SlideShare uma empresa Scribd logo
8º ano
A escultura harmoniosa e realista
 A escultura foi uma forma de arte que se desenvolveu

muito no Renascimento.
Exemplos:
“David”, de Miguel Ângelo

Basílica de S.Pedro
A pintura inovadora
A cor, a harmonia e o movimento são algumas das
características da pintura do Renascimento.
Curiosidade:
Leonardo da Vinci, Rafael e Miguel Ângelo foram dos mais
notáveis pintores do Renascimento. Leonardo pintou a
“Mona Lisa” ou “La Gioconda”, uma das peças de arte mais
conhecidas em todo o mundo, devido ao sorriso enigmático,
ao olhar que nos segue em todas as direcções ou mesmo à
possibilidade de se tratar de um auto-retrato do pintor. As
“madonas” de Rafael também se tornaram famosas. Trata-se
de imagens de Nossa Senhora com o Menino Jesus. Miguel
Ângelo, para além de outras criações, pintou os frescos da
Capela Sistina, em Roma, entre 1508 e 1512. Em apenas quatro
anos, Miguel Ângelo criou uma notável obra de arte,
cobrindo mil metros quadrados da capela, com cerca de 300
figuras no tecto e paredes laterais.
Mona Lisa, Leonardo Da Vinci
A Virgem do Pintassilgo, Rafael
Teto da Capela Sistina, Miguel
Ângelo
Saber mais:
Vasco Fernandes ou Grão Vasco e Nuno Gonçalves foram
dos maiores pintores renascentistas portugueses. Nas
suas criações estão presentes as influências da pintura
flamenga. Os painéis de S. Vicente de Fora de Nuno
Gonçalves são a obra mais emblemática da pintura
nacional desta época.
Vasco Fernandes ou Grão Vasco
Nuno Gonçalves
A arte portuguesa do
Renascimento
A arte portuguesa do Renascimento caracterizou-se pela
originalidade.
Manuelino
Estilo artístico tipicamente português, dos finais do
século XV e inícios do século XVI, inspirado nas
descobertas marítimas. Os elementos decorativos são
marítimos (corais, redes, cordas, boias), naturalistas
(flores, raízes, folhas, troncos) e nacionais (Cruz de
Cristo, esfera armilar e escudo real).
Sabias que:
A esfera armilar é um conjunto de círculos, que os
astrónomos usavam para representar o globo terrestre.
Tornou-se um símbolo manuelino de poder marítimo,
político e económico associado às navegações, pois foi no
reinado de D. Manuel I que se completaram as viagens
de descoberta, com a chegada à Índia e ao Brasil. Aparece
ainda hoje na bandeira nacional.
Sabias que:
A Cruz de Cristo foi utilizada nas velas dos navios
portugueses a partir do século XV. Era o símbolo da
Ordem Militar de Cristo, da qual o Infante D. Henrique
foi "regedor e governador", desde 1420. D. Manuel I
(1495-1521) também assumiu esta função e, por isso, a
Cruz de Cristo surgia representada na documentação
mais importante emitida pelo monarca.
Sabias que:
Pormenor do portal manuelino da Capela de S. Miguel,
séc. XVII, Coimbra.O escudo real é um símbolo do poder
do rei.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho de história ( da vinci )
Trabalho de história ( da vinci )Trabalho de história ( da vinci )
Trabalho de história ( da vinci )
Joao Gomes
 
Revista forma monalisa
Revista forma   monalisaRevista forma   monalisa
Revista forma monalisa
Aline Soares e Silva
 
Renascimento na Europa
Renascimento na EuropaRenascimento na Europa
Renascimento na Europa
Carlos Vieira
 
Renascimento e barroco
Renascimento e barrocoRenascimento e barroco
Renascimento e barroco
Julio Cesar
 
Pintura renascentista
Pintura renascentistaPintura renascentista
Pintura renascentista
Filipe Moreira
 
FáBio Querido
FáBio QueridoFáBio Querido
FáBio Querido
Fabio100
 
Leonardo da vinci
Leonardo da vinciLeonardo da vinci
Leonardo da vinci
Rafael Santos
 
Miguel Ângelo
Miguel ÂngeloMiguel Ângelo
Miguel Ângelo
Eduardo Batista
 
41 emissão francesa resumo
41 emissão francesa resumo41 emissão francesa resumo
41 emissão francesa resumo
denise lugli
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
Debora Vieira
 
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
ArtesElisa
 
Renascimento escultura
Renascimento esculturaRenascimento escultura
Renascimento escultura
Laguat
 
Barroco espanhol
Barroco espanholBarroco espanhol
Barroco espanhol
mirandakika
 
História da arte - Neoclassicismo -resumo
História da arte - Neoclassicismo -resumoHistória da arte - Neoclassicismo -resumo
História da arte - Neoclassicismo -resumo
Andrea Dressler
 
Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...
Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...
Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...
Elsa Giraldo
 
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 20122C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
www.historiadasartes.com
 
Arte em conta gota: interativa - Madonnas
Arte em conta gota: interativa - MadonnasArte em conta gota: interativa - Madonnas
Arte em conta gota: interativa - Madonnas
deasilvia
 
História da Arte - A Última ceia
História da Arte - A Última ceiaHistória da Arte - A Última ceia
História da Arte - A Última ceia
Lorrayne Linhares
 
Trabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego Velazquez
Trabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego VelazquezTrabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego Velazquez
Trabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego Velazquez
Fábio Zündler
 
Diego velásquez - Las Meninas
Diego velásquez - Las MeninasDiego velásquez - Las Meninas
Diego velásquez - Las Meninas
Bianca Pollyanna Swaggart
 

Mais procurados (20)

Trabalho de história ( da vinci )
Trabalho de história ( da vinci )Trabalho de história ( da vinci )
Trabalho de história ( da vinci )
 
Revista forma monalisa
Revista forma   monalisaRevista forma   monalisa
Revista forma monalisa
 
Renascimento na Europa
Renascimento na EuropaRenascimento na Europa
Renascimento na Europa
 
Renascimento e barroco
Renascimento e barrocoRenascimento e barroco
Renascimento e barroco
 
Pintura renascentista
Pintura renascentistaPintura renascentista
Pintura renascentista
 
FáBio Querido
FáBio QueridoFáBio Querido
FáBio Querido
 
Leonardo da vinci
Leonardo da vinciLeonardo da vinci
Leonardo da vinci
 
Miguel Ângelo
Miguel ÂngeloMiguel Ângelo
Miguel Ângelo
 
41 emissão francesa resumo
41 emissão francesa resumo41 emissão francesa resumo
41 emissão francesa resumo
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
 
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
 
Renascimento escultura
Renascimento esculturaRenascimento escultura
Renascimento escultura
 
Barroco espanhol
Barroco espanholBarroco espanhol
Barroco espanhol
 
História da arte - Neoclassicismo -resumo
História da arte - Neoclassicismo -resumoHistória da arte - Neoclassicismo -resumo
História da arte - Neoclassicismo -resumo
 
Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...
Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...
Leonardo da Vinci, Galileu, Giotto...
 
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 20122C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
 
Arte em conta gota: interativa - Madonnas
Arte em conta gota: interativa - MadonnasArte em conta gota: interativa - Madonnas
Arte em conta gota: interativa - Madonnas
 
História da Arte - A Última ceia
História da Arte - A Última ceiaHistória da Arte - A Última ceia
História da Arte - A Última ceia
 
Trabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego Velazquez
Trabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego VelazquezTrabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego Velazquez
Trabalho de iconografia sobre "As meninas" de Diego Velazquez
 
Diego velásquez - Las Meninas
Diego velásquez - Las MeninasDiego velásquez - Las Meninas
Diego velásquez - Las Meninas
 

Destaque

Continuação das interacções seres vivo ambientes
Continuação das interacções seres vivo ambientesContinuação das interacções seres vivo ambientes
Continuação das interacções seres vivo ambientes
Sara Catarina
 
Sangue
SangueSangue
RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS
RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICASRELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS
RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS
KATIA CAVALCANTI
 
2 relações ecológicas
2   relações ecológicas2   relações ecológicas
2 relações ecológicas
Nataliana Cabral
 
RelaçõEs EcolóGicas Desarmonicas
RelaçõEs EcolóGicas DesarmonicasRelaçõEs EcolóGicas Desarmonicas
RelaçõEs EcolóGicas Desarmonicas
guest787ebb4
 
Biofertilizantes
BiofertilizantesBiofertilizantes
Biofertilizantes
Carlos Camarillo
 
Relações ecológicas 2
Relações ecológicas 2Relações ecológicas 2
Relações ecológicas 2
hugocampos2
 
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento CutâneoAula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Herbert Cristian de Souza
 
Sistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleSistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a Pele
Helena Borralho
 
Respiracao Celular
Respiracao CelularRespiracao Celular
Respiracao Celular
Domingos Oliveira
 
Aula Relações Ecológicas
Aula Relações EcológicasAula Relações Ecológicas
Aula Relações Ecológicas
Rosalia Azambuja
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
Tércio De Santana
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
Andrea Barreto
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
César Milani
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
Gabriela de Lima
 
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celularEliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Margarida Catarro
 
Relações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosRelações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivos
Silvana Sanches
 
Sistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slidesSistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slides
Fabiano Reis
 
Sistema UrináRio
Sistema UrináRioSistema UrináRio
Sistema UrináRio
rukka
 
6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor
s1lv1alouro
 

Destaque (20)

Continuação das interacções seres vivo ambientes
Continuação das interacções seres vivo ambientesContinuação das interacções seres vivo ambientes
Continuação das interacções seres vivo ambientes
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
 
RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS
RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICASRELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS
RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS
 
2 relações ecológicas
2   relações ecológicas2   relações ecológicas
2 relações ecológicas
 
RelaçõEs EcolóGicas Desarmonicas
RelaçõEs EcolóGicas DesarmonicasRelaçõEs EcolóGicas Desarmonicas
RelaçõEs EcolóGicas Desarmonicas
 
Biofertilizantes
BiofertilizantesBiofertilizantes
Biofertilizantes
 
Relações ecológicas 2
Relações ecológicas 2Relações ecológicas 2
Relações ecológicas 2
 
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento CutâneoAula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
 
Sistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a PeleSistema Urinário e a Pele
Sistema Urinário e a Pele
 
Respiracao Celular
Respiracao CelularRespiracao Celular
Respiracao Celular
 
Aula Relações Ecológicas
Aula Relações EcológicasAula Relações Ecológicas
Aula Relações Ecológicas
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celularEliminação dos produtos resultantes da atividade celular
Eliminação dos produtos resultantes da atividade celular
 
Relações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosRelações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivos
 
Sistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slidesSistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slides
 
Sistema UrináRio
Sistema UrináRioSistema UrináRio
Sistema UrináRio
 
6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor6º Ano Sistema Excretor
6º Ano Sistema Excretor
 

Semelhante a A arte

Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Priscila Barbosa
 
Renascimento pintura
Renascimento   pinturaRenascimento   pintura
Renascimento pintura
Luis Henrique Gallina
 
Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01
marlete andrade
 
arte renascentista - Historia 8º ano 2024
arte renascentista - Historia  8º ano  2024arte renascentista - Historia  8º ano  2024
arte renascentista - Historia 8º ano 2024
Cludia899915
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Lu Rebordosa
 
O renascimento
O renascimentoO renascimento
O renascimento
ma.no.el.ne.ves
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Natália Cabral
 
Renascimento ou Classisismo
Renascimento ou ClassisismoRenascimento ou Classisismo
Renascimento ou Classisismo
João Victor Nobile
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
MariaHelenaPassos
 
7 barroco 2020
7 barroco 20207 barroco 2020
7 barroco 2020
CLEBER LUIS DAMACENO
 
8 histda art renasciment
8 histda art   renasciment8 histda art   renasciment
8 histda art renasciment
André Figundio
 
Renascimento parte 3
Renascimento   parte 3Renascimento   parte 3
Renascimento parte 3
Professor Gilson Nunes
 
RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO
RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO
RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO
Luzia de Fatima LayolaNunes
 
História da arte renascimento
História da arte   renascimentoHistória da arte   renascimento
História da arte renascimento
Ana Cristina D Assumpcão
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
catlencunha
 
Renascimento pw
Renascimento pwRenascimento pw
Renascimento pw
pollypp
 
arte.pdf
arte.pdfarte.pdf
arte.pdf
RafaelVictor46
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Engelis Oliveira
 
Revista forma
Revista formaRevista forma
Revista forma
Aline Soares e Silva
 
Renascimento Cultural.ppt.pptx
Renascimento Cultural.ppt.pptxRenascimento Cultural.ppt.pptx
Renascimento Cultural.ppt.pptx
CarlosHenriqueAveiro1
 

Semelhante a A arte (20)

Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
 
Renascimento pintura
Renascimento   pinturaRenascimento   pintura
Renascimento pintura
 
Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01
 
arte renascentista - Historia 8º ano 2024
arte renascentista - Historia  8º ano  2024arte renascentista - Historia  8º ano  2024
arte renascentista - Historia 8º ano 2024
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
O renascimento
O renascimentoO renascimento
O renascimento
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Renascimento ou Classisismo
Renascimento ou ClassisismoRenascimento ou Classisismo
Renascimento ou Classisismo
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
7 barroco 2020
7 barroco 20207 barroco 2020
7 barroco 2020
 
8 histda art renasciment
8 histda art   renasciment8 histda art   renasciment
8 histda art renasciment
 
Renascimento parte 3
Renascimento   parte 3Renascimento   parte 3
Renascimento parte 3
 
RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO
RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO
RENASCIMENTO ITALIANO- 7ª ANO
 
História da arte renascimento
História da arte   renascimentoHistória da arte   renascimento
História da arte renascimento
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Renascimento pw
Renascimento pwRenascimento pw
Renascimento pw
 
arte.pdf
arte.pdfarte.pdf
arte.pdf
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Revista forma
Revista formaRevista forma
Revista forma
 
Renascimento Cultural.ppt.pptx
Renascimento Cultural.ppt.pptxRenascimento Cultural.ppt.pptx
Renascimento Cultural.ppt.pptx
 

Mais de Sara Catarina

25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Sara Catarina
 
Carateres sexuais e sistemas reprodutores
Carateres sexuais e sistemas reprodutoresCarateres sexuais e sistemas reprodutores
Carateres sexuais e sistemas reprodutores
Sara Catarina
 
Energias Renováveis: Éolica
Energias Renováveis: ÉolicaEnergias Renováveis: Éolica
Energias Renováveis: Éolica
Sara Catarina
 
As lutas entre liberais e absolutistas
As lutas entre liberais e absolutistasAs lutas entre liberais e absolutistas
As lutas entre liberais e absolutistas
Sara Catarina
 
Conjunção coordenativa mim
Conjunção coordenativa mimConjunção coordenativa mim
Conjunção coordenativa mim
Sara Catarina
 
Sistema respiratório humano
Sistema respiratório humanoSistema respiratório humano
Sistema respiratório humano
Sara Catarina
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Sara Catarina
 
História
HistóriaHistória
História
Sara Catarina
 
Gramatica de frances
Gramatica de francesGramatica de frances
Gramatica de frances
Sara Catarina
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
Sara Catarina
 
Invasões francesas em portugal
Invasões francesas em portugalInvasões francesas em portugal
Invasões francesas em portugal
Sara Catarina
 
Francês
FrancêsFrancês
Francês
Sara Catarina
 
Interacções seres vivos-ambientes
Interacções seres vivos-ambientes Interacções seres vivos-ambientes
Interacções seres vivos-ambientes
Sara Catarina
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
Sara Catarina
 

Mais de Sara Catarina (14)

25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
Carateres sexuais e sistemas reprodutores
Carateres sexuais e sistemas reprodutoresCarateres sexuais e sistemas reprodutores
Carateres sexuais e sistemas reprodutores
 
Energias Renováveis: Éolica
Energias Renováveis: ÉolicaEnergias Renováveis: Éolica
Energias Renováveis: Éolica
 
As lutas entre liberais e absolutistas
As lutas entre liberais e absolutistasAs lutas entre liberais e absolutistas
As lutas entre liberais e absolutistas
 
Conjunção coordenativa mim
Conjunção coordenativa mimConjunção coordenativa mim
Conjunção coordenativa mim
 
Sistema respiratório humano
Sistema respiratório humanoSistema respiratório humano
Sistema respiratório humano
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
História
HistóriaHistória
História
 
Gramatica de frances
Gramatica de francesGramatica de frances
Gramatica de frances
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Invasões francesas em portugal
Invasões francesas em portugalInvasões francesas em portugal
Invasões francesas em portugal
 
Francês
FrancêsFrancês
Francês
 
Interacções seres vivos-ambientes
Interacções seres vivos-ambientes Interacções seres vivos-ambientes
Interacções seres vivos-ambientes
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
 

A arte

  • 2. A escultura harmoniosa e realista  A escultura foi uma forma de arte que se desenvolveu muito no Renascimento.
  • 3. Exemplos: “David”, de Miguel Ângelo Basílica de S.Pedro
  • 4. A pintura inovadora A cor, a harmonia e o movimento são algumas das características da pintura do Renascimento.
  • 5. Curiosidade: Leonardo da Vinci, Rafael e Miguel Ângelo foram dos mais notáveis pintores do Renascimento. Leonardo pintou a “Mona Lisa” ou “La Gioconda”, uma das peças de arte mais conhecidas em todo o mundo, devido ao sorriso enigmático, ao olhar que nos segue em todas as direcções ou mesmo à possibilidade de se tratar de um auto-retrato do pintor. As “madonas” de Rafael também se tornaram famosas. Trata-se de imagens de Nossa Senhora com o Menino Jesus. Miguel Ângelo, para além de outras criações, pintou os frescos da Capela Sistina, em Roma, entre 1508 e 1512. Em apenas quatro anos, Miguel Ângelo criou uma notável obra de arte, cobrindo mil metros quadrados da capela, com cerca de 300 figuras no tecto e paredes laterais.
  • 7. A Virgem do Pintassilgo, Rafael
  • 8. Teto da Capela Sistina, Miguel Ângelo
  • 9. Saber mais: Vasco Fernandes ou Grão Vasco e Nuno Gonçalves foram dos maiores pintores renascentistas portugueses. Nas suas criações estão presentes as influências da pintura flamenga. Os painéis de S. Vicente de Fora de Nuno Gonçalves são a obra mais emblemática da pintura nacional desta época.
  • 10. Vasco Fernandes ou Grão Vasco
  • 12. A arte portuguesa do Renascimento A arte portuguesa do Renascimento caracterizou-se pela originalidade.
  • 13. Manuelino Estilo artístico tipicamente português, dos finais do século XV e inícios do século XVI, inspirado nas descobertas marítimas. Os elementos decorativos são marítimos (corais, redes, cordas, boias), naturalistas (flores, raízes, folhas, troncos) e nacionais (Cruz de Cristo, esfera armilar e escudo real).
  • 14. Sabias que: A esfera armilar é um conjunto de círculos, que os astrónomos usavam para representar o globo terrestre. Tornou-se um símbolo manuelino de poder marítimo, político e económico associado às navegações, pois foi no reinado de D. Manuel I que se completaram as viagens de descoberta, com a chegada à Índia e ao Brasil. Aparece ainda hoje na bandeira nacional.
  • 15. Sabias que: A Cruz de Cristo foi utilizada nas velas dos navios portugueses a partir do século XV. Era o símbolo da Ordem Militar de Cristo, da qual o Infante D. Henrique foi "regedor e governador", desde 1420. D. Manuel I (1495-1521) também assumiu esta função e, por isso, a Cruz de Cristo surgia representada na documentação mais importante emitida pelo monarca.
  • 16. Sabias que: Pormenor do portal manuelino da Capela de S. Miguel, séc. XVII, Coimbra.O escudo real é um símbolo do poder do rei.