SlideShare uma empresa Scribd logo
Psicologia Cursos Profissionais
Psicologia – Cursos Profissionais
Prof.: António Moreira
Módulo 6
1. Diferença: delimitação
e problematização
Módulo 6
Da diferença dos comportamentos à
diferenciação na intervenção
1. Diferença: delimitação e problematização
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Basicamente, ser diferente é não ser igual
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Mas será que ser diferente será sinónimo de ser desigual?
Ter uma diferença, ser diferente, significa, de forma
simples, não integrarmos uma categoria ou não
apresentarmos uma correspondência com uma
referência num dado processo de comparação.
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Existem tantas variáveis possíveis nesta equação que o
mais certo será encontrarmos simultaneamente aspetos
que nos aproximam e aspetos que nos distinguem
quando nos comparamos com alguém.
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
“Eu não sou diferente por estar numa
cadeira de rodas. A diferença depende
daquilo a que nos comparamos. Se me
comparam com uma pessoa sem
deficiência, sou diferente porque não
consigo andar. Se me compraram com
uma pessoa idosa, sou diferente porque
sou mais nova. Se me comparam a um
homem, sou diferente porque sou
mulher. Mas se me comparam com uma
pessoa de cor branca sou igual. Se me
compraram com uma mulher sou igual,
se me comparam com uma pessoa da
minha idade sou igual.”
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Se, por exemplo, só podemos comparar características
físicas e traços de personalidade, tradições culturais,
indivíduos, grupos, comunidades, regiões/espaços e
épocas/tempos, com outros aspetos do mesmo género,
então a diferença será sempre um resultado relativo (só
somos diferentes em relação a algo dentro do mesmo
género com que nos comparamos)
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Quando procuramos perceber se somos iguais ou
diferentes dos outros podemos comparar-nos:
- Utilizando aspetos individuais (diferenças físicas,
interesses, ideias, valores, aspirações, orientação sexual,
etc.)
- Utilizando os nossos grupos de pertença (homens,
mulheres, jovens, idosos)
- Utilizando referências mais abrangentes, as
comunidades que integramos. (Chineses e portugueses)
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Conclusões:
- Ser diferente não é um absoluto, é sempre relativo a algo
com que somos comparados
- Todos somos simultaneamente diferentes e iguais, pois
somos diferentes em certos aspetos e iguais noutros.
- Ser diferente não é ser anormal, e ser igual não é o
normal. Tudo depende daquilo com que nos comparamos.
- Normal é ser diferente e, simultaneamente, igual.
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Os seres humanos são diferentes!
Diferenças
Biológicas Psicológicas Ideológicas Culturais
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Mas então porque é que prestamos mais atenção às
diferenças do que às semelhanças?
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais
Embora ambas sejam importantes nas nossas relações
com o mundo e construção da nossa identidade, as
semelhanças tendem a fornecer-nos estabilidade, a
validar os nossos comportamentos, ideias e valores. Pelo
contrário, as diferenças conduzem-nos ao questionamento
e à dúvida sobre os nossos pontos de referência
Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção
Psicologia Cursos Profissionais Fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Socialização.
Socialização.Socialização.
Socialização.
Nuno Cunha
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
Lucas Almeida Sá
 
Papéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociaisPapéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociais
Núriaa Gourgel
 
A construção da identidade social
A construção da identidade socialA construção da identidade social
A construção da identidade social
José Luiz Costa
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
Laércio Góes
 
PERSONALIDADE
PERSONALIDADEPERSONALIDADE
PERSONALIDADE
Leticia Costa
 
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
António Moreira
 
Sensação e Percepção
Sensação e PercepçãoSensação e Percepção
Sensação e Percepção
Nilson Dias Castelano
 
Igualdade de Género
Igualdade de GéneroIgualdade de Género
Igualdade de Género
Ana Lúcia Francisco
 
Comportamento social-v1
Comportamento social-v1Comportamento social-v1
Comportamento social-v1
Nilson Dias Castelano
 
O conformismo
O conformismoO conformismo
Filogénese e Ontogénese
Filogénese e OntogéneseFilogénese e Ontogénese
Filogénese e Ontogénese
Jorge Barbosa
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
pief2
 
Trabalho de sociologia (1)
Trabalho de sociologia (1)Trabalho de sociologia (1)
Trabalho de sociologia (1)
Daniel Nunes
 
A socialização
A socializaçãoA socialização
A socialização
aintazambuja
 
Identidade Pessoal Personalidade
Identidade Pessoal   PersonalidadeIdentidade Pessoal   Personalidade
Identidade Pessoal Personalidade
Carlos Pessoa
 
Cognição social
Cognição socialCognição social
Cognição social
Josevânia Silva
 
psicologia social
psicologia socialpsicologia social
psicologia social
faculdadeteologica
 
O desenvolvimento humano
O desenvolvimento humanoO desenvolvimento humano
O desenvolvimento humano
Jaime Soares
 
Perceção
PerceçãoPerceção
Perceção
psicologiaazambuja
 

Mais procurados (20)

Socialização.
Socialização.Socialização.
Socialização.
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
 
Papéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociaisPapéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociais
 
A construção da identidade social
A construção da identidade socialA construção da identidade social
A construção da identidade social
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
 
PERSONALIDADE
PERSONALIDADEPERSONALIDADE
PERSONALIDADE
 
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
2_ a inevitabilidade das diferenças.ppt
 
Sensação e Percepção
Sensação e PercepçãoSensação e Percepção
Sensação e Percepção
 
Igualdade de Género
Igualdade de GéneroIgualdade de Género
Igualdade de Género
 
Comportamento social-v1
Comportamento social-v1Comportamento social-v1
Comportamento social-v1
 
O conformismo
O conformismoO conformismo
O conformismo
 
Filogénese e Ontogénese
Filogénese e OntogéneseFilogénese e Ontogénese
Filogénese e Ontogénese
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
 
Trabalho de sociologia (1)
Trabalho de sociologia (1)Trabalho de sociologia (1)
Trabalho de sociologia (1)
 
A socialização
A socializaçãoA socialização
A socialização
 
Identidade Pessoal Personalidade
Identidade Pessoal   PersonalidadeIdentidade Pessoal   Personalidade
Identidade Pessoal Personalidade
 
Cognição social
Cognição socialCognição social
Cognição social
 
psicologia social
psicologia socialpsicologia social
psicologia social
 
O desenvolvimento humano
O desenvolvimento humanoO desenvolvimento humano
O desenvolvimento humano
 
Perceção
PerceçãoPerceção
Perceção
 

Semelhante a 1_ser_diferente.ppt

5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
António Moreira
 
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
Thayane Victoriano
 
PNL 01
PNL 01PNL 01
Psicologia ciência do comportamento.pdf
Psicologia ciência do comportamento.pdfPsicologia ciência do comportamento.pdf
Psicologia ciência do comportamento.pdf
KellyCristianyRodrig
 
Os processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição socialOs processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição social
Marcelo Anjos
 
Slide - Lorena
Slide - LorenaSlide - Lorena
Slide - Lorena
EdinhaSantos
 
Conduta Ética - Prof. Reinaldo Bulgarelli
Conduta Ética - Prof. Reinaldo BulgarelliConduta Ética - Prof. Reinaldo Bulgarelli
Conduta Ética - Prof. Reinaldo Bulgarelli
Sustentare Escola de Negócios
 
Sustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo Bulgarelli
Sustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo BulgarelliSustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo Bulgarelli
Sustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo Bulgarelli
Reinaldo Bulgarelli
 
Aula de dinâmica de grupos
Aula de dinâmica de gruposAula de dinâmica de grupos
Aula de dinâmica de grupos
Rudolf Rotchild Costa Cavalcante
 
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
Filipe Leal
 
Neuro linguistica aplicada
Neuro linguistica aplicadaNeuro linguistica aplicada
Neuro linguistica aplicada
Robson S
 
Valores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffff
Valores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffffValores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffff
Valores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffff
lindaromysimoes
 
Aula 02 auxiliar de escritório
Aula 02 auxiliar de escritórioAula 02 auxiliar de escritório
Aula 02 auxiliar de escritório
Homero Alves de Lima
 
Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13
Betty Casadei
 
Assistente Administrativo
Assistente AdministrativoAssistente Administrativo
Assistente Administrativo
Liberty Ensino
 
Gestão Estratégica de pessoas
Gestão Estratégica de pessoasGestão Estratégica de pessoas
Gestão Estratégica de pessoas
Adeildo Caboclo
 
O Segredo da convivência
O Segredo da convivênciaO Segredo da convivência
O Segredo da convivência
Instituto de Thalentos
 
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@sSaúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Cartilha saudementalna escola
Cartilha saudementalna escolaCartilha saudementalna escola
Cartilha saudementalna escola
Patrícia Müller
 
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeTrabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Susana Cardoso
 

Semelhante a 1_ser_diferente.ppt (20)

5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
5_Dierenças_em_funcao_do_genero.ppt
 
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
 
PNL 01
PNL 01PNL 01
PNL 01
 
Psicologia ciência do comportamento.pdf
Psicologia ciência do comportamento.pdfPsicologia ciência do comportamento.pdf
Psicologia ciência do comportamento.pdf
 
Os processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição socialOs processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição social
 
Slide - Lorena
Slide - LorenaSlide - Lorena
Slide - Lorena
 
Conduta Ética - Prof. Reinaldo Bulgarelli
Conduta Ética - Prof. Reinaldo BulgarelliConduta Ética - Prof. Reinaldo Bulgarelli
Conduta Ética - Prof. Reinaldo Bulgarelli
 
Sustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo Bulgarelli
Sustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo BulgarelliSustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo Bulgarelli
Sustentare - Aula Conduta Ética, prof Reinaldo Bulgarelli
 
Aula de dinâmica de grupos
Aula de dinâmica de gruposAula de dinâmica de grupos
Aula de dinâmica de grupos
 
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
 
Neuro linguistica aplicada
Neuro linguistica aplicadaNeuro linguistica aplicada
Neuro linguistica aplicada
 
Valores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffff
Valores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffffValores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffff
Valores 9º ano.pptxffggggrgrfffffffffffffffffffff
 
Aula 02 auxiliar de escritório
Aula 02 auxiliar de escritórioAula 02 auxiliar de escritório
Aula 02 auxiliar de escritório
 
Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13
 
Assistente Administrativo
Assistente AdministrativoAssistente Administrativo
Assistente Administrativo
 
Gestão Estratégica de pessoas
Gestão Estratégica de pessoasGestão Estratégica de pessoas
Gestão Estratégica de pessoas
 
O Segredo da convivência
O Segredo da convivênciaO Segredo da convivência
O Segredo da convivência
 
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@sSaúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
 
Cartilha saudementalna escola
Cartilha saudementalna escolaCartilha saudementalna escola
Cartilha saudementalna escola
 
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeTrabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
 

Mais de António Moreira

1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt
António Moreira
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
António Moreira
 
Tf03991830 win32
Tf03991830 win32Tf03991830 win32
Tf03991830 win32
António Moreira
 
Inteligencias multiplas
Inteligencias multiplasInteligencias multiplas
Inteligencias multiplas
António Moreira
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
António Moreira
 
Mente asemcoes
Mente asemcoesMente asemcoes
Mente asemcoes
António Moreira
 
Emocoes
EmocoesEmocoes
Amotivao
AmotivaoAmotivao
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
António Moreira
 
Emocoes
EmocoesEmocoes
Ainstituiofamiliar
AinstituiofamiliarAinstituiofamiliar
Ainstituiofamiliar
António Moreira
 
A familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-pointA familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-point
António Moreira
 
Donaldsupereodesenvolvimentoprofissional
DonaldsupereodesenvolvimentoprofissionalDonaldsupereodesenvolvimentoprofissional
Donaldsupereodesenvolvimentoprofissional
António Moreira
 
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
EriksoneodesenvolvimentopsicossocialEriksoneodesenvolvimentopsicossocial
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
António Moreira
 
Freudeodesenvolvimento
FreudeodesenvolvimentoFreudeodesenvolvimento
Freudeodesenvolvimento
António Moreira
 
Life spanpiaget
Life spanpiagetLife spanpiaget
Life spanpiaget
António Moreira
 
Cultura
CulturaCultura
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
António Moreira
 

Mais de António Moreira (19)

1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt1_ser_diferente.ppt
1_ser_diferente.ppt
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
 
Tf03991830 win32
Tf03991830 win32Tf03991830 win32
Tf03991830 win32
 
Inteligencias multiplas
Inteligencias multiplasInteligencias multiplas
Inteligencias multiplas
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Mente asemcoes
Mente asemcoesMente asemcoes
Mente asemcoes
 
Emocoes
EmocoesEmocoes
Emocoes
 
Escolamod3
Escolamod3Escolamod3
Escolamod3
 
Amotivao
AmotivaoAmotivao
Amotivao
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Emocoes
EmocoesEmocoes
Emocoes
 
Ainstituiofamiliar
AinstituiofamiliarAinstituiofamiliar
Ainstituiofamiliar
 
A familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-pointA familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-point
 
Donaldsupereodesenvolvimentoprofissional
DonaldsupereodesenvolvimentoprofissionalDonaldsupereodesenvolvimentoprofissional
Donaldsupereodesenvolvimentoprofissional
 
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
EriksoneodesenvolvimentopsicossocialEriksoneodesenvolvimentopsicossocial
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
 
Freudeodesenvolvimento
FreudeodesenvolvimentoFreudeodesenvolvimento
Freudeodesenvolvimento
 
Life spanpiaget
Life spanpiagetLife spanpiaget
Life spanpiaget
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
 

Último

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 

Último (20)

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 

1_ser_diferente.ppt

  • 1. Psicologia Cursos Profissionais Psicologia – Cursos Profissionais Prof.: António Moreira Módulo 6 1. Diferença: delimitação e problematização
  • 2. Módulo 6 Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção 1. Diferença: delimitação e problematização Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 3. Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 4. Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 5. Basicamente, ser diferente é não ser igual Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 6. Mas será que ser diferente será sinónimo de ser desigual? Ter uma diferença, ser diferente, significa, de forma simples, não integrarmos uma categoria ou não apresentarmos uma correspondência com uma referência num dado processo de comparação. Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 7. Existem tantas variáveis possíveis nesta equação que o mais certo será encontrarmos simultaneamente aspetos que nos aproximam e aspetos que nos distinguem quando nos comparamos com alguém. Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 8. “Eu não sou diferente por estar numa cadeira de rodas. A diferença depende daquilo a que nos comparamos. Se me comparam com uma pessoa sem deficiência, sou diferente porque não consigo andar. Se me compraram com uma pessoa idosa, sou diferente porque sou mais nova. Se me comparam a um homem, sou diferente porque sou mulher. Mas se me comparam com uma pessoa de cor branca sou igual. Se me compraram com uma mulher sou igual, se me comparam com uma pessoa da minha idade sou igual.” Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 9. Se, por exemplo, só podemos comparar características físicas e traços de personalidade, tradições culturais, indivíduos, grupos, comunidades, regiões/espaços e épocas/tempos, com outros aspetos do mesmo género, então a diferença será sempre um resultado relativo (só somos diferentes em relação a algo dentro do mesmo género com que nos comparamos) Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 10. Quando procuramos perceber se somos iguais ou diferentes dos outros podemos comparar-nos: - Utilizando aspetos individuais (diferenças físicas, interesses, ideias, valores, aspirações, orientação sexual, etc.) - Utilizando os nossos grupos de pertença (homens, mulheres, jovens, idosos) - Utilizando referências mais abrangentes, as comunidades que integramos. (Chineses e portugueses) Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 11. Conclusões: - Ser diferente não é um absoluto, é sempre relativo a algo com que somos comparados - Todos somos simultaneamente diferentes e iguais, pois somos diferentes em certos aspetos e iguais noutros. - Ser diferente não é ser anormal, e ser igual não é o normal. Tudo depende daquilo com que nos comparamos. - Normal é ser diferente e, simultaneamente, igual. Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 12. Os seres humanos são diferentes! Diferenças Biológicas Psicológicas Ideológicas Culturais Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 13. Mas então porque é que prestamos mais atenção às diferenças do que às semelhanças? Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais
  • 14. Embora ambas sejam importantes nas nossas relações com o mundo e construção da nossa identidade, as semelhanças tendem a fornecer-nos estabilidade, a validar os nossos comportamentos, ideias e valores. Pelo contrário, as diferenças conduzem-nos ao questionamento e à dúvida sobre os nossos pontos de referência Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção Psicologia Cursos Profissionais Fim