Testes de reserva ovariana

5.618 visualizações

Publicada em

Aula sobre envelhecimento ovariano

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.618
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Testes de reserva ovariana

  1. 1. Envelhecimento ovariano:Repercussões na fertilidade Onde estamos?
  2. 2. Objetivos principais:Ao final da minha apresentação Quais são as metas dos testes dedeveremos ser capazes de: reserva ovariana?Descrever as repercussões doenvelhecimento ovariano sobre a Predizer a probabilidade defertilidade. gravidez/nascido vivo associados as técnicas de reproduçãoDescrever os testes de funçãoovariana. assistida e gravidez natural.Interpretar as evidências que Predizer a resposta asuportam ou limitam o uso destestestes específicos. estimulação ovariana.Desenvolver uma estratégiaapropriada para a paciente que teprocuram e não conseguemengravidar.
  3. 3. 6a – 8a semana20a semana – 6 a 7 milhões de óvulos Nascimento – 2 milhões de óvulos Menarca – 400 mil óvulos Menopausa
  4. 4. Risco de anomaliasIdade materna Risco de Sd Down cromossômicas 20a 1/1667 1/526 25a 1/1250 1/476 30a 1/952 1/385 35a 1/378 1/192 38a 1/173 1/102 40a 1/106 1/66 42a 1/63 1/42 44a 1/38 1/26 45a 1/30 1/21 47a 1/18 1/13 49a 1/11 1/08
  5. 5. Existe um teste de reserva ovariana ideal?  Predizer ambos: resposta ovariana a estimulação e a probabilidade de nascido vivo.
  6. 6. Que testes temos disponíveis? Idade Idade Idade Idade Idade Bioquímicos: FSH, Estradiol, Inibina B e AMH. Ultra sonográficos: contagem de folículos antrais e volume ovariano Testes dinâmicos
  7. 7. IDADE E FERTILIDADE
  8. 8. 11.71210 9.38 7.3 < 35a 35 - 37a 38 - 406 41 - 42a 4.3 > 42a42 10 % de gravidez
  9. 9.  1263 mulheres de 40 a 46 anos fizeram 2705 ciclos de FIV. Após ajustes para idade: FSH(d2-D4) correlacionou se com taxa de gravidez, aborto e nascidos vivos. O maior nível de FSH com nascido vivo foi de 15,4.
  10. 10. Que testes temos disponíveis? Idade Idade Idade Idade Idade Bioquímicos: FSH, Estradiol, Inibina B e AMH. Ultra sonográficos: contagem de folículos antrais e volume ovariano Testes dinâmicos
  11. 11. FSH basal – D2 a D4• Aumenta com a idade.• Quanto mais alto, maior a depleção folicular.• Cut off: 9 mUi/ml 25 20 15 10 % de gravidez % Partos 5 0 < 15 15 - 24.9 > 25 Scott et al, 1989
  12. 12. Níveis de FSH eabortamento
  13. 13. FSH e Aneuploidia: existe relação? Níveis elevados de FSH: melhor valor preditivo do que a idade para aneuploidia baseado na análise de abortamentos espontâneos. Nasseri et al, 1999 Nenhuma diferença na incidência de embriões aneuplóides para FSH < 19IU/L vs. FSH > 10IU/L, usando biópsia do embrião no D3com análise FISH para 5 sondas, MAS SIGNIFICATIVAMENTE MAIS EMBRIÕES ANEUPLÓIDES PARA MULHERES COM MAIS DE 38 ANOS QUANDO COMPARADAS COM MENOS DE 38 ANOS. Thum et al, 2000
  14. 14. FSH prediz a resposta mas não o resultado em pacientes jovens
  15. 15. Mas doutor meu FSH é normal…..
  16. 16. 403530 1045 mulheres, 1o ciclo2520 Down regulation15 FSH< e > 10UI/L10 50 < 35 35 - 39 > 39
  17. 17. É melhor ser jovem com FSH elevado ou velha com FSH normal? Van Rooij et al, 2004 Idade < 41a e FSH > 15 Idade > 41a e FSH < 15 pN 36 50Cancelamento 31% 8% .06Implantação 34% 11% .003Taxa de 25% 10% .08gravidez/cicloTaxa de gravidez/ET 40% 13% .01
  18. 18. FSH representa qualidade ou quantidade?H.Abdalla and M.Y.ThumLister Fertility Clinic, Lister Hospital, Chelsea Bridge Road, London SW1W 8RH, UK 2057 pacientes, 1o ciclo de FIV dividido por FSH e idade
  19. 19. FSH representa qualidade ou quantidade? H.Abdalla and M.Y.Thum Lister Fertility Clinic, Lister Hospital, Chelsea Bridge Road, London SW1W 8RH, UK 2057 pacientes, 1o ciclo de FIV dividido por FSH e idade Taxa de gravidez por idade e FSHFSH <10 10.1-15 15.1-20 >20Idade < 38a 32 22 20 17Idade > = 38a 12 8 10 0
  20. 20. FSH representa qualidade ou quantidade? H.Abdalla and M.Y.Thum Lister Fertility Clinic, Lister Hospital, Chelsea Bridge Road, London SW1W 8RH, UKCONCLUSION:Although there is a reduction in both PR and LBR associated with higher levels of basal FSH, it isclear that in cycling women, high basal FSH is not a contraindication to IVF treatment, and arespectable PR and LBR can be achieved especially in young women. The reduction in PR and LBRis due to reduced reserve rather than poor oocyte quality. Clinics refusing to treat cycling womenwith elevated basal FSH levels may be denying these women a reasonable, albeit low, chance ofachieving a birth with their own genetic material. Clinicians should use basal FSH levels as a guideto advise patients about their chances of achieving a live birth, not to exclude patients with apredicted lower success rate from a treatment programme.
  21. 21. Estradiol
  22. 22. Estradiol Trabalhos muito antigos e mal desenhados. Baixo valor preditivo quando usado sozinho. Falta de “standartização”nos valore limítrofes – 60 a 80ng/ml Talvez algum efeito benéfico quando usado em conjunto com o FSH 40 30 20 10 0 <80 >=80 Smotrich et al,1995
  23. 23. Contagem de folículos antraiso US realizado entre o 20 e o 4o dia do ciclo menstrual.o Normal e ideal acima de 10 folículos.o Menos do que 4 a 6 folículos aumenta a probabilidade de cancelamento de ciclos de FIV e resposta inadequada as gonadotrofinas.o Representa o pool de óvulos disponíveis para aquele mês. 6 5 7 8 3 4 2 9 10 1 11
  24. 24. Contagem de folículos antrais 2 1 3
  25. 25. Contagem de folículos antraisVARIABILIDADE:o Uma única medida dos folículos antrais é preditiva de baixa resposta entre medidas repetidas de ciclos subsequentes. - Banci et al, 2004o AFC demonstra menos variabilidade inter ciclo do que volume ovarian ou FSH. - Jaiprakasan et al, 2008ALTERAÇÕES COM A IDADE:o Estudo com 163 mulheres: AFC declina 4,8%/ano em mulheres com menos de 37 anos e 11,8% em mulheres com >= 37anos. - Scheffer et al, 1999
  26. 26. Contagem de folículos antrais
  27. 27. Source: Fertility and Sterility 2011; 95:684-688 (DOI:10.1016/j.fertnstert.2010.07.1069 )Copyright © 2011 American Society for Reproductive Medicine Terms and Conditions
  28. 28. Source: Fertility and Sterility 2011; 95:684-688 (DOI:10.1016/j.fertnstert.2010.07.1069 )Copyright © 2011 American Society for Reproductive Medicine Terms and Conditions
  29. 29. AMHo Expresso pelas células da granulosa dos folículos antrais e pré antrais.o Os seus níveis não são dependentes da fase do ciclo menstrual e nem do uso de anticoncepcionais orais.o Diminuem em média 0.2ng/ml/ano até os 40 anos e a partir daí 0.1ng/ml/ano.o Menos variabilidade intra ciclo e inter ciclo do que o AFC.o O ponto de corte para predizer baixa resposta seria 0.99ng/ml.o Como todos os outros testes é um excelente preditor de resposta ovariana, mas não em predizer os resultados dos ciclos de FIV.
  30. 30. AMH
  31. 31. AMH Estudo prospectivo em dois centros. 1 - <=5pMol/ml 5 – 15pMol/ml > 15pMol/ml•Aumentar dose •Protocolo •Protocolo com de longo com antagonista e gonadotrofina agonista com dose reduzidas – 300 a 375 dose de UI/dia “standard" gonadotrofinas•Taxas mais baixas de gravidez
  32. 32. Comparando os resultados entre os testes Hendricks, 2005 – metanálise de 11 estudos de AFC e 32 sobre FSH basalConclusão: AFC é melhor do que FSH para predizer baixa resposta, mas ambosnão são bons para predizer resultados, principalmente negativo. Broer, 2009 – metanálise de 13 estudos de AMH e 17 sobre AFCConclusão: Ambos predizem eficientemente a baixa resposta, mas ambos não são bonspara predizer resultados, principalmente negativo.
  33. 33. Conclusões finais…

×