SlideShare uma empresa Scribd logo
Nelson Rosamilha,
PMP®, Prince 2 Practitioner ®, Black Belt
rosamilha@rosamilha.com
Título do Artigo
Curta a página de Excelência Operacional e Gestão de Projetos:
• Facebook: http://www.facebook.com/nelsonrosamilha,
• Twitter: nelsonrosamilha (vagas e frases de gestão) ,
• Mantenha-se informado tecnicamente no blog www.rosamilha.com (artigos e
vídeos)
Projetos Problématicos
Objetivo
Método
Conclusão
Agenda
Objetivo
Apresentar um modelo para recuperação de projetos problemáticos abordado
de forma estruturada, incluindo tópicos que o gestor de projetos não pode
deixar de considerar
“As coisas boas acontecem quando são planejadas e as
más por conta própria.”
―Philip Crosby
Objetivo
Método
Conclusão
Agenda
Objetivo
Método
Conclusão
Agenda
Método
• Estabeleça uma visão geral do processo
• Quebre Barreiras junto à equipe
• Execute o diagnóstico do Projeto
• Associe os objetivos do projeto às necessidades do negócio
• Assinale responsabilidades e delegue
• Aja consistentemente e decisivamente
• Execute o projeto com forte gestão de comunicação
• Obtenha estabilidade para a transição
7
Gestão de recuperação do projeto
Rápido
Diagnóstico
Projeto
Padrôes
Negócio
Aderência
Saúde
do
Projeto
Relatório de
Análise de
Aderência
Plano
Macro
Requisitos
Desenvol-
vimento
Testes
Análise
Detalhada
Aceite
Plano
Detalhado
Plano
de
Recuperação
Execução do
Plano de
Recuperação
Revisão
da
Linha de
Base
Projeto
Estabilizado
Nova Linha de
Base
Execução
e Gestão
Project Charter
e Business Case
Ganhos RápidosGanhos Rápidos
Visão Geral do Processo
8
1. Quebrando Barreiras junto à equipe
– Acredite nos objetivo do projeto
– Ouça e dê feedback
– Mentalidade aberta
– Trabalhe com senso de urgência
– Reconheça as preocupações dos Interessados
– Escute atentamente
– Não caçe os culpados
2. Execute o diagnóstico do projeto:
– Verifique como o projeto é conduzido
– Compare contra as melhores práticas
– Análise profunda dos aspectos críticos
– Organização do projeto
– Verifique os interesses e expectativas do cliente
– Necessidade de informação aos sócios
– Moral e confiança da equipe
– Soluções e alternativas (cuidado com egos!)
– Não é sobre pessoas, é sobre o projeto!
– Faça uma análise da causa de raiz
Passos para Recuperação
9
3 – Adapte – Objetivos do projeto para as necessidades comerciais
– Proposta única... satisfazer uma necessidade comercial
– Entendimento de todos para a necessidade comercial
– Ajuste o âmbito do escopo se necessário, e defina
– Mapeie o processo organizacional onde requerido
– Desenvolva um WBS
– Produza uma agenda alcançável
– Reconstrua a equipe de projeto
– Estabeleça e exercite a estratégia de comunicação
– Resolva as questões do projeto (questões são preocupações e não RISCOS!)
– Negocie e atualize o plano de projeto
– Reestabeleça a confiança dos interessados no projeto
4 – Assinale – Responsabilidades e delegue
– Autoridade da recuperação do Gerente de Projetos é clara e explícita – “TENHA TUDO SOBRE
CONTROLE”
– Ligue requerimentos à habilidades
– Não misture responsabilidades ou tenha um co-gerente de projetos
– Responsabilidades são delegadas
– Comprometimentos são aceitos
– Ligue delegação e aceitação por meio de resultados
– Ligue a definição das responsabilidades para um processo comercial relevante
– Desenvolvimento de uma matriz de comunicação (Tabela RACIV)
Passos para Recuperação
10
5 – Alcance – Objetivos realistas
– Gere confiança entregando resultados rápidos
– Conduza sessões de trabalho com a equipe
– Busque consenso
– Estabeleça marcos de entregas (semanais ou até a cada dois dias)
– Foque no caminho crítico
– Associe entregáveis com datas marcos
– Formalize aceitação para cada entrega
– É necessário um micro gerenciamento inicialmente para se ganhar confiança
6 – Agir consistentemente e decisivamente
– Estabeleça um processo consistente para tomada de decisões
– Foque em problemas-chave para serem resolvidos
– Siga uma abordagem de resolução de problemas
– Aja decisivamente na definição de metas
– Foque em “seguir em frente”
– Valide a agenda para ter certeza de que essa seja realista e alcançável
– Comunique as decisões
– Tome a responsabilidade pelas decisões
Passos para Recuperação
11
7 – Avance o projeto por meio da comunicação
– Gerenciamento das expectativas dos sócios
– Comunique
– Valide a comunicação
– Gerencie os riscos
– Orientação
8 – Obtenha estabilidade para transição
– Foque em estabilizar o projeto
– Conceitos de qualidade construídos na Recuperação
– Treine o gerente de projetos existente
– Valide a disposição do time para a transição
Passos para Recuperação
12
Patrocinador Executivo
Gerente de
Recuperação do
Projeto
Sr. Project
Manager
Equipe
de Projetos
Project
Stakeholders Cliente
Comitê de Recuperação do Projeto
Objetivo
Artigo
Conclusão
Agenda
Conclusão
Os obstáculos mais comuns que interferem com a recuperação de projetos ​​são:
1. Fazer com que as partes interessadas aceitem as mudanças necessárias para
colocar os projetos de volta nos trilhos, como mudanças de escopo, orçamento,
recursos, etc.
2. Comunicação pobre e engajamento das partes interessadas, a falta de clareza e de
confiança.
3. Prioridades conflitantes e políticagem corporativa.
4. Encontrar os recursos suficientemente qualificados necessários para completar os
projetos.
5. Falta de um processo ou metodologia para ajudar a colocar os projetos de volta
nos trilhos.
Nelson J. Rosamilha, possui mais de 25 anos de de experiência em
tecnologia de informação, atuando como Diretor de Projetos em âmbito
nacional e internacional em mercados de telecomunicação, indústria e
finanças. Foi Diretor do Project Management Institute – Capítulo São
Paulo e do PMI-Specific Interest Group (SIG) de TI e
Telecomunicações, foi presidente e Fundador da Comunidade Brasileira
de Lean Six Sigma . Premiado em 2006, como membro que mais
contribuiu para a comunidade de Gerência de Projetos em São Paulo
pelo PMI Capítulo São Paulo.
Atualmente é professor de Gestão de Projetos e Excelência Operacional
em cursos de Pós-Graduação na Universidade São Judas Tadeu e
Executivo de Projetos na IBM.
AUTOR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gerência de Projetos - Caso do Reino Perdido
Gerência de Projetos - Caso do Reino PerdidoGerência de Projetos - Caso do Reino Perdido
Gerência de Projetos - Caso do Reino PerdidoAnderson Zardo
 
O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]
O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]
O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]Márcio Pires
 
(Re)desenhando um PMO no que realmente importa
(Re)desenhando um PMO no que realmente importa(Re)desenhando um PMO no que realmente importa
(Re)desenhando um PMO no que realmente importaMaria Angelica Castellani
 
Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...
Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...
Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...IMED Virtual
 
Aula01 projeto de redes de computadores
Aula01   projeto de redes de computadoresAula01   projeto de redes de computadores
Aula01 projeto de redes de computadoresCarlos Veiga
 
Guia para as Certificações CAPM e PMP
Guia para as Certificações CAPM e PMPGuia para as Certificações CAPM e PMP
Guia para as Certificações CAPM e PMPMundo PM
 
Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio
Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio
Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio Projetos e TI
 
Mba alfa gerenciamento de projetos
Mba alfa   gerenciamento de projetosMba alfa   gerenciamento de projetos
Mba alfa gerenciamento de projetosYuri Rodrigues Braz
 
Noano365 pj project
Noano365 pj projectNoano365 pj project
Noano365 pj projectPaulo Junior
 
fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement
fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagementfozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement
fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagementMarco Coghi
 

Mais procurados (18)

Gerência de Projetos - Caso do Reino Perdido
Gerência de Projetos - Caso do Reino PerdidoGerência de Projetos - Caso do Reino Perdido
Gerência de Projetos - Caso do Reino Perdido
 
PRINCE2
PRINCE2PRINCE2
PRINCE2
 
O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]
O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]
O Modelo De Gestao De Projectos [Guardado Automaticamente]
 
PMI Software Extension
PMI Software ExtensionPMI Software Extension
PMI Software Extension
 
(Re)desenhando um PMO no que realmente importa
(Re)desenhando um PMO no que realmente importa(Re)desenhando um PMO no que realmente importa
(Re)desenhando um PMO no que realmente importa
 
Webinar O PMO e a Metodologia sob Medida
Webinar O PMO e a Metodologia sob MedidaWebinar O PMO e a Metodologia sob Medida
Webinar O PMO e a Metodologia sob Medida
 
Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...
Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...
Principais estratégias de Gestão de Projetos para minimizar a probabilidade d...
 
Mgp aula 10
Mgp aula 10Mgp aula 10
Mgp aula 10
 
Aula01 projeto de redes de computadores
Aula01   projeto de redes de computadoresAula01   projeto de redes de computadores
Aula01 projeto de redes de computadores
 
Guia para as Certificações CAPM e PMP
Guia para as Certificações CAPM e PMPGuia para as Certificações CAPM e PMP
Guia para as Certificações CAPM e PMP
 
Mgp aula 02
Mgp aula 02Mgp aula 02
Mgp aula 02
 
Mgp aula 09
Mgp aula 09Mgp aula 09
Mgp aula 09
 
Prof-Jose-Bezerra-Treinamento pmp-capm-bsbr-modulo2
Prof-Jose-Bezerra-Treinamento pmp-capm-bsbr-modulo2Prof-Jose-Bezerra-Treinamento pmp-capm-bsbr-modulo2
Prof-Jose-Bezerra-Treinamento pmp-capm-bsbr-modulo2
 
Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio
Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio
Web aula: Visão IPMA no Gerenciamento de Projetos Programas e Portfólio
 
Mba alfa gerenciamento de projetos
Mba alfa   gerenciamento de projetosMba alfa   gerenciamento de projetos
Mba alfa gerenciamento de projetos
 
Noano365 pj project
Noano365 pj projectNoano365 pj project
Noano365 pj project
 
fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement
fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagementfozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement
fozdoiguacu-gp05-pmo-successmanagement
 
PMBOK
PMBOKPMBOK
PMBOK
 

Destaque

Perfis Comunicacionais
Perfis Comunicacionais Perfis Comunicacionais
Perfis Comunicacionais Qemadonaaask
 
Unidade3 recursonovaescola mariagenilde
Unidade3 recursonovaescola mariagenildeUnidade3 recursonovaescola mariagenilde
Unidade3 recursonovaescola mariagenildemgenilde
 
1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan
1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan
1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzanleirexilban
 
Présentation 15min
Présentation 15minPrésentation 15min
Présentation 15ming31412
 
Machu Picchu
Machu PicchuMachu Picchu
Machu PicchuNickie
 
Xerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de Terrassa
Xerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de TerrassaXerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de Terrassa
Xerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de Terrassalliurealbir
 
Estructura Curricular1
Estructura Curricular1Estructura Curricular1
Estructura Curricular1guestcef6a3e
 
Voor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbod
Voor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbodVoor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbod
Voor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbodEvert Baart
 
gestão de comunicação
gestão de comunicaçãogestão de comunicação
gestão de comunicaçãoSergio Padua
 
Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...
Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...
Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...InsideScientific
 
tema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuencias
tema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuenciastema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuencias
tema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuenciaselizabeth fuentes
 
Clínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamiento
Clínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamientoClínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamiento
Clínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamientoClínica Internacional
 
Medidas De Dispersion
 Medidas De Dispersion Medidas De Dispersion
Medidas De DispersionNancyDlFiguera
 
Big data and hadoop overvew
Big data and hadoop overvewBig data and hadoop overvew
Big data and hadoop overvewKunal Khanna
 
Perfis comunicacionais
Perfis comunicacionaisPerfis comunicacionais
Perfis comunicacionaiswarier96
 
マンガボックスのアプリができるまで
マンガボックスのアプリができるまでマンガボックスのアプリができるまで
マンガボックスのアプリができるまでtomo tsubota
 
Perfis Comunicacionais
Perfis ComunicacionaisPerfis Comunicacionais
Perfis Comunicacionaisjoaninha09
 

Destaque (20)

Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Perfis Comunicacionais
Perfis Comunicacionais Perfis Comunicacionais
Perfis Comunicacionais
 
Unidade3 recursonovaescola mariagenilde
Unidade3 recursonovaescola mariagenildeUnidade3 recursonovaescola mariagenilde
Unidade3 recursonovaescola mariagenilde
 
1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan
1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan
1. zertarako edo nola erabil daitezke ik tak lehen hezkuntzan
 
Présentation 15min
Présentation 15minPrésentation 15min
Présentation 15min
 
Machu Picchu
Machu PicchuMachu Picchu
Machu Picchu
 
Xerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de Terrassa
Xerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de TerrassaXerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de Terrassa
Xerrada guifi.net AVV Barri Segle XX de Terrassa
 
Estructura Curricular1
Estructura Curricular1Estructura Curricular1
Estructura Curricular1
 
Star construction
Star constructionStar construction
Star construction
 
Voor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbod
Voor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbodVoor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbod
Voor de curator valt veel te winnen bij een overeengekomen verpandingsverbod
 
9 2
9 29 2
9 2
 
gestão de comunicação
gestão de comunicaçãogestão de comunicação
gestão de comunicação
 
Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...
Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...
Best Practices to Achieve Quality Pressure-Volume Loop Data in Large Animal M...
 
tema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuencias
tema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuenciastema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuencias
tema de Seminario: lacontaminacion de la tierra causas y consecuencias
 
Clínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamiento
Clínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamientoClínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamiento
Clínica Internacional | Hemorroides: síntomas, causas y tratamiento
 
Medidas De Dispersion
 Medidas De Dispersion Medidas De Dispersion
Medidas De Dispersion
 
Big data and hadoop overvew
Big data and hadoop overvewBig data and hadoop overvew
Big data and hadoop overvew
 
Perfis comunicacionais
Perfis comunicacionaisPerfis comunicacionais
Perfis comunicacionais
 
マンガボックスのアプリができるまで
マンガボックスのアプリができるまでマンガボックスのアプリができるまで
マンガボックスのアプリができるまで
 
Perfis Comunicacionais
Perfis ComunicacionaisPerfis Comunicacionais
Perfis Comunicacionais
 

Semelhante a O que voce não pode esquecer quando recuperar projetos problemáticos

Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Adson Cunha, MSc, PMP®
 
Caracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptx
Caracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptxCaracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptx
Caracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptxTomasSousa7
 
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSSeminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSPedrodosSantos
 
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOKGerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOKClaudio Barbosa
 
Palestra Gerencia de Projetos
Palestra Gerencia de ProjetosPalestra Gerencia de Projetos
Palestra Gerencia de Projetosromulo-ca-nunes
 
Elaboração de projetos minicurso
Elaboração de projetos   minicursoElaboração de projetos   minicurso
Elaboração de projetos minicursoDenise Nascimento
 
Gestão do conhecimento aplicada a gestão de projetos
Gestão do conhecimento aplicada a gestão de projetosGestão do conhecimento aplicada a gestão de projetos
Gestão do conhecimento aplicada a gestão de projetosGUGP SUCESU-RS
 
Workshop - Como avaliar e planejar competências para um PMO
Workshop - Como avaliar e planejar competências para um PMOWorkshop - Como avaliar e planejar competências para um PMO
Workshop - Como avaliar e planejar competências para um PMOPaulo Campos PMP/PMO-CP/SMAC/SPOC
 
Como ter sucesso em seus projetos
Como ter sucesso em seus projetosComo ter sucesso em seus projetos
Como ter sucesso em seus projetosFernando Palma
 
501 templates plano_projeto
501 templates plano_projeto501 templates plano_projeto
501 templates plano_projetoInfolifesc
 
Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18
Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18
Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18Formação FURB
 
Gestao do conhecimento e Gerencia de Projetos
Gestao do conhecimento e Gerencia de ProjetosGestao do conhecimento e Gerencia de Projetos
Gestao do conhecimento e Gerencia de ProjetosMauro Sotille, MBA, PMP
 

Semelhante a O que voce não pode esquecer quando recuperar projetos problemáticos (20)

GPT-PMBoK
GPT-PMBoKGPT-PMBoK
GPT-PMBoK
 
Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1
 
20 Pm
20 Pm20 Pm
20 Pm
 
O quê é a IPMA Brasil
O quê é a IPMA BrasilO quê é a IPMA Brasil
O quê é a IPMA Brasil
 
Caracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptx
Caracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptxCaracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptx
Caracterizar o design e as várias áreas de intervenção (2).pptx
 
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSSeminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
 
Plano de Projeto x Plano de Gerenciamento de Projeto
Plano de Projeto x Plano de Gerenciamento de ProjetoPlano de Projeto x Plano de Gerenciamento de Projeto
Plano de Projeto x Plano de Gerenciamento de Projeto
 
Project Methodologies and Best Practices
Project Methodologies and Best PracticesProject Methodologies and Best Practices
Project Methodologies and Best Practices
 
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOKGerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
 
Palestra Gerencia de Projetos
Palestra Gerencia de ProjetosPalestra Gerencia de Projetos
Palestra Gerencia de Projetos
 
Elaboração de projetos minicurso
Elaboração de projetos   minicursoElaboração de projetos   minicurso
Elaboração de projetos minicurso
 
Gestão de Projecto - HomeMarket
Gestão de Projecto - HomeMarketGestão de Projecto - HomeMarket
Gestão de Projecto - HomeMarket
 
Revisao 2
Revisao 2Revisao 2
Revisao 2
 
Gestão do conhecimento aplicada a gestão de projetos
Gestão do conhecimento aplicada a gestão de projetosGestão do conhecimento aplicada a gestão de projetos
Gestão do conhecimento aplicada a gestão de projetos
 
Workshop - Como avaliar e planejar competências para um PMO
Workshop - Como avaliar e planejar competências para um PMOWorkshop - Como avaliar e planejar competências para um PMO
Workshop - Como avaliar e planejar competências para um PMO
 
Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
 
Como ter sucesso em seus projetos
Como ter sucesso em seus projetosComo ter sucesso em seus projetos
Como ter sucesso em seus projetos
 
501 templates plano_projeto
501 templates plano_projeto501 templates plano_projeto
501 templates plano_projeto
 
Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18
Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18
Roteiro Para ConstruçãO De Projetos 18
 
Gestao do conhecimento e Gerencia de Projetos
Gestao do conhecimento e Gerencia de ProjetosGestao do conhecimento e Gerencia de Projetos
Gestao do conhecimento e Gerencia de Projetos
 

Mais de Nelson Rosamilha, PMP, PRINCE2 Practitioner, BB, MsC

Mais de Nelson Rosamilha, PMP, PRINCE2 Practitioner, BB, MsC (20)

Métodos de Gestão de Mudança Organizacional e seu uso para a transformação di...
Métodos de Gestão de Mudança Organizacional e seu uso para a transformação di...Métodos de Gestão de Mudança Organizacional e seu uso para a transformação di...
Métodos de Gestão de Mudança Organizacional e seu uso para a transformação di...
 
Customer Success na entrega de Serviços
Customer Success na entrega de ServiçosCustomer Success na entrega de Serviços
Customer Success na entrega de Serviços
 
Framework de Design Thinking
Framework de Design ThinkingFramework de Design Thinking
Framework de Design Thinking
 
Gestão de Stakeholders - O que ninguém nunca de ensinou
Gestão de Stakeholders - O que ninguém nunca de ensinouGestão de Stakeholders - O que ninguém nunca de ensinou
Gestão de Stakeholders - O que ninguém nunca de ensinou
 
Dicas de Liderança em Projetos
Dicas de Liderança em ProjetosDicas de Liderança em Projetos
Dicas de Liderança em Projetos
 
Gerenciando Implementação de Projetos de CLOUD
Gerenciando Implementação de Projetos de CLOUDGerenciando Implementação de Projetos de CLOUD
Gerenciando Implementação de Projetos de CLOUD
 
Impacto da Transferência de Conhecimento na Gestão e Projetos
Impacto da Transferência de Conhecimento na Gestão e ProjetosImpacto da Transferência de Conhecimento na Gestão e Projetos
Impacto da Transferência de Conhecimento na Gestão e Projetos
 
Clima Organizacional - Institutos de Pesquisa
Clima Organizacional - Institutos de PesquisaClima Organizacional - Institutos de Pesquisa
Clima Organizacional - Institutos de Pesquisa
 
Formação de equipes
Formação de equipesFormação de equipes
Formação de equipes
 
Understanding the Effect of CRM efforts on Customer Retention and Customer Sh...
Understanding the Effect of CRM efforts on Customer Retention and Customer Sh...Understanding the Effect of CRM efforts on Customer Retention and Customer Sh...
Understanding the Effect of CRM efforts on Customer Retention and Customer Sh...
 
Aplicando Lean Project Management para entregar o projeto com sucesso
Aplicando Lean Project Management para entregar o projeto com sucessoAplicando Lean Project Management para entregar o projeto com sucesso
Aplicando Lean Project Management para entregar o projeto com sucesso
 
O Pilar da Excelência: Como Gerenciar a Qualidade do Projeto
O Pilar da Excelência: Como Gerenciar a Qualidade do ProjetoO Pilar da Excelência: Como Gerenciar a Qualidade do Projeto
O Pilar da Excelência: Como Gerenciar a Qualidade do Projeto
 
Método PACE
Método PACEMétodo PACE
Método PACE
 
Os Gurus da Qualidade - Falconi
Os Gurus da Qualidade - FalconiOs Gurus da Qualidade - Falconi
Os Gurus da Qualidade - Falconi
 
Os gurus da qualidade philip crosby
Os gurus da qualidade   philip crosbyOs gurus da qualidade   philip crosby
Os gurus da qualidade philip crosby
 
Project Management Network - Help From Above - Interview
Project Management Network - Help From Above - Interview Project Management Network - Help From Above - Interview
Project Management Network - Help From Above - Interview
 
Os gurus da qualidade - Joseph Juran
Os gurus da qualidade  - Joseph JuranOs gurus da qualidade  - Joseph Juran
Os gurus da qualidade - Joseph Juran
 
Communication style - Effective Communication In Project Management
Communication style - Effective Communication In Project ManagementCommunication style - Effective Communication In Project Management
Communication style - Effective Communication In Project Management
 
Projeto de Logística aplicado à Supply Chain
Projeto de Logística aplicado à Supply ChainProjeto de Logística aplicado à Supply Chain
Projeto de Logística aplicado à Supply Chain
 
Relação entre Seis Sigma e Pmbok
Relação entre Seis Sigma e PmbokRelação entre Seis Sigma e Pmbok
Relação entre Seis Sigma e Pmbok
 

Último

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoPedroFerreira53928
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao AssédioApresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédioifbauab
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisValéria Shoujofan
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 

Último (20)

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao AssédioApresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 

O que voce não pode esquecer quando recuperar projetos problemáticos

  • 1. Nelson Rosamilha, PMP®, Prince 2 Practitioner ®, Black Belt rosamilha@rosamilha.com Título do Artigo Curta a página de Excelência Operacional e Gestão de Projetos: • Facebook: http://www.facebook.com/nelsonrosamilha, • Twitter: nelsonrosamilha (vagas e frases de gestão) , • Mantenha-se informado tecnicamente no blog www.rosamilha.com (artigos e vídeos) Projetos Problématicos
  • 3. Objetivo Apresentar um modelo para recuperação de projetos problemáticos abordado de forma estruturada, incluindo tópicos que o gestor de projetos não pode deixar de considerar “As coisas boas acontecem quando são planejadas e as más por conta própria.” ―Philip Crosby
  • 6. Método • Estabeleça uma visão geral do processo • Quebre Barreiras junto à equipe • Execute o diagnóstico do Projeto • Associe os objetivos do projeto às necessidades do negócio • Assinale responsabilidades e delegue • Aja consistentemente e decisivamente • Execute o projeto com forte gestão de comunicação • Obtenha estabilidade para a transição
  • 7. 7 Gestão de recuperação do projeto Rápido Diagnóstico Projeto Padrôes Negócio Aderência Saúde do Projeto Relatório de Análise de Aderência Plano Macro Requisitos Desenvol- vimento Testes Análise Detalhada Aceite Plano Detalhado Plano de Recuperação Execução do Plano de Recuperação Revisão da Linha de Base Projeto Estabilizado Nova Linha de Base Execução e Gestão Project Charter e Business Case Ganhos RápidosGanhos Rápidos Visão Geral do Processo
  • 8. 8 1. Quebrando Barreiras junto à equipe – Acredite nos objetivo do projeto – Ouça e dê feedback – Mentalidade aberta – Trabalhe com senso de urgência – Reconheça as preocupações dos Interessados – Escute atentamente – Não caçe os culpados 2. Execute o diagnóstico do projeto: – Verifique como o projeto é conduzido – Compare contra as melhores práticas – Análise profunda dos aspectos críticos – Organização do projeto – Verifique os interesses e expectativas do cliente – Necessidade de informação aos sócios – Moral e confiança da equipe – Soluções e alternativas (cuidado com egos!) – Não é sobre pessoas, é sobre o projeto! – Faça uma análise da causa de raiz Passos para Recuperação
  • 9. 9 3 – Adapte – Objetivos do projeto para as necessidades comerciais – Proposta única... satisfazer uma necessidade comercial – Entendimento de todos para a necessidade comercial – Ajuste o âmbito do escopo se necessário, e defina – Mapeie o processo organizacional onde requerido – Desenvolva um WBS – Produza uma agenda alcançável – Reconstrua a equipe de projeto – Estabeleça e exercite a estratégia de comunicação – Resolva as questões do projeto (questões são preocupações e não RISCOS!) – Negocie e atualize o plano de projeto – Reestabeleça a confiança dos interessados no projeto 4 – Assinale – Responsabilidades e delegue – Autoridade da recuperação do Gerente de Projetos é clara e explícita – “TENHA TUDO SOBRE CONTROLE” – Ligue requerimentos à habilidades – Não misture responsabilidades ou tenha um co-gerente de projetos – Responsabilidades são delegadas – Comprometimentos são aceitos – Ligue delegação e aceitação por meio de resultados – Ligue a definição das responsabilidades para um processo comercial relevante – Desenvolvimento de uma matriz de comunicação (Tabela RACIV) Passos para Recuperação
  • 10. 10 5 – Alcance – Objetivos realistas – Gere confiança entregando resultados rápidos – Conduza sessões de trabalho com a equipe – Busque consenso – Estabeleça marcos de entregas (semanais ou até a cada dois dias) – Foque no caminho crítico – Associe entregáveis com datas marcos – Formalize aceitação para cada entrega – É necessário um micro gerenciamento inicialmente para se ganhar confiança 6 – Agir consistentemente e decisivamente – Estabeleça um processo consistente para tomada de decisões – Foque em problemas-chave para serem resolvidos – Siga uma abordagem de resolução de problemas – Aja decisivamente na definição de metas – Foque em “seguir em frente” – Valide a agenda para ter certeza de que essa seja realista e alcançável – Comunique as decisões – Tome a responsabilidade pelas decisões Passos para Recuperação
  • 11. 11 7 – Avance o projeto por meio da comunicação – Gerenciamento das expectativas dos sócios – Comunique – Valide a comunicação – Gerencie os riscos – Orientação 8 – Obtenha estabilidade para transição – Foque em estabilizar o projeto – Conceitos de qualidade construídos na Recuperação – Treine o gerente de projetos existente – Valide a disposição do time para a transição Passos para Recuperação
  • 12. 12 Patrocinador Executivo Gerente de Recuperação do Projeto Sr. Project Manager Equipe de Projetos Project Stakeholders Cliente Comitê de Recuperação do Projeto
  • 14. Conclusão Os obstáculos mais comuns que interferem com a recuperação de projetos ​​são: 1. Fazer com que as partes interessadas aceitem as mudanças necessárias para colocar os projetos de volta nos trilhos, como mudanças de escopo, orçamento, recursos, etc. 2. Comunicação pobre e engajamento das partes interessadas, a falta de clareza e de confiança. 3. Prioridades conflitantes e políticagem corporativa. 4. Encontrar os recursos suficientemente qualificados necessários para completar os projetos. 5. Falta de um processo ou metodologia para ajudar a colocar os projetos de volta nos trilhos.
  • 15. Nelson J. Rosamilha, possui mais de 25 anos de de experiência em tecnologia de informação, atuando como Diretor de Projetos em âmbito nacional e internacional em mercados de telecomunicação, indústria e finanças. Foi Diretor do Project Management Institute – Capítulo São Paulo e do PMI-Specific Interest Group (SIG) de TI e Telecomunicações, foi presidente e Fundador da Comunidade Brasileira de Lean Six Sigma . Premiado em 2006, como membro que mais contribuiu para a comunidade de Gerência de Projetos em São Paulo pelo PMI Capítulo São Paulo. Atualmente é professor de Gestão de Projetos e Excelência Operacional em cursos de Pós-Graduação na Universidade São Judas Tadeu e Executivo de Projetos na IBM. AUTOR