SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO
SANTO
NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ALFABETIZAÇÃO, LEITURA E
ESCRITA DO ESPÍRITO SANTO
Ação de Formação:
Pacto Nacional pela Alfabetização na
Idade Certa
Formadoras do 1º Ano:
Luciana Domingos de Oliveira
Maristela Gatti Piffer
26 e 27 de outubro de 2016
Universidade Federal do Espírito Santo
Centro de Educação
Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alfabetização,
Leitura e Escrita
Avaliação Nacional de
Alfabetização (ANA): questões
para análise e propostas de
intervenção na sala de aula
ATIVIDADE
 Retomada do “Quadro de
direitos de aprendizagem”
referente a leitura a fim de
responder as seguintes
questões:
- Quais as abordagens de leitura
apresentadas no quadro?
- Há o predomínio de uma
abordagem? Qual? Justifique.
- As abordagens de leitura
apresentadas como direitos de
aprendizagem pelo Pnaic
aparecem na Avaliação
Nacional da Alfabetização?
Quais?
- Temos nos direitos de
aprendizagem a abordagem
discursiva de leitura?
ALGUMAS QUESTÕES PARA REFLEXÃO
1. O trabalho com a leitura é fundamental na alfabetização. Por meio
da leitura podemos possibilitar as crianças o diálogo com os textos.
2. O trabalho com a leitura deve ser mediado pelo professor que ao
ler para criança pode lhe possibilitar a compreensão de que a escrita
é também uma maneira de ouvir o dizer do outro.
3. É preciso considerar que ouvir o dizer do outro por meio da leitura
não significa que a criança seja um sujeito passivo, pois a escuta é
sempre um processo responsivo. Nessa direção, o professor deve
possibilitar o diálogo com os textos, ou seja, a criança pode concordar,
discordar, aderir, se contrapor ao projeto de discurso do autor.
4. A apropriação do sistema de escrita é fundamental para
que as crianças vivenciem o ato de ler. No entanto, a leitura
deve sempre ocorrer, ou seja, mesmo na fase inicial da
alfabetização, o contato com os textos deve acontecer.
5. É preciso considerar ainda que a leitura na
alfabetização não deve se limitar aos textos, muitas
vezes, considerados os mais adequados para
alfabetizar, como as parlendas, as quadrinhas, os trava-
línguas, as cantigas de rodas, os poemas, ou seja,
textos que, de modo geral, possuem muitas rimas e
aliterações.Assim, é fundamental a efetiva entrada dos
diversos gêneros textuais nas salas de aula de
alfabetização.
VIVÊNCIA DE UMA
AULA DE LEITURA
 Vamos realizar a leitura de um poema de Ricardo
Azevedo.
 Vocês conhecem o autor?
 Já leram outros textos de sua autoria?
Conhecer a autoria é um aspecto importante nas
experiências de leitura das crianças e contribui no diálogo
com o texto: quem é o outro que escreve? O que ele gosta
de fazer? Onde ele vive? Quais as suas obras? Como se
tornou escritor?
ENTREVISTA:
RICARDO AZEVEDO
 Como resolveu ser escritor?
- No ginásio, gostava de fazer
as redações e percebi que
poderia trabalhar com textos.
 Quantos anos você tem?
- Tenho 50 anos
 Em que cidade nasceu?
- São Paulo
 Você tem irmãos? Quantos?
- Tenho quatro irmãos.
 Quando era criança, você brigava com eles?
- Hoje a gente se dá bem. Quando pequenos, de vez
em quando, quebrava o pau. É claro! Existem
diferentes pontos de vista sobre tudo!
 Quais eram suas brincadeiras preferidas?
- Jogar bola, botão, pebolim e pingue-pongue.
 Como resolveu ser escritor?
- No ginásio, gostava de fazer
as redações e percebi que
poderia trabalhar com textos.
 Qual foi seu primeiro livro?
- O peixe que podia cantar,
publicado pela
melhoramentos em 1980.
Qual era o seu livro preferido?
Tinha muitos livros em
casa. Sempre foi prazeroso
encarar a estante e
escolher um livro. Na
infância, lia muito "O
tesouro da juventude"
(uma maravilhosa coleção
de 18 volumes), os livros do
Monteiro Lobato e também
"As Aventuras de Tintin",
de Herge.
É verdade que você já ganhou prêmios
muito importantes?
Tive a sorte de ganhar vários prêmios,
quatro Jabutis e o prêmio APCA da
Associação Paulista de Críticos de Artes,
entre outros. Para mim, entretanto, o
maior prêmio é saber que meus livros são
lidos. É imaginar que agora, neste
momento, talvez uma criança esteja
deitada na cama lendo e sorrindo por
causa de um livro meu.
O texto que vamos ler de Ricardo Azevedo é
intitulado...
AULA DE LEITURA
 O que observaram no título do poema?
 Que inferências podemos fazer a partir dele?
 O que pode estar escrito em um texto com esse
título?
 Você já vivenciou uma aula de leitura? Conte
como foi.
A exploração do título é uma forma interessante de iniciar
a leitura do texto, pois permite antecipar os seus sentidos.
Além disso, motiva as crianças para a leitura: o que tem no
texto? Como o autor tratou o tema que foi enunciado no
título?
AULA DE LEITURA
A leitura é muito mais
do que decifrar palavras.
Quem quiser parar pra ver
pode até se surpreender.
vai ler nas folhas do chão
se é outono ou verão;
nas ondas soltas do mar
se é hora de navegar;
e no jeito da pessoa
se trabalha ou se é à-toa;
na cara do lutador
quando está sentindo dor;
vai ler na casa de alguém
o gosto que o dono tem;
e no pêlo do cachorro
se é melhor gritar socorro;
e na cinza da fumaça
o tamanho da desgraça;
e no tom que sopra o vento
se corre o barco ou se vai lento;
e também na cor da fruta,
e no cheiro da comida,
e no ronco do motor,
e nos dentes do cavalo,
e na pele da pessoa,
e no brilho do sorriso,
vai ler nas nuvens no céu,
vai ler na palma da mão,
vai ler até nas estrelas,
e no som do coração.
Uma arte que dá medo
é a de ler um olhar,
pois os olhos têm segredos
difíceis de decifrar.
AZEVEDO, R. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática, 1998.
pp. 41-42.
 Vamos, inicialmente, ler esse poema por meio de uma
vídeo disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=FC4cg6fFTUs&t=73s
RESPONDA AS PERGUNTAS QUE SE SEGUEM:
a) O autor acha que ler os olhos é uma arte. Se os olhos
são a janela da alma, a alma é indecifrável, na opinião
do autor? Você tem a mesma posição dele?
b) Vamos observar algumas características do poema.
 O poema é dividido em partes?
 Como você consegue ver as partes?
 Todas as partes tem o mesmo número de linhas?
c) O poema tem duas estrofes, formadas por quatro
versos, em posições especiais: a primeira e a última.
Que ideia apresenta em cada uma delas?
D) A LEITURA É DIFERENTE, CONFORME NOSSOS
CONHECIMENTOS E NOSSA PROFISSÃO.
POR EXEMPLO, O QUE REVELA:
O som de um coração:
para um médico?
para outra pessoa?
A palma da mão:
para a cartomante?
para o namorado?
As estrelas:
para os apaixonados?
para os índios?
ENFIM...
 No mundo natural, social e cultural há uma série de
elementos com os quais interagimos e atribuímos
sentidos.Por outro lado,a linguagem, segundo
Bakhtin (1979) se constitui por meio de enunciados,
os quais estamos sempre buscando compreender e
responder. Por isso, nas salas de alfabetização, o
ensino da leitura dos enunciados orais e escritos é
um dos elementos centrais, pois o acesso
democrático ao conhecimento só é possível por meio
da leitura e da escrita.
REFERÊNCIAS
 ANTUNES, Janaína Silva Costa. Um olhar sobre o Pró-Letramento. 2015. Tese
(Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação,
Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2015.
 AZEVEDO, Ricardo. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática, 1999
 BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio
Teixeira.Resultados Finais – ANA 2014. Disponível
em:http://portal.inep.gov.br/web/saeb/ana/resultados.
 DIAS, Rosanne Evangelista; LOPES, Alice Ribeiro Casimiro. Competências na
formação de professores no Brasil: o que (não) há de novo. Revista Educação
Sociedade, Campinas, v. 24, n. 85, dez. 2003. Disponível em:
<http://www.cedes.unicamp.br>. Acesso em: 9 jul. 2015.
 GONTIJO, Cláudia Maria Mendes; SCHWARTZ, Cleonara Maria. Alfabetização: teoria
e prática. Curitiba, PR, Sol, 2009.
 OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro; ROCHA, Gladys. Avaliação em larga escala
no Brasil nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Disponível em:
www.anpae.org.br/congressos_antigos/simposio2007/274.pdf
 SAVIANI, Nereide. Saber escolar, currículo e didática: problemas da unidade
conteúdo/método no processo pedagógico. Campinas, São Paulo: Autores
Associados, 1994.
 WIEBUSCH, Eloisa Maria. Avaliação em larga escala: uma possibilidade para
melhoria da aprendizagem? IX AnpedSul, Universidade de Caxias do Sul, Rio grande
do Sul, 2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2
Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2
Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2
Bete Feliciano
 
Slides caderno 5 atual
Slides   caderno 5 atualSlides   caderno 5 atual
Slides caderno 5 atual
weleslima
 
Unidade 4 matemática (1)
Unidade 4   matemática (1)Unidade 4   matemática (1)
Unidade 4 matemática (1)
Naysa Taboada
 
2º encontro da unidade 1 avaliação
2º encontro da unidade 1   avaliação2º encontro da unidade 1   avaliação
2º encontro da unidade 1 avaliação
Bete Feliciano
 
Direitos de aprendizagem leitura
Direitos de aprendizagem   leituraDireitos de aprendizagem   leitura
Direitos de aprendizagem leitura
mariaelidias
 
Pauta
PautaPauta
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula  finalUnidade 5 a diversidade textual em sala de aula  final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Naysa Taboada
 
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
Anexos 1º ano   unidade 7 (1)Anexos 1º ano   unidade 7 (1)
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
Naysa Taboada
 
Desenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidadeDesenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidade
Denise Oliveira
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
Bete Feliciano
 
Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2
Bete Feliciano
 
2ª formação pnaic
2ª formação pnaic2ª formação pnaic
2ª formação pnaic
educacao sao roque
 
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Naysa Taboada
 
AlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E LetramentoAlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E Letramento
henriqueocarvalho
 
Unidade 3 1º encontro direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...
Unidade 3  1º encontro   direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...Unidade 3  1º encontro   direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...
Unidade 3 1º encontro direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...
Naysa Taboada
 
Unidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - CurrículoUnidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - Currículo
Elaine Cruz
 
A unidade 5 ano 1 e 2
A unidade 5 ano 1 e 2A unidade 5 ano 1 e 2
A unidade 5 ano 1 e 2
Solange Goulart
 

Mais procurados (17)

Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2
Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2
Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2
 
Slides caderno 5 atual
Slides   caderno 5 atualSlides   caderno 5 atual
Slides caderno 5 atual
 
Unidade 4 matemática (1)
Unidade 4   matemática (1)Unidade 4   matemática (1)
Unidade 4 matemática (1)
 
2º encontro da unidade 1 avaliação
2º encontro da unidade 1   avaliação2º encontro da unidade 1   avaliação
2º encontro da unidade 1 avaliação
 
Direitos de aprendizagem leitura
Direitos de aprendizagem   leituraDireitos de aprendizagem   leitura
Direitos de aprendizagem leitura
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula  finalUnidade 5 a diversidade textual em sala de aula  final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
 
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
Anexos 1º ano   unidade 7 (1)Anexos 1º ano   unidade 7 (1)
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
 
Desenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidadeDesenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidade
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
 
Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2
 
2ª formação pnaic
2ª formação pnaic2ª formação pnaic
2ª formação pnaic
 
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
 
AlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E LetramentoAlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E Letramento
 
Unidade 3 1º encontro direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...
Unidade 3  1º encontro   direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...Unidade 3  1º encontro   direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...
Unidade 3 1º encontro direitos de língua portuguesa e concepções de escrit...
 
Unidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - CurrículoUnidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - Currículo
 
A unidade 5 ano 1 e 2
A unidade 5 ano 1 e 2A unidade 5 ano 1 e 2
A unidade 5 ano 1 e 2
 

Destaque

Pnaic 26 de outubro
Pnaic 26 de outubroPnaic 26 de outubro
Pnaic 26 de outubro
Naysa Taboada
 
24 de novembro
24 de novembro24 de novembro
24 de novembro
Naysa Taboada
 
Pnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubroPnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubro
Naysa Taboada
 
Pnaic 2º encontro
Pnaic 2º encontroPnaic 2º encontro
Pnaic 2º encontro
Naysa Taboada
 
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado
Abrindo caminho-de-ana-maria-machadoAbrindo caminho-de-ana-maria-machado
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado
Naysa Taboada
 
pnaic possibilidades2
pnaic possibilidades2pnaic possibilidades2
pnaic possibilidades2Naysa Taboada
 
Atividade possibilidades
Atividade possibilidadesAtividade possibilidades
Atividade possibilidades
Naysa Taboada
 
Avaliação pnaic
Avaliação pnaicAvaliação pnaic
Avaliação pnaic
Naysa Taboada
 
PNAIC Estatistica2
PNAIC Estatistica2PNAIC Estatistica2
PNAIC Estatistica2
Naysa Taboada
 
1º encontro
1º encontro1º encontro
1º encontro
Naysa Taboada
 
Pautas da formação 1
Pautas da formação 1Pautas da formação 1
Pautas da formação 1
educacao sao roque
 
Resumo das ações PNAIC 2015
Resumo das ações PNAIC 2015Resumo das ações PNAIC 2015
Resumo das ações PNAIC 2015
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Pnaic caderno 10
Pnaic caderno 10Pnaic caderno 10
Pnaic caderno 10
Daniela Menezes
 
Avaliação pacto 2015 e expectativas
Avaliação pacto 2015 e expectativasAvaliação pacto 2015 e expectativas
Avaliação pacto 2015 e expectativas
Naysa Taboada
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
Lilian Nunes
 
Pauta pnaic
 Pauta pnaic Pauta pnaic
Pauta pnaic
Caroline Marino
 
Pnaic pauta resumida-3ª formação
Pnaic pauta resumida-3ª formaçãoPnaic pauta resumida-3ª formação
Pnaic pauta resumida-3ª formação
Fatima Lima
 
Alfabetização e linguagem_2014
Alfabetização e linguagem_2014Alfabetização e linguagem_2014
Alfabetização e linguagem_2014
Naysa Taboada
 
Sd registrando nossas ideias
Sd registrando nossas ideiasSd registrando nossas ideias
Sd registrando nossas ideias
Naysa Taboada
 
Organização da sala de aula
Organização da sala de aulaOrganização da sala de aula
Organização da sala de aula
Naysa Taboada
 

Destaque (20)

Pnaic 26 de outubro
Pnaic 26 de outubroPnaic 26 de outubro
Pnaic 26 de outubro
 
24 de novembro
24 de novembro24 de novembro
24 de novembro
 
Pnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubroPnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubro
 
Pnaic 2º encontro
Pnaic 2º encontroPnaic 2º encontro
Pnaic 2º encontro
 
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado
Abrindo caminho-de-ana-maria-machadoAbrindo caminho-de-ana-maria-machado
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado
 
pnaic possibilidades2
pnaic possibilidades2pnaic possibilidades2
pnaic possibilidades2
 
Atividade possibilidades
Atividade possibilidadesAtividade possibilidades
Atividade possibilidades
 
Avaliação pnaic
Avaliação pnaicAvaliação pnaic
Avaliação pnaic
 
PNAIC Estatistica2
PNAIC Estatistica2PNAIC Estatistica2
PNAIC Estatistica2
 
1º encontro
1º encontro1º encontro
1º encontro
 
Pautas da formação 1
Pautas da formação 1Pautas da formação 1
Pautas da formação 1
 
Resumo das ações PNAIC 2015
Resumo das ações PNAIC 2015Resumo das ações PNAIC 2015
Resumo das ações PNAIC 2015
 
Pnaic caderno 10
Pnaic caderno 10Pnaic caderno 10
Pnaic caderno 10
 
Avaliação pacto 2015 e expectativas
Avaliação pacto 2015 e expectativasAvaliação pacto 2015 e expectativas
Avaliação pacto 2015 e expectativas
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Pauta pnaic
 Pauta pnaic Pauta pnaic
Pauta pnaic
 
Pnaic pauta resumida-3ª formação
Pnaic pauta resumida-3ª formaçãoPnaic pauta resumida-3ª formação
Pnaic pauta resumida-3ª formação
 
Alfabetização e linguagem_2014
Alfabetização e linguagem_2014Alfabetização e linguagem_2014
Alfabetização e linguagem_2014
 
Sd registrando nossas ideias
Sd registrando nossas ideiasSd registrando nossas ideias
Sd registrando nossas ideias
 
Organização da sala de aula
Organização da sala de aulaOrganização da sala de aula
Organização da sala de aula
 

Semelhante a Pnaic 17 novembro

e1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdf
e1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdfe1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdf
e1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdf
LucianaAquino20
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
EducacaoIntegralPTC
 
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana EstevesEncontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Fabiana Esteves
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...
Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...
Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...
Cris Lago
 
O texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhasO texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhas
Shirley Lauria
 
Sandra bozza alfabetização e disturbios
Sandra bozza   alfabetização e disturbiosSandra bozza   alfabetização e disturbios
Sandra bozza alfabetização e disturbios
Marlene Campos
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
Ricardo Antunes
 
Passaporte Leitura E Escrita
Passaporte Leitura E EscritaPassaporte Leitura E Escrita
Passaporte Leitura E Escrita
guestc85284
 
Passaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escritaPassaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escrita
ecoleitura
 
Passaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escritaPassaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escrita
ecoleitura
 
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Edna Monteiro
 
Ideias mec caderno de textos
Ideias mec caderno de textosIdeias mec caderno de textos
Ideias mec caderno de textos
Valeria Friedmann
 
Nísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em Letras
Nísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em LetrasNísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em Letras
Nísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em Letras
Val Valença
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
Luciane Faccio
 
Ana marg.bot.promoçãoleiturapais b
Ana marg.bot.promoçãoleiturapais bAna marg.bot.promoçãoleiturapais b
Ana marg.bot.promoçãoleiturapais b
Margarida Botelho da Silva
 
leipeitupurapa epe espescrpritapa
leipeitupurapa epe espescrpritapaleipeitupurapa epe espescrpritapa
leipeitupurapa epe espescrpritapa
anaritamor
 
Passaporte da leitura e da escrita
Passaporte da leitura e da escritaPassaporte da leitura e da escrita
Passaporte da leitura e da escrita
guestbca78d0
 
Sequência didática do pato
Sequência didática do patoSequência didática do pato
Sequência didática do pato
Andreá Perez Leinat
 
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
Solange Goulart
 
Projeto Território Livro
Projeto Território LivroProjeto Território Livro
Projeto Território Livro
Glauco Soto
 

Semelhante a Pnaic 17 novembro (20)

e1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdf
e1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdfe1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdf
e1558dc9-1b30-4dc9-91e5-424b09ea0945.pdf
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
 
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana EstevesEncontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...
Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...
Caderno de apoio a pratica pedagogica advinhas charadas parlendas proverbios ...
 
O texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhasO texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhas
 
Sandra bozza alfabetização e disturbios
Sandra bozza   alfabetização e disturbiosSandra bozza   alfabetização e disturbios
Sandra bozza alfabetização e disturbios
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
 
Passaporte Leitura E Escrita
Passaporte Leitura E EscritaPassaporte Leitura E Escrita
Passaporte Leitura E Escrita
 
Passaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escritaPassaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escrita
 
Passaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escritaPassaporte leiturae escrita
Passaporte leiturae escrita
 
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
 
Ideias mec caderno de textos
Ideias mec caderno de textosIdeias mec caderno de textos
Ideias mec caderno de textos
 
Nísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em Letras
Nísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em LetrasNísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em Letras
Nísia Floresta, uma dissertação de mestrado profissional em Letras
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Ana marg.bot.promoçãoleiturapais b
Ana marg.bot.promoçãoleiturapais bAna marg.bot.promoçãoleiturapais b
Ana marg.bot.promoçãoleiturapais b
 
leipeitupurapa epe espescrpritapa
leipeitupurapa epe espescrpritapaleipeitupurapa epe espescrpritapa
leipeitupurapa epe espescrpritapa
 
Passaporte da leitura e da escrita
Passaporte da leitura e da escritaPassaporte da leitura e da escrita
Passaporte da leitura e da escrita
 
Sequência didática do pato
Sequência didática do patoSequência didática do pato
Sequência didática do pato
 
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
 
Projeto Território Livro
Projeto Território LivroProjeto Território Livro
Projeto Território Livro
 

Mais de Naysa Taboada

Fc
FcFc
1º encontro apresentação
1º encontro   apresentação1º encontro   apresentação
1º encontro apresentação
Naysa Taboada
 
1º encontro apresentação 28-11-17
1º encontro   apresentação 28-11-171º encontro   apresentação 28-11-17
1º encontro apresentação 28-11-17
Naysa Taboada
 
Simulado tema específico
Simulado tema específicoSimulado tema específico
Simulado tema específico
Naysa Taboada
 
Alfab letramento 2005. gadotti
Alfab letramento 2005. gadottiAlfab letramento 2005. gadotti
Alfab letramento 2005. gadotti
Naysa Taboada
 
Alfabetização e letramento ptg
Alfabetização e letramento ptgAlfabetização e letramento ptg
Alfabetização e letramento ptg
Naysa Taboada
 
Alfa e letramento 2005. gadotti
Alfa e letramento 2005. gadottiAlfa e letramento 2005. gadotti
Alfa e letramento 2005. gadotti
Naysa Taboada
 
Alfa e Letra em busca de um método?
Alfa e Letra em busca de um método?Alfa e Letra em busca de um método?
Alfa e Letra em busca de um método?
Naysa Taboada
 
Associacionismo
AssociacionismoAssociacionismo
Associacionismo
Naysa Taboada
 
Questões norteadoras
Questões norteadorasQuestões norteadoras
Questões norteadoras
Naysa Taboada
 
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosAlfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Naysa Taboada
 
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosAlfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Naysa Taboada
 
Alinhamento 1 ao 5 ano
Alinhamento   1 ao 5 anoAlinhamento   1 ao 5 ano
Alinhamento 1 ao 5 ano
Naysa Taboada
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Naysa Taboada
 
Conteúdos de ensino
Conteúdos de ensinoConteúdos de ensino
Conteúdos de ensino
Naysa Taboada
 
Sequencia didática e projetos
Sequencia didática e projetosSequencia didática e projetos
Sequencia didática e projetos
Naysa Taboada
 
Atividade objetivos
Atividade objetivosAtividade objetivos
Atividade objetivos
Naysa Taboada
 
Objetivos de ensino
Objetivos de ensinoObjetivos de ensino
Objetivos de ensino
Naysa Taboada
 
Cap6 didatica libaneo
Cap6 didatica libaneoCap6 didatica libaneo
Cap6 didatica libaneo
Naysa Taboada
 
Texto4
Texto4Texto4

Mais de Naysa Taboada (20)

Fc
FcFc
Fc
 
1º encontro apresentação
1º encontro   apresentação1º encontro   apresentação
1º encontro apresentação
 
1º encontro apresentação 28-11-17
1º encontro   apresentação 28-11-171º encontro   apresentação 28-11-17
1º encontro apresentação 28-11-17
 
Simulado tema específico
Simulado tema específicoSimulado tema específico
Simulado tema específico
 
Alfab letramento 2005. gadotti
Alfab letramento 2005. gadottiAlfab letramento 2005. gadotti
Alfab letramento 2005. gadotti
 
Alfabetização e letramento ptg
Alfabetização e letramento ptgAlfabetização e letramento ptg
Alfabetização e letramento ptg
 
Alfa e letramento 2005. gadotti
Alfa e letramento 2005. gadottiAlfa e letramento 2005. gadotti
Alfa e letramento 2005. gadotti
 
Alfa e Letra em busca de um método?
Alfa e Letra em busca de um método?Alfa e Letra em busca de um método?
Alfa e Letra em busca de um método?
 
Associacionismo
AssociacionismoAssociacionismo
Associacionismo
 
Questões norteadoras
Questões norteadorasQuestões norteadoras
Questões norteadoras
 
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosAlfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
 
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosAlfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
 
Alinhamento 1 ao 5 ano
Alinhamento   1 ao 5 anoAlinhamento   1 ao 5 ano
Alinhamento 1 ao 5 ano
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Conteúdos de ensino
Conteúdos de ensinoConteúdos de ensino
Conteúdos de ensino
 
Sequencia didática e projetos
Sequencia didática e projetosSequencia didática e projetos
Sequencia didática e projetos
 
Atividade objetivos
Atividade objetivosAtividade objetivos
Atividade objetivos
 
Objetivos de ensino
Objetivos de ensinoObjetivos de ensino
Objetivos de ensino
 
Cap6 didatica libaneo
Cap6 didatica libaneoCap6 didatica libaneo
Cap6 didatica libaneo
 
Texto4
Texto4Texto4
Texto4
 

Último

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 

Último (20)

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 

Pnaic 17 novembro

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ALFABETIZAÇÃO, LEITURA E ESCRITA DO ESPÍRITO SANTO Ação de Formação: Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa Formadoras do 1º Ano: Luciana Domingos de Oliveira Maristela Gatti Piffer 26 e 27 de outubro de 2016
  • 2. Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Educação Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alfabetização, Leitura e Escrita Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA): questões para análise e propostas de intervenção na sala de aula
  • 3. ATIVIDADE  Retomada do “Quadro de direitos de aprendizagem” referente a leitura a fim de responder as seguintes questões: - Quais as abordagens de leitura apresentadas no quadro? - Há o predomínio de uma abordagem? Qual? Justifique. - As abordagens de leitura apresentadas como direitos de aprendizagem pelo Pnaic aparecem na Avaliação Nacional da Alfabetização? Quais? - Temos nos direitos de aprendizagem a abordagem discursiva de leitura?
  • 4.
  • 5. ALGUMAS QUESTÕES PARA REFLEXÃO 1. O trabalho com a leitura é fundamental na alfabetização. Por meio da leitura podemos possibilitar as crianças o diálogo com os textos. 2. O trabalho com a leitura deve ser mediado pelo professor que ao ler para criança pode lhe possibilitar a compreensão de que a escrita é também uma maneira de ouvir o dizer do outro. 3. É preciso considerar que ouvir o dizer do outro por meio da leitura não significa que a criança seja um sujeito passivo, pois a escuta é sempre um processo responsivo. Nessa direção, o professor deve possibilitar o diálogo com os textos, ou seja, a criança pode concordar, discordar, aderir, se contrapor ao projeto de discurso do autor.
  • 6. 4. A apropriação do sistema de escrita é fundamental para que as crianças vivenciem o ato de ler. No entanto, a leitura deve sempre ocorrer, ou seja, mesmo na fase inicial da alfabetização, o contato com os textos deve acontecer. 5. É preciso considerar ainda que a leitura na alfabetização não deve se limitar aos textos, muitas vezes, considerados os mais adequados para alfabetizar, como as parlendas, as quadrinhas, os trava- línguas, as cantigas de rodas, os poemas, ou seja, textos que, de modo geral, possuem muitas rimas e aliterações.Assim, é fundamental a efetiva entrada dos diversos gêneros textuais nas salas de aula de alfabetização.
  • 7. VIVÊNCIA DE UMA AULA DE LEITURA  Vamos realizar a leitura de um poema de Ricardo Azevedo.  Vocês conhecem o autor?  Já leram outros textos de sua autoria? Conhecer a autoria é um aspecto importante nas experiências de leitura das crianças e contribui no diálogo com o texto: quem é o outro que escreve? O que ele gosta de fazer? Onde ele vive? Quais as suas obras? Como se tornou escritor?
  • 8. ENTREVISTA: RICARDO AZEVEDO  Como resolveu ser escritor? - No ginásio, gostava de fazer as redações e percebi que poderia trabalhar com textos.  Quantos anos você tem? - Tenho 50 anos  Em que cidade nasceu? - São Paulo
  • 9.  Você tem irmãos? Quantos? - Tenho quatro irmãos.  Quando era criança, você brigava com eles? - Hoje a gente se dá bem. Quando pequenos, de vez em quando, quebrava o pau. É claro! Existem diferentes pontos de vista sobre tudo!  Quais eram suas brincadeiras preferidas? - Jogar bola, botão, pebolim e pingue-pongue.
  • 10.  Como resolveu ser escritor? - No ginásio, gostava de fazer as redações e percebi que poderia trabalhar com textos.  Qual foi seu primeiro livro? - O peixe que podia cantar, publicado pela melhoramentos em 1980.
  • 11. Qual era o seu livro preferido? Tinha muitos livros em casa. Sempre foi prazeroso encarar a estante e escolher um livro. Na infância, lia muito "O tesouro da juventude" (uma maravilhosa coleção de 18 volumes), os livros do Monteiro Lobato e também "As Aventuras de Tintin", de Herge.
  • 12. É verdade que você já ganhou prêmios muito importantes? Tive a sorte de ganhar vários prêmios, quatro Jabutis e o prêmio APCA da Associação Paulista de Críticos de Artes, entre outros. Para mim, entretanto, o maior prêmio é saber que meus livros são lidos. É imaginar que agora, neste momento, talvez uma criança esteja deitada na cama lendo e sorrindo por causa de um livro meu.
  • 13. O texto que vamos ler de Ricardo Azevedo é intitulado... AULA DE LEITURA  O que observaram no título do poema?  Que inferências podemos fazer a partir dele?  O que pode estar escrito em um texto com esse título?  Você já vivenciou uma aula de leitura? Conte como foi. A exploração do título é uma forma interessante de iniciar a leitura do texto, pois permite antecipar os seus sentidos. Além disso, motiva as crianças para a leitura: o que tem no texto? Como o autor tratou o tema que foi enunciado no título?
  • 14. AULA DE LEITURA A leitura é muito mais do que decifrar palavras. Quem quiser parar pra ver pode até se surpreender.
  • 15. vai ler nas folhas do chão se é outono ou verão; nas ondas soltas do mar se é hora de navegar; e no jeito da pessoa se trabalha ou se é à-toa;
  • 16. na cara do lutador quando está sentindo dor; vai ler na casa de alguém o gosto que o dono tem; e no pêlo do cachorro se é melhor gritar socorro;
  • 17. e na cinza da fumaça o tamanho da desgraça; e no tom que sopra o vento se corre o barco ou se vai lento; e também na cor da fruta, e no cheiro da comida,
  • 18. e no ronco do motor, e nos dentes do cavalo, e na pele da pessoa, e no brilho do sorriso, vai ler nas nuvens no céu, vai ler na palma da mão,
  • 19. vai ler até nas estrelas, e no som do coração. Uma arte que dá medo é a de ler um olhar, pois os olhos têm segredos difíceis de decifrar. AZEVEDO, R. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática, 1998. pp. 41-42.
  • 20.  Vamos, inicialmente, ler esse poema por meio de uma vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=FC4cg6fFTUs&t=73s
  • 21. RESPONDA AS PERGUNTAS QUE SE SEGUEM: a) O autor acha que ler os olhos é uma arte. Se os olhos são a janela da alma, a alma é indecifrável, na opinião do autor? Você tem a mesma posição dele? b) Vamos observar algumas características do poema.  O poema é dividido em partes?  Como você consegue ver as partes?  Todas as partes tem o mesmo número de linhas? c) O poema tem duas estrofes, formadas por quatro versos, em posições especiais: a primeira e a última. Que ideia apresenta em cada uma delas?
  • 22. D) A LEITURA É DIFERENTE, CONFORME NOSSOS CONHECIMENTOS E NOSSA PROFISSÃO. POR EXEMPLO, O QUE REVELA: O som de um coração: para um médico? para outra pessoa?
  • 23. A palma da mão: para a cartomante? para o namorado? As estrelas: para os apaixonados? para os índios?
  • 24. ENFIM...  No mundo natural, social e cultural há uma série de elementos com os quais interagimos e atribuímos sentidos.Por outro lado,a linguagem, segundo Bakhtin (1979) se constitui por meio de enunciados, os quais estamos sempre buscando compreender e responder. Por isso, nas salas de alfabetização, o ensino da leitura dos enunciados orais e escritos é um dos elementos centrais, pois o acesso democrático ao conhecimento só é possível por meio da leitura e da escrita.
  • 25. REFERÊNCIAS  ANTUNES, Janaína Silva Costa. Um olhar sobre o Pró-Letramento. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2015.  AZEVEDO, Ricardo. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática, 1999  BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.Resultados Finais – ANA 2014. Disponível em:http://portal.inep.gov.br/web/saeb/ana/resultados.  DIAS, Rosanne Evangelista; LOPES, Alice Ribeiro Casimiro. Competências na formação de professores no Brasil: o que (não) há de novo. Revista Educação Sociedade, Campinas, v. 24, n. 85, dez. 2003. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br>. Acesso em: 9 jul. 2015.  GONTIJO, Cláudia Maria Mendes; SCHWARTZ, Cleonara Maria. Alfabetização: teoria e prática. Curitiba, PR, Sol, 2009.  OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro; ROCHA, Gladys. Avaliação em larga escala no Brasil nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Disponível em: www.anpae.org.br/congressos_antigos/simposio2007/274.pdf  SAVIANI, Nereide. Saber escolar, currículo e didática: problemas da unidade conteúdo/método no processo pedagógico. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 1994.  WIEBUSCH, Eloisa Maria. Avaliação em larga escala: uma possibilidade para melhoria da aprendizagem? IX AnpedSul, Universidade de Caxias do Sul, Rio grande do Sul, 2012.

Notas do Editor

  1. 2