SlideShare uma empresa Scribd logo
Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento  Palestra sobre Gestão do Conhecimento   Porto, ISLA Luis Borges Gouveia lmbg.blogspot.com | lmbg@ufp.pt 23 de Maio de 2008
sumário A Sociedade da Informação A Gestão do Conhecimento O processo da GC A importância das pessoas Novas abordagens para GC Comentários finais Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento  É defendido que a Gestão do Conhecimento pode constituir uma oportunidade positiva para capacitar as organizações, melhorando o seu modo de produzir riqueza e potenciando os recursos humanos disponíveis e as suas redes de relacionamento.
“ Imagination is more important than knowledge” Albert Einstein (1879 – 1955)
Sociedade da Informação Uma sociedade que predominantemente utiliza o recurso às  tecnologias  da informação e comunicação para a troca de informação em formato  digital  e que suporta a  interacção  entre indivíduos com recurso a práticas e métodos em  construção permanente (Gouveia e Gaio, 2004)
Sociedade da Informação Uso intensivo de tecnologias de informação e comunicação Uso crescente do digital Organização em rede
Sociedade da Informação Uso intensivo de tecnologias de informação e comunicação Uso crescente do digital Organização em rede infra-estruturas & acesso processos & formação de   comando & controlo para partilha & regulação
Transformação na economia economias baseadas em conhecimento incrementos constantes de produtividade novos produtos e serviços conhecimento como um activo competitividade baseada no tempo  produtos com menores ciclos de vida economia turbulenta escassez de mão de obra especializada
Transformação na organização compressão dos níveis de decisão descentralização flexibilização independência quanto à localização (globalização / deslocalização) baixos custos de transacção potenciação dos recursos humanos trabalho colaborativo
Produtos baseados na informação e conhecimento necessário um grande esforço de aprendizagem e conhecimento para a conceber / projectar / produzir / divulgar podem ser: produtos baseados em informação produtos tradicionais serviços incorporam quantidades variadas de informação e logística
Definição de  Gestão do Conhecimento   KM -  Knowledge Management é um  processo  de grupo que combina o domínio de conhecimento  humano  (tácito e explícito) e os  objectos  do domínio da informação e dos dados com o objectivo de criar  valor  (mercado ou cultura)
Dados, informação, conhecimento é possível estabelecer uma relação entre dados / informação / conhecimento e a representação da realidade, tomada de decisão e acção   dados informação conhecimento REAL DECISÃO ACÇÃO complexidade estrutura
Conhecimento e objectos dados - informação - conhecimento - sabedoria Pensamento linear Pensamento não linear conhecimento dados informação
Informação versus conhecimento a informação como: fluxo de mensagens ou significado que pode adicionar, reestruturar ou modificar conhecimento Machup, 1983 matéria prima para a produção de conhecimento
Tipos de conhecimento Spender, 1996
Importância do conhecimento dinâmica competitiva destruição creativa (Schumpeter, 1934) perspectiva da empresa baseada em recursos recurso da organização como base da sua competitividade estratégica (Barner, 1986 e Porter, 1991) conhecimento e competências como recurso estratégico (Grant, 1991)
Processo de gestão do conhecimento Criação  e  aquisição  de conhecimento Organização  e armazenamento de conhecimento Distribuição   de conhecimento Aplicação  de conhecimento
Criação de conhecimento Nonaka, 1994
A criação de conhecimento na organização individual grupo organização com o exterior Nonaka, 1994 explícito tácito
Aquisição de conhecimento fertilização de conhecimento as organizações obtêm novo conhecimento por cruzamento de novas fontes (individuos ou outras organizações) - Huber, 1991 a integração em grande escala de conhecimento constitui um desafio
Organização e armazenamento de conhecimento memória organizacional (Walsh & Ungson, 1991) indivíduos cultura da organização: modo de aprendizagem relacionado com o entender, pensar e sentir, partilhado e transmitido entre os membros da organização (Schein, 1984) processos e procedimentos ecologia: espaço de trabalho físico (peopleware, DeMarco & Lister, 1987) arquivos (papel e digital)
Memória organizacional pesquisa e recuperação o que está contido nessa memória? onde está? e em que formato? como ter acesso? oportunidade, precisão e relevância da recuperação? onde estão as competências? quem sabe, quem já fez, como fez, o que aconteceu, como melhorar, o que não vale a pena repetir...
Distribuição do conhecimento comportamento organizacional comunicação e ciências da comunicação tecnologias da comunicação interface homem máquina psicologia, sociologia e antropologia mais?!
Utilização do conhecimento criar incentivos para a utilização do conhecimento aumentar a capacidade de aprendizagem e absorção de novo conhecimento inovação criação de riqueza valor acrescentado
Processo de gestão do conhecimento Criação  e  aquisição  de conhecimento Organização  e armazenamento de conhecimento Distribuição   de conhecimento Aplicação  de conhecimento Questões  socio-culturais Tecnologia
Características do suporte tecnológico escalabilidade independência das plataformas de hardware consistência e facilidade de uso do interface gestão e acesso a dados multimédia em múltiplos formatos acesso combinado a novos sistemas e a sistemas de legado controlo e segurança de acesso
Impacto das tecnologias de informação na organização transaccional processo não estruturado nas transacções de rotina geográfico as transferências electrónicas tornam os processos independentes da geografia automatização substitui e reduz o trabalho humano analítico utiliza métodos analíticos complexos informacional introduz grandes quantidades de informação detalhada nos processos  Davenport e Short, 1990
Impacto das tecnologias de informação na organização sequencial possibilita mudanças na sequenciação das tarefas gestão do conhecimento permite capturar, dessiminar conhecimento e competências para melhorar os processos monitorização permite a monitorização do estado da tarefa, entradas e saídas de dados relacionadas desintermediação  permite ligar as partes directamente, libertando da necessidade de intermediários Davenport e Short, 1990
O SI, a GI e o Negócio gestão e pessoas organização e  procedimentos missão e propósito de actividade Gestão do Conhecimento SISTEMA DE INFORMAÇÃO GESTÃO DA INFORMAÇÃO O NEGÓCIO
Recursos humanos Necessária uma mudança de paradigma: Proactividade,  autonomia,  auto-aprendizagem capacidade de partilha e  de colaboração Hábitos de aprendizagem,  negociação e reutilização... Mudar é a palavra-chave melhor que mudar é adaptar.. .
Recursos humanos O melhor activo... Rapidamente se está a tornar o de maior valor Caro de manter  Demora muito a melhorar Aplicam-se factores humanos Motivação, envolvimento, ... Qualificações, competências, ...
Pessoas, mais pessoas e... competência Capital Social Capital Humano Proposta de valor Balanço social Territórios inteligentes Aposta no cultural Envolver as pessoas Inovação e desenvolvimento Qualificação Competências
As pessoas desenvolvem actividade para produzir algo: uma ideia, bem ou mudança. Tal acontece em comunidades com regras (muitas vezes tácitas) e divisão do trabalho.  É suportade actividade de: redes sociais escaláveis; criação de conhecimento; desseminação de informação
Business intelligence A capacidade de extrair informação relevante (prática) das aplicações de negócio, de um modo que permita a tomada de decisão, mais informada, e com maior inteligência (adaptação e análise)
Business intelligence
Collaborative networks Para gerar novo valor, uma estratégia de negócio deve integrar interdependências complexas com os serviços de suporte ao negócio e actividades que sejam centradas no relacionamento
Collaborative networks
Collective intelligence A capacidade de comunidades humanas para evoluirem para maiores níveis de complexidade e harmonia, por via de escalarem para mecanismos inovadores de diferenciação e integração, competição e colaboração http://www.community-intelligence.com/blogs/public/
Collective intelligence
Comentários finais A Gestão do Conhecimento é/deve ser uma preocupação das organizações Proporciona novas abordagens para a condução de negócios Business Intelligence Collaborative networks Collective intelligence Deve incluir as  pessoas  e as redes de  relacionamento , com base o mais  digital  possível Slides disponíveis em http://www.slideshare.net/lmbg/
Um perspectiva sobre o Negócio Electrónico  Resumo :   A Gestão do Conhecimento é actualmente uma das preocupações centrais das organizações. Para inovar, ou simplesmente de modo a garantir o melhor valor e a sustentabilidade de criação de riqueza, é exigido que o recurso conhecimento seja considerado de forma conveniente. A palestra terá como tema a Gestão do Conhecimento e as suas novas abordagens como meio de garantir o melhor uso possível do conhecimento no contexto de uma realidade que é de exigencia crescente. ISLA – Palestra sobre Gestão do Conhecimento   23 de Maio de 2008 - Porto
Nota Biográfica  Luis Borges Gouveia homepage:  http://www.ufp.pt/~lmbg   blogue:  http://lmbg.blogspot.com   email:  [email_address]   Professor Associado na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa e um dos responsáveis pelo projecto de Universidade Virtual da UFP. É doutorado em Ciências da Computação pela Lancaster University (UK), possui Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores pela FEUP e Licenciatura em Informática pela UPT. É autor de vários livros entre os quais um sobre Negócio Electrónico, possuindo cerca de 200 publicações de natureza científica em conferências nas suas áreas de especialidade: o e-learning e o e-government.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Informação e Conhecimento nas organizações - Gestão
Informação e Conhecimento nas organizações - GestãoInformação e Conhecimento nas organizações - Gestão
Informação e Conhecimento nas organizações - Gestão
Leonardo Moraes
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Alexandre Conte
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
Joao Telles Corrêa Filho
 
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
José Nascimento
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
Alex Eduardo Ribeiro
 
Tipos de organização
Tipos de organizaçãoTipos de organização
Tipos de organização
Robson Costa
 
Comunicação Empresarial | Aula 01
Comunicação Empresarial | Aula 01Comunicação Empresarial | Aula 01
Comunicação Empresarial | Aula 01
Pablo Caldas
 
Conceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de InformaçãoConceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de Informação
luanrjesus
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
Teoria neoclássica 2012_01
Teoria neoclássica 2012_01Teoria neoclássica 2012_01
Teoria neoclássica 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Anderson Simão
 
Processo de monitorar pessoas gp
Processo de monitorar pessoas gpProcesso de monitorar pessoas gp
Processo de monitorar pessoas gp
renatawr1
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Lucas Matheus
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
Correios
 
Sistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCM
Sistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCMSistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCM
Sistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCM
Hanter Duarte
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
Natália Sarellas
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
Andrey Martins
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
icbianchi
 
Gestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoGestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- Introdução
Marcos Alves
 
Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público  Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
Secretaria de Governo do Estado de São Paulo
 

Mais procurados (20)

Informação e Conhecimento nas organizações - Gestão
Informação e Conhecimento nas organizações - GestãoInformação e Conhecimento nas organizações - Gestão
Informação e Conhecimento nas organizações - Gestão
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
 
Tipos de organização
Tipos de organizaçãoTipos de organização
Tipos de organização
 
Comunicação Empresarial | Aula 01
Comunicação Empresarial | Aula 01Comunicação Empresarial | Aula 01
Comunicação Empresarial | Aula 01
 
Conceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de InformaçãoConceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de Informação
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Teoria neoclássica 2012_01
Teoria neoclássica 2012_01Teoria neoclássica 2012_01
Teoria neoclássica 2012_01
 
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
 
Processo de monitorar pessoas gp
Processo de monitorar pessoas gpProcesso de monitorar pessoas gp
Processo de monitorar pessoas gp
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
 
Sistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCM
Sistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCMSistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCM
Sistemas integrados de gestão – ERP, CRM, SCM
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
 
Gestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoGestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- Introdução
 
Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público  Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
 

Destaque

As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...
As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...
As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
GOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresa
GOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresaGOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresa
GOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresa
Orlando Junior
 
Danielle de rosa castro 10
Danielle de rosa castro 10Danielle de rosa castro 10
Danielle de rosa castro 10
Fernando Luiz Goldman
 
Mapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañon
Mapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañonMapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañon
Mapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañon
Myreya Correcha
 
Inovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivo
Inovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivoInovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivo
Inovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivo
Roberto C. S. Pacheco
 
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTOAula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
sionara14
 
Gestão do conhecimento: teoria e prática
Gestão do conhecimento: teoria e práticaGestão do conhecimento: teoria e prática
Gestão do conhecimento: teoria e prática
Roberto C. S. Pacheco
 
Apostila de técnicas e ferramentas de Gestão do Conhecimento e Inovação
Apostila de técnicas e ferramentas de Gestão  do Conhecimento e InovaçãoApostila de técnicas e ferramentas de Gestão  do Conhecimento e Inovação
Apostila de técnicas e ferramentas de Gestão do Conhecimento e Inovação
inovaDay .
 
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Bayardo Morales
 
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do ConhecimentoUso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
UEPA
 
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
Marcelo Pimenta (menta90)
 
Gestão do Conhecimento e Sistemas de Informação
Gestão do Conhecimento e Sistemas de InformaçãoGestão do Conhecimento e Sistemas de Informação
Gestão do Conhecimento e Sistemas de Informação
Antonio Dias de Figueiredo
 
Principios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãOPrincipios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãO
themis dovera
 
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência CanonAnálise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
Thierry Rudiger
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
Divino Fredson
 
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Gustavo Zimmermann
 
Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011
Jose Claudio Terra
 
Teorias Psicopedagógicas do Ensino Aprendizagem
Teorias Psicopedagógicas do Ensino AprendizagemTeorias Psicopedagógicas do Ensino Aprendizagem
Teorias Psicopedagógicas do Ensino Aprendizagem
Hebert Balieiro
 

Destaque (18)

As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...
As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...
As Tecnologias da Informação e da Comunicação na construção e partilha do con...
 
GOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresa
GOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresaGOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresa
GOG: uma arquitetura computacional para a criação e o uso de jogos de empresa
 
Danielle de rosa castro 10
Danielle de rosa castro 10Danielle de rosa castro 10
Danielle de rosa castro 10
 
Mapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañon
Mapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañonMapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañon
Mapa conceptual gerencia de proyectos myreya cañon
 
Inovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivo
Inovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivoInovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivo
Inovação, Gestão e Engenharia do conhecimento no setor produtivo
 
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTOAula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
 
Gestão do conhecimento: teoria e prática
Gestão do conhecimento: teoria e práticaGestão do conhecimento: teoria e prática
Gestão do conhecimento: teoria e prática
 
Apostila de técnicas e ferramentas de Gestão do Conhecimento e Inovação
Apostila de técnicas e ferramentas de Gestão  do Conhecimento e InovaçãoApostila de técnicas e ferramentas de Gestão  do Conhecimento e Inovação
Apostila de técnicas e ferramentas de Gestão do Conhecimento e Inovação
 
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
 
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do ConhecimentoUso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
 
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
 
Gestão do Conhecimento e Sistemas de Informação
Gestão do Conhecimento e Sistemas de InformaçãoGestão do Conhecimento e Sistemas de Informação
Gestão do Conhecimento e Sistemas de Informação
 
Principios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãOPrincipios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãO
 
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência CanonAnálise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
 
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
 
Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011
 
Teorias Psicopedagógicas do Ensino Aprendizagem
Teorias Psicopedagógicas do Ensino AprendizagemTeorias Psicopedagógicas do Ensino Aprendizagem
Teorias Psicopedagógicas do Ensino Aprendizagem
 

Semelhante a Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento

O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...
O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...
O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...
Luis Borges Gouveia
 
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionaisGestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Roberto C. S. Pacheco
 
Apresentação Maria Cecília Rizzi
Apresentação Maria Cecília RizziApresentação Maria Cecília Rizzi
Apresentação Maria Cecília Rizzi
bcoufscar
 
Uma perspectiva sobre o Negócio Electrónico
Uma perspectiva sobre o Negócio ElectrónicoUma perspectiva sobre o Negócio Electrónico
Uma perspectiva sobre o Negócio Electrónico
Luis Borges Gouveia
 
Dados, informação e conhecimento
Dados, informação e conhecimentoDados, informação e conhecimento
Dados, informação e conhecimento
Francisco Restivo
 
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração Pública
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração PúblicaGovernação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração Pública
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração Pública
Luis Borges Gouveia
 
1º Workshop Equilibria UFP
1º Workshop Equilibria UFP1º Workshop Equilibria UFP
1º Workshop Equilibria UFP
Luis Borges Gouveia
 
It Governance – Uma Janela De Portunidades
It Governance – Uma Janela De PortunidadesIt Governance – Uma Janela De Portunidades
It Governance – Uma Janela De Portunidades
Luis Borges Gouveia
 
Estudo APDSI, Modelos de Governação
Estudo APDSI, Modelos de GovernaçãoEstudo APDSI, Modelos de Governação
Estudo APDSI, Modelos de Governação
Luis Borges Gouveia
 
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publicoGestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Roberto C. S. Pacheco
 
Apresentação Governação na Sociedade da Informação
Apresentação Governação na Sociedade da InformaçãoApresentação Governação na Sociedade da Informação
Apresentação Governação na Sociedade da Informação
Luis Borges Gouveia
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
Elvis Fusco
 
os desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimento
os desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimentoos desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimento
os desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimento
Fábio Nogueira, PhD
 
Palestra gc ulbra
Palestra gc ulbraPalestra gc ulbra
Palestra gc ulbra
Bayardo Morales
 
Local e-government: a governação digital na autarquia
Local e-government: a governação digital na autarquiaLocal e-government: a governação digital na autarquia
Local e-government: a governação digital na autarquia
Luis Borges Gouveia
 
Gestão do Conhecimento – Setor Público
Gestão do Conhecimento – Setor PúblicoGestão do Conhecimento – Setor Público
Gestão do Conhecimento – Setor Público
redeintegrarh
 
Saúde Gov Sp
Saúde Gov SpSaúde Gov Sp
Saúde Gov Sp
redeintegrarh
 
Gestao do conhecimento
Gestao do conhecimentoGestao do conhecimento
Gestao do conhecimento
Charlley Luz
 
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BHRedes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Alexandre Oliveira
 
Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...
Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...
Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...
Jose Claudio Terra
 

Semelhante a Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento (20)

O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...
O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...
O impacto da rotatividade na Gestão do Conhecimento Organizacional. A rotativ...
 
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionaisGestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
 
Apresentação Maria Cecília Rizzi
Apresentação Maria Cecília RizziApresentação Maria Cecília Rizzi
Apresentação Maria Cecília Rizzi
 
Uma perspectiva sobre o Negócio Electrónico
Uma perspectiva sobre o Negócio ElectrónicoUma perspectiva sobre o Negócio Electrónico
Uma perspectiva sobre o Negócio Electrónico
 
Dados, informação e conhecimento
Dados, informação e conhecimentoDados, informação e conhecimento
Dados, informação e conhecimento
 
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração Pública
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração PúblicaGovernação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração Pública
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação na Administração Pública
 
1º Workshop Equilibria UFP
1º Workshop Equilibria UFP1º Workshop Equilibria UFP
1º Workshop Equilibria UFP
 
It Governance – Uma Janela De Portunidades
It Governance – Uma Janela De PortunidadesIt Governance – Uma Janela De Portunidades
It Governance – Uma Janela De Portunidades
 
Estudo APDSI, Modelos de Governação
Estudo APDSI, Modelos de GovernaçãoEstudo APDSI, Modelos de Governação
Estudo APDSI, Modelos de Governação
 
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publicoGestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
 
Apresentação Governação na Sociedade da Informação
Apresentação Governação na Sociedade da InformaçãoApresentação Governação na Sociedade da Informação
Apresentação Governação na Sociedade da Informação
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
 
os desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimento
os desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimentoos desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimento
os desafios da produtividade - novas habilidades na era do conhecimento
 
Palestra gc ulbra
Palestra gc ulbraPalestra gc ulbra
Palestra gc ulbra
 
Local e-government: a governação digital na autarquia
Local e-government: a governação digital na autarquiaLocal e-government: a governação digital na autarquia
Local e-government: a governação digital na autarquia
 
Gestão do Conhecimento – Setor Público
Gestão do Conhecimento – Setor PúblicoGestão do Conhecimento – Setor Público
Gestão do Conhecimento – Setor Público
 
Saúde Gov Sp
Saúde Gov SpSaúde Gov Sp
Saúde Gov Sp
 
Gestao do conhecimento
Gestao do conhecimentoGestao do conhecimento
Gestao do conhecimento
 
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BHRedes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
 
Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...
Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...
Os desafios da Produtividade: Novas Habilidades na Era da Informação e do Con...
 

Mais de Luis Borges Gouveia

A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémicoA Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
Luis Borges Gouveia
 
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learningSharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Luis Borges Gouveia
 
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Luis Borges Gouveia
 
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Luis Borges Gouveia
 
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militarInteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Luis Borges Gouveia
 
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFPEventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
Luis Borges Gouveia
 
Information Science PhD event
Information Science PhD eventInformation Science PhD event
Information Science PhD event
Luis Borges Gouveia
 
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a DistânciaCuradoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Luis Borges Gouveia
 
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Luis Borges Gouveia
 
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Luis Borges Gouveia
 
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafiosO Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
Luis Borges Gouveia
 
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Luis Borges Gouveia
 
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superiorA oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
Luis Borges Gouveia
 
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...
Luis Borges Gouveia
 
Transformação digital e gestão da informação
Transformação digital e gestão da informaçãoTransformação digital e gestão da informação
Transformação digital e gestão da informação
Luis Borges Gouveia
 
O momento da Transformação digital
O momento da Transformação digitalO momento da Transformação digital
O momento da Transformação digital
Luis Borges Gouveia
 
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystemEmerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Luis Borges Gouveia
 
Sobre Cultura Digital
Sobre Cultura DigitalSobre Cultura Digital
Sobre Cultura Digital
Luis Borges Gouveia
 
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digitalO lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
Luis Borges Gouveia
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES
Luis Borges Gouveia
 

Mais de Luis Borges Gouveia (20)

A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémicoA Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
 
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learningSharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
 
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
 
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
 
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militarInteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
 
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFPEventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
 
Information Science PhD event
Information Science PhD eventInformation Science PhD event
Information Science PhD event
 
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a DistânciaCuradoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
 
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
 
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
 
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafiosO Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
 
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
 
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superiorA oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
 
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear...
 
Transformação digital e gestão da informação
Transformação digital e gestão da informaçãoTransformação digital e gestão da informação
Transformação digital e gestão da informação
 
O momento da Transformação digital
O momento da Transformação digitalO momento da Transformação digital
O momento da Transformação digital
 
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystemEmerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
 
Sobre Cultura Digital
Sobre Cultura DigitalSobre Cultura Digital
Sobre Cultura Digital
 
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digitalO lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES
 

Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento

  • 1. Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento Palestra sobre Gestão do Conhecimento Porto, ISLA Luis Borges Gouveia lmbg.blogspot.com | lmbg@ufp.pt 23 de Maio de 2008
  • 2. sumário A Sociedade da Informação A Gestão do Conhecimento O processo da GC A importância das pessoas Novas abordagens para GC Comentários finais Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento É defendido que a Gestão do Conhecimento pode constituir uma oportunidade positiva para capacitar as organizações, melhorando o seu modo de produzir riqueza e potenciando os recursos humanos disponíveis e as suas redes de relacionamento.
  • 3. “ Imagination is more important than knowledge” Albert Einstein (1879 – 1955)
  • 4. Sociedade da Informação Uma sociedade que predominantemente utiliza o recurso às tecnologias da informação e comunicação para a troca de informação em formato digital e que suporta a interacção entre indivíduos com recurso a práticas e métodos em construção permanente (Gouveia e Gaio, 2004)
  • 5. Sociedade da Informação Uso intensivo de tecnologias de informação e comunicação Uso crescente do digital Organização em rede
  • 6. Sociedade da Informação Uso intensivo de tecnologias de informação e comunicação Uso crescente do digital Organização em rede infra-estruturas & acesso processos & formação de comando & controlo para partilha & regulação
  • 7. Transformação na economia economias baseadas em conhecimento incrementos constantes de produtividade novos produtos e serviços conhecimento como um activo competitividade baseada no tempo produtos com menores ciclos de vida economia turbulenta escassez de mão de obra especializada
  • 8. Transformação na organização compressão dos níveis de decisão descentralização flexibilização independência quanto à localização (globalização / deslocalização) baixos custos de transacção potenciação dos recursos humanos trabalho colaborativo
  • 9. Produtos baseados na informação e conhecimento necessário um grande esforço de aprendizagem e conhecimento para a conceber / projectar / produzir / divulgar podem ser: produtos baseados em informação produtos tradicionais serviços incorporam quantidades variadas de informação e logística
  • 10. Definição de Gestão do Conhecimento KM - Knowledge Management é um processo de grupo que combina o domínio de conhecimento humano (tácito e explícito) e os objectos do domínio da informação e dos dados com o objectivo de criar valor (mercado ou cultura)
  • 11. Dados, informação, conhecimento é possível estabelecer uma relação entre dados / informação / conhecimento e a representação da realidade, tomada de decisão e acção dados informação conhecimento REAL DECISÃO ACÇÃO complexidade estrutura
  • 12. Conhecimento e objectos dados - informação - conhecimento - sabedoria Pensamento linear Pensamento não linear conhecimento dados informação
  • 13. Informação versus conhecimento a informação como: fluxo de mensagens ou significado que pode adicionar, reestruturar ou modificar conhecimento Machup, 1983 matéria prima para a produção de conhecimento
  • 14. Tipos de conhecimento Spender, 1996
  • 15. Importância do conhecimento dinâmica competitiva destruição creativa (Schumpeter, 1934) perspectiva da empresa baseada em recursos recurso da organização como base da sua competitividade estratégica (Barner, 1986 e Porter, 1991) conhecimento e competências como recurso estratégico (Grant, 1991)
  • 16. Processo de gestão do conhecimento Criação e aquisição de conhecimento Organização e armazenamento de conhecimento Distribuição de conhecimento Aplicação de conhecimento
  • 18. A criação de conhecimento na organização individual grupo organização com o exterior Nonaka, 1994 explícito tácito
  • 19. Aquisição de conhecimento fertilização de conhecimento as organizações obtêm novo conhecimento por cruzamento de novas fontes (individuos ou outras organizações) - Huber, 1991 a integração em grande escala de conhecimento constitui um desafio
  • 20. Organização e armazenamento de conhecimento memória organizacional (Walsh & Ungson, 1991) indivíduos cultura da organização: modo de aprendizagem relacionado com o entender, pensar e sentir, partilhado e transmitido entre os membros da organização (Schein, 1984) processos e procedimentos ecologia: espaço de trabalho físico (peopleware, DeMarco & Lister, 1987) arquivos (papel e digital)
  • 21. Memória organizacional pesquisa e recuperação o que está contido nessa memória? onde está? e em que formato? como ter acesso? oportunidade, precisão e relevância da recuperação? onde estão as competências? quem sabe, quem já fez, como fez, o que aconteceu, como melhorar, o que não vale a pena repetir...
  • 22. Distribuição do conhecimento comportamento organizacional comunicação e ciências da comunicação tecnologias da comunicação interface homem máquina psicologia, sociologia e antropologia mais?!
  • 23. Utilização do conhecimento criar incentivos para a utilização do conhecimento aumentar a capacidade de aprendizagem e absorção de novo conhecimento inovação criação de riqueza valor acrescentado
  • 24. Processo de gestão do conhecimento Criação e aquisição de conhecimento Organização e armazenamento de conhecimento Distribuição de conhecimento Aplicação de conhecimento Questões socio-culturais Tecnologia
  • 25. Características do suporte tecnológico escalabilidade independência das plataformas de hardware consistência e facilidade de uso do interface gestão e acesso a dados multimédia em múltiplos formatos acesso combinado a novos sistemas e a sistemas de legado controlo e segurança de acesso
  • 26. Impacto das tecnologias de informação na organização transaccional processo não estruturado nas transacções de rotina geográfico as transferências electrónicas tornam os processos independentes da geografia automatização substitui e reduz o trabalho humano analítico utiliza métodos analíticos complexos informacional introduz grandes quantidades de informação detalhada nos processos Davenport e Short, 1990
  • 27. Impacto das tecnologias de informação na organização sequencial possibilita mudanças na sequenciação das tarefas gestão do conhecimento permite capturar, dessiminar conhecimento e competências para melhorar os processos monitorização permite a monitorização do estado da tarefa, entradas e saídas de dados relacionadas desintermediação permite ligar as partes directamente, libertando da necessidade de intermediários Davenport e Short, 1990
  • 28. O SI, a GI e o Negócio gestão e pessoas organização e procedimentos missão e propósito de actividade Gestão do Conhecimento SISTEMA DE INFORMAÇÃO GESTÃO DA INFORMAÇÃO O NEGÓCIO
  • 29. Recursos humanos Necessária uma mudança de paradigma: Proactividade, autonomia, auto-aprendizagem capacidade de partilha e de colaboração Hábitos de aprendizagem, negociação e reutilização... Mudar é a palavra-chave melhor que mudar é adaptar.. .
  • 30. Recursos humanos O melhor activo... Rapidamente se está a tornar o de maior valor Caro de manter Demora muito a melhorar Aplicam-se factores humanos Motivação, envolvimento, ... Qualificações, competências, ...
  • 31. Pessoas, mais pessoas e... competência Capital Social Capital Humano Proposta de valor Balanço social Territórios inteligentes Aposta no cultural Envolver as pessoas Inovação e desenvolvimento Qualificação Competências
  • 32. As pessoas desenvolvem actividade para produzir algo: uma ideia, bem ou mudança. Tal acontece em comunidades com regras (muitas vezes tácitas) e divisão do trabalho. É suportade actividade de: redes sociais escaláveis; criação de conhecimento; desseminação de informação
  • 33. Business intelligence A capacidade de extrair informação relevante (prática) das aplicações de negócio, de um modo que permita a tomada de decisão, mais informada, e com maior inteligência (adaptação e análise)
  • 35. Collaborative networks Para gerar novo valor, uma estratégia de negócio deve integrar interdependências complexas com os serviços de suporte ao negócio e actividades que sejam centradas no relacionamento
  • 37. Collective intelligence A capacidade de comunidades humanas para evoluirem para maiores níveis de complexidade e harmonia, por via de escalarem para mecanismos inovadores de diferenciação e integração, competição e colaboração http://www.community-intelligence.com/blogs/public/
  • 39. Comentários finais A Gestão do Conhecimento é/deve ser uma preocupação das organizações Proporciona novas abordagens para a condução de negócios Business Intelligence Collaborative networks Collective intelligence Deve incluir as pessoas e as redes de relacionamento , com base o mais digital possível Slides disponíveis em http://www.slideshare.net/lmbg/
  • 40. Um perspectiva sobre o Negócio Electrónico Resumo : A Gestão do Conhecimento é actualmente uma das preocupações centrais das organizações. Para inovar, ou simplesmente de modo a garantir o melhor valor e a sustentabilidade de criação de riqueza, é exigido que o recurso conhecimento seja considerado de forma conveniente. A palestra terá como tema a Gestão do Conhecimento e as suas novas abordagens como meio de garantir o melhor uso possível do conhecimento no contexto de uma realidade que é de exigencia crescente. ISLA – Palestra sobre Gestão do Conhecimento 23 de Maio de 2008 - Porto
  • 41. Nota Biográfica Luis Borges Gouveia homepage: http://www.ufp.pt/~lmbg blogue: http://lmbg.blogspot.com email: [email_address] Professor Associado na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa e um dos responsáveis pelo projecto de Universidade Virtual da UFP. É doutorado em Ciências da Computação pela Lancaster University (UK), possui Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores pela FEUP e Licenciatura em Informática pela UPT. É autor de vários livros entre os quais um sobre Negócio Electrónico, possuindo cerca de 200 publicações de natureza científica em conferências nas suas áreas de especialidade: o e-learning e o e-government.