SlideShare uma empresa Scribd logo
CORRENTES
SOCIOLÓGICAS
PROFESSORA ESP. PAULA MEYER
SOCIOLOGIA POSITIVISTA
SOCIOLOGIA
MARXISTA
SOCIOLOGIA
COMPREENSIVA
AUGUSTE COMTE
POSITIVISMO
REPRESENTANTES
ÉMILE DURKHEIM
(1798-1857) (1858-1917)
SAINT SIMON
(1760-1825)
• Foi uma corrente filosófica de pensamento
fundada por Auguste Comte em 1840 e que
dominou a cultura européia até a segunda
guerra mundial;
• Princípios reguladores;
• NEUTRALIDADE do sociólogo;
• Conhecimento científico = ÚNICO
conhecimento verdadeiro.
POSITIVISMO
CARACTERÍSTICAS
SAINT SIMON
CONTEXTO HISTÓRICO / BIOGRAFIA (1760-1825)
GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DOS EUA (1775–1783)
APOIO MILITAR DA FRANÇA, QUE DESEJAVA UMA
REVANCHE APÓS A DERROTA IMPOSTA PELA
INGLATERRA NA GUERRA DOS SETE ANOS (1756 -
1763). REVOLUÇÃO FRANCESA (1789)
SAINT SIMON
CARACTERÍSTICAS
• O primeiro a utilizar o termo POSITIVISMO;
• NÃO é considerado um sociólogo;
• Industrialização AUGE do progresso humano;
• Defende uma religião baseada na ciência;
• Só a ciência pode acabar com qualquer crise.
COMTE
CONTEXTO HISTÓRICO / BIOGRAFIA (1798-1857)
ILUMINISMO (XVII e XVIII)
FAMÍLIA CATÓLICA MONARQUISTA
EXPULSO CURSO MEDICINA
(ESCOLA POLITÉCNICA DE PARIS)
COMTE
CARACTERÍSTICAS
• Considerado o “pai” da Sociologia (Física Social);
• Ciência é a salvação da humanidade;
• Perspectiva evolucionista;
• Lei dos três estágios.
IGREJA POSITIVISTA
DURKHEIM
CONTEXTO HISTÓRICO / BIOGRAFIA (1858-1917)
FAMÍLIA JUDIA
INFLUENCIADO POR SPENCER E COMTE
(1859)
DURKHEIM
CARACTERÍSTICAS
• Além de positivista, analisava a sociedade a partir do
FUNCIONALISMO (teoria sociológica que pretende
explicar os fenômenos sociais pela função que
exercem as instituições na sociedade);
• Deixa as individualidades para estudar o TODO;
• Defende a neutralidade;
• Sociologia deveria estudar os FATOS SOCIAIS.
DURKHEIM
SUICÍDIO
ALTRUÍSTA
• Tira sua vida em nome de algo
maior que ele.
EGOÍSTA
• Pessoa que se acha inferior ou
superior a sociedade.
• Não se encaixa na sociedade
ANÔMICO • Suicídio do caos (anomia social)
Correntes Sociológicas
DURKHEIM
SOLIDARIEDADE MECÂNICA x SOLIDARIEDADE ORGÂNICA
SOLIDARIEDADE
MECÂNICA
• SOCIEDADES TRADICIONAIS;
• FUNÇÕES MAIS SIMPLES;
• PARTILHAM DOS MESMOS
VALORES.
SOLIDARIEDADE
ORGÂNICA
• SOCIEDADE MODERNA /
CONTEMPORÂNEA;
• SOCIEDADE MAIS COMPLEXA;
• GRANDE ORGANISMO.
KARL MARX
MARXISMO
REPRESENTANTES
FRIEDRICH ENGELS
(1820 - 1895)(1818 - 1883)
SÉCULO XIX
MARXISMO
CARACTERÍSTICAS
• Conjunto de ideias filosóficas, econômicas,
políticas e sociais que foi elaborado e
desenvolvido por Karl Marx e seu
colaborador, Friedrich Engels em meados de
1848.
MARX
CARACTERÍSTICAS
• Não se preocupa com a elaboração de uma
disciplina sociológica;
• Contrário ao sistema capitalista;
• Práxis / Teoria voltada para AÇÃO;
• Base de análise ECONÔMICA;
• Materialismo Histórico .
MARX
CONCEITOS
MATERIALISMO
HISTÓRICO
Toda a sociedade parte de uma relação econômica.
MAIS VALIA
Valor produzido pelo operário é bem menor do que o
lucro obtido pela burguesia.
FETICHISMO
Objetos de adoração, pessoas passam a consumir
produtos idolatrados.
REIFICAÇÃO DO
TRABALHO
Proletariado é tratado como objeto (coisificação).
MARX
CONCEITOS
MATERIALISMO HISTÓRICO
FETICHISMO REITIFICAÇÃO DO TRABALHO
COMPREENSIVA
REPRESENTANTE
(1864-1920)
MAX WEBER
WEBER
CARACTERÍSTICAS
• Prioriza o indivíduo para ententer o social;
• Não acredita em NEUTRALIDADE;
• Relações sociais (práticas que são mutuamente
aceitas);
• Principal conceito: AÇÃO SOCIAL.
(1864-1920)
REVISÃOLINK: https://professorapaulameyer.blogspot.com.br/2017/03/correntes-sociologicas-resumo-em-forma.htmlAS
REFERÊNCIAS
ALTHUSSER, L. A Favor de Marx. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.
ARON, Raymond. As Etapas do Pensamento Sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
BERGO, Antonio Carlos. O positivismo: caracteres e influência no Brasil. Reflexão, Campinas, ano VIII, n. 25, 1983.
COMTE, Agusto. Curso de filosofia positiva. São Paulo : Abril Cultural, 1978. (Os Pensadores).
DURKHEIM, Émile. Educação e sociologia. 10. ed. São Paulo : Melhora- mentos, 1975.
JINKINGS, Nise. A disciplina de Sociologia no Ensino Médio. Florianópolis: UFSC, 2004, mimeo.
MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. O manifesto do partido comunista. In: COGGIOLA, Osvaldo. (org.). Manifesto do partido
comunista – Karl Marx e Friedrich Engels. São Paulo: Boitempo, 1998.
ORTIZ, Renato. “Durkheim arquiteto e herói fundador”, Revista Brasileira de Ciências Sociais, n° 11, vol.4, outubro de 1989.
SAINT-SIMON, Henri de. Um sonho. In: TEIXEIRA, A. (Org.). Utópicos, heréticos e malditos: os precursores do pensamento
social de nossa época. Rio de Janeiro: Record, 2002. p. 51-56.
WEBER, Max. Economia e Sociedade. Vol 1. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1994
Apostila Filosofia e Sociologia – SAS (2017 - 2018)
OBRIGADA!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Turma Olímpica
 
Os modos de produção
Os modos de produçãoOs modos de produção
Os modos de produção
Davi Gonçalves Valério
 
Durkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weberDurkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weber
Arinaldo Martins
 
Filosofia I - 3º ano
Filosofia I -   3º anoFilosofia I -   3º ano
Filosofia I - 3º ano
Euza Raquel
 
Sociologia no Brasil
Sociologia no BrasilSociologia no Brasil
Sociologia no Brasil
Bruno Barbosa
 
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
e neto
 
As relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeAs relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
jefersondutra08
 
história da sociologia
   história da sociologia   história da sociologia
história da sociologia
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Max Weber - Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
Max Weber - Ética Protestante e o Espírito do CapitalismoMax Weber - Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
Max Weber - Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
Rudolf Rotchild Costa Cavalcante
 
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIAINTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Cap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia HelenísticaCap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia Helenística
José Ferreira Júnior
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
sociofilo2012
 
Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1
Douglas Gregorio
 
Michel Foucalt e o biopoder
Michel Foucalt e o biopoderMichel Foucalt e o biopoder
Michel Foucalt e o biopoder
Colégio Nova Geração COC
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
Alison Nunes
 
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
 
Os modos de produção
Os modos de produçãoOs modos de produção
Os modos de produção
 
Durkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weberDurkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weber
 
Filosofia I - 3º ano
Filosofia I -   3º anoFilosofia I -   3º ano
Filosofia I - 3º ano
 
Sociologia no Brasil
Sociologia no BrasilSociologia no Brasil
Sociologia no Brasil
 
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
 
As relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeAs relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
 
história da sociologia
   história da sociologia   história da sociologia
história da sociologia
 
Max Weber - Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
Max Weber - Ética Protestante e o Espírito do CapitalismoMax Weber - Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
Max Weber - Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
 
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
 
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIAINTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
 
Cap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia HelenísticaCap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia Helenística
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
 
Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1
 
Michel Foucalt e o biopoder
Michel Foucalt e o biopoderMichel Foucalt e o biopoder
Michel Foucalt e o biopoder
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
 
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
 

Semelhante a Correntes Sociológicas

Sociologia linha do tempo
Sociologia linha do tempoSociologia linha do tempo
Sociologia linha do tempo
Flau Amorim
 
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOSCORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
Paula Meyer Piagentini
 
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdfAula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Katia Hartmann
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
Eduaardo Mendes
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
Jucemar Formigoni Candido
 
Slides soc ger_soc_classica
Slides soc ger_soc_classicaSlides soc ger_soc_classica
Slides soc ger_soc_classica
Delziene Jesus
 
Materialismo histórico
Materialismo histórico Materialismo histórico
Materialismo histórico
Colégio Nova Geração COC
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
Ludbms
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
Ludbms
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
Ludbms
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
Ludbms
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
e neto
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
Maira Conde
 
17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial
José Augusto Fiorin
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
eiprofessor
 
Sociologia 1 em aula 03
Sociologia  1 em aula 03Sociologia  1 em aula 03
Sociologia 1 em aula 03
Joao Gumiero
 
Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
unisocionautas
 
Diferenças entre Comunismo, Socialismo e Anarquismo
Diferenças entre Comunismo, Socialismo e AnarquismoDiferenças entre Comunismo, Socialismo e Anarquismo
Diferenças entre Comunismo, Socialismo e Anarquismo
Paula Meyer Piagentini
 

Semelhante a Correntes Sociológicas (20)

Sociologia linha do tempo
Sociologia linha do tempoSociologia linha do tempo
Sociologia linha do tempo
 
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOSCORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
CORRENTES SOCIOLÓGICAS - RESUMO EM FORMA DE TÓPICOS
 
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdfAula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
Aula 1 - Relações sociais e identidade.pdf
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
 
Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
 
Slides soc ger_soc_classica
Slides soc ger_soc_classicaSlides soc ger_soc_classica
Slides soc ger_soc_classica
 
Materialismo histórico
Materialismo histórico Materialismo histórico
Materialismo histórico
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
 
Sociologia 1 em aula 03
Sociologia  1 em aula 03Sociologia  1 em aula 03
Sociologia 1 em aula 03
 
Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
 
Diferenças entre Comunismo, Socialismo e Anarquismo
Diferenças entre Comunismo, Socialismo e AnarquismoDiferenças entre Comunismo, Socialismo e Anarquismo
Diferenças entre Comunismo, Socialismo e Anarquismo
 

Mais de Paula Meyer Piagentini

Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)
Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)
Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)
Paula Meyer Piagentini
 
Modernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando Pessoa
Modernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando PessoaModernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando Pessoa
Modernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando Pessoa
Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Paula Meyer Piagentini
 
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao RomantismoJogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Paula Meyer Piagentini
 
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Paula Meyer Piagentini
 
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Paula Meyer Piagentini
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Paula Meyer Piagentini
 
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no BrasilEscritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Paula Meyer Piagentini
 
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIXTabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Paula Meyer Piagentini
 
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Paula Meyer Piagentini
 
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino MédioMapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Paula Meyer Piagentini
 
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino MédioMapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Paula Meyer Piagentini
 
Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Interpretação Textual (Sétimo Ano)Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Paula Meyer Piagentini
 
Síndromes
Síndromes Síndromes
Dia Internacional das Mulheres
Dia Internacional das MulheresDia Internacional das Mulheres
Dia Internacional das Mulheres
Paula Meyer Piagentini
 
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Paula Meyer Piagentini
 

Mais de Paula Meyer Piagentini (20)

Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)
Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)
Slides sobre o Romantismo (Primeira, Segunda e Terceira Fase)
 
Modernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando Pessoa
Modernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando PessoaModernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando Pessoa
Modernismo em Portugal e os Heterônimos de Fernando Pessoa
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao RomantismoJogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
Jogo Literário: Do Trovadorismo ao Romantismo
 
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Arcadismo (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
 
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no BrasilEscritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
Escritores pertencentes ao Pré-Modernismo no Brasil
 
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIXTabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
Tabela Escolas Literárias Segunda Metade do século XIX
 
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
Escolas Literárias (Segunda Metade do século XIX)
 
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino MédioMapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
Mapa Mental (Humanismo e Classicismo) / Ensino Médio
 
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino MédioMapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
Mapa Conceitual Trovadorismo / Literatura Ensino Médio
 
Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Interpretação Textual (Sétimo Ano)Interpretação Textual (Sétimo Ano)
Interpretação Textual (Sétimo Ano)
 
Síndromes
Síndromes Síndromes
Síndromes
 
Dia Internacional das Mulheres
Dia Internacional das MulheresDia Internacional das Mulheres
Dia Internacional das Mulheres
 
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
Atividade de Interpretação (Projeto Poesia)
 

Último

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 

Último (20)

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 

Correntes Sociológicas

  • 4. • Foi uma corrente filosófica de pensamento fundada por Auguste Comte em 1840 e que dominou a cultura européia até a segunda guerra mundial; • Princípios reguladores; • NEUTRALIDADE do sociólogo; • Conhecimento científico = ÚNICO conhecimento verdadeiro. POSITIVISMO CARACTERÍSTICAS
  • 5. SAINT SIMON CONTEXTO HISTÓRICO / BIOGRAFIA (1760-1825) GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DOS EUA (1775–1783) APOIO MILITAR DA FRANÇA, QUE DESEJAVA UMA REVANCHE APÓS A DERROTA IMPOSTA PELA INGLATERRA NA GUERRA DOS SETE ANOS (1756 - 1763). REVOLUÇÃO FRANCESA (1789)
  • 6. SAINT SIMON CARACTERÍSTICAS • O primeiro a utilizar o termo POSITIVISMO; • NÃO é considerado um sociólogo; • Industrialização AUGE do progresso humano; • Defende uma religião baseada na ciência; • Só a ciência pode acabar com qualquer crise.
  • 7. COMTE CONTEXTO HISTÓRICO / BIOGRAFIA (1798-1857) ILUMINISMO (XVII e XVIII) FAMÍLIA CATÓLICA MONARQUISTA EXPULSO CURSO MEDICINA (ESCOLA POLITÉCNICA DE PARIS)
  • 8. COMTE CARACTERÍSTICAS • Considerado o “pai” da Sociologia (Física Social); • Ciência é a salvação da humanidade; • Perspectiva evolucionista; • Lei dos três estágios.
  • 10. DURKHEIM CONTEXTO HISTÓRICO / BIOGRAFIA (1858-1917) FAMÍLIA JUDIA INFLUENCIADO POR SPENCER E COMTE (1859)
  • 11. DURKHEIM CARACTERÍSTICAS • Além de positivista, analisava a sociedade a partir do FUNCIONALISMO (teoria sociológica que pretende explicar os fenômenos sociais pela função que exercem as instituições na sociedade); • Deixa as individualidades para estudar o TODO; • Defende a neutralidade; • Sociologia deveria estudar os FATOS SOCIAIS.
  • 12. DURKHEIM SUICÍDIO ALTRUÍSTA • Tira sua vida em nome de algo maior que ele. EGOÍSTA • Pessoa que se acha inferior ou superior a sociedade. • Não se encaixa na sociedade ANÔMICO • Suicídio do caos (anomia social)
  • 14. DURKHEIM SOLIDARIEDADE MECÂNICA x SOLIDARIEDADE ORGÂNICA SOLIDARIEDADE MECÂNICA • SOCIEDADES TRADICIONAIS; • FUNÇÕES MAIS SIMPLES; • PARTILHAM DOS MESMOS VALORES. SOLIDARIEDADE ORGÂNICA • SOCIEDADE MODERNA / CONTEMPORÂNEA; • SOCIEDADE MAIS COMPLEXA; • GRANDE ORGANISMO.
  • 16. MARXISMO CARACTERÍSTICAS • Conjunto de ideias filosóficas, econômicas, políticas e sociais que foi elaborado e desenvolvido por Karl Marx e seu colaborador, Friedrich Engels em meados de 1848.
  • 17. MARX CARACTERÍSTICAS • Não se preocupa com a elaboração de uma disciplina sociológica; • Contrário ao sistema capitalista; • Práxis / Teoria voltada para AÇÃO; • Base de análise ECONÔMICA; • Materialismo Histórico .
  • 18. MARX CONCEITOS MATERIALISMO HISTÓRICO Toda a sociedade parte de uma relação econômica. MAIS VALIA Valor produzido pelo operário é bem menor do que o lucro obtido pela burguesia. FETICHISMO Objetos de adoração, pessoas passam a consumir produtos idolatrados. REIFICAÇÃO DO TRABALHO Proletariado é tratado como objeto (coisificação).
  • 21. WEBER CARACTERÍSTICAS • Prioriza o indivíduo para ententer o social; • Não acredita em NEUTRALIDADE; • Relações sociais (práticas que são mutuamente aceitas); • Principal conceito: AÇÃO SOCIAL. (1864-1920)
  • 23. REFERÊNCIAS ALTHUSSER, L. A Favor de Marx. Rio de Janeiro: Zahar, 1979. ARON, Raymond. As Etapas do Pensamento Sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 1997. BERGO, Antonio Carlos. O positivismo: caracteres e influência no Brasil. Reflexão, Campinas, ano VIII, n. 25, 1983. COMTE, Agusto. Curso de filosofia positiva. São Paulo : Abril Cultural, 1978. (Os Pensadores). DURKHEIM, Émile. Educação e sociologia. 10. ed. São Paulo : Melhora- mentos, 1975. JINKINGS, Nise. A disciplina de Sociologia no Ensino Médio. Florianópolis: UFSC, 2004, mimeo. MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. O manifesto do partido comunista. In: COGGIOLA, Osvaldo. (org.). Manifesto do partido comunista – Karl Marx e Friedrich Engels. São Paulo: Boitempo, 1998. ORTIZ, Renato. “Durkheim arquiteto e herói fundador”, Revista Brasileira de Ciências Sociais, n° 11, vol.4, outubro de 1989. SAINT-SIMON, Henri de. Um sonho. In: TEIXEIRA, A. (Org.). Utópicos, heréticos e malditos: os precursores do pensamento social de nossa época. Rio de Janeiro: Record, 2002. p. 51-56. WEBER, Max. Economia e Sociedade. Vol 1. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1994 Apostila Filosofia e Sociologia – SAS (2017 - 2018)