Fernanda lauermannfábioferreira

103 visualizações

Publicada em

Trabalho para faculdade

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fernanda lauermannfábioferreira

  1. 1. UAB3/POLO ARROIO DOS RATOS EIXO GEOMETRIAS: TRATAMENTO ANALÍTICO/RECUPERAÇÃO PARALELA NOMES: Fernanda Lauermann e Fábio Ferreira
  2. 2. INTRODUÇÃO Vivemos na era da informação, em tempos que, ficar horas e horas na frente de um computador ou com os olhos fixados na tela de um celular, é muito mais atrativo do que qualquer outra coisa, inclusive, prestar atenção em uma aula.
  3. 3. Neste trabalho queremos mostrar/explorar as melhores maneiras e mais corretas para se usar essa “arma” tão poderosa, que é a tecnologia, à nosso favor, a favor da matemática, a favor da educação.
  4. 4. VAMOS PENSAR... POR ONDE COMEÇAR? COMO INOVAR MÉTODOS DE APRENDIZAGEM? COMO ESCOLHER/SABER QUAL A MELHOR FERRAMENTA DEVO USAR?
  5. 5. PRIMEIRO... CONHECEMOS OS ALUNOS NOS QUAIS QUEREMOS PRENDER A ATENÇÃO????
  6. 6. GERAÇÃO Z É a geração daqueles que já nasceram na informação. Eles não tiveram que aprender a usar um computador, um tablet ou um celular, eles nasceram sabendo como os usar. Essa é a geração que encontraremos nas salas de aula, a geração que temos que conhecer, saber lidar e, muito mais que isso, saber como prender a atenção deles.
  7. 7. Assista o vídeo:
  8. 8. Segundo... Depois de conhecer com quem vamos “lidar”, é preciso muita pesquisa para inovar em sala de aula da maneira certa, com a ferramenta certa, sem deixar de lado conceitos e princípios básicos do conteúdo a ser passado. No nosso caso, se referindo a matemática.
  9. 9. Vejamos um exemplo de uso da tecnologia da informação em sala de aula:
  10. 10. Constatamos que: A tecnologia usada não é uma ferramenta sofisticada, é uma ferramenta simples e usada no cotidiano. Simples e com resultados significativos.
  11. 11. Conclusão: Temos consciência de que se é preciso inovar, porém, inovar não é algo simples. É preciso se inovar com fundamento sem perder a essência de aquilo que é básico para um melhor aprendizado. Como vimos, é preciso muita pesquisa da parte de um professor, tanto pesquisa sobre os seus alunos quanto ao conteúdo a ser dado. Inovar não significa buscar ferramentas mirabolantes e sofisticadas, significa tornar aquilo que é “chato”, “legal”. Fazer com que o aluno goste do que está aprendendo. Afinal, a tecnologia está aí para deixar tudo mais prático e simples, não para complicar.
  12. 12. REFERÊNCIAS: www.youtube.com http://tecnologiasnaeducacao.pro.br Material Base do Eixo Geometria: Tratamento Analítico

×