DOUBLE RAILWAYCARAMPLIAÇÃO DA ROTA FERROVIÁRIA DE         CONTAINERES  SANTOS – CAMPINAS – SANTOS          PROF. ANTONIO C...
AMPLIAÇÃO DA ROTA FERROVIÁRIA      DE CONTAINERES SANTOS – CAMPINAS – SANTOS
1. APRESENTAÇÃO – GRUPO LIBRA2. TAP3. ISH4. DREQ-DECLARAÇÃO DE REQUISITOS5. DECLARAÇÃO DE ESCOPO6. WBS7. DICIONARIO WBS8. ...
1. APRESENTAÇÃO – GRUPO LIBRA  O GRUPO LIBRA é um conglomerado brasileiro dedicado há mais de  65 anos a investimentos em ...
1. APRESENTAÇÃO - MISSÃOOferecer soluç õ integradas, personalizadas, eficientes e sustentáveis de                eslogísti...
1. APRESENTAÇÃO – EQUIPE DE PROJETOSFormada por uma equipe de engenheiros e té cnicos atuantes em áreas deconhecimento rel...
2. TAP         2.1-OBJETIVOS          Ampliar a capacidade de transporte de contêineres          em 80% entre os Terminais...
2. TAP2.3-Justificativa         Devida ao crescimento de exportaç õ do polo                                             es...
2. TAP2.4-Requisitos- A implementaç ão do Projeto não afetara as operaç ões atuais- Utilizaç ão de Concessionaria atual qu...
2. TAP 2.6-Milestones  2.7-Riscos  - Pressão dos sindicatos dos caminhoneiros para não transportar containers por     ferr...
3. ISH-STAKEHOLDERS                                                                         ISH- IDENTIFICACAO DE STAKEHOL...
3. ISH-STAKEHOLDERS                                                                             ISH- IDENTIFICACAO DE STAK...
4.DREQ-DECLAÇÃO DE REQUISITOS4.1-Declaraç ão de Requisitos do Produto
4.DREQ-DECLAÇÃO DE REQUISITOS4.2-Declaraç ão de Requisitos do Projeto
5. DECLARAÇÃO DE ESCOPO   -5.1-Escopo do Produto   - A implantaç ão do sistema Double Railwaycar viabilizara o aumento da ...
5. DE-DECLARAÇÃO DE ESCOPO 5.3- Premissas   -   Utilizaç ão de rota ferroviária existente;   -   Compra de Vagõ no Exterio...
DOUBLE                             RAILWAYCAR6. WBS  Regulamentação   Projeto     Construção   Equipamentos   Operacional ...
7. DICIONARIO WBS                                                       FASE : 1-Regulamentaç ão            ENTREGA: 1.1  ...
7. DICIONARIO WBS                                                   FASE : 2-Projeto          ENTREGA: 2.1Projeto         ...
7. DICIONARIO WBS                                                FASE : 3 Construç ão         ENTREGA: 3.1                ...
7. DICIONARIO WBS                                               FASE : 3 Construç ão       ENTREGA: 3.2                   ...
7. DICIONARIO WBS                                     FASE: 4 Equipamentos          ENTREGA: 4.1 Locomotiva/ 4.2          ...
7. DICIONARIO WBS                                        FASE: 5 Operacional           ENTREGA: 5.1 Teste e               ...
8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE                                                          FASE: 1 Regulamentaç ão ...
8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE                                                     FASE: 2 Projeto         ENTRE...
8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE                                                    FASE: 3 Construç ão          E...
8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE                                                   FASE: 3 Construç ão         ENT...
8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE                                     FASE: 4 Equipamentos          ENTREGA: 4.1 Lo...
8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE                                      FASE V: Operacional           ENTREGA: Teste...
9. SM-SOLICITAÇÃO DE MUDANÇA9.1-Solicitaç ão de Mudanç aNumero da Solicitaç ão: SM-13-01Data da Solicitaç ão: 20/02/2013Co...
9. SM-SOLICITAÇÃO DE MUDANÇAParecer do GP:Escopo: A requisiç ão do Gerente de Contratos, não gera adicional no escopo detr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

DOUBLE RAILWAYCAR

557 visualizações

Publicada em

Titulo: DOUBLE RAILWAYCAR
Alunos:Pedro dos Anjos,Marcelo Abe,
Cidade:
Disciplina:
Turma:
Data:28-02-2013
Hora:17:01
Comentarios:Peço a gentiliza de ultima verificação no trabalho antes do envio formal do mesmo.
Tentamos modificar o WBS detalhando melhor as fases de Equipamentos e Construção.

Atenciosamente

Publico até ápos a correção

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Comentários
    Introdução: sugere-se inserir dentro do trabalho a disciplina, cidade e turma;
    TAP: sugere-se atentar mais aos componentes do objetivo SMART;
    ISH: ok;
    DReq Produto e Projeto: ok;
    DE: sugere-se identificar no mínimo 5 restrições ao projeto;
    WBS: ok;
    D-WBS: ok;
    LVQ: ok;
    SM: sugere-se observar os impactos em todas as áreas de conhecimento.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
201
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DOUBLE RAILWAYCAR

  1. 1. DOUBLE RAILWAYCARAMPLIAÇÃO DA ROTA FERROVIÁRIA DE CONTAINERES SANTOS – CAMPINAS – SANTOS PROF. ANTONIO COGHI
  2. 2. AMPLIAÇÃO DA ROTA FERROVIÁRIA DE CONTAINERES SANTOS – CAMPINAS – SANTOS
  3. 3. 1. APRESENTAÇÃO – GRUPO LIBRA2. TAP3. ISH4. DREQ-DECLARAÇÃO DE REQUISITOS5. DECLARAÇÃO DE ESCOPO6. WBS7. DICIONARIO WBS8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DA QUALIDADE9. SM-SOLICITAÇÃO DE MUDANÇAS
  4. 4. 1. APRESENTAÇÃO – GRUPO LIBRA O GRUPO LIBRA é um conglomerado brasileiro dedicado há mais de 65 anos a investimentos em infraestrutura e comé rcio exterior, contribuindo para o desenvolvimento econô mico do país.
  5. 5. 1. APRESENTAÇÃO - MISSÃOOferecer soluç õ integradas, personalizadas, eficientes e sustentáveis de eslogística intermodal para os fluxos de comé rcio exterior.1. APRESENTAÇÃO - VISÃOSomos apaixonados pela ideia de crescer promovendo o crescimento de todos quese relacionam conosco. Acreditamos no crescimento em harmonia com o meioambiente, que valoriza a vida, as pessoas e melhora a sociedade. É assim quequeremos criar, inovar e fazer a diferenç a em todos os setores em que atuamos.1. APRESENTAÇÃO - VALORESPaixão Diversidade Agir com É ticaEmpreender Inovar Excelência
  6. 6. 1. APRESENTAÇÃO – EQUIPE DE PROJETOSFormada por uma equipe de engenheiros e té cnicos atuantes em áreas deconhecimento relacionadas as operaç õ portuárias, construç ão civil , montagens eseletromecânicas e correlatas. Organograma do Projeto Pedro dos Anjos (Diretor Executivo) Leonardo C. Martins João Catini Marcelo Abe (Ger. Operaç ões) (Ger. Construç ão) (Ger. Aquisiç ões)
  7. 7. 2. TAP 2.1-OBJETIVOS Ampliar a capacidade de transporte de contêineres em 80% entre os Terminais Libra Santos e Terminal Libra Campinas utilizando malha ferroviária em 5 anos. 2.2-DESCRIÇÃO O projeto será implementado em duas fases. A primeira fase será a implementaç ão de um conjunto de 80 Vagõ Double-Stacker nos primeiros 12 es meses de projeto. A segunda fase será a implementaç ão do segundo lote de mais 80 Vagõ es com 12 meses (Projeto com duraç ão de 60 meses). Serão necessárias modificaç õ civis no trajeto da es ferrovia existente tais como tuneis, pontes, e estaç õ antigas a fim de possibilitar o trafego dos es vagõ novos que são mais altos do que um trem es normal. São 260 km de Ferrovia
  8. 8. 2. TAP2.3-Justificativa Devida ao crescimento de exportaç õ do polo esindustrial situado em campinas, surge a oportunidadede captaç ão de novos clientes na oferta de serviç os deescoamento da produç ão destinadas a exportaç ão peloporto de Santos. O trajeto atualmente é realizadomajoritariamente via rodovia (70% do total) com umcusto operacional de R$4000,00 unitário. Tal custopode ser reduzido em 50%, bem como aumento decapacidade de transporte atual em 80% via fé rrea.Podemos citar ainda os benefícios subjetivos do projetotais como diminuiç ão de emissão de monó xido decarbono, reduç ão do trafego de caminhõ na rodovia e esrisco de acidentes rodoviários.
  9. 9. 2. TAP2.4-Requisitos- A implementaç ão do Projeto não afetara as operaç ões atuais- Utilizaç ão de Concessionaria atual que opera no trecho ferroviário Santos- Campinas-Santos- Renegociaç ão do contrato com concessionaria que operará os trens, por período mínimo de 3 anos do inicio da operaç ão do serviç o Double Railwaycar2.5-Designaç ão- O Engenheiro João Catini fica responsável pela Gestão do Projeto, tendo autonomia para a gestão de todos os recursos pessoais, ou financeiros destinados a esse Projeto.- O Sr. João Catini, como GP tem a responsabilidade de cumprimento do Escopo do Projeto em sua integridade, atendendo todos os requisitos té cnicos, financeiros e legais no prazo previsto.
  10. 10. 2. TAP 2.6-Milestones 2.7-Riscos - Pressão dos sindicatos dos caminhoneiros para não transportar containers por ferrovia; - Falta de mão de obra qualifica para execuç ão do projeto civil; - Paralisaç ão das obras por forç as da - Licenç a ambiental para obras civis no trajeto da ferrovia.
  11. 11. 3. ISH-STAKEHOLDERS ISH- IDENTIFICACAO DE STAKEHOLDER Requisitos Cadastro Qualificado Superficiais Plano de Ação do G.P. Influencia Interesse Poder Expectativa, Necessidade, Stakeholder Posição Papel no projeto Classificação Outras Caracteristicas Estrategia (o que fazer) Quando Anseio Aumento da produção, Promover reuniões quinzenais para gerenciar com financiador do redução no tempo de Conselho Administrativo Libra Acionista Sponsor A A P apresentação dos resultados do Inicio da obra cuidado projeto transporte e custo por projeto. tonelada transportada Vincular o contrato de exclusividade Diretor Comercial-Concessionaria gerenciar com Aumento do faturamento Diretoria Facilitador/Financeiro A A P na parceria entre a Libra e Inicio da obra Ferrovia cuidado com inicio da operação Concessionaria Ferroviária Manter informado mensalmente do Diretor Operacional- Aumento no transporte de Diretoria Verificador do Escopo A A P manter satisfeito operador do produto cronograma de obras e inicio da Sempre Concessionaria Ferrovia carga operação ferroviária Apresentar semestralmente ao Redução de problemas como gerenciar com Governador do Estado as melhorias em Governo Estadual (Governador) Diretoria Verificador do Escopo A A P transito, poluição sonora e Sempre cuidado infraestrutura para o estado e do ar. aumento da arrecadação de impostos Entregar mensalmente relatorio de Realizar obras de diário de Obra durante as obras de Fiscal de Obras (CODESP) Engenheiro Fiscalizador A A P manter informado remodelação do porto com Sempre remodelação das linhas e patios do qualidade porto Entregar mensalmente relatorio de Aumento do transporte Engenheiro de Infraestrutura diário de Obra durante as obras de Engenheiro Fiscalizador A A P manter informado portuário e maior Sempre Portuario (CODESP) remodelação das linhas e patios do visibilidade na midia porto Realizar campanhas informando a população de uma melhora no trafego Redução de problemas como rodoviário com a diminuição de Sociedade Moradores Impeditivo B A N manter informado transito, poluição sonora e Inicio e fim da obra caminhões na ruas e do ar. consequentimente a diminuição da poluição do ar e sonora. Manter informado mensalmente do Diretor Financeiro-Concessionaria Aumento do faturamento Diretoria Facilitador B A P manter informado cronograma de obras e inicio da Sempre Ferrovia com inicio da operação operação ferroviária Cobrar quinzenalmente o cumprimento cronograma de Gerente Comercial-Construtora Expectativa de faturamento Gerencia Facilitador B A P manter informado construção de acordo com o projeto Sempre Ferroviaria alto com as obras civis vinculando atrasos a multas contratuais parte maior Redução no custo do frete Promover reuniões quinzenais para gerenciar com interessada na Clientes Usuario Viabilizador A A P de containers de Campinas apresentação dos resultados do Sempre cuidado idealização do para Santos projeto. projeto
  12. 12. 3. ISH-STAKEHOLDERS ISH- IDENTIFICACAO DE STAKEHOLDER Requisitos Cadastro Qualificado Superficiais Plano de Ação do G.P. Influencia Interesse Poder Expectativa, Necessidade,Stakeholder Posição Papel no projeto Classificação Outras Caracteristicas Estrategia (o que fazer) Quando Anseio Melhoria na logistica dos Informar mensalmente do cronograma gerenciar comCoord. Operação-Libra Coordenação Facilitador/Execução A A P operador do produto terminais com redução no de inicio da operação ferroviária e Sempre cuidado trafego de caminhões manutenção. Informar mensalmente do cronograma gerenciar comCoord. Planejamento-Libra Coordenação Facilitador/Planejamento A A P de inicio da operação ferroviária e Sempre cuidado manutenção. Promover reuniões quinzenais para gerenciar com Aumento do faturamentoGer. Comercial-Libra Gerencia Facilitador/Financeiro A A P apresentação dos resultados do Sempre cuidado com inicio da operação projeto. Redução no custo do frete e Promover reuniões quinzenais para gerenciar com expectadorGer. Financeiro-Libra Gerencia Facilitador/Financeiro A A P equilibrio das despesas fixas apresentação dos resultados do Sempre cuidado financeiro da empresa projeto. Conduzir negociações com o sindicato Melhoria na qualidade e de forma a satisfaze-los e aosPresidente do Sindicato Portuario Diretoria Facilitador/Execução A B N manter satisfeito condições de trabalho dos Sempre funcionarios para que não haja trabalhadores portuário interrupções no projeto Conduzir negociações com o sindicato Melhoria na qualidade ePresidente do Sindicato de forma a satisfaze-los e aos Diretoria Facilitador/Execução A B N manter satisfeito condições de trabalho dos SempreFerroviario funcionarios para que não haja trabalhadores ferroviários interrupções no projeto Cobrar quinzenalmente oGerente de Engenharia- Obra concluida com exito, cumprimento cronograma deFornecedor de Servico de Gerencia Facilitador/Planejamento B A P manter informado dentro do prazo, custo e construção de acordo com o projeto SempreEngenharia qualidade vinculando atrasos a multas contratuais Apresentar trimestralmente as gerenciar com Minimo impacto ambiental melhorias em infraestrutura eEngenheiro Responsavel-Ibama Engenheiro Fiscalizador A A N poder de embargo Sempre cuidado durante o projeto impactos relacionados a área do orgão fiscalizador Apresentar trimestralmente as Melhoria na qualidade e gerenciar com melhorias em infraestrutura eEngenheiro Responsavel-Funai Engenheiro Fiscalizador A A N poder de embargo condições de vida do Indios Sempre cuidado impactos relacionados a área do orgão da região da Mata Atlantica fiscalizador Apresentar trimestralmente as gerenciar com Minimo impacto ambiental e melhorias em infraestrutura eEngenheiro Responsavel-Cetesb Engenheiro Fiscalizador A A N poder de embargo Sempre cuidado social durante o projeto impactos relacionados a área do orgão fiscalizador Apresentar trimestralmente as Aumento da qualidade noEngenheiro Responsavel- gerenciar com melhorias em infraestrutura e Engenheiro Fiscalizador A A N poder de embargo transporte do modal SempreANTT/DNIT cuidado impactos relacionados a área do orgão ferroviário. fiscalizador Projeto concluido com exito Entrega anual das despesas financeirasGerente Comercial-Seguradora Gerencia Facilitador B B P manter informado e sem necessidades de do projeto e garantir o seguro das Inicio e fim da obra acionar o seguro obras e vagões.
  13. 13. 4.DREQ-DECLAÇÃO DE REQUISITOS4.1-Declaraç ão de Requisitos do Produto
  14. 14. 4.DREQ-DECLAÇÃO DE REQUISITOS4.2-Declaraç ão de Requisitos do Projeto
  15. 15. 5. DECLARAÇÃO DE ESCOPO -5.1-Escopo do Produto - A implantaç ão do sistema Double Railwaycar viabilizara o aumento da capacidade de transporte entre os terminais do Grupo Libra Santos-Libra- Campinas via ferrovia reduzindo os custos com transporte pois irá dobrar a capacidade de transporte por trem. -5.2-Escopo do Projeto - A implantaç ão do projeto consiste na restruturaç ão da infraestrutura civil, ferroviária e portuária que permitira a operaç ão dos vagõ tipo Double Stack es pelo Grupo Libra e Concessionária Ferroviária. Dessa forma, haverá uma reduç ão no custo do transporte de containers, reduç ão do trafego rodoviário, melhoria no meio ambiente atingindo um padrão de qualidade superior ao das outras empresas na operaç õ de logística portuária do Grupo Libra. es
  16. 16. 5. DE-DECLARAÇÃO DE ESCOPO 5.3- Premissas - Utilizaç ão de rota ferroviária existente; - Compra de Vagõ no Exterior; es - Contrato com a proprietária dona das Locomotivas de longo prazo; - Implementaç ão de projeto em duas fases; - Implementaç ão do projeto com a ferrovia em operaç ão. 5.4-Restriç ões As restriç õ aplicáveis ao projeto se restringem a tarefas que estão fora do es controle da empresa ou pela pró pria premissa do projeto. Tais como: -Aprovaç ão do projeto pela ANTT; -Fechamento de contrato do transporte dos vagõ de longo prazo; es -Horário de trabalho diversificado em funç ão da operaç ão da ferrovia que não será interrompida.
  17. 17. DOUBLE RAILWAYCAR6. WBS Regulamentação Projeto Construção Equipamentos Operacional Teste e implementaç ão
  18. 18. 7. DICIONARIO WBS FASE : 1-Regulamentaç ão ENTREGA: 1.1 Licenç as Pacote de CC Entrega PT Critério de Aceitação Trabalho 1.11 IBAMA Autorização ambiental para modificação no trajeto Licença emitida pelo órgão IBAMA da ferrovia que cruza a Serra do Mar e transporte de produtos perigosos por containers 1.12 CODESP Autorização de operação portuária Carimbo “APROVADO” e contrato com o órgão CODESP 1.13 ANTT Autorização para circulação e operação de vagões Certificado assinado pelo presidente Double Stack da ANTT 1.14 Contrato com Contrato serviço e exclusividade de transporte Contrato assinado pelos acionistas da Concessionaria ferroviário utilizando vagões Double Railwaycar Concessionária e a Libra Terminais 1.15 DNIT Autorização para modificações no trajeto da Certificado assinado pelo presidente ferrovia do DNIT
  19. 19. 7. DICIONARIO WBS FASE : 2-Projeto ENTREGA: 2.1Projeto Básico CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Aceitação 2.11 Projetos de Tuneis Desenho técnico da remodelagem dos Laudo do engenheiro civil assinado túneis autorizando a obra 2.12 Projetos de Pontes Desenho técnico da remodelagem das Laudo do engenheiro civil assinado pontes autorizando a obra 2.13 Projetos de Vagões Desenho técnico dos vagões Aceitação do produto de acordo com as especificações ABNT 2.14 Projetos de Locomotivas Desenho técnico das Locomotivas Aceitação do produto de acordo com as especificações ABNT 2.15 Projetos de Ferrovia Desenho técnico da remodelagem da Laudo do engenheiro civil assinado linha férrea autorizando a obra
  20. 20. 7. DICIONARIO WBS FASE : 3 Construç ão ENTREGA: 3.1 Infraestrutura CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Aceitação 3.1 Tuneis Licitação e contrato para rebaixamento Termo de recebimento assinado da 1 da plataforma ferroviário dos tuneis de conclusão da obra pela construtora acordo com projeto técnico 3.1 Pontes Licitação e contrato para rebaixamento Termo de recebimento assinado da 2 da plataforma ferroviário sob as pontes conclusão da obra pela construtora de acordo com projeto técnico 3.1 Ferrovias Licitação e contrato para remodelação Termo de recebimento assinado da 3 de infraestrutura da malha ferroviária conclusão da obra pela construtora de acordo com projeto técnico
  21. 21. 7. DICIONARIO WBS FASE : 3 Construç ão ENTREGA: 3.2 Supraestrutura CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Aceitação 3.2 Tuneis Licitação e contrato para manutenção Termo de recebimento assinado da 1 ferroviária dos tuneis de acordo com conclusão da obra pela construtora projeto técnico 3.2 Pontes Licitação e contrato para manutenção Termo de recebimento assinado da 2 ferroviária das pontes de acordo com conclusão da obra pela construtora projeto técnico 3.2 Ferrovias Licitação e contrato para manutenção Termo de recebimento assinado da 3 da malha ferroviária de acordo com conclusão da obra pela construtora projeto técnico
  22. 22. 7. DICIONARIO WBS FASE: 4 Equipamentos ENTREGA: 4.1 Locomotiva/ 4.2 Vagão CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Aceitação 4.11 Locomotiva Relatório de Entrega técnica da Documento com carimbo de Locomotiva “APROVADO” pelo Ger. de Operações 4.12 Rodas Relatório de Montagem das Rodas Documento com carimbo de à Locomotiva “APROVADO” pelo Ger. de Operações 4.21 Vagões Lote-01 Relatório de Entrega técnica dos Documento com carimbo de Vagões “APROVADO” pelo Ger. de Operações 4.22 Vagões Lote-02 Relatório de Entrega técnica dos Documento com carimbo de Vagões “APROVADO” pelo Ger. de Operações
  23. 23. 7. DICIONARIO WBS FASE: 5 Operacional ENTREGA: 5.1 Teste e implementaç ão CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Aceitação 5.11 Treinamento de Operários Profissionalização do operadores Diploma de treinamentos envolvidos no projeto de transporte de containers 5.12 Operação / Validação Testes operacionais e certificado de Certificado de operação concedido operação ferroviária pelo Gerente de Operações da Concessionária
  24. 24. 8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE FASE: 1 Regulamentaç ão ENTREGA: 1.1Licenç as Pacote de CC Entrega PT Critério de Validação Trabalho 1.11 IBAMA Autorização ambiental para modificação no trajeto da Conforme ART. 8 da LC 140/2011 ferrovia que cruza a Serra do Mar e transporte de produtos perigosos por containers 1.12 CODESP Autorização de operação portuária Lei n. 8.630 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/ l8630.htm 1.13 ANTT Autorização para circulação e operação de vagões Resolução 3000 de 28/01/2009 double stack 1.14 Contrato Contrato serviço e exclusividade de transporte Aceite pelos acionistas do Grupo Libra e com ferroviário utilizando vagões double railwaycar Concessionária Concessiona ria 1.15 DNIT Autorização para modificações no trajeto da ferrovia Conforme regulamentação do Departamento Nacional de Infraestrutura
  25. 25. 8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE FASE: 2 Projeto ENTREGA: 2.1 Projeto Básico CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Validação 2.11 Projetos de Tuneis Desenho técnico da remodelagem dos Conforme Normas ABNT15661:2012/ túneis 15981 /15775/ 5181/ 15129 2.12 Projetos de Pontes Desenho técnico da remodelagem das Conforme Normas ABNT 7187:2003 pontes para projetos de pontes de concreto armado. 2.13 Projetos de Vagões Desenho técnico dos vagões Conforme Normas ABNT 12750 para vagões e peças. 2.14 Projetos de Locomotivas Desenho técnico das Locomotivas Conforme Normas ABNT12754/12922 para locomotiva ferroviária e cabine do maquinista 2.15 Projetos de Ferrovia Desenho técnico da remodelagem da Conforme Normas ABNT 5567 / 7489 / linha férrea 8362 / 12511 para projeto e sinalização da ferrovia
  26. 26. 8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE FASE: 3 Construç ão ENTREGA: 3.1 Infraestrutura CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Validação 3.11 Tuneis Licitação e contrato para rebaixamento Conforme Normas da ABNT15661:2012/ da plataforma ferroviário dos tuneis de 15981 /15775/ 5181/ 15129. e acordo com projeto técnico Engenheiros Ferroviários 3.12 Pontes Licitação e contrato para rebaixamento Conforme Normas da ABNT de vistoria da plataforma ferroviário sob as pontes 9452 / 7187 para consulta do projeto de acordo com projeto técnico Engenheiros Ferroviários 3.13 Ferrovias Licitação e contrato para remodelação Conforme Normas ABNT 5567 / 7489 / de infraestrutura da malha ferroviária de 8362 / 12511 para projeto e sinalização acordo com projeto técnico da ferrovia
  27. 27. 8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE FASE: 3 Construç ão ENTREGA: 3.2 Supraestrutura CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Validação 3.21 Tuneis Licitação e contrato para manutenção Conforme Normas da ABNT15661:2012/ ferroviária dos tuneis de acordo com 15981 /15775/ 5181/ 15129. e projeto técnico Engenheiros Ferroviários 3.22 Pontes Licitação e contrato para manutenção Conforme Normas da ABNT de vistoria ferroviária das pontes de acordo com 9452 / 7187 para consulta do projeto projeto técnico Engenheiros Ferroviários 3.23 Ferrovias Licitação e contrato para manutenção da Conforme Normas ABNT 5567 / 7489 / malha ferroviária de acordo com projeto 8362 / 12511 para projeto e sinalização técnico da ferrovia
  28. 28. 8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE FASE: 4 Equipamentos ENTREGA: 4.1 Locomotivas / 4.2 Vagões CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Validação 4.11 Locomotiva Relatório de Entrega técnica da Conforme Normas Locomotiva ABNT12754/12922 para locomotiva ferroviária e cabine do maquinista 4.12 Rodas Relatório de Montagem das Rodas Conforme Normas ABNT 5565 para à Locomotiva RODEIRO E 12923 para roda ferroviária 4.21 Vagões-Lote01 Relatório de Entrega técnica dos Conforme Normas ABNT 12750 Vagões para vagoes e peças. 4.22 Vagões-Lote02 Relatório de Entrega técnica dos Conforme Normas ABNT 12750 Vagões para vagões e peças.
  29. 29. 8. LVQ-LISTA DE VERIFICAÇÃO DE QUALIDADE FASE V: Operacional ENTREGA: Teste e implementaç ão CC Pacote de Trabalho Entrega PT Critério de Validação 5.1 Treinamento de Operários Profissionalização do operadores Relatório de teste pratico preenchido envolvidos no projeto de transporte pelo Coordenador do turno. de containers 5.2 Operação / Validação Testes operacionais e certificado de Relatório de Operação portuário operação ferroviária aprovado pelo Ger. De Operações (Libra Terminais).
  30. 30. 9. SM-SOLICITAÇÃO DE MUDANÇA9.1-Solicitaç ão de Mudanç aNumero da Solicitaç ão: SM-13-01Data da Solicitaç ão: 20/02/2013Contratada: Prumo Engenharia e Construç õ esContato da Contratada: Joao MartinsSolicitante: Ger. de Aquisiç õ e Contratos esDescriç ão da Mudanç a: Relató rios de Mediç ão devem conter relató rios fotográficosdo progresso físico da obra, bem como a romaneio de recebimento do materialaplicado.Justificativa: Registrar evidencias de progresso físico que irá compor o Databookté cnico. Os romaneios irão confirmar as quantidades que serão pagas e inclusas noescopo do contrato.
  31. 31. 9. SM-SOLICITAÇÃO DE MUDANÇAParecer do GP:Escopo: A requisiç ão do Gerente de Contratos, não gera adicional no escopo detrabalho.Tempo: Os Relató rios de Mediç ão serão entregues quinzenalmente, ao invé s desemanalmente.Custo: Sem adicional de custos no contrato.RH: Sem adicional de recursos, as tarefas adicionais, serão executadas pela equipeatual.Riscos: A requisiç ão não apresenta riscos para o projeto.Aquisiç ões: Não Aplicável

×