SlideShare uma empresa Scribd logo
Preparação para o teste intermédio de Matemática 8º ano Conteúdos do 7º ano Conteúdos do 8º ano
Conteúdos do 8º Ano Teorema de Pitágoras Funções Semelhança de triângulos Ainda os números Lugares geométricos Estatística
Conteúdos do 7º Ano Do Espaço ao Plano Semelhança de Figuras ( está abordado nos conteúdos do 8º ano) Conhecer melhor os números Conjuntos e operações Equações Proporcionalidade directa Estatística (está abordado nos conteúdos do 8º ano)
Teorema de Pitágoras Teorema: Num triângulo rectângulo, o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos. a b c C 2 = a 2 +b 2 Determinação da hipotenusa h 2  = 5 2  + 12 2    h 2  = 25 + 144    h 2  = 169    h = 13 cm 15  2  = c 2  + 9 2    225  = c 2  + 81    225 - 81 = c 2    C 2  = 144    C = 12 Determinação de um cateto 9 cm 5 cm 12 cm c 15 cm h
Semelhança de triângulos Critérios de semelhança de triângulos Dois triângulos são semelhantes se: Tiverem dois ângulos geometricamente iguais Tiverem os três lados correspondentes directamente proporcionais Tiverem dois lados directamente proporcionais e o ângulo por eles formado for igual
Escola EB 2,3 Prof. Dr. Egas Moniz - Avanca Aplicação dos critérios de semelhança de triângulos 1. Determina a altura da árvore. Serão os triângulos [ABE] e [CDE] semelhantes? Sim, porque tem dois ângulos geometricamente iguais, o de 90º e o ângulo AEB. Determinação da altura da árvore. 5,2  =  h     h = 5,2 x 0,8 : 1,6 1,6  0,8 h = 5,2 x 0,8 : 1,6 h = 2,6 m A altura da árvore é de 2,6 metros. 3,6 + 1,6 = 5,2 m Semelhança de triângulos
Semelhança de triângulos Relação entre perímetros e áreas de figuras semelhantes Se dois polígonos A e B são semelhantes e a razão de semelhança de A para B é r, então: A razão entre os perímetros de A e B é r. A Razão entre as áreas de A e B é r2. P B :P A = r A B :A A  =r 2
Funções Definição : Uma  função  é uma correspondência entre A e B que  a cada elemento de A faz corresponder um e um só  elemento de B Formas de definir uma função: Por um diagrama Por uma tabela Por uma expressão analítica Por um gráfico
Funções definidas por um diagrama Ex. Não são funções Ex. Funções 1 2 3 4 -1 -2 -3 1 2 -1 2 1 2 3 -1 -7 -2 -4 -3 A B D f =  {1;2,3} D’ f  = {-1;-2,-3} Objectos: 1;2,3 Imagens: -1;-2;-3 A – Conjunto de Partida B – Conjunto de chegada f ( 2 ) = -2 f ( x ) = -x f
Funções definidas por uma Tabela D f =  {1;2,3;4} D’ f  = {4;8;12;16} Objectos: 1;2,3;4 Imagens: 4;8;12;16 Variável independente:  Lado do quadrado Variável dependente:  Perímetro do quadrado f ( 2 ) = 8 f ( x ) = 4x Seja a função f  definida pela tabela seguinte 16 12 8 4 Perímetro do quadrado (P) 4 3 2 1 Lado de um quadrado (L)
Funções definidas por uma expressão analítica Seja a função f  definida pela seguinte expressão analítica f(x ) = 2x -1 Calcular a imagem sendo dado o objecto f(3) = 2 x 3 -1  f(3) = 5 Calcular o objecto sendo dada a imagem f(x) = 15  2x – 1 = 15    2x = 15 + 1    2x = 16    x = 8 (3;5)  e  (8;15)  pertencem à recta que é gráfico da função f.
Funções definidas por um gráfico Variável independente:  Peso Variável dependente: Custo F( … ) = 12 F(1) = ….. Tipo de função:  Linear Expressão analítica:  f(x) = 6x
Ainda os Números Múltiplos e divisores Potências Notação cientifica
Múltiplos e divisores ( m.m.c) 1º processo M 12  = {0;12;24;36;48;60…}  M 30  = {0;30;60…} m.m.c = {60} Determina o m.m.c(12;30) 2º processo 12 2  30 2 6 2  15 3 3 3  5 5 1  1 12 = 2 2  x 3  30 = 2 x 3 x 5 m.m.c = 2 2  x 3 x5 = 60  Produto dos factores primos comuns e não comuns elevados ao maior expoente
Múltiplos e divisores ( M.d.c) 1º processo D 12  = {1;2;3;4;6;12}  D 30  = {1;2;3;5;6;10;15;30} M.d.c = {6} Determina o m.d.c(12;30) 2º processo 12 2  30 2 6 2  15 3 3 3  5 5 1  1 12 = 2 2  x 3  30 = 2 x 3 x 5 M.d.c = 2 x 3 = 6 Produto dos factores primos comuns elevados ao menor expoente
Potências  Regras operatórias das potências Multiplicação Com a mesma base 2- 2  x 2 7  = 2 5 Com o mesmo expoente (-2) 3  x (-7) 3  = 14 3 Divisão Com a mesma base 2 -2  : 2 7  = 2 -9 =  Com o mesmo expoente (-24) 3  : (-6) 3  = 4 3 Potencia de potência (2 3 ) 5  = 2 15 Potencia de expoente inteiro negativo 5 -1 =  1  5 Potencia de expoente nulo 5 0  = 1
Notação Científica  Definição : Diz-se que um número está escrito em notação cientifica se está escrito na forma de um produto de um número a entre 1 e 10 e uma potência de base 10, e escreve-se: a x 10 n  , com 1≤a<10  Ex: Escreve os seguintes números em notação cientifica 253 x 10  -3  6769800  0,0000008  76,9 x 10 5 Operações com números escritos em notação científica Multiplicação (2,1 x 10 -3 ) x (2 x10 8 ) = (2,1 x2) x (10 -3  x 10 8 ) = 4,2 x 10 5 Divisão (8,04 x 10 -7 ) : ( 4,02 x 10 5 ) = 2,02 x 10 -12
Lugares geométricos Uma  circunferência  é o lugar geométrico dos pontos do plano que são equidistantes de um ponto fixo chamado   centro da circunferência. O  círculo  é o lugar geométrico dos pontos pertencentes a uma circunferência ou ao seu interior. exterior de uma circunferência  é o lugar geométrico dos pontos do plano que distam do centro da circunferência mais do que o seu raio.
Lugares geométricos Coroa circular: É o conjunto dos pontos do plano que se encontram a uma distancia de C maior ou igual a r 1  e menor ou igual a r 2. r 1 r 2 Mediatriz de um segmento de recta,  [AB] É o lugar geométrico dos pontos do plano equidistantes dos extremos do segmento de recta, [AB]
Lugares geométricos Bissectriz de um ângulo A bissectriz  é o lugar geométrico dos pontos do plano equidistantes dos lados de um ângulo. circuncentro  – Ponto de intersecção das mediatrizes dos lados de um triangulo. Incentro  - Ponto de intersecção das bissectrizes dos lados de um triangulo. Baricentro  – Ponto de intersecção das medianas de um triângulo
Lugares geométricos no espaço Superfície esférica e esfera Ao lugar geométrico dos pontos do espaço equidistantes de um ponto fixo chamado centro, dá-se o nome de  superfície esférica . A  esfera  é o lugar geométrico de todos os pontos do espaço que se encontram  a igual ou menor  distância de um ponto fixo chamado centro.
Lugares geométricos no espaço Plano mediador O  plano mediador  de um segmento de recta é o lugar geométrico dos pontos do espaço  equidistantes  dos extremos do segmento de recta. O plano mediador é  perpendicular  ao segmento de recta e  contém o   ponto médio  desse segmento de recta.
Estatística Recolha de dados Tabelas de frequências Gráficos Medidas de tendência CENTRAL
qualitativos Representam a informação que não susceptível de ser medida, mas de ser classificação. Exemplos: Cor dos olhos dos alunos de uma turma . Podem ser castanhos, azuis ou verdes. Representam a informação que pode ser medida, apresentando-se com diferentes intensidades, que podem ser de natureza  discreta  ou  contínua . Exemplo quantitativos Notas de Matemática, do 7ºF, no final do 2º período. Exemplo Altura dos jogadores da equipa de futebol do FCP. Estatística –  Recolha de dados Tipo de dados
Estatistica -  Contagem dos dados 36 37 38 39 40 total 1 2 2 7 3 18 41 42 2 1 Que número calças? 37;41;38;39;42;37; 40;39;41;39;39;40; 39;39;40;39;38;36
Frequência absoluta (f)  Frequência relativa (f r )  F r  em percentagem  6 % 11 % 11 % 39 % 16 % 11 % X   100% 1 : 18 = 0,06 2 : 18 = 0,11 2 : 18 = 0,11 7 : 18 = 0,39 3 : 18 = 0,16 1,00 36 37 38 39 40 total 41 42 1 2 2 7 3 18 2 1 2 : 18 = 0,11 1 : 18 = 0,06 6 % 100 % Estatística  -  Tabelas de frequências
Estatística -   Gráficos de barras
Pictograma = 1 aluno Estatística   -   Pictograma
Estatística -  Gráficos circulares Frequência absoluta (f)  Graus  20º 40º 40º 140º 60º 360º 36 37 38 39 40 total 41 42 1 2 2 7 3 18 2 1 40º 20º
Estatística   - Gráficos circulares
Estatística –   Medidas de tendência central Média A média do número do sapato   dos alunos é 39,1 1 36 2 37 Frequência absoluta (f) 18 1 2 3 7 2 Total 42 41 40 39 38
Estatística –   Medidas de tendência central Moda -  É o valor que surge com mais frequência se os dados são discretos. Neste caso a  moda  é  39. Mediana -  Ordenados os elementos, a mediana é o valor que a divide ao meio, isto é, 50% dos elementos da amostra são menores ou iguais à mediana e os outros 50% são maiores ou iguais à mediana. 36;37;37;38;38;39;39;39;39;39;39;39;40;40;40;41;41;42 (39 + 39) : 2  = 39 1 36 2 37 Frequência absoluta (f) 18 1 2 3 7 2 Total 42 41 40 39 38
EQUAÇÃO :  é uma igualdade entre duas expressões onde, pelo menos numa delas, figura uma ou mais letras . Equações 3x+5=2-x+4 Sou equação 3+(5-2-4) = 3+1 Não sou equação 1º membro   2º membro termos:  ; -2  ; 3 x  ; - 4 ; -  x incógnita:  x termos com incógnita: 3 x ;  -  x ; termos independentes: -2 ; -4
Solução de uma equação :  é um número que colocado no lugar da incógnita transforma a equação numa igualdade numérica verdadeira  SOLUÇÃO Equações 6 5 SOLUÇÃO 5 SOLUÇÃO Equações equivalentes:  Mesmo conjunto solução
Resolver uma equação é determinar a sua solução. Equações sem parênteses e sem denominadores efectuamos as operações. Dividimos ambos os membros pelo coeficiente da incógnita . Conjunto solução  Determinamos a solução. Numa equação podemos  mudar termos de um membro   para o outro , desde que lhes  troquemos o sinal Num dos membros ficam os termos com incógnita e no outro os termos independentes
EQUAÇÕES COM  PARÊNTESES simplificação de expressões com parênteses: Sinal menos antes dos parênteses : Tiramos os parênteses    trocando os sinais dos    termos que estão dentro  Sinal mais antes dos parênteses:  Tiramos os parênteses    mantendo os sinais que    estão dentro. Número antes dos parênteses:  Tiramos os parênteses,    aplicando a propriedade    distributiva.
Como resolver uma equação com parênteses.   Eliminar parênteses. Agrupar os termos com incógnita. Efectuar as operações  Dividir ambos os membros pelo coeficiente da incógnita Determinar a solução, de forma simplificada. C.S =
EQUAÇÕES COM DENOMINADORES Começamos por reduzir  todos  os termos ao mesmo denominador. Duas fracções com o mesmo denominador são iguais se os numeradores forem iguais.  Podemos tirar os denominadores desde que sejam todos iguais.
Esta fracção pode ser apresentada da seguinte forma Sinal menos antes de uma fracção O sinal menos que se encontra antes da fracção afecta  todos  os termos do numerador. 1 (2) (6) (3) (3) Começamos por “desdobrar” a fracção que tem o sinal menos antes.(atenção aos sinais!) Reduzimos ao mesmo denominador e eliminamos os denominadores.
EQUAÇÕES COM PARÊNTESES E DENOMINADORES Devemos   começar por eliminar os parênteses  e  depois os denominadores (3) (3) (3) (2) (2) C.S.=
Proporcionalidade directa Razão
 
0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5
 
Preço (em €) n.º iogurtes 1 2 3 O,5 1 1,5
Percentagens 5 % de 120 chocolates são _______  0,05 x 120 = 6 6 chocolates em 50 são ___% 50------- 100%  x = 6 x 100 : 50 6 -------- x   150 acrescidos de 10% são ____ 150 + 10% = 150 +15 = 165 500 com um desconto de 20% ____ 500 - 20% = 500-100 = 400
Resolução de problemas envolvendo Percentagens 1- O preço de um sofá é de 300€, sem IVA. Sabendo que o IVA é 21%, quanto é o valor, em euros, do  IVA deste sofá? Qual é o preço final do sofá? 21% de 300 = 300 x 21% = 63 300 + 63 = 363 O preço final do sofá é 363 euros. 2- Uma camisola custava 56 euros e a Ana que era amiga da dona da loja, comprou-a por 42 euros. Qual foi a percentagem de desconto? Euros  % 56 -------------------------- 100 42 --------------------------- x  x = 42 x 100 : 56 = 75% 100 – 75 % = 25 %  O desconto foi de 25%.
Conjuntos numéricos IN - Conjunto dos números Naturais IN = {1;2;3;4;5;6…} IN 0  - Conjunto dos números Inteiros IN 0  ={0;1;2;3;4;5;6…} Z - Conjunto dos números Inteiros relativos Z= {… -3;-2;-1;0;1;2;3;…} Q- Conjunto dos números racionais Q = z U { números fraccionários} Completa com os simbolos   ;   ;   ;   -1 ….. N  1,4 ….. Z  -3 …… Z-  0 …… N  3 …… N 4 …… Z-  N…… Z  2,3 …… Q IN Q Z IN 0 -3  -56 -12  -4 0

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vetores, translações e isometrias
Vetores, translações e isometriasVetores, translações e isometrias
Vetores, translações e isometrias
O Bichinho do Saber
 
Trigonometria - novo
Trigonometria - novo Trigonometria - novo
Trigonometria - novo
Pedro Teixeira
 
Ficha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reaisFicha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reais
Gisela Carvalho
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
aldaalves
 
Casos notaveis
Casos notaveisCasos notaveis
Casos notaveis
marilia65
 
Leandro, Rei da Helíria
Leandro, Rei da HelíriaLeandro, Rei da Helíria
Leandro, Rei da Helíria
António Pires
 
Equações do 2º grau fórmula resolvente
Equações do 2º grau   fórmula resolventeEquações do 2º grau   fórmula resolvente
Equações do 2º grau fórmula resolvente
marmorei
 
Probabilidades - Resumo teórico 9º Ano
Probabilidades - Resumo teórico 9º AnoProbabilidades - Resumo teórico 9º Ano
Probabilidades - Resumo teórico 9º Ano
Ana Tapadinhas
 
RESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º anoRESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º ano
Ricardo Santos
 
2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal
Ilda Bicacro
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
cattonia
 
Função afim
Função afimFunção afim
Função afim
wfsousamatematica
 
Posições de pontos, retas e planos
Posições de pontos, retas e planosPosições de pontos, retas e planos
Posições de pontos, retas e planos
SANDRA_SOUZA
 
Lugares geométricos
Lugares geométricosLugares geométricos
Lugares geométricos
saramramos
 
Funções sintáticas
Funções sintáticasFunções sintáticas
Funções sintáticas
Célia Gonçalves
 
Fisico Quimica - O Universo 7ºano
Fisico Quimica - O Universo 7ºanoFisico Quimica - O Universo 7ºano
Fisico Quimica - O Universo 7ºano
jmamata
 
Retas, semirretas e segmentos de reta
Retas, semirretas e segmentos de retaRetas, semirretas e segmentos de reta
Retas, semirretas e segmentos de reta
quesado72
 
Resumo EquaçõEs 8º Ano
Resumo EquaçõEs 8º AnoResumo EquaçõEs 8º Ano
Resumo EquaçõEs 8º Ano
nescalda
 
Dízimas finitas e infinitas periódicas
Dízimas finitas e infinitas periódicasDízimas finitas e infinitas periódicas
Dízimas finitas e infinitas periódicas
Andreia Horta
 
Exercícios de Potências Matemática 6º ano
Exercícios de Potências Matemática 6º anoExercícios de Potências Matemática 6º ano
Exercícios de Potências Matemática 6º ano
Espaço Crescer Centro de Estudos
 

Mais procurados (20)

Vetores, translações e isometrias
Vetores, translações e isometriasVetores, translações e isometrias
Vetores, translações e isometrias
 
Trigonometria - novo
Trigonometria - novo Trigonometria - novo
Trigonometria - novo
 
Ficha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reaisFicha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reais
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
 
Casos notaveis
Casos notaveisCasos notaveis
Casos notaveis
 
Leandro, Rei da Helíria
Leandro, Rei da HelíriaLeandro, Rei da Helíria
Leandro, Rei da Helíria
 
Equações do 2º grau fórmula resolvente
Equações do 2º grau   fórmula resolventeEquações do 2º grau   fórmula resolvente
Equações do 2º grau fórmula resolvente
 
Probabilidades - Resumo teórico 9º Ano
Probabilidades - Resumo teórico 9º AnoProbabilidades - Resumo teórico 9º Ano
Probabilidades - Resumo teórico 9º Ano
 
RESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º anoRESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º ano
 
2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
Função afim
Função afimFunção afim
Função afim
 
Posições de pontos, retas e planos
Posições de pontos, retas e planosPosições de pontos, retas e planos
Posições de pontos, retas e planos
 
Lugares geométricos
Lugares geométricosLugares geométricos
Lugares geométricos
 
Funções sintáticas
Funções sintáticasFunções sintáticas
Funções sintáticas
 
Fisico Quimica - O Universo 7ºano
Fisico Quimica - O Universo 7ºanoFisico Quimica - O Universo 7ºano
Fisico Quimica - O Universo 7ºano
 
Retas, semirretas e segmentos de reta
Retas, semirretas e segmentos de retaRetas, semirretas e segmentos de reta
Retas, semirretas e segmentos de reta
 
Resumo EquaçõEs 8º Ano
Resumo EquaçõEs 8º AnoResumo EquaçõEs 8º Ano
Resumo EquaçõEs 8º Ano
 
Dízimas finitas e infinitas periódicas
Dízimas finitas e infinitas periódicasDízimas finitas e infinitas periódicas
Dízimas finitas e infinitas periódicas
 
Exercícios de Potências Matemática 6º ano
Exercícios de Potências Matemática 6º anoExercícios de Potências Matemática 6º ano
Exercícios de Potências Matemática 6º ano
 

Destaque

Funções
FunçõesFunções
Funções
aldaalves
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
bethbal
 
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma funçãoDomínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
Dosvaldo Alves
 
Raízes quadradas e cúbicas
Raízes quadradas e cúbicasRaízes quadradas e cúbicas
Raízes quadradas e cúbicas
simoneleite
 
Classificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com umaClassificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com uma
Alexandre Cirqueira
 
Pictogramas ou Gráficos Pictóricos
Pictogramas ou Gráficos PictóricosPictogramas ou Gráficos Pictóricos
Pictogramas ou Gráficos Pictóricos
mcferrete
 
Polinômios
PolinômiosPolinômios
Polinômios
Marianna Teixeira
 
Matematica - Aulas 5 e 6
Matematica - Aulas 5 e 6Matematica - Aulas 5 e 6
Matematica - Aulas 5 e 6
RASC EAD
 
Propriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros Racionais
Propriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros RacionaisPropriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros Racionais
Propriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros Racionais
Helena Borralho
 
Regras da matemática
Regras da matemáticaRegras da matemática
Regras da matemática
Abigail Macedo
 
Divisão De Números Racionais1
Divisão De Números Racionais1Divisão De Números Racionais1
Divisão De Números Racionais1
Helena Borralho
 
Operações com potências (parte ii)
Operações com potências (parte ii)Operações com potências (parte ii)
Operações com potências (parte ii)
aldaalves
 
REGRAS DOS SINAIS
REGRAS DOS SINAISREGRAS DOS SINAIS
REGRAS DOS SINAIS
Jonasblog
 
MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADA
MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADAMÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADA
MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADA
Otávio Sales
 
Triángulos power point
Triángulos power pointTriángulos power point
Triángulos power point
Maria Isabel Torres
 
Triângulos
TriângulosTriângulos
Triângulos
joseduartem
 
Soma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triânguloSoma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triângulo
Gabriele Gabi
 
Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...
Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...
Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...
Prof. Materaldo
 
Equacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º AnoEquacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º Ano
Cristina Neto
 
Prova SME - Matemática - 7º ano
Prova SME - Matemática -  7º anoProva SME - Matemática -  7º ano
Prova SME - Matemática - 7º ano
Patrícia Costa Grigório
 

Destaque (20)

Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma funçãoDomínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
 
Raízes quadradas e cúbicas
Raízes quadradas e cúbicasRaízes quadradas e cúbicas
Raízes quadradas e cúbicas
 
Classificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com umaClassificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com uma
 
Pictogramas ou Gráficos Pictóricos
Pictogramas ou Gráficos PictóricosPictogramas ou Gráficos Pictóricos
Pictogramas ou Gráficos Pictóricos
 
Polinômios
PolinômiosPolinômios
Polinômios
 
Matematica - Aulas 5 e 6
Matematica - Aulas 5 e 6Matematica - Aulas 5 e 6
Matematica - Aulas 5 e 6
 
Propriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros Racionais
Propriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros RacionaisPropriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros Racionais
Propriedades Da MultiplicaçãO De NúMeros Racionais
 
Regras da matemática
Regras da matemáticaRegras da matemática
Regras da matemática
 
Divisão De Números Racionais1
Divisão De Números Racionais1Divisão De Números Racionais1
Divisão De Números Racionais1
 
Operações com potências (parte ii)
Operações com potências (parte ii)Operações com potências (parte ii)
Operações com potências (parte ii)
 
REGRAS DOS SINAIS
REGRAS DOS SINAISREGRAS DOS SINAIS
REGRAS DOS SINAIS
 
MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADA
MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADAMÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADA
MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E PONDERADA
 
Triángulos power point
Triángulos power pointTriángulos power point
Triángulos power point
 
Triângulos
TriângulosTriângulos
Triângulos
 
Soma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triânguloSoma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triângulo
 
Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...
Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...
Quiz - Operações fundamentais com números inteiros - 7º ano - volume 1 - capí...
 
Equacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º AnoEquacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º Ano
 
Prova SME - Matemática - 7º ano
Prova SME - Matemática -  7º anoProva SME - Matemática -  7º ano
Prova SME - Matemática - 7º ano
 

Semelhante a Resumo do 7º e 8º ano

Teste 5 - funções + geometria analitica + critérios de avaçiação
Teste 5 - funções + geometria analitica  + critérios de avaçiaçãoTeste 5 - funções + geometria analitica  + critérios de avaçiação
Teste 5 - funções + geometria analitica + critérios de avaçiação
Pedro Teixeira
 
Resumo Matemática 3º Ciclo
Resumo Matemática 3º CicloResumo Matemática 3º Ciclo
Resumo Matemática 3º Ciclo
Alexandra Rodrigues
 
Gv economia 1fase_2010
Gv economia 1fase_2010Gv economia 1fase_2010
Gv economia 1fase_2010
Profjorge Silva
 
Prova final mat9 ch2 2013
Prova final mat9 ch2 2013Prova final mat9 ch2 2013
Prova final mat9 ch2 2013
Agrupamento de Escolas de Mortágua
 
Conjuntos numéricos gabarito
Conjuntos numéricos gabaritoConjuntos numéricos gabarito
Conjuntos numéricos gabarito
Otávio Sales
 
Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01
Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01
Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01
marcel-sampaio
 
Testes 10 Ano.pdf
Testes 10 Ano.pdfTestes 10 Ano.pdf
Testes 10 Ano.pdf
Elisabete Silva
 
Slides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptxSlides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptx
ElizeuNetto
 
Teste 2 vesão 1 - 10.º Ano
Teste 2 vesão 1 - 10.º AnoTeste 2 vesão 1 - 10.º Ano
Teste 2 vesão 1 - 10.º Ano
Pedro Teixeira
 
Resumão ibge
Resumão ibgeResumão ibge
Resumão ibge
Arthur Lima
 
Teste 3 - logica e TC + GPE 10ºano
Teste 3 - logica e TC + GPE 10ºanoTeste 3 - logica e TC + GPE 10ºano
Teste 3 - logica e TC + GPE 10ºano
Pedro Teixeira
 
1. conjuntos
1. conjuntos1. conjuntos
1. conjuntos
Marcelo Auler
 
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestrePlano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Angela Machado Verissimo
 
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestrePlano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Angela Machado Verissimo
 
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Leonel Benedito Belatable da Silva
 
Geometria analitica
Geometria analiticaGeometria analitica
Geometria analitica
wilso saggiori
 
Apostila revisao de matematica
Apostila    revisao de matematicaApostila    revisao de matematica
Apostila revisao de matematica
Alexandre Junqueira
 
622 apostila01 mb
622 apostila01 mb622 apostila01 mb
622 apostila01 mb
Rone carvalho
 
LISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEID
LISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEIDLISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEID
LISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEID
Criativa Niterói
 
POSCOMP Cadernodequestes ano2011
POSCOMP Cadernodequestes ano2011POSCOMP Cadernodequestes ano2011
POSCOMP Cadernodequestes ano2011
Dri Freitas
 

Semelhante a Resumo do 7º e 8º ano (20)

Teste 5 - funções + geometria analitica + critérios de avaçiação
Teste 5 - funções + geometria analitica  + critérios de avaçiaçãoTeste 5 - funções + geometria analitica  + critérios de avaçiação
Teste 5 - funções + geometria analitica + critérios de avaçiação
 
Resumo Matemática 3º Ciclo
Resumo Matemática 3º CicloResumo Matemática 3º Ciclo
Resumo Matemática 3º Ciclo
 
Gv economia 1fase_2010
Gv economia 1fase_2010Gv economia 1fase_2010
Gv economia 1fase_2010
 
Prova final mat9 ch2 2013
Prova final mat9 ch2 2013Prova final mat9 ch2 2013
Prova final mat9 ch2 2013
 
Conjuntos numéricos gabarito
Conjuntos numéricos gabaritoConjuntos numéricos gabarito
Conjuntos numéricos gabarito
 
Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01
Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01
Apostilamatconcursos 111209123909-phpapp01
 
Testes 10 Ano.pdf
Testes 10 Ano.pdfTestes 10 Ano.pdf
Testes 10 Ano.pdf
 
Slides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptxSlides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptx
 
Teste 2 vesão 1 - 10.º Ano
Teste 2 vesão 1 - 10.º AnoTeste 2 vesão 1 - 10.º Ano
Teste 2 vesão 1 - 10.º Ano
 
Resumão ibge
Resumão ibgeResumão ibge
Resumão ibge
 
Teste 3 - logica e TC + GPE 10ºano
Teste 3 - logica e TC + GPE 10ºanoTeste 3 - logica e TC + GPE 10ºano
Teste 3 - logica e TC + GPE 10ºano
 
1. conjuntos
1. conjuntos1. conjuntos
1. conjuntos
 
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestrePlano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
 
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestrePlano de aula  1 º ano ensino medio - 1º bimestre
Plano de aula 1 º ano ensino medio - 1º bimestre
 
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
 
Geometria analitica
Geometria analiticaGeometria analitica
Geometria analitica
 
Apostila revisao de matematica
Apostila    revisao de matematicaApostila    revisao de matematica
Apostila revisao de matematica
 
622 apostila01 mb
622 apostila01 mb622 apostila01 mb
622 apostila01 mb
 
LISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEID
LISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEIDLISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEID
LISTA 02 E 03 - EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA 1º ANO - PROFª NEID
 
POSCOMP Cadernodequestes ano2011
POSCOMP Cadernodequestes ano2011POSCOMP Cadernodequestes ano2011
POSCOMP Cadernodequestes ano2011
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 

Resumo do 7º e 8º ano

  • 1. Preparação para o teste intermédio de Matemática 8º ano Conteúdos do 7º ano Conteúdos do 8º ano
  • 2. Conteúdos do 8º Ano Teorema de Pitágoras Funções Semelhança de triângulos Ainda os números Lugares geométricos Estatística
  • 3. Conteúdos do 7º Ano Do Espaço ao Plano Semelhança de Figuras ( está abordado nos conteúdos do 8º ano) Conhecer melhor os números Conjuntos e operações Equações Proporcionalidade directa Estatística (está abordado nos conteúdos do 8º ano)
  • 4. Teorema de Pitágoras Teorema: Num triângulo rectângulo, o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos. a b c C 2 = a 2 +b 2 Determinação da hipotenusa h 2 = 5 2 + 12 2  h 2 = 25 + 144  h 2 = 169  h = 13 cm 15 2 = c 2 + 9 2  225 = c 2 + 81  225 - 81 = c 2  C 2 = 144  C = 12 Determinação de um cateto 9 cm 5 cm 12 cm c 15 cm h
  • 5. Semelhança de triângulos Critérios de semelhança de triângulos Dois triângulos são semelhantes se: Tiverem dois ângulos geometricamente iguais Tiverem os três lados correspondentes directamente proporcionais Tiverem dois lados directamente proporcionais e o ângulo por eles formado for igual
  • 6. Escola EB 2,3 Prof. Dr. Egas Moniz - Avanca Aplicação dos critérios de semelhança de triângulos 1. Determina a altura da árvore. Serão os triângulos [ABE] e [CDE] semelhantes? Sim, porque tem dois ângulos geometricamente iguais, o de 90º e o ângulo AEB. Determinação da altura da árvore. 5,2 = h  h = 5,2 x 0,8 : 1,6 1,6 0,8 h = 5,2 x 0,8 : 1,6 h = 2,6 m A altura da árvore é de 2,6 metros. 3,6 + 1,6 = 5,2 m Semelhança de triângulos
  • 7. Semelhança de triângulos Relação entre perímetros e áreas de figuras semelhantes Se dois polígonos A e B são semelhantes e a razão de semelhança de A para B é r, então: A razão entre os perímetros de A e B é r. A Razão entre as áreas de A e B é r2. P B :P A = r A B :A A =r 2
  • 8. Funções Definição : Uma função é uma correspondência entre A e B que a cada elemento de A faz corresponder um e um só elemento de B Formas de definir uma função: Por um diagrama Por uma tabela Por uma expressão analítica Por um gráfico
  • 9. Funções definidas por um diagrama Ex. Não são funções Ex. Funções 1 2 3 4 -1 -2 -3 1 2 -1 2 1 2 3 -1 -7 -2 -4 -3 A B D f = {1;2,3} D’ f = {-1;-2,-3} Objectos: 1;2,3 Imagens: -1;-2;-3 A – Conjunto de Partida B – Conjunto de chegada f ( 2 ) = -2 f ( x ) = -x f
  • 10. Funções definidas por uma Tabela D f = {1;2,3;4} D’ f = {4;8;12;16} Objectos: 1;2,3;4 Imagens: 4;8;12;16 Variável independente: Lado do quadrado Variável dependente: Perímetro do quadrado f ( 2 ) = 8 f ( x ) = 4x Seja a função f definida pela tabela seguinte 16 12 8 4 Perímetro do quadrado (P) 4 3 2 1 Lado de um quadrado (L)
  • 11. Funções definidas por uma expressão analítica Seja a função f definida pela seguinte expressão analítica f(x ) = 2x -1 Calcular a imagem sendo dado o objecto f(3) = 2 x 3 -1 f(3) = 5 Calcular o objecto sendo dada a imagem f(x) = 15  2x – 1 = 15  2x = 15 + 1  2x = 16  x = 8 (3;5) e (8;15) pertencem à recta que é gráfico da função f.
  • 12. Funções definidas por um gráfico Variável independente: Peso Variável dependente: Custo F( … ) = 12 F(1) = ….. Tipo de função: Linear Expressão analítica: f(x) = 6x
  • 13. Ainda os Números Múltiplos e divisores Potências Notação cientifica
  • 14. Múltiplos e divisores ( m.m.c) 1º processo M 12 = {0;12;24;36;48;60…} M 30 = {0;30;60…} m.m.c = {60} Determina o m.m.c(12;30) 2º processo 12 2 30 2 6 2 15 3 3 3 5 5 1 1 12 = 2 2 x 3 30 = 2 x 3 x 5 m.m.c = 2 2 x 3 x5 = 60 Produto dos factores primos comuns e não comuns elevados ao maior expoente
  • 15. Múltiplos e divisores ( M.d.c) 1º processo D 12 = {1;2;3;4;6;12} D 30 = {1;2;3;5;6;10;15;30} M.d.c = {6} Determina o m.d.c(12;30) 2º processo 12 2 30 2 6 2 15 3 3 3 5 5 1 1 12 = 2 2 x 3 30 = 2 x 3 x 5 M.d.c = 2 x 3 = 6 Produto dos factores primos comuns elevados ao menor expoente
  • 16. Potências Regras operatórias das potências Multiplicação Com a mesma base 2- 2 x 2 7 = 2 5 Com o mesmo expoente (-2) 3 x (-7) 3 = 14 3 Divisão Com a mesma base 2 -2 : 2 7 = 2 -9 = Com o mesmo expoente (-24) 3 : (-6) 3 = 4 3 Potencia de potência (2 3 ) 5 = 2 15 Potencia de expoente inteiro negativo 5 -1 = 1 5 Potencia de expoente nulo 5 0 = 1
  • 17. Notação Científica Definição : Diz-se que um número está escrito em notação cientifica se está escrito na forma de um produto de um número a entre 1 e 10 e uma potência de base 10, e escreve-se: a x 10 n , com 1≤a<10 Ex: Escreve os seguintes números em notação cientifica 253 x 10 -3 6769800 0,0000008 76,9 x 10 5 Operações com números escritos em notação científica Multiplicação (2,1 x 10 -3 ) x (2 x10 8 ) = (2,1 x2) x (10 -3 x 10 8 ) = 4,2 x 10 5 Divisão (8,04 x 10 -7 ) : ( 4,02 x 10 5 ) = 2,02 x 10 -12
  • 18. Lugares geométricos Uma circunferência é o lugar geométrico dos pontos do plano que são equidistantes de um ponto fixo chamado centro da circunferência. O círculo é o lugar geométrico dos pontos pertencentes a uma circunferência ou ao seu interior. exterior de uma circunferência é o lugar geométrico dos pontos do plano que distam do centro da circunferência mais do que o seu raio.
  • 19. Lugares geométricos Coroa circular: É o conjunto dos pontos do plano que se encontram a uma distancia de C maior ou igual a r 1 e menor ou igual a r 2. r 1 r 2 Mediatriz de um segmento de recta, [AB] É o lugar geométrico dos pontos do plano equidistantes dos extremos do segmento de recta, [AB]
  • 20. Lugares geométricos Bissectriz de um ângulo A bissectriz é o lugar geométrico dos pontos do plano equidistantes dos lados de um ângulo. circuncentro – Ponto de intersecção das mediatrizes dos lados de um triangulo. Incentro - Ponto de intersecção das bissectrizes dos lados de um triangulo. Baricentro – Ponto de intersecção das medianas de um triângulo
  • 21. Lugares geométricos no espaço Superfície esférica e esfera Ao lugar geométrico dos pontos do espaço equidistantes de um ponto fixo chamado centro, dá-se o nome de superfície esférica . A esfera é o lugar geométrico de todos os pontos do espaço que se encontram a igual ou menor distância de um ponto fixo chamado centro.
  • 22. Lugares geométricos no espaço Plano mediador O plano mediador de um segmento de recta é o lugar geométrico dos pontos do espaço equidistantes dos extremos do segmento de recta. O plano mediador é perpendicular ao segmento de recta e contém o ponto médio desse segmento de recta.
  • 23. Estatística Recolha de dados Tabelas de frequências Gráficos Medidas de tendência CENTRAL
  • 24. qualitativos Representam a informação que não susceptível de ser medida, mas de ser classificação. Exemplos: Cor dos olhos dos alunos de uma turma . Podem ser castanhos, azuis ou verdes. Representam a informação que pode ser medida, apresentando-se com diferentes intensidades, que podem ser de natureza discreta ou contínua . Exemplo quantitativos Notas de Matemática, do 7ºF, no final do 2º período. Exemplo Altura dos jogadores da equipa de futebol do FCP. Estatística – Recolha de dados Tipo de dados
  • 25. Estatistica - Contagem dos dados 36 37 38 39 40 total 1 2 2 7 3 18 41 42 2 1 Que número calças? 37;41;38;39;42;37; 40;39;41;39;39;40; 39;39;40;39;38;36
  • 26. Frequência absoluta (f) Frequência relativa (f r ) F r em percentagem 6 % 11 % 11 % 39 % 16 % 11 % X 100% 1 : 18 = 0,06 2 : 18 = 0,11 2 : 18 = 0,11 7 : 18 = 0,39 3 : 18 = 0,16 1,00 36 37 38 39 40 total 41 42 1 2 2 7 3 18 2 1 2 : 18 = 0,11 1 : 18 = 0,06 6 % 100 % Estatística - Tabelas de frequências
  • 27. Estatística - Gráficos de barras
  • 28. Pictograma = 1 aluno Estatística - Pictograma
  • 29. Estatística - Gráficos circulares Frequência absoluta (f) Graus 20º 40º 40º 140º 60º 360º 36 37 38 39 40 total 41 42 1 2 2 7 3 18 2 1 40º 20º
  • 30. Estatística - Gráficos circulares
  • 31. Estatística – Medidas de tendência central Média A média do número do sapato dos alunos é 39,1 1 36 2 37 Frequência absoluta (f) 18 1 2 3 7 2 Total 42 41 40 39 38
  • 32. Estatística – Medidas de tendência central Moda - É o valor que surge com mais frequência se os dados são discretos. Neste caso a moda é 39. Mediana - Ordenados os elementos, a mediana é o valor que a divide ao meio, isto é, 50% dos elementos da amostra são menores ou iguais à mediana e os outros 50% são maiores ou iguais à mediana. 36;37;37;38;38;39;39;39;39;39;39;39;40;40;40;41;41;42 (39 + 39) : 2 = 39 1 36 2 37 Frequência absoluta (f) 18 1 2 3 7 2 Total 42 41 40 39 38
  • 33. EQUAÇÃO : é uma igualdade entre duas expressões onde, pelo menos numa delas, figura uma ou mais letras . Equações 3x+5=2-x+4 Sou equação 3+(5-2-4) = 3+1 Não sou equação 1º membro 2º membro termos: ; -2 ; 3 x ; - 4 ; - x incógnita: x termos com incógnita: 3 x ; - x ; termos independentes: -2 ; -4
  • 34. Solução de uma equação : é um número que colocado no lugar da incógnita transforma a equação numa igualdade numérica verdadeira SOLUÇÃO Equações 6 5 SOLUÇÃO 5 SOLUÇÃO Equações equivalentes: Mesmo conjunto solução
  • 35. Resolver uma equação é determinar a sua solução. Equações sem parênteses e sem denominadores efectuamos as operações. Dividimos ambos os membros pelo coeficiente da incógnita . Conjunto solução Determinamos a solução. Numa equação podemos mudar termos de um membro para o outro , desde que lhes troquemos o sinal Num dos membros ficam os termos com incógnita e no outro os termos independentes
  • 36. EQUAÇÕES COM PARÊNTESES simplificação de expressões com parênteses: Sinal menos antes dos parênteses : Tiramos os parênteses trocando os sinais dos termos que estão dentro Sinal mais antes dos parênteses: Tiramos os parênteses mantendo os sinais que estão dentro. Número antes dos parênteses: Tiramos os parênteses, aplicando a propriedade distributiva.
  • 37. Como resolver uma equação com parênteses. Eliminar parênteses. Agrupar os termos com incógnita. Efectuar as operações Dividir ambos os membros pelo coeficiente da incógnita Determinar a solução, de forma simplificada. C.S =
  • 38. EQUAÇÕES COM DENOMINADORES Começamos por reduzir todos os termos ao mesmo denominador. Duas fracções com o mesmo denominador são iguais se os numeradores forem iguais. Podemos tirar os denominadores desde que sejam todos iguais.
  • 39. Esta fracção pode ser apresentada da seguinte forma Sinal menos antes de uma fracção O sinal menos que se encontra antes da fracção afecta todos os termos do numerador. 1 (2) (6) (3) (3) Começamos por “desdobrar” a fracção que tem o sinal menos antes.(atenção aos sinais!) Reduzimos ao mesmo denominador e eliminamos os denominadores.
  • 40. EQUAÇÕES COM PARÊNTESES E DENOMINADORES Devemos começar por eliminar os parênteses e depois os denominadores (3) (3) (3) (2) (2) C.S.=
  • 42.  
  • 43. 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5
  • 44.  
  • 45. Preço (em €) n.º iogurtes 1 2 3 O,5 1 1,5
  • 46. Percentagens 5 % de 120 chocolates são _______ 0,05 x 120 = 6 6 chocolates em 50 são ___% 50------- 100% x = 6 x 100 : 50 6 -------- x 150 acrescidos de 10% são ____ 150 + 10% = 150 +15 = 165 500 com um desconto de 20% ____ 500 - 20% = 500-100 = 400
  • 47. Resolução de problemas envolvendo Percentagens 1- O preço de um sofá é de 300€, sem IVA. Sabendo que o IVA é 21%, quanto é o valor, em euros, do IVA deste sofá? Qual é o preço final do sofá? 21% de 300 = 300 x 21% = 63 300 + 63 = 363 O preço final do sofá é 363 euros. 2- Uma camisola custava 56 euros e a Ana que era amiga da dona da loja, comprou-a por 42 euros. Qual foi a percentagem de desconto? Euros % 56 -------------------------- 100 42 --------------------------- x x = 42 x 100 : 56 = 75% 100 – 75 % = 25 % O desconto foi de 25%.
  • 48. Conjuntos numéricos IN - Conjunto dos números Naturais IN = {1;2;3;4;5;6…} IN 0 - Conjunto dos números Inteiros IN 0 ={0;1;2;3;4;5;6…} Z - Conjunto dos números Inteiros relativos Z= {… -3;-2;-1;0;1;2;3;…} Q- Conjunto dos números racionais Q = z U { números fraccionários} Completa com os simbolos  ;  ;  ;  -1 ….. N 1,4 ….. Z -3 …… Z- 0 …… N 3 …… N 4 …… Z- N…… Z 2,3 …… Q IN Q Z IN 0 -3 -56 -12 -4 0