas? • Só temos tempo de escutar uma ou duas respostas? • Queremos escutar um grande número de respostas? • Perguntamos para comprovar que nos estão a ouvir? • Perguntamos para ouvir?
  • 3. CULTURA DE PENSAMENTO Nossa linguagem: E por último, incentivamo-los a usar uma linguagem, que ponha no centro do nosso discurso o pensamento. Devemos considerar conteúdos, mas também devemos considerar processos de pensamento. Se estamos a trabalhar sobre os mamíferos domésticos e selvagens, diremos as diferenças entre um e outro, mas também proporemos aos alunos que: • Ativem os conhecimentos prévios. • Que observem imagens para detetar semelhanças e diferenças. • Que visualizem uma cena. • Que elaborem hipóteses. • Que comprovem as suas ideias. • Que argumentem o porquê de suas perguntas ou de seus comentários. Utilizando o vocabulário sublinhado, que é um
  • 4. A forma como isto se leva a cabo pode ser esta: O professor reforça as estratégias de pensamento proporcionando oportunidades aos estudantes para levar a cabo o mesmo tipo de raciocínios por sí mesmos O professor faz uma introdução a uma habilidade ou processo de pensamento demonstrando a importância de levá-lo a cabo corretamente. O professor guia com diretrizes explícitas os alunos na prática correta do raciocínio em vez de aprender conceitos, dados e procedimentos dos conteúdos curriculares: O professor faz perguntas reflexivas que ajudam os alunos a distanciarem-se do que estão pensando, de modo que possam avaliar a maneira como o fazem e desenvolver um plano para fazê-lo corretamente
  • 5. METACOGNIÇÃO A METACOGNIÇÃO é a capacidade que tem um indivíduo de conhecer-se a si mesmo e de autorregular a própria aprendizagem, isto é planificar estratégias para cada situação, aplicá-las facilitando a educação da própria pessoa, como consequência detetar as possíveis falhas do indivíduo.
  • 6. O conhecimento sobre a própria cognição: A METACOGNIÇÃO implica ser capaz de tomar consciência do funcionamento de nossa maneira de aprender e compreender os fatores que explicam que os resultados de uma atividade, sejam positivos ou negativos. https://www.youtube.com/watch?v=A3fABH5YeOU METACOGNIÇÃO
  • 7. NÓS… METACOGNIÇÃO A PARTIR DE AGORA fecharemos todas as aprendizagens com uma reflexão que nos leve à Metacognição. PAUTA: Escada da metacognição Os alunos respondem por escrito às quatro perguntas da escada, pondo-as logo em seguida em comum.
  • 8. ESCADA DA METACOGNIÇÃO Em que outras ocasiões posso utilizá-lo? Para que me serviu? Que passos dei? Estou consciente do meu pensamento 1 2 3 4
  • 9. 1. QUE APRENDI? ESCADA DA METACOGNIÇÃO Os alunos tendem a fazer-nos um esquema de conteúdos do tema No diálogo posterior temos que provocá-los para que vão para além do evidente: • Por exemplo possível resposta ao princípio: Aprendi o ciclo da água • Possível resposta quando têm mais prática na reflexão: Aprendi que o ciclo da água é muito importante para a vida porque… serve para…etc. 1 Estou consciente do meu pensamento
  • 10. 2.. COMO O APRENDI? aqui os alunos têm que se recordar de tudo aquilo que se fez para que se produza essa aprendizagem. Por exemplo: • Aprendemos a definição e as características da água: 1. vendo um vídeo, 2. fazendo la rotina de pensamento vejo-penso-interrogo 3. Explicação do professor 4. Atividade…. 5. Fazendo um resumo Que passos dei? Estou consciente do meu pensamento 1 2 ESCADA DA METACOGNIÇÃO
  • 11. 3. PARA QUE ME SERVIU? Reflexão sobre a utilidade imediata da aprendizagem desse tema. Por exemplo: • A rotina de pensamento serviu-me para ordenar as minhas ideias • O esquema para escolher o mais importante • A explicação para esclarecer as minhas dúvidas… etc. Para que me serviu? Que passos dei? Estou consciente do meu pensamento 1 2 3 ESCADA DA METACOGNIÇÃO
  • 12. 4. EM QUE SITUAÇÕES POSSO UTILEIZSÁC-ALDOA? DA METACOGNIÇÃO Reflexão sobre a utilidade posterior das estratégias de aprendizagem utilizadas: • Por exemplo o esquema para quando tenho que fazer uma lista de compras • A rotina de ordenar as ideias noutra disciplina. • Etc. Quanto mais ligadas estiverem estas respostas com o seu dia a dia, com o mundo em que vivem melhor se cimentará a aprendizagem. Em que outras ocasiões posso utilizá-lo? Para que me serviu? Que passos dei? Estou consciente do meu pensamento. 1 2 3 4
  • 13. A infusão, implica introduzir no ensino dos conteúdos um ênfase explícito nas técnicas de raciocínio, de maneira que os alunos possam melhorar o modo como pensam.
  • 14. O tempo da aula investe-se tanto a ensinar a pensar como a transmitir conteúdo.
  • 15. Se pensam que estou pensando o que pensam que estou pensando, estão muito enganados!
  • 16. OBRI GADO @aggiornamento14 http://aggiornamento1314.blogspot.com.es #Compostelaenred