P3TI - TransFormar

615 visualizações

Publicada em

Titulo: P3TI - TransFormar
Alunos:Larissa Arantes Miszura,BRUNO RAONI VILELA RIBEIRO,Fabricio Ribas Kruel,Yuri Braz,
Cidade: Goiânia
Disciplina: Aquisições
Turma: GP19
Data:24-08-2012
Hora:16:17
Comentarios:Novo envio em formato .PPTX, pois o primeiro foi em formato .ZIP.

Empresa: P3TI
Projeto: TransFormar

Integrantes: Bruno Raoní, Fabrício Kruel, Larissa Miszura, Yuri Braz.
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
615
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
192
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

P3TI - TransFormar

  1. 1. GERENCIAMENTO DEAQUISIÇÕES EM PROJETOS GP – 19 Goiânia – GO ESUP / FGV PROF.: MARCO ANTÔNIO COGHI
  2. 2. EMPRESA P3TI PROJETOPortfólio, Programas e Projetos de TransFormar Transportes Integrados A P3TI é uma empresa de projetos, especializada em Logística e Mobilidade Urbana, que ganhouuma concessão para explorar o Veículo Leve sobre Trilhos, projeto TransFormar, durante 20 anos, na cidade de Goiânia – GO.
  3. 3. EQUIPE DE GESTORES DA P3TIBruno Raoní Vilela Ribeiro Larissa Arantes MiszuraFabrício Ribas Kruel Yuri Rodrigues Braz
  4. 4. ITEM 5 Objetivo do Trabalho• O objetivo deste trabalho é desenvolver o plano de gerenciamento das aquisições. Este plano tem por objetivo descrever como o processo de aquisições será: • Planejado; • Executado; • Controlado.
  5. 5. ITEM 6 EAPCompleta
  6. 6. ITEM 7 Critérios „Make or Buy‟Critérios 1. Capacidade da equipe  Somos uma empresa focada em executar projetos e, como gerenciamos vários contratos simultaneamente, faz-se necessária a terceirização de partes do projetos. 2. Necessidade de fornecimento especializado  Como atuamos em várias frentes de trabalhos distintas (VLT, Estradas, Portos, Etc), precisamos contratar especialistas em cada negócio que atuamos ou pretendemos atuar.
  7. 7. ITEM 73. Restrições de Prazo  Devido à necessidade de viabilizar o projeto através de seu ROI, é necessário a contratação de empresas especializadas que executem o trabalho mais rápido que a nossa equipe.4. Restrições de custo  Devido ao alto custo de vários recursos, muitos pacotes de trabalho são terceirizados, pois ficaria inviável a contratação e aquisição de todas as pessoas e equipamentos.5. Core Business  Por sermos uma empresa focada em geração financeira de novos negócios (através da execução de projetos), não executamos atividades relacionadas à operação de negócios que exigem especialistas.
  8. 8. ITEM 76. Compartilhamento de riscos  Como lidamos com atividades, muitas vezes extremamente onerosas e que exigem grandes financiamentos, se faz necessário reduzir os riscos de não entrega de um projeto, visando a sobrevivência da empresa, caso haja oscilações financeiras decorrente de projetos.7. Abrangência da área de atuação  Pacotes de trabalhos que podem ser feitos por um único fornecedor, mas em vários projetos, ajudam nossa empresa a controlar os contratos, minimizando o esforço de gestão de aquisições (menos fornecedores) e melhorando o custo de contratação (compartilha equipamentos, materiais e pessoas).
  9. 9. ITEM 78. Trabalho especializado  Pacotes de trabalho que podem ser executados por poucos fornecedores, especializados no assunto, e que demandam um alto grau de complexidade em sua execução.9. Aprovação Governamental  Pacotes de trabalham que exigem liberação do governo, o que torna mais eficiente a contratação de um despachante especializado que já está acostumado à realização de trabalhos com os órgãos governamentais envolvidos.10. Transferência de tecnologia  Itens componentes do projeto que façam parte do planejamento estratégico da empresa, em termos de expansão e diversificação de suas atividades, para garantir sua sobrevivência a longo prazo.
  10. 10. ITEM 8Mapa das Aquisições
  11. 11. ITEM 9WBS Revisada
  12. 12. ITEM 10Registro de Riscos
  13. 13. ITEM 10
  14. 14. ITEM 10Categoria na Data de Qualitativo Qualitativo Id Risco Identificado Tipo P I Semáforo RBS Registro Probabilidade de Impacto O valor dos VLTs cotados em US$ podemF=> Taxas de 1 sofrer aumento caso haja demora no Am 06/ago/12 Provável 0,7 Pequena 0,10 0,07câmbio fechamento da compra Caso a especificação dos trilhos não sejaW=> Mudanças 2 compatível com o VLT será necessário a Am 06/ago/12 Improvável 0,3 Média 0,20 0,06na tecnologia substituição dos trilhos Se a quantidade de passageiros por vagãoD=> Perda de 3 for menor que 200 pessoas o valor cobrado Am 06/ago/12 Média 0,5 Grande 0,40 0,2potencial pela passagem ficará muito alto. Se as empresas de transporte coletivosK=> Riscos do 4 praticarem dumping de preços afetará o ROI Am 06/ago/12 Rara 0,1 Muito Grande 0,80 0,08mercado do negócio. Se a quantidade de pontos de parada forX=> 5 estratégicamente posicionada pode-se ter Op 06/ago/12 Quase Certa 0,9 Média 0,20 0,18Performance uma resução de até 50% no tempo da viagem
  15. 15. ITEM 10 V.M.E. antes V.M.E. depois Sinal deId da resposta Resposta da resposta Proprietário Ação a tomar alerta [R$] [R$] Cotação do Analista de Agilizar o processo de aquisição dos1 R$ 800.000,00 Mitigar R$ 280.000,00 Dolar acima Compras VLTs. do projetado Fornecedores Verificar as possíveis combinações de evitarem Engenheiro2 R$ 300.000,00 Tranferir R$ 105.000,00 VLTs e trilhos compatíveis incluindo formação de Chefe visitas a outros locais consorcio Capacidade Exigir na RFP a capacitade de Engenheiro3 R$ 5.000.000,00 Eliminar R$ 1.750.000,00 dos VLTs dos passageiros como um critério Mecânico fornecedores eliminatório. Preços Analista de Reservar uma verba extra para4 R$ 600.000,00 Aceitar R$ 600.000,00 praticados no Marketing promoções e descontos. Implantação mercado Estratégico de um plano de fidelização. Estudar os pontos de maior Pontos concentração de pessoas para5 R$ 2.000.000,00 Provocar R$ 2.700.000,00 Urbanista identificados aproveirtar melhor as paradas de passageiros
  16. 16. ITEM 11 Critérios Eliminatórios Pelo menos 5 atestados de capacidade técnica; Não ter o nome inscrito nos órgãos de proteção ao crédito; Não ter o nome inscrito na dívida ativa; Ter tido lucro, demonstrado pelo balanço, nos últimos 5 anos; Ser certificada em ISO 9000 e ISO 14000.
  17. 17. ITEM 12 Critérios Classificatórios Preço; Prazo; Referências Técnicas; Equipe Técnica; Estratégia de Execução; Confiabilidade; Capacidade Financeira; Agilidade e Flexibilidade; Capacidade de Gerenciamento.
  18. 18. ITENS 13 e 14 Declaração de Trabalho Optamos por divulgar os critérios de avaliação essenciais para o projeto. Desta forma, temos mais transparência e qualidade, além de não corrermos o risco do fornecedor não prever o desenvolvimento de determinado aspecto da proposta. * Visualize a Declaração de Trabalho nos próximos slides.
  19. 19. ITENS 13 e 14
  20. 20. ITENS 13 e 14
  21. 21. ITENS 13 e 14
  22. 22. ITEM 15Sistema de Pontuação
  23. 23. ITEM 15
  24. 24. ITEM 15
  25. 25. ITEM 15
  26. 26. ITEM 16 Documentos Adotados• Pacote(s) de trabalho – Documento: Motivo.  1.1.1 – RFP: O estudo de viabilidade é um processo cujo resultado varia de acordo com a metodologia de trabalho do fornecedor. A empresa irá especificar as suas necessidades de forma técnica e, ao lançar a RFP, espera que os fornecedores façam propostas diferenciadas, permitindo uma escolha assertiva de acordo com os critérios adotados para a seleção do fornecedor.
  27. 27. ITEM 16 1.3.2 – RFQ: A infraestrutura necessária inclui apenas itens amplamente conhecidos, tais como aterramento e eletricidade. Tais itens são passíveis de serem especificados com precisão, não sendo necessária uma proposta, outrossim, apenas uma cotação. 1.3.3 e 1.3.4 – RFP: Os pacotes “Trilhos” e “Veículos” estão intimamente ligados e será solicitado aos fornecedores uma proposta que tenha ambos os itens como escopo, pois entende-se que a tecnologia do veículo restringe o tipo do trilho, e é mais seguro contratar um fornecedor único para atender esta demanda.
  28. 28. ITEM 16 1.3.5 – RFP: A empresa tem uma necessidade de divulgação, mas espera que, solicitando uma proposta, os fornecedores da área de publicidade façam propostas que associem as necessidades básicas de divulgação à estratégias de novos formatos de publicidade. 1.4.1 – RFQ: Assume-se que a fiscalização de iniciativas deste tipo é padronizada pelo governo e que não há muito diferencial a ser associado. Será feita uma cotação com os possíveis fornecedores.
  29. 29. ITEM 17 Métodos de Envio O método adotado para o envio dos convites seráeletrônico, devido à facilidade, flexibilidade e confiabilidade. Entretanto, antes do envio das propostas, será exigido um termo de confidencialidade para mitigar o risco do fornecedor, que irá receber o convite, não utilizar as informações para obter vantagens indevidas. Tal termo deverá ser enviado fisicamente, assinado e com reconhecimento de firma.As propostas também deverão ter sua versão final enviadas fisicamente; assinadas e com reconhecimento de firma.
  30. 30. ITENS 18, 19 e 20 Contrato / Espécie do Contrato Contrato Formal: Será feito contrato formal, pois visamos garantir que os altos investimentos feitos na aquisição dos VLTs sejam resguardados de interpretações titubeantes. Com isso, nossa empresa terá um instrumento jurídico que possibilitará que qualquer dúvida seja dirimida nas instâncias judiciais competentes. Espécie do contrato: A espécie de contrato utilizada nesta situação será a de compra e venda devido ao fato de termos um produto envolvido: os VLTs. Referente ao funcionamento dos VLTs, será feito um outro contrato, para colocá-los em funcionamento, que será tratado através de um consórcio.
  31. 31. ITENS 18, 19 e 20 Tipo do Contrato Tipo do Contrato: O tipo de contrato a ser utilizado nesta situação será Preço Fixo com Remuneração de Incentivo. Isto se dá pelo fato do foco do pacote de trabalho ser a aquisição dos VLTs e este ter que ser entregue em uma data específica, pois assim o caminho crítico do projeto não será comprometido.
  32. 32. ITEM 21 Tipo de ConcorrênciaFluxo com o passo a passo
  33. 33. ITEM 22 Atitudes e Fiscalização Comprometimento do contrato por ambas as partes; Cumprimento das cláusulas contratuais pela Contratada; Relatórios de status do cronograma de execução; Auditoria de qualidade e segurança; Medição/Controle da qualidade; Avaliação contínua do fornecedor; Acompanhamento de milestones.
  34. 34. ITEM 23Relatórios Administrar Aquisições
  35. 35. ITEM 24Administração do ContratoFluxo com o passo a passo
  36. 36. ITEM 25Encerramento do ContratoFluxo com o passo a passo
  37. 37. ITEM 26 PGA1. Introdução;2. Método de gerenciamento de aquisições;3. Considerações sobre as aquisições;4. Acompanhamento dos pedidos;5. Critérios de decisão;6. Tipos de contrato a serem utilizados;7. Gerenciamento de contratos;8. Gerenciamento de fornecedores;9. Métricas de desempenho para atividades de aquisições.

×