SlideShare uma empresa Scribd logo
“O comportamento é controlado pelas
consequências que o homem tem do
ambiente”
Behaviorismo de Skinner
Roteiro
● Biografia de Skinner
● O que é behaviorismo?
● Contextualização histórica
● Principais conceitos behavioristas radicais
● Comportamento operante e respondente
● Tipos de aprendizagem: generalização e discriminação
● Técnicas de reforço, extinção, punição, modelagem e
modelação
● Experimentos
● Teoria aplicada à prática
Biografia de Skinner:
Burrhus Frederic Skinner nasceu em 1904 na Susquehanna,
estado da Pensilvânia, EUA. Se formou em língua inglesa na
Universidade de Nova York antes de iniciar sua carreira de Psicologia
na Universidade de Harvard, onde tomou contato com o behaviorismo.
Durante sua vida se dedicou a experiências com ratos e pombos
paralelamente a produção de livros. Faleceu em 1990 em ativa
militância a favor do Behaviorismo.
1 - Disponível em: <http://filosofiadomarcozero.blogspot.com.br/2014/03/skinner-e-ciencia-do-comportamento.html>. Acesso em: 19 Out. 2014.
Figura 1: Burrhus Frederic Skinner
Behaviorismo:
● Seculo XX
● Oposição ao introspeccionismo
● Uma das três principais correntes da
Psicologia
● Comportamento como objeto de estudo
Behaviorismo Radical
Matos (1995, p. 31) afirma que o “termo radical foi
empregado em dois sentidos: por negar radicalmente (i.e.,
negar absolutamente) a existência de algo que escapa ao
mundo físico, isto é, que não tenha uma existência
identificável no espaço e no tempo (como a mente, a
consciência e a cognição); e por radicalmente aceitar (i.e.,
aceitar integralmente) todos os fenômenos
comportamentais.”
Comportamento Respondente
● Respostas a estímulos
● Estimulo puramente externo
Comportamento Operante
● Comportamento Aprendido
● Comportamento Condicionado
● A manipulação do meio gera uma
manipulação do individuo
● Habito gerado por uma ação do individuo
Técnicas de Reforço e punição
● Consequência de uma ação quando ela é
percebida por quem a pratica
Tipos de aprendizagem -
Generalização
● Novos estímulos, que são de alguma modo
parecidos com os originais, podem produzir
respostas semelhantes à resposta
condicionada;
Tipos de aprendizagem - Discriminação
● É quando se separa o aprendizado, de modo
que se conduz o indivíduo a aprender a
responder a certos estímulos e não responder a
outros
Extinção e Recuperação Espontânea
● Na extinção há um enfraquecimento da
resposta condicionada na ausência do estímulo
condicionado;
● Quando uma resposta condicionada reaparece
após um intervalo de tempo sem o
condicionado chama-se recuperação
espontânea.
Modelagem e Modelação
● Modelagem: São determinadas etapas para
que aos poucos seja alcançando o
comportamento final desejado.
(Aproximações sucessivas);
● Modelação: O aprendizado ocorre por
observação e imitação.
Experimentos - Caixas de Skinner
Pequenos ambientes controlados e fechados, usados
para testas as reações dos animais de laboratórios a
estímulos;
1 - Disponível em: <http://thebehavior.blogspot.com.br/2011/05/o-que-e-caixa-de-skinner.html>. Acesso em: 19 Out. 2014.
Figura 2: Caixa de Skinner
Teoria aplicada à Pratica
● Skinner realizou tanto experiências com animais
quanto com crianças.
● Defendia que aos alunos deveriam ser dadas
razões positivas para estudar e não era correto a
punição;
● Incentivava a produção de materiais didáticos que
permitissem que os alunos estudassem sozinhos,
sempre os estimulando e reforçando essa prática
Teoria aplicada à Pratica
● A aprendizagem ocorre através de uma
série de estímulos e esforços, de modo a se
tornar mecanizada.
Referências:
● FREITAS, M. T. A Vygotsky e Bakhtin- Psicologia e educação: um intertexto. S. Paulo/Juiz de Fora:
Ática/EDUFJF,1994.
● SKINNER, B. F. Sobre o behaviorismo. São Paulo, SP: Cultrix, 1974.
● MATOS, Maria Amélia. Behaviorismo metodológico e behaviorismo radical.
● RANGE, B. Psicoterapia comportamental e cognitiva. Campinas:Psy II 1995
http://www.uneb.br/salvador/dedc/files/2011/05/Monografia-Jenifer-Satie-Vaz-Ogasawara.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
CatarinaNeivas
 
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos BásicosAula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 

Mais procurados (20)

Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
 
O behaviorismo 2
O  behaviorismo 2O  behaviorismo 2
O behaviorismo 2
 
Teoria Comportamental
Teoria  ComportamentalTeoria  Comportamental
Teoria Comportamental
 
Comportamentalismo ou Behaviorismo
Comportamentalismo ou BehaviorismoComportamentalismo ou Behaviorismo
Comportamentalismo ou Behaviorismo
 
Trabalho slides behavorismo 2014
Trabalho slides behavorismo 2014Trabalho slides behavorismo 2014
Trabalho slides behavorismo 2014
 
Behaviorismo clássico e teóricos
Behaviorismo clássico e teóricosBehaviorismo clássico e teóricos
Behaviorismo clássico e teóricos
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
 
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
 
Comportamento Respondente - Ivan Pavlov
Comportamento Respondente - Ivan PavlovComportamento Respondente - Ivan Pavlov
Comportamento Respondente - Ivan Pavlov
 
O reflexo inato
O reflexo inato O reflexo inato
O reflexo inato
 
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos BásicosAula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
 
teorias da personalidade - Carl Rogers
teorias da personalidade - Carl Rogersteorias da personalidade - Carl Rogers
teorias da personalidade - Carl Rogers
 
Aula 3 behaviorismos
Aula 3   behaviorismosAula 3   behaviorismos
Aula 3 behaviorismos
 
Aula 2 O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Aula 2   O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamentoAula 2   O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Aula 2 O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
 
Teoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Teoria da Aprendizagem Social - Albert BanduraTeoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Teoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
 
Behaviorismo
BehaviorismoBehaviorismo
Behaviorismo
 
Aprendizagem Social Bandura
Aprendizagem Social BanduraAprendizagem Social Bandura
Aprendizagem Social Bandura
 

Destaque

Behaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondenteBehaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondente
Talita Queiroz
 
Ivan Pavlov
Ivan PavlovIvan Pavlov
Ivan Pavlov
Valéria
 
Teorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalhoTeorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalho
Roseli2012
 
Dificuldades de Aprendizagem
Dificuldades de AprendizagemDificuldades de Aprendizagem
Dificuldades de Aprendizagem
daniferrao2010
 
Principais teorias da aprendizagem
Principais teorias da aprendizagemPrincipais teorias da aprendizagem
Principais teorias da aprendizagem
cristina-ricardo
 
Palestra a terapia cognitivo comportamental
Palestra   a terapia cognitivo comportamentalPalestra   a terapia cognitivo comportamental
Palestra a terapia cognitivo comportamental
Erika Barreto
 

Destaque (20)

Burrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinnerBurrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinner
 
Teorias Behavioristas
Teorias BehavioristasTeorias Behavioristas
Teorias Behavioristas
 
Behaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondenteBehaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondente
 
Teoria Behaviorista
Teoria BehavioristaTeoria Behaviorista
Teoria Behaviorista
 
Watson e o Behaviorismo
Watson e o BehaviorismoWatson e o Behaviorismo
Watson e o Behaviorismo
 
Skinner
SkinnerSkinner
Skinner
 
Relatório - Reforço contínuo e extinção de um comportamento
Relatório - Reforço contínuo e extinção de um comportamentoRelatório - Reforço contínuo e extinção de um comportamento
Relatório - Reforço contínuo e extinção de um comportamento
 
Manual e formador
Manual e formadorManual e formador
Manual e formador
 
A apropriação do operacionismo pelo behaviorismo radical de
A apropriação do operacionismo pelo behaviorismo radical deA apropriação do operacionismo pelo behaviorismo radical de
A apropriação do operacionismo pelo behaviorismo radical de
 
Watson e o behaviorismo
Watson e o behaviorismoWatson e o behaviorismo
Watson e o behaviorismo
 
Behaviorismo - Período Pós Fundação
Behaviorismo - Período Pós FundaçãoBehaviorismo - Período Pós Fundação
Behaviorismo - Período Pós Fundação
 
Ivan Pavlov
Ivan PavlovIvan Pavlov
Ivan Pavlov
 
Teorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalhoTeorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalho
 
Discriminação e controle de estímulos 2
Discriminação e controle de estímulos 2Discriminação e controle de estímulos 2
Discriminação e controle de estímulos 2
 
Lição 9: Mulheres na Bíblia Febe e eu
Lição 9: Mulheres na Bíblia Febe e euLição 9: Mulheres na Bíblia Febe e eu
Lição 9: Mulheres na Bíblia Febe e eu
 
Aprendizagem e memória
Aprendizagem e memóriaAprendizagem e memória
Aprendizagem e memória
 
Dificuldades de Aprendizagem
Dificuldades de AprendizagemDificuldades de Aprendizagem
Dificuldades de Aprendizagem
 
Condicionamento operante
Condicionamento operanteCondicionamento operante
Condicionamento operante
 
Principais teorias da aprendizagem
Principais teorias da aprendizagemPrincipais teorias da aprendizagem
Principais teorias da aprendizagem
 
Palestra a terapia cognitivo comportamental
Palestra   a terapia cognitivo comportamentalPalestra   a terapia cognitivo comportamental
Palestra a terapia cognitivo comportamental
 

Semelhante a Behaviorismo de Skinner

Teorias da psicologia
Teorias da  psicologiaTeorias da  psicologia
Teorias da psicologia
guest277152fb
 
Monografia sobre teorias de aprendizagem
Monografia sobre teorias de aprendizagemMonografia sobre teorias de aprendizagem
Monografia sobre teorias de aprendizagem
Gracieli Henicka
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
SUZILEY
 
Teorias Pedagógica de Aprendizagem
Teorias Pedagógica de AprendizagemTeorias Pedagógica de Aprendizagem
Teorias Pedagógica de Aprendizagem
Sabrina Mariana
 

Semelhante a Behaviorismo de Skinner (20)

O método das ciências humanas
O método das ciências humanasO método das ciências humanas
O método das ciências humanas
 
slides Introdução à psicologia.ppt
slides Introdução à psicologia.pptslides Introdução à psicologia.ppt
slides Introdução à psicologia.ppt
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
 
historia da tcc
historia da tcchistoria da tcc
historia da tcc
 
Aprendizagem Social
Aprendizagem SocialAprendizagem Social
Aprendizagem Social
 
Estilos de aprendizagem
 Estilos de aprendizagem Estilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagem
 
Psicologia Moderna (estudos)
Psicologia Moderna (estudos)Psicologia Moderna (estudos)
Psicologia Moderna (estudos)
 
Psicologia geral fabiola
Psicologia geral fabiolaPsicologia geral fabiola
Psicologia geral fabiola
 
Psicologia Jurídica (Aula II)
Psicologia Jurídica (Aula II)Psicologia Jurídica (Aula II)
Psicologia Jurídica (Aula II)
 
Teorias da Aprendizagen
Teorias da AprendizagenTeorias da Aprendizagen
Teorias da Aprendizagen
 
Teorias da psicologia
Teorias da  psicologiaTeorias da  psicologia
Teorias da psicologia
 
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docxTrabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
 
Monografia sobre teorias de aprendizagem
Monografia sobre teorias de aprendizagemMonografia sobre teorias de aprendizagem
Monografia sobre teorias de aprendizagem
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Aprendizagens Comportamentais.ppt
Aprendizagens Comportamentais.pptAprendizagens Comportamentais.ppt
Aprendizagens Comportamentais.ppt
 
Behaviorismo filosófico
Behaviorismo filosóficoBehaviorismo filosófico
Behaviorismo filosófico
 
TEORIA DA APRENDIZAGEM POR MODELAGEM.docx
TEORIA DA APRENDIZAGEM POR MODELAGEM.docxTEORIA DA APRENDIZAGEM POR MODELAGEM.docx
TEORIA DA APRENDIZAGEM POR MODELAGEM.docx
 
Cap 3 Teorias da aprendizagem
Cap 3   Teorias da aprendizagemCap 3   Teorias da aprendizagem
Cap 3 Teorias da aprendizagem
 
Teorias Pedagógica de Aprendizagem
Teorias Pedagógica de AprendizagemTeorias Pedagógica de Aprendizagem
Teorias Pedagógica de Aprendizagem
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 

Mais de Lucas Vinícius

Mais de Lucas Vinícius (17)

A Evolução das Distribuições de SistemaOperacional Linux Patrocinados pela Em...
A Evolução das Distribuições de SistemaOperacional Linux Patrocinados pela Em...A Evolução das Distribuições de SistemaOperacional Linux Patrocinados pela Em...
A Evolução das Distribuições de SistemaOperacional Linux Patrocinados pela Em...
 
Como utilizar windows management instrumentation com a linguagem vb script
Como utilizar windows management instrumentation com a linguagem vb scriptComo utilizar windows management instrumentation com a linguagem vb script
Como utilizar windows management instrumentation com a linguagem vb script
 
Probabilidade e estatística - Variáveis Aleatórias
Probabilidade e estatística - Variáveis AleatóriasProbabilidade e estatística - Variáveis Aleatórias
Probabilidade e estatística - Variáveis Aleatórias
 
A robustez de circuitos sequenciais
A robustez de circuitos sequenciaisA robustez de circuitos sequenciais
A robustez de circuitos sequenciais
 
Definição de marketing e suas implicações
Definição de marketing e suas implicaçõesDefinição de marketing e suas implicações
Definição de marketing e suas implicações
 
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagemTeorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
 
Ruído em higiene e segurança no trabalho
Ruído em  higiene e segurança no trabalhoRuído em  higiene e segurança no trabalho
Ruído em higiene e segurança no trabalho
 
Rethinking main memory oltp recovery
Rethinking main memory oltp recoveryRethinking main memory oltp recovery
Rethinking main memory oltp recovery
 
Gerenciamento de processos Linux
Gerenciamento de processos LinuxGerenciamento de processos Linux
Gerenciamento de processos Linux
 
Problemas clássicos de comunicação interprocessos
Problemas clássicos de comunicação interprocessosProblemas clássicos de comunicação interprocessos
Problemas clássicos de comunicação interprocessos
 
Prevenção, proteção e combate ao incêndio de classe A
Prevenção, proteção e combate ao incêndio de classe APrevenção, proteção e combate ao incêndio de classe A
Prevenção, proteção e combate ao incêndio de classe A
 
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de FreudFases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
 
Telefone sem fio - um problema de má comunicação
Telefone sem fio - um problema de má comunicaçãoTelefone sem fio - um problema de má comunicação
Telefone sem fio - um problema de má comunicação
 
Pesquisas envolvendo seres humanos
Pesquisas envolvendo seres humanosPesquisas envolvendo seres humanos
Pesquisas envolvendo seres humanos
 
Complexidade do Algoritmo: Caminho mínimo Floyd Warshall
Complexidade do Algoritmo: Caminho mínimo Floyd WarshallComplexidade do Algoritmo: Caminho mínimo Floyd Warshall
Complexidade do Algoritmo: Caminho mínimo Floyd Warshall
 
Introdução a Simulação de redes Sensores sem fio com Castalia
Introdução a Simulação de redes Sensores sem fio com CastaliaIntrodução a Simulação de redes Sensores sem fio com Castalia
Introdução a Simulação de redes Sensores sem fio com Castalia
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 

Último (20)

Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 

Behaviorismo de Skinner

  • 1. “O comportamento é controlado pelas consequências que o homem tem do ambiente” Behaviorismo de Skinner
  • 2. Roteiro ● Biografia de Skinner ● O que é behaviorismo? ● Contextualização histórica ● Principais conceitos behavioristas radicais ● Comportamento operante e respondente ● Tipos de aprendizagem: generalização e discriminação ● Técnicas de reforço, extinção, punição, modelagem e modelação ● Experimentos ● Teoria aplicada à prática
  • 3. Biografia de Skinner: Burrhus Frederic Skinner nasceu em 1904 na Susquehanna, estado da Pensilvânia, EUA. Se formou em língua inglesa na Universidade de Nova York antes de iniciar sua carreira de Psicologia na Universidade de Harvard, onde tomou contato com o behaviorismo. Durante sua vida se dedicou a experiências com ratos e pombos paralelamente a produção de livros. Faleceu em 1990 em ativa militância a favor do Behaviorismo. 1 - Disponível em: <http://filosofiadomarcozero.blogspot.com.br/2014/03/skinner-e-ciencia-do-comportamento.html>. Acesso em: 19 Out. 2014. Figura 1: Burrhus Frederic Skinner
  • 4. Behaviorismo: ● Seculo XX ● Oposição ao introspeccionismo ● Uma das três principais correntes da Psicologia ● Comportamento como objeto de estudo
  • 5. Behaviorismo Radical Matos (1995, p. 31) afirma que o “termo radical foi empregado em dois sentidos: por negar radicalmente (i.e., negar absolutamente) a existência de algo que escapa ao mundo físico, isto é, que não tenha uma existência identificável no espaço e no tempo (como a mente, a consciência e a cognição); e por radicalmente aceitar (i.e., aceitar integralmente) todos os fenômenos comportamentais.”
  • 6. Comportamento Respondente ● Respostas a estímulos ● Estimulo puramente externo
  • 7. Comportamento Operante ● Comportamento Aprendido ● Comportamento Condicionado ● A manipulação do meio gera uma manipulação do individuo ● Habito gerado por uma ação do individuo
  • 8. Técnicas de Reforço e punição ● Consequência de uma ação quando ela é percebida por quem a pratica
  • 9. Tipos de aprendizagem - Generalização ● Novos estímulos, que são de alguma modo parecidos com os originais, podem produzir respostas semelhantes à resposta condicionada;
  • 10. Tipos de aprendizagem - Discriminação ● É quando se separa o aprendizado, de modo que se conduz o indivíduo a aprender a responder a certos estímulos e não responder a outros
  • 11. Extinção e Recuperação Espontânea ● Na extinção há um enfraquecimento da resposta condicionada na ausência do estímulo condicionado; ● Quando uma resposta condicionada reaparece após um intervalo de tempo sem o condicionado chama-se recuperação espontânea.
  • 12. Modelagem e Modelação ● Modelagem: São determinadas etapas para que aos poucos seja alcançando o comportamento final desejado. (Aproximações sucessivas); ● Modelação: O aprendizado ocorre por observação e imitação.
  • 13. Experimentos - Caixas de Skinner Pequenos ambientes controlados e fechados, usados para testas as reações dos animais de laboratórios a estímulos; 1 - Disponível em: <http://thebehavior.blogspot.com.br/2011/05/o-que-e-caixa-de-skinner.html>. Acesso em: 19 Out. 2014. Figura 2: Caixa de Skinner
  • 14. Teoria aplicada à Pratica ● Skinner realizou tanto experiências com animais quanto com crianças. ● Defendia que aos alunos deveriam ser dadas razões positivas para estudar e não era correto a punição; ● Incentivava a produção de materiais didáticos que permitissem que os alunos estudassem sozinhos, sempre os estimulando e reforçando essa prática
  • 15. Teoria aplicada à Pratica ● A aprendizagem ocorre através de uma série de estímulos e esforços, de modo a se tornar mecanizada.
  • 16. Referências: ● FREITAS, M. T. A Vygotsky e Bakhtin- Psicologia e educação: um intertexto. S. Paulo/Juiz de Fora: Ática/EDUFJF,1994. ● SKINNER, B. F. Sobre o behaviorismo. São Paulo, SP: Cultrix, 1974. ● MATOS, Maria Amélia. Behaviorismo metodológico e behaviorismo radical. ● RANGE, B. Psicoterapia comportamental e cognitiva. Campinas:Psy II 1995 http://www.uneb.br/salvador/dedc/files/2011/05/Monografia-Jenifer-Satie-Vaz-Ogasawara.pdf