SlideShare uma empresa Scribd logo
AVALIAÇÃO DA
APRENDIZAGEM
Eloí de Oliveira Batista
loibatista@hotmail.com
http://batista2008.blogspot.com
PALESTRA: SANTIAGO/RS
AVALIAÇÃO


A pauta da avaliação no contexto de
profundas
transformações
epistemológicas, culturais, sociais, profissio
nais, na era tecnológica deixa-nos
profundamente
insatisfeitos,
porém
responsáveis por educar as crianças desta
geração.
AS REFLEXÕES PONTUAIS SOBRE EDUCAR
VOLTAM-SE PARA
ENSINAR/ APRENDER/AVALIAR
ENSINAR É UMA ATIVIDADE
PLANEJADA!

PROFESSOR MEDIADOR DA
APRENDIZAGEM PARA UM ALUNO
SUJEITO DO CONHECIMENTO!
A AVALIAÇÃO NÃO PODE
CONTINUAR CARACTERIZADA
COMO:
AMEAÇA, SELETIVA, CLASSIFICATÓR
IA E AUTORITÁRIA NOS ANOS
INICIAIS DO ENSINO
FUNDAMENTAL!
PROGRESSÃO CONTINUADA...






A legislação prevê um novo olhar para o processo de
ensinar/aprender/avaliar, cada professor têm que
verificar o quanto e o quê, o aluno conseguiu
aprender num espaço de tempo (1º ao 3º ano?).
Progressão continuada subentenda-se processo de
construção, e não, promoção automática.
O educador tem que verificar o quanto o aluno
avançou??? Que habilidades construiu? Que
competências adquiriu? Quais são os direitos de
aprendizagem do aluno em cada etapa do currículo?
Luckesi, 2000


A avaliação da aprendizagem não
pode limitar-se a provas, mas
possibilitar
o
trabalho,
a
intervenção a partir dos resultados
obtidos, assim, deve conduzir à
REFLEXÃO sobre os processos
pedagógicos desenvolvidos.
PARA REFLETIR:




TESTAR: verificar o conhecimento do aluno,
numa determinada disciplina, verificar o nível
de desempenho e ou aprendizagem;
MEDIR: refere-se a aspectos quantitativos,
utiliza sistema de unidades convencionais mais
complexas que testes, inclui outras formas da
avaliar. ( HAYDT, 1998) “resultado de uma
medida é expresso em números, daí sua
subjetividade e exatidão, fenômeno a ser
descrito.”






AVALIAR: julgamento mais complexo, prioriza
os aspectos qualitativos e quantitativos

Lei: 9.349/96
“Avaliar é julgar ou fazer a apreciação de
alguém ou alguma coisa, tendo como base uma
escala de valores. A avaliação consiste na coleta
de dados qualitativos e quantitativos e na
interpretação desses resultados com base em
critérios previamente definidos.”
MODALIDADES:




A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM deve ser
processual, contínua e sistemática, não pode
acontecer em momentos esporádicos e ou
improvisados, deve realizar e acompanhar o
desenvolvimento
e
a
construção
do
conhecimento por parte do estudante.
VAGULA, 2010.
USO de instrumentos coerentes. Tipos
diversificados: provas dissertativas, objetivas...
Trabalhos orais, escritos...outras
FUNÇÕES BÁSICAS:


1-DIAGNOSTICAR



2-ACOMPANHAR



3-CLASSIFICAR
TIPOS:
1- AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
# Acontece no início do ano
letivo, antes do professor elaborar o seu
planejamento
( período de observação e
análise), verifica os saberes iniciais dos alunos
e não tem a finalidade de atribuir
conceito/nota.
# Serve para escolher caminhos...


- levanta dificuldades de aprendizagem,
domínios para o
Ano, reflete sobre
prováveis causas, o que auxilia na busca de
estratégias, metodologias, para construção
de conhecimentos posteriores, com o
objetivo de alcançar o nível de exigência
para o Ano de estudo.
JORBA E SANMARTI, 2003







Afirmam que: “ tem como principal objetivo determinar
a situação de cada aluno antes iniciar um determinado
processo de ensino/aprendizagem, para poder adaptá-lo
as suas necessidades.”
- Diálogo constante entre professor/aluno, uso de
diferentes instrumentos, em diferentes áreas de
conhecimentos, incluir recursos tecnológicos, etc. tais
como:
PORTFÓLIO
com
variados
tipos
de
instrumentos, provas testes, roteiros de observação (
método científico) em experiências, entrevistas
orais, produções, pesquisas, relatos...
PARECER DESCRITIVO: habilidades previstas a serem
trabalhadas e ou construídas.




Essa reflexão sobre a “praxis”
que vai instrumentalizar, junto
com as demais ações o
PARECER DESCRITIVO, nos
Anos Iniciais do EF.

PLANOS DE ESTUDOS: o que
ensinar? Como ensinar? Que
habilidades?
LUCKESI, 2011
A AÇÃO DE AVALIAR “IMPLICA
DOIS PROCESSOS ARTICULADOS E
INDISSOCIÁVEIS:
 diagnosticar
 decidir

HAYDT, 1998


“ AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DETERMINA
PRESENÇA OU AUSÊNCIA DOS PRÉREQUISITOS NECESSÁRIOS PARA QUE AS
NOVAS APRENDIZAGENS POSSAM
EFETIVAR-SE, POSSIBILITANDO UM
MOMENTO REFLEXIVO QUE CONDUZ À
AÇÃO DOCENTE” DE MANEIRA COERENTE.
2-AVALIAÇÃO FORMATIVA=>




A AVALIAÇÃO FORMATIVA OCORRE DE
FORMA PROCESSUAL, A FIM DE VERIFICAR
SE OS ALUNOS ESTÃO APRENDENDO
( portfólio), ATINGINDO OS OBJETIVOS E
COM FUNÇÃO DE REFLETIR SOBRE O
PROCESSO DE APRENDIZAGEM.
Quais os avanços constatados???
ESTA MODALIDADE TEM
QUE CONTRIBUIR
APRENDIZAGEM
SIGNIFICATIVA


“ A AVALIAÇÃO CONVERTE-SE EM
ATIVIDADE
DE
APRENDIZAGEM
ESTREITAMENTE LIGADAS À PRÁTICA
REFLEXIVA E CRÍTICA, DA QUAL TODOS
SAEM BENEFICIADOS PORQUE AVALIAÇÃO
É – DEVE SER – FONTE DE CONHECIMENTO
E IMPULSO PARA CONHECER.”
“OS DADOS DEVEM
CONTRIBUIR PARA
PROMOÇÃO”.
3- AVALIAÇÃO SOMATIVA =>





A AVALIAÇÃO SOMATIVA ( classificatória)
acontece após períodos longos ( trimestres)
de trabalho e verifica o que o aluno
aprendeu. Serve para atribuir CONCEITO ou
NOTA.
É tradicional;
É sentença;
NÃO CONFUNDIR
AVALIAÇÃO COM
NOTA DE ...
ELABORAÇÃO DE
INSTRUMENTOS
DEVEM ser planejados de acordo com os
objetivos propostos do professor, coerentes
entre todo e partes.
 1) Adequados ao tipo de habilidades e
competências que estamos avaliando ( plano
de estudos), currículo da escola,
( informação, compreensão, síntese, aplicação... ).
MODALIDADES ORGANIZATIVAS: tipos de
planejamento







2) Adequados aos conteúdos essenciais a
nível do ANO em processo. ( PL. de Estudos).
3) Adequados a
linguagem, clareza, objetividade na
comunicação da criança.
4) Adequados ao processo de
aprendizagem, servir de outro momento de
aprendizagem.
MÉNDEZ. 2002


“ O valor da avaliação não está no
INSTRUMENTO em si, mas no uso que se faz
dele.”
VASCONCELOS, 1998






REFLEXIVOS: “levem a pensar, relacionar,
superar a repetição;
ESSENCIAIS: ênfase no fundamental,
conteúdos significativos, consonância com o
PL. de Estudo ou Trabalho.
CONTEXTUALIZADOS: construção de
sentido” ( texto, gráfico, tabela, , esquema,
figura... ( situação-problema).



CLAROS: bem elaborados;
COMPATÍVEIS: nem tão fácil/nem tão difícil;

Nesse sentido, podemos caminhar para
uma prática de avaliação do processo de
forma colaborativa, pró-ativa do
professor/aluno, buscando a QUALIDADE DA
EDUCAÇÃO E DA CIDADANIA.
REFERÊNCIAS







Já citadas nos textos
Revista-NOVA ESCOLA
Sites
HOFFMANN, Jussara. Pontos e
Contrapontos: do pensar ao agir em
avaliação.POA. Mediação, 1998.
--------------------. Avaliar para promover: as
setas do caminho.POA. Mediação, 2009, rev.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade da
A avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade daA avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade da
A avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade da
Eliana Zati
 
Planejamento de Ensino
Planejamento de EnsinoPlanejamento de Ensino
Planejamento de Ensino
Lene Reis
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
Gerdian Teixeira
 
Avaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slideAvaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slide
Soares Junior
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
SimoneHelenDrumond
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Ana Rita S de Souza
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
Joao Balbi
 
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funçõesAvaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
Paulo Alves de Araujo
 
Avaliacao na aprendizagem
Avaliacao na aprendizagemAvaliacao na aprendizagem
Avaliacao na aprendizagem
zetesousa
 
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Vania Diniz
 
Avaliacao da-parendizagem
Avaliacao da-parendizagemAvaliacao da-parendizagem
Avaliacao da-parendizagem
heliane
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
PamelaAschoff
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
SMEdeItabaianinha
 
Geo 4 not plan
Geo 4 not planGeo 4 not plan
Geo 4 not plan
Fernando Pimentel
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
Cidinha Professora FALC
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
Ananda Lima
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
lucavao2010
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
Ulisses Vakirtzis
 
Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolar
Maria Bárbara Floriano
 

Mais procurados (20)

A avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade da
A avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade daA avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade da
A avaliação da aprendizagem e o princípio da continuidade da
 
Planejamento de Ensino
Planejamento de EnsinoPlanejamento de Ensino
Planejamento de Ensino
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
Avaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slideAvaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slide
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
 
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funçõesAvaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
 
Avaliacao na aprendizagem
Avaliacao na aprendizagemAvaliacao na aprendizagem
Avaliacao na aprendizagem
 
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
 
Avaliacao da-parendizagem
Avaliacao da-parendizagemAvaliacao da-parendizagem
Avaliacao da-parendizagem
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
 
Geo 4 not plan
Geo 4 not planGeo 4 not plan
Geo 4 not plan
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
 
Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolar
 

Semelhante a Avaliação da aprendizagem

Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Ana Rita S de Souza
 
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptxApresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
SupervisoEMAC
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Leonardo Severo
 
Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...
Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...
Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...
dilaina maria araujo maria
 
Planejamento Educacao Física
Planejamento Educacao FísicaPlanejamento Educacao Física
Planejamento Educacao Física
Danilo Pires
 
Planejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisicaPlanejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisica
Danilo Pires
 
Planejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisicaPlanejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisica
Danilo Pires
 
Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptx
justinocarlos
 
Avaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptx
Avaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptxAvaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptx
Avaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptx
CARLOSANTONIOCUNHADO
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
AlessandraRodrigues800177
 
Planejamento durval 2014 3dia 3 momento app
Planejamento durval 2014 3dia   3 momento appPlanejamento durval 2014 3dia   3 momento app
Planejamento durval 2014 3dia 3 momento app
Wilson Barbieri
 
A avaliação
A avaliaçãoA avaliação
A avaliação
Andreia Heiderscheidt
 
Avaliacao -estudo_do_tema
Avaliacao  -estudo_do_temaAvaliacao  -estudo_do_tema
Avaliacao -estudo_do_tema
Pactoufba
 
Avaliacao diagnostica-4ºano
Avaliacao diagnostica-4ºanoAvaliacao diagnostica-4ºano
Avaliacao diagnostica-4ºano
reisvidal6
 
oficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptx
oficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptxoficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptx
oficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptx
ian25101995
 
Avaliacao diagnostica-5ºano.doc
Avaliacao diagnostica-5ºano.docAvaliacao diagnostica-5ºano.doc
Avaliacao diagnostica-5ºano.doc
sibelems
 
Texto 3 unidade 1 2ano
Texto 3   unidade 1 2anoTexto 3   unidade 1 2ano
Texto 3 unidade 1 2ano
Tatiana Schiavon
 
Aval formativa
Aval formativaAval formativa
Aval formativa
ziquinha
 
Modalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópia
Modalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópiaModalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópia
Modalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópia
ELOI DE OLIVEIRA BATISTA
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Marcos Ra
 

Semelhante a Avaliação da aprendizagem (20)

Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
 
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptxApresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
 
Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...
Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...
Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e d...
 
Planejamento Educacao Física
Planejamento Educacao FísicaPlanejamento Educacao Física
Planejamento Educacao Física
 
Planejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisicaPlanejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisica
 
Planejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisicaPlanejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisica
 
Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptx
 
Avaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptx
Avaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptxAvaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptx
Avaliação Escolar e dos sistemas de ensino.pptx
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
 
Planejamento durval 2014 3dia 3 momento app
Planejamento durval 2014 3dia   3 momento appPlanejamento durval 2014 3dia   3 momento app
Planejamento durval 2014 3dia 3 momento app
 
A avaliação
A avaliaçãoA avaliação
A avaliação
 
Avaliacao -estudo_do_tema
Avaliacao  -estudo_do_temaAvaliacao  -estudo_do_tema
Avaliacao -estudo_do_tema
 
Avaliacao diagnostica-4ºano
Avaliacao diagnostica-4ºanoAvaliacao diagnostica-4ºano
Avaliacao diagnostica-4ºano
 
oficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptx
oficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptxoficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptx
oficina-avaliacao-dani-e-selena-final.pptx
 
Avaliacao diagnostica-5ºano.doc
Avaliacao diagnostica-5ºano.docAvaliacao diagnostica-5ºano.doc
Avaliacao diagnostica-5ºano.doc
 
Texto 3 unidade 1 2ano
Texto 3   unidade 1 2anoTexto 3   unidade 1 2ano
Texto 3 unidade 1 2ano
 
Aval formativa
Aval formativaAval formativa
Aval formativa
 
Modalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópia
Modalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópiaModalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópia
Modalidades avaliativas pareceres descritivos-2013 - cópia
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 

Avaliação da aprendizagem

  • 1. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM Eloí de Oliveira Batista loibatista@hotmail.com http://batista2008.blogspot.com PALESTRA: SANTIAGO/RS
  • 2. AVALIAÇÃO  A pauta da avaliação no contexto de profundas transformações epistemológicas, culturais, sociais, profissio nais, na era tecnológica deixa-nos profundamente insatisfeitos, porém responsáveis por educar as crianças desta geração.
  • 3. AS REFLEXÕES PONTUAIS SOBRE EDUCAR VOLTAM-SE PARA ENSINAR/ APRENDER/AVALIAR
  • 4. ENSINAR É UMA ATIVIDADE PLANEJADA! PROFESSOR MEDIADOR DA APRENDIZAGEM PARA UM ALUNO SUJEITO DO CONHECIMENTO!
  • 5. A AVALIAÇÃO NÃO PODE CONTINUAR CARACTERIZADA COMO: AMEAÇA, SELETIVA, CLASSIFICATÓR IA E AUTORITÁRIA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL!
  • 6. PROGRESSÃO CONTINUADA...    A legislação prevê um novo olhar para o processo de ensinar/aprender/avaliar, cada professor têm que verificar o quanto e o quê, o aluno conseguiu aprender num espaço de tempo (1º ao 3º ano?). Progressão continuada subentenda-se processo de construção, e não, promoção automática. O educador tem que verificar o quanto o aluno avançou??? Que habilidades construiu? Que competências adquiriu? Quais são os direitos de aprendizagem do aluno em cada etapa do currículo?
  • 7. Luckesi, 2000  A avaliação da aprendizagem não pode limitar-se a provas, mas possibilitar o trabalho, a intervenção a partir dos resultados obtidos, assim, deve conduzir à REFLEXÃO sobre os processos pedagógicos desenvolvidos.
  • 8. PARA REFLETIR:   TESTAR: verificar o conhecimento do aluno, numa determinada disciplina, verificar o nível de desempenho e ou aprendizagem; MEDIR: refere-se a aspectos quantitativos, utiliza sistema de unidades convencionais mais complexas que testes, inclui outras formas da avaliar. ( HAYDT, 1998) “resultado de uma medida é expresso em números, daí sua subjetividade e exatidão, fenômeno a ser descrito.”
  • 9.    AVALIAR: julgamento mais complexo, prioriza os aspectos qualitativos e quantitativos Lei: 9.349/96 “Avaliar é julgar ou fazer a apreciação de alguém ou alguma coisa, tendo como base uma escala de valores. A avaliação consiste na coleta de dados qualitativos e quantitativos e na interpretação desses resultados com base em critérios previamente definidos.”
  • 10. MODALIDADES:   A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM deve ser processual, contínua e sistemática, não pode acontecer em momentos esporádicos e ou improvisados, deve realizar e acompanhar o desenvolvimento e a construção do conhecimento por parte do estudante. VAGULA, 2010. USO de instrumentos coerentes. Tipos diversificados: provas dissertativas, objetivas... Trabalhos orais, escritos...outras
  • 12. TIPOS: 1- AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA # Acontece no início do ano letivo, antes do professor elaborar o seu planejamento ( período de observação e análise), verifica os saberes iniciais dos alunos e não tem a finalidade de atribuir conceito/nota. # Serve para escolher caminhos...
  • 13.  - levanta dificuldades de aprendizagem, domínios para o Ano, reflete sobre prováveis causas, o que auxilia na busca de estratégias, metodologias, para construção de conhecimentos posteriores, com o objetivo de alcançar o nível de exigência para o Ano de estudo.
  • 14. JORBA E SANMARTI, 2003    Afirmam que: “ tem como principal objetivo determinar a situação de cada aluno antes iniciar um determinado processo de ensino/aprendizagem, para poder adaptá-lo as suas necessidades.” - Diálogo constante entre professor/aluno, uso de diferentes instrumentos, em diferentes áreas de conhecimentos, incluir recursos tecnológicos, etc. tais como: PORTFÓLIO com variados tipos de instrumentos, provas testes, roteiros de observação ( método científico) em experiências, entrevistas orais, produções, pesquisas, relatos... PARECER DESCRITIVO: habilidades previstas a serem trabalhadas e ou construídas.
  • 15.   Essa reflexão sobre a “praxis” que vai instrumentalizar, junto com as demais ações o PARECER DESCRITIVO, nos Anos Iniciais do EF. PLANOS DE ESTUDOS: o que ensinar? Como ensinar? Que habilidades?
  • 16. LUCKESI, 2011 A AÇÃO DE AVALIAR “IMPLICA DOIS PROCESSOS ARTICULADOS E INDISSOCIÁVEIS:  diagnosticar  decidir 
  • 17. HAYDT, 1998  “ AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DETERMINA PRESENÇA OU AUSÊNCIA DOS PRÉREQUISITOS NECESSÁRIOS PARA QUE AS NOVAS APRENDIZAGENS POSSAM EFETIVAR-SE, POSSIBILITANDO UM MOMENTO REFLEXIVO QUE CONDUZ À AÇÃO DOCENTE” DE MANEIRA COERENTE.
  • 18. 2-AVALIAÇÃO FORMATIVA=>   A AVALIAÇÃO FORMATIVA OCORRE DE FORMA PROCESSUAL, A FIM DE VERIFICAR SE OS ALUNOS ESTÃO APRENDENDO ( portfólio), ATINGINDO OS OBJETIVOS E COM FUNÇÃO DE REFLETIR SOBRE O PROCESSO DE APRENDIZAGEM. Quais os avanços constatados???
  • 19. ESTA MODALIDADE TEM QUE CONTRIBUIR APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
  • 20.  “ A AVALIAÇÃO CONVERTE-SE EM ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM ESTREITAMENTE LIGADAS À PRÁTICA REFLEXIVA E CRÍTICA, DA QUAL TODOS SAEM BENEFICIADOS PORQUE AVALIAÇÃO É – DEVE SER – FONTE DE CONHECIMENTO E IMPULSO PARA CONHECER.”
  • 21. “OS DADOS DEVEM CONTRIBUIR PARA PROMOÇÃO”.
  • 22. 3- AVALIAÇÃO SOMATIVA =>    A AVALIAÇÃO SOMATIVA ( classificatória) acontece após períodos longos ( trimestres) de trabalho e verifica o que o aluno aprendeu. Serve para atribuir CONCEITO ou NOTA. É tradicional; É sentença;
  • 24. ELABORAÇÃO DE INSTRUMENTOS DEVEM ser planejados de acordo com os objetivos propostos do professor, coerentes entre todo e partes.  1) Adequados ao tipo de habilidades e competências que estamos avaliando ( plano de estudos), currículo da escola, ( informação, compreensão, síntese, aplicação... ). MODALIDADES ORGANIZATIVAS: tipos de planejamento 
  • 25.    2) Adequados aos conteúdos essenciais a nível do ANO em processo. ( PL. de Estudos). 3) Adequados a linguagem, clareza, objetividade na comunicação da criança. 4) Adequados ao processo de aprendizagem, servir de outro momento de aprendizagem.
  • 26. MÉNDEZ. 2002  “ O valor da avaliação não está no INSTRUMENTO em si, mas no uso que se faz dele.”
  • 27. VASCONCELOS, 1998    REFLEXIVOS: “levem a pensar, relacionar, superar a repetição; ESSENCIAIS: ênfase no fundamental, conteúdos significativos, consonância com o PL. de Estudo ou Trabalho. CONTEXTUALIZADOS: construção de sentido” ( texto, gráfico, tabela, , esquema, figura... ( situação-problema).
  • 28.   CLAROS: bem elaborados; COMPATÍVEIS: nem tão fácil/nem tão difícil; Nesse sentido, podemos caminhar para uma prática de avaliação do processo de forma colaborativa, pró-ativa do professor/aluno, buscando a QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E DA CIDADANIA.
  • 29. REFERÊNCIAS      Já citadas nos textos Revista-NOVA ESCOLA Sites HOFFMANN, Jussara. Pontos e Contrapontos: do pensar ao agir em avaliação.POA. Mediação, 1998. --------------------. Avaliar para promover: as setas do caminho.POA. Mediação, 2009, rev.