SlideShare uma empresa Scribd logo
OS 7 DESPERDÍCIOS By: Jay Cruz Jul/10
Produção Enxuta ,[object Object]
Esses cinco conceitos ajudam a melhorar processos, chamando a atenção dos gestores para os problemas presentes nas empresas que são associáveis a algum destes princípios básicos.
O sistema de Produção Enxuta tem como principal lema: “Todos engajados na busca pela eliminação total dos desperdícios”.,[object Object]
Fluxo de Valor: Conjunto das atividades que agregam ou não valor
Fluir: Alinhar as etapas que realmente agregam valor e que ocorram em uma seqüência rápida
Puxar: Fazer apenas o necessário, quando necessário e na quantidade necessária com qualidade
Perfeição: Conceito de não se conformar com a situação, busca da melhoria constante,[object Object]
Além disso, um tipo de desperdício ajuda a causar o outro, conforme veremos a seguir.,[object Object],[object Object]
Você pode imaginar onde essa história acaba, aliás ela não acaba, pois um desperdício gera outro em um círculo vicioso interminável. Essa situação existe na maioria das empresas no mundo, em maior ou menor grau.,[object Object]
Podemos citar vários exemplos desse desperdício: linha de produção parada, esperando as peças serem trazidas pelos abastecedores (empilhadeiras); máquinas paradas esperando a troca da matéria-prima ou operadores de braços cruzados esperando a chegada de um material ou o reparo de um equipamento.
Além desses exemplos, você com certeza pode                  imaginar outros relacionados ao seu dia a dia.,[object Object]
3) Transporte Em relação a meios de transporte ineficientes, faça uma comparação mental entre uma empilhadeira e um táxi. Ambos transportam poucos “passageiros” por vez e não têm uma rota definida, vão aonde são solicitados. Dessa forma, gastam muito tempo andando de um lado para o outro sem transportar nada, apenas gastando combustível e desgastando o equipamento. Agora faça outra comparação entre um rebocador ou trenzinho com um ônibus. Ambos transportam vários “passageiros” por vez, têm uma rota definida a percorrer, com pontos de parada e horários preestabelecidos. Dessa forma a utilização do equipamento é otimizada, sendo que a maior parte do tempo ele está transportando itens que serão utilizados em todos os pontos da fábrica. Veja agora as imagens 1 e 2 que ilustram os exemplos que acabamos de verificar:
4) Movimentação ,[object Object],    A) O excesso de movimentação de pessoas em um equipamento, linha ou célula de montagem.     B) O excesso de movimentos necessários para executar uma operação específica. É causado também devido aos layouts mal planejados, colocandoobstáculos à movimentação dos operadores como calhas de abastecimento de peças, painéis elétricos, hidrantes entre outros, fazendo com que os operadores tenham de contornar esses obstáculos para chegar à próxima etapa do seu trabalho.
4) Movimentação É causado por erros no projeto dos produtos, que não consideram como o produto será fabricado. Dessa forma, pode haver operações de conexão de fios e cabos, chicotes elétricos, e o acesso para fazer a conexão fica obstruído por outros componentes fazendo dessa operação uma verdadeira ginástica.
5) Estoques ,[object Object]
Este desperdício afeta diretamente o fluxo de caixa da empresa, fazendo com que se tenha menos capital disponível, pois muito está parado na forma de estoques.,[object Object]
Outro exemplo ocorre em processos de injeção de peças plásticas, em que, após a injeção, é necessário rebarbar as peças. Isso só ocorre devido a um problema no molde, poderia ser facilmente evitado com a aplicação de manutenção preventiva.,[object Object]
Dessa forma, as peças defeituosas têm dois destinos: são reprocessadas (quando há essa possibilidade) ou são literalmente descartadas, como se a empresa estivesse jogando dinheiro fora.,[object Object]
Antes de investir em tecnologia a empresa deveria gastar um pouco de tempo na busca para reconhecer seus desperdícios e tentar eliminá-los. Esta prática é um dos pontos primordiais da filosofia do Just In Time (JIT), um modo de ver a função de produção a partir da eliminação de tudo aquilo que não agregue valor ou que traga custos indiretos ao processo de fabricação.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Balanceamento de linhas
Balanceamento de linhasBalanceamento de linhas
Balanceamento de linhas
marcioemorais
 
Capacidade de produção
Capacidade de produçãoCapacidade de produção
Capacidade de produção
Mauro Enrique
 
Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)
Maritta Barbosa
 
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & CustosRedução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
EloGroup
 
Lean manufacturing slides
Lean manufacturing slidesLean manufacturing slides
Lean manufacturing slides
Moises Ribeiro
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
CLT Valuebased Services
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
Mauro Enrique
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
Henrique Ferreira
 
Aula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - FluxogramaAula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - Fluxograma
Caio Roberto de Souza Filho
 
Slides - Técnica dos 5 porquês
Slides -  Técnica dos 5 porquêsSlides -  Técnica dos 5 porquês
Slides - Técnica dos 5 porquês
Orlando Lima Treinamentos
 
Produção enxuta
Produção enxutaProdução enxuta
Produção enxuta
Rafael Passos
 
Gestão da produção
Gestão da produçãoGestão da produção
Gestão da produção
Luiz Carlos Oliveira
 
Sistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento Lean
Sistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento LeanSistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento Lean
Sistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento Lean
Mayra de Souza
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Carlos Sousa
 
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodosRespostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
ENGENHARIA PRODUÇÃO 10º SEMESTRE
 
Planejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidadePlanejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidade
Caio Roberto de Souza Filho
 
Administração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - CronoanaliseAdministração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - Cronoanalise
douglas
 
Previsão da Demanda II
Previsão da Demanda IIPrevisão da Demanda II
Previsão da Demanda II
Mauro Enrique
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
Willian dos Santos Abreu
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Correios
 

Mais procurados (20)

Balanceamento de linhas
Balanceamento de linhasBalanceamento de linhas
Balanceamento de linhas
 
Capacidade de produção
Capacidade de produçãoCapacidade de produção
Capacidade de produção
 
Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)
 
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & CustosRedução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
 
Lean manufacturing slides
Lean manufacturing slidesLean manufacturing slides
Lean manufacturing slides
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
 
Aula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - FluxogramaAula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - Fluxograma
 
Slides - Técnica dos 5 porquês
Slides -  Técnica dos 5 porquêsSlides -  Técnica dos 5 porquês
Slides - Técnica dos 5 porquês
 
Produção enxuta
Produção enxutaProdução enxuta
Produção enxuta
 
Gestão da produção
Gestão da produçãoGestão da produção
Gestão da produção
 
Sistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento Lean
Sistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento LeanSistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento Lean
Sistema Toyota de Produção - Produção Enxuta x Desenvolvimento Lean
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodosRespostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
 
Planejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidadePlanejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidade
 
Administração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - CronoanaliseAdministração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - Cronoanalise
 
Previsão da Demanda II
Previsão da Demanda IIPrevisão da Demanda II
Previsão da Demanda II
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
 

Semelhante a Os 7 Desperdicios

00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt
00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt
00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt
YgorSilva33
 
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean ManufacturingOs sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Jose Donizetti Moraes
 
Novas tecnologias
Novas tecnologiasNovas tecnologias
Novas tecnologias
Elizabeth Marçola Herrgen
 
Mapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdíciosMapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdícios
Jose Donizetti Moraes
 
00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf
00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf
00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf
AlvanirBarros1
 
Mecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção PerdasMecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção Perdas
University
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
LuanaMaia48
 
Cadeiasdefornecimentos2006
Cadeiasdefornecimentos2006Cadeiasdefornecimentos2006
Cadeiasdefornecimentos2006
José Paulo Alves Fusco
 
5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS
5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS
5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS
Hubner Braz
 
A mentalidade enxuta nas empresas
A mentalidade enxuta nas empresasA mentalidade enxuta nas empresas
A mentalidade enxuta nas empresas
Murilo Mothsin
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
Katia Gomide
 
OEE Eficiência Global de Equipamento
OEE Eficiência Global de EquipamentoOEE Eficiência Global de Equipamento
OEE Eficiência Global de Equipamento
jboli2010
 
GARGALO DE PRODUÇÃO.pptx
GARGALO DE PRODUÇÃO.pptxGARGALO DE PRODUÇÃO.pptx
GARGALO DE PRODUÇÃO.pptx
MONIZE4
 
Controle de Perda.ppt
Controle de Perda.pptControle de Perda.ppt
Controle de Perda.ppt
Jonatopereiraleao1
 
OPT - Optimized Production Technology
OPT - Optimized Production TechnologyOPT - Optimized Production Technology
OPT - Optimized Production Technology
Arthur Santos
 
Smed redução tempos setup
Smed redução tempos setupSmed redução tempos setup
Smed redução tempos setup
Miguel Montenegro Araujo
 
Introduction to lean & vsm
Introduction to lean & vsmIntroduction to lean & vsm
Introduction to lean & vsm
Rubilar Toniazzo
 
Just in Time
Just in TimeJust in Time
Just in Time
Jose Donizetti Moraes
 
Muda mura muri
Muda mura muriMuda mura muri
Muda mura muri
Jose Donizetti Moraes
 
Apresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean ManufacturingApresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean Manufacturing
Jose Donizetti Moraes
 

Semelhante a Os 7 Desperdicios (20)

00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt
00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt
00-LEAN MANUFACTURING SENAI BIRIGUI.ppt
 
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean ManufacturingOs sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
 
Novas tecnologias
Novas tecnologiasNovas tecnologias
Novas tecnologias
 
Mapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdíciosMapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdícios
 
00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf
00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf
00_Dinamica lean_e_wcm-oficial-FCA.pdf
 
Mecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção PerdasMecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção Perdas
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
 
Cadeiasdefornecimentos2006
Cadeiasdefornecimentos2006Cadeiasdefornecimentos2006
Cadeiasdefornecimentos2006
 
5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS
5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS
5 Porquê’s, 7 Perdas e 2 SS
 
A mentalidade enxuta nas empresas
A mentalidade enxuta nas empresasA mentalidade enxuta nas empresas
A mentalidade enxuta nas empresas
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
 
OEE Eficiência Global de Equipamento
OEE Eficiência Global de EquipamentoOEE Eficiência Global de Equipamento
OEE Eficiência Global de Equipamento
 
GARGALO DE PRODUÇÃO.pptx
GARGALO DE PRODUÇÃO.pptxGARGALO DE PRODUÇÃO.pptx
GARGALO DE PRODUÇÃO.pptx
 
Controle de Perda.ppt
Controle de Perda.pptControle de Perda.ppt
Controle de Perda.ppt
 
OPT - Optimized Production Technology
OPT - Optimized Production TechnologyOPT - Optimized Production Technology
OPT - Optimized Production Technology
 
Smed redução tempos setup
Smed redução tempos setupSmed redução tempos setup
Smed redução tempos setup
 
Introduction to lean & vsm
Introduction to lean & vsmIntroduction to lean & vsm
Introduction to lean & vsm
 
Just in Time
Just in TimeJust in Time
Just in Time
 
Muda mura muri
Muda mura muriMuda mura muri
Muda mura muri
 
Apresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean ManufacturingApresentação Lean Manufacturing
Apresentação Lean Manufacturing
 

Os 7 Desperdicios

  • 1. OS 7 DESPERDÍCIOS By: Jay Cruz Jul/10
  • 2.
  • 3. Esses cinco conceitos ajudam a melhorar processos, chamando a atenção dos gestores para os problemas presentes nas empresas que são associáveis a algum destes princípios básicos.
  • 4.
  • 5. Fluxo de Valor: Conjunto das atividades que agregam ou não valor
  • 6. Fluir: Alinhar as etapas que realmente agregam valor e que ocorram em uma seqüência rápida
  • 7. Puxar: Fazer apenas o necessário, quando necessário e na quantidade necessária com qualidade
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11. Podemos citar vários exemplos desse desperdício: linha de produção parada, esperando as peças serem trazidas pelos abastecedores (empilhadeiras); máquinas paradas esperando a troca da matéria-prima ou operadores de braços cruzados esperando a chegada de um material ou o reparo de um equipamento.
  • 12.
  • 13. 3) Transporte Em relação a meios de transporte ineficientes, faça uma comparação mental entre uma empilhadeira e um táxi. Ambos transportam poucos “passageiros” por vez e não têm uma rota definida, vão aonde são solicitados. Dessa forma, gastam muito tempo andando de um lado para o outro sem transportar nada, apenas gastando combustível e desgastando o equipamento. Agora faça outra comparação entre um rebocador ou trenzinho com um ônibus. Ambos transportam vários “passageiros” por vez, têm uma rota definida a percorrer, com pontos de parada e horários preestabelecidos. Dessa forma a utilização do equipamento é otimizada, sendo que a maior parte do tempo ele está transportando itens que serão utilizados em todos os pontos da fábrica. Veja agora as imagens 1 e 2 que ilustram os exemplos que acabamos de verificar:
  • 14.
  • 15. 4) Movimentação É causado por erros no projeto dos produtos, que não consideram como o produto será fabricado. Dessa forma, pode haver operações de conexão de fios e cabos, chicotes elétricos, e o acesso para fazer a conexão fica obstruído por outros componentes fazendo dessa operação uma verdadeira ginástica.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. Antes de investir em tecnologia a empresa deveria gastar um pouco de tempo na busca para reconhecer seus desperdícios e tentar eliminá-los. Esta prática é um dos pontos primordiais da filosofia do Just In Time (JIT), um modo de ver a função de produção a partir da eliminação de tudo aquilo que não agregue valor ou que traga custos indiretos ao processo de fabricação.
  • 21.
  • 22. Máquinas defeituosas – nenhuma máquina consegue trabalhar sem parar, até a mesmo a mais perfeita, que é o corpo humano, necessita de paradas para manutenção (banhos, dormir, comer, distração, etc.) para que possa operar em um ritmo normal. É comum nas empresas se negligenciar a manutenção preventiva sob a desculpa da necessidade de produção. Porém quando a máquina apresenta defeito por falta de prevenção, o custo e o tempo de parada são maiores do que as economias que foram feitas por não deixá-la parar para manutenção..
  • 23.
  • 24.
  • 25. Modelo Toyota para trabalhar em Desperdícios (Método A3)
  • 26. “Como vemos, o desperdício está mais presente em nosso dia-a-dia do que gostaríamos. A nossa função é conhecê-los e combatê-los, principalmente por meio da conscientização e da busca da eficiência em todas as atividades, além de eliminar aquelas que não agregam valor aos produtos...” PERGUNTAS ? Julho/10