SlideShare uma empresa Scribd logo
A nutrição
Prótidos
Os prótidos têm um papel importante na
construção e reparação dos tecidos do organismo. São
indispensáveis ao crescimento e a um bom
desenvolvimento físico e intelectual.
Os prótidos podem ter origem animal ou vegetal
e, numa alimentação equilibrada, é importante incluir
prótidos das duas origens.
Prótidos
Glícidos
Os glícidos, também conhecidos como hidratos de
carbono, são nutrientes essencialmente fornecedores de
energia, que é utilizada nas nossas atividades diárias.
A maioria dos glícidos encontra-se em alimentos
de origem vegetal.
Glícidos
Lípidos
Os lípidos ou gorduras constituem uma fonte de
energia do organismo e têm também função plástica.
Formam uma camada de gordura sob a pele que protege
o organismo do frio.
Os lípidos também transportam algumas
vitaminas e são um importante constituinte da
membrana celular.
Lípidos
Avitaminoses
Xeroftalmia
A xeroftalmia é provocada pela deficiência em
vitamina A.
Esta avitaminose caracteriza-se por dificuldades
de visão, principalmente à noite, e, em casos mais graves
pode conduzir à cegueira.
Diz-se que cenoura “faz bem aos olhos” pois este
alimento é muito rico em betacaroteno (que lhe atribui a
sua característica cor laranja), que o nosso organismo
transforma em vitamina A.
Uma cenoura média possui 200% da quantidade
de vitamina a que um adulto precisa por dia!
Xeroftalmia
Beribéri
O beribéri é provocado pela deficiência em
vitamina B1.
Esta avitaminose caracteriza-se por fraqueza
muscular, emagrecimento, alterações do sistema
circulatório e digestivo e surgimento de dificuldades
respiratórias.
Esta avitaminose é típica de regiões da Ásia, África
e também da América do Sul, onde as populações se
alimentam quase exclusivamente de arroz.
Beribéri
Escorbuto
O escorbuto é provocado pela ingestão de
quantidades insuficientes de vitamina C.
O escorbuto caracteriza-se pelo aparecimento de
hemorragias nas gengivas, inchaço e dores nas
articulações, cicatrização lenta de pequenas ferida e
perda de segurança na fixação dos dentes. Esta
avitaminose trata-se facilmente com a ingestão de frutas
e legumes frescos.
O escorbuto era muito frequente nos
marinheiros, uma vez que permaneciam vários meses a
bordo dos navios sem acesso a alimentos frescos.
Escorbuto
Raquitismo
O raquitismo é provocado pela deficiência em
vitamina D.
Esta avitaminose surge na infância e caracteriza-se por
enfraquecimento generalizado dos ossos-devido à
incapacidade do organismo, porque não tem vitamina D, em
absorver cálcio- que, depois, se deformam. As crianças que
sofrem de raquitismo ficam com as pernas e coluna
arqueadas.
Para além de poder ser obtida a partir dos alimentos, a
vitamina D também pode ser produzida pelo nosso
organismo, desde que haja uma exposição ao Sol.
Raquitismo
Pelagra
A pelagra é provocada pela deficiência em
vitamina PP.
Esta avitaminose caracteriza-se pelo
escurecimento generalizado da pele, por perturbações de
sensibilidade e dos movimentos e, nos casos mais
graves, por perturbações mentais (depressão e
alucinações).
A pelagra é mais comum em regiões do Mundo em
que as populações têm dietas ricas em milho.
Pelagra
Avitaminoses
As avitaminoses devidas à falta de vitamina E são
muito raras. Este nutriente está presente numa grande
variedade de alimentos e, como é lipossolúvel (dissolvese nas gorduras) o nosso organismo é capaz de o
armazenar.
No entanto, se ocorrer em consumo deficiente de
vitamina E, os sintomas podem ser muito graves: por
exemplo, degradação gradual dos rins, problemas de
esterilidade, letargia e anemia.
Avitaminoses
Trabalho realizado por:
Sara Catarina Valente
Ribeiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Nh aula 3.2 - vitaminas lipossoluveis
Nh   aula 3.2 - vitaminas lipossoluveisNh   aula 3.2 - vitaminas lipossoluveis
Nh aula 3.2 - vitaminas lipossoluveis
 
Vitaminas (apresentação 2)
Vitaminas (apresentação 2)Vitaminas (apresentação 2)
Vitaminas (apresentação 2)
 
Sais Minerais e Vitaminas
Sais Minerais e VitaminasSais Minerais e Vitaminas
Sais Minerais e Vitaminas
 
Vitamina A
Vitamina AVitamina A
Vitamina A
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Vitamina E B1 B2
Vitamina E B1 B2Vitamina E B1 B2
Vitamina E B1 B2
 
Vitamina A
Vitamina AVitamina A
Vitamina A
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Apresentação vitaminas lipossoluveis
Apresentação vitaminas lipossoluveisApresentação vitaminas lipossoluveis
Apresentação vitaminas lipossoluveis
 
SaúDe Na AlimentaçãO
SaúDe Na AlimentaçãOSaúDe Na AlimentaçãO
SaúDe Na AlimentaçãO
 
As Frutas G4
As Frutas G4As Frutas G4
As Frutas G4
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
MICRONUTRIENTES VITAMINAS C e B UFSJ
MICRONUTRIENTES  VITAMINAS C e B   UFSJMICRONUTRIENTES  VITAMINAS C e B   UFSJ
MICRONUTRIENTES VITAMINAS C e B UFSJ
 
Vitaminas hidrossolúveis
Vitaminas hidrossolúveisVitaminas hidrossolúveis
Vitaminas hidrossolúveis
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Doc pdf - vitaminas
Doc  pdf - vitaminasDoc  pdf - vitaminas
Doc pdf - vitaminas
 
Tabela de sais minerais
Tabela de sais mineraisTabela de sais minerais
Tabela de sais minerais
 

Semelhante a Nutrição

Alimentos e-nutrientes
Alimentos e-nutrientesAlimentos e-nutrientes
Alimentos e-nutrientes
Maria Pontes
 
Slides sobre alimentação
Slides sobre alimentaçãoSlides sobre alimentação
Slides sobre alimentação
thayscler
 
AlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO SaudavelAlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO Saudavel
profanabela
 
Roda Alimentos
Roda AlimentosRoda Alimentos
Roda Alimentos
Maria Neto
 
Vitamina C
Vitamina CVitamina C
Vitamina C
rockneji
 
Apresentação suelen copia (2)
Apresentação suelen   copia (2)Apresentação suelen   copia (2)
Apresentação suelen copia (2)
Estheva souza
 

Semelhante a Nutrição (20)

V I T A M I N A.pptx
V I T A M I N A.pptxV I T A M I N A.pptx
V I T A M I N A.pptx
 
Alimentos e-nutrientes
Alimentos e-nutrientesAlimentos e-nutrientes
Alimentos e-nutrientes
 
Nutrientes essenciais para a terceira idade.pdf
Nutrientes essenciais para a terceira idade.pdfNutrientes essenciais para a terceira idade.pdf
Nutrientes essenciais para a terceira idade.pdf
 
Alimentos versão nova
Alimentos versão novaAlimentos versão nova
Alimentos versão nova
 
Nutricao de Aves
Nutricao de AvesNutricao de Aves
Nutricao de Aves
 
Slides sobre alimentação
Slides sobre alimentaçãoSlides sobre alimentação
Slides sobre alimentação
 
AlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO SaudavelAlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO Saudavel
 
Alimentos e nutrientes 1
Alimentos e nutrientes 1Alimentos e nutrientes 1
Alimentos e nutrientes 1
 
A vitad
A vitadA vitad
A vitad
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
ATIVIDADE SOBRE VITAMINA D E IMUNIDADE
ATIVIDADE SOBRE VITAMINA D E IMUNIDADEATIVIDADE SOBRE VITAMINA D E IMUNIDADE
ATIVIDADE SOBRE VITAMINA D E IMUNIDADE
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
 
Aula 04 - Vitaminas.ppt
Aula 04 - Vitaminas.pptAula 04 - Vitaminas.ppt
Aula 04 - Vitaminas.ppt
 
Roda Alimentos
Roda AlimentosRoda Alimentos
Roda Alimentos
 
Ácido fólico e vitaminas C e D
Ácido fólico e vitaminas C e DÁcido fólico e vitaminas C e D
Ácido fólico e vitaminas C e D
 
Nome:Bruno Aparecido N°:06 Serie:8°A
Nome:Bruno Aparecido  N°:06    Serie:8°ANome:Bruno Aparecido  N°:06    Serie:8°A
Nome:Bruno Aparecido N°:06 Serie:8°A
 
B vitad
B vitadB vitad
B vitad
 
Vitamina C
Vitamina CVitamina C
Vitamina C
 
Direto doutor calcio
Direto doutor calcioDireto doutor calcio
Direto doutor calcio
 
Apresentação suelen copia (2)
Apresentação suelen   copia (2)Apresentação suelen   copia (2)
Apresentação suelen copia (2)
 

Mais de Sara Catarina (16)

25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
Carateres sexuais e sistemas reprodutores
Carateres sexuais e sistemas reprodutoresCarateres sexuais e sistemas reprodutores
Carateres sexuais e sistemas reprodutores
 
Energias Renováveis: Éolica
Energias Renováveis: ÉolicaEnergias Renováveis: Éolica
Energias Renováveis: Éolica
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
 
As lutas entre liberais e absolutistas
As lutas entre liberais e absolutistasAs lutas entre liberais e absolutistas
As lutas entre liberais e absolutistas
 
Conjunção coordenativa mim
Conjunção coordenativa mimConjunção coordenativa mim
Conjunção coordenativa mim
 
A arte
A arteA arte
A arte
 
Sistema respiratório humano
Sistema respiratório humanoSistema respiratório humano
Sistema respiratório humano
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
História
HistóriaHistória
História
 
Gramatica de frances
Gramatica de francesGramatica de frances
Gramatica de frances
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Invasões francesas em portugal
Invasões francesas em portugalInvasões francesas em portugal
Invasões francesas em portugal
 
Francês
FrancêsFrancês
Francês
 
Continuação das interacções seres vivo ambientes
Continuação das interacções seres vivo ambientesContinuação das interacções seres vivo ambientes
Continuação das interacções seres vivo ambientes
 
Interacções seres vivos-ambientes
Interacções seres vivos-ambientes Interacções seres vivos-ambientes
Interacções seres vivos-ambientes
 

Nutrição

  • 2. Prótidos Os prótidos têm um papel importante na construção e reparação dos tecidos do organismo. São indispensáveis ao crescimento e a um bom desenvolvimento físico e intelectual. Os prótidos podem ter origem animal ou vegetal e, numa alimentação equilibrada, é importante incluir prótidos das duas origens.
  • 4. Glícidos Os glícidos, também conhecidos como hidratos de carbono, são nutrientes essencialmente fornecedores de energia, que é utilizada nas nossas atividades diárias. A maioria dos glícidos encontra-se em alimentos de origem vegetal.
  • 6. Lípidos Os lípidos ou gorduras constituem uma fonte de energia do organismo e têm também função plástica. Formam uma camada de gordura sob a pele que protege o organismo do frio. Os lípidos também transportam algumas vitaminas e são um importante constituinte da membrana celular.
  • 9. Xeroftalmia A xeroftalmia é provocada pela deficiência em vitamina A. Esta avitaminose caracteriza-se por dificuldades de visão, principalmente à noite, e, em casos mais graves pode conduzir à cegueira. Diz-se que cenoura “faz bem aos olhos” pois este alimento é muito rico em betacaroteno (que lhe atribui a sua característica cor laranja), que o nosso organismo transforma em vitamina A. Uma cenoura média possui 200% da quantidade de vitamina a que um adulto precisa por dia!
  • 11. Beribéri O beribéri é provocado pela deficiência em vitamina B1. Esta avitaminose caracteriza-se por fraqueza muscular, emagrecimento, alterações do sistema circulatório e digestivo e surgimento de dificuldades respiratórias. Esta avitaminose é típica de regiões da Ásia, África e também da América do Sul, onde as populações se alimentam quase exclusivamente de arroz.
  • 13. Escorbuto O escorbuto é provocado pela ingestão de quantidades insuficientes de vitamina C. O escorbuto caracteriza-se pelo aparecimento de hemorragias nas gengivas, inchaço e dores nas articulações, cicatrização lenta de pequenas ferida e perda de segurança na fixação dos dentes. Esta avitaminose trata-se facilmente com a ingestão de frutas e legumes frescos. O escorbuto era muito frequente nos marinheiros, uma vez que permaneciam vários meses a bordo dos navios sem acesso a alimentos frescos.
  • 15. Raquitismo O raquitismo é provocado pela deficiência em vitamina D. Esta avitaminose surge na infância e caracteriza-se por enfraquecimento generalizado dos ossos-devido à incapacidade do organismo, porque não tem vitamina D, em absorver cálcio- que, depois, se deformam. As crianças que sofrem de raquitismo ficam com as pernas e coluna arqueadas. Para além de poder ser obtida a partir dos alimentos, a vitamina D também pode ser produzida pelo nosso organismo, desde que haja uma exposição ao Sol.
  • 17. Pelagra A pelagra é provocada pela deficiência em vitamina PP. Esta avitaminose caracteriza-se pelo escurecimento generalizado da pele, por perturbações de sensibilidade e dos movimentos e, nos casos mais graves, por perturbações mentais (depressão e alucinações). A pelagra é mais comum em regiões do Mundo em que as populações têm dietas ricas em milho.
  • 19. Avitaminoses As avitaminoses devidas à falta de vitamina E são muito raras. Este nutriente está presente numa grande variedade de alimentos e, como é lipossolúvel (dissolvese nas gorduras) o nosso organismo é capaz de o armazenar. No entanto, se ocorrer em consumo deficiente de vitamina E, os sintomas podem ser muito graves: por exemplo, degradação gradual dos rins, problemas de esterilidade, letargia e anemia.
  • 21. Trabalho realizado por: Sara Catarina Valente Ribeiro