SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
ESTRUTURA DA EMPRESA
MODELOS DE ESTTRUTURAS ORGANIZACIONAIS
Apresentado por R Gómez
Graduado em Administração de Empresa
Especializado em Gestão Empresarial
Com habilidades em: Administração geral,
supervisão geral, gerência, direção, acessória
empresarial, processos empresariais, gestão
estratégica, qualidade organizacional, custos,
gestão financeira, gestão de pessoas, gestão de
serviços, logística, produção, marketing, inovação,
recrutamento de pessoas, Recursos Humano (RH),
gestão do conhecimento, relações de comércio
exterior, aplicação da psicologia positiva, palestra
motivacional e comportamental.
MODELOS DE ESTTRUTURAS
ORGANIZACIONAIS
 As organizações têm sido estruturadas de acordo
com as funções exercidas pelos seus respectivos
órgãos e do relacionamento hierárquico e funcional
entre eles. E não de acordo com sua estratégia
adotadas, o que seria mais correto.
 A estrutura é uma consequência da estratégia.
 Não existe um modelo ideal de estrutura
organizacional; o importante é que ela funcione de
maneira eficaz, atingindo os objetivos e cumprindo
a missão da organização.
 A estruturação dos serviços de uma organização
não implica adotar os mesmos critérios de
agrupamento de funções para todas as unidades.
 A organização mais recomendável para cada
organização vai depender de sua realidade
(interior e exterior).
 A tendência atual são organizações
horizontalizadas compostas por órgãos
temporários. Ex.: força tarefa.
 Toda empresa é composta de:
 Estrutura
 Processos
 Resultados
 Arquitetura organizacional é compatibilização
entre:
 Estratégia
 Estrutura Organizacional
 Processos Administrativos
TIPOS E MODELOS
1. Estrutura Linear
 Comum em empresas pequenas, onde não há
diversificação do trabalho. Pouca especialização e
trabalhos menos complexos.
 Baseada na estrutura dos antigos. Total autoridade
do chefe. Rígida unidade de comando.
 Todos os órgãos são estruturados sob uma única
linha de subordinação. Há centralização das
decisões. As linhas formais de comunicação,
geralmente com fluxo descendente. Cada unidade de
trabalho executa tarefas especificas e bem definidas.
Corresponde a uma estrutura simples (Organograma
1).
Vantagens:
 Autoridade única.
 Indicado para pequenas empresas.
 Mais simples e econômicas.
 Facilita a unidade de mando e disciplina
(disciplina rígida).
 Clara delimitação de responsabilidade e
autoridade.
Desvantagens:
 Tendência burocratizante.
 Diminui o poder de controle técnico.
 Comando único e direto, com menor cooperação das
pessoas.
 Comunicação demorada e com distorções.
 Sobrecarrega a direção e as chefias.
 Não favorece o espírito de cooperação e equipe.
Obs.: Rapidez no processo decisório.
Facilidade de Transmissão de ordens.
Discutível: Ver caso a caso.
Organograma: Estrutura Linear
 Estrutura em linha de operações
 Relação Comando-Subordinação
 Atividades de execução separadas das de
decisão
 Conduz a autoridade total do chefe sobre o
trabalho
Vantagens:
 Agregar conhecimento novo e especializado a organização.
 Facilita a utilização de especialistas.
 Possibilita a concentração de problemas específicos nos órgãos
Desvantagens:
 Não são facilmente aceitas as funções exercidas pela
unidade, criando dificuldades de coordenação interna.
 Unidades de incrementam a formação de “técnicos de
gabinete”.
 Os membros dos órgãos não aceitam com facilidade
as limitações dos cargos que lhe são pertinentes e
tendem a exercer atividades próprias dos órgãos de
linha.
2. Estrutura Funcional
 É aquela em que se encontra uma chefia para cada
função, de modo que os subalternos exerçam mais
de uma função, ficando sob o mando de mais de um
chefe.
 Organiza-se segundo os tipos de recursos técnicos
utilizados.
 Objetivos são a longo prazo.
 Necessidade básica é a especialização.
 A organização se divide segundo diferentes funções,
como: produção, finanças, recursos humanos,
marketing etc. (Organograma 3 e 4).
 Todos os níveis de execução se subordinam
funcionalmente aos seus correspondentes níveis de
comando funcional.
Como avaliar a estrutura organizacional
da sua empresa
Um dos fatores que mais influencia um projeto
é a estrutura organizacional em que o projeto é
executado, pois a estrutura organizacional é o
reflexo dos objetivos, estratégias, cultura, normas e
do próprio estilo de gerir o negócio.
Um projeto executado em uma estrutura
funcional, certamente, terá mais dificuldade e
obstáculos a superar.
Dentre os tipos de estruturas organizacionais
possíveis, a funcional é a pior para os projetos
existirem. É uma estrutura baseada na hierarquia e
na divisão do trabalho. Assim, os Gerentes
Funcionais têm grande poder, o foco do trabalho é
na disciplina (execução de atividades rotineiras) e
cada pessoa é especialista na execução da sua
atividade e a ela se limita.
Vantagens:
 Promove o aperfeiçoamento.
 Facilita a especialização, nos escalões
hierárquicos superiores.
 Facilita o trabalho em equipe (formação de
equipes).
 Dá maior flexibilidade de adaptação à empresa.
 O especialista sente-se mais valorizado.
Desvantagens:
 Muitas chefias, causando confusão.
 Não há unidade de mando, o que dificulta a
disciplina.
 A coordenação é mais fácil.
 É mais dispendiosa.
 Confusão quanto aos objetivos.
 Aumento do conflito inter-funcional.
Organograma 2: Estrutura Funcional
Estrutura matricial forte
Nestas estruturas, a execução dos projetos já é
bastante favorável. A figura do Gerente de Projetos é
reconhecida formalmente. Há a criação de uma área funcional
composta somente de “Gerentes de projetos profissionais” e,
dependendo das características dos novos projetos, o gerente
de projetos A ou B é alocado, levando em conta a sua
experiência.
3.Estrutura por Projetos
 Em uma organização por projetos, todos os recursos
necessários para levar ao objetivo de cada projeto são
separados, formando-se unidades independentes, cada
uma dirigida por um gerente. A este é conferida plena
autoridade sobre o projeto, podendo servir-se dos
recursos materiais e humanos existentes ou adquiridos
fora da organização.
 Em suma, uma organização grande cria dentro de si
uma estrutura temporária e pequena. Com clara
compreensão de seu objetivo concreto, devemos
assinalar, no entanto, que a organização interna do
projeto é funcional, com equipes se dividindo em áreas
funcionais.
 As vantagens dessa organização giram em torno
de sua unidade de objetivos e em sua unidade de
mando. A clara compreensão de seu objetivo é a
concentração dos esforços sobre ele, criando um
forte espírito de equipe.
 Em seu ambiente (de trabalho) de união, e
pequeno, pode-se usar-se eficazmente a
comunicação verbal e todos os recursos
necessários se acham sob o controle de um único
indivíduo.
Problemas:
 O aparecimento de uma estrutura nova, transitória
e muito visível desconcerta a organização normal.
 Os serviços se duplicam e os recursos são
utilizados ineficientemente.
 Outro problema sério é a permanência no
emprego, quando do término do projeto, ou a
carreira do pessoal comissionado.
Resumo:
 As estruturas (funcionais e por projetos) são
unidimensionais, dentro de um mundo
multidimensional, e seu problema comum é lograr
um equilíbrio razoável entre o objetivo à longo
prazo da divisão funcional (especialização técnica)
e o objetivo a curto prazo do projeto (estrutura por
projetos).
ATIVIDADE
Baseado em uma estrutura organizacional por projeto,
faça a estrutura organizacional usando os dados abaixo:
 Presidente
 Diretor
 Supervisor
 Gerente de projetos
 Gerente de Comercial
 Departamento de vendas e contato com o cliente
 Departamento de Marketing
 Departamento de Finanças
 Departamento de recursos humanos e administração
 Operações de vendas
 Planejamento de mercado, propaganda e promoção
de produtos
 Planejamento Financeiro e Gestão da empresa
 Gestão de apoio de vendas
 Propaganda da empresa e relacionamento público
 Gestão de distribuição
 Gestão de contabilidade
 Gestão de segurança de informações

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jvm internal
Jvm internalJvm internal
Jvm internal
Go Tanaka
 

Mais procurados (20)

GOVERNANÇA CORPORATIVA
GOVERNANÇA CORPORATIVAGOVERNANÇA CORPORATIVA
GOVERNANÇA CORPORATIVA
 
azureから使うlinux
azureから使うlinuxazureから使うlinux
azureから使うlinux
 
今だから!Amazon CloudFront 徹底活用
今だから!Amazon CloudFront 徹底活用今だから!Amazon CloudFront 徹底活用
今だから!Amazon CloudFront 徹底活用
 
Part 4: Power Platform 概説 (製造リファレンス・アーキテクチャ勉強会)
Part 4: Power Platform 概説 (製造リファレンス・アーキテクチャ勉強会)Part 4: Power Platform 概説 (製造リファレンス・アーキテクチャ勉強会)
Part 4: Power Platform 概説 (製造リファレンス・アーキテクチャ勉強会)
 
インフラ廻戦 品川事変 前夜編
インフラ廻戦 品川事変 前夜編インフラ廻戦 品川事変 前夜編
インフラ廻戦 品川事変 前夜編
 
[SC03] Active Directory の DR 対策~天災/人災/サイバー攻撃、その時あなたの IT 基盤は利用継続できますか?
[SC03] Active Directory の DR 対策~天災/人災/サイバー攻撃、その時あなたの IT 基盤は利用継続できますか? [SC03] Active Directory の DR 対策~天災/人災/サイバー攻撃、その時あなたの IT 基盤は利用継続できますか?
[SC03] Active Directory の DR 対策~天災/人災/サイバー攻撃、その時あなたの IT 基盤は利用継続できますか?
 
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
 
インフラ野郎AzureチームProX
インフラ野郎AzureチームProXインフラ野郎AzureチームProX
インフラ野郎AzureチームProX
 
Azure load testingを利用したパフォーマンステスト
Azure load testingを利用したパフォーマンステストAzure load testingを利用したパフォーマンステスト
Azure load testingを利用したパフォーマンステスト
 
Histórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanosHistórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanos
 
座談会資料(事前配布)_20231209.pdf
座談会資料(事前配布)_20231209.pdf座談会資料(事前配布)_20231209.pdf
座談会資料(事前配布)_20231209.pdf
 
SalesforceにおけるCDC(変更データキャプチャ)の実装・活用法について
SalesforceにおけるCDC(変更データキャプチャ)の実装・活用法についてSalesforceにおけるCDC(変更データキャプチャ)の実装・活用法について
SalesforceにおけるCDC(変更データキャプチャ)の実装・活用法について
 
Jvm internal
Jvm internalJvm internal
Jvm internal
 
今から始めようMicrosoft PowerApps! (2017年版) - 吉田の備忘録
今から始めようMicrosoft PowerApps! (2017年版) - 吉田の備忘録今から始めようMicrosoft PowerApps! (2017年版) - 吉田の備忘録
今から始めようMicrosoft PowerApps! (2017年版) - 吉田の備忘録
 
Exemplo de Plano Estratégico de TI - MEC
Exemplo de Plano Estratégico de TI - MECExemplo de Plano Estratégico de TI - MEC
Exemplo de Plano Estratégico de TI - MEC
 
[Cloud OnAir] クラウドからエッジまで!進化する GCP の IoT サービス 2018年11月22日 放送
[Cloud OnAir]  クラウドからエッジまで!進化する GCP の IoT サービス 2018年11月22日 放送[Cloud OnAir]  クラウドからエッジまで!進化する GCP の IoT サービス 2018年11月22日 放送
[Cloud OnAir] クラウドからエッジまで!進化する GCP の IoT サービス 2018年11月22日 放送
 
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
 
Resumo universidade corporativa em rede - 2019
Resumo  universidade corporativa em rede - 2019Resumo  universidade corporativa em rede - 2019
Resumo universidade corporativa em rede - 2019
 
Liderança em educação pdf
Liderança em educação pdfLiderança em educação pdf
Liderança em educação pdf
 
Aula 06 lideranca-equipe
Aula 06 lideranca-equipeAula 06 lideranca-equipe
Aula 06 lideranca-equipe
 

Destaque

Estrutura da empresa
Estrutura da empresaEstrutura da empresa
Estrutura da empresa
Sonia Batista
 
Como Criar Uma Empresa
Como Criar Uma EmpresaComo Criar Uma Empresa
Como Criar Uma Empresa
guest20dfd5
 
Processos gerenciais Neoenergia
Processos gerenciais NeoenergiaProcessos gerenciais Neoenergia
Processos gerenciais Neoenergia
Pedro Abreu
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
Correios
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Matheus Inácio
 

Destaque (14)

Estrutura da empresa
Estrutura da empresaEstrutura da empresa
Estrutura da empresa
 
Descrição Arquivística: os princípios da descrição de acervos. Aula 2 2013 II...
Descrição Arquivística: os princípios da descrição de acervos. Aula 2 2013 II...Descrição Arquivística: os princípios da descrição de acervos. Aula 2 2013 II...
Descrição Arquivística: os princípios da descrição de acervos. Aula 2 2013 II...
 
Como Criar Uma Empresa
Como Criar Uma EmpresaComo Criar Uma Empresa
Como Criar Uma Empresa
 
Processos gerenciais Neoenergia
Processos gerenciais NeoenergiaProcessos gerenciais Neoenergia
Processos gerenciais Neoenergia
 
Estrutura organizacional cespe
Estrutura organizacional   cespeEstrutura organizacional   cespe
Estrutura organizacional cespe
 
A Atração de Investimentos e a Gestão Pública na Agência de Desenvolvimento d...
A Atração de Investimentos e a Gestão Pública na Agência de Desenvolvimento d...A Atração de Investimentos e a Gestão Pública na Agência de Desenvolvimento d...
A Atração de Investimentos e a Gestão Pública na Agência de Desenvolvimento d...
 
Estudo de Caso Unilever
Estudo de Caso UnileverEstudo de Caso Unilever
Estudo de Caso Unilever
 
Tcc final acia 2 americana
Tcc final acia 2 americanaTcc final acia 2 americana
Tcc final acia 2 americana
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
 
Criando uma empresa Fictícia
Criando uma empresa Fictícia Criando uma empresa Fictícia
Criando uma empresa Fictícia
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
 
Áreas administrativas e suas funções
Áreas administrativas e suas funçõesÁreas administrativas e suas funções
Áreas administrativas e suas funções
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
 
Modelo de Projeto de Pesquisa
Modelo de Projeto de PesquisaModelo de Projeto de Pesquisa
Modelo de Projeto de Pesquisa
 

Semelhante a Palestra estrutura da empresa

E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacionalE book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
Maria Santos
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
PaulaLouise
 
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Prof. Leonardo Rocha
 
Organizar e Dirigir
Organizar e DirigirOrganizar e Dirigir
Organizar e Dirigir
André Silva
 
Bloco ii aulas-organizar_e_dirigir
Bloco ii aulas-organizar_e_dirigirBloco ii aulas-organizar_e_dirigir
Bloco ii aulas-organizar_e_dirigir
André Silva
 

Semelhante a Palestra estrutura da empresa (20)

Estruturas organizacionais
Estruturas organizacionaisEstruturas organizacionais
Estruturas organizacionais
 
Técnicas de estruturação (Departamentalização)
Técnicas de estruturação (Departamentalização)Técnicas de estruturação (Departamentalização)
Técnicas de estruturação (Departamentalização)
 
Aula 2 estrutura organizacional
Aula 2   estrutura organizacionalAula 2   estrutura organizacional
Aula 2 estrutura organizacional
 
Aula 4 - organizacional
Aula 4 - organizacionalAula 4 - organizacional
Aula 4 - organizacional
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
Organização do trabalho -
Organização do trabalho - Organização do trabalho -
Organização do trabalho -
 
ADM - Modelos organizacionais
ADM - Modelos organizacionaisADM - Modelos organizacionais
ADM - Modelos organizacionais
 
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacionalE book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
 
Estrutura organizacional influência da estrutura na eficiência da organizaç...
Estrutura organizacional   influência da estrutura na eficiência da organizaç...Estrutura organizacional   influência da estrutura na eficiência da organizaç...
Estrutura organizacional influência da estrutura na eficiência da organizaç...
 
Aula 10 capítulo 6 - atribuições das unid organizacionais
Aula 10   capítulo 6 - atribuições das unid organizacionaisAula 10   capítulo 6 - atribuições das unid organizacionais
Aula 10 capítulo 6 - atribuições das unid organizacionais
 
3.departa..
3.departa..3.departa..
3.departa..
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
 
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
 
Organizar e Dirigir
Organizar e DirigirOrganizar e Dirigir
Organizar e Dirigir
 
Bloco ii aulas-organizar_e_dirigir
Bloco ii aulas-organizar_e_dirigirBloco ii aulas-organizar_e_dirigir
Bloco ii aulas-organizar_e_dirigir
 
Mqa setembro semana 2
Mqa setembro semana 2Mqa setembro semana 2
Mqa setembro semana 2
 
CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DAS ORGANIZAÇÕES FORMAIS MODERNAS.pdf
CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DAS ORGANIZAÇÕES FORMAIS MODERNAS.pdfCARACTERÍSTICAS BÁSICAS DAS ORGANIZAÇÕES FORMAIS MODERNAS.pdf
CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DAS ORGANIZAÇÕES FORMAIS MODERNAS.pdf
 
GP4US - Tipologia dos Escritorios de Gerenciamento de Projetos
GP4US - Tipologia dos Escritorios de Gerenciamento de ProjetosGP4US - Tipologia dos Escritorios de Gerenciamento de Projetos
GP4US - Tipologia dos Escritorios de Gerenciamento de Projetos
 
Eorg
EorgEorg
Eorg
 
Trabalho adm
Trabalho admTrabalho adm
Trabalho adm
 

Mais de R Gómez

Mais de R Gómez (20)

CGE - CONSULTORIA DE GESTÃO EMPRESARIAL - TREINAMENTO GERENCIAL
CGE - CONSULTORIA DE GESTÃO EMPRESARIAL - TREINAMENTO GERENCIAL CGE - CONSULTORIA DE GESTÃO EMPRESARIAL - TREINAMENTO GERENCIAL
CGE - CONSULTORIA DE GESTÃO EMPRESARIAL - TREINAMENTO GERENCIAL
 
Preparando se para construir uma carreira ministerial de sucesso! ii tm 2.15
Preparando se para construir uma carreira ministerial de sucesso!  ii tm 2.15Preparando se para construir uma carreira ministerial de sucesso!  ii tm 2.15
Preparando se para construir uma carreira ministerial de sucesso! ii tm 2.15
 
Clima Organizacional
Clima OrganizacionalClima Organizacional
Clima Organizacional
 
Aula de Psicologia da Educação
Aula de Psicologia da EducaçãoAula de Psicologia da Educação
Aula de Psicologia da Educação
 
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamentoEstudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
 
A função e desafios do superintendente e do professor da EBD
A função e desafios do superintendente e do professor da EBDA função e desafios do superintendente e do professor da EBD
A função e desafios do superintendente e do professor da EBD
 
R Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de Marketing
 
LIMITES
LIMITESLIMITES
LIMITES
 
HISTÓRIA QUE VALE APENA REFLETIRMOS
HISTÓRIA QUE VALE APENA REFLETIRMOSHISTÓRIA QUE VALE APENA REFLETIRMOS
HISTÓRIA QUE VALE APENA REFLETIRMOS
 
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotalR gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
R gómez 12 tipos de defeitos que impediam um levita ao ministério sacerdotal
 
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
 
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalhoRevisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
 
Palestra básica tipos de empresas
Palestra básica  tipos de empresasPalestra básica  tipos de empresas
Palestra básica tipos de empresas
 
Noções básicas de contabilidade
Noções básicas de contabilidade Noções básicas de contabilidade
Noções básicas de contabilidade
 
Noção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeiraNoção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeira
 
Iso 9000 e séries
Iso  9000 e sériesIso  9000 e séries
Iso 9000 e séries
 
éTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional iiéTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional ii
 
Engenharia de segurança no trabalho
Engenharia de segurança no trabalhoEngenharia de segurança no trabalho
Engenharia de segurança no trabalho
 
Classificação e administraçao das empresas e outros temas relacionados
Classificação e administraçao das empresas e outros temas relacionadosClassificação e administraçao das empresas e outros temas relacionados
Classificação e administraçao das empresas e outros temas relacionados
 
Administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Administração aplicada em saúde e segurança no trabalhoAdministração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 

Palestra estrutura da empresa

  • 1. ESTRUTURA DA EMPRESA MODELOS DE ESTTRUTURAS ORGANIZACIONAIS Apresentado por R Gómez Graduado em Administração de Empresa Especializado em Gestão Empresarial Com habilidades em: Administração geral, supervisão geral, gerência, direção, acessória empresarial, processos empresariais, gestão estratégica, qualidade organizacional, custos, gestão financeira, gestão de pessoas, gestão de serviços, logística, produção, marketing, inovação, recrutamento de pessoas, Recursos Humano (RH), gestão do conhecimento, relações de comércio exterior, aplicação da psicologia positiva, palestra motivacional e comportamental.
  • 2. MODELOS DE ESTTRUTURAS ORGANIZACIONAIS  As organizações têm sido estruturadas de acordo com as funções exercidas pelos seus respectivos órgãos e do relacionamento hierárquico e funcional entre eles. E não de acordo com sua estratégia adotadas, o que seria mais correto.  A estrutura é uma consequência da estratégia.  Não existe um modelo ideal de estrutura organizacional; o importante é que ela funcione de maneira eficaz, atingindo os objetivos e cumprindo a missão da organização.
  • 3.  A estruturação dos serviços de uma organização não implica adotar os mesmos critérios de agrupamento de funções para todas as unidades.  A organização mais recomendável para cada organização vai depender de sua realidade (interior e exterior).  A tendência atual são organizações horizontalizadas compostas por órgãos temporários. Ex.: força tarefa.
  • 4.  Toda empresa é composta de:  Estrutura  Processos  Resultados  Arquitetura organizacional é compatibilização entre:  Estratégia  Estrutura Organizacional  Processos Administrativos
  • 5. TIPOS E MODELOS 1. Estrutura Linear  Comum em empresas pequenas, onde não há diversificação do trabalho. Pouca especialização e trabalhos menos complexos.  Baseada na estrutura dos antigos. Total autoridade do chefe. Rígida unidade de comando.  Todos os órgãos são estruturados sob uma única linha de subordinação. Há centralização das decisões. As linhas formais de comunicação, geralmente com fluxo descendente. Cada unidade de trabalho executa tarefas especificas e bem definidas. Corresponde a uma estrutura simples (Organograma 1).
  • 6. Vantagens:  Autoridade única.  Indicado para pequenas empresas.  Mais simples e econômicas.  Facilita a unidade de mando e disciplina (disciplina rígida).  Clara delimitação de responsabilidade e autoridade.
  • 7. Desvantagens:  Tendência burocratizante.  Diminui o poder de controle técnico.  Comando único e direto, com menor cooperação das pessoas.  Comunicação demorada e com distorções.  Sobrecarrega a direção e as chefias.  Não favorece o espírito de cooperação e equipe. Obs.: Rapidez no processo decisório. Facilidade de Transmissão de ordens. Discutível: Ver caso a caso.
  • 9.  Estrutura em linha de operações  Relação Comando-Subordinação  Atividades de execução separadas das de decisão  Conduz a autoridade total do chefe sobre o trabalho
  • 10. Vantagens:  Agregar conhecimento novo e especializado a organização.  Facilita a utilização de especialistas.  Possibilita a concentração de problemas específicos nos órgãos Desvantagens:  Não são facilmente aceitas as funções exercidas pela unidade, criando dificuldades de coordenação interna.  Unidades de incrementam a formação de “técnicos de gabinete”.  Os membros dos órgãos não aceitam com facilidade as limitações dos cargos que lhe são pertinentes e tendem a exercer atividades próprias dos órgãos de linha.
  • 11. 2. Estrutura Funcional  É aquela em que se encontra uma chefia para cada função, de modo que os subalternos exerçam mais de uma função, ficando sob o mando de mais de um chefe.  Organiza-se segundo os tipos de recursos técnicos utilizados.  Objetivos são a longo prazo.  Necessidade básica é a especialização.  A organização se divide segundo diferentes funções, como: produção, finanças, recursos humanos, marketing etc. (Organograma 3 e 4).  Todos os níveis de execução se subordinam funcionalmente aos seus correspondentes níveis de comando funcional.
  • 12. Como avaliar a estrutura organizacional da sua empresa
  • 13. Um dos fatores que mais influencia um projeto é a estrutura organizacional em que o projeto é executado, pois a estrutura organizacional é o reflexo dos objetivos, estratégias, cultura, normas e do próprio estilo de gerir o negócio. Um projeto executado em uma estrutura funcional, certamente, terá mais dificuldade e obstáculos a superar. Dentre os tipos de estruturas organizacionais possíveis, a funcional é a pior para os projetos existirem. É uma estrutura baseada na hierarquia e na divisão do trabalho. Assim, os Gerentes Funcionais têm grande poder, o foco do trabalho é na disciplina (execução de atividades rotineiras) e cada pessoa é especialista na execução da sua atividade e a ela se limita.
  • 14. Vantagens:  Promove o aperfeiçoamento.  Facilita a especialização, nos escalões hierárquicos superiores.  Facilita o trabalho em equipe (formação de equipes).  Dá maior flexibilidade de adaptação à empresa.  O especialista sente-se mais valorizado.
  • 15. Desvantagens:  Muitas chefias, causando confusão.  Não há unidade de mando, o que dificulta a disciplina.  A coordenação é mais fácil.  É mais dispendiosa.  Confusão quanto aos objetivos.  Aumento do conflito inter-funcional.
  • 17. Estrutura matricial forte Nestas estruturas, a execução dos projetos já é bastante favorável. A figura do Gerente de Projetos é reconhecida formalmente. Há a criação de uma área funcional composta somente de “Gerentes de projetos profissionais” e, dependendo das características dos novos projetos, o gerente de projetos A ou B é alocado, levando em conta a sua experiência.
  • 18. 3.Estrutura por Projetos  Em uma organização por projetos, todos os recursos necessários para levar ao objetivo de cada projeto são separados, formando-se unidades independentes, cada uma dirigida por um gerente. A este é conferida plena autoridade sobre o projeto, podendo servir-se dos recursos materiais e humanos existentes ou adquiridos fora da organização.  Em suma, uma organização grande cria dentro de si uma estrutura temporária e pequena. Com clara compreensão de seu objetivo concreto, devemos assinalar, no entanto, que a organização interna do projeto é funcional, com equipes se dividindo em áreas funcionais.
  • 19.  As vantagens dessa organização giram em torno de sua unidade de objetivos e em sua unidade de mando. A clara compreensão de seu objetivo é a concentração dos esforços sobre ele, criando um forte espírito de equipe.  Em seu ambiente (de trabalho) de união, e pequeno, pode-se usar-se eficazmente a comunicação verbal e todos os recursos necessários se acham sob o controle de um único indivíduo.
  • 20. Problemas:  O aparecimento de uma estrutura nova, transitória e muito visível desconcerta a organização normal.  Os serviços se duplicam e os recursos são utilizados ineficientemente.  Outro problema sério é a permanência no emprego, quando do término do projeto, ou a carreira do pessoal comissionado.
  • 21. Resumo:  As estruturas (funcionais e por projetos) são unidimensionais, dentro de um mundo multidimensional, e seu problema comum é lograr um equilíbrio razoável entre o objetivo à longo prazo da divisão funcional (especialização técnica) e o objetivo a curto prazo do projeto (estrutura por projetos).
  • 22.
  • 23. ATIVIDADE Baseado em uma estrutura organizacional por projeto, faça a estrutura organizacional usando os dados abaixo:  Presidente  Diretor  Supervisor  Gerente de projetos  Gerente de Comercial  Departamento de vendas e contato com o cliente  Departamento de Marketing  Departamento de Finanças  Departamento de recursos humanos e administração
  • 24.  Operações de vendas  Planejamento de mercado, propaganda e promoção de produtos  Planejamento Financeiro e Gestão da empresa  Gestão de apoio de vendas  Propaganda da empresa e relacionamento público  Gestão de distribuição  Gestão de contabilidade  Gestão de segurança de informações