SlideShare uma empresa Scribd logo
ANÁLISE ORGANIZACIONAL Prof. Leonardo Rocha
Diagnóstico  Organizacional AULA 1
Diagnóstico é uma palavra de origem grega,  diágnosis , que significa "através da verdade“; Está associado a  exame, discernimento, conhecimento, investigação e análise dos fatos ; Na medicina, o diagnóstico permite a identificação de uma doença, o que possibilita,  conseqüentemente, a definição de um tratamento, de uma terapia que possibilite ao paciente alcançar a cura. Diagnóstico não é fim em si mesmo!  Apóia a tomada de decisão e os processos de desenvolvimento organizacional . DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL
O que é? Assim como na vida pessoal, na vida empresarial é indispensável que, façamos um check-up. O diagnóstico é um  instrumento  para levantar todos os aspectos da empresa, vendas, relacionamento entre as pessoas, estoques, processos produtivos, estrutura de custos, ações de marketing, posicionamento mercadológico, posições financeiras .  Esses levantamentos e avaliações devem compor uma série histórica para comparativo interno, com os dados anteriores da empresa, e externo, dentro do setor onde ela atua.
O diagnóstico é o  instrumento  que apresenta uma visão global e dinâmica da empresa e que define um roteiro geral ao processo de decisão .  É um  procedimento que possibilita ao empresário obter uma visão clara, simples e precisa do conjunto do seu negócio.  Outros conceitos
Diagnóstico  X  Análise É O FIM! DEPOIS DA ANÁLISE APRESENTA UM CENÁRIO OU UM PARECER, CRÍTICO OU NÃO É O COMEÇO! SEPARA AS PARTES DE UM TODO E DESCREVA DETALHADAMENTE CADA UMA
Objetivos Seu principal objetivo é  identificar, através de questionamentos, dificuldades e oportunidades para que a empresa possa crescer e se desenvolver  quando ela está equilibrada ou, recuperar-se e equilibrar-se, quando está com déficit, seja ele financeiro, relacional ou ainda ambos.
Como fazer? Formulação do  problema Levantamento de  dados Análise de  informações Parecer  final
Passo a passo? Definir o  problema  ou situação Coletar  dados Analisar dos dados para gerar  informação Interpretar as informações para gerar  conhecimento Utilizar o conhecimento para gerar um  aprendizado Com o aprendizado, gerar um  parecer  (passado, presente ou futuro)
Decisões a partir do Diagnóstico A decisão de implementar ações deve ser cuidadosamente pensada.  O diagnóstico, então, terá cumprido suas finalidades: identificar os problemas, determinar suas causas, avaliar os recursos humanos e suas qualificações e ajudá-lo a implantar as soluções encontradas.
O Diagnóstico é individual e momentâneo Não existe um único diagnóstico .  Cada um deles é resultado do conjunto de variáveis que se estuda, da profundidade com que cada variável é analisada, do momento histórico em que se faz o estudo e da experiência de quem o executa.
O que deve ser investigado em uma organização?
Modelos
Modelo de Excelência na Gestão
Modelo da Disciplina 5 dimensões Estrutura , Tarefas, Pessoas, Ambiente e Tecnologia 3 Pilares Sustentabilidade Responsabilidade social Ética 1 Transversal Recursos RESPONSABILIDADE SOCIAL SUSTENTABILIDADE ÉTICA E T A O C RECURSOS
Tarefa para as horas complementares Acessar o site abaixo Clicar em Produtos e serviços Clicar em cursos gratuitos online Acessar o curso Se cadastrar Fazer o curso de 6 horas: Modelo de excelência da Gestão Ser aprovado com nota acima de  6 Imprimir o certificado ou enviar por email como pdf para o professor. Data de entrega do certificado: Dia da Avaliação http://www.fnq.org.br/site/376/default.aspx
Tarefa de aula Iniciar a separação das equipes de consultoria Apresentar ficha com membros e contato Criar: Nome da empresa Logo  Histórico Diferencial da empresa Escolher 1 empresa de um membro e criar um primeiro diagnóstico
Tarefa Próxima Terça-feira Identifique e explique quais as principais semelhanças e diferenças entre o modelo de diagnóstico MEG  e o modelo da Disciplina (5 dimensões, 3 pilares e 1 transversal)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
José Marques Pereira Junior
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
Larissa Estevão
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
Marcela Montalvão Teti
 
Diagnostico Organizacional
Diagnostico OrganizacionalDiagnostico Organizacional
Diagnostico Organizacional
Lauro Jorge Prado
 
Aula 01 - Inovação e Criaitividade
Aula 01 - Inovação e CriaitividadeAula 01 - Inovação e Criaitividade
Aula 01 - Inovação e Criaitividade
Gustavo Zanotto
 
Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?
Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?
Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?
Peopleup Consultoria em Remuneração e RH
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Celso Alfaia Barbosa
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
Michael Silva
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
Marcos Abreu
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Rosario Cação
 
Apresentação pesquisa de mercado
Apresentação pesquisa de mercadoApresentação pesquisa de mercado
Apresentação pesquisa de mercado
Anderson Alberto Ramos
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
Caroline Ricci
 
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Sergio Luis Seloti Jr
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
Graziela Bernardo Mota
 
Criatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoCriatividade e Inovaçao
Criatividade e Inovaçao
Jairo Siqueira
 
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Wandick Rocha de Aquino
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
Ricardo F. Nantes
 
Tecnicas de negociação
Tecnicas de negociação Tecnicas de negociação
Tecnicas de negociação
FAIR PLAY AD / @VeronicaRRSouza
 
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICOPLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
Paulo David
 

Mais procurados (20)

Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
 
Diagnostico Organizacional
Diagnostico OrganizacionalDiagnostico Organizacional
Diagnostico Organizacional
 
Aula 01 - Inovação e Criaitividade
Aula 01 - Inovação e CriaitividadeAula 01 - Inovação e Criaitividade
Aula 01 - Inovação e Criaitividade
 
Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?
Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?
Plano de Cargos e Salário - Como Implantar?
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Apresentação pesquisa de mercado
Apresentação pesquisa de mercadoApresentação pesquisa de mercado
Apresentação pesquisa de mercado
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
 
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
 
Criatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoCriatividade e Inovaçao
Criatividade e Inovaçao
 
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Tecnicas de negociação
Tecnicas de negociação Tecnicas de negociação
Tecnicas de negociação
 
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICOPLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
 

Semelhante a Aula 1 - Diagnóstico Organizacional

Investigacao diagnostico
Investigacao diagnosticoInvestigacao diagnostico
Investigacao diagnostico
kittylili
 
Apostila recursoshumanos01 (1)
Apostila recursoshumanos01 (1)Apostila recursoshumanos01 (1)
Apostila recursoshumanos01 (1)
anA byanA
 
(ConSePS 2015) Imersão 3
(ConSePS 2015) Imersão 3(ConSePS 2015) Imersão 3
(ConSePS 2015) Imersão 3
Ink_conteudos
 
Transformar Pesquisa de Clima em Plano de Ação
Transformar Pesquisa de Clima em Plano de AçãoTransformar Pesquisa de Clima em Plano de Ação
Transformar Pesquisa de Clima em Plano de Ação
Alvaro Mello
 
SOP Brasil - Performa® (Human Capital)
SOP Brasil - Performa® (Human Capital)SOP Brasil - Performa® (Human Capital)
SOP Brasil - Performa® (Human Capital)
SOP Brasil
 
DISC
DISCDISC
REMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃO
REMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃOREMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃO
REMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃO
arcarroletcia
 
Instrumentos de Assessment
Instrumentos de AssessmentInstrumentos de Assessment
Instrumentos de Assessment
Venkoconsulting
 
Concarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do SucessoConcarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do Sucesso
verapoder
 
FÓRMULA DO SUCESSO
FÓRMULA DO SUCESSOFÓRMULA DO SUCESSO
FÓRMULA DO SUCESSO
verapoder
 
Planejamento Estrategico
Planejamento EstrategicoPlanejamento Estrategico
Planejamento Estrategico
azevedoac
 
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdfECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
ProfWellingtonAleixo
 
Gestao saude competencias_e_tomadadedecisao
Gestao saude competencias_e_tomadadedecisaoGestao saude competencias_e_tomadadedecisao
Gestao saude competencias_e_tomadadedecisao
Mariana Freire
 
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
MGS High School
 
Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Ferramentas para metodologias participativas parte 2Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Projeto Pirarucu-Gente - Dep. Engenharia de Pesca - UNIR
 
Osm Matriz
Osm MatrizOsm Matriz
Osm Matriz
guestb54373
 
Plano de carreira e sucessão
Plano de carreira e sucessãoPlano de carreira e sucessão
Plano de carreira e sucessão
Clube de RH de Extrema e Região
 
Planejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico
Planejamento Estratégico
Camila Falcão
 
Diagnostico organizacional
Diagnostico organizacionalDiagnostico organizacional
Diagnostico organizacional
Rute Duarte
 
Gestão da qualidade na logística
Gestão da qualidade na logísticaGestão da qualidade na logística
Gestão da qualidade na logística
deividp9
 

Semelhante a Aula 1 - Diagnóstico Organizacional (20)

Investigacao diagnostico
Investigacao diagnosticoInvestigacao diagnostico
Investigacao diagnostico
 
Apostila recursoshumanos01 (1)
Apostila recursoshumanos01 (1)Apostila recursoshumanos01 (1)
Apostila recursoshumanos01 (1)
 
(ConSePS 2015) Imersão 3
(ConSePS 2015) Imersão 3(ConSePS 2015) Imersão 3
(ConSePS 2015) Imersão 3
 
Transformar Pesquisa de Clima em Plano de Ação
Transformar Pesquisa de Clima em Plano de AçãoTransformar Pesquisa de Clima em Plano de Ação
Transformar Pesquisa de Clima em Plano de Ação
 
SOP Brasil - Performa® (Human Capital)
SOP Brasil - Performa® (Human Capital)SOP Brasil - Performa® (Human Capital)
SOP Brasil - Performa® (Human Capital)
 
DISC
DISCDISC
DISC
 
REMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃO
REMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃOREMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃO
REMUNERAÇÃO ESTRATEGICA,EM FAABRIÇÃO OPERAÇÃO
 
Instrumentos de Assessment
Instrumentos de AssessmentInstrumentos de Assessment
Instrumentos de Assessment
 
Concarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do SucessoConcarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do Sucesso
 
FÓRMULA DO SUCESSO
FÓRMULA DO SUCESSOFÓRMULA DO SUCESSO
FÓRMULA DO SUCESSO
 
Planejamento Estrategico
Planejamento EstrategicoPlanejamento Estrategico
Planejamento Estrategico
 
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdfECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
 
Gestao saude competencias_e_tomadadedecisao
Gestao saude competencias_e_tomadadedecisaoGestao saude competencias_e_tomadadedecisao
Gestao saude competencias_e_tomadadedecisao
 
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
 
Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Ferramentas para metodologias participativas parte 2Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Ferramentas para metodologias participativas parte 2
 
Osm Matriz
Osm MatrizOsm Matriz
Osm Matriz
 
Plano de carreira e sucessão
Plano de carreira e sucessãoPlano de carreira e sucessão
Plano de carreira e sucessão
 
Planejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico
Planejamento Estratégico
 
Diagnostico organizacional
Diagnostico organizacionalDiagnostico organizacional
Diagnostico organizacional
 
Gestão da qualidade na logística
Gestão da qualidade na logísticaGestão da qualidade na logística
Gestão da qualidade na logística
 

Mais de Prof. Leonardo Rocha

CENÁRIOS
CENÁRIOSCENÁRIOS
CONFIGURAÇÕES
CONFIGURAÇÕESCONFIGURAÇÕES
CONFIGURAÇÕES
Prof. Leonardo Rocha
 
MODELOS DE GESTÃO
MODELOS DE GESTÃOMODELOS DE GESTÃO
MODELOS DE GESTÃO
Prof. Leonardo Rocha
 
MODELO DE NEGÓCIOS
MODELO DE NEGÓCIOSMODELO DE NEGÓCIOS
MODELO DE NEGÓCIOS
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de NegóciosAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro SetorAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e Inovação
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e InovaçãoAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e Inovação
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e Inovação
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos SociaisAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos Sociais
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias SociaisAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias Sociais
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Prof. Leonardo Rocha
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de MintzbergAula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 5 abordagem comportamental
Aula 5   abordagem comportamentalAula 5   abordagem comportamental
Aula 5 abordagem comportamental
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 4 - Reengenharia e DO
Aula 4 - Reengenharia e DOAula 4 - Reengenharia e DO
Aula 4 - Reengenharia e DO
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Aula 5  - Teoria das Relações HumanasAula 5  - Teoria das Relações Humanas
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 4 - Organogramas, Fluxogramas e Funcionagrama
Aula 4 - Organogramas, Fluxogramas e FuncionagramaAula 4 - Organogramas, Fluxogramas e Funcionagrama
Aula 4 - Organogramas, Fluxogramas e Funcionagrama
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 4 tga - Fordismo e Abordagem Clássica de Fayol
Aula 4   tga - Fordismo e Abordagem Clássica de FayolAula 4   tga - Fordismo e Abordagem Clássica de Fayol
Aula 4 tga - Fordismo e Abordagem Clássica de Fayol
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 3 - Gestão da Mudança
Aula 3 - Gestão da MudançaAula 3 - Gestão da Mudança
Aula 3 - Gestão da Mudança
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 3 tga - administração científica e taylor
Aula 3   tga - administração científica e taylorAula 3   tga - administração científica e taylor
Aula 3 tga - administração científica e taylor
Prof. Leonardo Rocha
 

Mais de Prof. Leonardo Rocha (20)

CENÁRIOS
CENÁRIOSCENÁRIOS
CENÁRIOS
 
CONFIGURAÇÕES
CONFIGURAÇÕESCONFIGURAÇÕES
CONFIGURAÇÕES
 
MODELOS DE GESTÃO
MODELOS DE GESTÃOMODELOS DE GESTÃO
MODELOS DE GESTÃO
 
MODELO DE NEGÓCIOS
MODELO DE NEGÓCIOSMODELO DE NEGÓCIOS
MODELO DE NEGÓCIOS
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de NegóciosAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro SetorAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e Inovação
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e InovaçãoAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e Inovação
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo e Inovação
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos SociaisAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Projetos Sociais
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias SociaisAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias Sociais
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Tecnologias Sociais
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
 
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de MintzbergAula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
 
Aula 5 abordagem comportamental
Aula 5   abordagem comportamentalAula 5   abordagem comportamental
Aula 5 abordagem comportamental
 
Aula 4 - Reengenharia e DO
Aula 4 - Reengenharia e DOAula 4 - Reengenharia e DO
Aula 4 - Reengenharia e DO
 
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Aula 5  - Teoria das Relações HumanasAula 5  - Teoria das Relações Humanas
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
 
Aula 4 - Organogramas, Fluxogramas e Funcionagrama
Aula 4 - Organogramas, Fluxogramas e FuncionagramaAula 4 - Organogramas, Fluxogramas e Funcionagrama
Aula 4 - Organogramas, Fluxogramas e Funcionagrama
 
Aula 4 tga - Fordismo e Abordagem Clássica de Fayol
Aula 4   tga - Fordismo e Abordagem Clássica de FayolAula 4   tga - Fordismo e Abordagem Clássica de Fayol
Aula 4 tga - Fordismo e Abordagem Clássica de Fayol
 
Aula 3 - Gestão da Mudança
Aula 3 - Gestão da MudançaAula 3 - Gestão da Mudança
Aula 3 - Gestão da Mudança
 
Aula 3 tga - administração científica e taylor
Aula 3   tga - administração científica e taylorAula 3   tga - administração científica e taylor
Aula 3 tga - administração científica e taylor
 

Aula 1 - Diagnóstico Organizacional

  • 3. Diagnóstico é uma palavra de origem grega, diágnosis , que significa "através da verdade“; Está associado a exame, discernimento, conhecimento, investigação e análise dos fatos ; Na medicina, o diagnóstico permite a identificação de uma doença, o que possibilita, conseqüentemente, a definição de um tratamento, de uma terapia que possibilite ao paciente alcançar a cura. Diagnóstico não é fim em si mesmo! Apóia a tomada de decisão e os processos de desenvolvimento organizacional . DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL
  • 4. O que é? Assim como na vida pessoal, na vida empresarial é indispensável que, façamos um check-up. O diagnóstico é um instrumento para levantar todos os aspectos da empresa, vendas, relacionamento entre as pessoas, estoques, processos produtivos, estrutura de custos, ações de marketing, posicionamento mercadológico, posições financeiras . Esses levantamentos e avaliações devem compor uma série histórica para comparativo interno, com os dados anteriores da empresa, e externo, dentro do setor onde ela atua.
  • 5. O diagnóstico é o instrumento que apresenta uma visão global e dinâmica da empresa e que define um roteiro geral ao processo de decisão . É um procedimento que possibilita ao empresário obter uma visão clara, simples e precisa do conjunto do seu negócio. Outros conceitos
  • 6. Diagnóstico X Análise É O FIM! DEPOIS DA ANÁLISE APRESENTA UM CENÁRIO OU UM PARECER, CRÍTICO OU NÃO É O COMEÇO! SEPARA AS PARTES DE UM TODO E DESCREVA DETALHADAMENTE CADA UMA
  • 7. Objetivos Seu principal objetivo é identificar, através de questionamentos, dificuldades e oportunidades para que a empresa possa crescer e se desenvolver quando ela está equilibrada ou, recuperar-se e equilibrar-se, quando está com déficit, seja ele financeiro, relacional ou ainda ambos.
  • 8. Como fazer? Formulação do problema Levantamento de dados Análise de informações Parecer final
  • 9. Passo a passo? Definir o problema ou situação Coletar dados Analisar dos dados para gerar informação Interpretar as informações para gerar conhecimento Utilizar o conhecimento para gerar um aprendizado Com o aprendizado, gerar um parecer (passado, presente ou futuro)
  • 10. Decisões a partir do Diagnóstico A decisão de implementar ações deve ser cuidadosamente pensada. O diagnóstico, então, terá cumprido suas finalidades: identificar os problemas, determinar suas causas, avaliar os recursos humanos e suas qualificações e ajudá-lo a implantar as soluções encontradas.
  • 11. O Diagnóstico é individual e momentâneo Não existe um único diagnóstico . Cada um deles é resultado do conjunto de variáveis que se estuda, da profundidade com que cada variável é analisada, do momento histórico em que se faz o estudo e da experiência de quem o executa.
  • 12. O que deve ser investigado em uma organização?
  • 14. Modelo de Excelência na Gestão
  • 15. Modelo da Disciplina 5 dimensões Estrutura , Tarefas, Pessoas, Ambiente e Tecnologia 3 Pilares Sustentabilidade Responsabilidade social Ética 1 Transversal Recursos RESPONSABILIDADE SOCIAL SUSTENTABILIDADE ÉTICA E T A O C RECURSOS
  • 16. Tarefa para as horas complementares Acessar o site abaixo Clicar em Produtos e serviços Clicar em cursos gratuitos online Acessar o curso Se cadastrar Fazer o curso de 6 horas: Modelo de excelência da Gestão Ser aprovado com nota acima de 6 Imprimir o certificado ou enviar por email como pdf para o professor. Data de entrega do certificado: Dia da Avaliação http://www.fnq.org.br/site/376/default.aspx
  • 17. Tarefa de aula Iniciar a separação das equipes de consultoria Apresentar ficha com membros e contato Criar: Nome da empresa Logo Histórico Diferencial da empresa Escolher 1 empresa de um membro e criar um primeiro diagnóstico
  • 18. Tarefa Próxima Terça-feira Identifique e explique quais as principais semelhanças e diferenças entre o modelo de diagnóstico MEG e o modelo da Disciplina (5 dimensões, 3 pilares e 1 transversal)