SlideShare uma empresa Scribd logo
Ciência, Tecnologia e Sociedade
Aula 4 – Hobsbawn
Vitor Vieira Vasconcelos
BC0602
Fevereiro de 2017
Conteúdo
 Recapitulação das aulas anteriores
 A Era dos Extremos
 Efeitos sociais do desenvolvimento
tecnológico
O que vimos até o momento
 Definição de Ciência, Tecnologia e Sociedade
 Modelo linear e circular de desenvolvimento científico,
tecnológico, econômico e social
 Participação popular nas políticas de C&T
 Controvérsias e Paradigmas Científicas
 Robert Merton
• Ethos Científico
o Universalidade
o Comunismo
o Desinteresse
o Ceticismo Organizado
• Totalitarismo e Democracia no desenvolvimento científico
• Protestantismo e Desenvolvimento da Ciência
• Efeito Mateus na Ciência
Eventos Extraclasse
 Palestra: “Paradigmas conflictivos en la construcción
de conocimiento para la gestión de riesgos y
adaptación al cambio climático en ciudades”
• 13 de março, 17:00
• Alfa 1, Auditório, Campus SBC, UFABC
• Palestrante: Fernando Aragón (IPCC)
As Eras de Eric Hobsbawn
• das Revoluções (1789-1848)
o Revolução Industrial
o Revolução Francesa
• do Capital (1848-1875)
o Economia liberal
• dos Impérios (1875-1914)
o Grandes potências e Colonialismo
• dos Extremos (1914-1991)
o das Catástrofes (1914-1950)
 Guerras Mundiais
 Crise de 1929
o Dourada (1950-1970)
o Desmoronamento (1970-1991)
O Aprendiz de Feiticeiro
 Poema escrito por Johann Wolfgang von Goethe, em
1797.
 Orquestrado pelo compositor Paul Dukas em 1890
 Curta metragem de animação da Disney em 1940
 Relançado em 2000 ao fim da animação Fantasia
https://youtu.be/cqyVZK5yN1E
O Aprendiz de Feiticeiro
 Menção no “Manifesto Comunista”, de Karl Marx e
Friedrich Engels (1848):
“A moderna sociedade burguesa, com suas relações de
produção, de troca e de propriedade, sociedade que
conjurou gigantescos meios de produção e troca,
assemelha-se ao feiticeiro que perdeu o controle dos
poderes infernais que pôs em movimento com suas
palavras mágicas.”
 Como Eric Hobsbawn interpreta a história do
“Aprendiz de Feiticeiro”?
Conclusão da Era dos Extremos
 Não se atreve a tentar prever o que será o século XXI
• Era de incertezas de valores e instituições
• Não se sabe o que virá:
o Teoria do Caos
o Novas descobertas científicas
 Forças geradas pela economia tecnocientífica tem
risco de destruir as fundações materiais da vida
humana
Riscos de Colapso no Século XXI
 Catastrofe:
• Global: matar a maior parte da vida na terra, mas permite
recolonização
• Existencial: extinção da humanidade
 Possíveis riscos?
• Pandemias geneticamente modificadas
• Guerras mundiais (nucleares, biológicas, nanotecnológicas)
• Acidentes científicos (física quântica, nanotecnologia)
• Inteligência artificial
• Modificação da espécie humana (genética, cyborgs)
• Mudanças Climáticas
• Geo-engenharia
BOSTROM, Nick; CIRKOVIC, Milan M. Global catastrophic risks. Oxford University Press, 2011
COTTON-BARRAT, Owen, et al. (2016) Global Catastrophic Risks. Global Challenges Foundation. Available at:
http://globalprioritiesproject.org/wp-content/uploads/2016/04/Global-Catastrophic-Risk-Annual-Report-2016-FINAL.pdf
HAWKING, Stephen. Life in the Universe. Public Lecture. 2016. Available at: http://www.hawking.org.uk/life-in-the-universe.html
Visões criticadas de ciência
 Ateórica
• Descobertas por acaso, sem levar em conta o
contexto educacional do cientista
 Rígida
• Só haveria um método científico
 Ahistórica
• Sem considerar o contexto social passado
(causas e limitações)
 Acumulativa linear
• Ignora crises científicas e revoluções paradigmáticas
CEREZO, J. A. L. et al. Introdução aos estudos CTS. Cadernos de Ibero-América. Ed. OEI, v. 1, p. 172, 2003.
Visões criticadas de ciência
 Individualista
• Esquece a comunidade científica no entorno do
pesquisador
 Elitista
• A ciência só deve ser tratada por
“mentes previlegiadas”
 Socialmente neutra
• Objetivos e valores do cientísta
• Financiamento da pesquisa
CEREZO, J. A. L. et al. Introdução aos estudos CTS. Cadernos de Ibero-América. Ed. OEI, v. 1, p. 172, 2003.
 Causalidade
 Imparcialidade
 Não tomar partido entre:
 Verdade ou falsidade
 Racionalidade ou irracionalidade
 Êxito ou fracasso
 Simetria
 Explicar o que é verdadeiro
 Refutar o que é falso
 Reflexividade
 Possível de ser analisado sociologicamente
12
O que faria um programa forte de
desenvolvimento científico
Bloor, D. (1976/1992) Conocimiento e imaginario social. Barcelona, Gedisa, 1998
Dúvidas?
Comentários?
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
Edenilson Morais
 
O período entreguerras
O período entreguerrasO período entreguerras
O período entreguerras
profnelton
 
6 aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx
6  aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx6  aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx
6 aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx
Andrea Silva
 
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia ContemporâneaAula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Rafael Oliveira
 
O neoliberalismo
O neoliberalismoO neoliberalismo
O neoliberalismo
Rodrigo Baglini
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Munis Pedro
 
Crise Do Capitalismo
Crise Do CapitalismoCrise Do Capitalismo
Crise Do Capitalismo
Carlos Vieira
 
Sociologia espaco urbano_13
Sociologia espaco urbano_13Sociologia espaco urbano_13
Sociologia espaco urbano_13
Loredana Ruffo
 
7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide
Erica Frau
 
Sociologia Capítulo 13 - a democracia no Brasil
Sociologia Capítulo 13 - a democracia no BrasilSociologia Capítulo 13 - a democracia no Brasil
Sociologia Capítulo 13 - a democracia no Brasil
Miro Santos
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
Rosalia Ludwig
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
Janny Vitoriano
 
Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)
Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)
Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)
Paula Meyer Piagentini
 
Sociologia sociologia contemporanea
Sociologia   sociologia contemporaneaSociologia   sociologia contemporanea
Sociologia sociologia contemporanea
Daniele Rubim
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
Materialismo histórico
Materialismo históricoMaterialismo histórico
Materialismo histórico
Beliza Stasinski Lopes
 
Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Beatriz Schnaider Tontini
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
Paula Raphaela
 
2 série ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 16
2 série   ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 162 série   ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 16
2 série ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 16
Antonio Gilberto De Aquino e Silva
 

Mais procurados (20)

Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
 
O período entreguerras
O período entreguerrasO período entreguerras
O período entreguerras
 
6 aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx
6  aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx6  aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx
6 aula A iIndústria cultural e o consumismo.pptx
 
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia ContemporâneaAula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
 
O neoliberalismo
O neoliberalismoO neoliberalismo
O neoliberalismo
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Crise Do Capitalismo
Crise Do CapitalismoCrise Do Capitalismo
Crise Do Capitalismo
 
Sociologia espaco urbano_13
Sociologia espaco urbano_13Sociologia espaco urbano_13
Sociologia espaco urbano_13
 
7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide
 
Sociologia Capítulo 13 - a democracia no Brasil
Sociologia Capítulo 13 - a democracia no BrasilSociologia Capítulo 13 - a democracia no Brasil
Sociologia Capítulo 13 - a democracia no Brasil
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)
Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)
Perguntas de Sociologia (Jogo de Tabuleiro)
 
Sociologia sociologia contemporanea
Sociologia   sociologia contemporaneaSociologia   sociologia contemporanea
Sociologia sociologia contemporanea
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Materialismo histórico
Materialismo históricoMaterialismo histórico
Materialismo histórico
 
Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
 
2 série ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 16
2 série   ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 162 série   ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 16
2 série ética ubuntu - perspectiva africana da moralidade - aula 16
 

Destaque

Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e SociedadeRobert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTSCiência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Georreferenciamento de fotos (geotagging) no Geosetter
Georreferenciamento de fotos (geotagging) no GeosetterGeorreferenciamento de fotos (geotagging) no Geosetter
Georreferenciamento de fotos (geotagging) no Geosetter
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Religião e Sociologia
Religião e SociologiaReligião e Sociologia
Religião e Sociologia
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Regressão Linear I
Regressão Linear IRegressão Linear I
Regressão Linear I
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Regressão Espacial
Regressão EspacialRegressão Espacial
Regressão Espacial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geovisualização Multivariada, Temporal e de Incerteza
Geovisualização Multivariada, Temporal e de IncertezaGeovisualização Multivariada, Temporal e de Incerteza
Geovisualização Multivariada, Temporal e de Incerteza
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Regressão Linear Múltipla
Regressão Linear MúltiplaRegressão Linear Múltipla
Regressão Linear Múltipla
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Autocorrelação espacial - Prática no GEODA
Autocorrelação espacial - Prática no GEODAAutocorrelação espacial - Prática no GEODA
Autocorrelação espacial - Prática no GEODA
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Autocorrelação espacial
Autocorrelação espacialAutocorrelação espacial
Autocorrelação espacial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Prática de Regressão Espacial
Prática de Regressão EspacialPrática de Regressão Espacial
Prática de Regressão Espacial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise de Agrupamentos e Regionalização
Análise de Agrupamentos e RegionalizaçãoAnálise de Agrupamentos e Regionalização
Análise de Agrupamentos e Regionalização
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Escalas: Conceitos e Aplicações
Escalas: Conceitos e AplicaçõesEscalas: Conceitos e Aplicações
Escalas: Conceitos e Aplicações
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Elaboração de Mapas no QGIS
Elaboração de Mapas no QGISElaboração de Mapas no QGIS
Elaboração de Mapas no QGIS
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Prática de Regressão no SPSS
Prática de Regressão no SPSSPrática de Regressão no SPSS
Prática de Regressão no SPSS
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Correlação Estatística
Correlação EstatísticaCorrelação Estatística
Correlação Estatística
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Prática com Infraworks 360 Autodesk
Prática com Infraworks 360 AutodeskPrática com Infraworks 360 Autodesk
Prática com Infraworks 360 Autodesk
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Redes Digitais
Redes DigitaisRedes Digitais
Redes Digitais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 
Sociedade em Rede
Sociedade em RedeSociedade em Rede
Sociedade em Rede
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Destaque (20)

Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e SociedadeRobert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
 
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTSCiência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS
 
Georreferenciamento de fotos (geotagging) no Geosetter
Georreferenciamento de fotos (geotagging) no GeosetterGeorreferenciamento de fotos (geotagging) no Geosetter
Georreferenciamento de fotos (geotagging) no Geosetter
 
Religião e Sociologia
Religião e SociologiaReligião e Sociologia
Religião e Sociologia
 
Regressão Linear I
Regressão Linear IRegressão Linear I
Regressão Linear I
 
Regressão Espacial
Regressão EspacialRegressão Espacial
Regressão Espacial
 
Geovisualização Multivariada, Temporal e de Incerteza
Geovisualização Multivariada, Temporal e de IncertezaGeovisualização Multivariada, Temporal e de Incerteza
Geovisualização Multivariada, Temporal e de Incerteza
 
Regressão Linear Múltipla
Regressão Linear MúltiplaRegressão Linear Múltipla
Regressão Linear Múltipla
 
Autocorrelação espacial - Prática no GEODA
Autocorrelação espacial - Prática no GEODAAutocorrelação espacial - Prática no GEODA
Autocorrelação espacial - Prática no GEODA
 
Autocorrelação espacial
Autocorrelação espacialAutocorrelação espacial
Autocorrelação espacial
 
Prática de Regressão Espacial
Prática de Regressão EspacialPrática de Regressão Espacial
Prática de Regressão Espacial
 
Análise de Agrupamentos e Regionalização
Análise de Agrupamentos e RegionalizaçãoAnálise de Agrupamentos e Regionalização
Análise de Agrupamentos e Regionalização
 
Escalas: Conceitos e Aplicações
Escalas: Conceitos e AplicaçõesEscalas: Conceitos e Aplicações
Escalas: Conceitos e Aplicações
 
Elaboração de Mapas no QGIS
Elaboração de Mapas no QGISElaboração de Mapas no QGIS
Elaboração de Mapas no QGIS
 
Prática de Regressão no SPSS
Prática de Regressão no SPSSPrática de Regressão no SPSS
Prática de Regressão no SPSS
 
Correlação Estatística
Correlação EstatísticaCorrelação Estatística
Correlação Estatística
 
Prática com Infraworks 360 Autodesk
Prática com Infraworks 360 AutodeskPrática com Infraworks 360 Autodesk
Prática com Infraworks 360 Autodesk
 
Redes Digitais
Redes DigitaisRedes Digitais
Redes Digitais
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
Sociedade em Rede
Sociedade em RedeSociedade em Rede
Sociedade em Rede
 

Semelhante a Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn

Aula 9 e 10 karl marx
Aula 9 e 10   karl marxAula 9 e 10   karl marx
Aula 9 e 10 karl marx
professorleo1989
 
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdfAula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Katia Hartmann
 
Capitalismo, ciência, tecnologia e barbárie
Capitalismo, ciência, tecnologia e barbárieCapitalismo, ciência, tecnologia e barbárie
Capitalismo, ciência, tecnologia e barbárie
Fernando Alcoforado
 
Sociologia apresentacao
Sociologia apresentacaoSociologia apresentacao
Sociologia apresentacao
1980261531
 
4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx
4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx
4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx
EdiRuiz3
 
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Gloria Osuna Velasco
 
Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Errico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo Avelino
Errico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo AvelinoErrico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo Avelino
Errico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo Avelino
BlackBlocRJ
 
Postcolonial technoscience
Postcolonial technosciencePostcolonial technoscience
Postcolonial technoscience
dpmenezes
 
Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1
Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1
Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1
Alan Santos
 
Sociologia 1 em aula 03
Sociologia  1 em aula 03Sociologia  1 em aula 03
Sociologia 1 em aula 03
Joao Gumiero
 
Eric Voegelin e as religiões políticas
Eric Voegelin e as religiões políticasEric Voegelin e as religiões políticas
Eric Voegelin e as religiões políticas
Andre Assi Barreto
 
capitulos-01-02.pptx
capitulos-01-02.pptxcapitulos-01-02.pptx
capitulos-01-02.pptx
RODOLFORODRIGUESGOME1
 
Utopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedade
Utopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedadeUtopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedade
Utopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
1. 3º ensino médio
1.   3º  ensino médio1.   3º  ensino médio
1. 3º ensino médio
Matheus Rodrigues
 
Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...
Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...
Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...
Vítor Vieira
 
Teoria da hitória aula basica
Teoria da  hitória aula basicaTeoria da  hitória aula basica
Teoria da hitória aula basica
Wilton Silva
 
Eric voegelin e o cenário político atual
Eric voegelin e o cenário político atualEric voegelin e o cenário político atual
Eric voegelin e o cenário político atual
Andre Assi Barreto
 
Design gráfico 9a aula
Design  gráfico   9a aulaDesign  gráfico   9a aula
Design gráfico 9a aula
Unip e Uniplan
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
Maira Conde
 

Semelhante a Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn (20)

Aula 9 e 10 karl marx
Aula 9 e 10   karl marxAula 9 e 10   karl marx
Aula 9 e 10 karl marx
 
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdfAula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
 
Capitalismo, ciência, tecnologia e barbárie
Capitalismo, ciência, tecnologia e barbárieCapitalismo, ciência, tecnologia e barbárie
Capitalismo, ciência, tecnologia e barbárie
 
Sociologia apresentacao
Sociologia apresentacaoSociologia apresentacao
Sociologia apresentacao
 
4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx
4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx
4º bimestre bioética 2sérieEM.pptx
 
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
 
Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Contemporânea-Prof.Altair Aguilar.
 
Errico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo Avelino
Errico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo AvelinoErrico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo Avelino
Errico Malatesta, Revolta e Ética anarquista - Nildo Avelino
 
Postcolonial technoscience
Postcolonial technosciencePostcolonial technoscience
Postcolonial technoscience
 
Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1
Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1
Filosofia contemporânea-pensamento-do-século-xx-3ª-série1
 
Sociologia 1 em aula 03
Sociologia  1 em aula 03Sociologia  1 em aula 03
Sociologia 1 em aula 03
 
Eric Voegelin e as religiões políticas
Eric Voegelin e as religiões políticasEric Voegelin e as religiões políticas
Eric Voegelin e as religiões políticas
 
capitulos-01-02.pptx
capitulos-01-02.pptxcapitulos-01-02.pptx
capitulos-01-02.pptx
 
Utopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedade
Utopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedadeUtopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedade
Utopias e distopias: o futuro da ciência, tecnologia e sociedade
 
1. 3º ensino médio
1.   3º  ensino médio1.   3º  ensino médio
1. 3º ensino médio
 
Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...
Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...
Breves comentários críticos sobre o conceito de cultura em tempos de Pós-Mode...
 
Teoria da hitória aula basica
Teoria da  hitória aula basicaTeoria da  hitória aula basica
Teoria da hitória aula basica
 
Eric voegelin e o cenário político atual
Eric voegelin e o cenário político atualEric voegelin e o cenário político atual
Eric voegelin e o cenário político atual
 
Design gráfico 9a aula
Design  gráfico   9a aulaDesign  gráfico   9a aula
Design gráfico 9a aula
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Território e Poder
Território e PoderTerritório e Poder
Território e Poder
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
MIgrações
 
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
 
Território e Poder
Território e PoderTerritório e Poder
Território e Poder
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
 

Último

APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 

Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn

  • 1. Ciência, Tecnologia e Sociedade Aula 4 – Hobsbawn Vitor Vieira Vasconcelos BC0602 Fevereiro de 2017
  • 2. Conteúdo  Recapitulação das aulas anteriores  A Era dos Extremos  Efeitos sociais do desenvolvimento tecnológico
  • 3. O que vimos até o momento  Definição de Ciência, Tecnologia e Sociedade  Modelo linear e circular de desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social  Participação popular nas políticas de C&T  Controvérsias e Paradigmas Científicas  Robert Merton • Ethos Científico o Universalidade o Comunismo o Desinteresse o Ceticismo Organizado • Totalitarismo e Democracia no desenvolvimento científico • Protestantismo e Desenvolvimento da Ciência • Efeito Mateus na Ciência
  • 4. Eventos Extraclasse  Palestra: “Paradigmas conflictivos en la construcción de conocimiento para la gestión de riesgos y adaptación al cambio climático en ciudades” • 13 de março, 17:00 • Alfa 1, Auditório, Campus SBC, UFABC • Palestrante: Fernando Aragón (IPCC)
  • 5. As Eras de Eric Hobsbawn • das Revoluções (1789-1848) o Revolução Industrial o Revolução Francesa • do Capital (1848-1875) o Economia liberal • dos Impérios (1875-1914) o Grandes potências e Colonialismo • dos Extremos (1914-1991) o das Catástrofes (1914-1950)  Guerras Mundiais  Crise de 1929 o Dourada (1950-1970) o Desmoronamento (1970-1991)
  • 6. O Aprendiz de Feiticeiro  Poema escrito por Johann Wolfgang von Goethe, em 1797.  Orquestrado pelo compositor Paul Dukas em 1890  Curta metragem de animação da Disney em 1940  Relançado em 2000 ao fim da animação Fantasia https://youtu.be/cqyVZK5yN1E
  • 7. O Aprendiz de Feiticeiro  Menção no “Manifesto Comunista”, de Karl Marx e Friedrich Engels (1848): “A moderna sociedade burguesa, com suas relações de produção, de troca e de propriedade, sociedade que conjurou gigantescos meios de produção e troca, assemelha-se ao feiticeiro que perdeu o controle dos poderes infernais que pôs em movimento com suas palavras mágicas.”  Como Eric Hobsbawn interpreta a história do “Aprendiz de Feiticeiro”?
  • 8. Conclusão da Era dos Extremos  Não se atreve a tentar prever o que será o século XXI • Era de incertezas de valores e instituições • Não se sabe o que virá: o Teoria do Caos o Novas descobertas científicas  Forças geradas pela economia tecnocientífica tem risco de destruir as fundações materiais da vida humana
  • 9. Riscos de Colapso no Século XXI  Catastrofe: • Global: matar a maior parte da vida na terra, mas permite recolonização • Existencial: extinção da humanidade  Possíveis riscos? • Pandemias geneticamente modificadas • Guerras mundiais (nucleares, biológicas, nanotecnológicas) • Acidentes científicos (física quântica, nanotecnologia) • Inteligência artificial • Modificação da espécie humana (genética, cyborgs) • Mudanças Climáticas • Geo-engenharia BOSTROM, Nick; CIRKOVIC, Milan M. Global catastrophic risks. Oxford University Press, 2011 COTTON-BARRAT, Owen, et al. (2016) Global Catastrophic Risks. Global Challenges Foundation. Available at: http://globalprioritiesproject.org/wp-content/uploads/2016/04/Global-Catastrophic-Risk-Annual-Report-2016-FINAL.pdf HAWKING, Stephen. Life in the Universe. Public Lecture. 2016. Available at: http://www.hawking.org.uk/life-in-the-universe.html
  • 10. Visões criticadas de ciência  Ateórica • Descobertas por acaso, sem levar em conta o contexto educacional do cientista  Rígida • Só haveria um método científico  Ahistórica • Sem considerar o contexto social passado (causas e limitações)  Acumulativa linear • Ignora crises científicas e revoluções paradigmáticas CEREZO, J. A. L. et al. Introdução aos estudos CTS. Cadernos de Ibero-América. Ed. OEI, v. 1, p. 172, 2003.
  • 11. Visões criticadas de ciência  Individualista • Esquece a comunidade científica no entorno do pesquisador  Elitista • A ciência só deve ser tratada por “mentes previlegiadas”  Socialmente neutra • Objetivos e valores do cientísta • Financiamento da pesquisa CEREZO, J. A. L. et al. Introdução aos estudos CTS. Cadernos de Ibero-América. Ed. OEI, v. 1, p. 172, 2003.
  • 12.  Causalidade  Imparcialidade  Não tomar partido entre:  Verdade ou falsidade  Racionalidade ou irracionalidade  Êxito ou fracasso  Simetria  Explicar o que é verdadeiro  Refutar o que é falso  Reflexividade  Possível de ser analisado sociologicamente 12 O que faria um programa forte de desenvolvimento científico Bloor, D. (1976/1992) Conocimiento e imaginario social. Barcelona, Gedisa, 1998