SlideShare uma empresa Scribd logo
FinançasFinanças
Prof. Milton Henrique
mcouto@catolica-es.edu.br
Organizações e Recursos
As empresas são organizações sociais que
utilizam recursosrecursos para atingir objetivos.
 CapitalCapital
 Mão de Obra
 Conhecimento
 Máquinas
 Equipamentos
 Matérias Primas
 Etc.
Funções Típicas do
Administrador Financeiro
Análise, planejamento e controle
financeiro;
Tomada de decisões de
investimento;
Tomada de decisões de
financiamento.
Lucro
Constitui o excedente entre a receita obtida e a
despesa efetuada em uma determinada operação.
L = R - DL = R - D
Custos
• Custos Fixos
– São aqueles que
independem do volume de
produção ou do nível de
atividade da empresa, por
isso são planos e constantes
– Aluguéis, seguros,
manutenção, depreciação,
salário dos chefes, do
pessoal do escritório, etc.
Custos
• Custos Variáveis
– São os que estão diretamente relacionados com o
volume de produção ou com o nível de atividade da
empresa. Variam proporcionalmente com a produção
– Materiais ou matéria prima, mão de obra direta
(salários do pessoal da produção), etc.
Ponto de Equilíbrio
Custos
Em R$
Produção
Em Unidades
Custo FixoCusto Fixo
Custo Fixo +Custo Fixo +
VariávelVariável
Receita
Ponto dePonto de
EquilíbrioEquilíbrio
Qtde. de
Equilíbrio
Custo de
Equilíbrio
Break Even Point
• É definido como o valor ou a
quantidade vendida que não
apresenta nem lucro e nem prejuízo
para a empresa
Custos
Em R$
Produção
Em Unidades
Receita
Qtde. de
Equilíbrio
Custo de
Equilíbrio
Custo Fixo +Custo Fixo +
VariávelVariável
LUCRO
LUCRO
PREJUÍZO
PREJUÍZO
Gerenciamento Financeiro
• É a área da empresa que
cuida dos recursos
financeiros;
• Preocupa-se com dois
aspectos importantes:
– Rentabilidade
– Liquidez
Melhor retorno financeiro
do investimento
Rápida conversão em dinheiro
Conflito
Máxima Rentabilidade
e Máxima Liquidez
• A máxima rentabilidade sacrifica a liquidez e a
máxima liquidez sacrifica a rentabilidade.
Atribuições do Gerenciamento Financeiro
• Obter recursos
financeiros
para que a
empresa possa
funcionar ou
expandir suas
atividades;
Atribuições do Gerenciamento Financeiro
• Utilizar recursos financeiros para suprir asUtilizar recursos financeiros para suprir as
operações comuns da empresa, em váriosoperações comuns da empresa, em vários
setores e áreas de atividade;setores e áreas de atividade;
Atribuições do Gerenciamento FinanceiroAtribuições do Gerenciamento Financeiro
• Aplicar recursos financeiros excedentes, comoAplicar recursos financeiros excedentes, como
aplicações no mercado de capitais ou noaplicações no mercado de capitais ou no
mercado monetário;mercado monetário;
Ciclo de Exploração
Compras de
fornecedores
Processo de
transformação
Venda à crédito dos
produtos acabados
Recebimento das
dívidas
Processo de Gerenciamento
Financeiro
Entrada de Recursos
 Contas a Receber
 Recursos Próprios
 Empréstimos e
Financiamentos
 Recebimento de Venda de
Ativos Imobilizados
 Desinvestimento do
Mercado de Capitais,
Fundos, etc.
Saída de Recursos
 Contas a Pagar
 Pagamento de Dividendos a
Acionistas
 Pagamento de Pessoal
 Pagamento de Impostos
 Pagamento de Empréstimos
e Financiamentos
 Pagamento de Ativos
Imobilizados
 Aplicação no Mercado de
Capitais, Fundos, etc.
Caixa
Banco
Principais Ferramentas de
Gerenciamento Financeiro
Controle de Caixa
Controle de Conta Corrente
Conciliação Bancária
Contas a Pagar
Contas a Receber
Fluxo de Caixa
Controle dos Ativos Circulantes
Arquivo de Documentos
Fontes de Financiamento
• Recursos Próprios
ou de Terceiros?
Fontes de Financiamento
Curto PrazoCurto Prazo
 Desconto de Duplicatas
 Empréstimos Bancários
 Crédito Direto ao Consumidor
 Crédito Mercantil
Médio e Longo PrazoMédio e Longo Prazo
 Fundos Especiais de Instituições
Bancárias
 Recursos Captados no Exterior
 Debêntures
 Recursos Próprios
Tipos de InvestimentoTipos de Investimento
• ExpansãoExpansão
– Aumento do nível de operações da empresa porAumento do nível de operações da empresa por
meio da aquisição de ativos produtivos.meio da aquisição de ativos produtivos.
Tipos de Investimento
• Substituição
– Investimento que visa renovar
ativos obsoletos ou desgastados
pelo uso.
Tipos de
Investimento
• Renovação
– Investimento alternativo à substituição que
envolve a reconstrução, reforma ou ajuste dos
ativos permanentes de forma a melhorar a
eficiência da empresa.
Tipos de Investimento
• Outros
– Investimentos que envolvem o dispêndio de
recursos em atividades de longo prazo na
expectativa de obter benefícios futuros, como
investimentos em publicidade, em pesquisa e
desenvolvimento ou em consultoria de gestão.
Capital de Giro
• Representa a quantidade de dinheiro que a
empresa utiliza para movimentar seus
negócios.
• Envolve:
– Estoques;
– Dinheiro em Caixa e em Bancos;
– Contas a Receber;
– Salários e Encargos;
– Aluguel;
– Contas de Luz, Água, Telefone, etc.
Necessidade de Capital de Giro
Aumenta Quando:Aumenta Quando:
• Vendas com prazo longo de
pagamento
• Cobrança Ineficiente
• Compras à Vista
• Elevados Estoques
• Giro Lento dos Estoques
• Compra de Ativos não
Operacionais
• Retiradas Excessivas
Reduz Quando:Reduz Quando:
• Vendas à Vista
• Cobrança Eficiente
• Reinvestimento dos Lucros
• Maior Lucratividade do Negócio
• Giro Rápido de Estoque
• Venda de Ativos Desnecessários
ao Negócio
• Aumento do Capital com
Recursos Próprios
Ciclo de Caixa
• É o tempo necessário
para que uma
aplicação de dinheiro
em insumos circule
inteiramente, desde a
compra de matérias
primas e o pagamento
do pessoal até o
recebimento pela
venda do
produto/serviço ao
cliente.
EstoquesCaixa
Valores a Receber
Fluxo de Caixa
• É o movimento de entradas e saídas de
recurso do caixa.
EntradasEntradas SaídasSaídas
Crédito
• Políticas de Crédito
– Indica as bases para concessão de crédito ao
cliente e o valor máximo desse crédito.
– Dependem de:
• Volume de Vendas
• Período Médio de Cobrança
• Perda com Devedores Incobráveis
Crédito
• Condições de Crédito
– Constituem as condições de pagamento exigidas
dos clientes que compram a prazo.
– Costumam especificar:
• Desconto para pagamentos antecipados
• Período de desconto no qual o cliente pode pagar com
desconto
• Período de crédito, ou seja, prazo determinado para o
cliente efetuar o pagamento
Crédito
• Políticas de Cobrança
– Representam os procedimentos adotados pela
empresa para o recebimento das contas a receber
nas datas de seus vencimentos.
Balanço
Patrimonial
• É a representação
contábil da
situação
econômico-
financeira da
empresa, sendo
sua elaboração
obrigatória pela
legislação, com
uma periodicidade
mínima anual
Balanço Patrimonial
AtivoAtivo PassivoPassivo
DisponibilidadesDisponibilidades FornecedoresFornecedores
Duplicatas a ReceberDuplicatas a Receber Empréstimos de TerceirosEmpréstimos de Terceiros
Ativo PermanenteAtivo Permanente Patrimônio LíquidoPatrimônio Líquido
EstoquesEstoques Capital SocialCapital Social
ImobilizadoImobilizado Lucros AcumuladosLucros Acumulados
Ativo TotalAtivo Total Passivo Total + PL TotalPassivo Total + PL Total
Ativo Total = Passivo Total + Patrimônio LíquidoAtivo Total = Passivo Total + Patrimônio Líquido
Balanço Patrimonial
• Ativo
– O lado esquerdo do balanço é
composto de bens e direitos
pertencentes à empresa.
• Passivo
– O lado direito do balanço é composto de
obrigações com credores e terceiros.
Indicadores Econômico
Financeiros
• Índice de Liquidez
– Avalia as condições de cumprimento das obrigações de curto prazo
• Índice de Alavancagem
– Mede em que extensão a empresa está sendo financiada com recursos de
terceiros
• Índice de Atividade
– Avalia a eficácia com que a empresa está utilizando seus recursos
• Índice de Rentabilidade
– Mede o retorno gerado pelo investimento e pelas vendas
Indicadores de Desempenho
• Cálculo do Retorno Sobre Investimentos
Pode-se aumentar o ROI de duas
maneiras:
Gerando mais vendas para cada
quantia investida;
Aumentando a margem de lucro
sobre o valor das vendas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Administracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILAAdministracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILA
Roger Guimarães
 
Capital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamento
Capital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamentoCapital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamento
Capital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamento
Ueliton Carvalho
 
Avaliação de Empresas
Avaliação de EmpresasAvaliação de Empresas
Avaliação de Empresas
Milton Henrique do Couto Neto
 
Introdução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão FinanceiraIntrodução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão Financeira
Eliseu Fortolan
 
Administração Financeira
Administração FinanceiraAdministração Financeira
Administração Financeira
elliando dias
 
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e OrçamentariaATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
Jonathan Barcelos
 
Gti0091 gestão financeira
Gti0091   gestão financeiraGti0091   gestão financeira
Gti0091 gestão financeira
Natanael Cerqueira
 
A Função Financeira
A Função FinanceiraA Função Financeira
A Função Financeira
Mateus Oliveira
 
Noção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeiraNoção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeira
R Gómez
 
Capital De Giro
Capital De GiroCapital De Giro
Capital De Giro
fabricio vitoria
 
1. a função financeira da empresa
1. a função financeira da empresa1. a função financeira da empresa
1. a função financeira da empresa
valeriolero
 
Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01
Faculdade Inesul - Londrina
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
Cadernos PPT
 
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1   fundamentos da gestao do capital de giroCap 1   fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
adrielmfbranco
 
Curso de Gestão Financeira.
Curso de Gestão Financeira.Curso de Gestão Financeira.
Curso de Gestão Financeira.
B&R Consultoria Empresarial
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
Francine Manhabosco
 
Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)
Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)
Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)
Sustentare Escola de Negócios
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
Théo Ferreira
 
Adm fin
Adm finAdm fin
Adm fin
alunocontabil
 

Mais procurados (20)

A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
 
Administracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILAAdministracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILA
 
Capital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamento
Capital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamentoCapital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamento
Capital de giro: decisão de investimento e estratégia de financiamento
 
Avaliação de Empresas
Avaliação de EmpresasAvaliação de Empresas
Avaliação de Empresas
 
Introdução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão FinanceiraIntrodução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão Financeira
 
Administração Financeira
Administração FinanceiraAdministração Financeira
Administração Financeira
 
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e OrçamentariaATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
 
Gti0091 gestão financeira
Gti0091   gestão financeiraGti0091   gestão financeira
Gti0091 gestão financeira
 
A Função Financeira
A Função FinanceiraA Função Financeira
A Função Financeira
 
Noção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeiraNoção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeira
 
Capital De Giro
Capital De GiroCapital De Giro
Capital De Giro
 
1. a função financeira da empresa
1. a função financeira da empresa1. a função financeira da empresa
1. a função financeira da empresa
 
Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
 
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1   fundamentos da gestao do capital de giroCap 1   fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
 
Curso de Gestão Financeira.
Curso de Gestão Financeira.Curso de Gestão Financeira.
Curso de Gestão Financeira.
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)
Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)
Administração Financeira prof. dr. Armando Rasoto (sustentare)
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Adm fin
Adm finAdm fin
Adm fin
 

Destaque

Pós - Formação de Preços no Varejo
Pós - Formação de Preços no VarejoPós - Formação de Preços no Varejo
Pós - Formação de Preços no Varejo
Milton Henrique do Couto Neto
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Microeconomia
MicroeconomiaMicroeconomia
Microeconomia
Marcos Elis
 
Empreendedorismo 2015 07 - Plano de Marketing
Empreendedorismo 2015 07 - Plano de MarketingEmpreendedorismo 2015 07 - Plano de Marketing
Empreendedorismo 2015 07 - Plano de Marketing
Milton Henrique do Couto Neto
 
5 - 2014 funções
5  - 2014 funções5  - 2014 funções
5 - 2014 funções
Milton Henrique do Couto Neto
 
Empreendedorismo 2015 04 - Definindo o Negócio
Empreendedorismo 2015 04 - Definindo o NegócioEmpreendedorismo 2015 04 - Definindo o Negócio
Empreendedorismo 2015 04 - Definindo o Negócio
Milton Henrique do Couto Neto
 
Empreendedorismo 2015 09 - Plano de Produção
Empreendedorismo 2015 09 - Plano de ProduçãoEmpreendedorismo 2015 09 - Plano de Produção
Empreendedorismo 2015 09 - Plano de Produção
Milton Henrique do Couto Neto
 
8 - 2014 séries uniformes de pagamentos
8  - 2014 séries uniformes de pagamentos8  - 2014 séries uniformes de pagamentos
8 - 2014 séries uniformes de pagamentos
Milton Henrique do Couto Neto
 
02 2014 - política de dividendos
02 2014 - política de dividendos02 2014 - política de dividendos
02 2014 - política de dividendos
Milton Henrique do Couto Neto
 
03 2014 - avaliação de empresas
03 2014 - avaliação de empresas03 2014 - avaliação de empresas
03 2014 - avaliação de empresas
Milton Henrique do Couto Neto
 
07 - 2014 responsabilidade social em marketing
07 - 2014 responsabilidade social em marketing07 - 2014 responsabilidade social em marketing
07 - 2014 responsabilidade social em marketing
Milton Henrique do Couto Neto
 
06 2014 - administração financeira de multinacionais
06 2014 - administração financeira de multinacionais06 2014 - administração financeira de multinacionais
06 2014 - administração financeira de multinacionais
Milton Henrique do Couto Neto
 
9 - 2014 sistemas de amortização
9  - 2014 sistemas de amortização9  - 2014 sistemas de amortização
9 - 2014 sistemas de amortização
Milton Henrique do Couto Neto
 
05 2014 - dificuldades financeiras
05 2014 - dificuldades financeiras05 2014 - dificuldades financeiras
05 2014 - dificuldades financeiras
Milton Henrique do Couto Neto
 
08 2014 - responsabilidade dos administradores
08 2014 - responsabilidade dos administradores08 2014 - responsabilidade dos administradores
08 2014 - responsabilidade dos administradores
Milton Henrique do Couto Neto
 
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de NegóciosEmpreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Milton Henrique do Couto Neto
 
04 - 2014 comércio eletrônico
04 - 2014 comércio eletrônico04 - 2014 comércio eletrônico
04 - 2014 comércio eletrônico
Milton Henrique do Couto Neto
 
P de Ponto
P de PontoP de Ponto
Empreendedorismo 2015 08 - Plano de Pessoal
Empreendedorismo 2015 08 - Plano de PessoalEmpreendedorismo 2015 08 - Plano de Pessoal
Empreendedorismo 2015 08 - Plano de Pessoal
Milton Henrique do Couto Neto
 
Nivelamento de Matemática 2014
Nivelamento de Matemática 2014Nivelamento de Matemática 2014
Nivelamento de Matemática 2014
Milton Henrique do Couto Neto
 

Destaque (20)

Pós - Formação de Preços no Varejo
Pós - Formação de Preços no VarejoPós - Formação de Preços no Varejo
Pós - Formação de Preços no Varejo
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Microeconomia
MicroeconomiaMicroeconomia
Microeconomia
 
Empreendedorismo 2015 07 - Plano de Marketing
Empreendedorismo 2015 07 - Plano de MarketingEmpreendedorismo 2015 07 - Plano de Marketing
Empreendedorismo 2015 07 - Plano de Marketing
 
5 - 2014 funções
5  - 2014 funções5  - 2014 funções
5 - 2014 funções
 
Empreendedorismo 2015 04 - Definindo o Negócio
Empreendedorismo 2015 04 - Definindo o NegócioEmpreendedorismo 2015 04 - Definindo o Negócio
Empreendedorismo 2015 04 - Definindo o Negócio
 
Empreendedorismo 2015 09 - Plano de Produção
Empreendedorismo 2015 09 - Plano de ProduçãoEmpreendedorismo 2015 09 - Plano de Produção
Empreendedorismo 2015 09 - Plano de Produção
 
8 - 2014 séries uniformes de pagamentos
8  - 2014 séries uniformes de pagamentos8  - 2014 séries uniformes de pagamentos
8 - 2014 séries uniformes de pagamentos
 
02 2014 - política de dividendos
02 2014 - política de dividendos02 2014 - política de dividendos
02 2014 - política de dividendos
 
03 2014 - avaliação de empresas
03 2014 - avaliação de empresas03 2014 - avaliação de empresas
03 2014 - avaliação de empresas
 
07 - 2014 responsabilidade social em marketing
07 - 2014 responsabilidade social em marketing07 - 2014 responsabilidade social em marketing
07 - 2014 responsabilidade social em marketing
 
06 2014 - administração financeira de multinacionais
06 2014 - administração financeira de multinacionais06 2014 - administração financeira de multinacionais
06 2014 - administração financeira de multinacionais
 
9 - 2014 sistemas de amortização
9  - 2014 sistemas de amortização9  - 2014 sistemas de amortização
9 - 2014 sistemas de amortização
 
05 2014 - dificuldades financeiras
05 2014 - dificuldades financeiras05 2014 - dificuldades financeiras
05 2014 - dificuldades financeiras
 
08 2014 - responsabilidade dos administradores
08 2014 - responsabilidade dos administradores08 2014 - responsabilidade dos administradores
08 2014 - responsabilidade dos administradores
 
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de NegóciosEmpreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
 
04 - 2014 comércio eletrônico
04 - 2014 comércio eletrônico04 - 2014 comércio eletrônico
04 - 2014 comércio eletrônico
 
P de Ponto
P de PontoP de Ponto
P de Ponto
 
Empreendedorismo 2015 08 - Plano de Pessoal
Empreendedorismo 2015 08 - Plano de PessoalEmpreendedorismo 2015 08 - Plano de Pessoal
Empreendedorismo 2015 08 - Plano de Pessoal
 
Nivelamento de Matemática 2014
Nivelamento de Matemática 2014Nivelamento de Matemática 2014
Nivelamento de Matemática 2014
 

Semelhante a Empreendedorismo 2015 10 - Plano de Finanças

LATEC -UFF. FINANÇAS
LATEC -UFF. FINANÇASLATEC -UFF. FINANÇAS
LATEC -UFF. FINANÇAS
LATEC - UFF
 
Fluxo de caixa 0001
Fluxo de caixa 0001Fluxo de caixa 0001
Fluxo de caixa 0001
albumina
 
SLIDES_AULA_02.pptx
SLIDES_AULA_02.pptxSLIDES_AULA_02.pptx
SLIDES_AULA_02.pptx
Cleverson Neves
 
Introdução a disciplina de contabilidade
Introdução a disciplina de contabilidade Introdução a disciplina de contabilidade
Introdução a disciplina de contabilidade
Icaro Mendes
 
Financas
FinancasFinancas
Financas
claudia13011974
 
Gerenciando seu empreendimento e8
Gerenciando seu empreendimento   e8Gerenciando seu empreendimento   e8
Gerenciando seu empreendimento e8
silviofsouza
 
Fluxo de Caixa1
Fluxo de Caixa1Fluxo de Caixa1
Fluxo de Caixa1
John Taylor Paiva
 
fluxo de caixa para empresas de pequenos e medio porte
fluxo de caixa para empresas de pequenos e medio portefluxo de caixa para empresas de pequenos e medio porte
fluxo de caixa para empresas de pequenos e medio porte
EmersonStrutz1
 
Transparê_.ppt
Transparê_.pptTransparê_.ppt
Transparê_.ppt
Brinypiano
 
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdfIntrodução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
AntonioCarlosMarques20
 
Apostila financeira
Apostila financeiraApostila financeira
Apostila financeira
Evandro Willians Wicher
 
Va analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressao
Va analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressaoVa analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressao
Va analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressao
Joyce Pereira
 
Contabilidade b apostila
Contabilidade b   apostilaContabilidade b   apostila
Contabilidade b apostila
zeramento contabil
 
Consultoria
ConsultoriaConsultoria
Consultoria
Gabriel Koerich
 
MiniBA - Gestão de MicroEmpresas - Financeiro
MiniBA - Gestão de MicroEmpresas - FinanceiroMiniBA - Gestão de MicroEmpresas - Financeiro
MiniBA - Gestão de MicroEmpresas - Financeiro
Diego T. Budemberg
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
Milton Henrique do Couto Neto
 
Aula 01- Gestão Financeira- finanças e orçamento empresarial.
Aula 01- Gestão Financeira-  finanças e orçamento empresarial.Aula 01- Gestão Financeira-  finanças e orçamento empresarial.
Aula 01- Gestão Financeira- finanças e orçamento empresarial.
RafaelaSantos372830
 
Avaliação de Empresas e Gestão de Investimentos
Avaliação de Empresas e Gestão de InvestimentosAvaliação de Empresas e Gestão de Investimentos
Avaliação de Empresas e Gestão de Investimentos
Milton Henrique do Couto Neto
 
Contabilidade geral apresentação prof. márcio bastos
Contabilidade geral  apresentação prof. márcio bastosContabilidade geral  apresentação prof. márcio bastos
Contabilidade geral apresentação prof. márcio bastos
Tiago Cruz
 
Gerenciando seu empreendimento e6
Gerenciando seu empreendimento   e6Gerenciando seu empreendimento   e6
Gerenciando seu empreendimento e6
silviofsouza
 

Semelhante a Empreendedorismo 2015 10 - Plano de Finanças (20)

LATEC -UFF. FINANÇAS
LATEC -UFF. FINANÇASLATEC -UFF. FINANÇAS
LATEC -UFF. FINANÇAS
 
Fluxo de caixa 0001
Fluxo de caixa 0001Fluxo de caixa 0001
Fluxo de caixa 0001
 
SLIDES_AULA_02.pptx
SLIDES_AULA_02.pptxSLIDES_AULA_02.pptx
SLIDES_AULA_02.pptx
 
Introdução a disciplina de contabilidade
Introdução a disciplina de contabilidade Introdução a disciplina de contabilidade
Introdução a disciplina de contabilidade
 
Financas
FinancasFinancas
Financas
 
Gerenciando seu empreendimento e8
Gerenciando seu empreendimento   e8Gerenciando seu empreendimento   e8
Gerenciando seu empreendimento e8
 
Fluxo de Caixa1
Fluxo de Caixa1Fluxo de Caixa1
Fluxo de Caixa1
 
fluxo de caixa para empresas de pequenos e medio porte
fluxo de caixa para empresas de pequenos e medio portefluxo de caixa para empresas de pequenos e medio porte
fluxo de caixa para empresas de pequenos e medio porte
 
Transparê_.ppt
Transparê_.pptTransparê_.ppt
Transparê_.ppt
 
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdfIntrodução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
 
Apostila financeira
Apostila financeiraApostila financeira
Apostila financeira
 
Va analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressao
Va analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressaoVa analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressao
Va analise de_investimentos_aula_01_tema_01_02_impressao
 
Contabilidade b apostila
Contabilidade b   apostilaContabilidade b   apostila
Contabilidade b apostila
 
Consultoria
ConsultoriaConsultoria
Consultoria
 
MiniBA - Gestão de MicroEmpresas - Financeiro
MiniBA - Gestão de MicroEmpresas - FinanceiroMiniBA - Gestão de MicroEmpresas - Financeiro
MiniBA - Gestão de MicroEmpresas - Financeiro
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
 
Aula 01- Gestão Financeira- finanças e orçamento empresarial.
Aula 01- Gestão Financeira-  finanças e orçamento empresarial.Aula 01- Gestão Financeira-  finanças e orçamento empresarial.
Aula 01- Gestão Financeira- finanças e orçamento empresarial.
 
Avaliação de Empresas e Gestão de Investimentos
Avaliação de Empresas e Gestão de InvestimentosAvaliação de Empresas e Gestão de Investimentos
Avaliação de Empresas e Gestão de Investimentos
 
Contabilidade geral apresentação prof. márcio bastos
Contabilidade geral  apresentação prof. márcio bastosContabilidade geral  apresentação prof. márcio bastos
Contabilidade geral apresentação prof. márcio bastos
 
Gerenciando seu empreendimento e6
Gerenciando seu empreendimento   e6Gerenciando seu empreendimento   e6
Gerenciando seu empreendimento e6
 

Mais de Milton Henrique do Couto Neto

A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...
A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...
A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...
Milton Henrique do Couto Neto
 
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e DerivativosAula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 08 - eia e rima
Gestão Ambiental 08 - eia e rimaGestão Ambiental 08 - eia e rima
Gestão Ambiental 08 - eia e rima
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 07 - produção limpa
Gestão Ambiental 07 -  produção limpaGestão Ambiental 07 -  produção limpa
Gestão Ambiental 07 - produção limpa
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 06 - emissão zero
Gestão Ambiental 06 -  emissão zeroGestão Ambiental 06 -  emissão zero
Gestão Ambiental 06 - emissão zero
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 05 - politica nacional para resíduos sólidos e reciclagem
Gestão Ambiental 05 -  politica nacional para resíduos sólidos e reciclagemGestão Ambiental 05 -  politica nacional para resíduos sólidos e reciclagem
Gestão Ambiental 05 - politica nacional para resíduos sólidos e reciclagem
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 04 - gerenciamento de resíduos sólidos
Gestão Ambiental 04 -  gerenciamento de resíduos sólidosGestão Ambiental 04 -  gerenciamento de resíduos sólidos
Gestão Ambiental 04 - gerenciamento de resíduos sólidos
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 03 - a sustentabilidade no microambiente
Gestão Ambiental 03 -  a sustentabilidade no microambienteGestão Ambiental 03 -  a sustentabilidade no microambiente
Gestão Ambiental 03 - a sustentabilidade no microambiente
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 02 - impactos no macroambiente
Gestão Ambiental 02 -  impactos no macroambienteGestão Ambiental 02 -  impactos no macroambiente
Gestão Ambiental 02 - impactos no macroambiente
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e SustentabilidadeGestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Milton Henrique do Couto Neto
 
Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)
Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)
Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)
Milton Henrique do Couto Neto
 
Questões ENADE - Administração Financeira
Questões ENADE - Administração FinanceiraQuestões ENADE - Administração Financeira
Questões ENADE - Administração Financeira
Milton Henrique do Couto Neto
 
Pós - Matemática Financeira
Pós - Matemática FinanceiraPós - Matemática Financeira
Pós - Matemática Financeira
Milton Henrique do Couto Neto
 
Politicas e Modelos de Financiamento
Politicas e Modelos de FinanciamentoPoliticas e Modelos de Financiamento
Politicas e Modelos de Financiamento
Milton Henrique do Couto Neto
 
Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...
Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...
Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...
Milton Henrique do Couto Neto
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
Milton Henrique do Couto Neto
 
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão de Tesouraria
Gestão de TesourariaGestão de Tesouraria
Gestão de Tesouraria
Milton Henrique do Couto Neto
 
DO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura Organizacional
DO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura OrganizacionalDO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura Organizacional
DO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura Organizacional
Milton Henrique do Couto Neto
 
DO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do Conhecimento
DO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do ConhecimentoDO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do Conhecimento
DO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do Conhecimento
Milton Henrique do Couto Neto
 

Mais de Milton Henrique do Couto Neto (20)

A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...
A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...
A implantação de uma Central de Monitoramento como inteligência, numa empresa...
 
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e DerivativosAula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
 
Gestão Ambiental 08 - eia e rima
Gestão Ambiental 08 - eia e rimaGestão Ambiental 08 - eia e rima
Gestão Ambiental 08 - eia e rima
 
Gestão Ambiental 07 - produção limpa
Gestão Ambiental 07 -  produção limpaGestão Ambiental 07 -  produção limpa
Gestão Ambiental 07 - produção limpa
 
Gestão Ambiental 06 - emissão zero
Gestão Ambiental 06 -  emissão zeroGestão Ambiental 06 -  emissão zero
Gestão Ambiental 06 - emissão zero
 
Gestão Ambiental 05 - politica nacional para resíduos sólidos e reciclagem
Gestão Ambiental 05 -  politica nacional para resíduos sólidos e reciclagemGestão Ambiental 05 -  politica nacional para resíduos sólidos e reciclagem
Gestão Ambiental 05 - politica nacional para resíduos sólidos e reciclagem
 
Gestão Ambiental 04 - gerenciamento de resíduos sólidos
Gestão Ambiental 04 -  gerenciamento de resíduos sólidosGestão Ambiental 04 -  gerenciamento de resíduos sólidos
Gestão Ambiental 04 - gerenciamento de resíduos sólidos
 
Gestão Ambiental 03 - a sustentabilidade no microambiente
Gestão Ambiental 03 -  a sustentabilidade no microambienteGestão Ambiental 03 -  a sustentabilidade no microambiente
Gestão Ambiental 03 - a sustentabilidade no microambiente
 
Gestão Ambiental 02 - impactos no macroambiente
Gestão Ambiental 02 -  impactos no macroambienteGestão Ambiental 02 -  impactos no macroambiente
Gestão Ambiental 02 - impactos no macroambiente
 
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e SustentabilidadeGestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
 
Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)
Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)
Pesquisa de Marketing - UFES (Curso de Verão)
 
Questões ENADE - Administração Financeira
Questões ENADE - Administração FinanceiraQuestões ENADE - Administração Financeira
Questões ENADE - Administração Financeira
 
Pós - Matemática Financeira
Pós - Matemática FinanceiraPós - Matemática Financeira
Pós - Matemática Financeira
 
Politicas e Modelos de Financiamento
Politicas e Modelos de FinanciamentoPoliticas e Modelos de Financiamento
Politicas e Modelos de Financiamento
 
Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...
Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...
Análise da criação, manutenção e exclusão das redes de relacionamentos (netwo...
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
 
Gestão de Tesouraria
Gestão de TesourariaGestão de Tesouraria
Gestão de Tesouraria
 
DO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura Organizacional
DO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura OrganizacionalDO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura Organizacional
DO Unidade 3 - Resiliência e Arquitetura Organizacional
 
DO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do Conhecimento
DO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do ConhecimentoDO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do Conhecimento
DO Unidade 1 - Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Gestão do Conhecimento
 

Último

O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
Paulo Dalla Nora Macedo
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
edsonfrancojunior99
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 

Último (6)

O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 

Empreendedorismo 2015 10 - Plano de Finanças

  • 2. Organizações e Recursos As empresas são organizações sociais que utilizam recursosrecursos para atingir objetivos.  CapitalCapital  Mão de Obra  Conhecimento  Máquinas  Equipamentos  Matérias Primas  Etc.
  • 3. Funções Típicas do Administrador Financeiro Análise, planejamento e controle financeiro; Tomada de decisões de investimento; Tomada de decisões de financiamento.
  • 4. Lucro Constitui o excedente entre a receita obtida e a despesa efetuada em uma determinada operação. L = R - DL = R - D
  • 5. Custos • Custos Fixos – São aqueles que independem do volume de produção ou do nível de atividade da empresa, por isso são planos e constantes – Aluguéis, seguros, manutenção, depreciação, salário dos chefes, do pessoal do escritório, etc.
  • 6. Custos • Custos Variáveis – São os que estão diretamente relacionados com o volume de produção ou com o nível de atividade da empresa. Variam proporcionalmente com a produção – Materiais ou matéria prima, mão de obra direta (salários do pessoal da produção), etc.
  • 7. Ponto de Equilíbrio Custos Em R$ Produção Em Unidades Custo FixoCusto Fixo Custo Fixo +Custo Fixo + VariávelVariável Receita Ponto dePonto de EquilíbrioEquilíbrio Qtde. de Equilíbrio Custo de Equilíbrio
  • 8. Break Even Point • É definido como o valor ou a quantidade vendida que não apresenta nem lucro e nem prejuízo para a empresa Custos Em R$ Produção Em Unidades Receita Qtde. de Equilíbrio Custo de Equilíbrio Custo Fixo +Custo Fixo + VariávelVariável LUCRO LUCRO PREJUÍZO PREJUÍZO
  • 9. Gerenciamento Financeiro • É a área da empresa que cuida dos recursos financeiros; • Preocupa-se com dois aspectos importantes: – Rentabilidade – Liquidez Melhor retorno financeiro do investimento Rápida conversão em dinheiro
  • 10. Conflito Máxima Rentabilidade e Máxima Liquidez • A máxima rentabilidade sacrifica a liquidez e a máxima liquidez sacrifica a rentabilidade.
  • 11. Atribuições do Gerenciamento Financeiro • Obter recursos financeiros para que a empresa possa funcionar ou expandir suas atividades;
  • 12. Atribuições do Gerenciamento Financeiro • Utilizar recursos financeiros para suprir asUtilizar recursos financeiros para suprir as operações comuns da empresa, em váriosoperações comuns da empresa, em vários setores e áreas de atividade;setores e áreas de atividade;
  • 13. Atribuições do Gerenciamento FinanceiroAtribuições do Gerenciamento Financeiro • Aplicar recursos financeiros excedentes, comoAplicar recursos financeiros excedentes, como aplicações no mercado de capitais ou noaplicações no mercado de capitais ou no mercado monetário;mercado monetário;
  • 14. Ciclo de Exploração Compras de fornecedores Processo de transformação Venda à crédito dos produtos acabados Recebimento das dívidas
  • 15. Processo de Gerenciamento Financeiro Entrada de Recursos  Contas a Receber  Recursos Próprios  Empréstimos e Financiamentos  Recebimento de Venda de Ativos Imobilizados  Desinvestimento do Mercado de Capitais, Fundos, etc. Saída de Recursos  Contas a Pagar  Pagamento de Dividendos a Acionistas  Pagamento de Pessoal  Pagamento de Impostos  Pagamento de Empréstimos e Financiamentos  Pagamento de Ativos Imobilizados  Aplicação no Mercado de Capitais, Fundos, etc. Caixa Banco
  • 16. Principais Ferramentas de Gerenciamento Financeiro Controle de Caixa Controle de Conta Corrente Conciliação Bancária Contas a Pagar Contas a Receber Fluxo de Caixa Controle dos Ativos Circulantes Arquivo de Documentos
  • 17. Fontes de Financiamento • Recursos Próprios ou de Terceiros?
  • 18. Fontes de Financiamento Curto PrazoCurto Prazo  Desconto de Duplicatas  Empréstimos Bancários  Crédito Direto ao Consumidor  Crédito Mercantil Médio e Longo PrazoMédio e Longo Prazo  Fundos Especiais de Instituições Bancárias  Recursos Captados no Exterior  Debêntures  Recursos Próprios
  • 19. Tipos de InvestimentoTipos de Investimento • ExpansãoExpansão – Aumento do nível de operações da empresa porAumento do nível de operações da empresa por meio da aquisição de ativos produtivos.meio da aquisição de ativos produtivos.
  • 20. Tipos de Investimento • Substituição – Investimento que visa renovar ativos obsoletos ou desgastados pelo uso.
  • 21. Tipos de Investimento • Renovação – Investimento alternativo à substituição que envolve a reconstrução, reforma ou ajuste dos ativos permanentes de forma a melhorar a eficiência da empresa.
  • 22. Tipos de Investimento • Outros – Investimentos que envolvem o dispêndio de recursos em atividades de longo prazo na expectativa de obter benefícios futuros, como investimentos em publicidade, em pesquisa e desenvolvimento ou em consultoria de gestão.
  • 23. Capital de Giro • Representa a quantidade de dinheiro que a empresa utiliza para movimentar seus negócios. • Envolve: – Estoques; – Dinheiro em Caixa e em Bancos; – Contas a Receber; – Salários e Encargos; – Aluguel; – Contas de Luz, Água, Telefone, etc.
  • 24. Necessidade de Capital de Giro Aumenta Quando:Aumenta Quando: • Vendas com prazo longo de pagamento • Cobrança Ineficiente • Compras à Vista • Elevados Estoques • Giro Lento dos Estoques • Compra de Ativos não Operacionais • Retiradas Excessivas Reduz Quando:Reduz Quando: • Vendas à Vista • Cobrança Eficiente • Reinvestimento dos Lucros • Maior Lucratividade do Negócio • Giro Rápido de Estoque • Venda de Ativos Desnecessários ao Negócio • Aumento do Capital com Recursos Próprios
  • 25. Ciclo de Caixa • É o tempo necessário para que uma aplicação de dinheiro em insumos circule inteiramente, desde a compra de matérias primas e o pagamento do pessoal até o recebimento pela venda do produto/serviço ao cliente. EstoquesCaixa Valores a Receber
  • 26. Fluxo de Caixa • É o movimento de entradas e saídas de recurso do caixa. EntradasEntradas SaídasSaídas
  • 27. Crédito • Políticas de Crédito – Indica as bases para concessão de crédito ao cliente e o valor máximo desse crédito. – Dependem de: • Volume de Vendas • Período Médio de Cobrança • Perda com Devedores Incobráveis
  • 28. Crédito • Condições de Crédito – Constituem as condições de pagamento exigidas dos clientes que compram a prazo. – Costumam especificar: • Desconto para pagamentos antecipados • Período de desconto no qual o cliente pode pagar com desconto • Período de crédito, ou seja, prazo determinado para o cliente efetuar o pagamento
  • 29. Crédito • Políticas de Cobrança – Representam os procedimentos adotados pela empresa para o recebimento das contas a receber nas datas de seus vencimentos.
  • 30. Balanço Patrimonial • É a representação contábil da situação econômico- financeira da empresa, sendo sua elaboração obrigatória pela legislação, com uma periodicidade mínima anual
  • 31. Balanço Patrimonial AtivoAtivo PassivoPassivo DisponibilidadesDisponibilidades FornecedoresFornecedores Duplicatas a ReceberDuplicatas a Receber Empréstimos de TerceirosEmpréstimos de Terceiros Ativo PermanenteAtivo Permanente Patrimônio LíquidoPatrimônio Líquido EstoquesEstoques Capital SocialCapital Social ImobilizadoImobilizado Lucros AcumuladosLucros Acumulados Ativo TotalAtivo Total Passivo Total + PL TotalPassivo Total + PL Total Ativo Total = Passivo Total + Patrimônio LíquidoAtivo Total = Passivo Total + Patrimônio Líquido
  • 32. Balanço Patrimonial • Ativo – O lado esquerdo do balanço é composto de bens e direitos pertencentes à empresa. • Passivo – O lado direito do balanço é composto de obrigações com credores e terceiros.
  • 33. Indicadores Econômico Financeiros • Índice de Liquidez – Avalia as condições de cumprimento das obrigações de curto prazo • Índice de Alavancagem – Mede em que extensão a empresa está sendo financiada com recursos de terceiros • Índice de Atividade – Avalia a eficácia com que a empresa está utilizando seus recursos • Índice de Rentabilidade – Mede o retorno gerado pelo investimento e pelas vendas
  • 34. Indicadores de Desempenho • Cálculo do Retorno Sobre Investimentos Pode-se aumentar o ROI de duas maneiras: Gerando mais vendas para cada quantia investida; Aumentando a margem de lucro sobre o valor das vendas