SlideShare uma empresa Scribd logo
Contabilidade Gerencial
Professor: Danilo Pires
Objetivos da Aula
 Apresentar os Grupos de Contas
 Lançamentos contábeis
Método das partidas dobradas
Balancete de Verificação
 Demonstração de Resultado do Exercício (DRE)
 Análise de Indicadores Econômico-financeiros
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupos de Contas
 Ativo Circulante: Trata-se das contas concernentes aos bens
e direitos que estão constantemente em giro. A conversão
destes em dinheiro será, no máximo, até o término do
exercício social subsequente.
 Exemplo:
I. Dinheiro em caixa ou em contas correntes bancárias
II. Bens, direitos e valores a receber no prazo até o término do
exercício subsequente. (Recebíveis, promissórias, duplicatas,
mercadorias em estoque, etc.)
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de Contas
 São as contas que representam as obrigações que
serão liquidadas até o final do exercício social seguinte.
 Exemplos
I. Títulos as pagar
II. Imposto de renda a pagar
III. Empréstimos Bancários
IV. Salários a pagar
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de contas
 Ativo realizável a longo prazo: Trata-se dos bens e
direitos que se converterão em dinheiro depois de um
ano contado do levantamento do balanço patrimonial.
 Passível exigível a longo prazo: Obrigações a serem
liquidadas a partir de um ano do levantamento do
balanço patrimonial.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de Contas
 Resultados de exercícios futuros: Representam as
receitas de exercícios futuros subtraídas dos custos e
despesas pertinentes.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de Contas
 Ativo Permanente: Bens e direitos que não serão
vendidos, e com durabilidade de longo prazo.
 Exemplos
I. Investimentos
II. Imobilizado
III. Diferido (Depreciação)
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de Contas
 Ativo permanente
Exemplos:
I. Equipamentos (Imobilizado)
II. Imóveis (Imobilizado)
III. Automóveis (Imobilizado)
IV. Abertura da Empresa (Diferido)
V. Ações de Empresas (Investimento)
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de Contas
 O patrimônio liquido (PL) reflete valores investidos pelos
acionistas na empresa em um dado momento.
 A diferença entre os valores dos ativos e passivos, e o
resultado dos exercícios futuros representa o PL.
 Assim, o PL é, na prática, o valor contábil devido pela
empresa a seus acionistas.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Grupo de Contas
 Patrimônio Líquido (PL)
 O PL diz muito sobre a saúde financeira de uma
empresa. Na leitura dos balanços, o ativo de uma
empresa é caracterizado pela soma do passivo com o
PL.
 Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 Chamamos de lançamentos contábil o evento que
acarreta em um débito ou um crédito em uma conta.
 Dependendo do posicionamento desta conta dentro
do plano de contas da empresa ( se “ativo”, do
“passivo” ou do “patrimônio liquido”).
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 Cada débito e cada crédito pode acarretar em uma
soma ou uma subtração de valores, como mostra a
tabela a seguir.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Reação das contas em função dos lançamentos
Contas de Lançamento
Débito Crédito
Ativo Aumenta Diminui
Passivo Diminui Aumenta
Patrimônio Líquido Diminui Aumenta
Lançamentos Contábeis
 O patrimônio contábil da empresa divide-se em origens
e aplicações de recursos.
 As aplicações de recurso da empresa advêm dos
recursos próprios, representado pelo patrimônio liquido
(PL), conta do passivo no plano de contas.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 Antes de serem recursos próprios o (PL) adveio das
origens de terceiros (Passivo Exigível). Concluindo que
essas referidas aplicações são devedoras às suas
origens respectivas e, reciprocamente as origens são
credoras de suas respectivas aplicações.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 As origens dos recursos são de natureza credora, então,
elas aumentam com o crédito e diminuem com o
débito.
 As aplicações de recursos são de natureza devedora,
ou seja, aumentam com débito e diminuem com o
crédito.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 Debitar significa lançar valores do lado esquerdo do
razonete (tabela)
 Creditar significa lançar valores do lado direito do
razonete (Tabela)
 O saldo de uma conta é a diferença entre a soma dos
débitos e a soma dos créditos.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
Razonete credor
Prestadores de serviço
6000,00
5500,00
58000,00
3500,00
5500,00
55500,00
(Credor)
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Razonete Devedor
Caixa
110000,00
905,00
352,00
3500,00
4500,00
6000,00
2500,00
94757,00
(Devedor)
Lançamentos Contábeis
 Método das Partidas Dobradas
Esse é um mecanismo bastante utilizado nos lançamentos
contábeis, neste método, cada transação gera pelo
menos duas entradas em diferentes contas, nas quais o
total de débitos dever ser igual ao total de créditos.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 Método das partidas dobradas
Como exemplo, vamos considerar uma injeção de
dinheiro nas contas da empresa pelos sócios, que fica
assim escriturada:
Débito- Conta caixa do Ativo;
Crédito- Conta Capital (do PL ou passivo não exigível).
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 O método das partidas dobradas foi definido como
obrigatório para os gestores públicos no Brasil, segundo
o Art. 86 da Lei 4.320 de 1964, que diz: “A escrituração
sintética das operações financeiras e patrimoniais
efetuar-se-ão pelo método das partidas dobradas”.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
 Exemplo de lançamentos pelo método das partidas
dobradas:
1. Constituição de uma empresa com capital societário de R$
980000,00 injetados pelos sócios e depositado na conta
“bancos”.
2. Aquisição de um veículo por R$: 720000,00 com pagamento
à vista.
3. Aquisição de mobiliário e utensílios por R$ 125000,00, pagos
a prazo por meio de títulos pré-datados.
4. Captação de financiamento no valor de R$ 195000,00
5. Compra de materiais de limpeza, conservação e
expediente por R$ 35,000,00, sendo 50% a prazo e o restante
à vista
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
Bancos
(1) 980.000
(4) 195.000
(2) 720.000
(5) 17.500
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Títulos a pagar
(4) 195.000
Capital
(1) 980.000
Mobiliário
(3) 125.000Veículos automotivos
(2) 720.000
Contas a Pagar
(3)125.000
(5) 17,500
Materiais de expediente, limpeza e conservação
(5)35.000
Lançamentos Contábeis
 Balancete de Verificação
O Objetivo do Balancete de verificação é alcançar a
igualdade entre os débitos e créditos lançados, que
podem ser verificados periodicamente.
Ele contém a relação de todas as contas em forma de
demonstrativo.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Lançamentos Contábeis
Empresa X- Balancete
Contas Saldo
Devedor Credor
Caixa 40.000
Contas a receber 10.000
Mercadorias 80.000
Imóveis 30.000
Móveis e utensílios 50.000
Contas a pagar 60.000
Capital 150.000
Total 210.000 210.000
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
 A demonstração do resultado do exercício (DRE) tem
por objetivo apresentar de forma remissiva e
verticalizada o resultado aferido em um conjunto de
operações realizadas num determinado período de
tempo, normalmente 12 meses.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
 Segundo a legislação vigente, as empresas devem
detalhar o seguinte em suas DREs:
 Receita bruta das vendas, suas deduções, descontos e
impostos incidentes;
 Receita líquida das vendas, custos dos produtos e
serviços e o lucro bruto;
 Despesas com vendas, despesas financeiras, com a
dedução das receitas, despesas administrativas em
geral, e outras despesas operacionais;
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
 Lucro ou prejuízo operacional, receitas e despesas não
operacionais;
 Resultado do exercício, antes do imposto de renda (IR),
e a provisão do imposto;
 Participações dos debêntures, funcionários,
beneficiários, contribuições assistenciais ou previdências
proveniente da folha de empregados
 Lucro ou prejuízo do exercício e total por ação do
capital social.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
 Na apuração do resultado do exercício são
computados: as receitas e os rendimentos obtidos no
período, independentemente de sua realização em
moeda corrente; e os custos, despesas, encargos e
perdas, pagos ou pendentes, correspondentes a essas
receitas e rendimentos.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
Modelo DRE
Receita Operacional bruta
• Vendas de produtos
• Vendas de mercadorias
• Prestação de serviços
(-) Deduções da receita bruta
• Devoluções de vendas
• Abatimentos
• Impostos e contribuições incidentes sobre vendas
(=) Receita operacional líquida
(-) Custos das vendas
• Custo dos produtos vendidos
• Custo das mercadorias
• Custo dos serviços prestados
(=) Resultado operacional Bruto
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
Modelo DRE
(-) Despesas Operacionais
• Despesas com vendas
• Despesas Administrativas
(-) Despesas Financeiras Líquidas
• Despesas financeiras
(-) Receitas financeiras
• Variações monetárias e cambiais passivas
(-) Variações monetárias e cambiais ativas
(-) Outras receitas e despesas operacionais
(=) Resultados não operacionais
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Demonstração do resultado do
exercício (DRE)
Modelo DRE
(+) Resultados não operacionais
• Receitas não operacionais
• Despesas não operacionais
(=) Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social e sobre o
lucros
(-) Provisão para imposto de renda e contribuição social sobre o lucro
(=) Lucro líquido antes das participações
(-) Participações de administradores, Empregados, debêntures e partes
beneficiárias
(=) Resultado líquido do exercício
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Balanço Patrimonial (BP)
 O BP retrata a posição do patrimônio da empresa em
determinado momento, geralmente ao término do ano
fiscal ou de um período preestabelecido.
 A lei das S/A estabelece que, “ativo” é toda conta que
aparece do lado esquerdo, e o “Passivo” do lado
direito do (BP).
 O ativo é sempre igual ao passivo somado ao
patrimônio líquido, conforme fórmula vista
anteriormente.
Ativo= Passivo + Patrimônio Líquido
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Definem-se índices ou indicadores financeiros, a relação
entre duas grandezas que expressam resultados da
divisão de valores, na qual compõem o patrimônio,
permitindo que as partes interessadas façam uma
avaliação de certos aspectos do desempenho da
empresa
Professor DaniloPires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 É necessário solicitar um conjunto de índices, para julgar
o desempenho global da empresa, em que tais índices
devem ser aplicados em períodos de tempos
semelhantes, de modo a se obter comparações mais
precisas.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Os índices financeiros podem ser subdivididos em
quatro grupos básicos:
 Índice de liquidez
 Índice de Atividade
 Índice de lucratividade
 Índice de endividamento
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Como regra geral, os insumos necessários para uma
boa análise financeira incluem a DRE e o balanço
patrimonial.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de liquidez: tem por finalidade medir a
capacidade de pagamento da empresa.
Liquidez geral: tem como função indicar a liquidez
empresa no curto e longo prazo.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de liquidez
Liquidez corrente: tem como finalidade refletir sobre a
capacidade de pagamento da empresa no curto prazo.
ILC= Ativo Circulante
Passivo Circulante
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de liquidez
Liquidez seca: Tem como objetivo apresentar a
capacidade de pagamento a curto prazo, sem levar em
conta os estoques da empresa.
ILC= Ativo Circulante - Estoques
Passivo Circulante
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de liquidez
Índice de atividades: Evidenciam a dinâmica operacional
da empresa refletidos nos aspectos principais do balanço
patrimonial e da DRE, mostrando a capacidade de
manter um fluxo contínuo das atividades operacionais.
Seus principais indicadores são: prazo médio de
recebimento, prazo médio de pagamento e giro de
estoque.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de atividade
Prazo médio de recebimento: Indicador que tem a
finalidade de atribuir um parâmetro médio (demora) a
empresa para o recebimento dos clientes, avaliando o
tempo entre o faturamento e o recebimento.
PMR= Duplicatas a receber
Receita operacional líquida/360
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de atividade
Prazo médio de estoques: indicador que mostra o número
de dias, em média, que os estoques levam para serem
renovados.
PME= Estoques
Custos da mercadoria vendida/ 360
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índices de Lucratividade: tem como objetivo avaliar o
desempenho da empresa, refletindo das decisões
adotas pelos administradores, expressando
objetivamente, o nível de eficiência e o grau do êxito
econômico financeiro atingido.
 Seus principais indicadores são: margem bruta, margem
operacional e margem líquida.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de lucratividade
Margem Bruta: Indicador que mede a porcentagem que
restou das vendas após a empresa efetuar os
pagamentos dos impostos sobre as vendas e o custo da
mercadoria vendida, demonstrando a capacidade de
seus custos de fabricação através do lucro gerado.
MB= Lucro bruto
Receita Operacional líquida
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de lucratividade
Margem operacional: Indicador que mede a
porcentagem que restou das vendas, após a empresa ter
liquidado os impostos sobre as vendas e o custo da
mercadoria vendida e as despesas operacionais,
expressando o lucro puro.
MO= Lucro operacional
Receita operacional líquida
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de lucratividade
Margem líquida: Indicador que mede a porcentagem
que restou das vendas, após a empresa pagar os
impostos sobre as vendas e o custo da mercadoria
vendida e as despesas operacionais e o imposto de renda
retido na fonte.
ML= Lucro líquido após imposto de renda
Receita operacional líquida
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índices de endividamento: Indica o montante de
recursos recebidos de terceiros que é usado na
tentativa de gerar lucro.
 Os índices de endividamento relacionam as origens
recursos entre si, retratando a posição entre capital
próprio e capital de terceiros, na qual indicam o grau
de dependência da empresa em relação ao capital
próprio. Seus principais indicadores são: Participação de
capital de terceiros e composição de endividamento.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de Endividamento
Participação de capital de terceiros: Índice que indica o
percentual de capital de terceiros em relação ao
patrimônio líquido, demonstrando a dependência da
empresa em relação aos recursos externo, cujo objetivo
avalia o risco, pois quanto maior for esse índice, pior será
empresa.
PCT= Patrimônio líquido + Exigível longo prazo
Patrimônio Líquido
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Índice de endividamento
Composição de endividamento: Esse índice mostra o
percentual de quanto à divida total da empresa deve ser
quitado em um prazo curto, ou seja, as obrigações de um
curto período comparadas as obrigações totais,
igualmente ao índice anterior.
CE= Passivo Circulante
Passivo Circulante + Exigível longo prazo
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Ciclo de Caixa: É definido como o período de tempo
existente desde um gasto inicial até o recebimento da
venda do produto.
 É o intervalo de tempo entre a coleta da matéria prima
até o recebimento do valor do produto.
 Quanto menor é o ciclo, maior é o giro
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Ciclo de Caixa
 A apuração do ciclo financeiro conduz a análise tanto
o prazo em que a empresa necessita aguardar, como
os recursos captados de terceiros ou próprios, a fim de
completar suas necessidades de produção, venda e
recebimento, estocagem, descontando-se apenas a
fonte natural que é o período dado pelos fornecedores
para o pagamento das matérias primas
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Análise de indicadores Econômico-
Financeiros
 Ciclo de Caixa
 Num regime inflacionário e de elevadas taxas de juros,
a empresa deve encurtar ou eliminar este prazo,
procurando:
 Produzir e vender mais rapidamente seus produtos
 Receber mais rapidamente seus títulos
 Pagar suas matérias primas no prazo mais longo
possível.
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Anexos
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Anexos
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Referencias
 BECCARI, Enedir Antonio, PIRANGA, José, MONTEIRO, Marco Antonio de
Souza, Administração Financeira e Contábil, Edito ETB 2014
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
Professor Danilo Pires
 danilospires@gmail.com
 slideshare.net/danilospires
Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à contabilidade aula 6
Introdução à contabilidade   aula 6Introdução à contabilidade   aula 6
Introdução à contabilidade aula 6
Ester Costa Alencar
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Analise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasAnalise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeiras
belyalmeida
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
Milton Henrique do Couto Neto
 
Administração financeira análise de balanços
Administração financeira   análise de balançosAdministração financeira   análise de balanços
Administração financeira análise de balanços
Kleber Mantovanelli
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
Francine Manhabosco
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
Danilo Pereira
 
Fluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaFluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e prática
Elmano Cavalcanti
 
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Teoria da contabilidade   1  - slid -Teoria da contabilidade   1  - slid -
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Gis Viana de Brito
 
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Rafael Gonçalves
 
Contabilidade basica atlas[1]
Contabilidade basica   atlas[1]Contabilidade basica   atlas[1]
Contabilidade basica atlas[1]
José Souza
 
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração  do Resultado do ExercícioDRE - Demonstração  do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
Wandick Rocha de Aquino
 
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosPalestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Samuel Gonsales
 
1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade
1.b   Princípios Fundamentais de Contabilidade 1.b   Princípios Fundamentais de Contabilidade
1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade
Bolivar Motta
 
Demonstrações contábeis e sua análise
Demonstrações contábeis e sua análiseDemonstrações contábeis e sua análise
Demonstrações contábeis e sua análise
smalheiros
 
Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas
Luciano Pires
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
Luciano Rodrigues
 
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1   introdução a contabilidade gerencialCapítulo 1   introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
LIVIA SANTOS DE MIRANDA
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa

Mais procurados (20)

Introdução à contabilidade aula 6
Introdução à contabilidade   aula 6Introdução à contabilidade   aula 6
Introdução à contabilidade aula 6
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
 
Analise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasAnalise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeiras
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
 
Administração financeira análise de balanços
Administração financeira   análise de balançosAdministração financeira   análise de balanços
Administração financeira análise de balanços
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
 
Fluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaFluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e prática
 
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Teoria da contabilidade   1  - slid -Teoria da contabilidade   1  - slid -
Teoria da contabilidade 1 - slid -
 
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
 
Contabilidade basica atlas[1]
Contabilidade basica   atlas[1]Contabilidade basica   atlas[1]
Contabilidade basica atlas[1]
 
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração  do Resultado do ExercícioDRE - Demonstração  do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
 
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosPalestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preços
 
1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade
1.b   Princípios Fundamentais de Contabilidade 1.b   Princípios Fundamentais de Contabilidade
1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade
 
Demonstrações contábeis e sua análise
Demonstrações contábeis e sua análiseDemonstrações contábeis e sua análise
Demonstrações contábeis e sua análise
 
Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
 
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1   introdução a contabilidade gerencialCapítulo 1   introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
 

Destaque

A contabilidade gerencial
A contabilidade gerencialA contabilidade gerencial
Livro padoveze - contabilidade gerencial
Livro   padoveze - contabilidade gerencialLivro   padoveze - contabilidade gerencial
Livro padoveze - contabilidade gerencialDIOGNES CARDOSO
 
Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)
Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)
Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)
Adriano Bruni
 
Seminário de contabilidade gerencial(slides)
Seminário de contabilidade gerencial(slides)Seminário de contabilidade gerencial(slides)
Seminário de contabilidade gerencial(slides)
Fabio Medeiros
 
Contabilidade Gerencial Estrategica
Contabilidade Gerencial EstrategicaContabilidade Gerencial Estrategica
Contabilidade Gerencial Estrategica
luizjorges
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Diego Lopes
 
Contabilidade básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro
Contabilidade   básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro Contabilidade   básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro
Contabilidade básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro
Adriana Contabilidade Etec
 
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
IOB News
 
6732 casos praticos
6732 casos praticos6732 casos praticos
6732 casos praticos
Andrea Poltronieri
 
Contabilidade intermediária
Contabilidade intermediáriaContabilidade intermediária
Contabilidade intermediária
Thays Lima
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
simuladocontabil
 
Contabilidade gerencial-micro-pequena-empresa
Contabilidade gerencial-micro-pequena-empresaContabilidade gerencial-micro-pequena-empresa
Contabilidade gerencial-micro-pequena-empresa
Almeida Araujo Contabilidade
 
Contabilidade gerencial
Contabilidade gerencialContabilidade gerencial
Contabilidade gerencial
João Batista
 
Apostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialApostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencial
simuladocontabil
 
TCC Contabilidade Gerencial - Carolina & Robson
TCC Contabilidade Gerencial - Carolina & RobsonTCC Contabilidade Gerencial - Carolina & Robson
TCC Contabilidade Gerencial - Carolina & Robson
Robson Tella
 
Contabilidade gerencial
Contabilidade gerencialContabilidade gerencial
Contabilidade gerencial
zeramento contabil
 
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho FinanceiroKPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
Luciano Morato
 
Livro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidadeLivro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidade
Reila Márcia Rezende
 
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-StoreContabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
IOB News
 
Contabilidade básica josé carlos mation 10ª ed
Contabilidade básica   josé carlos mation 10ª edContabilidade básica   josé carlos mation 10ª ed
Contabilidade básica josé carlos mation 10ª ed
Marilia Cordeiro
 

Destaque (20)

A contabilidade gerencial
A contabilidade gerencialA contabilidade gerencial
A contabilidade gerencial
 
Livro padoveze - contabilidade gerencial
Livro   padoveze - contabilidade gerencialLivro   padoveze - contabilidade gerencial
Livro padoveze - contabilidade gerencial
 
Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)
Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)
Aulas de Custos (Contabilidade Gerencial)
 
Seminário de contabilidade gerencial(slides)
Seminário de contabilidade gerencial(slides)Seminário de contabilidade gerencial(slides)
Seminário de contabilidade gerencial(slides)
 
Contabilidade Gerencial Estrategica
Contabilidade Gerencial EstrategicaContabilidade Gerencial Estrategica
Contabilidade Gerencial Estrategica
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
 
Contabilidade básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro
Contabilidade   básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro Contabilidade   básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro
Contabilidade básica fácil - 001 a 302 - osni moura ribeiro
 
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
 
6732 casos praticos
6732 casos praticos6732 casos praticos
6732 casos praticos
 
Contabilidade intermediária
Contabilidade intermediáriaContabilidade intermediária
Contabilidade intermediária
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
 
Contabilidade gerencial-micro-pequena-empresa
Contabilidade gerencial-micro-pequena-empresaContabilidade gerencial-micro-pequena-empresa
Contabilidade gerencial-micro-pequena-empresa
 
Contabilidade gerencial
Contabilidade gerencialContabilidade gerencial
Contabilidade gerencial
 
Apostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialApostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencial
 
TCC Contabilidade Gerencial - Carolina & Robson
TCC Contabilidade Gerencial - Carolina & RobsonTCC Contabilidade Gerencial - Carolina & Robson
TCC Contabilidade Gerencial - Carolina & Robson
 
Contabilidade gerencial
Contabilidade gerencialContabilidade gerencial
Contabilidade gerencial
 
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho FinanceiroKPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
 
Livro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidadeLivro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidade
 
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-StoreContabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
 
Contabilidade básica josé carlos mation 10ª ed
Contabilidade básica   josé carlos mation 10ª edContabilidade básica   josé carlos mation 10ª ed
Contabilidade básica josé carlos mation 10ª ed
 

Semelhante a Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires

Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Wandick Rocha de Aquino
 
Eng. economica análise de custo, volume, lucro e formação de preço
Eng. economica   análise de custo, volume, lucro e formação de preçoEng. economica   análise de custo, volume, lucro e formação de preço
Eng. economica análise de custo, volume, lucro e formação de preço
Paulo Ricardo Matos
 
Administracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILAAdministracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILA
Roger Guimarães
 
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Gp contabilidade slides de aula   unidade iGp contabilidade slides de aula   unidade i
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Claudia Patricia
 
Aula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.pptAula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.ppt
Pedro Luis Moraes
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
PUC Minas
 
Módulo 4 contabilidade gerencial
Módulo 4   contabilidade gerencialMódulo 4   contabilidade gerencial
Módulo 4 contabilidade gerencial
PUC Minas
 
Aula 06 auxiliar de contabilidade
Aula 06 auxiliar de contabilidadeAula 06 auxiliar de contabilidade
Aula 06 auxiliar de contabilidade
Homero Alves de Lima
 
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresConceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
2 Contabilidade Para Não Contadores
2   Contabilidade Para Não Contadores2   Contabilidade Para Não Contadores
2 Contabilidade Para Não Contadores
Bolivar Motta
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
Canal Maktub
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
Canal Maktub
 
Relatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptxRelatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptx
Pedro Luis Moraes
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
Pedro Luis Moraes
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
Pedro Luis Moraes
 
Contab 8
Contab 8Contab 8
Contab 8
Carla Letícia
 
Contabilidade geral exerc 8
Contabilidade geral exerc 8Contabilidade geral exerc 8
Contabilidade geral exerc 8
J M
 
Teorias contábeis
Teorias contábeisTeorias contábeis
Teorias contábeis
apostilacontabil
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
Cristiano Rodrigues Barcellos
 
Aula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidadeAula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidade
Homero Alves de Lima
 

Semelhante a Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires (20)

Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
 
Eng. economica análise de custo, volume, lucro e formação de preço
Eng. economica   análise de custo, volume, lucro e formação de preçoEng. economica   análise de custo, volume, lucro e formação de preço
Eng. economica análise de custo, volume, lucro e formação de preço
 
Administracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILAAdministracao financeira - APOSTILA
Administracao financeira - APOSTILA
 
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Gp contabilidade slides de aula   unidade iGp contabilidade slides de aula   unidade i
Gp contabilidade slides de aula unidade i
 
Aula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.pptAula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.ppt
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 
Módulo 4 contabilidade gerencial
Módulo 4   contabilidade gerencialMódulo 4   contabilidade gerencial
Módulo 4 contabilidade gerencial
 
Aula 06 auxiliar de contabilidade
Aula 06 auxiliar de contabilidadeAula 06 auxiliar de contabilidade
Aula 06 auxiliar de contabilidade
 
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresConceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
 
2 Contabilidade Para Não Contadores
2   Contabilidade Para Não Contadores2   Contabilidade Para Não Contadores
2 Contabilidade Para Não Contadores
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Relatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptxRelatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptx
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Contab 8
Contab 8Contab 8
Contab 8
 
Contabilidade geral exerc 8
Contabilidade geral exerc 8Contabilidade geral exerc 8
Contabilidade geral exerc 8
 
Teorias contábeis
Teorias contábeisTeorias contábeis
Teorias contábeis
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
 
Aula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidadeAula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidade
 

Mais de Danilo Pires

Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
Danilo Pires
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Simulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoSimulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organização
Danilo Pires
 
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresPlanejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Simulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraSimulado de administração financeira
Simulado de administração financeira
Danilo Pires
 
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo  Professor Danilo PiresFluxograma de processo  Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Administração cientifica  Professor Danilo  PiresAdministração cientifica  Professor Danilo  Pires
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresBolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Danilo Pires
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Prova adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasProva adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostas
Danilo Pires
 
Respostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraRespostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeira
Danilo Pires
 
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraAtividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Danilo Pires
 
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoAtividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Danilo Pires
 
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresAtividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Relações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresRelações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresIntrodução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social  Professor Danilo PiresResponsabilidade Social  Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresPlanejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
Revisão de matematica financeira  professor danilo piresRevisão de matematica financeira  professor danilo pires
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
Danilo Pires
 
Custos professor danilo pires
Custos professor danilo piresCustos professor danilo pires
Custos professor danilo pires
Danilo Pires
 

Mais de Danilo Pires (20)

Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
 
Simulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoSimulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organização
 
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresPlanejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
 
Simulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraSimulado de administração financeira
Simulado de administração financeira
 
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo  Professor Danilo PiresFluxograma de processo  Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
 
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Administração cientifica  Professor Danilo  PiresAdministração cientifica  Professor Danilo  Pires
Administração cientifica Professor Danilo Pires
 
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresBolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 
Prova adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasProva adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostas
 
Respostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraRespostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeira
 
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraAtividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração Financeira
 
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoAtividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
 
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresAtividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
 
Relações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresRelações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo Pires
 
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresIntrodução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
 
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social  Professor Danilo PiresResponsabilidade Social  Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
 
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresPlanejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
 
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
Revisão de matematica financeira  professor danilo piresRevisão de matematica financeira  professor danilo pires
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
 
Custos professor danilo pires
Custos professor danilo piresCustos professor danilo pires
Custos professor danilo pires
 

Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires

  • 2. Objetivos da Aula  Apresentar os Grupos de Contas  Lançamentos contábeis Método das partidas dobradas Balancete de Verificação  Demonstração de Resultado do Exercício (DRE)  Análise de Indicadores Econômico-financeiros Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 3. Grupos de Contas  Ativo Circulante: Trata-se das contas concernentes aos bens e direitos que estão constantemente em giro. A conversão destes em dinheiro será, no máximo, até o término do exercício social subsequente.  Exemplo: I. Dinheiro em caixa ou em contas correntes bancárias II. Bens, direitos e valores a receber no prazo até o término do exercício subsequente. (Recebíveis, promissórias, duplicatas, mercadorias em estoque, etc.) Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 4. Grupo de Contas  São as contas que representam as obrigações que serão liquidadas até o final do exercício social seguinte.  Exemplos I. Títulos as pagar II. Imposto de renda a pagar III. Empréstimos Bancários IV. Salários a pagar Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 5. Grupo de contas  Ativo realizável a longo prazo: Trata-se dos bens e direitos que se converterão em dinheiro depois de um ano contado do levantamento do balanço patrimonial.  Passível exigível a longo prazo: Obrigações a serem liquidadas a partir de um ano do levantamento do balanço patrimonial. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 6. Grupo de Contas  Resultados de exercícios futuros: Representam as receitas de exercícios futuros subtraídas dos custos e despesas pertinentes. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 7. Grupo de Contas  Ativo Permanente: Bens e direitos que não serão vendidos, e com durabilidade de longo prazo.  Exemplos I. Investimentos II. Imobilizado III. Diferido (Depreciação) Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 8. Grupo de Contas  Ativo permanente Exemplos: I. Equipamentos (Imobilizado) II. Imóveis (Imobilizado) III. Automóveis (Imobilizado) IV. Abertura da Empresa (Diferido) V. Ações de Empresas (Investimento) Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 9. Grupo de Contas  O patrimônio liquido (PL) reflete valores investidos pelos acionistas na empresa em um dado momento.  A diferença entre os valores dos ativos e passivos, e o resultado dos exercícios futuros representa o PL.  Assim, o PL é, na prática, o valor contábil devido pela empresa a seus acionistas. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 10. Grupo de Contas  Patrimônio Líquido (PL)  O PL diz muito sobre a saúde financeira de uma empresa. Na leitura dos balanços, o ativo de uma empresa é caracterizado pela soma do passivo com o PL.  Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 11. Lançamentos Contábeis  Chamamos de lançamentos contábil o evento que acarreta em um débito ou um crédito em uma conta.  Dependendo do posicionamento desta conta dentro do plano de contas da empresa ( se “ativo”, do “passivo” ou do “patrimônio liquido”). Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 12. Lançamentos Contábeis  Cada débito e cada crédito pode acarretar em uma soma ou uma subtração de valores, como mostra a tabela a seguir. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial Reação das contas em função dos lançamentos Contas de Lançamento Débito Crédito Ativo Aumenta Diminui Passivo Diminui Aumenta Patrimônio Líquido Diminui Aumenta
  • 13. Lançamentos Contábeis  O patrimônio contábil da empresa divide-se em origens e aplicações de recursos.  As aplicações de recurso da empresa advêm dos recursos próprios, representado pelo patrimônio liquido (PL), conta do passivo no plano de contas. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 14. Lançamentos Contábeis  Antes de serem recursos próprios o (PL) adveio das origens de terceiros (Passivo Exigível). Concluindo que essas referidas aplicações são devedoras às suas origens respectivas e, reciprocamente as origens são credoras de suas respectivas aplicações. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 15. Lançamentos Contábeis  As origens dos recursos são de natureza credora, então, elas aumentam com o crédito e diminuem com o débito.  As aplicações de recursos são de natureza devedora, ou seja, aumentam com débito e diminuem com o crédito. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 16. Lançamentos Contábeis  Debitar significa lançar valores do lado esquerdo do razonete (tabela)  Creditar significa lançar valores do lado direito do razonete (Tabela)  O saldo de uma conta é a diferença entre a soma dos débitos e a soma dos créditos. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 17. Lançamentos Contábeis Razonete credor Prestadores de serviço 6000,00 5500,00 58000,00 3500,00 5500,00 55500,00 (Credor) Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial Razonete Devedor Caixa 110000,00 905,00 352,00 3500,00 4500,00 6000,00 2500,00 94757,00 (Devedor)
  • 18. Lançamentos Contábeis  Método das Partidas Dobradas Esse é um mecanismo bastante utilizado nos lançamentos contábeis, neste método, cada transação gera pelo menos duas entradas em diferentes contas, nas quais o total de débitos dever ser igual ao total de créditos. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 19. Lançamentos Contábeis  Método das partidas dobradas Como exemplo, vamos considerar uma injeção de dinheiro nas contas da empresa pelos sócios, que fica assim escriturada: Débito- Conta caixa do Ativo; Crédito- Conta Capital (do PL ou passivo não exigível). Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 20. Lançamentos Contábeis  O método das partidas dobradas foi definido como obrigatório para os gestores públicos no Brasil, segundo o Art. 86 da Lei 4.320 de 1964, que diz: “A escrituração sintética das operações financeiras e patrimoniais efetuar-se-ão pelo método das partidas dobradas”. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 21. Lançamentos Contábeis  Exemplo de lançamentos pelo método das partidas dobradas: 1. Constituição de uma empresa com capital societário de R$ 980000,00 injetados pelos sócios e depositado na conta “bancos”. 2. Aquisição de um veículo por R$: 720000,00 com pagamento à vista. 3. Aquisição de mobiliário e utensílios por R$ 125000,00, pagos a prazo por meio de títulos pré-datados. 4. Captação de financiamento no valor de R$ 195000,00 5. Compra de materiais de limpeza, conservação e expediente por R$ 35,000,00, sendo 50% a prazo e o restante à vista Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 22. Lançamentos Contábeis Bancos (1) 980.000 (4) 195.000 (2) 720.000 (5) 17.500 Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial Títulos a pagar (4) 195.000 Capital (1) 980.000 Mobiliário (3) 125.000Veículos automotivos (2) 720.000 Contas a Pagar (3)125.000 (5) 17,500 Materiais de expediente, limpeza e conservação (5)35.000
  • 23. Lançamentos Contábeis  Balancete de Verificação O Objetivo do Balancete de verificação é alcançar a igualdade entre os débitos e créditos lançados, que podem ser verificados periodicamente. Ele contém a relação de todas as contas em forma de demonstrativo. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 24. Lançamentos Contábeis Empresa X- Balancete Contas Saldo Devedor Credor Caixa 40.000 Contas a receber 10.000 Mercadorias 80.000 Imóveis 30.000 Móveis e utensílios 50.000 Contas a pagar 60.000 Capital 150.000 Total 210.000 210.000 Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 25. Demonstração do resultado do exercício (DRE)  A demonstração do resultado do exercício (DRE) tem por objetivo apresentar de forma remissiva e verticalizada o resultado aferido em um conjunto de operações realizadas num determinado período de tempo, normalmente 12 meses. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 26. Demonstração do resultado do exercício (DRE)  Segundo a legislação vigente, as empresas devem detalhar o seguinte em suas DREs:  Receita bruta das vendas, suas deduções, descontos e impostos incidentes;  Receita líquida das vendas, custos dos produtos e serviços e o lucro bruto;  Despesas com vendas, despesas financeiras, com a dedução das receitas, despesas administrativas em geral, e outras despesas operacionais; Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 27. Demonstração do resultado do exercício (DRE)  Lucro ou prejuízo operacional, receitas e despesas não operacionais;  Resultado do exercício, antes do imposto de renda (IR), e a provisão do imposto;  Participações dos debêntures, funcionários, beneficiários, contribuições assistenciais ou previdências proveniente da folha de empregados  Lucro ou prejuízo do exercício e total por ação do capital social. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 28. Demonstração do resultado do exercício (DRE)  Na apuração do resultado do exercício são computados: as receitas e os rendimentos obtidos no período, independentemente de sua realização em moeda corrente; e os custos, despesas, encargos e perdas, pagos ou pendentes, correspondentes a essas receitas e rendimentos. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 29. Demonstração do resultado do exercício (DRE) Modelo DRE Receita Operacional bruta • Vendas de produtos • Vendas de mercadorias • Prestação de serviços (-) Deduções da receita bruta • Devoluções de vendas • Abatimentos • Impostos e contribuições incidentes sobre vendas (=) Receita operacional líquida (-) Custos das vendas • Custo dos produtos vendidos • Custo das mercadorias • Custo dos serviços prestados (=) Resultado operacional Bruto Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 30. Demonstração do resultado do exercício (DRE) Modelo DRE (-) Despesas Operacionais • Despesas com vendas • Despesas Administrativas (-) Despesas Financeiras Líquidas • Despesas financeiras (-) Receitas financeiras • Variações monetárias e cambiais passivas (-) Variações monetárias e cambiais ativas (-) Outras receitas e despesas operacionais (=) Resultados não operacionais Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 31. Demonstração do resultado do exercício (DRE) Modelo DRE (+) Resultados não operacionais • Receitas não operacionais • Despesas não operacionais (=) Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social e sobre o lucros (-) Provisão para imposto de renda e contribuição social sobre o lucro (=) Lucro líquido antes das participações (-) Participações de administradores, Empregados, debêntures e partes beneficiárias (=) Resultado líquido do exercício Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 32. Balanço Patrimonial (BP)  O BP retrata a posição do patrimônio da empresa em determinado momento, geralmente ao término do ano fiscal ou de um período preestabelecido.  A lei das S/A estabelece que, “ativo” é toda conta que aparece do lado esquerdo, e o “Passivo” do lado direito do (BP).  O ativo é sempre igual ao passivo somado ao patrimônio líquido, conforme fórmula vista anteriormente. Ativo= Passivo + Patrimônio Líquido Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 33. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Definem-se índices ou indicadores financeiros, a relação entre duas grandezas que expressam resultados da divisão de valores, na qual compõem o patrimônio, permitindo que as partes interessadas façam uma avaliação de certos aspectos do desempenho da empresa Professor DaniloPires- Contabilidade Gerencial
  • 34. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  É necessário solicitar um conjunto de índices, para julgar o desempenho global da empresa, em que tais índices devem ser aplicados em períodos de tempos semelhantes, de modo a se obter comparações mais precisas. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 35. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Os índices financeiros podem ser subdivididos em quatro grupos básicos:  Índice de liquidez  Índice de Atividade  Índice de lucratividade  Índice de endividamento Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 36. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Como regra geral, os insumos necessários para uma boa análise financeira incluem a DRE e o balanço patrimonial. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 37. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de liquidez: tem por finalidade medir a capacidade de pagamento da empresa. Liquidez geral: tem como função indicar a liquidez empresa no curto e longo prazo. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 38. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de liquidez Liquidez corrente: tem como finalidade refletir sobre a capacidade de pagamento da empresa no curto prazo. ILC= Ativo Circulante Passivo Circulante Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 39. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de liquidez Liquidez seca: Tem como objetivo apresentar a capacidade de pagamento a curto prazo, sem levar em conta os estoques da empresa. ILC= Ativo Circulante - Estoques Passivo Circulante Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 40. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de liquidez Índice de atividades: Evidenciam a dinâmica operacional da empresa refletidos nos aspectos principais do balanço patrimonial e da DRE, mostrando a capacidade de manter um fluxo contínuo das atividades operacionais. Seus principais indicadores são: prazo médio de recebimento, prazo médio de pagamento e giro de estoque. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 41. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de atividade Prazo médio de recebimento: Indicador que tem a finalidade de atribuir um parâmetro médio (demora) a empresa para o recebimento dos clientes, avaliando o tempo entre o faturamento e o recebimento. PMR= Duplicatas a receber Receita operacional líquida/360 Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 42. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de atividade Prazo médio de estoques: indicador que mostra o número de dias, em média, que os estoques levam para serem renovados. PME= Estoques Custos da mercadoria vendida/ 360 Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 43. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índices de Lucratividade: tem como objetivo avaliar o desempenho da empresa, refletindo das decisões adotas pelos administradores, expressando objetivamente, o nível de eficiência e o grau do êxito econômico financeiro atingido.  Seus principais indicadores são: margem bruta, margem operacional e margem líquida. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 44. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de lucratividade Margem Bruta: Indicador que mede a porcentagem que restou das vendas após a empresa efetuar os pagamentos dos impostos sobre as vendas e o custo da mercadoria vendida, demonstrando a capacidade de seus custos de fabricação através do lucro gerado. MB= Lucro bruto Receita Operacional líquida Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 45. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de lucratividade Margem operacional: Indicador que mede a porcentagem que restou das vendas, após a empresa ter liquidado os impostos sobre as vendas e o custo da mercadoria vendida e as despesas operacionais, expressando o lucro puro. MO= Lucro operacional Receita operacional líquida Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 46. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de lucratividade Margem líquida: Indicador que mede a porcentagem que restou das vendas, após a empresa pagar os impostos sobre as vendas e o custo da mercadoria vendida e as despesas operacionais e o imposto de renda retido na fonte. ML= Lucro líquido após imposto de renda Receita operacional líquida Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 47. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índices de endividamento: Indica o montante de recursos recebidos de terceiros que é usado na tentativa de gerar lucro.  Os índices de endividamento relacionam as origens recursos entre si, retratando a posição entre capital próprio e capital de terceiros, na qual indicam o grau de dependência da empresa em relação ao capital próprio. Seus principais indicadores são: Participação de capital de terceiros e composição de endividamento. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 48. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de Endividamento Participação de capital de terceiros: Índice que indica o percentual de capital de terceiros em relação ao patrimônio líquido, demonstrando a dependência da empresa em relação aos recursos externo, cujo objetivo avalia o risco, pois quanto maior for esse índice, pior será empresa. PCT= Patrimônio líquido + Exigível longo prazo Patrimônio Líquido Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 49. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Índice de endividamento Composição de endividamento: Esse índice mostra o percentual de quanto à divida total da empresa deve ser quitado em um prazo curto, ou seja, as obrigações de um curto período comparadas as obrigações totais, igualmente ao índice anterior. CE= Passivo Circulante Passivo Circulante + Exigível longo prazo Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 50. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Ciclo de Caixa: É definido como o período de tempo existente desde um gasto inicial até o recebimento da venda do produto.  É o intervalo de tempo entre a coleta da matéria prima até o recebimento do valor do produto.  Quanto menor é o ciclo, maior é o giro Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 51. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Ciclo de Caixa  A apuração do ciclo financeiro conduz a análise tanto o prazo em que a empresa necessita aguardar, como os recursos captados de terceiros ou próprios, a fim de completar suas necessidades de produção, venda e recebimento, estocagem, descontando-se apenas a fonte natural que é o período dado pelos fornecedores para o pagamento das matérias primas Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 52. Análise de indicadores Econômico- Financeiros  Ciclo de Caixa  Num regime inflacionário e de elevadas taxas de juros, a empresa deve encurtar ou eliminar este prazo, procurando:  Produzir e vender mais rapidamente seus produtos  Receber mais rapidamente seus títulos  Pagar suas matérias primas no prazo mais longo possível. Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 53. Anexos Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 54. Anexos Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 55. Referencias  BECCARI, Enedir Antonio, PIRANGA, José, MONTEIRO, Marco Antonio de Souza, Administração Financeira e Contábil, Edito ETB 2014 Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial
  • 56. Professor Danilo Pires  danilospires@gmail.com  slideshare.net/danilospires Professor Danilo Pires- Contabilidade Gerencial