SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Módulo 3
Processos Emocionais
Psicologia – Ensino Profissional
Profº António Moreira
Definição
Emoção
 Experiências subjetivas desencadeadas por um
acontecimento, pessoa, situação, podendo ser
acompanhadas por reações orgânicas, gestos, movimentos
e expressões vocais.
Emoções Primárias ou Universais
A. Alegria
B. Tristeza
C. Medo
D. Cólera
E. Surpresa
F. Aversão
1 2 3
4 5 6
Componentes das Emoções
No dia de Natal recebeste uma
consola e 2 jogos.
O teu primo de 5 anos pôs um dos
jogos no lavatório cheio de água.
Tu ficaste furioso/a.
1. Componente cognitiva – é o
conhecimento de um facto:
o teu primo meteu o teu
jogo na água.
2. Componente fisiológica –
refere-se às manifestações
orgânicas da emoção: face
ao incidente, o teu coração
começou a bater mais
depressa, a respiração ficou
mais rápida, aumentou a
tensão muscular; ficaste
branco/a de raiva porque os
vasos sanguíneos periféricos
contraíram-se.
3. Componente comportamental –
conjunto de comportamentos
desencadeados pela emoção:
tentaste conter palavras duras
dirigidas ao teu primo, optando
por esboçar um sorriso de
conveniência, minimizando por
palavras o efeito do acidente;
controlaste-te porque
antecipaste o efeito de
manifestações agressivas que
afetariam a tua imagem como
pessoa bem-educada e
equilibrada.
Inteligência Emocional
 De acordo com Daniel
Goleman, a inteligência
não se pode resumir à
dimensão cognitiva, por
isso apresentou o
conceito de Inteligência
Emocional
 Esta inteligência tem um
importante valor
adaptativo nos desafios
do dia a dia;
 Concluiu-se que as
pessoas com altos níveis
de inteligência emocional
têm mais sucesso na sua
carreira profissional e nas
relações afetivas com os
outros.
 A inteligência emocional é a
capacidade de:
 Conhecer e controlar as suas
próprias emoções;
 Reconhecer, compreender as
emoções dos outros e
responder de modo
adequado;
 Enfrentar e resolver uma
situação emocionalmente
instável .
Quociente Emocional
 Segundo Goleman, a inteligência emocional distingue-se da
cognitiva, contudo, funciona de forma integrada com esta.
 Estes dois tipos de inteligência não se opõem, articulam-se,
complementam-se – são interdependentes.
 O sentido da responsabilidade, a capacidade de comunicação e a
criatividade são algumas das características das pessoas
emocionalmente inteligentes.
 O quociente emocional (QE) é uma medida que resulta de uma
avaliação das capacidades de inteligência emocional, e chega-se a
esta medida através da aplicação de testes.
 A sua avaliação deve ser tomada com carácter indicativo.
Gestão das Emoções
 Daniel Goleman defende que é possível desenvolvermos a
nossa inteligência emocional permitindo-nos reagir melhor
às situações – ao melhorarmos a nossa inteligência
emocional melhoramos o nosso desempenho a nível
intelectual.
 Goleman e outros autores têm apresentado um conjunto
de sugestões para fazermos a gestão das emoções e, assim,
desenvolvermos a inteligência emocional:
1. Autoconhecimento
emocional
•É o conhecimento que o indivíduo tem de si próprio;
•É a base da inteligência emocional porque só depois de uma
pessoa ter consciência dos seus sentimentos e emoções é que
pode compreender o que acontece com os outros e com as
situações vividas.
2. Autocontrolo
•É a capacidade de gerir o nosso estado interior, as emoções,
canalizando-as para um comportamento adaptado, apropriado
às diferentes situações.
3. Automotivação
•É importante direcionar emoções para atingir as metas, os
objetivos estabelecidos;
•As emoções podem facilitar que alcancemos os nossos
objetivos, que podem mais facilmente ser alcançados através
do empenho, da iniciativa e do otimismo.
4. Empatia
•Reconhecer as emoções, sentimentos, necessidades e
preocupações das outras pessoas e ser capaz de se colocar no
seu lugar;
•Esta competência permite compreender os outros, para uma
melhor gestão das relações.
5. Gestão dos
relacionamentos
pessoais
•Aptidão e facilidade de relacionamento: resolução de
conflitos, negociação, coesão de grupo;
•Este ponto é muito valorizado ao nível das organizações.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Emoções básicas
Emoções básicasEmoções básicas
Emoções básicas
Dalila Melo
 
Comportamento Emocional
Comportamento EmocionalComportamento Emocional
Comportamento Emocional
Tiago Malta
 
Emoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e AfectosEmoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e Afectos
guested634f
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
Jorge Barbosa
 
Afetos, emoções e sentimentos
Afetos, emoções e sentimentosAfetos, emoções e sentimentos
Afetos, emoções e sentimentos
Clécio Doroteu
 
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedorInteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
Yonara Mateus
 

Mais procurados (18)

Emoções básicas
Emoções básicasEmoções básicas
Emoções básicas
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Enoções
EnoçõesEnoções
Enoções
 
Emoção
EmoçãoEmoção
Emoção
 
Comportamento Emocional
Comportamento EmocionalComportamento Emocional
Comportamento Emocional
 
Regulação emocional
Regulação emocionalRegulação emocional
Regulação emocional
 
Emoções e sentimentos.pptx
Emoções e sentimentos.pptxEmoções e sentimentos.pptx
Emoções e sentimentos.pptx
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
AS EMOÇÕES
 
Mente asemcoes
Mente asemcoesMente asemcoes
Mente asemcoes
 
Emoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e AfectosEmoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e Afectos
 
A linguagem das_emocoes_paul_ekman
A linguagem das_emocoes_paul_ekmanA linguagem das_emocoes_paul_ekman
A linguagem das_emocoes_paul_ekman
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
 
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
 
EMOÇÕES
EMOÇÕESEMOÇÕES
EMOÇÕES
 
Batalhas10 emoçoes
Batalhas10   emoçoesBatalhas10   emoçoes
Batalhas10 emoçoes
 
Afetos, emoções e sentimentos
Afetos, emoções e sentimentosAfetos, emoções e sentimentos
Afetos, emoções e sentimentos
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
 
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedorInteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
 

Destaque

Prevencao incendios explosoes
Prevencao incendios explosoesPrevencao incendios explosoes
Prevencao incendios explosoes
Geraldo Martins
 
Curso para formação de cipeiros
Curso para formação de cipeirosCurso para formação de cipeiros
Curso para formação de cipeiros
Gabriela Mendes
 
SegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade Mod I
SegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade     Mod ISegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade     Mod I
SegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade Mod I
Santos de Castro
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
Raylson Rabelo
 
NR10 - Riscos Elétricos
NR10 - Riscos ElétricosNR10 - Riscos Elétricos
NR10 - Riscos Elétricos
Iago Mendes
 
Primeiros socorros trabalho em altura 2014
Primeiros socorros trabalho em altura  2014Primeiros socorros trabalho em altura  2014
Primeiros socorros trabalho em altura 2014
Clemilson Souza
 
Apresentação nr10 senac
Apresentação   nr10   senacApresentação   nr10   senac
Apresentação nr10 senac
Fernando Mendes
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
Daniel Moura
 

Destaque (20)

Programas de segurança na empresa
Programas de segurança na empresaProgramas de segurança na empresa
Programas de segurança na empresa
 
Palestra segurança em eletricidade na construção civil
Palestra   segurança em eletricidade na construção civilPalestra   segurança em eletricidade na construção civil
Palestra segurança em eletricidade na construção civil
 
Nocoes seg-hig
Nocoes seg-higNocoes seg-hig
Nocoes seg-hig
 
Prevencao incendios explosoes
Prevencao incendios explosoesPrevencao incendios explosoes
Prevencao incendios explosoes
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
 
Má iluminação
Má iluminaçãoMá iluminação
Má iluminação
 
TCC Plano de consultoria Hospitalar
TCC Plano de consultoria HospitalarTCC Plano de consultoria Hospitalar
TCC Plano de consultoria Hospitalar
 
Nr10 desenvolvimento volnei feliciano
Nr10 desenvolvimento volnei felicianoNr10 desenvolvimento volnei feliciano
Nr10 desenvolvimento volnei feliciano
 
Curso para formação de cipeiros
Curso para formação de cipeirosCurso para formação de cipeiros
Curso para formação de cipeiros
 
SegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade Mod I
SegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade     Mod ISegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade     Mod I
SegurançA Em InstalaçõEs E ServiçOs Com Eletricidade Mod I
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
 
Posturas nos cuidados corporais
Posturas nos cuidados corporaisPosturas nos cuidados corporais
Posturas nos cuidados corporais
 
Curso de segurança com eletricidade pela NR 10
Curso de segurança com eletricidade pela NR 10Curso de segurança com eletricidade pela NR 10
Curso de segurança com eletricidade pela NR 10
 
NR 10 - Riscos eletricos
NR 10 - Riscos eletricosNR 10 - Riscos eletricos
NR 10 - Riscos eletricos
 
NR10 - Riscos Elétricos
NR10 - Riscos ElétricosNR10 - Riscos Elétricos
NR10 - Riscos Elétricos
 
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
 
Primeiros socorros trabalho em altura 2014
Primeiros socorros trabalho em altura  2014Primeiros socorros trabalho em altura  2014
Primeiros socorros trabalho em altura 2014
 
Trabalho de segurança em eletricidade nr 10
Trabalho de segurança em eletricidade nr 10Trabalho de segurança em eletricidade nr 10
Trabalho de segurança em eletricidade nr 10
 
Apresentação nr10 senac
Apresentação   nr10   senacApresentação   nr10   senac
Apresentação nr10 senac
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
 

Semelhante a Emocoes

O desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educaçãoO desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educação
Tarciane Morais
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdfPROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdf
vilcielepazebem
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
Jorge Barbosa
 

Semelhante a Emocoes (20)

O desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educaçãoO desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educação
 
Desenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocionalDesenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocional
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional
 
Emoção
EmoçãoEmoção
Emoção
 
inteligência emocional PARTE 1.pptx
inteligência emocional PARTE 1.pptxinteligência emocional PARTE 1.pptx
inteligência emocional PARTE 1.pptx
 
EMOÇÕES.pdf
EMOÇÕES.pdfEMOÇÕES.pdf
EMOÇÕES.pdf
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Psicologia: Cognição
Psicologia:  Cognição Psicologia:  Cognição
Psicologia: Cognição
 
Escola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência EmocionalEscola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência Emocional
 
O SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRAL
O SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRALO SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRAL
O SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRAL
 
António Damásio
António DamásioAntónio Damásio
António Damásio
 
Int. emocional
Int. emocionalInt. emocional
Int. emocional
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdfPROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSEMOÇÕES.pdf
 
Revisao Psicologia Cognitiva P2.pptx
Revisao Psicologia Cognitiva P2.pptxRevisao Psicologia Cognitiva P2.pptx
Revisao Psicologia Cognitiva P2.pptx
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 

Mais de António Moreira (18)

5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
 
1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt
 
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
 
1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
 
Tf03991830 win32
Tf03991830 win32Tf03991830 win32
Tf03991830 win32
 
Inteligencias multiplas
Inteligencias multiplasInteligencias multiplas
Inteligencias multiplas
 
Escolamod3
Escolamod3Escolamod3
Escolamod3
 
Amotivao
AmotivaoAmotivao
Amotivao
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Ainstituiofamiliar
AinstituiofamiliarAinstituiofamiliar
Ainstituiofamiliar
 
A familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-pointA familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-point
 
Donaldsupereodesenvolvimentoprofissional
DonaldsupereodesenvolvimentoprofissionalDonaldsupereodesenvolvimentoprofissional
Donaldsupereodesenvolvimentoprofissional
 
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
EriksoneodesenvolvimentopsicossocialEriksoneodesenvolvimentopsicossocial
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
 
Freudeodesenvolvimento
FreudeodesenvolvimentoFreudeodesenvolvimento
Freudeodesenvolvimento
 
Life spanpiaget
Life spanpiagetLife spanpiaget
Life spanpiaget
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
 

Emocoes

  • 1. Módulo 3 Processos Emocionais Psicologia – Ensino Profissional Profº António Moreira
  • 2. Definição Emoção  Experiências subjetivas desencadeadas por um acontecimento, pessoa, situação, podendo ser acompanhadas por reações orgânicas, gestos, movimentos e expressões vocais.
  • 3. Emoções Primárias ou Universais A. Alegria B. Tristeza C. Medo D. Cólera E. Surpresa F. Aversão 1 2 3 4 5 6
  • 4. Componentes das Emoções No dia de Natal recebeste uma consola e 2 jogos. O teu primo de 5 anos pôs um dos jogos no lavatório cheio de água. Tu ficaste furioso/a.
  • 5. 1. Componente cognitiva – é o conhecimento de um facto: o teu primo meteu o teu jogo na água. 2. Componente fisiológica – refere-se às manifestações orgânicas da emoção: face ao incidente, o teu coração começou a bater mais depressa, a respiração ficou mais rápida, aumentou a tensão muscular; ficaste branco/a de raiva porque os vasos sanguíneos periféricos contraíram-se. 3. Componente comportamental – conjunto de comportamentos desencadeados pela emoção: tentaste conter palavras duras dirigidas ao teu primo, optando por esboçar um sorriso de conveniência, minimizando por palavras o efeito do acidente; controlaste-te porque antecipaste o efeito de manifestações agressivas que afetariam a tua imagem como pessoa bem-educada e equilibrada.
  • 6. Inteligência Emocional  De acordo com Daniel Goleman, a inteligência não se pode resumir à dimensão cognitiva, por isso apresentou o conceito de Inteligência Emocional
  • 7.  Esta inteligência tem um importante valor adaptativo nos desafios do dia a dia;  Concluiu-se que as pessoas com altos níveis de inteligência emocional têm mais sucesso na sua carreira profissional e nas relações afetivas com os outros.  A inteligência emocional é a capacidade de:  Conhecer e controlar as suas próprias emoções;  Reconhecer, compreender as emoções dos outros e responder de modo adequado;  Enfrentar e resolver uma situação emocionalmente instável .
  • 8. Quociente Emocional  Segundo Goleman, a inteligência emocional distingue-se da cognitiva, contudo, funciona de forma integrada com esta.  Estes dois tipos de inteligência não se opõem, articulam-se, complementam-se – são interdependentes.  O sentido da responsabilidade, a capacidade de comunicação e a criatividade são algumas das características das pessoas emocionalmente inteligentes.  O quociente emocional (QE) é uma medida que resulta de uma avaliação das capacidades de inteligência emocional, e chega-se a esta medida através da aplicação de testes.  A sua avaliação deve ser tomada com carácter indicativo.
  • 9. Gestão das Emoções  Daniel Goleman defende que é possível desenvolvermos a nossa inteligência emocional permitindo-nos reagir melhor às situações – ao melhorarmos a nossa inteligência emocional melhoramos o nosso desempenho a nível intelectual.  Goleman e outros autores têm apresentado um conjunto de sugestões para fazermos a gestão das emoções e, assim, desenvolvermos a inteligência emocional:
  • 10. 1. Autoconhecimento emocional •É o conhecimento que o indivíduo tem de si próprio; •É a base da inteligência emocional porque só depois de uma pessoa ter consciência dos seus sentimentos e emoções é que pode compreender o que acontece com os outros e com as situações vividas. 2. Autocontrolo •É a capacidade de gerir o nosso estado interior, as emoções, canalizando-as para um comportamento adaptado, apropriado às diferentes situações. 3. Automotivação •É importante direcionar emoções para atingir as metas, os objetivos estabelecidos; •As emoções podem facilitar que alcancemos os nossos objetivos, que podem mais facilmente ser alcançados através do empenho, da iniciativa e do otimismo. 4. Empatia •Reconhecer as emoções, sentimentos, necessidades e preocupações das outras pessoas e ser capaz de se colocar no seu lugar; •Esta competência permite compreender os outros, para uma melhor gestão das relações. 5. Gestão dos relacionamentos pessoais •Aptidão e facilidade de relacionamento: resolução de conflitos, negociação, coesão de grupo; •Este ponto é muito valorizado ao nível das organizações.