SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
A Cultura do Espaço Virtual
Apresentação concebida para o Curso
Profissional de Turismo – Módulo 10
http://divulgacaohistoria.wordpress.com/
Vias de expressão da arte portuguesa contemporânea
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 1
Até ao 25 de Abril de 1974, Portugal esteve isolado, com a
censura, a polícia política e a guerra colonial;
Apesar desta situação surgiram alguns nomes no panorama
artístico português;
Com a democracia a arte desenvolve-se e surgem por todo o
país galerias e locais de exposição;
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 2
Centro de Arte Moderna (1983);
Centro Cultural de Belém (1993);
Caixa Geral de Depósitos/Culturgest (1994);
Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva (1990);
Museu de Arte Contemporânea de Serralves (1999);
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 3
Nuno Teotónio Pereira, Nuno Portas e outros, Fundação Calouste
Gulbenkian, 1969
O que caracteriza a contemporaneidade portuguesa é:
Uma grande pluralidade;
Espírito de criatividade;
Recurso às inovações tecnológicas;
Adesão às correntes modernas;
Preocupações ecologistas e de salvaguarda do património;
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 4
Távora, Recuperação da
Ribeira/Barredo
Principais arquitetos:
Álvaro Siza Vieira (1933), nascido em Matosinhos é um dos
arquitectos com maior projecção internacional;
Nuno Teotónio Pereira (1922);
Nuno Portas (1934);
Viana de Lima (1913-1991);
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 5
Taveira, Complexo das Amoreiras, 1986
Cassiano Barbosa (1911);
Fernando Távora (1923-2005);
Cabral de Melo (1941);
Alcino Soutinho (1930);
Souto Moura (1952);
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 6
Manuel Graça Dias, Pavilhão
Português na Exposição
Universal de Sevilha, 1992
A partir de 1974 apareceram programas
de apoio às cooperativas de habitação e
de reabilitação de zonas degradadas,
como o famoso projecto SAAL;
A partir dos anos 80 iniciou-se o pós-
modernismo em Portugal;
Na actualidade existem os mesmos
estilos internacionais;
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 7
Ricca, Molheira, Moradia, Funchal, 2005
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 8
Siza Vieira, Pavilhão Português, Expo 98
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 9
Siza Vieira, Museu de Arte Contemporânea de Serralves, 1999
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 10
Souto Moura, Estádio Municipal de Braga
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 11
Principais escultores:
Alberto Carneiro (1937);
João Cutileiro (1937);
José Rodrigues (1938);
Zulmiro de Carvalho (1940);
Pedro Cabrita Reis (1957);
José Pedro Croft (1957);
Rui Chafes (1966);
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 12
Carneiro, Árvores, Flores e Frutos
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 13
Cutileiro, D. Sebastião, 1973,
Passeio das Tágides, Parque das Nações, 1998
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 14
Chafes, Tenho Frio, 2005
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 15
Croft, Sem título, 1985
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 16
Principais pintores:
Ângelo de Sousa (1938);
Álvaro Lapa (1939-2006);
José de Guimarães (1939);
Batarda Fernandes (1943);
Graça Morais (1948);
Mário Botas (1952-1983);
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 17
Xana (1959);
Ana Vidigal (1960);
Pedro Portugal (1936);
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 18
Botas, Máscaras, 1980
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 19
Xana, Gorongosa, 1986
HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 20
Vidigal, Sem título, 1986
Esta a apresentação foi construída tendo por base o manual, História da Cultura e das
Artes, Ana Lídia Pinto e outros, Porto Editora, 2011HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 21

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 8 contextualização histórica
Módulo 8   contextualização históricaMódulo 8   contextualização histórica
Módulo 8 contextualização históricaCarla Freitas
 
Arte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xixArte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xixAna Barreiros
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Ana Barreiros
 
04 a nova complexidade material
04 a nova complexidade material04 a nova complexidade material
04 a nova complexidade materialVítor Santos
 
Módulo 10 - Contexto Histórico Profissional
Módulo 10 - Contexto Histórico ProfissionalMódulo 10 - Contexto Histórico Profissional
Módulo 10 - Contexto Histórico ProfissionalCarla Freitas
 
Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Ana Barreiros
 
Módulo 7 caso prático inicial
Módulo 7   caso prático inicialMódulo 7   caso prático inicial
Módulo 7 caso prático inicialCarla Freitas
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Carlos Vieira
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema Ana Barreiros
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXCarla Freitas
 
Módulo 7 contexto histórico
Módulo 7   contexto históricoMódulo 7   contexto histórico
Módulo 7 contexto históricoCarla Freitas
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ana Barreiros
 
A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3
A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3
A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3Hca Faro
 

Mais procurados (20)

Módulo 8 contextualização histórica
Módulo 8   contextualização históricaMódulo 8   contextualização histórica
Módulo 8 contextualização histórica
 
A cultura da gare
A cultura da gareA cultura da gare
A cultura da gare
 
Arte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xixArte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xix
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 
04 a nova complexidade material
04 a nova complexidade material04 a nova complexidade material
04 a nova complexidade material
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
 
Módulo 10 - Contexto Histórico Profissional
Módulo 10 - Contexto Histórico ProfissionalMódulo 10 - Contexto Histórico Profissional
Módulo 10 - Contexto Histórico Profissional
 
Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900
 
Módulo 7 caso prático inicial
Módulo 7   caso prático inicialMódulo 7   caso prático inicial
Módulo 7 caso prático inicial
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
 
A cultura do palco
A cultura do palcoA cultura do palco
A cultura do palco
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
Módulo 7 contexto histórico
Módulo 7   contexto históricoMódulo 7   contexto histórico
Módulo 7 contexto histórico
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
Modulo 9 de HCA
Modulo 9 de HCAModulo 9 de HCA
Modulo 9 de HCA
 
A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3
A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3
A Morte de Marat, David - A Cultura do Salão: caso prático 3
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
 

Destaque

02 criar é provocar
02 criar é provocar02 criar é provocar
02 criar é provocarVítor Santos
 
05 regresso ao mundo visível
05 regresso ao mundo visível05 regresso ao mundo visível
05 regresso ao mundo visívelVítor Santos
 
01 o fenómeno da globalização alunos
01 o fenómeno da globalização alunos01 o fenómeno da globalização alunos
01 o fenómeno da globalização alunosVítor Santos
 
03 os caminhos da abstração formal
03 os caminhos da abstração formal03 os caminhos da abstração formal
03 os caminhos da abstração formalVítor Santos
 
05 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 205 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 2Vítor Santos
 
05 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 105 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 1Vítor Santos
 
Exame mod 4 2 taar - correção
Exame mod 4  2 taar - correçãoExame mod 4  2 taar - correção
Exame mod 4 2 taar - correçãoteresagoncalves
 
04 para alem do impressionismo
04 para alem do impressionismo04 para alem do impressionismo
04 para alem do impressionismoVítor Santos
 
03 arte neoclássica
03 arte neoclássica03 arte neoclássica
03 arte neoclássicavitormbsantos
 
01 das revoluções à revolução blogue
01 das revoluções à revolução blogue01 das revoluções à revolução blogue
01 das revoluções à revolução blogueVítor Santos
 
01 euforia das invenções alunos
01 euforia das invenções alunos01 euforia das invenções alunos
01 euforia das invenções alunosVítor Santos
 
01 a velocidade impoe se drive
01 a velocidade impoe se drive01 a velocidade impoe se drive
01 a velocidade impoe se driveVítor Santos
 
03 um novo olhar sobre o real
03 um novo olhar sobre o real03 um novo olhar sobre o real
03 um novo olhar sobre o realVítor Santos
 
05 mundo novo formas novas
05 mundo novo formas novas05 mundo novo formas novas
05 mundo novo formas novasVítor Santos
 
05 europa para o mundo
05 europa para o mundo05 europa para o mundo
05 europa para o mundoVítor Santos
 
Exame do Módulo 5 de HCA - Proposta de correção
Exame do Módulo 5  de HCA - Proposta de correçãoExame do Módulo 5  de HCA - Proposta de correção
Exame do Módulo 5 de HCA - Proposta de correçãoteresagoncalves
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedralVítor Santos
 
Apresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira Rodrigues
Apresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira RodriguesApresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira Rodrigues
Apresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira RodriguesElvira Rodrigues
 

Destaque (20)

02 criar é provocar
02 criar é provocar02 criar é provocar
02 criar é provocar
 
05 regresso ao mundo visível
05 regresso ao mundo visível05 regresso ao mundo visível
05 regresso ao mundo visível
 
01 o fenómeno da globalização alunos
01 o fenómeno da globalização alunos01 o fenómeno da globalização alunos
01 o fenómeno da globalização alunos
 
03 os caminhos da abstração formal
03 os caminhos da abstração formal03 os caminhos da abstração formal
03 os caminhos da abstração formal
 
06 arte e função
06 arte  e função06 arte  e função
06 arte e função
 
05 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 205 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 2
 
05 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 105 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 1
 
Exame mod 4 2 taar - correção
Exame mod 4  2 taar - correçãoExame mod 4  2 taar - correção
Exame mod 4 2 taar - correção
 
04 para alem do impressionismo
04 para alem do impressionismo04 para alem do impressionismo
04 para alem do impressionismo
 
03 arte neoclássica
03 arte neoclássica03 arte neoclássica
03 arte neoclássica
 
01 das revoluções à revolução blogue
01 das revoluções à revolução blogue01 das revoluções à revolução blogue
01 das revoluções à revolução blogue
 
01 euforia das invenções alunos
01 euforia das invenções alunos01 euforia das invenções alunos
01 euforia das invenções alunos
 
01 a velocidade impoe se drive
01 a velocidade impoe se drive01 a velocidade impoe se drive
01 a velocidade impoe se drive
 
03 um novo olhar sobre o real
03 um novo olhar sobre o real03 um novo olhar sobre o real
03 um novo olhar sobre o real
 
05 mundo novo formas novas
05 mundo novo formas novas05 mundo novo formas novas
05 mundo novo formas novas
 
05 europa para o mundo
05 europa para o mundo05 europa para o mundo
05 europa para o mundo
 
02 arte rococó
02 arte rococó02 arte rococó
02 arte rococó
 
Exame do Módulo 5 de HCA - Proposta de correção
Exame do Módulo 5  de HCA - Proposta de correçãoExame do Módulo 5  de HCA - Proposta de correção
Exame do Módulo 5 de HCA - Proposta de correção
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedral
 
Apresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira Rodrigues
Apresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira RodriguesApresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira Rodrigues
Apresentação 10º L 14 maio 2013_AI_Elvira Rodrigues
 

Semelhante a 04 vias de expressão da arte portuguesa contemporânea

Visita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafraVisita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafraMaria Santos
 
Visita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafraVisita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafraMaria Santos
 
Historia do Turismo em portugal
Historia do Turismo em portugalHistoria do Turismo em portugal
Historia do Turismo em portugalCarla Freitas
 
Exposiã‡ãƒO
Exposiã‡ãƒOExposiã‡ãƒO
Exposiã‡ãƒOcab3032
 
Exposição do mundo português
Exposição do mundo portuguêsExposição do mundo português
Exposição do mundo portuguêsAnabela Sobral
 
Exposi%C7%C3 O Do M 2
Exposi%C7%C3 O Do M 2Exposi%C7%C3 O Do M 2
Exposi%C7%C3 O Do M 2Helena
 
folheto visita estudo
folheto visita estudofolheto visita estudo
folheto visita estudogeobaltar
 
Palestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das Nações
Palestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das NaçõesPalestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das Nações
Palestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das NaçõesDialogoComunicacao
 
Maria joão franco obras bio
Maria joão franco obras bioMaria joão franco obras bio
Maria joão franco obras bioMaria Franco
 
"Art & Bulls" | "Arte&Toiros"
"Art & Bulls" | "Arte&Toiros""Art & Bulls" | "Arte&Toiros"
"Art & Bulls" | "Arte&Toiros"Maria Sobral Mendonça
 
áLvaro joaquim de melo siza vieira
áLvaro joaquim de melo siza vieiraáLvaro joaquim de melo siza vieira
áLvaro joaquim de melo siza vieiraKaryn XP
 
Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaLucilia Fonseca
 
Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaLucilia Fonseca
 
Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa 11abril2016
Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa   11abril2016Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa   11abril2016
Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa 11abril2016Agostinho.Gouveia
 

Semelhante a 04 vias de expressão da arte portuguesa contemporânea (20)

Visita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafraVisita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafra
 
Visita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafraVisita de estudo a mafra
Visita de estudo a mafra
 
Historia do Turismo em portugal
Historia do Turismo em portugalHistoria do Turismo em portugal
Historia do Turismo em portugal
 
Trab1 8a grp10
Trab1 8a grp10Trab1 8a grp10
Trab1 8a grp10
 
Exposição de 1940
Exposição de 1940Exposição de 1940
Exposição de 1940
 
Exposiã‡ãƒO
Exposiã‡ãƒOExposiã‡ãƒO
Exposiã‡ãƒO
 
Exposição do mundo português
Exposição do mundo portuguêsExposição do mundo português
Exposição do mundo português
 
Exposi%C7%C3 O Do M 2
Exposi%C7%C3 O Do M 2Exposi%C7%C3 O Do M 2
Exposi%C7%C3 O Do M 2
 
folheto visita estudo
folheto visita estudofolheto visita estudo
folheto visita estudo
 
Palestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das Nações
Palestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das NaçõesPalestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das Nações
Palestra Claudio Sat - Expo 98 ao Parque das Nações
 
Maria joão franco obras bio
Maria joão franco obras bioMaria joão franco obras bio
Maria joão franco obras bio
 
A FCG e a Investigacao em Arquitectura/ Susana Lobo
A FCG e a Investigacao em Arquitectura/ Susana LoboA FCG e a Investigacao em Arquitectura/ Susana Lobo
A FCG e a Investigacao em Arquitectura/ Susana Lobo
 
Catálogo Mostra Filatélica Milreu
Catálogo Mostra Filatélica MilreuCatálogo Mostra Filatélica Milreu
Catálogo Mostra Filatélica Milreu
 
"Art & Bulls" | "Arte&Toiros"
"Art & Bulls" | "Arte&Toiros""Art & Bulls" | "Arte&Toiros"
"Art & Bulls" | "Arte&Toiros"
 
áLvaro joaquim de melo siza vieira
áLvaro joaquim de melo siza vieiraáLvaro joaquim de melo siza vieira
áLvaro joaquim de melo siza vieira
 
Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporânea
 
Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporânea
 
Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa 11abril2016
Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa   11abril2016Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa   11abril2016
Exposição em paris 50 anos de arquitectura portuguesa 11abril2016
 
Altar dos dias
Altar dos diasAltar dos dias
Altar dos dias
 
BRANCO
BRANCOBRANCO
BRANCO
 

Mais de Vítor Santos

5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdfVítor Santos
 
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdfVítor Santos
 
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdfVítor Santos
 
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdfVítor Santos
 
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdfVítor Santos
 
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdfVítor Santos
 
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdfVítor Santos
 
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdfVítor Santos
 
03_05 As novas representações da humanidade.pdf
03_05 As novas representações da humanidade.pdf03_05 As novas representações da humanidade.pdf
03_05 As novas representações da humanidade.pdfVítor Santos
 
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdfVítor Santos
 
03_03 A produção cultural.pdf
03_03 A produção cultural.pdf03_03 A produção cultural.pdf
03_03 A produção cultural.pdfVítor Santos
 
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdfVítor Santos
 
03_01 a geografia cultural europeia.pdf
03_01 a geografia cultural europeia.pdf03_01 a geografia cultural europeia.pdf
03_01 a geografia cultural europeia.pdfVítor Santos
 
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdfVítor Santos
 
02_02_o espaço português.pdf
02_02_o espaço português.pdf02_02_o espaço português.pdf
02_02_o espaço português.pdfVítor Santos
 
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdfVítor Santos
 
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdfVítor Santos
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdfVítor Santos
 
01_01_o_modelo_ateniense.pdf
01_01_o_modelo_ateniense.pdf01_01_o_modelo_ateniense.pdf
01_01_o_modelo_ateniense.pdfVítor Santos
 

Mais de Vítor Santos (20)

5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
 
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
 
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
 
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
 
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
 
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
 
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
 
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
 
03_05 As novas representações da humanidade.pdf
03_05 As novas representações da humanidade.pdf03_05 As novas representações da humanidade.pdf
03_05 As novas representações da humanidade.pdf
 
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
 
03_03 A produção cultural.pdf
03_03 A produção cultural.pdf03_03 A produção cultural.pdf
03_03 A produção cultural.pdf
 
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
 
03_01 a geografia cultural europeia.pdf
03_01 a geografia cultural europeia.pdf03_01 a geografia cultural europeia.pdf
03_01 a geografia cultural europeia.pdf
 
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
 
02_02_o espaço português.pdf
02_02_o espaço português.pdf02_02_o espaço português.pdf
02_02_o espaço português.pdf
 
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
 
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf
 
01_01_o_modelo_ateniense.pdf
01_01_o_modelo_ateniense.pdf01_01_o_modelo_ateniense.pdf
01_01_o_modelo_ateniense.pdf
 
0_história_A.pdf
0_história_A.pdf0_história_A.pdf
0_história_A.pdf
 

Último

Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 

Último (20)

Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

04 vias de expressão da arte portuguesa contemporânea

  • 1. A Cultura do Espaço Virtual Apresentação concebida para o Curso Profissional de Turismo – Módulo 10 http://divulgacaohistoria.wordpress.com/ Vias de expressão da arte portuguesa contemporânea HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 1
  • 2. Até ao 25 de Abril de 1974, Portugal esteve isolado, com a censura, a polícia política e a guerra colonial; Apesar desta situação surgiram alguns nomes no panorama artístico português; Com a democracia a arte desenvolve-se e surgem por todo o país galerias e locais de exposição; HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 2
  • 3. Centro de Arte Moderna (1983); Centro Cultural de Belém (1993); Caixa Geral de Depósitos/Culturgest (1994); Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva (1990); Museu de Arte Contemporânea de Serralves (1999); HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 3
  • 4. Nuno Teotónio Pereira, Nuno Portas e outros, Fundação Calouste Gulbenkian, 1969 O que caracteriza a contemporaneidade portuguesa é: Uma grande pluralidade; Espírito de criatividade; Recurso às inovações tecnológicas; Adesão às correntes modernas; Preocupações ecologistas e de salvaguarda do património; HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 4
  • 5. Távora, Recuperação da Ribeira/Barredo Principais arquitetos: Álvaro Siza Vieira (1933), nascido em Matosinhos é um dos arquitectos com maior projecção internacional; Nuno Teotónio Pereira (1922); Nuno Portas (1934); Viana de Lima (1913-1991); HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 5
  • 6. Taveira, Complexo das Amoreiras, 1986 Cassiano Barbosa (1911); Fernando Távora (1923-2005); Cabral de Melo (1941); Alcino Soutinho (1930); Souto Moura (1952); HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 6
  • 7. Manuel Graça Dias, Pavilhão Português na Exposição Universal de Sevilha, 1992 A partir de 1974 apareceram programas de apoio às cooperativas de habitação e de reabilitação de zonas degradadas, como o famoso projecto SAAL; A partir dos anos 80 iniciou-se o pós- modernismo em Portugal; Na actualidade existem os mesmos estilos internacionais; HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 7
  • 8. Ricca, Molheira, Moradia, Funchal, 2005 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 8
  • 9. Siza Vieira, Pavilhão Português, Expo 98 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 9
  • 10. Siza Vieira, Museu de Arte Contemporânea de Serralves, 1999 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 10
  • 11. Souto Moura, Estádio Municipal de Braga HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 11
  • 12. Principais escultores: Alberto Carneiro (1937); João Cutileiro (1937); José Rodrigues (1938); Zulmiro de Carvalho (1940); Pedro Cabrita Reis (1957); José Pedro Croft (1957); Rui Chafes (1966); HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 12
  • 13. Carneiro, Árvores, Flores e Frutos HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 13
  • 14. Cutileiro, D. Sebastião, 1973, Passeio das Tágides, Parque das Nações, 1998 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 14
  • 15. Chafes, Tenho Frio, 2005 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 15
  • 16. Croft, Sem título, 1985 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 16
  • 17. Principais pintores: Ângelo de Sousa (1938); Álvaro Lapa (1939-2006); José de Guimarães (1939); Batarda Fernandes (1943); Graça Morais (1948); Mário Botas (1952-1983); HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 17
  • 18. Xana (1959); Ana Vidigal (1960); Pedro Portugal (1936); HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 18
  • 19. Botas, Máscaras, 1980 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 19
  • 20. Xana, Gorongosa, 1986 HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 20
  • 21. Vidigal, Sem título, 1986 Esta a apresentação foi construída tendo por base o manual, História da Cultura e das Artes, Ana Lídia Pinto e outros, Porto Editora, 2011HCA, Módulo 10, Curso de Turismo 21