SlideShare uma empresa Scribd logo
PACTO NACIONAL
PELA
ALFABETIZAÇÃO NA
IDADE CERTA
“Todas as crianças têm
direito à educação de
qualidade”
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCarPacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // USCar
Leitura Deleite
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
- Priorizar os instrumentos de
diagnóstico de aprendizagem
da sala de aula com vistas à
Alfabetização Matemática de
todos os alunos: perfil de
turma e portfólio.
- Destacar a intencionalidade
pedagógica como elemento
essencial no processo de
alfabetização;
- Apontar possibilidades para a
organização do trabalho
pedagógico;
- Compartilhar vivências de
professores que buscam
garantir os Direitos de
Aprendizagem de Matemática
de todos os alunos.
OBJETIVOS
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO
Toda escrita pressupõe um leitor, seja ele um
leitor possível ao qual endereçamos a escrita
de nosso texto, seja ele um leitor presencial
que assume o papel de interlocutor no
momento da escrita.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ORGANIZAÇÃO DAS SALA DE AULA
O espaço físico da sala de aula
necessita ser reconhecido como um
espaço alfabetizador em Matemática,
com instrumentos, símbolos, objetos
e imagens pertencentes ao campo
da Matemática escolar e não escolar.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
• Este ambiente deve ser planejado para o
acolhimento dos alunos e para que a aula
de Matemática aconteça com
intencionalidade pedagógica;
• Criar um ambiente problematizador que
propicie a aprendizagem matemática, uma
comunidade de aprendizagem
compartilhada por professor e alunos;
• Aprender Matemática em um ambiente
colaborativo é importante para leitura e
escrita (registro).
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Ampliando conceitos...
Letramento
matemático /
numeramento
Alfabetização
matemática
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Propostas para o trabalho com matemática na
perspectiva do letramento matemático/
numeramento
• Organização da sala de aula
• Organização do trabalho pedagógico
• Olhar crítico e reflexivo sobre o planejamento ( anual,
bimestral e semanal)
• Conhecimento dos eixos e direitos de aprendizagem.
• Atenção aos objetivos de cada tarefa proposta para que a
intervenção seja pontual.
• Trabalhar com projetos
• Trabalhar com sequências didáticas
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
• Buscar “textos matemáticos” e suas possibilidades de
trabalho.
• Ter preocupação com os enunciados e encaminhamentos,
evitando uma falsa contextualização.
• Pensar no que queremos desenvolver:
Conteúdos ou conceitos?
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONSTRUÇÃO DO AMBIENTE DE APRENDIZAGEM
• Quadro de rotina;
• Calendário;
• Reta numérica (varal);
• Produções dos alunos;
• Sequência numérica;
• Relógio;
• Quadro numérico;
• Textos complementares;
• Régua medição de altura;
• Materiais manipuláveis ao
alcance dos alunos;
• Calculadoras;
• Portadores de textos com
diferentes usos e
representações numéricas;
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
COMO TRABALHAR COM ESSES EVENTOS?
CALENDÁRIO
Para reconhecimento e contagem do tempo (dia,
mês e ano)
QUAIS A S POSSIBILIDADES DE TRABALHO
COM CALENDÁRIO?
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES
• Apontar no calendário o primeiro (início) e
último dia do mês;
•Mostrar para os alunos que o 1° dia do mês
ocorre em diferentes dias da semana;
•Ensiná-los a ler o calendário: Na vertical e na
Horizontal;
•Observar regularidades.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONSTRUÇÃO DE GRÁFICO: ANIVERSARIANTES
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONSTRUÇÃO DE GRÁFICO: ANIVERSARIANTES
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONSTRUÇÃO DE TABELA: ANIVERSARIANTES
É possível problematizar, por exemplo:
Aline faz aniversário em junho, Bruno em
abril, quem faz primeiro? Quem já fez
aniversário?
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
PRODUÇÃO DE LINHA DE TEMPO: HISTÓRIA DA
CRIANÇA
Construir a linha do tempo com os seus
alunos
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
TABELA NUMÉRICA
Com números de 1 a 100 para explorar as regularidades
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Exemplos de REGULARIDADES :
-1ª coluna: todos os números terminam em 0;
-Todas as colunas: ordem crescente iniciando do
primeiro algarismo até o nono, ordem decrescente
fazendo o inverso (como exemplificado nos algarismos
pintados de azul na última coluna);
-Na diagonal em verde: a soma dos algarismos em
todos os quadros é igual a 9;
-Na diagonal em amarelo: os dois algarismos se
repetem dentro do quadro;
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
VARAL COM SÍMBOLOS NUMÉRICOS
Construídos com os alunos (Evitar
contemplar os números somente até 10,
para não dar a ideia de que eles terminam
no 10);
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
MURAL PARA FIXAR REGISTROS
Para produções do professor e alunos,
textos complementares, curiosidades
matemáticas;
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
APROPRIAÇÃO DO CONCEITO DE MEDIDAS
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
APROPRIAÇÃO DO CONCEITO DE MEDIDAS
Com escala numérica
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
MEDIDAS DE ESPAÇO
O corpo como referência
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONCEITO DE NÚMERO E EDUCAÇÃO ESTATÍSTICA
Sugestão livro: Ida e
Volta, de Juarez
Machado.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CONCEITO DE NÚMERO E EDUCAÇÃO ESTATÍSTICA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
O ESPAÇO FÍSICO DA SALA
Pensar na organização das carteiras
contribui significativamente para a criação de
um ambiente propício e favorável à
aprendizagem, à problematização, à
dialogicidade e à comunicação pela leitura e
escrita, também em Matemática.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ESCOLAS DO MUNDO
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
TAIWAN
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ARÁBIA SAUDITA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CUBA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ETIÓPIA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
CATAR
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
REINO UNIDO
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
NIGÉRIA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
RÚSSIA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
PERU
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ARÁBIA SAUDITA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
INGLATERRA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
INGLATERRA – ÁREA RURAL
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
ESTADOS UNIDOS
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
IÊMEM
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
BRASIL
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
A LEITURA E A ESCRITA NAS AULAS DE MATEMÁTICA
O TRABALHO COM A LÍNGUA PORTUGUESA
CONCOMITANTE À ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
PORQUE VALORIZAR A LEITURA E A ESCRITA
NAS AULAS DE MATEMÁTICA?
Possibilita acesso a uma cultura
escrita e ao letramento.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Ler e escrever são ações não somente restritas
ao campo da linguagem.
Compreender um texto com conceitos
matemáticos exigem um letramento para
além da língua materna.
À medida que conceitos vão ser apropriados,
uma linguagem matemática também vai sendo
elaborada.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
LEITURA, ESCRITA E ORALIDADE PARA O
REGISTRO DA PRÁTICA
“O saber dizer depende do saber fazer, e o
saber escrever, do saber interiorizado da
criança.”
(BRUNER apud KISHIMOTO, 2004)
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
REGISTRANDO A PRÁTICA
É importante considerar a função social do
registro, enquanto o gênero textual que representa.
Direcionar o estudante para a estrutura do
gênero textual a ser produzido na aula de
Matemática.
As várias formas de registro possibilitam a
produção de sentidos próprios do objeto
matemático pelas crianças.
Valorizar o desenho como forma de registro de modos de
pensar matematicamente.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
PIMM (1999) entende a necessidade do registro
na aula de Matemática como:
Forma de registro e comunicação de ideias;
Comunicação sobre ideias, objetos e processos
matemáticos;
Constituídos por termos próprios da linguagem
matemática;
Inclui modos característicos de pensar e argumentar
representados no TEXTO MATEMÁTICO.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
RESOLVENDO SITUAÇÕES PROBLEMAS
1. Dividir a turma em 4 grupos de 5
professoras.
2. Cada grupo irá receber uma situação
problema para responder usando
desenhos ou outros materiais.
3. Apresentar para os demais a solução
encontrada.
15 minutos para resolver
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
SITUAÇÕES PROBLEMAS 1
Joana juntou 10 palitos de picolé para
trocá-los numa promoção em que 3
palitos davam direito a um picolé. Se
Joana não comprou mais picolés, qual
foi o maior número de picolés que ela
conseguiu obter com a promoção?
(Jornada de Matemática – Rede
Municipal de Ensino de Curitiba – 2012)
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
SITUAÇÕES PROBLEMAS 2
Numa reunião de equipe há 6
alunos. Se cada um trocar um
aperto de mão com todos os
outros, quantos apertos de mão
teremos ao todo?
(DANTE, Luiz Roberto. Formulação e
resolução de problemas de matemática:
teoria e prática. São Paulo: Ática, 2009.)
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
SITUAÇÕES PROBLEMAS 3
No próximo sábado iremos participar da
“Praça de Leitura”, no bairro do Tanque. A
prefeitura irá disponibilizar Vans de 15
lugares para levar os alunos. Nossa sala
tem 34 alunos. Quantas Vans serão
necessárias para nos levar até o evento?
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
SITUAÇÕES PROBLEMAS 4
José Carlos é pai de três filhos. No mês
passado ele faleceu. Agora seus filhos
terão que dividir os 19 cavalos deixados
pelo pai. O que vocês sugerem que façam
para que essa divisão não deixe nenhum
dos filhos em desvantagem?
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
O REGISTRO
• As listas, gráficos e tabelas também
contribuem para um trabalho de
organização de dados, possibilitando a
problematização pelo professor dos
resultados evidenciados em atividades de
pesquisas.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
• Por exemplo:
- O registro na
tabela,
do que aconteceu
em
um jogo de
bolinhas
de gude
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
• Nessa tabela, várias problematizações
podem ser realizadas:
1. Se o Thiago ganhasse um ponto, o que teria
acontecido?
2. Se o Roger tivesse tirado um, o que teria acontecido?
3. Se todos tivessem tirado o número igual de bolinhas,
o que teria acontecido?
4. Se a Professora tivesse ganhado dois pontos, o que
teria acontecido?
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
MODELOS DE GRÁFICOS
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
SÍNTESE DA PRÁXIS
• Todo o trabalho que foi
planejado e desenvolvido
em sala de aula necessita
gerar uma síntese. As
formas de fazer essa
síntese precisam constar
no planejamento do
professor.
AÇÃO
REFLEXÃO
AÇÃO
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
As atividades desenvolvidas foram coletivas e em
situações de oralidade ou em um contexto de jogo ou
de manipulação de materiais:
• Nesse caso, o professor pode produzir,
coletivamente com os alunos, um texto
síntese, discutindo com eles as principais
ideias que foram trabalhadas, organizando-as
num texto curto, escrito na lousa – o
professor como escriba – e copiado pelos
alunos, dependendo do nível de
alfabetização das crianças.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
As atividades desenvolvidas foram realizadas
individualmente ou em grupos
• A atividade foi individual, mas envolvia
resolução de situações-problema. Nesse
caso, os próprios alunos contam aos demais
colegas como pensaram na situação
proposta.
• A cada exposição o professor registra na
lousa as ideias apresentadas.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
FECHAMENTO:
MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
FECHAMENTO:
MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
As atividades desenvolvidas foram realizadas individualmente ou
em grupos
• A atividade foi realizada em grupo ou em dupla,
durante a realização das atividades propostas, o
professor deve circular pelos grupos e identificar as
diferentes resoluções ou respostas dadas pelos
alunos.
• Ao acompanhar os grupos, selecionar quais discutir e
escolher três ou quatro duplas ou grupos para fazer a
exposição, procurando escolher respostas ou
estratégias diferenciadas.
• O grupo elege um relator do trabalho.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
SÍNTESE DA PRÁXIS
• Como já foi dito anteriormente, o
professor precisa valorizar as
falas dos alunos e as
inconsistências ou respostas
inadequadas ou incompletas,
remetendo-as para a turma
discutir. Se houver um ambiente
de respeito pela fala dos alunos,
eles não terão dificuldades em
expor suas ideias, mesmo que
elas não estejam corretas.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
A TAREFA DE CASA
Tarefas de retomada e/ou fixação do conteúdo
trabalhado.
• O professor poderá propor pequenas
tarefas que possibilitem aos alunos
continuar pensando sobre o assunto
tratado em aula. No entanto, essas tarefas
precisam ser planejadas para que haja
tempo suficiente de correção na aula
seguinte.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Jogo – A travessia do rio
Material do jogo:
• 2 dados cúbicos, com faces numeradas de 1 a 6;
• 2 conjuntos de 12 fichas iguais, cada um deles de cor ou forma
diferente;
• Um tabuleiro.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Regras:
1. Cada jogador coloca suas fichas numa das
margens do rio, da maneira que quiser, podendo
pôr mais do que uma na mesma casa, deixando
outras vazias.
2. Alternadamente, os jogadores lançam dados e
calculam a soma obtida.
3. Se a soma corresponder a uma casa onde estejam
as suas fichas, na margem respectiva, passar uma
delas para o outro lado do rio.
4. Ganha quem conseguir passar primeiro todas as
fichas para o outro lado.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Discuta com seus colegas que
conceitos podem ser desenvolvidos
durante a realização desse jogo e
quais as dificuldades para o seu uso
nas suas salas de aula.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
AVALIAÇÃO
- se conseguem
explicar de forma
mais clara e
adequada um
procedimento;
- se estão
conseguindo ler e
interpretar a
instrução de um
exercício ou o
enunciado de um
problema;
- se estão se
apropriando das
ideias/estratégias
que são
compartilhadas
nos trabalhos em
grupo ou nos
momentos de
socialização.
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
Tarefa de casa
• Aplicar uma das cinco atividades do
seu xerox (páginas 42 – 66), em sua
sala de aula e fazer o seu registro
reflexivo. Deverá ser entregue.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pnaic caderno 5
Pnaic caderno 5Pnaic caderno 5
Pnaic caderno 5
Daniela Menezes
 
Unidade 7 planejando o ensino para todos (2)
Unidade 7   planejando o ensino para todos (2)Unidade 7   planejando o ensino para todos (2)
Unidade 7 planejando o ensino para todos (2)
Naysa Taboada
 
2ª Encontro PNAIC 17 de out 2015
2ª Encontro PNAIC 17 de out 20152ª Encontro PNAIC 17 de out 2015
2ª Encontro PNAIC 17 de out 2015
Fabiana Esteves
 
Pauta
PautaPauta
Unidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetização
Unidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetizaçãoUnidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetização
Unidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetização
Naysa Taboada
 
Uso de textos na alfabetizacao
Uso de textos na alfabetizacaoUso de textos na alfabetizacao
Uso de textos na alfabetizacao
Isa ...
 
Unidade 4 matemática (1)
Unidade 4   matemática (1)Unidade 4   matemática (1)
Unidade 4 matemática (1)
Naysa Taboada
 
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
Anexos 1º ano   unidade 7 (1)Anexos 1º ano   unidade 7 (1)
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
Naysa Taboada
 
Pnaic 17 novembro
Pnaic 17 novembroPnaic 17 novembro
Pnaic 17 novembro
Naysa Taboada
 
Unidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - CurrículoUnidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - Currículo
Elaine Cruz
 
Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6
Daniela Menezes
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
Bete Feliciano
 
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
ElieneDias
 
Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)
Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)
Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)
Naysa Taboada
 
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Naysa Taboada
 

Mais procurados (15)

Pnaic caderno 5
Pnaic caderno 5Pnaic caderno 5
Pnaic caderno 5
 
Unidade 7 planejando o ensino para todos (2)
Unidade 7   planejando o ensino para todos (2)Unidade 7   planejando o ensino para todos (2)
Unidade 7 planejando o ensino para todos (2)
 
2ª Encontro PNAIC 17 de out 2015
2ª Encontro PNAIC 17 de out 20152ª Encontro PNAIC 17 de out 2015
2ª Encontro PNAIC 17 de out 2015
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Unidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetização
Unidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetizaçãoUnidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetização
Unidade 5 os diferentes textos em sala de alfabetização
 
Uso de textos na alfabetizacao
Uso de textos na alfabetizacaoUso de textos na alfabetizacao
Uso de textos na alfabetizacao
 
Unidade 4 matemática (1)
Unidade 4   matemática (1)Unidade 4   matemática (1)
Unidade 4 matemática (1)
 
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
Anexos 1º ano   unidade 7 (1)Anexos 1º ano   unidade 7 (1)
Anexos 1º ano unidade 7 (1)
 
Pnaic 17 novembro
Pnaic 17 novembroPnaic 17 novembro
Pnaic 17 novembro
 
Unidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - CurrículoUnidade1 - PNAIC - Currículo
Unidade1 - PNAIC - Currículo
 
Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
 
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
 
Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)
Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)
Pnaic 30 de julho matutino e vespertino atual (1)
 
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
 

Destaque

Unidade 7
Unidade 7Unidade 7
Unidade 7
Bete Feliciano
 
Currículo no ciclo de alfabetização
 Currículo no ciclo de alfabetização Currículo no ciclo de alfabetização
Currículo no ciclo de alfabetização
Bete Feliciano
 
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoUnidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Bete Feliciano
 
Slides Unidade 8
Slides Unidade 8Slides Unidade 8
Slides Unidade 8
Bete Feliciano
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Bete Feliciano
 
Slides
SlidesSlides
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Bete Feliciano
 
Pauta Caderno 1 - Parte 2
Pauta Caderno 1 - Parte 2Pauta Caderno 1 - Parte 2
Pauta Caderno 1 - Parte 2
Bete Feliciano
 
Alfabetizacao
AlfabetizacaoAlfabetizacao
Alfabetizacao
Magno Oliveira
 
Pauta do 1º encontro cader1no
Pauta do 1º encontro cader1noPauta do 1º encontro cader1no
Pauta do 1º encontro cader1no
Bete Feliciano
 
Normas powerpoint esaof
Normas powerpoint esaofNormas powerpoint esaof
Normas powerpoint esaof
Eduardo Roque
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
PamelaAschoff
 
Algumas normas para realização de um PowerPoint
Algumas normas para realização de um PowerPointAlgumas normas para realização de um PowerPoint
Algumas normas para realização de um PowerPoint
José Alemão
 
Normas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicos
Normas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicosNormas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicos
Normas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicos
Patrícia Éderson Dias
 
Pnaic atualizado
Pnaic atualizadoPnaic atualizado
Pnaic atualizado
♥Marcinhatinelli♥
 
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização MatemáticaPNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
ElieneDias
 
Pnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubroPnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubro
Naysa Taboada
 

Destaque (17)

Unidade 7
Unidade 7Unidade 7
Unidade 7
 
Currículo no ciclo de alfabetização
 Currículo no ciclo de alfabetização Currículo no ciclo de alfabetização
Currículo no ciclo de alfabetização
 
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoUnidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
 
Slides Unidade 8
Slides Unidade 8Slides Unidade 8
Slides Unidade 8
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
 
Pauta Caderno 1 - Parte 2
Pauta Caderno 1 - Parte 2Pauta Caderno 1 - Parte 2
Pauta Caderno 1 - Parte 2
 
Alfabetizacao
AlfabetizacaoAlfabetizacao
Alfabetizacao
 
Pauta do 1º encontro cader1no
Pauta do 1º encontro cader1noPauta do 1º encontro cader1no
Pauta do 1º encontro cader1no
 
Normas powerpoint esaof
Normas powerpoint esaofNormas powerpoint esaof
Normas powerpoint esaof
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
Algumas normas para realização de um PowerPoint
Algumas normas para realização de um PowerPointAlgumas normas para realização de um PowerPoint
Algumas normas para realização de um PowerPoint
 
Normas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicos
Normas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicosNormas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicos
Normas ABNT Apresentação de trabalhos acadêmicos
 
Pnaic atualizado
Pnaic atualizadoPnaic atualizado
Pnaic atualizado
 
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização MatemáticaPNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
 
Pnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubroPnaic 27 de outubro
Pnaic 27 de outubro
 

Semelhante a Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2

Ppt unicamp 15 12 finalizado pnaic
Ppt unicamp 15 12 finalizado pnaicPpt unicamp 15 12 finalizado pnaic
Ppt unicamp 15 12 finalizado pnaic
Tatiana Schiavon
 
Cantinho
CantinhoCantinho
Cantinho
valpereira2011
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
dinasabino2011
 
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-anoEnsino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Heline Pereira
 
Formação - caderno 3 pnaic 2015
Formação - caderno 3 pnaic  2015Formação - caderno 3 pnaic  2015
Formação - caderno 3 pnaic 2015
Everaldo Gomes
 
Projeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágicaProjeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágica
Juscy Alves
 
Unid 6
Unid 6Unid 6
Unid 6
michelly
 
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz FerrazBase Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Luciana
 
Trabalho jornada cientifica
Trabalho jornada cientificaTrabalho jornada cientifica
Trabalho jornada cientifica
Maria Voltolini
 
Plano de trabalho story jumper
Plano de trabalho   story jumperPlano de trabalho   story jumper
Plano de trabalho story jumper
dorakieza
 
Contemplando as especificidades dos alunos surdos
Contemplando as especificidades dos alunos surdosContemplando as especificidades dos alunos surdos
Contemplando as especificidades dos alunos surdos
pedagogiaaoaopedaletra.com Mendonca
 
Trabalho projetos
Trabalho   projetosTrabalho   projetos
Trabalho projetos
Espaco_Pedagogia
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
Lígia Maria
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosCaderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
valdirnicioli1
 
1º encontro
1º encontro1º encontro
1º encontro
SolVenezzani
 
3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor
3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor
3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor
Nanci Boschi Teodoro
 
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoProjeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
elianegeraldo
 
1ano
1ano1ano
1ano
Isa ...
 
Caderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professor
Caderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professorCaderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professor
Caderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professor
Valéria Poubell
 
slides_alfabetização de surdo_conclusaocurso
slides_alfabetização de surdo_conclusaocursoslides_alfabetização de surdo_conclusaocurso
slides_alfabetização de surdo_conclusaocurso
DeiseDeSouzaSantosSo
 

Semelhante a Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2 (20)

Ppt unicamp 15 12 finalizado pnaic
Ppt unicamp 15 12 finalizado pnaicPpt unicamp 15 12 finalizado pnaic
Ppt unicamp 15 12 finalizado pnaic
 
Cantinho
CantinhoCantinho
Cantinho
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
 
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-anoEnsino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
 
Formação - caderno 3 pnaic 2015
Formação - caderno 3 pnaic  2015Formação - caderno 3 pnaic  2015
Formação - caderno 3 pnaic 2015
 
Projeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágicaProjeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágica
 
Unid 6
Unid 6Unid 6
Unid 6
 
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz FerrazBase Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
 
Trabalho jornada cientifica
Trabalho jornada cientificaTrabalho jornada cientifica
Trabalho jornada cientifica
 
Plano de trabalho story jumper
Plano de trabalho   story jumperPlano de trabalho   story jumper
Plano de trabalho story jumper
 
Contemplando as especificidades dos alunos surdos
Contemplando as especificidades dos alunos surdosContemplando as especificidades dos alunos surdos
Contemplando as especificidades dos alunos surdos
 
Trabalho projetos
Trabalho   projetosTrabalho   projetos
Trabalho projetos
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosCaderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
 
1º encontro
1º encontro1º encontro
1º encontro
 
3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor
3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor
3º ano-aprender-sempre-caderno-do-professor
 
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoProjeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
 
1ano
1ano1ano
1ano
 
Caderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professor
Caderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professorCaderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professor
Caderno Pedagógico de Atividades SME/RJ 2017 professor
 
slides_alfabetização de surdo_conclusaocurso
slides_alfabetização de surdo_conclusaocursoslides_alfabetização de surdo_conclusaocurso
slides_alfabetização de surdo_conclusaocurso
 

Mais de Bete Feliciano

Leitura Deleite: O Tempo
Leitura Deleite: O TempoLeitura Deleite: O Tempo
Leitura Deleite: O Tempo
Bete Feliciano
 
JOGO DO NIM
JOGO DO NIMJOGO DO NIM
JOGO DO NIM
Bete Feliciano
 
Leitura Deleite: Como começa
Leitura Deleite: Como começaLeitura Deleite: Como começa
Leitura Deleite: Como começa
Bete Feliciano
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Bete Feliciano
 
Calendário 2014
Calendário 2014Calendário 2014
Calendário 2014
Bete Feliciano
 
Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
Bete Feliciano
 
Branca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete AnõesBranca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete Anões
Bete Feliciano
 
Pauta Unidade 8
Pauta Unidade 8Pauta Unidade 8
Pauta Unidade 8
Bete Feliciano
 
Quadros de monitoramento de atividades realizadas
Quadros de monitoramento de atividades realizadasQuadros de monitoramento de atividades realizadas
Quadros de monitoramento de atividades realizadas
Bete Feliciano
 
Folha com as perguntas para os grupos
Folha com as perguntas para os gruposFolha com as perguntas para os grupos
Folha com as perguntas para os grupos
Bete Feliciano
 
Diversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana BelinkyDiversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana Belinky
Bete Feliciano
 
Pauta Unidade 7
Pauta Unidade 7Pauta Unidade 7
Pauta Unidade 7
Bete Feliciano
 
Portifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesPortifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - Orientações
Bete Feliciano
 
Amigo chocolate
Amigo chocolateAmigo chocolate
Amigo chocolate
Bete Feliciano
 
Sequência didática do livro viviana rainha do pijama
Sequência didática do livro viviana rainha do pijamaSequência didática do livro viviana rainha do pijama
Sequência didática do livro viviana rainha do pijama
Bete Feliciano
 
Pauta Unidade 6
Pauta Unidade 6Pauta Unidade 6
Pauta Unidade 6
Bete Feliciano
 
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléObjetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Bete Feliciano
 
Unidade 5 10º e 11º encontro
Unidade 5   10º e 11º encontroUnidade 5   10º e 11º encontro
Unidade 5 10º e 11º encontro
Bete Feliciano
 
Asa de Papel
Asa de PapelAsa de Papel
Asa de Papel
Bete Feliciano
 
10 encontro unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais
10 encontro   unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais10 encontro   unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais
10 encontro unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais
Bete Feliciano
 

Mais de Bete Feliciano (20)

Leitura Deleite: O Tempo
Leitura Deleite: O TempoLeitura Deleite: O Tempo
Leitura Deleite: O Tempo
 
JOGO DO NIM
JOGO DO NIMJOGO DO NIM
JOGO DO NIM
 
Leitura Deleite: Como começa
Leitura Deleite: Como começaLeitura Deleite: Como começa
Leitura Deleite: Como começa
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
 
Calendário 2014
Calendário 2014Calendário 2014
Calendário 2014
 
Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
 
Branca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete AnõesBranca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete Anões
 
Pauta Unidade 8
Pauta Unidade 8Pauta Unidade 8
Pauta Unidade 8
 
Quadros de monitoramento de atividades realizadas
Quadros de monitoramento de atividades realizadasQuadros de monitoramento de atividades realizadas
Quadros de monitoramento de atividades realizadas
 
Folha com as perguntas para os grupos
Folha com as perguntas para os gruposFolha com as perguntas para os grupos
Folha com as perguntas para os grupos
 
Diversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana BelinkyDiversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana Belinky
 
Pauta Unidade 7
Pauta Unidade 7Pauta Unidade 7
Pauta Unidade 7
 
Portifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesPortifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - Orientações
 
Amigo chocolate
Amigo chocolateAmigo chocolate
Amigo chocolate
 
Sequência didática do livro viviana rainha do pijama
Sequência didática do livro viviana rainha do pijamaSequência didática do livro viviana rainha do pijama
Sequência didática do livro viviana rainha do pijama
 
Pauta Unidade 6
Pauta Unidade 6Pauta Unidade 6
Pauta Unidade 6
 
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléObjetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
 
Unidade 5 10º e 11º encontro
Unidade 5   10º e 11º encontroUnidade 5   10º e 11º encontro
Unidade 5 10º e 11º encontro
 
Asa de Papel
Asa de PapelAsa de Papel
Asa de Papel
 
10 encontro unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais
10 encontro   unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais10 encontro   unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais
10 encontro unidade 5 cantinho da leitura e gêneros textuais
 

Último

livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 

Último (20)

livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 

Organizacão do Trabalho Pedagógico - parte 2

  • 2. “Todas as crianças têm direito à educação de qualidade”
  • 3. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCarPacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // USCar Leitura Deleite
  • 4. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar - Priorizar os instrumentos de diagnóstico de aprendizagem da sala de aula com vistas à Alfabetização Matemática de todos os alunos: perfil de turma e portfólio. - Destacar a intencionalidade pedagógica como elemento essencial no processo de alfabetização; - Apontar possibilidades para a organização do trabalho pedagógico; - Compartilhar vivências de professores que buscam garantir os Direitos de Aprendizagem de Matemática de todos os alunos. OBJETIVOS
  • 5. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO Toda escrita pressupõe um leitor, seja ele um leitor possível ao qual endereçamos a escrita de nosso texto, seja ele um leitor presencial que assume o papel de interlocutor no momento da escrita.
  • 6. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ORGANIZAÇÃO DAS SALA DE AULA O espaço físico da sala de aula necessita ser reconhecido como um espaço alfabetizador em Matemática, com instrumentos, símbolos, objetos e imagens pertencentes ao campo da Matemática escolar e não escolar.
  • 7. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar • Este ambiente deve ser planejado para o acolhimento dos alunos e para que a aula de Matemática aconteça com intencionalidade pedagógica; • Criar um ambiente problematizador que propicie a aprendizagem matemática, uma comunidade de aprendizagem compartilhada por professor e alunos; • Aprender Matemática em um ambiente colaborativo é importante para leitura e escrita (registro).
  • 8. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Ampliando conceitos... Letramento matemático / numeramento Alfabetização matemática
  • 9. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Propostas para o trabalho com matemática na perspectiva do letramento matemático/ numeramento • Organização da sala de aula • Organização do trabalho pedagógico • Olhar crítico e reflexivo sobre o planejamento ( anual, bimestral e semanal) • Conhecimento dos eixos e direitos de aprendizagem. • Atenção aos objetivos de cada tarefa proposta para que a intervenção seja pontual. • Trabalhar com projetos • Trabalhar com sequências didáticas
  • 10. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar • Buscar “textos matemáticos” e suas possibilidades de trabalho. • Ter preocupação com os enunciados e encaminhamentos, evitando uma falsa contextualização. • Pensar no que queremos desenvolver: Conteúdos ou conceitos?
  • 11. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
  • 12. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONSTRUÇÃO DO AMBIENTE DE APRENDIZAGEM • Quadro de rotina; • Calendário; • Reta numérica (varal); • Produções dos alunos; • Sequência numérica; • Relógio; • Quadro numérico; • Textos complementares; • Régua medição de altura; • Materiais manipuláveis ao alcance dos alunos; • Calculadoras; • Portadores de textos com diferentes usos e representações numéricas;
  • 13. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar COMO TRABALHAR COM ESSES EVENTOS? CALENDÁRIO Para reconhecimento e contagem do tempo (dia, mês e ano) QUAIS A S POSSIBILIDADES DE TRABALHO COM CALENDÁRIO?
  • 14. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES • Apontar no calendário o primeiro (início) e último dia do mês; •Mostrar para os alunos que o 1° dia do mês ocorre em diferentes dias da semana; •Ensiná-los a ler o calendário: Na vertical e na Horizontal; •Observar regularidades.
  • 15. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONSTRUÇÃO DE GRÁFICO: ANIVERSARIANTES
  • 16. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONSTRUÇÃO DE GRÁFICO: ANIVERSARIANTES
  • 17. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONSTRUÇÃO DE TABELA: ANIVERSARIANTES É possível problematizar, por exemplo: Aline faz aniversário em junho, Bruno em abril, quem faz primeiro? Quem já fez aniversário?
  • 18. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar PRODUÇÃO DE LINHA DE TEMPO: HISTÓRIA DA CRIANÇA Construir a linha do tempo com os seus alunos
  • 19. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
  • 20. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
  • 21. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar TABELA NUMÉRICA Com números de 1 a 100 para explorar as regularidades
  • 22. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Exemplos de REGULARIDADES : -1ª coluna: todos os números terminam em 0; -Todas as colunas: ordem crescente iniciando do primeiro algarismo até o nono, ordem decrescente fazendo o inverso (como exemplificado nos algarismos pintados de azul na última coluna); -Na diagonal em verde: a soma dos algarismos em todos os quadros é igual a 9; -Na diagonal em amarelo: os dois algarismos se repetem dentro do quadro;
  • 23. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar VARAL COM SÍMBOLOS NUMÉRICOS Construídos com os alunos (Evitar contemplar os números somente até 10, para não dar a ideia de que eles terminam no 10);
  • 24. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar MURAL PARA FIXAR REGISTROS Para produções do professor e alunos, textos complementares, curiosidades matemáticas;
  • 25. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar APROPRIAÇÃO DO CONCEITO DE MEDIDAS
  • 26. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar APROPRIAÇÃO DO CONCEITO DE MEDIDAS Com escala numérica
  • 27. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar MEDIDAS DE ESPAÇO O corpo como referência
  • 28. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONCEITO DE NÚMERO E EDUCAÇÃO ESTATÍSTICA Sugestão livro: Ida e Volta, de Juarez Machado.
  • 29. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CONCEITO DE NÚMERO E EDUCAÇÃO ESTATÍSTICA
  • 30. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar O ESPAÇO FÍSICO DA SALA Pensar na organização das carteiras contribui significativamente para a criação de um ambiente propício e favorável à aprendizagem, à problematização, à dialogicidade e à comunicação pela leitura e escrita, também em Matemática.
  • 31. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ESCOLAS DO MUNDO
  • 32. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar TAIWAN
  • 33. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ARÁBIA SAUDITA
  • 34. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CUBA
  • 35. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ETIÓPIA
  • 36. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar CATAR
  • 37. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar REINO UNIDO
  • 38. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar NIGÉRIA
  • 39. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar RÚSSIA
  • 40. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar PERU
  • 41. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ARÁBIA SAUDITA
  • 42. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar INGLATERRA
  • 43. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar INGLATERRA – ÁREA RURAL
  • 44. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar ESTADOS UNIDOS
  • 45. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar IÊMEM
  • 46. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar BRASIL
  • 47. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar A LEITURA E A ESCRITA NAS AULAS DE MATEMÁTICA O TRABALHO COM A LÍNGUA PORTUGUESA CONCOMITANTE À ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
  • 48. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar PORQUE VALORIZAR A LEITURA E A ESCRITA NAS AULAS DE MATEMÁTICA? Possibilita acesso a uma cultura escrita e ao letramento.
  • 49. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Ler e escrever são ações não somente restritas ao campo da linguagem. Compreender um texto com conceitos matemáticos exigem um letramento para além da língua materna. À medida que conceitos vão ser apropriados, uma linguagem matemática também vai sendo elaborada.
  • 50. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar LEITURA, ESCRITA E ORALIDADE PARA O REGISTRO DA PRÁTICA “O saber dizer depende do saber fazer, e o saber escrever, do saber interiorizado da criança.” (BRUNER apud KISHIMOTO, 2004)
  • 51. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar REGISTRANDO A PRÁTICA É importante considerar a função social do registro, enquanto o gênero textual que representa. Direcionar o estudante para a estrutura do gênero textual a ser produzido na aula de Matemática. As várias formas de registro possibilitam a produção de sentidos próprios do objeto matemático pelas crianças. Valorizar o desenho como forma de registro de modos de pensar matematicamente.
  • 52. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar PIMM (1999) entende a necessidade do registro na aula de Matemática como: Forma de registro e comunicação de ideias; Comunicação sobre ideias, objetos e processos matemáticos; Constituídos por termos próprios da linguagem matemática; Inclui modos característicos de pensar e argumentar representados no TEXTO MATEMÁTICO.
  • 53. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar RESOLVENDO SITUAÇÕES PROBLEMAS 1. Dividir a turma em 4 grupos de 5 professoras. 2. Cada grupo irá receber uma situação problema para responder usando desenhos ou outros materiais. 3. Apresentar para os demais a solução encontrada. 15 minutos para resolver
  • 54. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar SITUAÇÕES PROBLEMAS 1 Joana juntou 10 palitos de picolé para trocá-los numa promoção em que 3 palitos davam direito a um picolé. Se Joana não comprou mais picolés, qual foi o maior número de picolés que ela conseguiu obter com a promoção? (Jornada de Matemática – Rede Municipal de Ensino de Curitiba – 2012)
  • 55. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar SITUAÇÕES PROBLEMAS 2 Numa reunião de equipe há 6 alunos. Se cada um trocar um aperto de mão com todos os outros, quantos apertos de mão teremos ao todo? (DANTE, Luiz Roberto. Formulação e resolução de problemas de matemática: teoria e prática. São Paulo: Ática, 2009.)
  • 56. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar SITUAÇÕES PROBLEMAS 3 No próximo sábado iremos participar da “Praça de Leitura”, no bairro do Tanque. A prefeitura irá disponibilizar Vans de 15 lugares para levar os alunos. Nossa sala tem 34 alunos. Quantas Vans serão necessárias para nos levar até o evento?
  • 57. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar SITUAÇÕES PROBLEMAS 4 José Carlos é pai de três filhos. No mês passado ele faleceu. Agora seus filhos terão que dividir os 19 cavalos deixados pelo pai. O que vocês sugerem que façam para que essa divisão não deixe nenhum dos filhos em desvantagem?
  • 58. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar O REGISTRO • As listas, gráficos e tabelas também contribuem para um trabalho de organização de dados, possibilitando a problematização pelo professor dos resultados evidenciados em atividades de pesquisas.
  • 59. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar • Por exemplo: - O registro na tabela, do que aconteceu em um jogo de bolinhas de gude
  • 60. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar • Nessa tabela, várias problematizações podem ser realizadas: 1. Se o Thiago ganhasse um ponto, o que teria acontecido? 2. Se o Roger tivesse tirado um, o que teria acontecido? 3. Se todos tivessem tirado o número igual de bolinhas, o que teria acontecido? 4. Se a Professora tivesse ganhado dois pontos, o que teria acontecido?
  • 61. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar MODELOS DE GRÁFICOS
  • 62. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar SÍNTESE DA PRÁXIS • Todo o trabalho que foi planejado e desenvolvido em sala de aula necessita gerar uma síntese. As formas de fazer essa síntese precisam constar no planejamento do professor. AÇÃO REFLEXÃO AÇÃO
  • 63. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO As atividades desenvolvidas foram coletivas e em situações de oralidade ou em um contexto de jogo ou de manipulação de materiais: • Nesse caso, o professor pode produzir, coletivamente com os alunos, um texto síntese, discutindo com eles as principais ideias que foram trabalhadas, organizando-as num texto curto, escrito na lousa – o professor como escriba – e copiado pelos alunos, dependendo do nível de alfabetização das crianças.
  • 64. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
  • 65. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar As atividades desenvolvidas foram realizadas individualmente ou em grupos • A atividade foi individual, mas envolvia resolução de situações-problema. Nesse caso, os próprios alunos contam aos demais colegas como pensaram na situação proposta. • A cada exposição o professor registra na lousa as ideias apresentadas.
  • 66. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
  • 67. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar FECHAMENTO: MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
  • 68. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar FECHAMENTO: MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO As atividades desenvolvidas foram realizadas individualmente ou em grupos • A atividade foi realizada em grupo ou em dupla, durante a realização das atividades propostas, o professor deve circular pelos grupos e identificar as diferentes resoluções ou respostas dadas pelos alunos. • Ao acompanhar os grupos, selecionar quais discutir e escolher três ou quatro duplas ou grupos para fazer a exposição, procurando escolher respostas ou estratégias diferenciadas. • O grupo elege um relator do trabalho.
  • 69. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar MOMENTO DE SOCIALIZAÇÃO
  • 70. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar SÍNTESE DA PRÁXIS • Como já foi dito anteriormente, o professor precisa valorizar as falas dos alunos e as inconsistências ou respostas inadequadas ou incompletas, remetendo-as para a turma discutir. Se houver um ambiente de respeito pela fala dos alunos, eles não terão dificuldades em expor suas ideias, mesmo que elas não estejam corretas.
  • 71. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar A TAREFA DE CASA Tarefas de retomada e/ou fixação do conteúdo trabalhado. • O professor poderá propor pequenas tarefas que possibilitem aos alunos continuar pensando sobre o assunto tratado em aula. No entanto, essas tarefas precisam ser planejadas para que haja tempo suficiente de correção na aula seguinte.
  • 72. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Jogo – A travessia do rio Material do jogo: • 2 dados cúbicos, com faces numeradas de 1 a 6; • 2 conjuntos de 12 fichas iguais, cada um deles de cor ou forma diferente; • Um tabuleiro.
  • 73. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Regras: 1. Cada jogador coloca suas fichas numa das margens do rio, da maneira que quiser, podendo pôr mais do que uma na mesma casa, deixando outras vazias. 2. Alternadamente, os jogadores lançam dados e calculam a soma obtida. 3. Se a soma corresponder a uma casa onde estejam as suas fichas, na margem respectiva, passar uma delas para o outro lado do rio. 4. Ganha quem conseguir passar primeiro todas as fichas para o outro lado.
  • 74. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Discuta com seus colegas que conceitos podem ser desenvolvidos durante a realização desse jogo e quais as dificuldades para o seu uso nas suas salas de aula.
  • 75. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
  • 76. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar AVALIAÇÃO - se conseguem explicar de forma mais clara e adequada um procedimento; - se estão conseguindo ler e interpretar a instrução de um exercício ou o enunciado de um problema; - se estão se apropriando das ideias/estratégias que são compartilhadas nos trabalhos em grupo ou nos momentos de socialização.
  • 77. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar
  • 78. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa // UFSCar Tarefa de casa • Aplicar uma das cinco atividades do seu xerox (páginas 42 – 66), em sua sala de aula e fazer o seu registro reflexivo. Deverá ser entregue.