SlideShare uma empresa Scribd logo
Território e Sociedade
Território
Vitor Vieira Vasconcelos
Universidade Federal do ABC
São Bernardo do Campo
Março, 2020
Conteúdo
●
Conceitos sobre território
●
Conceito de Poder
●
Ocupação do território brasileiro
●
Estrangeirização do território
Mojo:
Sentimento de
autoconfiança por sentir-se
confortável em um
ambiente em que pode
expressar os seus instintos
(caçar, comer, limpar-se,
dormir) como seu território
assegurado
Ligação entre o território
e os sentimentos em
relação aos lugares
Galaxy, Jackson; Delgado, Mikel. 2017. Total
Cat Mojo: The Ultimate Guide to Life with
Your Cat. USA: Tarcherperigee
MACFARLANE, K. 2014. Lioness HF012 “Tata”. Kalahari Lion Research. Em: http://www.kalaharilionresearch.org/2014/07/23/lioness-hf012-tata/
50% (azul)→ Território: expulsa outros leões que entrem
95% (laranja) → Área de vida: recursos necessários para sobreviver
Leoa TataLeoa Tata
50%
95%
Parque KalahariTerras privadas
Friedrich Ratzel
●
Espaço vital:
– espaço com os recursos
necessários para a
sobrevivência de um povo
(1844-1904)
●
Darwinismo social
– os povos mais fracos perdem seus
territórios para os povos mais fortes e
se extinguem
Ratzel, F., [1899] 1990. Geografia do homem (Antropogeografia). Ratzel. São Paulo: Ática
Espaço Vital como justificativa alemã nas
1ª e 2ª guerras mundiais
Poster de propaganda nazista (1940)
Hitler, A., 2013. Hitler's Table Talk 1941-1944: Secret Conversations. Enigma Books.
Qual o limite das analogias entre
territórios animais e humanos?
Existiria outra maneira de os alemães sobreviverem sem
ocupar os territórios vizinhos?
Como as raposas marcam seu território
Raposa Rural Raposa Urbana Raposa Urbana Urbana
Território
Primeira aproximação
Espaço definido e delimitado por, e a partir
de, relações de poder
Segunda aproximação
Relações de poder espacialmente
delimitadas, operando sobre um substrato
de referência
Qual é a diferença entre os dois conceitos?
SOUZA, Marcelo L. Os Conceitos Fundamentais da Pesquisa Socioespacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.
Atividade
Para vocês, o que é Poder?
Para vocês, o que é poder?
Para vocês, o que é poder?
Para vocês, o que é poder?
redbubble.com/people/andrewgoodman/works/37347115-vladimir-putin-riding-a-bear?p=poster
Para vocês, o que é poder?
Poder
A capacidade de uma pessoa, ou
algumas pessoas, de realizar a
sua vontade em um ato de
comando, mesmo contra a
resistência de outras pessoas
participando da ação
Max Weber, Ensaios em Sociologia. 1946.
●
Poder
– Autônomo
●
Uma comunidade agindo junta se torna mais
poderosa
– Heterônomo
●
Estruturas desiguais de poder
●
Uns mandam nos outros
●
Anti-Poder
– Violência destruindo as relações sociais e
o poder da comunidade
Arendt, Hannah., 1994. Sobre a violência (1969). Rio de Janeiro: Relume-Dumara.
Castoriadis, Cornelius. Socialismo ou barbárie. O conteúdo do socialismo (1983).
Abordagem
tridimensional do poder
1)Capacidade de influenciar as
decisões durante conflitos
2)Capacidade de controlar o que vai
ser “discutido” ou “esquecido”
3)Capacidade de manipular a opinião
das outras pessoas
Lukes, Stephen. (1974) Power: a radical view. London: Macmillan
Campos de Força
Agentes lutam para
conservar ou transformar
as relações de poder
Relações de poder
Agentes
Posições de poder
querem conservá-lo
Posições periféricas
querem transformá-lo
BOURDIEU, Pierre. A gênese dos conceitos de habitus e de campo. In: BOURDIEU, Pierre.
O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989. p. 59-73.
Foucault
●
Discurso como instrumento de poder
– Forma de influenciar as pessoas
– Maior conhecimento melhor discurso
●
Vigiar e Punir
Estratégias para
monitorar o espaço
e o usar a violência
(física ou simbólica)
em quem transgredir
as regras
Foucault, Michel. Ordem do discurso. Edições Loyola, [1966] 1996.
Foucault, Michel. Vigiar e punir. Leya, [1975] 2014.
Panóptico
https://miro.medium.com/max/480/1*gX1PcSg-FZf32E2P3_O9Pg.jpeg
Poder sobre a mobilidade e a saúde
dos corpos humanos
Foucault, Michel. The History of Sexuality: 1: The Will to Knowledge. Penguin UK, [1978] 2019.
Sociedade Disciplinar
Deixar viver e fazer morrer
Sociedade de Segurança
Fazer viver e deixar morrer
Liberdade aos
cidadãos normais
Punir quem
transgride normas
Obrigar a não
causar riscos a si
e à sociedade
Abandonar certos
grupos a sua
própria sorte
FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. Tradução de Maria Ermantina Galvão. São
Paulo, Martins Fontes, 2016 [1976]. 382 páginas.
Fazer viver
Estratégias de contenção do vírus Corona
https://www.yahoo.com/news/china-puts-13-cities-lockdown-053439122.html
https://gisanddata.maps.arcgis.com/apps/opsdashboard/index.html#/bda7594740fd40299423467b48e9ecf6
Fazer viver
Estratégias de contenção do vírus Corona
Deixar morrer
Limitação de assistência médica em prisões
Mortes em
prisões no
sistema
carcerário
paulista
Spechoto, C. Aumenta número de presos mortos nas cadeias de São Paulo. Terra, 2018.
https://www.terra.com.br/noticias/brasil/politica/aumenta-numero-de-presos-mortos-nas-cadeias-de-sao-paulo,686c29f999ecec057a7a6ab6318cd44btijmfezv.html
Atividade
Analise as
relações de
poder no
quadro ao
lado, usando
os conceitos
de “Poder”
discutidos em
sala
Goya,
Francisco.
(1788) Don
Manuel Osorio
Manrique de
Zúniga.
Porquê as pessoas aceitam se
submeter ao poder de outras?
Atividade
Porquê as pessoas aceitam se
submeter ao poder de outras?
Atividade
Perspectiva Marxista
●
Capitalismo
– Dominação dos donos dos meios de
produção sobre os trabalhadores
●
Ideologia
– Discurso para legitimar o status das classes
sociais dominantes, iludindo os
trabalhadores
– Quando a ideologia não for suficiente, usa-
se a violência física
Chauí, Marilena. O que é ideologia. Brasiliense, 2017.
Tipos de dominação legítima
●
Tradicional
– Respeito aos padrões culturais
– Exemplo: monarquia
●
Carismática
– Devoção a um líder
– Exemplo: profeta religioso
●
Racional
– Regras em organizações públicas e privadas
WEBER, Max. Economia e Sociedade. Fundamentos da Sociologia
Compreensiva. Editora Universidade de Brasília, Brasília, [1922] 2004.
Estabilidade
SentimentoRacionalidade
Liberdade
criatividade
Dominação
tradicional
Liderança
carismática
Burocracia
legal
Burocracia
empresarial
Ação
Social
WEBER, Max. Economia e Sociedade. Fundamentos da Sociologia
Compreensiva. Editora Universidade de Brasília, Brasília, [1922] 2004.
Território
Relações de poder espacialmente
delimitadas, operando sobre um substrato
de referência
Territorialidade
Comportamento com expectativa de
poder/defesa sobre um território
● Relaciona-se com valores quanto ao território:
 Político-econômico
 Identidade
 Afeto
SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de;
GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77- 116.
Atividade
Como os conceitos de poder, território e
territorialidade se relacionam com a figura abaixo?
http://1.bp.blogspot.com/-uL8rp_8uwU8/Ufp3Q3Tj30I/AAAAAAAA_g4/i0Fnk8rv2cs/s1600/1+a+1+a+a+a+a+pa+meu+corpo+meu+territorio.jpg
Espaço pessoal
OK Não OK
Espaço Pessoal
Íntimo
Pessoal
Social Público
Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of
space in public and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc.
Distâncias pessoais mudam com:
Relações entre as pessoas
• Intimidade
• Status e poder
Cultura
Gênero
Contexto de interação
Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of space in public
and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc.
Espaço pessoal nosEspaço pessoal nos
banheiros masculinosbanheiros masculinos
Middlemist, R.D., Knowles, E.S. and Matter, C.F., 1976. Personal space invasions in the lavatory: suggestive
evidence for arousal. Journal of personality and social psychology, 33(5), p.541.
Rawls, S.K., 1988. Restroom usage in selected public buildings and facilities: A comparison of females and
males (Doctoral dissertation, Virginia Polytechnic Institute and State University).
Círculos Sociais e Distância Social
●
Em relação aos membros desse grupo,
você gostaria de:

Se casar?

Ser amigo?

Ser vizinho?

Ser colega de trabalho?

Conviver em sua cidade ou país?

Visitar o país deles?

Proibí-los de visitar o seu país?
Proximidade
Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of space in public
and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc.
Correlação entre Distância social e
Distância Pessoal
Hall, Edward T., 1969.
The hidden dimension.
An anthropologist
examines man's use of
space in public and
private. New York: Anchor
Books; Doubleday &
Company, Inc.
Família
Amigos
Vizinhos
Colegas
Concidadãos
Estrangeiros
Inimigos
DistânciaPessoal
Territorialidade cíclica
SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C.
da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77- 116.
Territorialidade cíclica
SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C.
da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77- 116.
Territorialização
Desterritorialização
Conflito
Reterritorialização
HAESBAERT, R., BRUCE, G. A desterritorialização na obra de Deleuze e Guattari. Geographia, v. 4, n. 7,
p. 7-22, 2009.
Dúvidas?
Comentários?
Obrigado!
Vitor Vieira Vasconcelos
vitor.v.v@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Agricultura no Brasil
Agricultura no BrasilAgricultura no Brasil
Agricultura no Brasil
Vanessa Albano
 
Conceitos geograficos
Conceitos geograficosConceitos geograficos
Conceitos geograficos
João José Ferreira Tojal
 
Pirâmide etária
Pirâmide etáriaPirâmide etária
Pirâmide etária
Vitor Pereira Rodrigues
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
Artur Lara
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
edsonluz
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
Prof.Paulo/geografia
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Cadernizando
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
André Luiz Marques
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Prof. Francesco Torres
 
Territorio e territorialidade
Territorio e territorialidadeTerritorio e territorialidade
Territorio e territorialidade
Atividades Diversas Cláudia
 
Conceitos Da Geografia
Conceitos Da GeografiaConceitos Da Geografia
Conceitos Da Geografia
Luciano Pessanha
 
Organizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisOrganizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiais
Jane Mary Lima Castro
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
Marcos Alencar
 
Espaço urbano
Espaço urbano  Espaço urbano
Espaço urbano
Salageo Cristina
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
Professor
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
Juliana Corvino de Araújo
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
Professor
 
As categorias da geografia
As categorias da geografiaAs categorias da geografia
As categorias da geografia
Jane Mary Lima Castro
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 

Mais procurados (20)

Agricultura no Brasil
Agricultura no BrasilAgricultura no Brasil
Agricultura no Brasil
 
Conceitos geograficos
Conceitos geograficosConceitos geograficos
Conceitos geograficos
 
Pirâmide etária
Pirâmide etáriaPirâmide etária
Pirâmide etária
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Territorio e territorialidade
Territorio e territorialidadeTerritorio e territorialidade
Territorio e territorialidade
 
Conceitos Da Geografia
Conceitos Da GeografiaConceitos Da Geografia
Conceitos Da Geografia
 
Organizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisOrganizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiais
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Espaço urbano
Espaço urbano  Espaço urbano
Espaço urbano
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
 
As categorias da geografia
As categorias da geografiaAs categorias da geografia
As categorias da geografia
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 

Semelhante a Território e Poder

Do sono dogmático revisado
Do sono dogmático revisadoDo sono dogmático revisado
Do sono dogmático revisado
Jusemara
 
Especismo e a percepção dos animais coltro
Especismo e a percepção dos animais   coltroEspecismo e a percepção dos animais   coltro
Especismo e a percepção dos animais coltro
Fábio Coltro
 
2230629 john-zerzan-futuro-primitivo
2230629 john-zerzan-futuro-primitivo2230629 john-zerzan-futuro-primitivo
2230629 john-zerzan-futuro-primitivo
Celso Vieira
 
Sociologia e interações pessoais
Sociologia e interações pessoaisSociologia e interações pessoais
Sociologia e interações pessoais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
2 fil prov. bimestral 2 chamada 3 bimestral
2 fil prov. bimestral    2 chamada 3 bimestral2 fil prov. bimestral    2 chamada 3 bimestral
2 fil prov. bimestral 2 chamada 3 bimestral
Felipe Serra
 
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Max Reygson
 
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Max Reygson
 
Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.
Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.
Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.
Profa. Janaíra França
 
2 fil prov. bimestral 3 bimestre (tipo 2)
2 fil  prov. bimestral  3 bimestre (tipo 2)2 fil  prov. bimestral  3 bimestre (tipo 2)
2 fil prov. bimestral 3 bimestre (tipo 2)
Felipe Serra
 
2 fil prov. bimestral 3 bimestre
2 fil prov. bimestral  3 bimestre2 fil prov. bimestral  3 bimestre
2 fil prov. bimestral 3 bimestre
Felipe Serra
 
59-170-1-PB.pdf
59-170-1-PB.pdf59-170-1-PB.pdf
59-170-1-PB.pdf
Conhecer2
 
Estudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptx
Estudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptxEstudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptx
Estudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Teorias da comunicação 23.05.2011
Teorias da comunicação 23.05.2011Teorias da comunicação 23.05.2011
Teorias da comunicação 23.05.2011
claudiocpaiva
 
Confessionalidade.pptx
Confessionalidade.pptxConfessionalidade.pptx
Confessionalidade.pptx
RenatoRBorges
 
Disseminação do Conhecimento
Disseminação do ConhecimentoDisseminação do Conhecimento
Disseminação do Conhecimento
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Ideologias
IdeologiasIdeologias
Ideologias
GEO TABA
 
Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...
Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...
Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...
Junior Ferreira
 
O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...
O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...
O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...
Sérgio Henrique da Silva Pereira
 
Bloco de atividade iii 2ºano
Bloco de atividade iii 2ºanoBloco de atividade iii 2ºano
Bloco de atividade iii 2ºano
AnatliaMiranda
 
Ideologias1
Ideologias1Ideologias1
Ideologias1
RogataDelGaudio
 

Semelhante a Território e Poder (20)

Do sono dogmático revisado
Do sono dogmático revisadoDo sono dogmático revisado
Do sono dogmático revisado
 
Especismo e a percepção dos animais coltro
Especismo e a percepção dos animais   coltroEspecismo e a percepção dos animais   coltro
Especismo e a percepção dos animais coltro
 
2230629 john-zerzan-futuro-primitivo
2230629 john-zerzan-futuro-primitivo2230629 john-zerzan-futuro-primitivo
2230629 john-zerzan-futuro-primitivo
 
Sociologia e interações pessoais
Sociologia e interações pessoaisSociologia e interações pessoais
Sociologia e interações pessoais
 
2 fil prov. bimestral 2 chamada 3 bimestral
2 fil prov. bimestral    2 chamada 3 bimestral2 fil prov. bimestral    2 chamada 3 bimestral
2 fil prov. bimestral 2 chamada 3 bimestral
 
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
 
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
Crepúsculo do ídolos (Friedrich Nietzsche)
 
Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.
Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.
Seminário Mitos - Mestrado em Comunicação.
 
2 fil prov. bimestral 3 bimestre (tipo 2)
2 fil  prov. bimestral  3 bimestre (tipo 2)2 fil  prov. bimestral  3 bimestre (tipo 2)
2 fil prov. bimestral 3 bimestre (tipo 2)
 
2 fil prov. bimestral 3 bimestre
2 fil prov. bimestral  3 bimestre2 fil prov. bimestral  3 bimestre
2 fil prov. bimestral 3 bimestre
 
59-170-1-PB.pdf
59-170-1-PB.pdf59-170-1-PB.pdf
59-170-1-PB.pdf
 
Estudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptx
Estudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptxEstudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptx
Estudar para Revisão-ENEM-FILO-SOCIO (1).pptx
 
Teorias da comunicação 23.05.2011
Teorias da comunicação 23.05.2011Teorias da comunicação 23.05.2011
Teorias da comunicação 23.05.2011
 
Confessionalidade.pptx
Confessionalidade.pptxConfessionalidade.pptx
Confessionalidade.pptx
 
Disseminação do Conhecimento
Disseminação do ConhecimentoDisseminação do Conhecimento
Disseminação do Conhecimento
 
Ideologias
IdeologiasIdeologias
Ideologias
 
Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...
Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...
Um Índio Didático. Notas para o estudo de representações - Everardo Pereira G...
 
O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...
O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...
O enfraquecimento do Estado Social como forma de perpetuação da marginalizaçã...
 
Bloco de atividade iii 2ºano
Bloco de atividade iii 2ºanoBloco de atividade iii 2ºano
Bloco de atividade iii 2ºano
 
Ideologias1
Ideologias1Ideologias1
Ideologias1
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Lugar, Ambiente, Paisagem e Sentimento
Lugar, Ambiente, Paisagem e SentimentoLugar, Ambiente, Paisagem e Sentimento
Lugar, Ambiente, Paisagem e Sentimento
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
MIgrações
 
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
 
Lugar, Ambiente, Paisagem e Sentimento
Lugar, Ambiente, Paisagem e SentimentoLugar, Ambiente, Paisagem e Sentimento
Lugar, Ambiente, Paisagem e Sentimento
 

Último

Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 

Território e Poder

  • 1. Território e Sociedade Território Vitor Vieira Vasconcelos Universidade Federal do ABC São Bernardo do Campo Março, 2020
  • 2. Conteúdo ● Conceitos sobre território ● Conceito de Poder ● Ocupação do território brasileiro ● Estrangeirização do território
  • 3. Mojo: Sentimento de autoconfiança por sentir-se confortável em um ambiente em que pode expressar os seus instintos (caçar, comer, limpar-se, dormir) como seu território assegurado Ligação entre o território e os sentimentos em relação aos lugares Galaxy, Jackson; Delgado, Mikel. 2017. Total Cat Mojo: The Ultimate Guide to Life with Your Cat. USA: Tarcherperigee
  • 4. MACFARLANE, K. 2014. Lioness HF012 “Tata”. Kalahari Lion Research. Em: http://www.kalaharilionresearch.org/2014/07/23/lioness-hf012-tata/ 50% (azul)→ Território: expulsa outros leões que entrem 95% (laranja) → Área de vida: recursos necessários para sobreviver Leoa TataLeoa Tata 50% 95% Parque KalahariTerras privadas
  • 5. Friedrich Ratzel ● Espaço vital: – espaço com os recursos necessários para a sobrevivência de um povo (1844-1904) ● Darwinismo social – os povos mais fracos perdem seus territórios para os povos mais fortes e se extinguem Ratzel, F., [1899] 1990. Geografia do homem (Antropogeografia). Ratzel. São Paulo: Ática
  • 6. Espaço Vital como justificativa alemã nas 1ª e 2ª guerras mundiais Poster de propaganda nazista (1940) Hitler, A., 2013. Hitler's Table Talk 1941-1944: Secret Conversations. Enigma Books.
  • 7. Qual o limite das analogias entre territórios animais e humanos? Existiria outra maneira de os alemães sobreviverem sem ocupar os territórios vizinhos? Como as raposas marcam seu território Raposa Rural Raposa Urbana Raposa Urbana Urbana
  • 8. Território Primeira aproximação Espaço definido e delimitado por, e a partir de, relações de poder Segunda aproximação Relações de poder espacialmente delimitadas, operando sobre um substrato de referência Qual é a diferença entre os dois conceitos? SOUZA, Marcelo L. Os Conceitos Fundamentais da Pesquisa Socioespacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.
  • 9. Atividade Para vocês, o que é Poder?
  • 10. Para vocês, o que é poder?
  • 11. Para vocês, o que é poder?
  • 12. Para vocês, o que é poder? redbubble.com/people/andrewgoodman/works/37347115-vladimir-putin-riding-a-bear?p=poster
  • 13. Para vocês, o que é poder?
  • 14. Poder A capacidade de uma pessoa, ou algumas pessoas, de realizar a sua vontade em um ato de comando, mesmo contra a resistência de outras pessoas participando da ação Max Weber, Ensaios em Sociologia. 1946.
  • 15. ● Poder – Autônomo ● Uma comunidade agindo junta se torna mais poderosa – Heterônomo ● Estruturas desiguais de poder ● Uns mandam nos outros ● Anti-Poder – Violência destruindo as relações sociais e o poder da comunidade Arendt, Hannah., 1994. Sobre a violência (1969). Rio de Janeiro: Relume-Dumara. Castoriadis, Cornelius. Socialismo ou barbárie. O conteúdo do socialismo (1983).
  • 16. Abordagem tridimensional do poder 1)Capacidade de influenciar as decisões durante conflitos 2)Capacidade de controlar o que vai ser “discutido” ou “esquecido” 3)Capacidade de manipular a opinião das outras pessoas Lukes, Stephen. (1974) Power: a radical view. London: Macmillan
  • 17. Campos de Força Agentes lutam para conservar ou transformar as relações de poder Relações de poder Agentes Posições de poder querem conservá-lo Posições periféricas querem transformá-lo BOURDIEU, Pierre. A gênese dos conceitos de habitus e de campo. In: BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989. p. 59-73.
  • 18. Foucault ● Discurso como instrumento de poder – Forma de influenciar as pessoas – Maior conhecimento melhor discurso ● Vigiar e Punir Estratégias para monitorar o espaço e o usar a violência (física ou simbólica) em quem transgredir as regras Foucault, Michel. Ordem do discurso. Edições Loyola, [1966] 1996. Foucault, Michel. Vigiar e punir. Leya, [1975] 2014. Panóptico
  • 19. https://miro.medium.com/max/480/1*gX1PcSg-FZf32E2P3_O9Pg.jpeg Poder sobre a mobilidade e a saúde dos corpos humanos Foucault, Michel. The History of Sexuality: 1: The Will to Knowledge. Penguin UK, [1978] 2019.
  • 20. Sociedade Disciplinar Deixar viver e fazer morrer Sociedade de Segurança Fazer viver e deixar morrer Liberdade aos cidadãos normais Punir quem transgride normas Obrigar a não causar riscos a si e à sociedade Abandonar certos grupos a sua própria sorte FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo, Martins Fontes, 2016 [1976]. 382 páginas.
  • 21. Fazer viver Estratégias de contenção do vírus Corona https://www.yahoo.com/news/china-puts-13-cities-lockdown-053439122.html
  • 23. Deixar morrer Limitação de assistência médica em prisões Mortes em prisões no sistema carcerário paulista Spechoto, C. Aumenta número de presos mortos nas cadeias de São Paulo. Terra, 2018. https://www.terra.com.br/noticias/brasil/politica/aumenta-numero-de-presos-mortos-nas-cadeias-de-sao-paulo,686c29f999ecec057a7a6ab6318cd44btijmfezv.html
  • 24. Atividade Analise as relações de poder no quadro ao lado, usando os conceitos de “Poder” discutidos em sala Goya, Francisco. (1788) Don Manuel Osorio Manrique de Zúniga.
  • 25. Porquê as pessoas aceitam se submeter ao poder de outras? Atividade
  • 26. Porquê as pessoas aceitam se submeter ao poder de outras? Atividade
  • 27. Perspectiva Marxista ● Capitalismo – Dominação dos donos dos meios de produção sobre os trabalhadores ● Ideologia – Discurso para legitimar o status das classes sociais dominantes, iludindo os trabalhadores – Quando a ideologia não for suficiente, usa- se a violência física Chauí, Marilena. O que é ideologia. Brasiliense, 2017.
  • 28. Tipos de dominação legítima ● Tradicional – Respeito aos padrões culturais – Exemplo: monarquia ● Carismática – Devoção a um líder – Exemplo: profeta religioso ● Racional – Regras em organizações públicas e privadas WEBER, Max. Economia e Sociedade. Fundamentos da Sociologia Compreensiva. Editora Universidade de Brasília, Brasília, [1922] 2004.
  • 30. Território Relações de poder espacialmente delimitadas, operando sobre um substrato de referência Territorialidade Comportamento com expectativa de poder/defesa sobre um território ● Relaciona-se com valores quanto ao território:  Político-econômico  Identidade  Afeto SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77- 116.
  • 31. Atividade Como os conceitos de poder, território e territorialidade se relacionam com a figura abaixo? http://1.bp.blogspot.com/-uL8rp_8uwU8/Ufp3Q3Tj30I/AAAAAAAA_g4/i0Fnk8rv2cs/s1600/1+a+1+a+a+a+a+pa+meu+corpo+meu+territorio.jpg
  • 33. Espaço Pessoal Íntimo Pessoal Social Público Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of space in public and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc.
  • 34. Distâncias pessoais mudam com: Relações entre as pessoas • Intimidade • Status e poder Cultura Gênero Contexto de interação Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of space in public and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc.
  • 35. Espaço pessoal nosEspaço pessoal nos banheiros masculinosbanheiros masculinos Middlemist, R.D., Knowles, E.S. and Matter, C.F., 1976. Personal space invasions in the lavatory: suggestive evidence for arousal. Journal of personality and social psychology, 33(5), p.541. Rawls, S.K., 1988. Restroom usage in selected public buildings and facilities: A comparison of females and males (Doctoral dissertation, Virginia Polytechnic Institute and State University).
  • 36. Círculos Sociais e Distância Social ● Em relação aos membros desse grupo, você gostaria de:  Se casar?  Ser amigo?  Ser vizinho?  Ser colega de trabalho?  Conviver em sua cidade ou país?  Visitar o país deles?  Proibí-los de visitar o seu país? Proximidade Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of space in public and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc.
  • 37. Correlação entre Distância social e Distância Pessoal Hall, Edward T., 1969. The hidden dimension. An anthropologist examines man's use of space in public and private. New York: Anchor Books; Doubleday & Company, Inc. Família Amigos Vizinhos Colegas Concidadãos Estrangeiros Inimigos DistânciaPessoal
  • 38. Territorialidade cíclica SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77- 116.
  • 39. Territorialidade cíclica SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77- 116.
  • 40. Territorialização Desterritorialização Conflito Reterritorialização HAESBAERT, R., BRUCE, G. A desterritorialização na obra de Deleuze e Guattari. Geographia, v. 4, n. 7, p. 7-22, 2009.