SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof: Ma. Kelly da Silva
DIDÁTICA, TENDÊNCIAS
PEDAGÓGICAS E A PRÁXIS
DOCENTE
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
- IFBaiano Concurso Público para Provimento de Cargo de
Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico
Objetivos da aula:
Apresentar a trajetória do desenvolvimento das práticas educacionais, a
influência de elementos sociopolíticos em sua organização e seus
reflexos no desenvolvimento das tendências pedagógicas e na práxis
docente.
 Refletir sobre a trajetória da Didática e seu desenvolvimento na Educação;
 Refletir sobre a função técnico-político–pedagógica da Didática na
formação do educador;
 Posicionar-se criticamente acerca das tendências pedagógicas que
embasam a prática de ensino, bem como suas implicações na ação
pedagógica do professor;
 Situar e caracterizar a inserção da Didática na práxis pedagógica;
 Refletir por meio do desenvolvimento de atividades planejadas de avaliação
sobre quais tendências Pedagógicas circularam e circulam em nossas
escolas.
DIDÁTICA
 É a ciência aplicada na técnica de
ensinar, dirigir e orientar o processo
de ensino-aprendizagem.
 Diversos autores associam o
surgimento da Didática à
consolidação do ensino como uma
atividade planejada. Libâneo
(2013), esclarece, entretanto, que
até meados do século XVII não
podemos falar de Didática, já que
não havia teorias do ensino
consolidadas.
 COMENIUS - “Século XVII, a
educação é um direito natural de
todos.”
João Amós Comênio (1592-
1670)
Didática Magna
 A finalidade da educação é conduzir à felicidade eterna com
Deus, pois é uma força poderosa de regeneração da vida humana.
Consequentemente, a tarefa principal da Didática é estudar essas
características e os métodos de ensino correspondentes, de acordo
com a ordem natural das coisas.” (LIBÂNEO, 2013, p. 58).
 Apesar das novas ideias de Comênio, suas teorias não tem registro
de aplicação. O ensino da época ainda era fruto da idade média,
portanto profundamente ligado a religião e baseado em
metodologias que privilegiavam a repetição como forma de
aprender e a checagem da capacidade de reprodução como
forma de avaliar. Nessas escolas não havia espaço para ideias
próprias dos alunos, o ensino era separado da vida, mesmo porque
ainda era grande o poder da religião na vida social.
Foram ocorrendo intensas mudanças nas formas de
produção, havendo um grande desenvolvimento da
ciência e da cultura. Crescia também “a necessidade de
um ensino ligado às exigências do mundo da produção e
dos negócios e, ao mesmo tempo, um ensino que
contemplasse o livre desenvolvimento das capacidades e
interesses individuais”. (SAVIANI, 2008, p. 78 )
Um século depois, Rousseau (1712-1778) retomaria os
conceitos Comenianos apresentando ideias que os
completavam.
Neste período Jean-Jacques Rosseau destaca que “a
preparação da criança para a vida futura deve
basear-se no estudo das coisas que correspondem às
suas necessidades e interesses atuais. Antes de ensinar
as ciências, elas precisam ser levadas a despertar o
gosto pelo seu estudo”. (LIBÂNEO, 2013, p. 60)
 Rousseau não colocou em prática suas ideias e
nem elaborou uma teoria de ensino. Essa tarefa
coube a um outro pedagogo suíço, Henrique
Pestalozzi (1746-1827).
 Pestalozzi atribuía grande importância ao
método intuitivo, levando os alunos a
desenvolverem o senso de observação, análise
dos objetos e fenômenos e a capacidade da
linguagem, através da qual se expressa em
palavras o resultado das observações. Nisto
constituía a educação intelectual.
Tendências Pedagógicas
 O que são tendências?
 A adoção de uma determinada tendência ou de outra
depende, diretamente, dos condicionantes sócio-
políticos que configuram diferentes concepções de
homem e de sociedade.
 E, consequentemente, diferentes pressupostos sobre o
papel da escola, aprendizagem, relações professor-
alunos, técnicas pedagógicas etc.
 As tendências pedagógicas são divididas em liberais e progressistas.
 A pedagogia liberal acredita que a escola tem a função de preparar
os indivíduos para desempenhar papéis sociais, baseadas nas aptidões
individuais. Dessa forma, o indivíduo deve adaptar-se aos valores e
normas da sociedade de classe, desenvolvendo sua cultura individual.
Com isso as diferenças entre as classes sociais não são consideradas,
já que, a escola não leva em consideração as desigualdades sociais.
Existem quatro tendências. As tendências liberais se dividem em três:
 Tradicional; Renovada Progressivista e Renovada não diretiva,
Tecnicista.
 Já as tendências pedagógicas progressistas analisam de forma critica
as realidades sociais, cuja educação possibilita a compreensão da
realidade histórico-social, explicando o papel do sujeito como um ser
que constrói sua realidade. Ela assume um caráter pedagógico e
político ao mesmo tempo. As tendências Progressistas se dividem em
três:
 Libertadora; Libertária e Crítico Social do Conteúdos.
 Surgimento de Tendências Pedagógicas Contemporâneas
Pedagogia liberal tradicional:
 O papel da escola é a preparação intelectual e moral dos estudantes para
atuar na sociedade.
 •Os conteúdos são os conhecimentos e os valores sociais acumulados pela
cultura como verdades absolutas.
 •O método prevê a exposição e a demonstração verbal da matéria ou o uso
de modelos.
 •A autoridade do professor exige atitude receptiva do aluno.
 •Aprendizagem mecânica e indiferenciada com relação à idade dos
alunos.
 •É comum nas escolas clássicas humanistas ou científicas.
Fonte:tirinhasMafalda
Tendência renovadora progressista:
 O papel da escola é adequar às necessidades individuais dos
alunos ao meio social.
 Os conteúdos são estabelecidos a partir das experiências
vividas pelos alunos frente a situações problema.
 O método prevê experiências, pesquisa e a solução
sistemática de problemas.
 A autoridade do professor é reduzida à condição de auxiliar do
desenvolvimento livre do aluno.
 Aprendizagem é baseada na estimulação e na resolução das
situações problema.
 Autores como Montessori, Decroly, Dewey, Piaget e Lauro de
Oliveira Lima desenvolveram esta tendência.
Tendência renovadora não diretiva:
 O papel da escola é a formação de atitudes.
 Os conteúdos são baseados na busca dos conhecimentos
pelos próprios alunos.
 O método prevê a facilitação da aprendizagem.
 A autoridade do professor deve garantir uma relação de
respeito no processo educativo centralizado no aluno.
 Aprendizagem é baseada na modificação das percepções
da realidade.
 Carl Rogers é um autor desta tendência.
Tendência liberal tecnicista:
 O papel da escola é modelar o comportamento
humano através de tecnologia específica.
 Os conteúdos são informações ordenadas numa
sequências lógica e psicológica.
 O método prevê procedimentos e técnicas para
a transmissão e recepção de informações.
 A autoridade do professor é baseada em uma
relação objetiva como transmissor de informações
que o aluno deve aprender e fixar.
 Aprendizagem é baseada no desempenho.
 A origem é o tecnicismo estadunidense que foi
imposto nas leis 5.540/68 e 5.692/71.
Tendência progressista libertadora:
 O papel da escola é substituído pela atuação em
comunidades em que professores e alunos devem
buscar a consciência social para promover a
transformação social.
 Os conteúdos são temas geradores.
 O método prevê grupos de discussão.
 A autoridade do professor é dividida com o aluno numa
relação horizontal de igualdade.
 Aprendizagem é baseada na resolução da situação
problema.
 Paulo Freire é o fundador desta tendência.
Tendência progressista libertária
 O papel da escola é a transformação da
personalidade num sentido libertário e de auto
gestão.
 Os conteúdos são propostos mas não são
exigidos.
 O método prevê a vivência grupal de
autogestão.
 A autoridade do professor orientador é não
diretiva, porque o aluno é livre para escolher e
decidir.
 Aprendizagem é informal e baseada na
interação grupal.
 Freinet e Arroyo são autores desta tendência
Tendência progressista “crítico social dos conteúdos ou
“histórico crítica”
 O papel da escola é a difusão dos conteúdos.
 Os conteúdos são culturais e universais que foram
incorporados pela humanidade frente à realidade social.
 O método parte da experiência do aluno confrontada com
o saber sistematizada.
 A autoridade do professor mediador é exatamente
estabelecida na mediação entre o conhecimento formal e
o aluno.
 A aprendizagem é baseada nas estruturas cognitivas já
estruturadas no aluno.
 Makarenko, Manacorda e Demerval Saviani são autores
desta tendência.
Correntes Pedagógicas Contemporâneas
 Mais recentemente algumas novas tendências vêm sendo
discutidas, mas ainda parecem carecer de pesquisas que as
caracterizem com nitidez, são estas: a corrente racional-
tecnológica, as neocognitivistas, as sociocríticas, as holísticas e as
pós-modernas.
 Racional-tecnológica: recente, visa atender as necessidades do
sistema produtivo, formando o técnico. Reformulação do
tecnicismo, mas não tem no método o centro do processo. Este
centro encontra-se nos recursos.
 Neocognitivismo: Faz uma busca das teorias cognitivistas para
aperfeiçoá-las. Por um lado traz os conceitos da psicologia
moderna, com a consideração dos processos afetivos. Por outro,
associa o desenvolvimento das ciências cognitivistas, os avanços
tecnológicos, buscando compreender até que ponto é possível
falar de inteligência artificial e dos impactos que este novo
conceito traz na forma como as pessoas aprendem.
As Sociocríticas apresentam diversas abordagens:
 Sociologia Crítica do Currículo: propõe uma revisão dos saberes
escolares respeitando o grupo de alunos com o qual se está
trabalhando.
 Teoria Histórico-cultural: defende que a ação do aprendiz sobre
o meio é mediada pela cultura. Portanto, a educação deve ser
orientada pelas práticas culturais.
 Teoria Sociocultural: similar à teoria histórico-cultural, percebe a
aprendizagem como necessariamente arraigada às práticas
culturais.
 Teoria Sociocognitiva: entende que a aprendizagem se dá pela
interação entre as pessoas. Por isso a escola deve prover tais
situações.
 Teoria da Ação Comunicativa: valoriza a comunicação como
prática pedagógica. Esta comunicação se dá com base no
diálogo e na participação do aprendiz.
 Holística: a visão do todo é a marca da corrente holística.
Nesta concepção a educação não pode ser vista como
algo separado da estrutura social. Diversas linhas são
encontradas dentro dessa visão: a ecopedagogia, a
naturalista.
 Pós-moderna: feminismo, ecologia, homossexualidade,
cultura local, etc... A dificuldade em encontrar conceitos
que sejam amplamente aceitos traz à tona o pós-
modernismo, esta corrente engloba todas que se propõem a
discutir a questão da diferença e o significado das práticas
pedagógicas no respeitodesrespeito a essas diferenças.
 São recentes as correntes contemporâneas, por isso
demandam pesquisas que as aprofundem para que se
conheçam suas manifestações em sala de aula.
ATIVIDADE AVALIATIVA:
 Escolha uma aula que você já tenha tido e procure analisar
cuidadosamente a forma como ela acontece. Em seguida,
tente identificar que concepções de ensino estão presentes.
Para facilitar, tente responder às seguintes questões após
avaliar a aula:
1. Que visão de mundo é construída?
2. Qual visão de homem que é manifestada nessa prática?
3. Como é a relação do professor com os alunos?
4. Qual o entendimento sobre o processo de aprendizagem?
5. Que método de ensino está mais presente?
Respondendo a todas essas perguntas, certamente você
conseguirá encaixar a aula avaliada em uma (ou em várias)
correntes de ensino, debata com os colegas e apresente sua
experiência.
Referências Bibliográficas:
 LIBÂNEO, J.C. Didática. - 2. ed. – São Paulo: Cortez, 2013.
 MALHEIROS, B.T. Didática geral. Rio de Janeiro: LTC, 2012.
 SAVIANI, D. As concepções pedagógicas na História da
Educação Brasileira. ed. rev. e ampl. Campinas, São Paulo:
Autores Associados, 2008. 474 p. (Coleção memória da
educação)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O curriculo
O curriculoO curriculo
O curriculo
Germano Minezes
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
Ulisses Vakirtzis
 
Tendência Pedagógica
Tendência PedagógicaTendência Pedagógica
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional Brasileira
Messias Mota Vieira
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
Andrea Lima
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
Cléo Lima
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Quadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Quadro sinopse das Tendências PedagógicasQuadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Quadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Cristiano Pereira
 
Pedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaPedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomia
Soares Junior
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Marily Oliveira
 
Slide 1 formação de professores princípios e estratégias formativas
Slide 1   formação de professores princípios e estratégias formativasSlide 1   formação de professores princípios e estratégias formativas
Slide 1 formação de professores princípios e estratégias formativas
Shirley Lauria
 
Teorias do Currículo
Teorias do CurrículoTeorias do Currículo
Teorias do Currículo
Maria Do Carmo Polimeno
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
joao jose saraiva da fonseca
 
Planejamento e política educacional
Planejamento e política educacionalPlanejamento e política educacional
Planejamento e política educacional
Jose Arnaldo Silva
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
Ivanderson da Silva
 
Concepções Pedagógicas resumo
Concepções Pedagógicas resumoConcepções Pedagógicas resumo
Concepções Pedagógicas resumo
Débora Silveira
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
Laudiceia Pereira
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
paulamotta
 

Mais procurados (20)

O curriculo
O curriculoO curriculo
O curriculo
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
 
Tendência Pedagógica
Tendência PedagógicaTendência Pedagógica
Tendência Pedagógica
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional Brasileira
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
Quadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Quadro sinopse das Tendências PedagógicasQuadro sinopse das Tendências Pedagógicas
Quadro sinopse das Tendências Pedagógicas
 
Pedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaPedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomia
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
Slide 1 formação de professores princípios e estratégias formativas
Slide 1   formação de professores princípios e estratégias formativasSlide 1   formação de professores princípios e estratégias formativas
Slide 1 formação de professores princípios e estratégias formativas
 
Teorias do Currículo
Teorias do CurrículoTeorias do Currículo
Teorias do Currículo
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
 
Planejamento e política educacional
Planejamento e política educacionalPlanejamento e política educacional
Planejamento e política educacional
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Concepções Pedagógicas resumo
Concepções Pedagógicas resumoConcepções Pedagógicas resumo
Concepções Pedagógicas resumo
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 

Destaque

Tendencia pedagógicas
Tendencia pedagógicasTendencia pedagógicas
Tendencia pedagógicas
hiunday123
 
Correntes Pedagógicas
Correntes PedagógicasCorrentes Pedagógicas
Correntes Pedagógicas
Kogen Gouveia
 
Tabela tendencias pedagógicas
Tabela tendencias pedagógicasTabela tendencias pedagógicas
Tabela tendencias pedagógicas
Leiliane Muller
 
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didáticaTENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
Vinicius O Resiliente
 
As Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes PedagógicasAs Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes Pedagógicas
Jessica Nuvens
 
Feminismo negro
Feminismo negroFeminismo negro
Feminismo negro
Kelly da Silva
 
Excluidos no interior
Excluidos no interiorExcluidos no interior
Excluidos no interior
Kelly da Silva
 
Didática final
Didática finalDidática final
Didática final
Lincoln Tavares
 
Piq planejamento de ensino Dalton Franco
Piq planejamento de ensino Dalton FrancoPiq planejamento de ensino Dalton Franco
Piq planejamento de ensino Dalton Franco
Dalton Franco
 
Apresentação 2 planejamento
Apresentação 2   planejamentoApresentação 2   planejamento
Apresentação 2 planejamento
Lídia Lourinho
 
Planejamento Da Ação Pedagógica 2016
Planejamento Da Ação Pedagógica 2016Planejamento Da Ação Pedagógica 2016
Planejamento Da Ação Pedagógica 2016
nessaprocha
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
Francisco Diassis Bezerra Bezerra
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Abordagem tradicional ou conservadora da educação
Abordagem tradicional ou conservadora da educaçãoAbordagem tradicional ou conservadora da educação
Abordagem tradicional ou conservadora da educação
bisinha
 
A Escola Nova
A Escola Nova A Escola Nova
A Escola Nova
Hudson Frota
 
Trabalho Teorias da Aprendizagem
Trabalho Teorias da Aprendizagem Trabalho Teorias da Aprendizagem
Trabalho Teorias da Aprendizagem
Graziela Peck Campos
 
Tipos de turbinas e bombas turbomáquinas hidráulicas - profª arielly
Tipos de turbinas e bombas   turbomáquinas hidráulicas - profª ariellyTipos de turbinas e bombas   turbomáquinas hidráulicas - profª arielly
Tipos de turbinas e bombas turbomáquinas hidráulicas - profª arielly
Arielly Pereira
 
Didática escola nova e escola contemporânea
Didática   escola nova e escola contemporâneaDidática   escola nova e escola contemporânea
Didática escola nova e escola contemporânea
Kárpio Márcio Siqueira
 
Educação e suas tendências
Educação e suas tendênciasEducação e suas tendências
Educação e suas tendências
Mara Salvucci
 
Abordagem tradicional
Abordagem tradicionalAbordagem tradicional
Abordagem tradicional
catiacamilo2
 

Destaque (20)

Tendencia pedagógicas
Tendencia pedagógicasTendencia pedagógicas
Tendencia pedagógicas
 
Correntes Pedagógicas
Correntes PedagógicasCorrentes Pedagógicas
Correntes Pedagógicas
 
Tabela tendencias pedagógicas
Tabela tendencias pedagógicasTabela tendencias pedagógicas
Tabela tendencias pedagógicas
 
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didáticaTENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
 
As Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes PedagógicasAs Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes Pedagógicas
 
Feminismo negro
Feminismo negroFeminismo negro
Feminismo negro
 
Excluidos no interior
Excluidos no interiorExcluidos no interior
Excluidos no interior
 
Didática final
Didática finalDidática final
Didática final
 
Piq planejamento de ensino Dalton Franco
Piq planejamento de ensino Dalton FrancoPiq planejamento de ensino Dalton Franco
Piq planejamento de ensino Dalton Franco
 
Apresentação 2 planejamento
Apresentação 2   planejamentoApresentação 2   planejamento
Apresentação 2 planejamento
 
Planejamento Da Ação Pedagógica 2016
Planejamento Da Ação Pedagógica 2016Planejamento Da Ação Pedagógica 2016
Planejamento Da Ação Pedagógica 2016
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Abordagem tradicional ou conservadora da educação
Abordagem tradicional ou conservadora da educaçãoAbordagem tradicional ou conservadora da educação
Abordagem tradicional ou conservadora da educação
 
A Escola Nova
A Escola Nova A Escola Nova
A Escola Nova
 
Trabalho Teorias da Aprendizagem
Trabalho Teorias da Aprendizagem Trabalho Teorias da Aprendizagem
Trabalho Teorias da Aprendizagem
 
Tipos de turbinas e bombas turbomáquinas hidráulicas - profª arielly
Tipos de turbinas e bombas   turbomáquinas hidráulicas - profª ariellyTipos de turbinas e bombas   turbomáquinas hidráulicas - profª arielly
Tipos de turbinas e bombas turbomáquinas hidráulicas - profª arielly
 
Didática escola nova e escola contemporânea
Didática   escola nova e escola contemporâneaDidática   escola nova e escola contemporânea
Didática escola nova e escola contemporânea
 
Educação e suas tendências
Educação e suas tendênciasEducação e suas tendências
Educação e suas tendências
 
Abordagem tradicional
Abordagem tradicionalAbordagem tradicional
Abordagem tradicional
 

Semelhante a Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente

Reconstruindo a didática
Reconstruindo a didáticaReconstruindo a didática
Reconstruindo a didática
Talita Flávia
 
Análise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências PedagógicasAnálise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências Pedagógicas
Marina Espósito
 
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
Robson S
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01
Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01
Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01
Luiz Henrique
 
CONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NET
CONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NETCONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NET
CONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NET
Cristina Ferreira
 
As tendências pedagógicas
As tendências pedagógicasAs tendências pedagógicas
conhecendoadidtica_um estudo inicial.ppt
conhecendoadidtica_um estudo inicial.pptconhecendoadidtica_um estudo inicial.ppt
conhecendoadidtica_um estudo inicial.ppt
ThaisJussara
 
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.pptApresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
HelenAndrade21
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Ilvanete Rosa Costa
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Ilvanete Rosa Costa
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópia
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópiaTendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópia
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópia
Alzirene Santos Almeida
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Ilvanete Rosa Costa
 
Tendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdosTendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdos
Colégio Estadual Padre Fernando Gomes de Melo
 
Conhecendo a didática
Conhecendo a didáticaConhecendo a didática
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
Rute Sheila
 
Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01
Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01
Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01
Graça Barros
 
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
 ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
Elicio Lima
 
Curso de didática
Curso de didáticaCurso de didática
Curso de didática
Sebastião Gessy Fonseca
 
Tendências pedagógicas contemporâneas
Tendências pedagógicas contemporâneasTendências pedagógicas contemporâneas
Tendências pedagógicas contemporâneas
Antonio Abrahao Linhares Filho
 

Semelhante a Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente (20)

Reconstruindo a didática
Reconstruindo a didáticaReconstruindo a didática
Reconstruindo a didática
 
Análise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências PedagógicasAnálise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências Pedagógicas
 
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01
Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01
Tendnciaspedaggicas 121210143108-phpapp01
 
CONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NET
CONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NETCONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NET
CONHECENDO A DIDATICA. ENCONTREI NA NET
 
As tendências pedagógicas
As tendências pedagógicasAs tendências pedagógicas
As tendências pedagógicas
 
conhecendoadidtica_um estudo inicial.ppt
conhecendoadidtica_um estudo inicial.pptconhecendoadidtica_um estudo inicial.ppt
conhecendoadidtica_um estudo inicial.ppt
 
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.pptApresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópia
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópiaTendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópia
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - cópia
 
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
Tendnciaspedaggicas 130210234115-phpapp01 - c ópia (1)
 
Tendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdosTendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdos
 
Conhecendo a didática
Conhecendo a didáticaConhecendo a didática
Conhecendo a didática
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01
Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01
Conhecendoadidtica 09-120506132149-phpapp01
 
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
 ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
 
Curso de didática
Curso de didáticaCurso de didática
Curso de didática
 
Tendências pedagógicas contemporâneas
Tendências pedagógicas contemporâneasTendências pedagógicas contemporâneas
Tendências pedagógicas contemporâneas
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente

  • 1. Prof: Ma. Kelly da Silva DIDÁTICA, TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS E A PRÁXIS DOCENTE Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - IFBaiano Concurso Público para Provimento de Cargo de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico
  • 2. Objetivos da aula: Apresentar a trajetória do desenvolvimento das práticas educacionais, a influência de elementos sociopolíticos em sua organização e seus reflexos no desenvolvimento das tendências pedagógicas e na práxis docente.  Refletir sobre a trajetória da Didática e seu desenvolvimento na Educação;  Refletir sobre a função técnico-político–pedagógica da Didática na formação do educador;  Posicionar-se criticamente acerca das tendências pedagógicas que embasam a prática de ensino, bem como suas implicações na ação pedagógica do professor;  Situar e caracterizar a inserção da Didática na práxis pedagógica;  Refletir por meio do desenvolvimento de atividades planejadas de avaliação sobre quais tendências Pedagógicas circularam e circulam em nossas escolas.
  • 3. DIDÁTICA  É a ciência aplicada na técnica de ensinar, dirigir e orientar o processo de ensino-aprendizagem.  Diversos autores associam o surgimento da Didática à consolidação do ensino como uma atividade planejada. Libâneo (2013), esclarece, entretanto, que até meados do século XVII não podemos falar de Didática, já que não havia teorias do ensino consolidadas.  COMENIUS - “Século XVII, a educação é um direito natural de todos.” João Amós Comênio (1592- 1670) Didática Magna
  • 4.  A finalidade da educação é conduzir à felicidade eterna com Deus, pois é uma força poderosa de regeneração da vida humana. Consequentemente, a tarefa principal da Didática é estudar essas características e os métodos de ensino correspondentes, de acordo com a ordem natural das coisas.” (LIBÂNEO, 2013, p. 58).  Apesar das novas ideias de Comênio, suas teorias não tem registro de aplicação. O ensino da época ainda era fruto da idade média, portanto profundamente ligado a religião e baseado em metodologias que privilegiavam a repetição como forma de aprender e a checagem da capacidade de reprodução como forma de avaliar. Nessas escolas não havia espaço para ideias próprias dos alunos, o ensino era separado da vida, mesmo porque ainda era grande o poder da religião na vida social.
  • 5. Foram ocorrendo intensas mudanças nas formas de produção, havendo um grande desenvolvimento da ciência e da cultura. Crescia também “a necessidade de um ensino ligado às exigências do mundo da produção e dos negócios e, ao mesmo tempo, um ensino que contemplasse o livre desenvolvimento das capacidades e interesses individuais”. (SAVIANI, 2008, p. 78 ) Um século depois, Rousseau (1712-1778) retomaria os conceitos Comenianos apresentando ideias que os completavam. Neste período Jean-Jacques Rosseau destaca que “a preparação da criança para a vida futura deve basear-se no estudo das coisas que correspondem às suas necessidades e interesses atuais. Antes de ensinar as ciências, elas precisam ser levadas a despertar o gosto pelo seu estudo”. (LIBÂNEO, 2013, p. 60)
  • 6.  Rousseau não colocou em prática suas ideias e nem elaborou uma teoria de ensino. Essa tarefa coube a um outro pedagogo suíço, Henrique Pestalozzi (1746-1827).  Pestalozzi atribuía grande importância ao método intuitivo, levando os alunos a desenvolverem o senso de observação, análise dos objetos e fenômenos e a capacidade da linguagem, através da qual se expressa em palavras o resultado das observações. Nisto constituía a educação intelectual.
  • 7. Tendências Pedagógicas  O que são tendências?  A adoção de uma determinada tendência ou de outra depende, diretamente, dos condicionantes sócio- políticos que configuram diferentes concepções de homem e de sociedade.  E, consequentemente, diferentes pressupostos sobre o papel da escola, aprendizagem, relações professor- alunos, técnicas pedagógicas etc.
  • 8.  As tendências pedagógicas são divididas em liberais e progressistas.  A pedagogia liberal acredita que a escola tem a função de preparar os indivíduos para desempenhar papéis sociais, baseadas nas aptidões individuais. Dessa forma, o indivíduo deve adaptar-se aos valores e normas da sociedade de classe, desenvolvendo sua cultura individual. Com isso as diferenças entre as classes sociais não são consideradas, já que, a escola não leva em consideração as desigualdades sociais. Existem quatro tendências. As tendências liberais se dividem em três:  Tradicional; Renovada Progressivista e Renovada não diretiva, Tecnicista.  Já as tendências pedagógicas progressistas analisam de forma critica as realidades sociais, cuja educação possibilita a compreensão da realidade histórico-social, explicando o papel do sujeito como um ser que constrói sua realidade. Ela assume um caráter pedagógico e político ao mesmo tempo. As tendências Progressistas se dividem em três:  Libertadora; Libertária e Crítico Social do Conteúdos.  Surgimento de Tendências Pedagógicas Contemporâneas
  • 9. Pedagogia liberal tradicional:  O papel da escola é a preparação intelectual e moral dos estudantes para atuar na sociedade.  •Os conteúdos são os conhecimentos e os valores sociais acumulados pela cultura como verdades absolutas.  •O método prevê a exposição e a demonstração verbal da matéria ou o uso de modelos.  •A autoridade do professor exige atitude receptiva do aluno.  •Aprendizagem mecânica e indiferenciada com relação à idade dos alunos.  •É comum nas escolas clássicas humanistas ou científicas. Fonte:tirinhasMafalda
  • 10. Tendência renovadora progressista:  O papel da escola é adequar às necessidades individuais dos alunos ao meio social.  Os conteúdos são estabelecidos a partir das experiências vividas pelos alunos frente a situações problema.  O método prevê experiências, pesquisa e a solução sistemática de problemas.  A autoridade do professor é reduzida à condição de auxiliar do desenvolvimento livre do aluno.  Aprendizagem é baseada na estimulação e na resolução das situações problema.  Autores como Montessori, Decroly, Dewey, Piaget e Lauro de Oliveira Lima desenvolveram esta tendência.
  • 11. Tendência renovadora não diretiva:  O papel da escola é a formação de atitudes.  Os conteúdos são baseados na busca dos conhecimentos pelos próprios alunos.  O método prevê a facilitação da aprendizagem.  A autoridade do professor deve garantir uma relação de respeito no processo educativo centralizado no aluno.  Aprendizagem é baseada na modificação das percepções da realidade.  Carl Rogers é um autor desta tendência.
  • 12. Tendência liberal tecnicista:  O papel da escola é modelar o comportamento humano através de tecnologia específica.  Os conteúdos são informações ordenadas numa sequências lógica e psicológica.  O método prevê procedimentos e técnicas para a transmissão e recepção de informações.  A autoridade do professor é baseada em uma relação objetiva como transmissor de informações que o aluno deve aprender e fixar.  Aprendizagem é baseada no desempenho.  A origem é o tecnicismo estadunidense que foi imposto nas leis 5.540/68 e 5.692/71.
  • 13. Tendência progressista libertadora:  O papel da escola é substituído pela atuação em comunidades em que professores e alunos devem buscar a consciência social para promover a transformação social.  Os conteúdos são temas geradores.  O método prevê grupos de discussão.  A autoridade do professor é dividida com o aluno numa relação horizontal de igualdade.  Aprendizagem é baseada na resolução da situação problema.  Paulo Freire é o fundador desta tendência.
  • 14. Tendência progressista libertária  O papel da escola é a transformação da personalidade num sentido libertário e de auto gestão.  Os conteúdos são propostos mas não são exigidos.  O método prevê a vivência grupal de autogestão.  A autoridade do professor orientador é não diretiva, porque o aluno é livre para escolher e decidir.  Aprendizagem é informal e baseada na interação grupal.  Freinet e Arroyo são autores desta tendência
  • 15. Tendência progressista “crítico social dos conteúdos ou “histórico crítica”  O papel da escola é a difusão dos conteúdos.  Os conteúdos são culturais e universais que foram incorporados pela humanidade frente à realidade social.  O método parte da experiência do aluno confrontada com o saber sistematizada.  A autoridade do professor mediador é exatamente estabelecida na mediação entre o conhecimento formal e o aluno.  A aprendizagem é baseada nas estruturas cognitivas já estruturadas no aluno.  Makarenko, Manacorda e Demerval Saviani são autores desta tendência.
  • 16. Correntes Pedagógicas Contemporâneas  Mais recentemente algumas novas tendências vêm sendo discutidas, mas ainda parecem carecer de pesquisas que as caracterizem com nitidez, são estas: a corrente racional- tecnológica, as neocognitivistas, as sociocríticas, as holísticas e as pós-modernas.  Racional-tecnológica: recente, visa atender as necessidades do sistema produtivo, formando o técnico. Reformulação do tecnicismo, mas não tem no método o centro do processo. Este centro encontra-se nos recursos.  Neocognitivismo: Faz uma busca das teorias cognitivistas para aperfeiçoá-las. Por um lado traz os conceitos da psicologia moderna, com a consideração dos processos afetivos. Por outro, associa o desenvolvimento das ciências cognitivistas, os avanços tecnológicos, buscando compreender até que ponto é possível falar de inteligência artificial e dos impactos que este novo conceito traz na forma como as pessoas aprendem.
  • 17. As Sociocríticas apresentam diversas abordagens:  Sociologia Crítica do Currículo: propõe uma revisão dos saberes escolares respeitando o grupo de alunos com o qual se está trabalhando.  Teoria Histórico-cultural: defende que a ação do aprendiz sobre o meio é mediada pela cultura. Portanto, a educação deve ser orientada pelas práticas culturais.  Teoria Sociocultural: similar à teoria histórico-cultural, percebe a aprendizagem como necessariamente arraigada às práticas culturais.  Teoria Sociocognitiva: entende que a aprendizagem se dá pela interação entre as pessoas. Por isso a escola deve prover tais situações.  Teoria da Ação Comunicativa: valoriza a comunicação como prática pedagógica. Esta comunicação se dá com base no diálogo e na participação do aprendiz.
  • 18.  Holística: a visão do todo é a marca da corrente holística. Nesta concepção a educação não pode ser vista como algo separado da estrutura social. Diversas linhas são encontradas dentro dessa visão: a ecopedagogia, a naturalista.  Pós-moderna: feminismo, ecologia, homossexualidade, cultura local, etc... A dificuldade em encontrar conceitos que sejam amplamente aceitos traz à tona o pós- modernismo, esta corrente engloba todas que se propõem a discutir a questão da diferença e o significado das práticas pedagógicas no respeitodesrespeito a essas diferenças.  São recentes as correntes contemporâneas, por isso demandam pesquisas que as aprofundem para que se conheçam suas manifestações em sala de aula.
  • 19. ATIVIDADE AVALIATIVA:  Escolha uma aula que você já tenha tido e procure analisar cuidadosamente a forma como ela acontece. Em seguida, tente identificar que concepções de ensino estão presentes. Para facilitar, tente responder às seguintes questões após avaliar a aula: 1. Que visão de mundo é construída? 2. Qual visão de homem que é manifestada nessa prática? 3. Como é a relação do professor com os alunos? 4. Qual o entendimento sobre o processo de aprendizagem? 5. Que método de ensino está mais presente? Respondendo a todas essas perguntas, certamente você conseguirá encaixar a aula avaliada em uma (ou em várias) correntes de ensino, debata com os colegas e apresente sua experiência.
  • 20. Referências Bibliográficas:  LIBÂNEO, J.C. Didática. - 2. ed. – São Paulo: Cortez, 2013.  MALHEIROS, B.T. Didática geral. Rio de Janeiro: LTC, 2012.  SAVIANI, D. As concepções pedagógicas na História da Educação Brasileira. ed. rev. e ampl. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2008. 474 p. (Coleção memória da educação)