Aula II Os grandes sistemas teóricos em psicologia

11.922 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Aula II Os grandes sistemas teóricos em psicologia

  1. 1. AULA II – PSICOLOGIAS:OS DIVERSOS OLHARESSOBRE A CONSTRUÇÃODA SUBJETIVIDADE AS PRINCIPAIS TEORIAS DA PSICOLOGIA
  2. 2. Aula II - Conteúdo Tópicos A Psicologia Enquanto um Campo de Estudo Multifacetado: Há muitas psicologias.. O Nascimento da Psicologia enquanto ciência. As principais tendências teóricas do século XX (e XXI): Behaviorismo Psicanálise Humanismo Psicologia Social
  3. 3. Qual o objeto de estudos daPsicologia? “Se dermos a palavra a um psicólogo comportamentalista, ele dirá: ´O objeto de estudo da Psicologia é o comportamento humano´. Se a palavra for dada a um psicólogo psicanalista, ele dirá: „O objeto de estudos da Psicologia é o inconsciente‟. Outros dirão que é a consciência humana, e outros, ainda, a personalidade.” Ana Bahia M. Bock (pag.21)
  4. 4. Diversidade de olhares naPsicologia
  5. 5. Para Refletir: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.” Carl Gustav Jung
  6. 6. O Nascimento da PsicologiaCientifica A Psicologia enquanto um ramo da Filosofia estudava a alma. A Psicologia Científica nasce quando, de acordo com os padrões de ciência do século 19, Wundt preconiza a “psicologia sem alma”. O conhecimento tido como científico passa então a ser aquele produzido em laboratórios, com o uso de instrumentos de observação e medição. Se antes a Psicologia estava subordinada à Filosofia, a partir daquele século ela passa a ligar-se à especialidades da Medicina, que assumira, antes da Psicologia, o método de investigação das ciências naturais como critério rigoroso de construção do conhecimento.
  7. 7. Algumas das principais tendênciasteóricas na Psicologia do século XX :O Behaviorismo; a Gestalt; a Psicanálise; o Humanismo; e a Psicologia Social.
  8. 8. BEHAVIORISMO (ou comportamentalismo)- Nasce com Watson em 1913, e tem um desenvolvimento grande nos Estados Unidos em função de suas aplicações práticas.- Preconiza o comportamento como objeto da Psicologia. (um objeto observável, mensurável, cujos experimentos poderiam ser reproduzidos em diferentes condições e sujeitos.)-Watson buscava a construção de uma “Psicologia sem alma e sem mente”, livre de conceitos mentalistas e de métodos subjetivos, e que tivesse a capacidade de prever e controlar o comportamento humano.
  9. 9. Caixa de Skinner: Condicionamento operante em ratosJ.B. Watson – Experimento sobreReações emocionaiscondicionadas Um dos cães de Pavlov: reflexos ondicionados
  10. 10. Behaviorismo - Uma psicologia com pretensões deobjetividade científica Teoria S-R , ou teoria do estímulo/resposta (Stimulus e Responsio) Organismo/ambiente. A introspecção foi substituída por métodos objetivos (observação e experimentação) Se interessa pelos processos de aprendizagem. (comportamento operante, reforço positivo, negativo) Objetiva a Descrição/ Explicação/Predição/Controle do comportamento Não se interessava a princípio pelo que havia dentro da “Caixa Preta” da mente Tornou-se menos radical nesse aspecto dando origem na década de 70 ao modelo Cognitivo da Mente que hoje é o modelo predominante nas terapias – dando origem àsTerapias Cognitivo-Comportamentais que concebem a mente a partir de um Modelo Computacional.
  11. 11. Filmografia Sugerida:Laranja mecânica. Direção Stanley Kubrick (Inglaterra, 1971) – Olíder de um bando de jovens delinquentes é preso e sofre um processoque visa a eliminação de sua conduta violenta. O filme permite umadiscussão sobre o caráter ético dos limites do Estado no controle daconduta dos cidadãos.
  12. 12. A Psicanálise:
  13. 13. O temo Psicanálise refere-se aum só tempo a:•um método de investigação da mente eseu funcionamento;um sistema teórico sobre a vivência e o•comportamento humano;•um método detratamento psicoterapêutico.
  14. 14. Psicanálise: Uma das maiores aventuras intelectuais do Século XX A Psicanálise nasce na Áustria, nos primeirosanos do Século XX. É uma “invenção” de um médiconeurologista chamado Sigmund Freud. Depois deFreud, a Psicologia passou a abordar o inconsciente, aafetividade, a sexualidade, a subjetividade, temas queantes eram considerados marginais para a ciência que sepretendia objetiva. Isso representou uma verdadeirarevolução que ajudou a redefinir os parâmetros daprópria noção de cientificidade no século XX .
  15. 15. O InconscienteSe fosse preciso concentrar numa palavra a descobertafreudiana, essa palavra seria incontestavelmente“inconsciente”
  16. 16. A Importância de Sigmund FreudForam três as grandes “feridas narcísicas”sofridas pela humanidade. A primeira, a perdade nossa ilusão de estarmos no centro docosmos, gerada pelas descobertas de Copérnicoe pelo reconhecimento pleno do heliocentrismo; a segunda, a “degradante” descobertadarwiniana da evolução das espécies, que deu anosso narcisismo a “má notícia” de que nãosomos criaturas saídas das mãos de umdeus, mas meros descendentes dosprimatas, macacos melhorados; em terceiro lugar, a própria psicanálisefreudiana, que mostrou que “o ego não é rei emsua própria casa” e escancarou o quanto ocomportamento humano é guiado mais porimpulsos inconscientes e pulsões biológicas doque por princípios racionais.” Sigmund Freud
  17. 17. Principais Contribuições da Psicanálise A revalorização da fala e da escuta clínica como estratégia de acesso à subjetividade (antes os médicos tratavam apenas do corpo); A noção de sujeito do inconsciente; Primeira Tópica: consciente, pré-consciente, inconsciente; Segunda Tópica: Id, Ego, Superego; Pulsão de Vida e Pulsão de Morte; Sexualidade infantil e fases do desenvolvimento psicossexual; Mecanismos de defesa; As bases teórica da maior parte das psicoterapias atuais; Explicação de fenômeno psicológicos diversos: sonhos, fantasias, neuroses, ansiedade, fobias, sexualidade.
  18. 18. Os Objetivos da Psicanálise O autoconhecimento, que possibilita lidar com o sofrimento, criar mecanismos de superação das dificuldades, dos conflitos e dos submetimentos em direção a uma produção humana mais autônoma, criativa e gratificante de cada indivíduo, dos grupos, das instituições. Ana M. Bahia Bock
  19. 19. Sugestão Cinematográfica Freud: Além da Alma (1959) Uma biografia romanceada Da vida de Sigmund Freud. Escrita por Jean Paul Sartre, aborda os anos das principais descobertas que levaram à consolidação da psicanálise Sigmund Freud: A Invenção da Psicanálise : Um documentário Produzido pela GNT, aborda os conceitos, o contexto, a relevância e os principais protagonista do período de ouro da Psicanálise
  20. 20. Teoria Humanista
  21. 21. Humanismo: a Terceira Força daPsicologia A psicologia humanista surgiu como uma reação ao determinismo dominante nas outras práticas psicoterapêuticas. ensina que o ser humano possui em si uma força de autorrealização que conduz o indivíduo ao desenvolvimento de uma personalidade criativa e saudável. Essa força inerente a todo ser humano é muitas vezes impedida por fatores externos de se desenvolver plenamente. A psicologia humanista busca, assim, uma humanização da psique, considerando o homem como um ser em processo em construção, detentor de liberdade e poder de escolha.
  22. 22. As Bases Filosóficas doHumanismo Filosoficamente, o Humanismo baseia- se, sobretudo, no existencialismo (Jean-Paul Sartre, Martin Heidegger) bem como na fenomenologia (Edmund Husserl) e na autonomia funcional (Gordon Allport). É uma psicologia voltada a Self que busca compreender o ser humano como um todo indivisível.
  23. 23. O Poder Inato de Autorrealização do Ser HumanoSegundo Carl Rogers: “A hipótese central da abordagem centrada na pessoa é a de que o indivíduo possui dentro de si mesmo vastos recursos para a autocompreensão e para alterar o seu autoconceito, suas atitudes básicas e seu comportamento autodirigido, e estes recursos podem ser liberados se um clima definido de atitudes psicológicas facilitadoras puder ser oferecido.” “A experiência mostrou-me que as pessoas têm, fundamentalmente, uma orientação positiva. (…) Acabei por me convencer de que, quanto mais um indivíduo é compreendido e aceito, maior será a sua tendência tem para abandonar as falsas defesas que empregou para enfrentar a vida, e para progredir num caminho construtivo.”.
  24. 24. Segundo Rogers, as 3 atitudes psicológicas facilitadorasque promovem a liberação da tendência atualizadora são:1 - Congruência – Ser congruente em uma relação significa ser uma pessoa integrada, com a sua experiência real acuradamente representada em sua consciência. A pessoa está congruente quando ela está sendo livre e profundamente ela mesma, quando está vivenciando abertamente os sentimentos e atitudes que estão fluindo de dentro dela. Ser congruente, portanto, significa ser real e genuíno.
  25. 25. 1 - Congruência: “Nas minhas relações com as pessoas descobri que não ajuda, a longo prazo, agir como se eu fosse alguma coisa que eu não sou. ” “Descobri que sou mais eficaz quando posso ouvir a mim mesmo aceitando-me, e quando posso ser eu mesmo. … Julgo que aprendi isto com meus clientes, bem como através da minha experiência pessoal – não podemos mudar, não podemos afastar do que somos enquanto não aceitarmos profundamente o que somos.”
  26. 26. 2 - Consideração positiva incondicional peloOutro  Ter uma experiência de consideração positiva incondicional em relação a outra pessoa significa aceitar calorosamente cada aspecto da experiência desta pessoa. Significa não colocar condições para a aceitação ou para a apreciação desta pessoa. A consideração positiva incondicional implica um cuidado não-possessivo, uma forma de apreciar o outro como uma pessoa individualizada a quem se permite ter os seus próprios sentimentos, suas próprias experiências.
  27. 27. 2 - Consideração positivaincondicional pelo Outro “Atribuo um enorme valor ao fato de poder me permitir compreender uma outra pessoa.” “Verifiquei que me enriquece abrir canais através dos quais os outros possam comunicar os seus sentimentos, a sua particular percepção do mundo”. “É sempre altamente enriquecedor poder aceitar incondicionalmente outra pessoa.”
  28. 28. 3 - Compreensão empática: Compreender empaticamente significa perceber acuradamente o quadro interno de referência da outra pessoa como se fosse o seu próprio, com os seus significados e componentes emocionais, sem, contudo, perder a condição de “como se”.
  29. 29. 3 – Compreensão Empática “Verifiquei que me enriquece abrir canais através dos quais os outros possam comunicar os seus sentimentos, a sua particular percepção do mundo.” “Aquilo que é mais pessoal na experiência humana também é o que há de mais geral.”(“sou humano e nada do que é humano me é estranho” Terêncio)
  30. 30. Carl Rogers:O desenvolvimento do ser humanos se baseia no desenvolvimento do Self :Tornar-se Pessoa/ Terapia Centrada na Pessoa.
  31. 31. A Pirâmide das Necessidades HumanasAbraham MaslowQuando o homem satisfaz suas necessidades básicas ele usa seu potêncial inato ecresce enquanto pessoa autorrealizada.
  32. 32. A Psicologia Social
  33. 33. Psicologia Social: Uma Psicologiaem Construção Surge na segunda metade do século XX, como uma área de aplicação da psicologia para estabelecer uma ponte entre a psicologia e as ciências sociais (sociologia, antropologia, ciência política). O seu objeto de estudo é o comportamento dos indivíduos quando estão em interação: o homem é um ser eminentemente social e a dimensão social é “fundante” do humano.
  34. 34. Psicologia social é a área da Psicologia queprocura estudar a interação social. “A Psicologia social é o estudo das manifestações comportamentais suscitadas pela interação de uma pessoa com outras pessoas, ou pela mera expectativa de tal interação.” Aroldo Rodrigues
  35. 35. Interesses da Psicologia Social: a percepção social; a comunicação; as atitudes; a mudança de atitudes; o processo de socialização; os grupos sociais e os papéis sociais; A consciência social e a “construção social da realidade”, Identidade,
  36. 36. Há duas Psicologias Sociais:1 - A Psicologia Social Tradicional ou Científica: Segue o modelo americano e experimental. Aborda o comportamento social a partir de experimentos de laboratório.2 - A Nova Psicologia Social, ou a Psicologia Social Crítica: Uma Psicologia fundamentalmente Brasileira, questionadora, interdisciplinar e filosófica. Essa psicologia ganhou fôlego na década de 80 e ainda está em construção.
  37. 37. A Nova Psicologia Social O homem é um ser social, que constrói a si próprio, ao mesmo tempo que constrói, com os outros homens, a sociedade e sua história. A nova Psicologia social desvincula-se da tradição norte-americana de ciência pragmática, com intenções de prever o comportamento e manipulá-lo, optando por uma ciência que, ao melhorar a compreensão que se tem da realidade social e humana, permita ao homem transformá-la. Esses aspectos são muito importantes, porque abrem a possibilidade para uma ciência comprometida com a transformação, abandonando de vez os modelos de ciência que servem para justificar a desumanidade existente em nossa sociedade, por considerar naturais todas as desigualdades e formas de exploração.
  38. 38. Sugestão Cinematográfica Os Incompreendidos, 1959 de François Truffaut, conta a história de Antoine Doinel, jovem negligenciado pela escola e pela família que acaba fugindo de casa e cometendo pequenos roubos para sobreviver. O filme aborda a construção social da identidade um delinquente juvenil e faz refletir sobre as influencia da sociedade nos comportamentos desviantes, tema de análise da Psicologia Social

×