SlideShare uma empresa Scribd logo
3M Lean Manufacturing Gestão Global dos Ativos Maio-2010
O que é Lean? ,[object Object],[object Object],INVENTÁRIO EXCESSO DE  PRODUÇÃO TRANSPORTE DEFEITOS PROCESSOS DESNECESSÁRIOS ESPERA MOVIMENTAÇÃO
Lean + Trabalho Padrão  Lean Supply Chain Trabalho Padrão FÁBRICA TP
Convergência entre Lean e Trabalho Padrão A Procura da Eliminação de Perdas  Proximidade Manutenção/Engenharia Disciplina / Foco Liderança no Gemba – treina, audita 5S AUTÔNOMA SETUP CADEIA DE AJUDA PADRONIZAÇÃO Trabalho Padrão  e  seus Pilares Lean FASE I FASE II FASE III
Convergência entre Lean e Trabalho Padrão A Procura da Eliminação de Perdas
Trabalho Padrão – Roadmap Proposto  Definir 3S Básico de  Autônoma + Setup Documentos  do Trab. Padrão Controle Índice de auditoria 3S Definir A3  Certificação 3S Avaliação 3S Situação Atual Dia da Grande limpeza Melhorias de 3S  PP + Ferramentas +  Auditoria 2 - 4 dias 45 – 60 dias 30 - 60 dias 30 - 60 dias Check list do Trab.Padrão 3 Pilares 3S, MA, DTP Sensibilização dos Operadores + testes Certificação MA Auditoria Autônoma C1 – Detecção/Análise  de falha (Chikotei) C3 – Quadro de atividade +Cartões C2 – LUP´S básicas + setup kaizen C4 – Matriz de treinamento + Comitê Autônoma Certificação TP Contínuo / Rotina Quadro MA +  Cronograma cartões Matriz DTP Treinamento & Atual OEE / Qualidade Relatório final do  projeto Avaliação do Trab. Padrão D1 - 3S + MA  Auditorias semanais/mensais D3 – FIT elemento + Segurança &  Meio ambiente D2 - Balanceamento Frequente / não frequente 3S + MA D4 – FIT mestre + Matriz dos operadores + cadeia de ajuda
Trabalho Padrão – Roadmap Proposto
Modelo de Gestão de Ativos: Perdas e Recuperação A convergência dos objetivos comuns se faz identificando e comparando a  situação atual  em relação à  condição ideal  da máquina ou equipamento   para medir o distanciamento entre ambas (GAP), e  conhecer o estado das perdas a serem recuperadas. GAP Distância, falha CONDIÇÃO NOMINAL (ou ideal) SITUAÇÃO  ATUAL
Gestão de Ativos: Perdas e Recuperação     “ ONDE HÁ  PERDAS  HÁ  OPORTUNIDADES DE  GANHOS ” Onde há perdas existe uma fábrica “ESCONDIDA” e sem uso!
Gestão de Ativos: Características  Básicas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Gestão de Ativos – A Mudança Proposta ,[object Object],•  Tolerância a problemas •  Resultado •   Uso do equipamento como material didático •   Participação e exemplo das lideranças Mudança do Modelo Mental Replicação Horizontal e Vertical Rigor na eliminação de falhas ínfimas Aprendizado Obtenção dos Resultados Mudança da Empresa
Gestão de Ativos: Mudança na Forma de Pensar e Agir Atitude Convencional Atitude Lean GAP PORQUE? COMO? Análise SOLUÇÃO APRENDIZADO PROBLEMA
Gestão de Ativos e TP: O Que Procuramos? ,[object Object],[object Object],[object Object]
Gestão de Ativos e TP: O Que Procuramos? NOVA FORMA DE PENSAR APRENDER E CRESCER DESENVOLVER UMA ORGANIZAÇÃO DE APRENDIZAGEM
Lean + TP: Passagem de Conhecimento    SHOSHANA ZUBOFF  em: “ The Age of The Smart machine”
Gestão de Ativos- A Divisão de Atividades LEAN EHS MANUTENÇÃO DA QUALIDADE MELHORIAS ESPECÍFICAS MANUTENÇÃO AUTÔNOMA MANUTENÇÃO PLANEJADA EDUCAÇÃO E TREINAMNETO CONTROLE  INICIAL SEGURANÇA/MEIOAMBIENTE ÁREAS ADMINISTRATIVAS POLÍTICAS, DIRETRIZES, OBJETIVOS, METAS, INDICADORES P  Q   C  D   S  M
Trabalho Padrão - Os 5 Pilares 3M- 5Ss ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Trabalho padrão: 2ºPilar 3M: A Manutenção Autônoma modificar o raciocínio de “ eu fabrico, você conserta” “ do meu equipamento cuido eu”   e praticá-lo de modo a utilizar completamente a capacidade do equipamento para Significa:
Trabalho padrão: 2ºPilar 3M: A Manutenção Autônoma ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Trabalho padrão 3M - Outras  atividades ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Gestão de Ativos: Ciclo do CAPDo Procedimentos Objetivo P Do C A Problema Avaliação Análise Ação Verificação Planos
Gestão de Ativos: Exemplo de eliminação de chokoteis ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Gestão de Ativos: Os 5 Conceitos de Trabalho DISCIPLINA      MEDIDA        FOCO           SIMPLICIDADE   RESPONSABILIDADE  
Convergência entre Lean e Trabalho Padrão: O Que Mais Podemos Fazer  Proximidade Manutenção / Engenharia Disciplina / Foco Liderança no Gemba–treina, audita,consulta 5S AUTÔNOMA SETUP CADEIA DE AJUDA PADRONIZAÇÃO Trabalho Padrão e seus  Pilares Lean FASE I FASE II FASE III QUALIDADE PROJETOS FASE IV
Gestão de Ativos: Problemas em Projetos CONSEQUÊNCIAS ENTREGAS  ATRASADAS PERDAS DE  VENDAS GASTOS ACIMA DO PREVISTO DESGASTE FÍSICO CLIENTES INSATISFEITOS DESGASTE EMOCIONAL
Gestão de Ativos: Problemas em Projetos Uma das metas ao usar o Pilar de Projetos é atingir a partida vertical PROBLEMAS EFICIÊNCIA Tempo de partida convencional Tempo de partida vertical Objetivo Partida vertical Partida convencional ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Tempo
Gestão de Ativos: Roadmap e Cronograma 1 º  Ano 2 º  Ano 3 º  Ano Estágios de Implementação 1 º  Estágio 5S, Autônoma 2 º  Estágio Solução de  Problemas 3 º  Estágio Manutenção Planejada 4 º  Estágio Qualidade e Projetos 5 º  Estágio Programa Completo Máquina Piloto Setor Área Planta
Obrigado !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic
guestcfdccb15
 
Desvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean ManufacturingDesvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean Manufacturing
Danilo Pereira
 
MS1 - Lean Six Sigma Green Belt
MS1 - Lean Six Sigma Green BeltMS1 - Lean Six Sigma Green Belt
MS1 - Lean Six Sigma Green Belt
Francisco Paulo
 
Green Belts Six Sigma Programa 2010
Green Belts   Six Sigma Programa 2010Green Belts   Six Sigma Programa 2010
Green Belts Six Sigma Programa 2010
Luis Fernandes
 
Overall Labor Effectiveness
Overall Labor EffectivenessOverall Labor Effectiveness
Overall Labor Effectiveness
Jose Donizetti Moraes
 
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCMOriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Jose Donizetti Moraes
 
Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.
Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.
Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.
Lucila Imoto Freitas
 
WCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de Terceirizados
WCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de TerceirizadosWCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de Terceirizados
WCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de Terceirizados
EXCELLENCE CONSULTING
 
Mapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdíciosMapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdícios
Jose Donizetti Moraes
 
WCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIAL
WCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIALWCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIAL
WCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIAL
EXCELLENCE CONSULTING
 
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Valor Agregado Consulting
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
CLT Valuebased Services
 
Ferramentas e Conceitos em Lean Seis Sigma
Ferramentas e Conceitos em Lean Seis SigmaFerramentas e Conceitos em Lean Seis Sigma
Ferramentas e Conceitos em Lean Seis Sigma
Francisco Mello Castro
 
Introdução ao Lean Manufacturing e WCM
Introdução ao Lean Manufacturing e WCMIntrodução ao Lean Manufacturing e WCM
Introdução ao Lean Manufacturing e WCM
Caio Santiago
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 
Os 7 Desperdicios
Os 7 DesperdiciosOs 7 Desperdicios
Os 7 Desperdicios
Jay Cruz
 
Apresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean ManufacturingApresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean Manufacturing
Jose Donizetti Moraes
 
Manutenção Classe Mundial - Engeman®
Manutenção Classe Mundial - Engeman®Manutenção Classe Mundial - Engeman®
Manutenção Classe Mundial - Engeman®
Engecompany - Engenharia de sistemas
 
Ferramentas Qualidade e Lean Six Sigma Hospital
Ferramentas Qualidade e Lean Six Sigma HospitalFerramentas Qualidade e Lean Six Sigma Hospital
Ferramentas Qualidade e Lean Six Sigma Hospital
Rubia Soraya Rabello
 
Ge six sigma-v02-slide share - sem animação
Ge six sigma-v02-slide share - sem animaçãoGe six sigma-v02-slide share - sem animação
Ge six sigma-v02-slide share - sem animação
Bassetto, JL
 

Mais procurados (20)

7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic
 
Desvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean ManufacturingDesvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean Manufacturing
 
MS1 - Lean Six Sigma Green Belt
MS1 - Lean Six Sigma Green BeltMS1 - Lean Six Sigma Green Belt
MS1 - Lean Six Sigma Green Belt
 
Green Belts Six Sigma Programa 2010
Green Belts   Six Sigma Programa 2010Green Belts   Six Sigma Programa 2010
Green Belts Six Sigma Programa 2010
 
Overall Labor Effectiveness
Overall Labor EffectivenessOverall Labor Effectiveness
Overall Labor Effectiveness
 
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCMOriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
 
Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.
Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.
Tudo que sei sobre lean aprendi no 1º ano da escola, Martichenko, R.
 
WCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de Terceirizados
WCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de TerceirizadosWCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de Terceirizados
WCM 2009-TT19 3 M-Programa ISP Integração dos Serviços de Terceirizados
 
Mapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdíciosMapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdícios
 
WCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIAL
WCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIALWCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIAL
WCM 2009-TT20-EXCELLENCE - WORLD CLASS MAINTENANCE-MANUTENÇÃO CLASSE MUNDIAL
 
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
 
Ferramentas e Conceitos em Lean Seis Sigma
Ferramentas e Conceitos em Lean Seis SigmaFerramentas e Conceitos em Lean Seis Sigma
Ferramentas e Conceitos em Lean Seis Sigma
 
Introdução ao Lean Manufacturing e WCM
Introdução ao Lean Manufacturing e WCMIntrodução ao Lean Manufacturing e WCM
Introdução ao Lean Manufacturing e WCM
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
 
Os 7 Desperdicios
Os 7 DesperdiciosOs 7 Desperdicios
Os 7 Desperdicios
 
Apresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean ManufacturingApresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean Manufacturing
 
Manutenção Classe Mundial - Engeman®
Manutenção Classe Mundial - Engeman®Manutenção Classe Mundial - Engeman®
Manutenção Classe Mundial - Engeman®
 
Ferramentas Qualidade e Lean Six Sigma Hospital
Ferramentas Qualidade e Lean Six Sigma HospitalFerramentas Qualidade e Lean Six Sigma Hospital
Ferramentas Qualidade e Lean Six Sigma Hospital
 
Ge six sigma-v02-slide share - sem animação
Ge six sigma-v02-slide share - sem animaçãoGe six sigma-v02-slide share - sem animação
Ge six sigma-v02-slide share - sem animação
 

Semelhante a Lean Manufacturing - Gestão Global dos Ativos

Processos
ProcessosProcessos
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
LuanaMaia48
 
Palestra melhorar a produtividade
Palestra   melhorar a produtividadePalestra   melhorar a produtividade
Palestra melhorar a produtividade
Maisgestao
 
Lean agile testing
Lean agile testingLean agile testing
Lean agile testing
Rodrigo Oliveira, Msc, PMP
 
Fundamento em Gestão da Qualidade
Fundamento em Gestão da QualidadeFundamento em Gestão da Qualidade
Fundamento em Gestão da Qualidade
Gerente Consciente
 
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaIntrodução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Paulo Bandeira
 
05 S's Implementação nos Escritórios (Office)
05 S's Implementação nos Escritórios (Office)05 S's Implementação nos Escritórios (Office)
05 S's Implementação nos Escritórios (Office)
Cursos GLM Processos e Pessoas
 
ProFiable
ProFiableProFiable
ProFiable
rcbus
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigmaConcepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Carlos Neves
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
Marco Fontes
 
Catalogo de cursos CLT 2019
Catalogo de cursos CLT 2019Catalogo de cursos CLT 2019
Catalogo de cursos CLT 2019
CLT Valuebased Services
 
Aula 1
Aula   1Aula   1
14 principios de deming
14 principios de deming14 principios de deming
14 principios de deming
Junior Paixão
 
sap-hr-recursos-humanos
  sap-hr-recursos-humanos  sap-hr-recursos-humanos
sap-hr-recursos-humanos
Denner Andrade
 
Slideshare green belt
Slideshare green beltSlideshare green belt
Slideshare green belt
Paulo Bandeira
 
Gestão de resultados ga telecom
Gestão de resultados   ga telecomGestão de resultados   ga telecom
Gestão de resultados ga telecom
Antonio Moreira
 
Técnica de Planejamento
Técnica de PlanejamentoTécnica de Planejamento
Técnica de Planejamento
Marcos Ribeiro de Lima
 
Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]
Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]
Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]
iProcess Soluções em BPM e RPA
 
Habitos bpm
Habitos bpmHabitos bpm
Habitos bpm
Josilene dos Santos
 

Semelhante a Lean Manufacturing - Gestão Global dos Ativos (20)

Processos
ProcessosProcessos
Processos
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
 
Palestra melhorar a produtividade
Palestra   melhorar a produtividadePalestra   melhorar a produtividade
Palestra melhorar a produtividade
 
Lean agile testing
Lean agile testingLean agile testing
Lean agile testing
 
Fundamento em Gestão da Qualidade
Fundamento em Gestão da QualidadeFundamento em Gestão da Qualidade
Fundamento em Gestão da Qualidade
 
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaIntrodução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigma
 
05 S's Implementação nos Escritórios (Office)
05 S's Implementação nos Escritórios (Office)05 S's Implementação nos Escritórios (Office)
05 S's Implementação nos Escritórios (Office)
 
ProFiable
ProFiableProFiable
ProFiable
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigmaConcepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
 
Catalogo de cursos CLT 2019
Catalogo de cursos CLT 2019Catalogo de cursos CLT 2019
Catalogo de cursos CLT 2019
 
Aula 1
Aula   1Aula   1
Aula 1
 
14 principios de deming
14 principios de deming14 principios de deming
14 principios de deming
 
sap-hr-recursos-humanos
  sap-hr-recursos-humanos  sap-hr-recursos-humanos
sap-hr-recursos-humanos
 
Slideshare green belt
Slideshare green beltSlideshare green belt
Slideshare green belt
 
Gestão de resultados ga telecom
Gestão de resultados   ga telecomGestão de resultados   ga telecom
Gestão de resultados ga telecom
 
Técnica de Planejamento
Técnica de PlanejamentoTécnica de Planejamento
Técnica de Planejamento
 
Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]
Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]
Desafios de um projeto de BPM [Webinares iProcess 2015]
 
Habitos bpm
Habitos bpmHabitos bpm
Habitos bpm
 

Mais de STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean

Aplicação do Lean no relacionamento com o Cliente
Aplicação do Lean no relacionamento com o ClienteAplicação do Lean no relacionamento com o Cliente
Aplicação do Lean no relacionamento com o Cliente
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Táktica - Programa de Certificação Lean - Prata
Táktica - Programa de Certificação Lean - PrataTáktica - Programa de Certificação Lean - Prata
Táktica - Programa de Certificação Lean - Prata
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Táktica - Programa de Certificação Lean - Bronze
Táktica - Programa de Certificação Lean - BronzeTáktica - Programa de Certificação Lean - Bronze
Táktica - Programa de Certificação Lean - Bronze
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Conteudo dos Treinamentos Lean TPM
Conteudo dos Treinamentos Lean TPMConteudo dos Treinamentos Lean TPM
Conteudo dos Treinamentos Lean TPM
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Tk programa de treinamento e certificação 14 07 2010
Tk programa de treinamento e certificação    14 07 2010Tk programa de treinamento e certificação    14 07 2010
Tk programa de treinamento e certificação 14 07 2010
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Programa de Treinamento e Certificacao
Programa de Treinamento e CertificacaoPrograma de Treinamento e Certificacao
Programa de Treinamento e Certificacao
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Programa de Treinamento e Certificação Lean
Programa de Treinamento e Certificação LeanPrograma de Treinamento e Certificação Lean
Programa de Treinamento e Certificação Lean
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Amcham Workshop Lean TPM
Amcham Workshop Lean TPMAmcham Workshop Lean TPM
Amcham Workshop Lean TPM
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Lean adicionando valor ao cliente
Lean adicionando valor ao clienteLean adicionando valor ao cliente
Lean adicionando valor ao cliente
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 
Apresentação Táktica Lean Consulting
Apresentação Táktica Lean ConsultingApresentação Táktica Lean Consulting
Apresentação Táktica Lean Consulting
STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean
 

Mais de STAUFEN.Táktica Consultoria em Lean (10)

Aplicação do Lean no relacionamento com o Cliente
Aplicação do Lean no relacionamento com o ClienteAplicação do Lean no relacionamento com o Cliente
Aplicação do Lean no relacionamento com o Cliente
 
Táktica - Programa de Certificação Lean - Prata
Táktica - Programa de Certificação Lean - PrataTáktica - Programa de Certificação Lean - Prata
Táktica - Programa de Certificação Lean - Prata
 
Táktica - Programa de Certificação Lean - Bronze
Táktica - Programa de Certificação Lean - BronzeTáktica - Programa de Certificação Lean - Bronze
Táktica - Programa de Certificação Lean - Bronze
 
Conteudo dos Treinamentos Lean TPM
Conteudo dos Treinamentos Lean TPMConteudo dos Treinamentos Lean TPM
Conteudo dos Treinamentos Lean TPM
 
Tk programa de treinamento e certificação 14 07 2010
Tk programa de treinamento e certificação    14 07 2010Tk programa de treinamento e certificação    14 07 2010
Tk programa de treinamento e certificação 14 07 2010
 
Programa de Treinamento e Certificacao
Programa de Treinamento e CertificacaoPrograma de Treinamento e Certificacao
Programa de Treinamento e Certificacao
 
Programa de Treinamento e Certificação Lean
Programa de Treinamento e Certificação LeanPrograma de Treinamento e Certificação Lean
Programa de Treinamento e Certificação Lean
 
Amcham Workshop Lean TPM
Amcham Workshop Lean TPMAmcham Workshop Lean TPM
Amcham Workshop Lean TPM
 
Lean adicionando valor ao cliente
Lean adicionando valor ao clienteLean adicionando valor ao cliente
Lean adicionando valor ao cliente
 
Apresentação Táktica Lean Consulting
Apresentação Táktica Lean ConsultingApresentação Táktica Lean Consulting
Apresentação Táktica Lean Consulting
 

Lean Manufacturing - Gestão Global dos Ativos

  • 1. 3M Lean Manufacturing Gestão Global dos Ativos Maio-2010
  • 2.
  • 3. Lean + Trabalho Padrão Lean Supply Chain Trabalho Padrão FÁBRICA TP
  • 4. Convergência entre Lean e Trabalho Padrão A Procura da Eliminação de Perdas Proximidade Manutenção/Engenharia Disciplina / Foco Liderança no Gemba – treina, audita 5S AUTÔNOMA SETUP CADEIA DE AJUDA PADRONIZAÇÃO Trabalho Padrão e seus Pilares Lean FASE I FASE II FASE III
  • 5. Convergência entre Lean e Trabalho Padrão A Procura da Eliminação de Perdas
  • 6. Trabalho Padrão – Roadmap Proposto Definir 3S Básico de Autônoma + Setup Documentos do Trab. Padrão Controle Índice de auditoria 3S Definir A3 Certificação 3S Avaliação 3S Situação Atual Dia da Grande limpeza Melhorias de 3S PP + Ferramentas + Auditoria 2 - 4 dias 45 – 60 dias 30 - 60 dias 30 - 60 dias Check list do Trab.Padrão 3 Pilares 3S, MA, DTP Sensibilização dos Operadores + testes Certificação MA Auditoria Autônoma C1 – Detecção/Análise de falha (Chikotei) C3 – Quadro de atividade +Cartões C2 – LUP´S básicas + setup kaizen C4 – Matriz de treinamento + Comitê Autônoma Certificação TP Contínuo / Rotina Quadro MA + Cronograma cartões Matriz DTP Treinamento & Atual OEE / Qualidade Relatório final do projeto Avaliação do Trab. Padrão D1 - 3S + MA Auditorias semanais/mensais D3 – FIT elemento + Segurança & Meio ambiente D2 - Balanceamento Frequente / não frequente 3S + MA D4 – FIT mestre + Matriz dos operadores + cadeia de ajuda
  • 7. Trabalho Padrão – Roadmap Proposto
  • 8. Modelo de Gestão de Ativos: Perdas e Recuperação A convergência dos objetivos comuns se faz identificando e comparando a situação atual em relação à condição ideal da máquina ou equipamento para medir o distanciamento entre ambas (GAP), e conhecer o estado das perdas a serem recuperadas. GAP Distância, falha CONDIÇÃO NOMINAL (ou ideal) SITUAÇÃO ATUAL
  • 9. Gestão de Ativos: Perdas e Recuperação     “ ONDE HÁ PERDAS HÁ OPORTUNIDADES DE GANHOS ” Onde há perdas existe uma fábrica “ESCONDIDA” e sem uso!
  • 10.
  • 11.
  • 12. Gestão de Ativos: Mudança na Forma de Pensar e Agir Atitude Convencional Atitude Lean GAP PORQUE? COMO? Análise SOLUÇÃO APRENDIZADO PROBLEMA
  • 13.
  • 14. Gestão de Ativos e TP: O Que Procuramos? NOVA FORMA DE PENSAR APRENDER E CRESCER DESENVOLVER UMA ORGANIZAÇÃO DE APRENDIZAGEM
  • 15. Lean + TP: Passagem de Conhecimento   SHOSHANA ZUBOFF em: “ The Age of The Smart machine”
  • 16. Gestão de Ativos- A Divisão de Atividades LEAN EHS MANUTENÇÃO DA QUALIDADE MELHORIAS ESPECÍFICAS MANUTENÇÃO AUTÔNOMA MANUTENÇÃO PLANEJADA EDUCAÇÃO E TREINAMNETO CONTROLE INICIAL SEGURANÇA/MEIOAMBIENTE ÁREAS ADMINISTRATIVAS POLÍTICAS, DIRETRIZES, OBJETIVOS, METAS, INDICADORES P Q C D S M
  • 17.
  • 18. Trabalho padrão: 2ºPilar 3M: A Manutenção Autônoma modificar o raciocínio de “ eu fabrico, você conserta” “ do meu equipamento cuido eu” e praticá-lo de modo a utilizar completamente a capacidade do equipamento para Significa:
  • 19.
  • 20.
  • 21. Gestão de Ativos: Ciclo do CAPDo Procedimentos Objetivo P Do C A Problema Avaliação Análise Ação Verificação Planos
  • 22.
  • 23. Gestão de Ativos: Os 5 Conceitos de Trabalho DISCIPLINA    MEDIDA    FOCO       SIMPLICIDADE   RESPONSABILIDADE  
  • 24. Convergência entre Lean e Trabalho Padrão: O Que Mais Podemos Fazer Proximidade Manutenção / Engenharia Disciplina / Foco Liderança no Gemba–treina, audita,consulta 5S AUTÔNOMA SETUP CADEIA DE AJUDA PADRONIZAÇÃO Trabalho Padrão e seus Pilares Lean FASE I FASE II FASE III QUALIDADE PROJETOS FASE IV
  • 25. Gestão de Ativos: Problemas em Projetos CONSEQUÊNCIAS ENTREGAS ATRASADAS PERDAS DE VENDAS GASTOS ACIMA DO PREVISTO DESGASTE FÍSICO CLIENTES INSATISFEITOS DESGASTE EMOCIONAL
  • 26.
  • 27. Gestão de Ativos: Roadmap e Cronograma 1 º Ano 2 º Ano 3 º Ano Estágios de Implementação 1 º Estágio 5S, Autônoma 2 º Estágio Solução de Problemas 3 º Estágio Manutenção Planejada 4 º Estágio Qualidade e Projetos 5 º Estágio Programa Completo Máquina Piloto Setor Área Planta

Notas do Editor

  1. APRESENTAÇÕES ACORDO DE CONVIVÊNCIA ( ou REGRAS DE TRÂNSITO) desligar celular coffee break tal hora almoço tal hora encerramento tal hora agenda qual é a expectativa com o treinamento
  2. Explicar o que é o Lean manufacturing
  3. Ensinar como se mede, como se identifica cada tipo de perda; exemplificar um tipo de perda, a situação encontrada, a condição onde se quer chegar;
  4. Lembrar do ying-yang, mostrar que cada perda identificada nos dá a condição de estudá-la, eliminá-la e assim “descobrir” a capacidade real da fábrica
  5. Mostrar, comentar e exemplificar as características do programa
  6. Mostrar que o programa exige uma nova postura, uma vez que passamos a tratar com rigor dos problemas, com continuidade procurando resultados concretos
  7. Comentar sobre a diferença de atitude entre a forma de se resolver um problema sem estudá-lo ( vai voltar a acontecer) e a forma do TPM- avaliar e remover as causas para evitar reincidência
  8. Continuidade dos slides anteriores- reforçar os pontos mencionados
  9. Continuidade dos slides anteriores- reforçar os pontos mencionados
  10. Comentar que o TPM é apresentado como se fosse um edifício cujas bases são determinadas pela alta gerência (ou diretoria),tem pilares que o sustentam e tem um telhado a partir do qual se monitoram as condições; lembrar que na Táktica não aplicamos o Pilar de segurança e meio ambiente pois existem metodologias específicas nesse assunto ( mais completas e adequadas) , nem o Pilar de áreas administrativas , substituído pelo Lean Office. Lembrar que todos os pilares de um edifício são importantes porém existem pilares mais reforçados- no caso, o mais forte é Manutenção Autônoma, seguido de Melhorias Específicas.
  11. Novamente mostrar a mudança de cultura- enfatizar a busca de colaboração entre os setores de produção e manutenção
  12. Novamente mostrar a mudança de cultura- enfatizar a busca de colaboração entre os setores de produção e manutenção
  13. Indicar as mudanças que procuramos executar nos equipamentos de forma a atingir condições excelentes de funcionamento
  14. Indicar como se obtém o máximo de aproveitamento do programa seguindo a sequência disciplina, medida, foco, simplicidade e responsabilidade
  15. Indicar como se obtém o máximo de aproveitamento do programa seguindo a sequência disciplina, medida, foco, simplicidade e responsabilidade
  16. Indicar como se obtém o máximo de aproveitamento do programa seguindo a sequência disciplina, medida, foco, simplicidade e responsabilidade
  17. Indicar como se obtém o máximo de aproveitamento do programa seguindo a sequência disciplina, medida, foco, simplicidade e responsabilidade
  18. Indicar como se obtém o máximo de aproveitamento do programa seguindo a sequência disciplina, medida, foco, simplicidade e responsabilidade