SlideShare uma empresa Scribd logo

2 Contabilidade Para Não Contadores

1 de 27
Baixar para ler offline
Conceito
Instrumento
informações úteis
tomada de decisões
Campo de Aplicação
Comércio - Indústria - Entidades Públicas - Hospitais
Agropecuárias - Seguradoras - etc.
CONTABILIDADE
CONTABILIDADE
Fases da Gestão Empresarial Estudadas
Econômica - Patrimonial - Financeira
Usuários da Contabilidade
Administradores - Proprietários - Investidores - Bancos
Fornecedores - Governo - Empregados - etc.
Finalidade da Contabilidade
• Controle patrimonial
• Informações
composição e variações patrimoniais
resultado da atividade econômica
Patrimônio
Conhecimento comum = conjunto de bens
Conceito Contábil = Bens, Direitos e Obrigações
Bens Coisas úteis que satisfazem às necessidades
Material (Tangível) — Imaterial (Intangível)
Móvel (Removível) — Imóvel (Vinculado ao solo)
Direitos Valores a receber de terceiros
Obrigações Valores a pagar para terceiros
Aspecto Qualitativo do Patrimônio:
CONTABILIDADE
Aspecto Quantitativo do Patrimônio:
• Bens
Dinheiro ........................................ 5.000,00
Veículos ....................................... 9.000,00
Máquinas ...................................... 8.000,00
• Direitos
Contas a Receber .......................... 7.000,00
Notas Promissórias a Receber ........ 2.000,00
• Obrigações
Contas a Pagar .............................. 8.000,00
Impostos a Pagar ........................... 1.000,00
Salários a Pagar ............................. 1.000,00
CONTABILIDADE
Patrimônio
Patrimônio Líquido
Patrimônio Líquido = Bens + Direitos —
Obrigações
Demonstrações Financeiras
Coleta de dados
Contabilidade
Relatórios Contábeis
Usuários da Contabilidade
CONTABILIDADE
CONTABILIDADE
Conceito de Demonstração Financeira
Apresentação resumida, ordenada e periódica
formando os relatórios contábeis
Principais Demonstrações Financeiras
• Balanço Patrimonial (BP)
• Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)
• Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPAc)
• Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

Recomendados

UFCD -6222 -Introdução ao Código de Contas.pptx
UFCD -6222 -Introdução ao Código de Contas.pptxUFCD -6222 -Introdução ao Código de Contas.pptx
UFCD -6222 -Introdução ao Código de Contas.pptxNome Sobrenome
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonialcontacontabil
 
Introdução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeIntrodução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeEliseu Fortolan
 
Fundamentos da Gestão do Capital de Giro
Fundamentos da Gestão do Capital de GiroFundamentos da Gestão do Capital de Giro
Fundamentos da Gestão do Capital de GiroXVI Finance
 
PPT FINAL UFCD 6216.pptx
PPT FINAL UFCD 6216.pptxPPT FINAL UFCD 6216.pptx
PPT FINAL UFCD 6216.pptxCarinaReis23
 
Noções básicas de contabilidade por altair marta
Noções básicas de contabilidade por altair martaNoções básicas de contabilidade por altair marta
Noções básicas de contabilidade por altair martaAltair Marta
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5ctccecbg
 
Capital de giro exercicios
Capital de giro exerciciosCapital de giro exercicios
Capital de giro exerciciosadmcontabil
 
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012Rafael Gonçalves
 
Cálculo VPL, TIR e TIRM
Cálculo VPL, TIR e TIRMCálculo VPL, TIR e TIRM
Cálculo VPL, TIR e TIRMTailine Silva
 
Contabilidade basica
Contabilidade basicaContabilidade basica
Contabilidade basicaDayane Dias
 
Questões de contabilidade para concursos !!!
Questões de contabilidade para concursos !!!Questões de contabilidade para concursos !!!
Questões de contabilidade para concursos !!!GJ MARKETING DIGITAL
 
Contabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabaritoContabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabaritocustos contabil
 
Conceitos de receita públicas.
Conceitos de receita públicas.Conceitos de receita públicas.
Conceitos de receita públicas.Juliano Almeida
 
Ibet reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...
Ibet   reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...Ibet   reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...
Ibet reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...Fernanda Moreira
 
Despesas e receitas públicas
Despesas e receitas públicasDespesas e receitas públicas
Despesas e receitas públicasrene-de-jesus
 
Contabilidade basica
Contabilidade basicaContabilidade basica
Contabilidade basicajfsead
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à ContabilidadeAna Paula Bevilacqua
 
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Livro de exercício   - contabilidade introdutóriaLivro de exercício   - contabilidade introdutória
Livro de exercício - contabilidade introdutóriaLylian Vieira
 

Mais procurados (20)

Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5
 
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
 
Capital de giro exercicios
Capital de giro exerciciosCapital de giro exercicios
Capital de giro exercicios
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
 
Noções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de ContabilidadeNoções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de Contabilidade
 
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
 
Cálculo VPL, TIR e TIRM
Cálculo VPL, TIR e TIRMCálculo VPL, TIR e TIRM
Cálculo VPL, TIR e TIRM
 
Contabilidade basica
Contabilidade basicaContabilidade basica
Contabilidade basica
 
Plano de contas
Plano de contasPlano de contas
Plano de contas
 
Aula custos
Aula custosAula custos
Aula custos
 
Questões de contabilidade para concursos !!!
Questões de contabilidade para concursos !!!Questões de contabilidade para concursos !!!
Questões de contabilidade para concursos !!!
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
 
Contabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabaritoContabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabarito
 
Conceitos de receita públicas.
Conceitos de receita públicas.Conceitos de receita públicas.
Conceitos de receita públicas.
 
Ibet reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...
Ibet   reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...Ibet   reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...
Ibet reorganização societária e planejamento tributário - são paulo - natan...
 
Despesas e receitas públicas
Despesas e receitas públicasDespesas e receitas públicas
Despesas e receitas públicas
 
Contabilidade basica
Contabilidade basicaContabilidade basica
Contabilidade basica
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
 
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Livro de exercício   - contabilidade introdutóriaLivro de exercício   - contabilidade introdutória
Livro de exercício - contabilidade introdutória
 

Destaque

Destaque (15)

Slide importantes
Slide importantesSlide importantes
Slide importantes
 
Mapa mental sad
Mapa mental   sadMapa mental   sad
Mapa mental sad
 
Slide curso contabilidade para nao contadores
Slide curso contabilidade para nao contadoresSlide curso contabilidade para nao contadores
Slide curso contabilidade para nao contadores
 
Contabilidade e a tomada de decisão
Contabilidade e a tomada de decisãoContabilidade e a tomada de decisão
Contabilidade e a tomada de decisão
 
Análise Empresarial
Análise EmpresarialAnálise Empresarial
Análise Empresarial
 
Contabilidade financeira e gerencial(1)
Contabilidade financeira e gerencial(1)Contabilidade financeira e gerencial(1)
Contabilidade financeira e gerencial(1)
 
Demonstrações
DemonstraçõesDemonstrações
Demonstrações
 
01. contabilidade
01. contabilidade01. contabilidade
01. contabilidade
 
A contabilidade gerencial
A contabilidade gerencialA contabilidade gerencial
A contabilidade gerencial
 
Escrituracao contabil lancamentos
Escrituracao contabil lancamentosEscrituracao contabil lancamentos
Escrituracao contabil lancamentos
 
Ficheiro de Matemática 2º ano
Ficheiro de Matemática 2º anoFicheiro de Matemática 2º ano
Ficheiro de Matemática 2º ano
 
Contabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumãoContabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumão
 
Livro padoveze - contabilidade gerencial
Livro   padoveze - contabilidade gerencialLivro   padoveze - contabilidade gerencial
Livro padoveze - contabilidade gerencial
 
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
 
1000 exercicios de contabilidade com gabarito
1000 exercicios de contabilidade com gabarito1000 exercicios de contabilidade com gabarito
1000 exercicios de contabilidade com gabarito
 

Semelhante a 2 Contabilidade Para Não Contadores

Aula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.pptAula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.pptPedro Luis Moraes
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresMarcus Oliveira
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresMVPO
 
Apostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facilApostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facilapostilacontabil
 
ade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdf
ade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdfade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdf
ade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdfRosanaValeria4
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade GerencialPUC Minas
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básicaeadrede
 
2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf
2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf
2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdfPedro Luis Moraes
 
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoApostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoBruna Pedroso
 
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013Sustentare Escola de Negócios
 
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocCustos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocGeraldo Luis Araujo
 
REVISÃO DA ANALISE FINANCEIRA
REVISÃO DA ANALISE FINANCEIRAREVISÃO DA ANALISE FINANCEIRA
REVISÃO DA ANALISE FINANCEIRAFábio Pedro
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Wandick Rocha de Aquino
 
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresContabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 

Semelhante a 2 Contabilidade Para Não Contadores (20)

Aula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.pptAula de Contabilidade Basica.ppt
Aula de Contabilidade Basica.ppt
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadores
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadores
 
Apostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facilApostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facil
 
ade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdf
ade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdfade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdf
ade1770bd6443f94b94f090fe3685194.pdf
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básica
 
2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf
2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf
2023 Estrutura do BP e da DRE para fins de análise.pdf
 
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoApostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concurso
 
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
 
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocCustos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
 
Demonstrações
DemonstraçõesDemonstrações
Demonstrações
 
Contabilidade b apostila
Contabilidade b   apostilaContabilidade b   apostila
Contabilidade b apostila
 
Custos industriais
Custos industriaisCustos industriais
Custos industriais
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Relatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptxRelatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptx
 
REVISÃO DA ANALISE FINANCEIRA
REVISÃO DA ANALISE FINANCEIRAREVISÃO DA ANALISE FINANCEIRA
REVISÃO DA ANALISE FINANCEIRA
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
 
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresContabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
 

Mais de Bolivar Motta

Tst mapa conceitual (organograma)
Tst   mapa conceitual (organograma)Tst   mapa conceitual (organograma)
Tst mapa conceitual (organograma)Bolivar Motta
 
Tst higiene ocupacional (extra)
Tst   higiene ocupacional (extra)Tst   higiene ocupacional (extra)
Tst higiene ocupacional (extra)Bolivar Motta
 
Tst higiene no trabalho (extra)
Tst   higiene no trabalho (extra)Tst   higiene no trabalho (extra)
Tst higiene no trabalho (extra)Bolivar Motta
 
Tst fundamentos dos processos de usinagem
Tst   fundamentos dos processos de usinagemTst   fundamentos dos processos de usinagem
Tst fundamentos dos processos de usinagemBolivar Motta
 
Tst fisiologia do trabalho
Tst   fisiologia do trabalhoTst   fisiologia do trabalho
Tst fisiologia do trabalhoBolivar Motta
 
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batizTst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batizBolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 6
Tst   ergonomia aula 6Tst   ergonomia aula 6
Tst ergonomia aula 6Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 5
Tst   ergonomia aula 5Tst   ergonomia aula 5
Tst ergonomia aula 5Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 4
Tst   ergonomia aula 4Tst   ergonomia aula 4
Tst ergonomia aula 4Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 3
Tst   ergonomia aula 3Tst   ergonomia aula 3
Tst ergonomia aula 3Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 2
Tst   ergonomia aula 2Tst   ergonomia aula 2
Tst ergonomia aula 2Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1Bolivar Motta
 
Tst ergonomia - checklist
Tst   ergonomia - checklistTst   ergonomia - checklist
Tst ergonomia - checklistBolivar Motta
 
Tst ergonomia - checklist couto
Tst   ergonomia - checklist coutoTst   ergonomia - checklist couto
Tst ergonomia - checklist coutoBolivar Motta
 
Tst dst manual de bolso (extra)
Tst   dst manual de bolso (extra)Tst   dst manual de bolso (extra)
Tst dst manual de bolso (extra)Bolivar Motta
 
Tst dst 2 cartilha (extra)
Tst   dst 2 cartilha (extra)Tst   dst 2 cartilha (extra)
Tst dst 2 cartilha (extra)Bolivar Motta
 

Mais de Bolivar Motta (20)

Tst mapa conceitual (organograma)
Tst   mapa conceitual (organograma)Tst   mapa conceitual (organograma)
Tst mapa conceitual (organograma)
 
Tst higiene ocupacional (extra)
Tst   higiene ocupacional (extra)Tst   higiene ocupacional (extra)
Tst higiene ocupacional (extra)
 
Tst higiene no trabalho (extra)
Tst   higiene no trabalho (extra)Tst   higiene no trabalho (extra)
Tst higiene no trabalho (extra)
 
Tst fundamentos dos processos de usinagem
Tst   fundamentos dos processos de usinagemTst   fundamentos dos processos de usinagem
Tst fundamentos dos processos de usinagem
 
Tst fratura
Tst   fraturaTst   fratura
Tst fratura
 
Tst fisiologia do trabalho
Tst   fisiologia do trabalhoTst   fisiologia do trabalho
Tst fisiologia do trabalho
 
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batizTst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
 
Tst ergonomia aula 6
Tst   ergonomia aula 6Tst   ergonomia aula 6
Tst ergonomia aula 6
 
Tst ergonomia aula 5
Tst   ergonomia aula 5Tst   ergonomia aula 5
Tst ergonomia aula 5
 
Tst ergonomia aula 4
Tst   ergonomia aula 4Tst   ergonomia aula 4
Tst ergonomia aula 4
 
Tst ergonomia aula 3
Tst   ergonomia aula 3Tst   ergonomia aula 3
Tst ergonomia aula 3
 
Tst ergonomia aula 2
Tst   ergonomia aula 2Tst   ergonomia aula 2
Tst ergonomia aula 2
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1
 
Tst ergonomia - checklist
Tst   ergonomia - checklistTst   ergonomia - checklist
Tst ergonomia - checklist
 
Tst ergonomia - checklist couto
Tst   ergonomia - checklist coutoTst   ergonomia - checklist couto
Tst ergonomia - checklist couto
 
Tst epc - nr 06
Tst   epc - nr 06Tst   epc - nr 06
Tst epc - nr 06
 
Tst dst manual de bolso (extra)
Tst   dst manual de bolso (extra)Tst   dst manual de bolso (extra)
Tst dst manual de bolso (extra)
 
Tst dst 2 cartilha (extra)
Tst   dst 2 cartilha (extra)Tst   dst 2 cartilha (extra)
Tst dst 2 cartilha (extra)
 
Tst dst 1 cartilha
Tst   dst 1 cartilhaTst   dst 1 cartilha
Tst dst 1 cartilha
 
Tst curso cipa
Tst   curso cipaTst   curso cipa
Tst curso cipa
 

Último

Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 

2 Contabilidade Para Não Contadores

  • 1. Conceito Instrumento informações úteis tomada de decisões Campo de Aplicação Comércio - Indústria - Entidades Públicas - Hospitais Agropecuárias - Seguradoras - etc. CONTABILIDADE
  • 2. CONTABILIDADE Fases da Gestão Empresarial Estudadas Econômica - Patrimonial - Financeira Usuários da Contabilidade Administradores - Proprietários - Investidores - Bancos Fornecedores - Governo - Empregados - etc. Finalidade da Contabilidade • Controle patrimonial • Informações composição e variações patrimoniais resultado da atividade econômica
  • 3. Patrimônio Conhecimento comum = conjunto de bens Conceito Contábil = Bens, Direitos e Obrigações Bens Coisas úteis que satisfazem às necessidades Material (Tangível) — Imaterial (Intangível) Móvel (Removível) — Imóvel (Vinculado ao solo) Direitos Valores a receber de terceiros Obrigações Valores a pagar para terceiros Aspecto Qualitativo do Patrimônio: CONTABILIDADE
  • 4. Aspecto Quantitativo do Patrimônio: • Bens Dinheiro ........................................ 5.000,00 Veículos ....................................... 9.000,00 Máquinas ...................................... 8.000,00 • Direitos Contas a Receber .......................... 7.000,00 Notas Promissórias a Receber ........ 2.000,00 • Obrigações Contas a Pagar .............................. 8.000,00 Impostos a Pagar ........................... 1.000,00 Salários a Pagar ............................. 1.000,00 CONTABILIDADE Patrimônio
  • 5. Patrimônio Líquido Patrimônio Líquido = Bens + Direitos — Obrigações Demonstrações Financeiras Coleta de dados Contabilidade Relatórios Contábeis Usuários da Contabilidade CONTABILIDADE
  • 6. CONTABILIDADE Conceito de Demonstração Financeira Apresentação resumida, ordenada e periódica formando os relatórios contábeis Principais Demonstrações Financeiras • Balanço Patrimonial (BP) • Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) • Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPAc) • Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos
  • 7. Balanço Patrimonial CONTABILIDADE Principal Relatório Contábil Padrão de medida moeda nacional Identifica a situação patrimonial e financeira A expressão “Balanço” Ativo Passivo Patrimônio Líquido Exercício de Fixação: Balanço Sucessivo
  • 8. CONTABILIDADE Bens Dinheiro ........................... 5.000,00 Veículos .......................... 9.000,00 Máquinas ......................... 8.000,00 Direitos Contas a Receber ............ 7.000,00 Notas Prom. a Receber ... 2.000,00 Obrigações Contas a Pagar .................. 8.000,00 Impostos a Pagar ............... 2.000,00 Salários a Pagar ................. 1.000,00 Patrimônio Líquido ..................... 20.000,00 Total ........................................ 31.000,00 Total ........................................ 31.000,00 Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Balanço Patrimonial Representação Gráfica do Balanço Patrimonial Equação Fundamental do Patrimônio A = P — P. L.
  • 9. Origens e Aplicações de Recursos Recursos 3ºs e próprios $ $$$$$$$$ Balanço Patrimonial Ativo (Aplicação) Passivo + P. L. (Origem) $ $$ $ Capital = Recursos CONTABILIDADE
  • 10. CONTABILIDADE Contas Nome técnico Componentes patrimoniais (B-D-O-PL) Elementos de resultado (Rec. - Desp.) Classificação das Contas 1. Patrimoniais Ativas 2. De Resultado Passivas Bens e Direitos Obrigações e P. Líquido Desp./Custos Receitas Aparecem e encerram no mesmo Exercício Social (espaço de tempo para apuração da situação patrimonial e econômica)
  • 11. PASSIVO + PATR. LÍQUIDOATIVO • Circulante (Curto Prazo) Disponível Créditos Estoques Despesas Exerc. Seguinte • Realizável a Longo Prazo Créditos • Permanente Investimentos Imobilizado Diferido • Circulante (Curto Prazo) Dívidas a Pagar • Exigível a Longo Prazo Dívidas a Pagar • Resultado de Exerc. Futuros • PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Lucros/Prej. Acumulados Outras Contas Agrupamento das Contas do Balanço Patrimonial CONTABILIDADE
  • 12. Apuração do Resultado (Lucro ou Prejuízo) Causas Principais da Variação do Patrimônio Líquido: 1 - Investimento Inicial de Capital ou Aumento/Diminuição 2 - Resultado confronto entre RECEITAS e DESPESAS/CUSTOS Receitas Decorrem da venda de bens e da prestação de serviços Aumentam o Patrimônio Líquido Despesas e Custos Decorrem do consumo de bens e utilização de serviços Diminuem o Patrimônio Líquido CONTABILIDADE
  • 13. CONTABILIDADE Resultado É a diferença entre as Receitas e Despesas/Custos em um período Lucro Receitas > Despesas e Custos Prejuízo Receitas < Despesas e Custos Encaixe Entrada de dinheiro no caixa Desencaixe Saída de dinheiro do caixa
  • 14. CONTABILIDADE Exercício Social Espaço de tempo para apuração da situação patrimonial e econômica Regime de Competência de Exercícios Receitas e Despesas são consideradas em função do seu fato gerador, e não em função de recebimento ou pagamento Despesa quando consumida ou incorrida Receita quando gerada (venda) Regras Regime de Caixa Despesa quando do desencaixe (pagamento) Receita quando do encaixe (recebimento) Regras
  • 15. CONTABILIDADE Diferença entre Custo e Despesa Custo: são os gastos no processo de industrialização (matéria-prima, mão-de-obra, energia elétrica, etc.) ou com a aquisição de mercadoria no comércio. Despesa: consumo de bens ou serviços para a obtenção de receita. Diferença entre Despesa e Ativo (Investimento) Ativo: gasto que trará benefícios futuros para a empresa Despesa: depois da sua ocorrência, não traz mais benefícios à empresa Diferença entre Ativo e Custo Hipótese: compra de uma mercadoria para revenda e/ou gastos com matéria-prima, mão-de-obra, etc., para produzir um produto
  • 16. CONTABILIDADE Operações A Prazo À Vista Receita + Contas a Receber (ATIVO) + Caixa (Encaixe) Despesa/Custo + Contas a Pagar (PASSIVO) — Caixa (Desencaixe) Resultado Balanço Patrimonial Efeito do Lucro no Balanço - Exercício de Fixação Capital inicial ($ à vista) ................ R$ 900,00 Receita à Vista .............................. R$ 1.200,00 Despesa à Vista ............................. R$ 1.150,00
  • 18. Demonstração do Resultado do Exercício CONTABILIDADE É o resumo das Receitas e Despesas em determinado período Dedutiva (Vertical) Receita Bruta (-) Deduções - Impostos, Devoluções e Abatimentos = Receita Líquida (-) Custo das Vendas (CMV, CPV, CSP) = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais Despesas com Vendas, Administrativas e Financeiras () Receitas e/ou Despesas Não-Operacionais = Resultado Antes do Imposto de Renda e da CSLL (-) Imposto de Renda e CSLL = Lucro Líquido
  • 19. Método Balanços Sucessivos “versus” Controle Individual de Contas Razonete facilita o raciocínio contábil Nome da Conta Ativo Passivo e Patr. Líquido Banco C/C .............. 900 Capital ................... 900 Banco C/C Capital 900 900 CONTABILIDADE Balanço Patrimonial
  • 20. Regras de Contabilização dos Razonetes CONTABILIDADE • Toda conta de Ativo e todo acréscimo de Ativo Lado Esquerdo • Toda conta de Passivo/P. Líq. e todo acréscimo Lado Direito Débito e Crédito Sol Lua Débito Crédito Débito Crédito Conta de Ativo Conta de Passivo e PL (aumento) (aumento)(diminuição) (diminuição)
  • 21. Contabilização das Contas do Balanço Patrimonial • Aumento do Ativo Debita-se • Diminuição do Ativo Credita-se • Aumento do Passivo/PL Credita-se • Diminuição do Passivo/PL Debita-se Saldo das Contas Débito Crédito Banco C/C 400 50 350 Para todo o valor de débito eqüivale igual valor de crédito, e vice-versa Exercício de Fixação CONTABILIDADE
  • 22. Contabilização das Contas de Resultado As Contas de Resultado são utilizadas para apuração do Resultado (Lucro ou Prejuízo) do Exercício Social Receitas Aumentam o Patrimônio Líquido Despesas/Custos Diminuem o Patrimônio Líquido Débito (diminuição) Crédito (aumento) Conta de Patrimônio Líquido Débito Conta de Desp./Custo Crédito Conta de Receita CONTABILIDADE
  • 23. Resumo Geral de Contabilização CONTABILIDADE Natureza das Contas Contas de Ativo Contas de Passivo e P. L. Contas de Resultado Débito Aumento Diminuição Desp./Custo Crédito Diminuição Aumento Receita Exercício de Fixação • Início da atividade com Capital de R$ 20.000, em Caixa • Receita de prestação de serviços, de R$ 45.000 no período, sendo R$ 15.000 à vista • Despesa com salários, à vista: R$ 16.000 • Despesa com material consumo (todo ele foi consumido no período): R$ 4.000 à vista e R$ 3.000 a prazo
  • 24. CONTABILIDADE Inventário Relação parcial ou total dos elementos patrimoniais Inventário dos Estoques Objetivo: apurar o resultado econômico (lucro ou prejuízo) Sistemas Inventário Permanente Inventário Periódico
  • 25. R.C.M. = Vendas — Custo Mercadorias Vendidas C.M.V. = Estoque Inicial +Compras — Estoque Final CONTABILIDADE Operações com Mercadorias Res. Líq. Per. (DRE) = RCM + Outras Receitas - Despesas Exercício de Fixação
  • 26. CONTABILIDADE Depreciação Diminuição do valor do bem por desgaste, obsolescência ou ação da natureza Taxas de Depreciação Anual (I. Renda): Bens Móveis em Geral ..................... 10% Edifícios e Construções .................... 4% Biblioteca, Máquinas, Instalações ..... 10% Ferramentas, Veículos, Computador. 20% Exercício de Fixação
  • 27. Apuração Contábil do Resultado Em cada exercício social se apura o Resultado (Lucro ou Prejuízo) Não se deve misturar as despesas e receitas de exercícios sociais diferentes Encerramento das Contas de Resultado · Abre-se uma conta transitória (Lucros e Perdas, Resultado Exercício) · Transfere-se o saldos das contas de Despesas/Custos e Receitas para a conta acima · Da conta “Resultado do Exercício” faz-se as provisões (I. de Renda, etc.). Transfere-se o saldo para “Lucros ou Prejuízos Acumulados” (Conta do Patrimônio Líquido) Esta conta é o elo de ligação entre as Contas Patrimoniais e de Resultado CONTABILIDADE