Infertilidade no consultório:como conduzir        Autora: Lara Morales- R2        Orientadora: Dra. Maria Albina
Infertilidade   Definição:            Ausência de concepção após um ano mantendo                 relações sexuais sem pro...
Infertilidade   Incidência:-   OMS: 10-15% dos casais   Prevalência é estável mas a demanda aumentou                    ...
CasalCausas de infertilidade                                                                           Fator Tubo Peritone...
InfertilidadeIdentificar e tratar a causa                                   Apoio emocional                               ...
Fator ovulatório                       Idade X Reserva ovariana                               Hutterites                  ...
Infertilidade       Quando avaliar?       Subfertilidade X infertilidade                                               ...
Infertilidade                      Avaliação inicial           Anamnese                     Exame físico                  ...
Fator ovulatório                   Documentar a ovulação   Curva de temperatura basal                                    ...
Fator ovulatório                       Documentar a ovulação     Dosagem de ProgesteronaMetade da Fase Lútea> 3ng/ml = Ov...
Fator ovulatório                      Documentar a ovulação   Ultrassonografia Transvaginal Seriada   Documentar a ovula...
Fator ovulatório                    Documentar a ovulação   Excreção Urinária de LH                                      ...
Fator ovulatório                   Avaliação da Reserva ovariana   Indicação:   > 35 anos   Infertilidade sem causa apa...
Fator ovulatório                    Avaliação da Reserva ovariana   FSH e Estradiol basais                   •     FSH >1...
Fator ovulatório                     Avaliação da Reserva ovariana Contagem de folículos antraisMelhor correlação com ida...
Fator ovulatório  Hormônio antimüleriano  Indetectável na menopausa  Detecção precoce de depleção da reserva ovariana  ...
Fator Tuboperitoneal            Métodos de avaliação Histerossalpingografia Perviedade tubária Entre 2º e 5º d após tér...
Fator Tuboperitoneal                         Métodos de avaliação   Anticorpo anti Chlamydia-   Prediz patologia tubária-...
Fator Tuboperitoneal                       Métodos de avaliação   Laparoscopia   Padrão ouro   Último procedimento diag...
Fator Uterino                          Métodos de avaliação    HSG + USG    Vídeo-histeroscopia   Inclusão na investiga...
Fator cervical                      Métodos de avaliação   Teste pós-coito (Sims-Huhmer)Interaçãoespermatozóide muco    ...
Fator masculino                      Métodos de avaliaçãoEspermogramaPARÂMETROS SEMINAIS 1999          2010Volume (mL) ≥ 2...
Infertilidade sem causa aparente   Diagnóstico de exclusão   Causas prováveis:   Anomalias nos gametas   Problemas na ...
Distúrbios da ovulação pela OMSClasse 1                          Classe 3:Hipogonadismo Hipogonadotrófico   Hipogonadismo ...
TratamentoMudanças de hábitos de vida Cessar tabagismo e etilismo e diminuir consumo de cafeínaModulação Peso  IMC > 27 ...
Tratamento                           Indução da ovulação   Citrato de clomifeno (classe 2)   Inicio no 3º, 4º ou 5º dia ...
Tratamento                           Indução da ovulação   Citrato de clomifeno   Problemas:o   Efeitos antiestrogênicos...
Tratamento                        Indução da ovulação   Gonadotrofinas (classe 1 e 2)   Sem resposta ao citrato de clomi...
Tratamento                        Indução da ovulaçãoMonitoramento com USG obrigatórioMais de três folículos > de 15 mm –...
Tratamento                            Indução da ovulação   Metformina (classe 2)   Em pacientes com resistência insulín...
Tratamento                         Indução da ovulação   Inibidores de aromatase (Classe 2)   2º linha - Falha do clomif...
Tratamento                         Indução da ovulação   HiperprolactinemiaAgonistas da dopamina - bromocriptina Falênci...
Tratamento                                             Fator cervical                                             IIU     ...
Tratamento   Fator Masculino   Concentração > 5 milhões morfologia e mobilidade normal= IIU   Concentração 2 > 5 milhõe...
Bibliografia   Berek e Novak Tratado de ginecologia- Décima quarta edição   Clinical Gynecologic Endocrinology and Infer...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Infertilidade no consultório

1.754 visualizações

Publicada em

Seminário 13/07/2012

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Infertilidade no consultório

  1. 1. Infertilidade no consultório:como conduzir Autora: Lara Morales- R2 Orientadora: Dra. Maria Albina
  2. 2. Infertilidade Definição: Ausência de concepção após um ano mantendo relações sexuais sem proteção PRIMÁRIA SECUNDÁRIA •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  3. 3. Infertilidade Incidência:- OMS: 10-15% dos casais Prevalência é estável mas a demanda aumentou 1,6 milhões de consultas anuais Elevada condição socioeconômica 30 anos PERFIL Brancas Casadas •Berek e Novak Tratado de ginecologia- Décima quarta edição
  4. 4. CasalCausas de infertilidade Fator Tubo Peritoneal 35% Fator Ovulatório 15% Inesplicada10% Outros 5% Fator Masculino 35% Mulher Faror Tubo Peritoneal 40% Fator ovulatório 40% Inesplicada 10% Outras 10% •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  5. 5. InfertilidadeIdentificar e tratar a causa Apoio emocional Manejo clinico Informações corretas - desfazer mitos Tratamento alternativo •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  6. 6. Fator ovulatório Idade X Reserva ovariana Hutterites  Pico de fertilidade = 25a  1/3 das mulheres são inférteis aos 40a Região rural do Senegal  Média 7,9 filhos  Pico de fertilidade = 25a  Declínio após 35a •Berek e Novak Tratado de ginecologia- Décima quarta edição •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  7. 7. Infertilidade Quando avaliar? Subfertilidade X infertilidade  1 ano de infertilidade é pré-requisito? absolutaTempo necessário para concepção Avaliação precoce Meses % de Gestação 3 57% Menstruação irregular/ infreqüente DIP ou endometriose 6 72% Fator masculino 12 85% Após 6 meses em mulheres > 35 anos 24 93% •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  8. 8. Infertilidade Avaliação inicial Anamnese Exame físico Dosagem hormonal Espermograma •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  9. 9. Fator ovulatório Documentar a ovulação Curva de temperatura basal - Progesterona 0,3-0,8 C Elevada 11-16 d •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  10. 10. Fator ovulatório Documentar a ovulação  Dosagem de ProgesteronaMetade da Fase Lútea> 3ng/ml = Ovulação> 10ng/ml •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  11. 11. Fator ovulatório Documentar a ovulação Ultrassonografia Transvaginal Seriada Documentar a ovulação + programar o coito Folículo dominante : Cresce 2 mm/d Rompe 20-25mm •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  12. 12. Fator ovulatório Documentar a ovulação Excreção Urinária de LH Ovulação +- 48h após pico de LH •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  13. 13. Fator ovulatório Avaliação da Reserva ovariana Indicação: > 35 anos Infertilidade sem causa aparente História de menopausa precoce Cirurgia ovariana prévia Tabagismo •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  14. 14. Fator ovulatório Avaliação da Reserva ovariana FSH e Estradiol basais • FSH >18IU/L 100% 2º- 4ºd especificidade para falha na FSH > 10pg/ml concepção Estradiol >60-80pg/ml Teste com Citrato de Clomifeno (Navot) Normal FSH 3º (x) e 10º d (y) X + Y < 25mUI/ml Citrato usado do 5º ao 9º d X>Y •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  15. 15. Fator ovulatório Avaliação da Reserva ovariana Contagem de folículos antraisMelhor correlação com idade cronológica Medida indireta da reserva ovariana Nº de folículos antrais Nº de folículos primordiais remanescentes. •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  16. 16. Fator ovulatório Hormônio antimüleriano Indetectável na menopausa Detecção precoce de depleção da reserva ovariana 0.2-0.7ng/ml Produzidos pela granulosa Utilizados nos ciclos de reprodução assistida •Berek e Novak Tratado de ginecologia- Décima quarta edição •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff 2010
  17. 17. Fator Tuboperitoneal Métodos de avaliação Histerossalpingografia Perviedade tubária Entre 2º e 5º d após término damenstruação Antibiótico?OBS:Tubas obstruídas- 60% chance de serem pérvias •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  18. 18. Fator Tuboperitoneal Métodos de avaliação Anticorpo anti Chlamydia- Prediz patologia tubária- Testes mais específicos para Chlamydia trachomatis- Seleciona pacientes para laparoscopia Infertilidade sem causa aparente •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  19. 19. Fator Tuboperitoneal Métodos de avaliação Laparoscopia Padrão ouro Último procedimento diagnóstico Alterações da HSG •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  20. 20. Fator Uterino Métodos de avaliação HSG + USG Vídeo-histeroscopia Inclusão na investigação inicial? Favoráveis x desfavoráveis •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  21. 21. Fator cervical Métodos de avaliação Teste pós-coito (Sims-Huhmer)Interaçãoespermatozóide muco Filância 8-10cmPeríodo pré-ovulatório e 2-12h pós-coitoCausasNão é recomendado pela ASRM E ESHRE - 1 spz móvel Cristalização arboriforme •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  22. 22. Fator masculino Métodos de avaliaçãoEspermogramaPARÂMETROS SEMINAIS 1999 2010Volume (mL) ≥ 2,0 ≥ 1,5Concentração (M/mL) ≥ 20 ≥ 15Concentração total (M) ≥ 40≥ 39 ≥ 39Motilidade (A+B) (%) > 50 ≥ 32Motilidade total (%) ≥ 50 ≥ 40Motilidade (A+B) (%) > 50 ≥ 32Vitalidade (%) > 75 ≥ 58Morfologia (%) > 14 ≥ 4 ≥4 OMS
  23. 23. Infertilidade sem causa aparente Diagnóstico de exclusão Causas prováveis: Anomalias nos gametas Problemas na implantação 7 anos = 14% conseguem 1 feto vivo 7.000 mulheres > 35 tinham 2x mais ESCA •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  24. 24. Distúrbios da ovulação pela OMSClasse 1 Classe 3:Hipogonadismo Hipogonadotrófico Hipogonadismo Hipergonadotrófico 5-10%  10 - 30% GnRH baixo  Estrogênio e inibina baixosClasse 2 HiperprolactinemiaNormogonadismo Normogonadotrófico 70 – 85% FSH subnormal na fase folicular Overview of treatment of female infertility.mht
  25. 25. TratamentoMudanças de hábitos de vida Cessar tabagismo e etilismo e diminuir consumo de cafeínaModulação Peso IMC > 27 kg/m2 Obesas sem SOP? Obesos + SOP< 5 a 10% de peso = 55 -100% ovular em 6 m IMC < 17 kg/m2 Ganhar peso, modificar a dieta, reduzir exercício. 87% ovular Overview of treatment of female infertility.mht
  26. 26. Tratamento Indução da ovulação Citrato de clomifeno (classe 2) Inicio no 3º, 4º ou 5º dia por 5 dias (50mg) Monitorar com USG ? IMC 19-25 kg/m2 3 ciclos 80% ovulam e 30 – 40% gestação Injeção de hCG Ocorreu ovulação – não aumentar a dose > gestações ocorrem em 6 ciclos Infertility treatment with clomiphene (Clomid® or Serophene®) (Beyond the Basics)
  27. 27. Tratamento Indução da ovulação Citrato de clomifeno Problemas:o Efeitos antiestrogênicoso Hiperestímulo ovarianoo Gestação múltipla 6,9-9% gêmeos 0,3-0,5% trigêmeos Contra-indicação: cistos ovarianos, hepatopatias, tumor hipofisário, disfunção tireoidiana e adrenal. Infertility treatment with clomiphene (Clomid® or Serophene®) (Beyond the Basics)
  28. 28. Tratamento Indução da ovulação Gonadotrofinas (classe 1 e 2) Sem resposta ao citrato de clomifeno: 150mg/dia Protocolo convencional 3º dia- FSH 75 Int. Unidades / dia por 5 a 6 dias Controla com USG HCG 10000 U Folículo 18mm + estradiol 200pg/ml Infertility treatment with gonadotropins (Beyond the Basics)
  29. 29. Tratamento Indução da ovulaçãoMonitoramento com USG obrigatórioMais de três folículos > de 15 mm – cancela o ciclo Problemas:o Hiperestímulo ovarianoo Gestação múltipla Infertility treatment with gonadotropins (Beyond the Basics)
  30. 30. Tratamento Indução da ovulação Metformina (classe 2) Em pacientes com resistência insulínica Insulina testosterona = restaura a função ovulatória Dose 1500mg/dia Efeitos gastrointestinaisOBS: Associação com citrato de clomifeno. •Berek e Novak Tratado de ginecologia- Décima quarta edição
  31. 31. Tratamento Indução da ovulação Inibidores de aromatase (Classe 2) 2º linha - Falha do clomifeno Vantagens: < número de folículos < risco de gestação múltipla Meia vida < 50 horas x 5 dias Menos efeito no muco e no endométrioOBS: FDA não aprovou para o tratamento de infertilidade. Overview of treatment of female infertility.mht
  32. 32. Tratamento Indução da ovulação HiperprolactinemiaAgonistas da dopamina - bromocriptina Falência ovariana prematuraDoação de óvulos Tecnologias de reprodução assistidaFalha dos outros tratamentos Overview of treatment of female infertility.mht
  33. 33. Tratamento Fator cervical IIU Fator Tuboperitoneal FIV Lise de aderências Estimulo a ovulação Exérese/ Cauterização de focos de endometriose Salpingoplastia.ESCA Fator UterinoIIU PolipectomiaEstrogênio exógeno Lise de sinéquiasAgentes mucolíticos MiomectomiaDucha com bicarbonato Na •Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff
  34. 34. Tratamento Fator Masculino Concentração > 5 milhões morfologia e mobilidade normal= IIU Concentração 2 > 5 milhões = FIV Concentração < 5 milhões = FIV com micromanipulação de gametas ou Injeção intracitoplasmática de espermatozóide. Oligospermia severa, astenospermia, teratospermia - Injeção intracitoplasmática de espermatozóide Treatment of male infertility.mht
  35. 35. Bibliografia Berek e Novak Tratado de ginecologia- Décima quarta edição Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility - Speroff 2010 Manual para exame e processamento do sêmen 2010 Avaliação da infertilidade feminina uptodate Patient information: Infertility treatment with gonadotropins http://www.uptodate.com/contents/infertility-treatment-with-gonadotropins-beyond- the-basics?source=see_link http://www.uptodate.com/contents/evaluation-of-the-infertile-couple-beyond-the- basics?source=see_link

×