Disciplina: Administração Aplicada em
Saúde e Segurança no Trabalho
Apresentado por R Gómez
Graduado em Administração de E...
Administração
 "Conjunto de princípios e normas que têm por
objetivo planejar, organizar, dirigir, coordenar e
controlar ...
Administrar é conduzir o pensamento à ação por meio de
decisões que envolvam pessoas e recursos de maneira
eficiente e efi...
Planejar
Processo de determinar antecipadamente
o que deve ser feito, como fazê-lo, quando,
por quem, e com que meios.
Pla...
Controlar
Processo de comparação do
desempenho real com o planeado apontando
eventuais ações corretivas.
Descobrir as caus...
ORGANIZAR
Estabelecer relações formais entre as pessoas
(estrutura), e entre estas e os recursos, para atingir os
objetivo...
DIRIGIR
Processo de determinar, isto é de afetar
ou Influenciar o comportamento dos outros.
Dirigir envolve: liderar, moti...
Planejamento
O Planejamento permite ao administrador
saber onde sua empresa estará em determinado
tempo e como chegar lá. ...
TIPOS DE EMPRESAS
Classificação das Empresas As empresas podem ser
classificadas de diversas formas sendo as mais comuns
a...
Podemos classificar as empresas de acordo com o setor
econômico, a quantidade de sócios, tamanho, fins ou
objetivos, organ...
Histórico da Administração
Fases do trabalho humano
História
Desde os primórdios da humanidade, o homem
associou-se a outr...
Esse fenômeno, que trouxe rápidas e profundas
mudanças econômicas, sociais e políticas, chamou-se
Revolução Industrial. A ...
A Moderna Administração
A moderna administração surgiu no início deste
século, quando dois engenheiros publicaram suas
exp...
Embora esses precursores da administração jamais se
tenham comunicado entre si e seus pontos de vista sejam
diferentes, at...
Trabalho
Na Antiguidade, o trabalho era entendido como a
atividade dos que haviam perdido a liberdade. O seu
significado c...
Essa vem do latim vulgar tripalium, embora seja, às vezes,
associada a trabaculum. Tripalum era um instrumento feito
de tr...
ÉTICA PROFISSIONAL
Introdução
Há de se perguntar por que se tem falado
tanto em ética. Por que a ética tem aparecido como
...
A ética na empresa pode ser definida como
transparência nas relações de trabalho e como
principio norteador da conduta hum...
Ética
Sf. Palavra de origem grega: ethos. Nasceu da
filosofia, designando a morada humana. A ética é mais
abrangente que a...
Moral
Sf. Palavra de origem latina: mor, mores.
Refere-se aos costumes e a tradições
específicas de cada povo ou grupo soc...
ENGENHARIA DE SEGURANÇA NO TRABALHO
É o ramo da engenharia responsável por
prevenir riscos à saúde e à vida do trabalhador...
Assessora empresas em assuntos relativos à segurança e
higiene do trabalho, examinando instalações e os
materiais e proces...
ISO 9000 e séries
ISO (International Organization for
Standardization) (Organização Internacional para
Padronização)
O que...
ISO 14000
ISO (International Organization for
Standardization)
(Organização Internacional para Padronização)
O que é ISO? ...
Todas as organizações que se preocupam em
construir um mundo melhor, mais limpo e mais
justo para que as futuras gerações ...
NR 4 e 6 - Normas
Regulamentadora
s
NR 4 - Norma Regulamentadora
NR 4 Serviços Especializados em Engenharia de
Segurança e em Medicina do Trabalho.
A NR 4 est...
O trabalho do SESMT é preventivo e de competência dos
profissionais citados acima, com aplicação de
conhecimentos de engen...
Norma Regulamentadora 4, cujo título é Serviços
Especializados em Engenharia de Segurança e em
Medicina do Trabalho, estab...
NR 6 – Norma Regulamentadora
Equipamentos de Proteção Individual – EPI:
Estabelece e define os tipos de EPI’s a que as
emp...
Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora –
NR, considera-se Equipamento de Proteção Individual –
EPI, todo di...
O equipamento de proteção individual, de fabricação
nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou
utilizado com a ...
Conceito de Gestão
Gestão no dicionário é sinônimo de
administração.
• Administrar é planejar, dirigir e controlar
pessoas...
Gestor X Administrador
Administrador e gestor são sujeitos conceitualmente
distintos.
Gerir é algo mais do que administrar...
CONCLUSÃO
Este resumo tem como objetivo reforçar aos
alunos do Curso de Técnico em Saúde e
Segurança no Trabalho, a lembra...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho

756 visualizações

Publicada em

R Gómez Consultor
Apresentado por R Gómez
Graduado em Administração de Empresa
Especializado em Gestão Empresarial
Com habilidades em: Administração geral, supervisão geral, gerência, direção, acessória empresarial, processos empresariais, gestão estratégica, qualidade organizacional, custos, gestão financeira, gestão de pessoas, gestão de serviços, logística, produção, marketing, inovação, recrutamento de pessoas, Recursos Humano (RH), gestão do conhecimento, representação comercial, relações de comércio exterior, aplicação da psicologia positiva, palestra motivacional e comportamental.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
756
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho

  1. 1. Disciplina: Administração Aplicada em Saúde e Segurança no Trabalho Apresentado por R Gómez Graduado em Administração de Empresa Especializado em Gestão Empresarial Com habilidades em: Administração geral, supervisão geral, gerência, direção, acessória empresarial, processos empresariais, gestão estratégica, qualidade organizacional, custos, gestão financeira, gestão de pessoas, gestão de serviços, logística, produção, marketing, inovação, recrutamento de pessoas, Recursos Humano (RH), gestão do conhecimento, representação comercial, relações de comércio exterior, aplicação da psicologia positiva, palestra motivacional e comportamental.
  2. 2. Administração  "Conjunto de princípios e normas que têm por objetivo planejar, organizar, dirigir, coordenar e controlar os esforços de grupos de indivíduos que se associam para atingir um resultado comum." Administrar uma Empresa e/ou um grupo de pessoas é conseguir estabelecer e reunir uma série de condições favoráveis para que um grupo organizado possa atingir um ou mais objetivos pré-determinados, visando, a cada etapa do processo administrativo, A melhoria da produtividade! 
  3. 3. Administrar é conduzir o pensamento à ação por meio de decisões que envolvam pessoas e recursos de maneira eficiente e eficaz, conduzindo, assim, as organizações à efetividade bem como: Planear Controlar Organizar Dirigir
  4. 4. Planejar Processo de determinar antecipadamente o que deve ser feito, como fazê-lo, quando, por quem, e com que meios. Planejar é responder às seguintes perguntas: •Quais as atividades a desenvolver? •Quando iniciar e concluir essas atividades? •Onde devem ocorrer essas atividades? •Quem é o responsável por fazer o quê?
  5. 5. Controlar Processo de comparação do desempenho real com o planeado apontando eventuais ações corretivas. Descobrir as causas e eliminá-las, descobrir os culpados e puni-los, não evita o que entretanto aconteceu, mas pode evitar que se repita.
  6. 6. ORGANIZAR Estabelecer relações formais entre as pessoas (estrutura), e entre estas e os recursos, para atingir os objetivos.
  7. 7. DIRIGIR Processo de determinar, isto é de afetar ou Influenciar o comportamento dos outros. Dirigir envolve: liderar, motivar, comunicar e negociar.
  8. 8. Planejamento O Planejamento permite ao administrador saber onde sua empresa estará em determinado tempo e como chegar lá. O principal objetivo do planejamento é, identificar o impacto futuro causado pelas decisões tomadas. Avalia o futuro e prepara-se para ele ou criá- lo Ponto de partida para qualquer nível gerencial.
  9. 9. TIPOS DE EMPRESAS Classificação das Empresas As empresas podem ser classificadas de diversas formas sendo as mais comuns a sua forma jurídica, a propriedade do seu capital, a sua dimensão e ainda os setor a que pertence. As empresas são organizações econômicas particulares, públicas ou mistas que oferecem bens e ou serviços tendo, em geral, o lucro como objetivo (em uma visão mais moderna, o lucro é uma consequência, ou retorno esperado pelos investidores, do processo produtivo e, para as empresas públicas ou “entidades sem fins lucrativos” é representado pela “rentabilidade social”). Existem diversos.
  10. 10. Podemos classificar as empresas de acordo com o setor econômico, a quantidade de sócios, tamanho, fins ou objetivos, organização ou natureza: * Setor primário: setor agrícola; * Setor secundário: indústrias; • Setor terciário: serviços;
  11. 11. Histórico da Administração Fases do trabalho humano História Desde os primórdios da humanidade, o homem associou-se a outros para conseguir, por meio do esforço conjunto, atingir determinados objetivos. Desse esforço conjunto surgiram as empresas rudimentares, que remontam à época dos assírios, babilônios, fenícios etc. Porém, a história da administração é relativamente recente, e surgiu com o aparecimento da grande empresa. O fenômeno que provocou o aparecimento da grande empresa e da moderna administração ocorreu no final do século XVIII e se estendeu ao longo do século XIX, chegando ao limiar do século XX.
  12. 12. Esse fenômeno, que trouxe rápidas e profundas mudanças econômicas, sociais e políticas, chamou-se Revolução Industrial. A Revolução Industrial teve início na Inglaterra, com a invenção da máquina a vapor, por James Watt, em 1776.A aplicação da máquina a vapor no processo de produção provocou um enorme surto de industrialização, que se estendeu rapidamente a toda a Europa e Estados Unidos.
  13. 13. A Moderna Administração A moderna administração surgiu no início deste século, quando dois engenheiros publicaram suas experiências. um era americano, Frederick Winslow Taylor (1856-1915) que veio a desenvolver a chamada Escolada Administração Científica, com a preocupação de aumentar a eficiência da indústria por meio da racionalização do trabalho dos operários. O outro engenheiro era francês, Henri Fayol(1841-1925) que veio a desenvolver a chamada Escola Clássica da Administração, com a preocupação de aumentar a eficiência da empresa por meio de sua organização e da aplicação de princípios gerais de administração.
  14. 14. Embora esses precursores da administração jamais se tenham comunicado entre si e seus pontos de vista sejam diferentes, até mesmo opostos, o certo é que suas ideias se complementam, razão pela qual suas teorias dominaram as cinco primeiras décadas deste século no panorama da administração das empresas. Taylor - Escola da Administração Científica = Organização do Trabalho de cada operário. Fayol - Escola Clássica da Administração = Organização da Empresa como um todo.
  15. 15. Trabalho Na Antiguidade, o trabalho era entendido como a atividade dos que haviam perdido a liberdade. O seu significado confundia-se com o de sofrimento ou infortúnio. O homem, no exercício do trabalho, sofre ao vacilar sob um fardo. O fardo pode ser invisível, pois, na verdade, é o fardo social da falta de independência e de liberdade. (KURZ: 1997, p.3). A equiparação entre trabalho e sofrimento não é o de simples cansaço; representa, também, uma condição social. O significado de sofrimento e de punição perpassou pela história da civilização, diretamente se relacionando ao sentido do termo que deu origem à palavra trabalho.
  16. 16. Essa vem do latim vulgar tripalium, embora seja, às vezes, associada a trabaculum. Tripalum era um instrumento feito de três paus aguçados, com ponta de ferro, no qual os antigos agricultores batiam os cereais para processá-los. Associa-se a palavra trabalho ao verbo tripaliare, igualmente do latim vulgar, que significava "torturar sobre o trepalium", mencionado como uma armação de três troncos, ou seja, suplício que substituiu o da cruz, instrumento de tortura no mundo cristão. Por muito tempo, a palavra trabalho significou experiência dolorosa, padecimento, cativeiro, castigo. (BUENO: 1988, p.25).
  17. 17. ÉTICA PROFISSIONAL Introdução Há de se perguntar por que se tem falado tanto em ética. Por que a ética tem aparecido como uma das estratégias não apenas de sobrevivência, mas, sobretudo, de expansão dos negócios? O presente estudo pretende explicitar esta recente relação de parceria entre dois domínios aparentemente incompatíveis: o do lucro e o da educação das vontades. A ética, nesta perspectiva, a ideia é demonstrar que a ética nem sempre deve ser entendida como ameaça ou obstáculo, mas como alavanca para o sucesso das empresas.
  18. 18. A ética na empresa pode ser definida como transparência nas relações de trabalho e como principio norteador da conduta humana. O ser humano é o único ser capaz de pensar e agir. Porém pensar bem e agir adequadamente são características exclusivas de pessoas éticas, comprometidas consigo mesma, com os outros e com o meio onde estão inseridas.
  19. 19. Ética Sf. Palavra de origem grega: ethos. Nasceu da filosofia, designando a morada humana. A ética é mais abrangente que a moral e é aberta a transformações. Não basta ser apenas morais, apegados a valores das tradições. Isso nos faria moralistas e tradicionalistas, fechados sobre nosso sistema de valores. Sermos éticos, quer dizer, abertos a valores que ultrapassam aqueles do sistema tradicional ou de alguma cultura determinada. Comportamento real dos indivíduos em relação as regras (morais).
  20. 20. Moral Sf. Palavra de origem latina: mor, mores. Refere-se aos costumes e a tradições específicas de cada povo ou grupo social. Daí temos: moral cristã, moral pública etc. Diz respeito às atividades humanas do ponto de vista do bem /do mal, do certo/errado, do correto/incorreto; Refere-se à capacidade e ao livre arbítrio. Ao orientar-se conforme regras de condutas em relação aos outros.
  21. 21. ENGENHARIA DE SEGURANÇA NO TRABALHO É o ramo da engenharia responsável por prevenir riscos à saúde e à vida do trabalhador. O engenheiro de segurança do trabalho tem a função de assegurar que o trabalhador não corra risco de acidentes em sua atividade profissional, sejam eles danos físicos, sejam danos psicológicos. Esse profissional administra e fiscaliza a segurança no meio industrial, organiza programas de prevenção de acidentes, elabora planos de prevenção de riscos ambientais, faz inspeções e emite laudos técnicos.
  22. 22. Assessora empresas em assuntos relativos à segurança e higiene do trabalho, examinando instalações e os materiais e processos de fabricação utilizados pelo trabalhador. Orienta a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) das companhias e dá instruções aos funcionários sobre o uso de equipamentos de proteção individual. Pode, ainda, ministrar palestras e treinamentos e implementar programas de meio ambiente e ecologia.
  23. 23. ISO 9000 e séries ISO (International Organization for Standardization) (Organização Internacional para Padronização) O que é ISO? É a sigla da entidade International Organization for Standardization , com sede em Genebra, Suíça. Sua função é elaborar padrões ou normas internacionais, de modo a facilitar as relações comerciais entre os diferentes países. A ISO congrega mais de 150 nações, no Brasil ela é representada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
  24. 24. ISO 14000 ISO (International Organization for Standardization) (Organização Internacional para Padronização) O que é ISO? É a sigla da entidade International Organization for Standardization , com sede em Genebra, Suíça. Sua função é elaborar padrões ou normas internacionais, de modo a facilitar as relações comerciais entre os diferentes países. A ISO congrega mais de 150 nações, no Brasil ela é representada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
  25. 25. Todas as organizações que se preocupam em construir um mundo melhor, mais limpo e mais justo para que as futuras gerações possam viver com mais QUALIDADE DE VIDA, devem adotá-la. A norma ISO 14000 é a base para o estabelecimento de um método de gerenciamento do uso racional dos recursos naturais, que visa a melhoria contínua dos resultados para promover o desenvolvimento sustentável, imprescindível para a futura sobrevivência das organizações, pois a sociedade não mais tolera as agressões ao meio ambiente. Desenvolvimento Sustentável é o desenvolvimento de atividades que tendem a manter os sistemas que sustentam a vida na terra.
  26. 26. NR 4 e 6 - Normas Regulamentadora s
  27. 27. NR 4 - Norma Regulamentadora NR 4 Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. A NR 4 estabelece os critérios para organização dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), de forma a reduzir os acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais. Para cumprir suas funções, o SESMT deve ter os seguintes profissionais: médico do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho, enfermeiro do trabalho, técnico de segurança do trabalho, auxiliar de enfermagem, em quantidades estabelecidas em função do número de trabalhadores e do grau de risco.
  28. 28. O trabalho do SESMT é preventivo e de competência dos profissionais citados acima, com aplicação de conhecimentos de engenharia de segurança e de medicina ocupacional no ambiente de trabalho para reduzir ou eliminar os riscos à saúde dos trabalhadores. Dentre as atividades dos SESMT, estão a análise de riscos e a orientação dos trabalhadores quanto ao uso dos equipamentos de proteção individual. É também de responsabilidade do SESMT o registro dos acidentes de trabalho. (CLT - Artigo 162 inciso 4.1|4.2|4.8.9|4.10)
  29. 29. Norma Regulamentadora 4, cujo título é Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, estabelece obrigatoriedade das empresas públicas e privadas que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) de organizar e manter em funcionamento os Serviços Especializados em Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), com a finalidade de promover a saúde e proteger a integridade do trabalhador, no local de trabalho. A NR 4 tem sua existência jurídica assegurada, em nível de legislação ordinária, no artigo 162 da CLT.1.1 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES •
  30. 30. NR 6 – Norma Regulamentadora Equipamentos de Proteção Individual – EPI: Estabelece e define os tipos de EPI’s a que as empresas estão obrigadas a fornecer a seus empregados, sempre que as condições de trabalho o exigirem, a fim de resguardar a saúde e a integridade física dos trabalhadores. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, são os artigos 166 e 167 da CLT.
  31. 31. Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora – NR, considera-se Equipamento de Proteção Individual – EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho. Entende-se como Equipamento Conjugado de Proteção Individual, todo aquele composto por vários dispositivos, que o fabricante tenha associado contra um ou mais riscos que possam ocorrer simultaneamente e que sejam suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.
  32. 32. O equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação – CA, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego. A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento.
  33. 33. Conceito de Gestão Gestão no dicionário é sinônimo de administração. • Administrar é planejar, dirigir e controlar pessoas para atingir de forma eficiente e eficaz os objetivos de uma organização. • Gestão é lançar mão de todos os conhecimentos necessários para através de pessoas atingir os objetivos de uma organização de forma eficiente e eficaz. (Emerson de Paulo Dias)
  34. 34. Gestor X Administrador Administrador e gestor são sujeitos conceitualmente distintos. Gerir é algo mais do que administrar, implicando mudanças de paradigma conceitual, teórico e pragmático. O surgimento e a expansão dos chamados gestores públicos corresponde a uma nova mentalidade dentro da realidade administrativa. Corresponde a novos papéis e inéditas posições funcionais dos atores envolvidos, deslocando-se a figura dos administradores para uma posição distinta.
  35. 35. CONCLUSÃO Este resumo tem como objetivo reforçar aos alunos do Curso de Técnico em Saúde e Segurança no Trabalho, a lembrança do conteúdo que aprenderam no decorrer da disciplina: Administração Aplicada em Saúde e Segurança no Trabalho; como requisito de revisão geral para realização da prova que serão submetidos no dia 13 de dezembro de 2012. Sucesso a todos... Obrigado!

×