Inteligência Multiplas & Transtornos Psíquicos I

4.660 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
3 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.660
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
95
Comentários
3
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Inteligência Multiplas & Transtornos Psíquicos I

  1. 1. INTELIGÊNCIA MULTIFOCAL & TRANSTORNOS PSÍQUICOS Parte I Edleine Slobodeicov
  2. 2. “ ... a aprendizagem é um processo mental que envolve oprocessamento de informação e a sua passagem da memória de curtoprazo para a de longo prazo. Neste processo, o conhecimento prévio doaluno e a construção de sentido tem um papel determinante em toda aaprendizagem. “O que cada um é capaz de aprender num dadomomento depende em grande parte daquilo que ele já sabe”.(Doolittle, 2002, p. 2).
  3. 3. Cérebro Estrutural Cerebelo Sistema nervoso central Medula espinhal NeurôniosNEUROCIÊNCIA• Estudo científico do cérebro e dosistema nervoso Memória• “Convergência” de muitas tecnologias Cognitivo Aprendizagem Inteligência
  4. 4. Neurociência CognitivaPode ser definida como o estudo de como a cognição e a emoção são implementadas no cérebro , procurando ser uma ponte entre Mente e Cérebro, e objetiva estudar as representações neurais dos atos mentais. (Catarino)Kandel et al classifica cinco abordagens :1) Estabelecer a correlação entre células individuais específicas e determinados comportamentos, para isso usou-se a observação de atividade individual dos neurônios de animais não anestesiados e sem restrição física;2) Correlacionar padrões de disparo em células individuais, em regiões específicas, com processos cognitivos superiores, como atenção e tomada de decisão. Estudo esse feito em macacos;3) Estudo em pacientes com lesões encefálicas que interefem no comportamento;4) Uso de imagens radiológicas e tomografias;5) Uso de ciência computacional para modelagem da atividade neuronal.
  5. 5. Neurociência Cognitiva“A aprendizagem está ligada ao processo de desenvolvimento biológico. Aevolução é determinada pela genética da espécie. Nosso cérebro demora vinteanos para amadurecer. Por isso, a criança faz atividades que interessam aoamadurecimento. Se você quiser jogar damas com uma menina de 3 anos, elavai relacionar-se com as pedrinhas, não com as regras. Aos 6 ou 7 anos, ela começa a organizar suas ações em razão de outroselementos: é capaz de se concentrar, ficar sentada ouvindo o professor,compreender orientações externas. Mesmo louco para jogar futebol, um garotosabe que precisa primeiro fazer a lição. Com os adultos, o processo deaprendizagem é diferente. Com o passar do tempo, os hormônios passam portransformações que afetam os processos da memória. Por isso, sabemos hojeque os adultos aprendem mais lentamente, mas precisam aprender sempre.Nossa saúde mental depende da ampliação de experiências anteriores, denovas experiências práticas.” (Lima)
  6. 6. MemóriaA memória é a aquisição, a formação, a conservação e a invocação de informações. Aaquisição é também chamada de aprendizagem: só se grava aquilo que foi aprendido.A evocação é também chamada de recordação, lembrança, recuperação. Sólembramos aquilo que gravamos, aquilo que é aprendido. (IZQUIERDO)A memória é o meio pelo qual você recorre às suas experiências passadas a fim deusar essas informações no presente ( STERNBERG)
  7. 7. MemóriaA memória é basicamente a capacidade humana de inscrever, conservar, e relembrar mentalmentevivências, conhecimentos, conceitos, sensações e pensamentos experimentados em um tempopassado.A memória humana focaliza coisas específicas, requer grande quantidade de energia mental edeteriora-se com a idade. É um processo que conecta pedaços de memória e conhecimentos a fimde gerar novas idéias, ajudando a tomar decisões diárias.Os psicólogos e neurologistas distinguem memória declarativa de memória não-declarativa (oumemória procedural). Grosso modo, a memória declarativa armazena o saber que algo se deu, e amemória não-declarativa o como isto se deu.De maneira geral, psicólogos tendem a ocupar-se da memória declarativa, enquanto neurobiólogostendem a se ocupar da memória procedural.Psicólogos distinguem dois tipos de memória declarativa, a memória episódica e a memóriasemântica. São instâncias da memória episódica as lembranças de acontecimentos específicos. Sãoinstâncias da memória semântica as lembranças de aspectos gerais.Memória, segundo diversos estudiosos, é a base do conhecimento. Como tal, deve ser trabalhada eestimulada. É através dela que damos significado ao cotidiano e acumulamos experiências parautilizar durante a vida. (Wikipedia)
  8. 8. FP1 FP2 Memória Fundamento do desempenho cognitivo F7 F3 Fz F4 F8 T3 C3 Cz C4 T4 T5 P3 Pz P4 T6 O1 Oz O1 Imediata / Curto Prazo Longo Sensorial (Trabalho) Prazo Declarativa Não-Declarativa, (Psicólogos e Neurologistas) (Neurobiólogos) (Neurobiólogos) Expressão verbal NÃO expressos NÃO expressos verbalmente verbalmente Episódica Semântica ProceduralEvocação de fatos específicos Conceitos Priming Cenário Espaço Temporal , Aptidões, Acontecime ntos e Realizações. Associativa Não AssociativaSQUIRE E KANDEL in TABACOW
  9. 9. InteligênciaNão há resposta exata para o que é Inteligência;Existe uma série imperfeita de conexões entre sistemas cognitivos e emocionais,provocando capacidades (quantas e quais?) não plenamente integradas;O cérebro é visto , hoje, pela neurociência, como vários módulos distintos , dondesurgiu a visão das Inteligências múltiplas;Inteligência é apenas uma indicação de que o cérebro está em bom funcionamento.Experimento mostra que “ao desligar” partes do cérebro, há uma melhoria nodesempenho de capacidades cognitivas como melhores desenhos, habilidademusical e desenho e raciocínio numérico;
  10. 10. Edleine Slobodeicov
  11. 11. Freud Muitos dos problemas psicopatológicos da idade adulta tem suas causas nas primeiras fases do desenvolvimento. A construção da personalidade se processa em termos objetais, sendo esse objeto, um objeto libidinal: Prazer ou desprazer; Bom ou mau; Positivo e negativo; E a formação dos diferentes estágios (oral ,anal,fálico, latência, genital) é determinada por essa relação objetal. Sua teoria atribui importância às necessidades da criança em suas fases de desenvolvimento e as conseqüências da negligência em relação à essas necessidades.
  12. 12. Wallon Sua Teoria propõe a Psicologia genética: “O estudo integrado do indivíduo”. Estudando a criança contextualizada nas relações com o meio, recorrendo á outros campos do conhecimento como: Neurologia;Psicopatologia; Antropologia.
  13. 13. Piaget Teoria Cognitiva, propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo: Sensório-motor; Pré-operacional;Operacional concreto;Operacional formal. O desenvolvimento se dá através do equilíbrio entre a assimilação e a acomodação, resultando em adaptação.
  14. 14. VysgotskyTeoria sócio-cultural:O desenvolvimento intelectual das crianças ocorre através das interações sociais econdições de vida, e com os instrumentos do mundo da criança:Caneta; Papel; Símbolos; Jogos; Brincadeiras.Os adultos exercem importante papel, através da orientação e ensinamento.
  15. 15. SkinnerComportamentalImportância dos estímulos ambientais na aprendizagem.
  16. 16. BanduraCognitivismo social:Teoria da aprendizagem baseada na idéia de que o aprendizado ocorre através daobservação dos outros e que a aprendizagem é um processo interno que pode ou nãoalterar o comportamento.Os adultos tem um papel importante como modelos no processo de aprendizagem dacriança.
  17. 17. KleinSeio bom e seio malRelacionamento do si mesmo com as representaçõesinternas das diferentes capacidades operativas docuidador.
  18. 18. WinnicottCada ser humano traz um potencial inato para a madurecer.E um ambiente suficientemente bom, poderá proporcionar à criança a chance dedesenvolver seu potencial, apesar das frustrações e falhas do ambiente.Denominou de “terceira área”, como aquela área da experiência que não é interna ouexterna, e sim um espaço potencial.
  19. 19. JungAs relações mais fortes sobre as crianças não provêm do estado consciente dospais, mas de seu fundo inconsciente.Aquilo que conseguimos controlar mais ou menos, a consciência e seusconteúdos, é ineficiente quando comparado com os efeitos incontroláveis dofundo psíquico.É importante para os pais saberem considerar os sintomas de seus filhos à luz deseus próprios problemas e conflitos.
  20. 20. PRÁTICAS EM INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS“INTELIGÊNCIA não é uma propriedade única na mente humana, mas a interação entre as competências intelectuais e as inteligências.Cada competência é relativamente independente das outras.As competências não desenvolvidas ficam inerte s ou cristalizadas.
  21. 21. Lingüística Musical InterpessoalLógico-matemática Intrapessoal Espiritual Naturalista Corporal-Cinestésica Espacial
  22. 22. InteligênciaInteligência MusicalLingüística Vinícius de Moraes Inteligência Lógico- Matemática Mozart Einstein
  23. 23. Inteligência Corporal-CinestésicaBaryshnikov Picasso Inteligência Intra-pessoal Freud Inteligência Espacial
  24. 24. Inteligência Inter-pessoal  Gandhi  Inteligência EspiritualMadre Theresa de Calcutá Inteligência Naturalística  José Lutzenberger
  25. 25. Inteligência Lingüística Normalmente encontrada em  Escritores, poetas, redatores de textos para jornais, roteiristas, oradores, líderes políticos, editores, publicitários, jornalistas e redatores de discursos.Os alunos gostam de contar piadas, trocadilhos e adivinhações.Exemplo de pessoa famosa Winston Churchill, jornalistabritânico, tornou-se orador, líder político e escritor.
  26. 26. Características prováveis Sensível a regras Organizado Sistemático Gosta de lerGosta de ouvir Gosta de escrever  Gosta de jogos de palavrasTem boa memória para trivialidades Pode ser bom orador público e debatedor, embora alguns possampreferir a escrita ou comunicação oral. Como usar essa força para a aprendizagem Contar histórias  Trabalhar jogos de memória com nomes locaisDiscutir  Ler histórias, piadas Escrever histórias Fazer malabarismo com vocabulário Entrevistar Fazer quebra-cabeças, jogos de soletração Integrar redação e leitura com outras áreas de assuntosProduzir, editar e supervisionar revista ou jornal da escolaUtilizar processador de texto como introdução a computadores.
  27. 27. Inteligência Lógico Matemática Normalmente encontrada em  matemáticos, cientistas, engenheiros, rastreadores de animais, investigadores de polícia, advogados e contadores.Exemplo de pessoa famosa  Marian Diamond, professora de Neuroanatomia na University of California em Berkeley.
  28. 28. Características prováveis Gosta de raciocínio abstrato  Aprecia cálculos Gosta de ser organizado  Utiliza estrutura lógica Gosta de ser preciso  Aprecia computadoresAprecia resolução de problemas e experimentação de maneira lógica Prefere anotações de forma ordenada Como usar essa força para a aprendizagem: Estimular a resolução de problemas e jogos matemáticos Incentivar a interpretação de dados  Estimular as próprias potencialidades  Utilizar experimentos práticos e previsões  Integrar organização e matemática em outras áreas curriculares  Ter um lugar para tudo  Possibilitar a realização das coisas passo a passo  Usar raciocínio dedutivo  Empregar computadores na resolução de tarefas
  29. 29. Inteligência Visual e Espacial Normalmente encontrada em  arquitetos, pintores, escultores, navegadores, jogadores de xadrez, naturalistas, físicos teóricos, estrategistas de campo de batalha.Exemplo de pessoa famosa  Pablo Picasso - Pintor
  30. 30. Características prováveis Pensa em figuras  cria imagens mentais utiliza metáforasGosta de arte: desenho, pintura e esculturaLê com facilidade mapas, gráficos e diagramasTem bom senso para cores  utiliza todos os sentidos para formarimagens. Como usar essa força para a aprendizagem:Utilizar figuras para aprender  criar rabiscos, símbolos desenhar diagramas, mapas  integrar arte com outros assuntos usar Mapeamento Mental  fazer atividades visuais assistir a vídeos ou criar seus próprios utilizar estímulos periféricos nas paredes  utilizar mímica mudar de lugar na sala a fim de obter perspectivas diferentes utilizar fluxogramas, cartogramas, gráficos  salientar com cor utilizar gráficos informatizados.
  31. 31. Inteligência MusicalNormalmente encontrada em  Artistas, compositores,maestros, concertistas, engenheiros de gravação,fabricantes de instrumentos musicais, afinadores de piano,culturas sem uma linguagem escrita tradicional. Exemplo de pessoa famosa  Mozart
  32. 32. Características prováveis  Sensível à entonação, ao ritmo, ao timbre  Sensível ao poder emocional da música  Sensível à organização complexa da música  Pode ser profundamente espiritual Como usar essa força para a aprendizagem: Tocar um instrumento musical trabalhar com música aprender através de canções, de poemas com rima completa,jograisusar concertos ativos e passivos para a aprendizagem ligar-se a um coral ou a um grupo musical escrever música integrar música com assuntos de outras áreas Mudar de humor com música usar música para relaxar fazer imagens/figuras com música
  33. 33. Inteligência Corporal Cinestésica Normalmente encontrada em Bailarinos, atores, atletas e realizadores esportistas, inventores, mímicos,cirurgiões, professores de caratê e pilotos de corrida. Exemplo de pessoa famosa  Daiane dos Santos, ginasta
  34. 34. Características prováveisControle excepcional do próprio corpo e de objetos, com boasincronização e reflexos (mente mecânica ) Aprende melhor se movimentando e participando da aprendizagem gosta de se envolver com esportes e com artes manuais gosta de tocar, de representar e utilizar métodos manipulativos lembrado que foi feito e não do que foi dito ou observadomuito receptivo ao ambiente físico brinca com os objetos enquantoescuta tudo  fica irrequieto e aborrecido se houver poucos intervalos Como usar essa força para a aprendizagem: integrar o movimento em todas as áreas do currículo  usar a dança, o movimento, os jogos e as técnicas manipulativas para aprender  fazer mudanças na sala a intervalos freqüentes relacionar movimentos aos conteúdos de estudo empregar modelos, máquinas, artesanato  usar o corpo para se concentrar e relaxar fazer viagens utilizar teatro, papéis
  35. 35. Inteligência Interpessoal ou “Social” Normalmente encontrada em  Políticos, professores, líderes religiosos, conselheiros, vendedores, gerentes, relações públicas e “pessoas comuns”.Exemplo de pessoa famosa  Silvio Santos,apresentador e animador de televisão e Jô Soares,escritor e apresentador.
  36. 36. Características prováveis Trata bem dos negócios  Relaciona-se e associa-se bem consegue “ler”as intenções de terceiros em situações sociais aprecia estar com pessoas, tem muitos amigos e gosta de mediar disputas comunica-se bem; as vezes, manipula  gosta de cooperar Como usar essa força para a aprendizagem:  Desenvolver a cooperação tutelar ou orientar os outros fazer diversos intervalos para socializar trabalhar em equipes integrar a socialização em todas as partes do currículo e praticar a “conversa social” usar causa e efeito ter festas e celebrações de aprendizagem Fazer o aprendizado mais divertido utilizar atividades do tipo “pesquisa de pessoas”em que cada um precisa fazer perguntas e ter as respostas dos outros
  37. 37. Inteligência Intrapessoal ou intuitivaNormalmente encontrada em  Romancistas, conselheiros, anciões, sábios, filósofos, gurus,pessoas com um profundo senso do eu, místicos. Exemplo de pessoa famosa  Platão, Filósofo.Machado de Assis e Guimarães Rosa, Romancistas.
  38. 38. Características prováveis Autoconhecimento sensibilidade aos valores próprios e objetivos devida de cada um  tem um senso bastante desenvolvido do euhabilidade intuitiva automotivado profundamente consciente daspróprias potencialidades e fraquezas pessoa reservada deseja sediferenciar dos demais. A capacidade central de inteligência “intrapessoal” é a habilidade de acessar o próprio eu interior. Alguns sentem intuição como uma habilidade aparentemente inata de saber sobre os outros ou eventos.
  39. 39. Como usar essa força para a aprendizagem: Ter conversas pessoais de “coração para coração” usar atividades de crescimento pessoal para romper bloqueios àaprendizagem investigar atividades preservar tempo para reflexão interior: “pense e ouça” fazer estudo independente ouvir sua intuição discutir, refletir ou escrever o que vivenciou e como se sentiu permitir a individuação fazer diários de história pessoal – histórias da família assumir o controle da própria aprendizagem Ensinar afirmações pessoais ensinar questionando- quem? Quando?
  40. 40. Inteligência Naturalística Normalmente encontrada em biólogos, paisagistas, ecologistas, pessoas que adoram estar em contato com a fauna e flora.Exemplo de pessoa famosaJosé Lutzemberger, ecologista.Roberto Burle Marx, paisagista.
  41. 41. Características prováveis  Trata bem da natureza  Pratica esportes ao ar livre  Gosta de acampar  Aprecia os animais e plantas e o meio ambiente  Estuda os ecossistemas Como usar essa força para a aprendizagem: Viajar para conhecer os diferentes ecossistemasPlantar, colher e produzir alimentoscuidar de animais Garimpar e consumir produtos ecológicos ou orgânicos Pesquisar e preparar receitas naturalistas
  42. 42. Inteligência Espiritual Normalmente encontrada em  místicos, sacerdotes, religiosos, pessoas que se dedicam ao transcendentalExemplo de pessoas famosas Papa João Paulo II, Madre Teresa de Calcutá,Mãe Menininha do Cantois...
  43. 43. Características prováveis Pessoa com facilidade para concentrar-seTende à reflexão e ao estudo Gosta de dedicar seu tempo a causas justas Possui diálogo interior, ouve as pessoasTem fé no transcendental e age com generosidade e solidariedade Como usar essa força para a aprendizagem: Colaborar com ONGs Participar de retiros religiosos Organizar campanhas solidáriasAprender a ver o ponto de vista do outro. Pesquisar e respeitar as diferentes religiões
  44. 44. Determinando seu estilo de aprendizagem Seu estilo de aprendizagem é uma combinação de três fatores:Como você capta as informaçõesaprendiz visual, auditivo,cinestésica ou tátil.Como você organiza e processa as informaçõesquer seja ou não com dominância cerebral.Condições para a compreender e a armazenar as informações queestá aprendendoemocional, social, física e ambiental.
  45. 45. A captação de informações Apenas trinta por cento dos alunos se lembram do queouviram durante um período normal de aula. Quarenta por cento retêm melhor aquilo que lêem ou vêem .Esses aprendizes visuais são de dois tipos: alguns processaminformações em forma de palavras, enquanto outros retêm o quevêem em forma de um diagrama ou de uma imagem. Quinze por cento aprendem melhor de forma tátil. Precisammanusear materiais, escrever , desenhar e se envolver emexperiências concretas. Outros quinze por cento são cinestéticos. Aprendem melhorfazendo fisicamente - participando em experiências reais que,em geral, têm aplicação direta para suas vidas.
  46. 46. Como diferenciar estilos de aprendizagem através dos olhos Aluno quieto, cujos olhos se voltam para cima ou para a frente quando acessa Aprendiz Visual informações e que se mostra um orador rápido. Aluno que olha de lado a lado quando Aprendiz acessa informações e que fala com voz Auditivo ritmada. Aprendiz Aluno que se move muito, olha para a direita eCinestésico para baixo ao acessar informações, e que se mostra um orador lento.
  47. 47. Visuais, auditivos ou cinestésicos: os estilos de aprendizagem dos alunosA maioria dos aprendizes visuais tendem a ser organizados, limpos e bem vestidos. Um aprendiz visual tenderá a desenhar um mapa, se alguém lhe pedir instruções.Se estiver começando a compreender um assunto difícil, ele dirá: “Entendo o que você quer dizer”. Em um restaurante, ele terá que olhar o menu “com seus próprios olhos”
  48. 48. Um aprendiz auditivo, normalmente, não se satisfaz apenascom a leitura de um livro, ele terá de solicitar informações.Em uma viagem, imediatamente, entabulará uma conversacom seu vizinho do lado. E quando compreender a informação nova, dirá algo como:“ouço o que está dizendo”.Um aprendiz Cinestésico sempre desejará estar emmovimento.Se tropeçar acidentalmente em você, dar-lhe-á um abraçotranqüilizador.Quando compreende um novo princípio diz: “ele soa correto”.
  49. 49. As implicações da teoria de Gardner ,utilizadas porCelso Antunes, em forma de brincadeiras, jogos,cantigas, desenhos, são claras quando se analisa aimportância dada às diversas formas de pensamentos,aos estágios de desenvolvimento das várias inteligênciase a relação existente entre esses estágios, a aquisição deconhecimento e cultura, de uma forma alegre ebrincalhona. Cabe então a nós professores, interessadosno desempenho do aluno oportunizar diferentesmétodos capazes de desenvolver as diversasinteligências.
  50. 50. Algumas alternativas para a melhora da educação,baseada na Teoria das Inteligências Múltiplas, são:Desenvolver atividades que sejam adequadas às diversashabilidades notadas em sala.Educação centrada na criança com currículos específicospara as diversas áreas do saber.Ambiente educacional mais amplo e variado e quedependa menos do desenvolvimento exclusivo dalinguagem e da lógica.
  51. 51. As condições que influenciam a aprendizagem ambiente físico - mais ou menos estruturado (som, luz,temperatura, postura corporal). necessidades emocionais - papel vital na aprendizagem(como se sente). necessidades sociais - aprender por si mesmas, com umparceiro ou em equipes, com um adulto presente ou só gostamcom adultos. necessidades biológicas - relógio biológico, fome, cansaço.
  52. 52. A expressão da aprendizagem O fato de termos uma inteligência que se destaca das demais e o modo como as nossas inteligências se inter- relacionam acabam por indicar um estilo de vida e um estilo de trabalho distintos. Todos somos potencialmente talentosos, mas de maneiras diferentes. Toda pessoa tem seu estilo de aprendizagem,de trabalho e temperamento preferidos. Carl Jung, em 1921, delineou como as pessoas percebem as coisas de forma diferente:
  53. 53. Os pensadores extrovertidos Os emotivos são profundamente interessados em outras pessoas. Os sensoriais são os que adoram esportes, que o buscam prazer. Os intuitivos são promotores de novas causas, têm visões de novos mundos para conquistar ou construir. Os pensadores introvertidos Os emotivos são aqueles que agonizam em relação aos problemas do mundo, porém os internalizam e os assumem como fardos. Os sensoriais são os que acham o mundo exterior desinteressante e insatisfatório e se voltam para si mesmos em busca de realização. Os intuitivos são os visionários e os sonhadores acordados que formulam idéias a partir de seus próprios recursos ocultos.
  54. 54. Para assumir o controle de sua vida, todas as pessoaspossuem ainda estilos de gestão.A mente executa suas atividades como um governo. função legislativa tem muito a ver com a criação, ofuncionamento, a imaginação e o planejamento; função executiva interessa-se pela implementação epela ação. função judiciária relaciona-se com o julgamento, aavaliação e a comparação.A autogestão mental envolve todas as três funções;entretanto, cada pessoa terá uma forma dominante.(Sternberg)

×