SlideShare uma empresa Scribd logo
Educação e Diversidade Palestrante: Francisco de Jesus F. Lima Júnior – pedagogo pela URCA.Objetivo: Sensibilizar os profissionais da educação para o rompimento do silêncio em torno da questão da diversidade escolar e da garantia do direito à igualdade, dentro da diversidade e a adoção de uma postura fundamentada no pensamento complexo.
Palestra sobre diversidade e educação
Educação e Diversidade Para começo de conversa... Art. 1º da LDB: “ A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais” Art. 2º da LDB: “A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando...”
Palestra sobre diversidade e educação
O preconceito e a Discriminação como violação do direito de igualdade[...] preconceito é uma atitude cultural positiva ou negativa dirigida a membros de um grupo ou categoria social. Como atitude, combina crenças e juízos de valor com predisposições emocionais positivas ou negativas. Exemplo: o racismo que brancos dirigem a negros e outras pessoas de cor;  Características: Crenças estereotipadas sobre diferenças raciais em áreas como inteligência, motivação, caráter moral e habilidades diversas. Elementos emocionais (hostilidade, desprezo e temor);
Palestra sobre diversidade e educação
Direito à igualdade e à diversidade“...o mais importante e bonito desse mundo é: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas ... Mas que estão sempre mudando. Afinal e desafinam.” (Guimarães Rosa)O que é igualdade? Segundo Schafer(2001, p. 67 e 75) o princípio da igualdade ou isonomia constitui a “fonte primária legitimadora das restrições aos direitos fundamentais, embasada não em um paradigma de exclusão, mas, sim, em um processo inclusivo de direitos”.
Palestra sobre diversidade e educação
O preconceito e a Discriminação como violação do direito de igualdadeDiscriminação: “tratamento desigual de indivíduos que pertecem a um grupo ou categoria particular”. “O preconceito, portanto, fundamenta-se em crenças estereotipadas sobre diferenças individuais ou coletivas, sejam empiricamente observáveis ou apenas construções imaginárias”.Muitas vezes, diferenças são construídas ao longo da história, nas relações sociais e de poder, de modo a justificar a relação de dominação.
Palestra sobre diversidade e educação
A diversidade cultural e o direito à diferençaDefinição de Cultura segundo a Unesco (2001) : “O conjunto dos traços distintivos espirituais e materiais, intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e que abrange, além das letras e das artes, os modos de vida, as maneiras de viver juntos, os sistemas de valores, as tradições e as crenças”. Em 1978, a UNESCO proclama a Declaração sobre Raça e Racismo, na qual assevera que: “todos os indivíduos têm o direito a serem diferentes, a considerar-se diferentes e a ser vistos como tal. Entretanto, as diferenças de modo de vida e o direito de ser diferente não deve, em nenhuma circunstância, servir de pretexto para o racismo”.
A Realidade Vivemos um momento de transição paradigmática na qual se pretende assegurar melhores condições de vida para os diferentes; Estamos em um momento de tentativa de aplicação dos princípios do Paradigma da Inclusão, como: aceitação das diferenças individuais, valorização de cada pessoa, convivência dentro da diversidade, aprendizagem por meio da cooperação, etc. Os educadores comprometidos com a filosofia da inclusão, abordam o processo de inclusão escolar e social e contemplam os direitos individuais da diversidade humana.
Palestra sobre diversidade e educação
Contudo...... Também é verdade que os sistemas de valores, as tradições e as crenças são repositórios de preconceito, discriminação e intolerância. Verificamos, atualmente, culturas que admitem o extermínio de crianças nascidas com deficiência física ou mental, ou de crianças do sexo feminino, a morte pelo fogo ou pelo apedrejamento de mulheres adúlteras, a criminalização de homossexuais...etc;
Como assegurar a diversidade e, ao mesmo tempo, a igualdade? Segundo Edgar Morin (1996, p. 50-51), a chave para fazer valer a solução antes referida parece estar no modo de pensar.O que ele propõe? 1 – a reforma do pensamento por meio do princípio da complexidade; 2 – tratar a noção de sujeito humano com base em dois princípios associados: princípio da inclusão e princípio da exclusão.
Palestra sobre diversidade e educação
Os princípios da inclusão e da exclusãoO que é o princípio da exclusão? “qualquer um pode dizer “eu”, mas ninguém pode dizê-lo por mim”. O que é o princípio da Incusão? “Significa a capacidade de integrar, em nossa subjetividade, outros diferentes de nós, outros sujeitos. Mas, como?  Morin responde:  associar noções antagônicas exige um pensamento complexo.
O pensamento complexoDefinição: “um pensamento capaz de unir conceitos que se rechaçam entre si e que são suprimidos e catalogados em compartimentos fechados”. Morin propugna o pensamento complexo em 3 planos: 1 – o das ciências físicas; 2 – o das ciências humanas; 3 – o da política. Em cada um desses planos, o pensamento complexo busca distinguir e unir.
Pensamento complexo e o propósito da educação inclusivaÉ preciso compreender que só um pensamento anti-reducionista pode conviver com a diferença e com a diversidade. Os pensamentos complexos aceitam não estar o universo submetido à soberania da ordem, mas a uma relação dialógica (ao mesmo tempo antagônica, concorrente e complementar) entre ordem, a desordem e a organização. O pensamento reducionista oculta a alteridade. É esse tipo de pensamento que fundamenta silêncios e invisibilidades.
O pensamento complexo aplicado à prática docente e ao ensino inclusivoO professor de pensamento complexo atua: Como mediador da aprendizagem; Valorizador de cada pessoa; Organizador das ações exploratórias, leituras, interpretações e tomadas de decisões quanto aos procedimentos, possibilitando ao aluno sistematizar e demonstrar conhecimento; Adota uma perspectiva multiculturalista; Incentiva a colaboração inter e entre pessoas;
O papel da escola“A escola é um espaço sociocultural em que as diferentes presenças se encontram” (Gomes, 1999). Desafio: possibilitar as diferentes presenças. No século XIX e começo do século XX tínhamos escolas para meninos e escolas para meninas. E hoje? Hoje temos as escolas públicas como única alternativa para as classes pobres, e as escolar privadas freqüentadas preferencialmente pelas classes média e alta.
É pequena ainda a presença de crianças com deficiência mental em escolas regulares do ensino fundamental; “A escola será um espaço sociocultural, em que as diferentes presenças se encontram, se criarmos condições para tanto”. A escola pode perpetuar preconceitos, mas também pode desconstuí-los. Esta é uma tarefa para os gestores/as e educadores/as comprometidos/as com os direitos humanos.
O mal do silêncio Silenciar-se diante do problema não apaga magicamente as diferenças, e ao contrário, permite que cada um construa, a seu modo, um entendimento muitas vezes estereotipado do outro que lhe é diferente. [...] É imprescindível, portanto, reconhecer o problema e combatê-lo no espaço escolar. É necessária a promoção do respeito mútuo, o reconhecimento das diferenças, a possibilidade de se falar sobre as diferenças sem medo, receio ou preconceito.
Palestra sobre diversidade e educação
O papel dos educadores na quebra do silêncio “Para implementar o direito humano à igualdade, em primeiro lugar, os educadores/as devem assumir a tarefa de quebrar os silêncios sobre a diversidade e revelar o invísivel. Em segundo lugar, devem atuar conforme o paradigma do pensamento complexo, único capaz de abarcar a diversidade humana e de permitir a adaptação às diferenças e a um mundo em constante transformação.
Palestra sobre diversidade e educação
Muito Obrigado!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
Heilane Santos
 
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptxO PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
AnaRocha812480
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
DIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLAS
DIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLASDIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLAS
DIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLAS
Joaquim Colôa
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
Deisiane Cazaroto
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Marily Oliveira
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
Priscila Gomes
 
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusivaPolítica nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
ceciliaconserva
 
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
Instituto Consciência GO
 
Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.
Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.
Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.
katiaregyna
 
Histórico da Educação Especial
Histórico da Educação EspecialHistórico da Educação Especial
Histórico da Educação Especial
Vera Zacharias
 
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiploSlides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Compede
 
Tendência Pedagógica
Tendência PedagógicaTendência Pedagógica
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
UNIME
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
Andrea Lima
 
O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente
O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente
O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente
Anaí Peña
 
Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1
Daniel Rodrigues de Lima
 
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇASA EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
Pedagogo Santos
 
Educação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no BrasilEducação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no Brasil
Arlindo Nascimento Rocha - "Oficina Acadêmica"
 
Igualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferençasIgualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferenças
Paulo Raimundo Garcia de Oliveira
 

Mais procurados (20)

Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptxO PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
DIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLAS
DIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLASDIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLAS
DIVERSIDADE E EQUIDADE: OS DESAFIOS QUE SE COLOCAM ÀS ESCOLAS
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusivaPolítica nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
 
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
 
Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.
Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.
Educação Especial em uma perspectiva inclusiva.
 
Histórico da Educação Especial
Histórico da Educação EspecialHistórico da Educação Especial
Histórico da Educação Especial
 
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiploSlides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
 
Tendência Pedagógica
Tendência PedagógicaTendência Pedagógica
Tendência Pedagógica
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
 
O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente
O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente
O Professor e a Inclusão: A Formação e os desafios à prática docente
 
Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1
 
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇASA EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
 
Educação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no BrasilEducação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no Brasil
 
Igualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferençasIgualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferenças
 

Destaque

A Diversidade Humana
A Diversidade HumanaA Diversidade Humana
A Diversidade Humana
Diogo Mateus
 
Educação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera Candau
Educação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera CandauEducação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera Candau
Educação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera Candau
Seduc MT
 
Educação e Diversidade Cultural
Educação e Diversidade CulturalEducação e Diversidade Cultural
Educação e Diversidade Cultural
Carminha
 
Seleção de Pessoal
Seleção de PessoalSeleção de Pessoal
Seleção de Pessoal
Thiago Nascimento Oliveira
 
Candau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticas
Candau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticasCandau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticas
Candau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticas
jessicabiopires
 
Aula 4 Adm RH - Seleção de Pessoas
Aula 4  Adm RH - Seleção de PessoasAula 4  Adm RH - Seleção de Pessoas
Aula 4 Adm RH - Seleção de Pessoas
Angelo Peres
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
Julio Pascoal
 
Inclusao de pessoas com deficiência
Inclusao de pessoas com deficiênciaInclusao de pessoas com deficiência
Inclusao de pessoas com deficiência
Universidade Unisinos
 
Diversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana BelinkyDiversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana Belinky
Bete Feliciano
 
Na minha escola todo mundo é igual
Na minha escola todo mundo é igualNa minha escola todo mundo é igual
Na minha escola todo mundo é igual
saladerecursosec1
 
Educação e diversidade - pedagogia
Educação e diversidade - pedagogiaEducação e diversidade - pedagogia
Educação e diversidade - pedagogia
Mariana Dias
 
Diversidade na escola
Diversidade na escolaDiversidade na escola
Diversidade na escola
Kellona Christina
 
Tudobemserdiferente
Tudobemserdiferente Tudobemserdiferente
Tudobemserdiferente
Lenir Moraes
 
Educacao e diversidade
Educacao e diversidadeEducacao e diversidade
Educacao e diversidade
Magno Oliveira
 
NinguéM é Igual A Ninguém
NinguéM é Igual A NinguémNinguéM é Igual A Ninguém
NinguéM é Igual A Ninguém
Celoy Mascarello
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
Paula Tomaz
 

Destaque (16)

A Diversidade Humana
A Diversidade HumanaA Diversidade Humana
A Diversidade Humana
 
Educação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera Candau
Educação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera CandauEducação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera Candau
Educação Escolar, Cultura e Diversidade.Texto de Antonio Flávio e Vera Candau
 
Educação e Diversidade Cultural
Educação e Diversidade CulturalEducação e Diversidade Cultural
Educação e Diversidade Cultural
 
Seleção de Pessoal
Seleção de PessoalSeleção de Pessoal
Seleção de Pessoal
 
Candau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticas
Candau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticasCandau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticas
Candau, vera didática entre saberes, sujeitos e práticas
 
Aula 4 Adm RH - Seleção de Pessoas
Aula 4  Adm RH - Seleção de PessoasAula 4  Adm RH - Seleção de Pessoas
Aula 4 Adm RH - Seleção de Pessoas
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
 
Inclusao de pessoas com deficiência
Inclusao de pessoas com deficiênciaInclusao de pessoas com deficiência
Inclusao de pessoas com deficiência
 
Diversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana BelinkyDiversidade - Tatiana Belinky
Diversidade - Tatiana Belinky
 
Na minha escola todo mundo é igual
Na minha escola todo mundo é igualNa minha escola todo mundo é igual
Na minha escola todo mundo é igual
 
Educação e diversidade - pedagogia
Educação e diversidade - pedagogiaEducação e diversidade - pedagogia
Educação e diversidade - pedagogia
 
Diversidade na escola
Diversidade na escolaDiversidade na escola
Diversidade na escola
 
Tudobemserdiferente
Tudobemserdiferente Tudobemserdiferente
Tudobemserdiferente
 
Educacao e diversidade
Educacao e diversidadeEducacao e diversidade
Educacao e diversidade
 
NinguéM é Igual A Ninguém
NinguéM é Igual A NinguémNinguéM é Igual A Ninguém
NinguéM é Igual A Ninguém
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 

Semelhante a Palestra sobre diversidade e educação

Cidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultos
Cidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultosCidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultos
Cidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultos
Silvânio Barcelos
 
O Jovem e o seu Direito de Aprendizagem
O Jovem e o seu Direito de AprendizagemO Jovem e o seu Direito de Aprendizagem
O Jovem e o seu Direito de Aprendizagem
Jomari
 
Diversidade cultural apresentação
Diversidade cultural   apresentaçãoDiversidade cultural   apresentação
Diversidade cultural apresentação
karlyapessoa
 
Saberes e Pilares da Educação -PUC RJ
Saberes e Pilares da Educação -PUC RJSaberes e Pilares da Educação -PUC RJ
Saberes e Pilares da Educação -PUC RJ
claudiante
 
Ilicínea ética 1
Ilicínea ética 1Ilicínea ética 1
Ilicínea ética 1
temastransversais
 
1_carvalho.pdf
1_carvalho.pdf1_carvalho.pdf
1_carvalho.pdf
AdrianaBueno41
 
1 carvalho
1 carvalho1 carvalho
1 carvalho
KaKa970609
 
CURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggf
CURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggfCURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggf
CURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggf
VERONICA47548
 
Preconceito Na Escola
Preconceito Na EscolaPreconceito Na Escola
Preconceito Na Escola
Janayna Ataide
 
Preconceito Na Escola
Preconceito Na EscolaPreconceito Na Escola
Preconceito Na Escola
Janayna Ataide
 
Educação Inclusiva
Educação InclusivaEducação Inclusiva
Educação Inclusiva
Liberty Ensino
 
Politecnia palestra
Politecnia palestraPolitecnia palestra
Politecnia palestra
SUPORTE EDUCACIONAL
 
O papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolar
O papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolarO papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolar
O papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolar
INSTITUTO GENS
 
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional BrasileiraMulticulturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
Adilson P Motta Motta
 
ARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegattARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegatt
claudete menegatt
 
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola CapitalistaOs Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
REDEM
 
diversidade.pptx
diversidade.pptxdiversidade.pptx
diversidade.pptx
ssuser4ae67c1
 
IDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptx
IDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptxIDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptx
IDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptx
Daniel Ribeiro
 
Diversidade racial
Diversidade racialDiversidade racial
Diversidade racial
p01152
 
Ilicínea pluralidade cultural 2
Ilicínea pluralidade cultural 2Ilicínea pluralidade cultural 2
Ilicínea pluralidade cultural 2
temastransversais
 

Semelhante a Palestra sobre diversidade e educação (20)

Cidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultos
Cidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultosCidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultos
Cidadania, inclusão e ética na educação de jovens e adultos
 
O Jovem e o seu Direito de Aprendizagem
O Jovem e o seu Direito de AprendizagemO Jovem e o seu Direito de Aprendizagem
O Jovem e o seu Direito de Aprendizagem
 
Diversidade cultural apresentação
Diversidade cultural   apresentaçãoDiversidade cultural   apresentação
Diversidade cultural apresentação
 
Saberes e Pilares da Educação -PUC RJ
Saberes e Pilares da Educação -PUC RJSaberes e Pilares da Educação -PUC RJ
Saberes e Pilares da Educação -PUC RJ
 
Ilicínea ética 1
Ilicínea ética 1Ilicínea ética 1
Ilicínea ética 1
 
1_carvalho.pdf
1_carvalho.pdf1_carvalho.pdf
1_carvalho.pdf
 
1 carvalho
1 carvalho1 carvalho
1 carvalho
 
CURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggf
CURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggfCURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggf
CURSO_SINESP_BETE_GODOhfddfhhgfddghgfdghhggf
 
Preconceito Na Escola
Preconceito Na EscolaPreconceito Na Escola
Preconceito Na Escola
 
Preconceito Na Escola
Preconceito Na EscolaPreconceito Na Escola
Preconceito Na Escola
 
Educação Inclusiva
Educação InclusivaEducação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
Politecnia palestra
Politecnia palestraPolitecnia palestra
Politecnia palestra
 
O papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolar
O papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolarO papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolar
O papel do professor nas diferentes concepções de escola e educação escolar
 
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional BrasileiraMulticulturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
 
ARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegattARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegatt
 
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola CapitalistaOs Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
 
diversidade.pptx
diversidade.pptxdiversidade.pptx
diversidade.pptx
 
IDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptx
IDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptxIDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptx
IDENTIDADE_DIVERSIDADE_E_PLURALIDADE.pptx
 
Diversidade racial
Diversidade racialDiversidade racial
Diversidade racial
 
Ilicínea pluralidade cultural 2
Ilicínea pluralidade cultural 2Ilicínea pluralidade cultural 2
Ilicínea pluralidade cultural 2
 

Último

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 

Último (20)

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 

Palestra sobre diversidade e educação

  • 1. Educação e Diversidade Palestrante: Francisco de Jesus F. Lima Júnior – pedagogo pela URCA.Objetivo: Sensibilizar os profissionais da educação para o rompimento do silêncio em torno da questão da diversidade escolar e da garantia do direito à igualdade, dentro da diversidade e a adoção de uma postura fundamentada no pensamento complexo.
  • 3. Educação e Diversidade Para começo de conversa... Art. 1º da LDB: “ A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais” Art. 2º da LDB: “A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando...”
  • 5. O preconceito e a Discriminação como violação do direito de igualdade[...] preconceito é uma atitude cultural positiva ou negativa dirigida a membros de um grupo ou categoria social. Como atitude, combina crenças e juízos de valor com predisposições emocionais positivas ou negativas. Exemplo: o racismo que brancos dirigem a negros e outras pessoas de cor; Características: Crenças estereotipadas sobre diferenças raciais em áreas como inteligência, motivação, caráter moral e habilidades diversas. Elementos emocionais (hostilidade, desprezo e temor);
  • 7. Direito à igualdade e à diversidade“...o mais importante e bonito desse mundo é: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas ... Mas que estão sempre mudando. Afinal e desafinam.” (Guimarães Rosa)O que é igualdade? Segundo Schafer(2001, p. 67 e 75) o princípio da igualdade ou isonomia constitui a “fonte primária legitimadora das restrições aos direitos fundamentais, embasada não em um paradigma de exclusão, mas, sim, em um processo inclusivo de direitos”.
  • 9. O preconceito e a Discriminação como violação do direito de igualdadeDiscriminação: “tratamento desigual de indivíduos que pertecem a um grupo ou categoria particular”. “O preconceito, portanto, fundamenta-se em crenças estereotipadas sobre diferenças individuais ou coletivas, sejam empiricamente observáveis ou apenas construções imaginárias”.Muitas vezes, diferenças são construídas ao longo da história, nas relações sociais e de poder, de modo a justificar a relação de dominação.
  • 11. A diversidade cultural e o direito à diferençaDefinição de Cultura segundo a Unesco (2001) : “O conjunto dos traços distintivos espirituais e materiais, intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e que abrange, além das letras e das artes, os modos de vida, as maneiras de viver juntos, os sistemas de valores, as tradições e as crenças”. Em 1978, a UNESCO proclama a Declaração sobre Raça e Racismo, na qual assevera que: “todos os indivíduos têm o direito a serem diferentes, a considerar-se diferentes e a ser vistos como tal. Entretanto, as diferenças de modo de vida e o direito de ser diferente não deve, em nenhuma circunstância, servir de pretexto para o racismo”.
  • 12. A Realidade Vivemos um momento de transição paradigmática na qual se pretende assegurar melhores condições de vida para os diferentes; Estamos em um momento de tentativa de aplicação dos princípios do Paradigma da Inclusão, como: aceitação das diferenças individuais, valorização de cada pessoa, convivência dentro da diversidade, aprendizagem por meio da cooperação, etc. Os educadores comprometidos com a filosofia da inclusão, abordam o processo de inclusão escolar e social e contemplam os direitos individuais da diversidade humana.
  • 14. Contudo...... Também é verdade que os sistemas de valores, as tradições e as crenças são repositórios de preconceito, discriminação e intolerância. Verificamos, atualmente, culturas que admitem o extermínio de crianças nascidas com deficiência física ou mental, ou de crianças do sexo feminino, a morte pelo fogo ou pelo apedrejamento de mulheres adúlteras, a criminalização de homossexuais...etc;
  • 15. Como assegurar a diversidade e, ao mesmo tempo, a igualdade? Segundo Edgar Morin (1996, p. 50-51), a chave para fazer valer a solução antes referida parece estar no modo de pensar.O que ele propõe? 1 – a reforma do pensamento por meio do princípio da complexidade; 2 – tratar a noção de sujeito humano com base em dois princípios associados: princípio da inclusão e princípio da exclusão.
  • 17. Os princípios da inclusão e da exclusãoO que é o princípio da exclusão? “qualquer um pode dizer “eu”, mas ninguém pode dizê-lo por mim”. O que é o princípio da Incusão? “Significa a capacidade de integrar, em nossa subjetividade, outros diferentes de nós, outros sujeitos. Mas, como? Morin responde: associar noções antagônicas exige um pensamento complexo.
  • 18. O pensamento complexoDefinição: “um pensamento capaz de unir conceitos que se rechaçam entre si e que são suprimidos e catalogados em compartimentos fechados”. Morin propugna o pensamento complexo em 3 planos: 1 – o das ciências físicas; 2 – o das ciências humanas; 3 – o da política. Em cada um desses planos, o pensamento complexo busca distinguir e unir.
  • 19. Pensamento complexo e o propósito da educação inclusivaÉ preciso compreender que só um pensamento anti-reducionista pode conviver com a diferença e com a diversidade. Os pensamentos complexos aceitam não estar o universo submetido à soberania da ordem, mas a uma relação dialógica (ao mesmo tempo antagônica, concorrente e complementar) entre ordem, a desordem e a organização. O pensamento reducionista oculta a alteridade. É esse tipo de pensamento que fundamenta silêncios e invisibilidades.
  • 20. O pensamento complexo aplicado à prática docente e ao ensino inclusivoO professor de pensamento complexo atua: Como mediador da aprendizagem; Valorizador de cada pessoa; Organizador das ações exploratórias, leituras, interpretações e tomadas de decisões quanto aos procedimentos, possibilitando ao aluno sistematizar e demonstrar conhecimento; Adota uma perspectiva multiculturalista; Incentiva a colaboração inter e entre pessoas;
  • 21. O papel da escola“A escola é um espaço sociocultural em que as diferentes presenças se encontram” (Gomes, 1999). Desafio: possibilitar as diferentes presenças. No século XIX e começo do século XX tínhamos escolas para meninos e escolas para meninas. E hoje? Hoje temos as escolas públicas como única alternativa para as classes pobres, e as escolar privadas freqüentadas preferencialmente pelas classes média e alta.
  • 22. É pequena ainda a presença de crianças com deficiência mental em escolas regulares do ensino fundamental; “A escola será um espaço sociocultural, em que as diferentes presenças se encontram, se criarmos condições para tanto”. A escola pode perpetuar preconceitos, mas também pode desconstuí-los. Esta é uma tarefa para os gestores/as e educadores/as comprometidos/as com os direitos humanos.
  • 23. O mal do silêncio Silenciar-se diante do problema não apaga magicamente as diferenças, e ao contrário, permite que cada um construa, a seu modo, um entendimento muitas vezes estereotipado do outro que lhe é diferente. [...] É imprescindível, portanto, reconhecer o problema e combatê-lo no espaço escolar. É necessária a promoção do respeito mútuo, o reconhecimento das diferenças, a possibilidade de se falar sobre as diferenças sem medo, receio ou preconceito.
  • 25. O papel dos educadores na quebra do silêncio “Para implementar o direito humano à igualdade, em primeiro lugar, os educadores/as devem assumir a tarefa de quebrar os silêncios sobre a diversidade e revelar o invísivel. Em segundo lugar, devem atuar conforme o paradigma do pensamento complexo, único capaz de abarcar a diversidade humana e de permitir a adaptação às diferenças e a um mundo em constante transformação.