SlideShare uma empresa Scribd logo
3ª Formação- Organização e
desenvolvimento da ATPC
“A escola é, ainda, espaço em que se
abrigam desencontros de expectativas,
mas também acordos solidários, norteados
por princípios e valores educativos,
pactuados por meio do projeto político-
pedagógico, concebido segundo as
demandas sociais e aprovado pela
comunidade educativa” (MEC, 1994)
DIRETORIA DE ENSINO DE JUNDIAÍ
NÚCLEO PEDAGÓGICO
Data: 27 e 30/04/2015
Horário: 8h30h – 12h30
Local:
Formadores: Adriana, Alessandra, Claudio, Elio,
Elisabete, Helena
“O aprender se concentra em dois pilares: a
própria pessoa, como agente, e a escola, como
lugar de crescimento profissional permanente".
(António Nóvoa)
Atividade 1
Qual é o retrato que me retrata?
Observe as imagens a seguir e reflita
qual delas poderia representar a sua
atuação na Unidade Escolar e por quê.
Qual é o retrato que me retrata?
“ Quando falamos em identidade, nos referimos
a características que especificam algo ou
alguém. A identidade, no entanto, não é
estática. Ao contrário, ela está em permanente
elaboração, no contexto social de interação de
indivíduos e grupos, implicando reconhecimento
recíproco”.
Terezinha A. Rios
Pode ser
uma
atividade
em
dupla
ou
individual
ATIVIDADE 2
Leitura dos textos da Revista Nova Escola/Gestão Escolar
•A diferença entre formar e informar;
•Como detecto as fragilidades dos professores;
•Como elaborar boas pautas para as reuniões pedagógicas;
•Algumas possibilidades de estratégias formativas;
Ler, ressaltar os
trechos mais
relevantes e socializar
SOCIALIZAÇÃO DA
LEITURA
Ata, diário
de bordo, e
outras
Organização e condução da ATPC
ATPC
PlanejamentoPlanejamento
Definidas
conforme a
demanda da
equipe
Pauta
Formativa
REGISTRO
Avaliação
Melhoria da
aprendizagem
Observação e
reflexão da
ação
Organização e condução da ATPC
É importante:
1. Organizar as ações de formação continuada
com conteúdos voltados às metas da escola e à
melhoria do desempenho dos alunos.
2.Elaborar previamente a pauta de cada reunião,
definida a partir das
contribuições/necessidades dos participantes;
3.Dividir entre os participantes as tarefas
inerentes às reuniões (registro, escolha de
textos, organização dos estudos);
É importante:
4. Planejar formas de avaliação das reuniões pelo
coletivo dos participantes;
5. Prever formas de registro (ata, caderno, diário
de bordo, relatos etc) das discussões,
avanços, dificuldades detectadas, ações e
intervenções propostas e decisões tomadas;
6. Realizar a formação docente baseada em
referencial teórico.
Organização e condução da ATPC
Atividade 3
Analise as duas pautas indicadas de acordo com
as questões norteadoras
1.A pauta deixa explícito o objetivo da ATPC? Qual a
importância para o professor conhecer o objetivo do encontro
em que participa?
2.Há relação entre o objetivo, conteúdo e encaminhamento nos
registros?
3.É possível antecipar como será a participação dos
professores durante o encontro?
4.Quais encaminhamentos serão realizados pelo PC?
5.Quais as estratégias utilizadas para ensinar o que se quer?
Exemplos de Pautas
SOCIALIZAÇÃO
Pauta Formativa
Uma pauta bem planejada
•Explicita os objetivos e conteúdos do
encontro;
• Define estratégias a partir dos
objetivos de modo que haja coerência
entre os conteúdos e as estratégias;
• Permite dimensionar e gerenciar o
tempo da reunião, que possibilita ao
grupo a corresponsabilidade pela sua
gestão.
Atividade 4
Desenvolvimento da pauta formativa
Considerando a ATPC como espaço de discussão e
reflexão contínuas, em especial para o tratamento que
deve ser dado ao currículo oficial, muitos temas se
apresentam e merecem destaque nas tomadas de
decisão.
Temas para formação em ATPC
Os temas para estudo e formação em ATPC deverão ser
elencados a partir de uma reflexão sobre:
• A Proposta Política Pedagógica;
• Um diagnóstico das fragilidades da escola;
• A necessidade individual de formação docente
1. Finalidades da educação;
2. Diferentes processos de aprendizagem;
3. Diferentes concepções metodológicas de ensino e de
aprendizagem, nas diversas áreas do conhecimento, para
intervenções em sala de aula;
4. Relações interativas em sala de aula, quanto ao papel dos
professores e dos alunos – agrupamentos e distribuição
do tempo e espaço escolar;
5. Materiais curriculares para professores e alunos e aos
demais recursos didáticos como suporte ao trabalho
pedagógico;
6. Acompanhamento e avaliação do processo de ensino e
de aprendizagem.
Sugestões de temas para formação
Registrar: inscrever em livro ou qualquer meio apropriado
(Dicionário Caldas Aulete)
Apresentação dos diferentes
tipos de registro
“Quem registra tem memória quem não
registra tem lembranças...”.
Madalena Freire
Paulo Freire dizia que, a gente pensa melhor quando pensa a partir
do que faz da prática. Como pensar e registrar essa prática diante
de uma sociedade que se transforma aceleradamente?
Segundo Zabalza (2004), registros
• que cumprem somente as funções burocráticas, limitado à anotações
dos temas abordados, as presenças e as faltas não representam
qualidade no trabalho do professor;
• mais interessantes são aqueles que se referem às discussões críticas
da turma, apresentam observações sobre o processo de ensino e
aprendizagem, reproduzem frases das crianças e reúnem exemplos das
produções;
• Portanto, registros são os que permitem construir um conjunto de
ações demonstrando a qualidade de ensino: planejar, realizar,
documentar, analisar e finalmente replanejar a prática pedagógica.
Para elaborar os registros de modo que os mesmos constituam–se como
instrumento no processo educacional, faz-se necessário compreender
sua função e as especificações de cada registro.
Registro
Como registrar
Registro da ATPC
• Ter um caderno próprio para o registro da ATPC, com folhas
numeradas contendo:
- Pauta da ATPC (com dia, horário, local, responsável, etc.).
- Destinar um professor para fazer o registro, anotar as
discussões, decisões, encaminhamentos feitos, as ações
programadas e realizadas.
- De posse dos registros, o PC irá elaborar a ata que, será
disposta no caderno após a pauta e seguida da lista de presença dos
professores, devidamente assinada.
Como registrar
Registro da ATPC
- Esse registro deve ser sempre retomado na semana seguinte, para
que o grupo possa recuperar sua trajetória e refletir sobre o que está
fazendo. Como nem sempre todos os professores estão presentes, o registro
permite o acesso a tudo que foi discutido e, por isso, é importante que ele
esteja sempre à disposição para consulta.
- Socializar as discussões da ATPC através de murais/e-mail, grupo
no facebook, para dar ciência aos ausentes e outros interessados.
•O bom planejamento da ATPC favorecerá as ações que a escola pretende
realizar e consolidará um documento constantemente consultado, revisto e
discutido, deixando de ser de cunho burocrático para tornar-se um
documento de efetivo apoio à prática pedagógica.
Forma de:
• registrar atividades, reflexões e comentários
sobre o desenvolvimento do trabalho;
• descrever e refletir sobre os problemas que vão
surgindo, dos obstáculos e da forma de superá-los;
• criar o hábito de pensar as práticas e a própria
aprendizagem.
DIÁRIO DE BORDO
Certificação ou testemunho escrito em que
se apresenta o que aconteceu, tratado ou
acordado no momento de qualquer
circunstância, como uma reunião, prova
de ou qualquer outro evento que exija a
certificação legal de algo que ocorreu pela
importância e porque no futuro, pode servir
como prova.
ATA
• Data, local, horário de início e fim da reunião (é preciso que as
pessoas saibam onde e quando as decisões foram tomadas)
• Pessoas presentes e seus cargos (todos devem saber por quem as
decisões foram tomadas)
• Pauta da reunião (saber o propósito para o qual as pessoas se
reuniram é um dos principais interesses ao se ler uma ata de
reunião)
• Discussões (essa é a parte onde as pessoas registram porque as
decisões foram tomadas, porque algumas ideias foram abandonadas
e evitam que a mesma discussão ocorra várias outras vezes)
• Registro das decisões (para saber o que de fato foi acordado entre
os participantes)
• Compromissos (onde são registrados os prazos para execução de
tarefas e é estabelecido o dia, horário, local e participantes da
próxima reunião)
ATAATA
Em uma ata de reunião não podem faltar as seguintes informações básicas
Antigamente existiam várias regras para elaboração de atas de reunião.
As principais eram:
•Texto corrido, em um único parágrafo, com todas aquelas informações
da lista anterior.
•A ata deveria ser escrita à mão, pelo “secretário”, durante a reunião, e
assinada por todos os presentes ao final da mesma.
•Não era permitido nenhum tipo de rasura, e em caso de erro eram
usadas expressões como “digo,”.
Essas regras não estão mais em uso. Hoje há a preocupação em
registrar atas em um layout que facilite a leitura e interpretação do
documento.
Qualquer que seja o caso, uma regra que permanece, além das
informações que devem constar na ata, é aquela que exige que as
informações sobre as discussões e decisões figurem exatamente na
ordem em que ocorreram.
ATA
Vale lembrar que em uma ata de reunião,
por mais grosseiro que pareça, sua
opinião não interessa.
As pessoas devem saber o que foi
discutido e decidido, independente do
posicionamento de quem a redige, sobre
os fatos.
Dessa forma, será produzida uma ata de
reunião imparcial e completa, como
esperado por todos.
ATA
Qual é o retrato que me retrata?
Os Coordenadores Pedagógicos
precisam ter consciência de
que necessitam de formação
permanente, acompanhamento
e apoio pedagógico.
É somente desta maneira que
podem ganhar condições de
conscientizar a equipe de
professores a respeito da
importância de estudo e
reflexão e de auxiliá-los na
tarefa de ensinar.Telma Weisz
• AMARAL. Aurélio. Como elaborar boas pautas para as reuniões pedagógicas. Uma pauta
estruturada ajuda a planejar o tempo e é uma aprendizagem para o coordenador. Disponível em
http://gestaoescolar.abril.com.br/formacao/como-elaborar-boas-pautas-reunioes-pedagogicas-
705307.shtml
• ARROIO. Adriana. TEIXEIRA. Sirlene . RANA. Débora. Pauta bem planejada. Disponível em
http://avisala.org.br/index.php/conteudo-por-edicoes/revista-avisala-41/pauta-bem-planejada/
Acesso em 09 04 2015
• Coordenador Pedagógico – comunidade. 18 e novembro de 2011. Disponível em
https://pt-br.facebook.com/permalink.php?story_fbid=243710205690221&id=235898066471435
Acesso em 24 03 2015
• Entrevista com Telma Weisz. Disponível em http://gestaoescolar.abril.com.br/formacao/evitar-
trabalho-pedagogico-coletivo-coordenacao-pedagogica-reuniao-619423.shtml
• FREIRE. Madalena. Observação, Registro, Reflexão. Série Seminários espaço pedagógico. São Paulo
– 1996.
• GOUVEIA. Beatriz. Formação de Professores. Disponível em
https://www.youtube.com/watch?v=L9CNnVs4rO0
• MIQUELETO. Maria Ines. Como detecto as fragilidades dos professores. Disponível em
http://gestaoescolar.abril.com.br/blogs/coordenadoras/2013/04/25/como-detecto-as-fragilidades-dos-
Acesso em 07 03 2015
• Modelo de ata de reunião: tudo o que você precisa para escrever uma ata de reunião eficiente.
Disponível em http://www.produzindo.net/como-escrever-uma-ata-de-reuniao/ Acesso em 24 03
2015
Referências
• MORELI. Silvana. Ensinar & Aprender. Disponível em http://professorasilmoreli.blogspot.com.br/p/pautas-reunioes-de-
atpc.html Acesso em 07 03 15
• Observação e Registro. Trabalhando com educação de jovens e adultos. Brasília 2006.
• Que conceito – um novo conceito de dicionário. Ata. Disponível em http://queconceito.com.br/ata
• Registro. Disponível em: http://pt.slideshare.net/telasnorte1/registro-2010-rp-3437744?related=1
• RIOS. Terezinha A. Identidade na Escola. Disponível em http://gestaoescolar.abril.com.br/comunidade/identidade-
escola-autonomia-etica-valores-gestao-participativa-democratica-trabalho-equipe-escolar-515765.shtml
• RUIZ. Helena Cristina. Algumas Possibilidades de Estratégia Formativas . Disponível em
http://revistaescola.abril.com.br/pdf/possibilidades-estrategias-formativas.pdf
• São Paulo . Secretaria de Estado de Educação .Pauta de Formação –agosto de 2010- LER e Escrever: Prioridade na
Escola, 5º encontro – Professor Coordenador.
• São Paulo . Secretaria de Estado de Educação. Documento Orientador CGEB – 10 de 2014 , Aula de Trabalho
Pedagógico Coletivo (ATPC) em Destaque.
• Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Currículo do Estado de São Paulo. Apresentação do Currículo do Estado
de São Paulo. P. 9-26. Disponível em http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/782.pdf
• ZABALZA, Miguel A. Diários de Aula: contributo para o estudo dos dilemas práticos dos professores. Tradução: José
Augusto Pacheco e José Machado,Portugal: Porto Editora,1994
• ZURAWSKI, Maria Paula.16ªEdição do Premio Victor Civita Educador Nota 10 - gestão – coordenador pedagógico.
• ___________________. O Coordenador Pedagógico como formador: três aspectos para considerar. Disponível em
http://www.fvc.org.br/educadornota10/pdf/2013/artigo-coord-pedagogico-2013.pdf
Referências
3ª Formação- Organização e
desenvolvimento da ATPC
DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE
JUNDIAÍ
NÚCLEO PEDAGÓGICO
Elaboração:
Adriana Simi
Alessandra Tegon
Claudio Nitsch Medeiros
Elio Simões
Elisabete Panssonatto Breternitz
Helena Galvani

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
Claudia Elisabete Silva
 
Slides da reunião com professores
Slides da reunião com professoresSlides da reunião com professores
Slides da reunião com professores
driminas
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
Kajdy Ejdy
 
Pauta
PautaPauta
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
ditadoida
 
Pauta formativa pnaic 7º encontro
Pauta formativa pnaic   7º encontroPauta formativa pnaic   7º encontro
Pauta formativa pnaic 7º encontro
taboao
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
Elisângela Chaves
 
Conselho de Classe - Participativo
Conselho de Classe  - ParticipativoConselho de Classe  - Participativo
Conselho de Classe - Participativo
CÉSAR TAVARES
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
pdescola
 
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLARCONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
Valéria Barreto
 
Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula
Grasiela Dourado
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
Editora Moderna
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
Magda Marques
 
Conselho de classe para que
Conselho de classe para queConselho de classe para que
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
UFMA e UEMA
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Marcelo Assis
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
Antônio Fernandes
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
moniquests
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
Gerdian Teixeira
 

Mais procurados (20)

ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
 
Slides da reunião com professores
Slides da reunião com professoresSlides da reunião com professores
Slides da reunião com professores
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
 
Pauta formativa pnaic 7º encontro
Pauta formativa pnaic   7º encontroPauta formativa pnaic   7º encontro
Pauta formativa pnaic 7º encontro
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
 
Conselho de Classe - Participativo
Conselho de Classe  - ParticipativoConselho de Classe  - Participativo
Conselho de Classe - Participativo
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
 
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLARCONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
 
Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Conselho de classe para que
Conselho de classe para queConselho de classe para que
Conselho de classe para que
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 

Destaque

ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
Claudia Elisabete Silva
 
Pauta replanejamento julho de 2012
Pauta replanejamento julho de 2012Pauta replanejamento julho de 2012
Pauta replanejamento julho de 2012
DiretorNPE
 
Pauta atpc 20 05 2013
Pauta  atpc 20 05 2013Pauta  atpc 20 05 2013
Pauta atpc 20 05 2013
eecarloseduardo2013
 
Ppt modalidades
Ppt modalidadesPpt modalidades
Ppt modalidades
taboao
 
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
Doralice Jacinto da Silva
 
Ot pc
Ot pcOt pc
PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014
PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014
PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014
Wilson Barbieri
 
Atpc medio 02 06 2014
Atpc medio 02 06 2014Atpc medio 02 06 2014
Atpc medio 02 06 2014
Wilson Barbieri
 
Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014
Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014
Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014
Wilson Barbieri
 
04 história da musica classica de 1600 a 2000
04   história da musica classica de 1600 a 200004   história da musica classica de 1600 a 2000
04 história da musica classica de 1600 a 2000
ensinoinovadorsc
 
Apresentação norteadora isaac
Apresentação norteadora isaacApresentação norteadora isaac
Apresentação norteadora isaac
ensinoinovadorsc
 
Atpc
AtpcAtpc
Orientação Técnica Língua Portuguesa Ensino Médio
Orientação Técnica Língua Portuguesa Ensino MédioOrientação Técnica Língua Portuguesa Ensino Médio
Orientação Técnica Língua Portuguesa Ensino Médio
pcopmaze
 
01 macrocampos em diálogo
01   macrocampos em diálogo01   macrocampos em diálogo
01 macrocampos em diálogo
ensinoinovadorsc
 
ATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIO
ATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIOATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIO
ATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIO
Wilson Barbieri
 
03 trabalhando com projetos jc
03   trabalhando com projetos  jc03   trabalhando com projetos  jc
03 trabalhando com projetos jc
ensinoinovadorsc
 
Apresentação emi
Apresentação emiApresentação emi
Apresentação emi
ensinoinovadorsc
 
Integrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emi
Integrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emiIntegrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emi
Integrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emi
ensinoinovadorsc
 
Atpc 13 de outubro de 2014 v2
Atpc 13 de outubro de 2014   v2Atpc 13 de outubro de 2014   v2
Atpc 13 de outubro de 2014 v2
Wilson Barbieri
 
Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014
Wilson Barbieri
 

Destaque (20)

ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
Pauta replanejamento julho de 2012
Pauta replanejamento julho de 2012Pauta replanejamento julho de 2012
Pauta replanejamento julho de 2012
 
Pauta atpc 20 05 2013
Pauta  atpc 20 05 2013Pauta  atpc 20 05 2013
Pauta atpc 20 05 2013
 
Ppt modalidades
Ppt modalidadesPpt modalidades
Ppt modalidades
 
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
 
Ot pc
Ot pcOt pc
Ot pc
 
PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014
PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014
PARTE DO ATPC REALIZADO EM 09 DE JUNHO DE2014
 
Atpc medio 02 06 2014
Atpc medio 02 06 2014Atpc medio 02 06 2014
Atpc medio 02 06 2014
 
Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014
Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014
Reunião atpc - Realizada em 19 de maio de 2014
 
04 história da musica classica de 1600 a 2000
04   história da musica classica de 1600 a 200004   história da musica classica de 1600 a 2000
04 história da musica classica de 1600 a 2000
 
Apresentação norteadora isaac
Apresentação norteadora isaacApresentação norteadora isaac
Apresentação norteadora isaac
 
Atpc
AtpcAtpc
Atpc
 
Orientação Técnica Língua Portuguesa Ensino Médio
Orientação Técnica Língua Portuguesa Ensino MédioOrientação Técnica Língua Portuguesa Ensino Médio
Orientação Técnica Língua Portuguesa Ensino Médio
 
01 macrocampos em diálogo
01   macrocampos em diálogo01   macrocampos em diálogo
01 macrocampos em diálogo
 
ATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIO
ATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIOATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIO
ATPC - 18 DE AGOSTO DE 2014 - ENSINO MÉDIO
 
03 trabalhando com projetos jc
03   trabalhando com projetos  jc03   trabalhando com projetos  jc
03 trabalhando com projetos jc
 
Apresentação emi
Apresentação emiApresentação emi
Apresentação emi
 
Integrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emi
Integrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emiIntegrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emi
Integrao curricular e trabalho pedaggico sem grupos emi
 
Atpc 13 de outubro de 2014 v2
Atpc 13 de outubro de 2014   v2Atpc 13 de outubro de 2014   v2
Atpc 13 de outubro de 2014 v2
 
Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014
 

Semelhante a 3ª OT para PC

Registro
RegistroRegistro
Curso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptx
Curso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptxCurso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptx
Curso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptx
ssuserd7ceab
 
Sessão nº2
Sessão nº2Sessão nº2
Sessão nº2
cristinamlcoelho
 
Caderno de atividades modulo i
Caderno de  atividades modulo iCaderno de  atividades modulo i
Caderno de atividades modulo i
FormacaoBaiao
 
Modelo para elaboração de plano de aula
Modelo para elaboração de plano de aulaModelo para elaboração de plano de aula
Modelo para elaboração de plano de aula
cdelmiro
 
01.o memorial
01.o memorial01.o memorial
Aula03 final b
Aula03 final bAula03 final b
Aula03 final b
Paulo Hospodar
 
Aula 3 design ativ e tarefas
Aula 3 design ativ e tarefasAula 3 design ativ e tarefas
Aula 3 design ativ e tarefas
Paulo Hospodar
 
Relato de prática
Relato de práticaRelato de prática
Relato de prática
Nerilda Dutra
 
PRA - Apresentação.ppt
PRA - Apresentação.pptPRA - Apresentação.ppt
PRA - Apresentação.ppt
joosousin
 
Workshop Tarefa2
Workshop Tarefa2Workshop Tarefa2
Workshop Tarefa2
mjmpatricio
 
Portfólio
PortfólioPortfólio
Portfólio
Gládis L. Santos
 
Yama RH - Metodologia e anexos
Yama RH - Metodologia e anexosYama RH - Metodologia e anexos
Yama RH - Metodologia e anexos
YAMA RH
 
oficina faca seus encontros
oficina faca seus encontrosoficina faca seus encontros
oficina faca seus encontros
blogbrasil
 
Reflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática Pedagógica
Reflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática PedagógicaReflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática Pedagógica
Reflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática Pedagógica
Luluroque
 
Pnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacaoPnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacao
Claudio Pessoa
 
Pnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacaoPnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacao
Claudio Pessoa
 
Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais
Instrumentos Pedagógicos para Projetos SociaisInstrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais
Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais
EducadorCriativo
 
Semana 4 txt_2
Semana 4 txt_2Semana 4 txt_2
Semana 4 txt_2
Marcelo Gomes
 
Oficina CBC
Oficina CBCOficina CBC
Oficina CBC
moreiradiego
 

Semelhante a 3ª OT para PC (20)

Registro
RegistroRegistro
Registro
 
Curso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptx
Curso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptxCurso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptx
Curso de certificação de gestores do Maranhão 2.pptx
 
Sessão nº2
Sessão nº2Sessão nº2
Sessão nº2
 
Caderno de atividades modulo i
Caderno de  atividades modulo iCaderno de  atividades modulo i
Caderno de atividades modulo i
 
Modelo para elaboração de plano de aula
Modelo para elaboração de plano de aulaModelo para elaboração de plano de aula
Modelo para elaboração de plano de aula
 
01.o memorial
01.o memorial01.o memorial
01.o memorial
 
Aula03 final b
Aula03 final bAula03 final b
Aula03 final b
 
Aula 3 design ativ e tarefas
Aula 3 design ativ e tarefasAula 3 design ativ e tarefas
Aula 3 design ativ e tarefas
 
Relato de prática
Relato de práticaRelato de prática
Relato de prática
 
PRA - Apresentação.ppt
PRA - Apresentação.pptPRA - Apresentação.ppt
PRA - Apresentação.ppt
 
Workshop Tarefa2
Workshop Tarefa2Workshop Tarefa2
Workshop Tarefa2
 
Portfólio
PortfólioPortfólio
Portfólio
 
Yama RH - Metodologia e anexos
Yama RH - Metodologia e anexosYama RH - Metodologia e anexos
Yama RH - Metodologia e anexos
 
oficina faca seus encontros
oficina faca seus encontrosoficina faca seus encontros
oficina faca seus encontros
 
Reflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática Pedagógica
Reflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática PedagógicaReflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática Pedagógica
Reflexões : O ato de registrar e Aprender com a prática Pedagógica
 
Pnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacaoPnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacao
 
Pnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacaoPnaic caderno de_apresentacao
Pnaic caderno de_apresentacao
 
Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais
Instrumentos Pedagógicos para Projetos SociaisInstrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais
Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais
 
Semana 4 txt_2
Semana 4 txt_2Semana 4 txt_2
Semana 4 txt_2
 
Oficina CBC
Oficina CBCOficina CBC
Oficina CBC
 

Mais de Elisabete Panssonatto

TUTORIAL EDMODO
TUTORIAL EDMODOTUTORIAL EDMODO
TUTORIAL EDMODO
Elisabete Panssonatto
 
2ª formação AAP 2015
2ª formação   AAP 20152ª formação   AAP 2015
2ª formação AAP 2015
Elisabete Panssonatto
 
1ª formação PC plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 2015
1ª formação PC   plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 20151ª formação PC   plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 2015
1ª formação PC plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 2015
Elisabete Panssonatto
 
My daily routine
My daily routineMy daily routine
My daily routine
Elisabete Panssonatto
 
My daily routine
My daily routineMy daily routine
My daily routine
Elisabete Panssonatto
 
História do Reino Unido
História do Reino UnidoHistória do Reino Unido
História do Reino Unido
Elisabete Panssonatto
 
INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP
INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP
INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP
Elisabete Panssonatto
 
Ilep 2015 anuncio (portuguese)
Ilep 2015   anuncio (portuguese)Ilep 2015   anuncio (portuguese)
Ilep 2015 anuncio (portuguese)
Elisabete Panssonatto
 
Hino nacional brasilieiro
Hino nacional brasilieiroHino nacional brasilieiro
Hino nacional brasilieiro
Elisabete Panssonatto
 
Versão final monografia 9 5-08
Versão final monografia 9 5-08Versão final monografia 9 5-08
Versão final monografia 9 5-08
Elisabete Panssonatto
 
Halloween 2012 slide show
Halloween 2012   slide showHalloween 2012   slide show
Halloween 2012 slide show
Elisabete Panssonatto
 
Capes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitzCapes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitz
Elisabete Panssonatto
 
Capes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitzCapes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitz
Elisabete Panssonatto
 
Capes ioe apresentação alunos
Capes ioe apresentação alunosCapes ioe apresentação alunos
Capes ioe apresentação alunos
Elisabete Panssonatto
 

Mais de Elisabete Panssonatto (14)

TUTORIAL EDMODO
TUTORIAL EDMODOTUTORIAL EDMODO
TUTORIAL EDMODO
 
2ª formação AAP 2015
2ª formação   AAP 20152ª formação   AAP 2015
2ª formação AAP 2015
 
1ª formação PC plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 2015
1ª formação PC   plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 20151ª formação PC   plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 2015
1ª formação PC plano de trabalho anual - 23 e 27 fev 2015
 
My daily routine
My daily routineMy daily routine
My daily routine
 
My daily routine
My daily routineMy daily routine
My daily routine
 
História do Reino Unido
História do Reino UnidoHistória do Reino Unido
História do Reino Unido
 
INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP
INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP
INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM - ILEP
 
Ilep 2015 anuncio (portuguese)
Ilep 2015   anuncio (portuguese)Ilep 2015   anuncio (portuguese)
Ilep 2015 anuncio (portuguese)
 
Hino nacional brasilieiro
Hino nacional brasilieiroHino nacional brasilieiro
Hino nacional brasilieiro
 
Versão final monografia 9 5-08
Versão final monografia 9 5-08Versão final monografia 9 5-08
Versão final monografia 9 5-08
 
Halloween 2012 slide show
Halloween 2012   slide showHalloween 2012   slide show
Halloween 2012 slide show
 
Capes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitzCapes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 de teacher presentation by elisabete panssonatto breternitz
 
Capes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitzCapes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitz
Capes ioe 2012 presentation by elisabete panssonatto breternitz
 
Capes ioe apresentação alunos
Capes ioe apresentação alunosCapes ioe apresentação alunos
Capes ioe apresentação alunos
 

Último

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 

Último (20)

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 

3ª OT para PC

  • 1. 3ª Formação- Organização e desenvolvimento da ATPC “A escola é, ainda, espaço em que se abrigam desencontros de expectativas, mas também acordos solidários, norteados por princípios e valores educativos, pactuados por meio do projeto político- pedagógico, concebido segundo as demandas sociais e aprovado pela comunidade educativa” (MEC, 1994) DIRETORIA DE ENSINO DE JUNDIAÍ NÚCLEO PEDAGÓGICO
  • 2. Data: 27 e 30/04/2015 Horário: 8h30h – 12h30 Local: Formadores: Adriana, Alessandra, Claudio, Elio, Elisabete, Helena “O aprender se concentra em dois pilares: a própria pessoa, como agente, e a escola, como lugar de crescimento profissional permanente". (António Nóvoa)
  • 3. Atividade 1 Qual é o retrato que me retrata? Observe as imagens a seguir e reflita qual delas poderia representar a sua atuação na Unidade Escolar e por quê.
  • 4. Qual é o retrato que me retrata?
  • 5. “ Quando falamos em identidade, nos referimos a características que especificam algo ou alguém. A identidade, no entanto, não é estática. Ao contrário, ela está em permanente elaboração, no contexto social de interação de indivíduos e grupos, implicando reconhecimento recíproco”. Terezinha A. Rios
  • 6. Pode ser uma atividade em dupla ou individual ATIVIDADE 2 Leitura dos textos da Revista Nova Escola/Gestão Escolar •A diferença entre formar e informar; •Como detecto as fragilidades dos professores; •Como elaborar boas pautas para as reuniões pedagógicas; •Algumas possibilidades de estratégias formativas; Ler, ressaltar os trechos mais relevantes e socializar
  • 8. Ata, diário de bordo, e outras Organização e condução da ATPC ATPC PlanejamentoPlanejamento Definidas conforme a demanda da equipe Pauta Formativa REGISTRO Avaliação Melhoria da aprendizagem Observação e reflexão da ação
  • 9. Organização e condução da ATPC É importante: 1. Organizar as ações de formação continuada com conteúdos voltados às metas da escola e à melhoria do desempenho dos alunos. 2.Elaborar previamente a pauta de cada reunião, definida a partir das contribuições/necessidades dos participantes; 3.Dividir entre os participantes as tarefas inerentes às reuniões (registro, escolha de textos, organização dos estudos);
  • 10. É importante: 4. Planejar formas de avaliação das reuniões pelo coletivo dos participantes; 5. Prever formas de registro (ata, caderno, diário de bordo, relatos etc) das discussões, avanços, dificuldades detectadas, ações e intervenções propostas e decisões tomadas; 6. Realizar a formação docente baseada em referencial teórico. Organização e condução da ATPC
  • 11. Atividade 3 Analise as duas pautas indicadas de acordo com as questões norteadoras 1.A pauta deixa explícito o objetivo da ATPC? Qual a importância para o professor conhecer o objetivo do encontro em que participa? 2.Há relação entre o objetivo, conteúdo e encaminhamento nos registros? 3.É possível antecipar como será a participação dos professores durante o encontro? 4.Quais encaminhamentos serão realizados pelo PC? 5.Quais as estratégias utilizadas para ensinar o que se quer?
  • 14. Pauta Formativa Uma pauta bem planejada •Explicita os objetivos e conteúdos do encontro; • Define estratégias a partir dos objetivos de modo que haja coerência entre os conteúdos e as estratégias; • Permite dimensionar e gerenciar o tempo da reunião, que possibilita ao grupo a corresponsabilidade pela sua gestão.
  • 16. Considerando a ATPC como espaço de discussão e reflexão contínuas, em especial para o tratamento que deve ser dado ao currículo oficial, muitos temas se apresentam e merecem destaque nas tomadas de decisão. Temas para formação em ATPC Os temas para estudo e formação em ATPC deverão ser elencados a partir de uma reflexão sobre: • A Proposta Política Pedagógica; • Um diagnóstico das fragilidades da escola; • A necessidade individual de formação docente
  • 17. 1. Finalidades da educação; 2. Diferentes processos de aprendizagem; 3. Diferentes concepções metodológicas de ensino e de aprendizagem, nas diversas áreas do conhecimento, para intervenções em sala de aula; 4. Relações interativas em sala de aula, quanto ao papel dos professores e dos alunos – agrupamentos e distribuição do tempo e espaço escolar; 5. Materiais curriculares para professores e alunos e aos demais recursos didáticos como suporte ao trabalho pedagógico; 6. Acompanhamento e avaliação do processo de ensino e de aprendizagem. Sugestões de temas para formação
  • 18. Registrar: inscrever em livro ou qualquer meio apropriado (Dicionário Caldas Aulete) Apresentação dos diferentes tipos de registro “Quem registra tem memória quem não registra tem lembranças...”. Madalena Freire Paulo Freire dizia que, a gente pensa melhor quando pensa a partir do que faz da prática. Como pensar e registrar essa prática diante de uma sociedade que se transforma aceleradamente?
  • 19. Segundo Zabalza (2004), registros • que cumprem somente as funções burocráticas, limitado à anotações dos temas abordados, as presenças e as faltas não representam qualidade no trabalho do professor; • mais interessantes são aqueles que se referem às discussões críticas da turma, apresentam observações sobre o processo de ensino e aprendizagem, reproduzem frases das crianças e reúnem exemplos das produções; • Portanto, registros são os que permitem construir um conjunto de ações demonstrando a qualidade de ensino: planejar, realizar, documentar, analisar e finalmente replanejar a prática pedagógica. Para elaborar os registros de modo que os mesmos constituam–se como instrumento no processo educacional, faz-se necessário compreender sua função e as especificações de cada registro. Registro
  • 20. Como registrar Registro da ATPC • Ter um caderno próprio para o registro da ATPC, com folhas numeradas contendo: - Pauta da ATPC (com dia, horário, local, responsável, etc.). - Destinar um professor para fazer o registro, anotar as discussões, decisões, encaminhamentos feitos, as ações programadas e realizadas. - De posse dos registros, o PC irá elaborar a ata que, será disposta no caderno após a pauta e seguida da lista de presença dos professores, devidamente assinada.
  • 21. Como registrar Registro da ATPC - Esse registro deve ser sempre retomado na semana seguinte, para que o grupo possa recuperar sua trajetória e refletir sobre o que está fazendo. Como nem sempre todos os professores estão presentes, o registro permite o acesso a tudo que foi discutido e, por isso, é importante que ele esteja sempre à disposição para consulta. - Socializar as discussões da ATPC através de murais/e-mail, grupo no facebook, para dar ciência aos ausentes e outros interessados. •O bom planejamento da ATPC favorecerá as ações que a escola pretende realizar e consolidará um documento constantemente consultado, revisto e discutido, deixando de ser de cunho burocrático para tornar-se um documento de efetivo apoio à prática pedagógica.
  • 22. Forma de: • registrar atividades, reflexões e comentários sobre o desenvolvimento do trabalho; • descrever e refletir sobre os problemas que vão surgindo, dos obstáculos e da forma de superá-los; • criar o hábito de pensar as práticas e a própria aprendizagem. DIÁRIO DE BORDO
  • 23. Certificação ou testemunho escrito em que se apresenta o que aconteceu, tratado ou acordado no momento de qualquer circunstância, como uma reunião, prova de ou qualquer outro evento que exija a certificação legal de algo que ocorreu pela importância e porque no futuro, pode servir como prova. ATA
  • 24. • Data, local, horário de início e fim da reunião (é preciso que as pessoas saibam onde e quando as decisões foram tomadas) • Pessoas presentes e seus cargos (todos devem saber por quem as decisões foram tomadas) • Pauta da reunião (saber o propósito para o qual as pessoas se reuniram é um dos principais interesses ao se ler uma ata de reunião) • Discussões (essa é a parte onde as pessoas registram porque as decisões foram tomadas, porque algumas ideias foram abandonadas e evitam que a mesma discussão ocorra várias outras vezes) • Registro das decisões (para saber o que de fato foi acordado entre os participantes) • Compromissos (onde são registrados os prazos para execução de tarefas e é estabelecido o dia, horário, local e participantes da próxima reunião) ATAATA Em uma ata de reunião não podem faltar as seguintes informações básicas
  • 25. Antigamente existiam várias regras para elaboração de atas de reunião. As principais eram: •Texto corrido, em um único parágrafo, com todas aquelas informações da lista anterior. •A ata deveria ser escrita à mão, pelo “secretário”, durante a reunião, e assinada por todos os presentes ao final da mesma. •Não era permitido nenhum tipo de rasura, e em caso de erro eram usadas expressões como “digo,”. Essas regras não estão mais em uso. Hoje há a preocupação em registrar atas em um layout que facilite a leitura e interpretação do documento. Qualquer que seja o caso, uma regra que permanece, além das informações que devem constar na ata, é aquela que exige que as informações sobre as discussões e decisões figurem exatamente na ordem em que ocorreram. ATA
  • 26. Vale lembrar que em uma ata de reunião, por mais grosseiro que pareça, sua opinião não interessa. As pessoas devem saber o que foi discutido e decidido, independente do posicionamento de quem a redige, sobre os fatos. Dessa forma, será produzida uma ata de reunião imparcial e completa, como esperado por todos. ATA
  • 27. Qual é o retrato que me retrata?
  • 28. Os Coordenadores Pedagógicos precisam ter consciência de que necessitam de formação permanente, acompanhamento e apoio pedagógico. É somente desta maneira que podem ganhar condições de conscientizar a equipe de professores a respeito da importância de estudo e reflexão e de auxiliá-los na tarefa de ensinar.Telma Weisz
  • 29. • AMARAL. Aurélio. Como elaborar boas pautas para as reuniões pedagógicas. Uma pauta estruturada ajuda a planejar o tempo e é uma aprendizagem para o coordenador. Disponível em http://gestaoescolar.abril.com.br/formacao/como-elaborar-boas-pautas-reunioes-pedagogicas- 705307.shtml • ARROIO. Adriana. TEIXEIRA. Sirlene . RANA. Débora. Pauta bem planejada. Disponível em http://avisala.org.br/index.php/conteudo-por-edicoes/revista-avisala-41/pauta-bem-planejada/ Acesso em 09 04 2015 • Coordenador Pedagógico – comunidade. 18 e novembro de 2011. Disponível em https://pt-br.facebook.com/permalink.php?story_fbid=243710205690221&id=235898066471435 Acesso em 24 03 2015 • Entrevista com Telma Weisz. Disponível em http://gestaoescolar.abril.com.br/formacao/evitar- trabalho-pedagogico-coletivo-coordenacao-pedagogica-reuniao-619423.shtml • FREIRE. Madalena. Observação, Registro, Reflexão. Série Seminários espaço pedagógico. São Paulo – 1996. • GOUVEIA. Beatriz. Formação de Professores. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=L9CNnVs4rO0 • MIQUELETO. Maria Ines. Como detecto as fragilidades dos professores. Disponível em http://gestaoescolar.abril.com.br/blogs/coordenadoras/2013/04/25/como-detecto-as-fragilidades-dos- Acesso em 07 03 2015 • Modelo de ata de reunião: tudo o que você precisa para escrever uma ata de reunião eficiente. Disponível em http://www.produzindo.net/como-escrever-uma-ata-de-reuniao/ Acesso em 24 03 2015 Referências
  • 30. • MORELI. Silvana. Ensinar & Aprender. Disponível em http://professorasilmoreli.blogspot.com.br/p/pautas-reunioes-de- atpc.html Acesso em 07 03 15 • Observação e Registro. Trabalhando com educação de jovens e adultos. Brasília 2006. • Que conceito – um novo conceito de dicionário. Ata. Disponível em http://queconceito.com.br/ata • Registro. Disponível em: http://pt.slideshare.net/telasnorte1/registro-2010-rp-3437744?related=1 • RIOS. Terezinha A. Identidade na Escola. Disponível em http://gestaoescolar.abril.com.br/comunidade/identidade- escola-autonomia-etica-valores-gestao-participativa-democratica-trabalho-equipe-escolar-515765.shtml • RUIZ. Helena Cristina. Algumas Possibilidades de Estratégia Formativas . Disponível em http://revistaescola.abril.com.br/pdf/possibilidades-estrategias-formativas.pdf • São Paulo . Secretaria de Estado de Educação .Pauta de Formação –agosto de 2010- LER e Escrever: Prioridade na Escola, 5º encontro – Professor Coordenador. • São Paulo . Secretaria de Estado de Educação. Documento Orientador CGEB – 10 de 2014 , Aula de Trabalho Pedagógico Coletivo (ATPC) em Destaque. • Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Currículo do Estado de São Paulo. Apresentação do Currículo do Estado de São Paulo. P. 9-26. Disponível em http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/782.pdf • ZABALZA, Miguel A. Diários de Aula: contributo para o estudo dos dilemas práticos dos professores. Tradução: José Augusto Pacheco e José Machado,Portugal: Porto Editora,1994 • ZURAWSKI, Maria Paula.16ªEdição do Premio Victor Civita Educador Nota 10 - gestão – coordenador pedagógico. • ___________________. O Coordenador Pedagógico como formador: três aspectos para considerar. Disponível em http://www.fvc.org.br/educadornota10/pdf/2013/artigo-coord-pedagogico-2013.pdf Referências
  • 31. 3ª Formação- Organização e desenvolvimento da ATPC DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE JUNDIAÍ NÚCLEO PEDAGÓGICO Elaboração: Adriana Simi Alessandra Tegon Claudio Nitsch Medeiros Elio Simões Elisabete Panssonatto Breternitz Helena Galvani

Notas do Editor

  1. nbcvamsndvmasdvc