História A         As Vanguardas:Roturas com os cânones das artes         e da Literatura
"A arte não reproduz o que vemos.          Ela faz-nos ver.“              Paul Klee
Vanguardas• Vanguarda Cultural:   – movimento inovador que rejeita os cânones estabelecidos     e antecipa tendências post...
FAUVISMO
O fauvismo• Fauvismo:  – corrente vanguardista liderada pelo    pintor Henri Matisse;  – Defende     • o primado da cor na...
O fauvismo• Fauvismo  – a primeira vaga de assalto da arte moderna propriamente    dita;  – O escândalo fauve, provocado p...
Fauvismo     Henri Matisse, Le bonheur de vivre (The Joy of Life)                                                         ...
Fauvismo     Henri Matisse ,Harmony in Red, 1908                                                8               Óleo sobre...
Fauvismo        Henri Matisse , Dance (II), 1910                                                9               Óleo sobre...
FauvismoHenri Matisse, Auto-retrato                       s/d.Museu Real de Belas Artes.   Copenhaga. Dinamarca.          ...
EXPRESSIONISMO
Expressionismo• Expressionismo   – Designa as formas artísticas que     tendem para a expressão subjectiva e     emotiva.•...
Expressionismo• Die Brucke;   – liderados por Ernst Ludwig     Kirchner;   – defendiam uma arte     impulsiva, fortemente ...
Expressionismo• Temáticas abordadas:   – Angústia – Desespero   – Morte -Sexo -Miséria social• Para obterem maior expressi...
Expressionismo        Ernst Ludwig KirchnerGirl Under a Japanese Parasol,                        c. 1909               Óle...
Expressionismo        Ernst Ludwig Kirchner Self-portrait as soldier, 1915               Óleo sobre tela                  ...
Expressionismo    Ernst Ludwig KirchnerSelf-Portrait with Model,               1910/1926           Óleo sobre tela        ...
Otto Dix, Metropolis (Os Noctívagos)            1927-1928
Otto Dix,Memory of the Halls of Mirrors in Brussels                                     1920                          Óleo...
Expressionismo• Der Blaue Reiter;   – liderados por Kandinsky e Franc     Marc;   – O desenho passa a ser menos     pesado...
Wassily Kandinsky, Murnau Street with Women
Wassily Kandinsky, Autumn in Bavaria ,          1908, 33 x 45 cm
Franc Marc, Lenggries Horse Painting
Franc Marc, Cavalos vermelhos
Franc Marc,Cavalo azul I
CUBISMO
Cubismo• Cubismo   – Movimento artístico que rejeita a representação do     objecto em função da percepção óptica e a subs...
Cubismo          Pablo Picasso As meninas de Avignon,                  1907.        Óleo sobre tela.      243,9 x 233,7 cm...
Georges BraqueCasas em Estaque             1918       73 x 60 cm  Coleção Privada
Cubismo• Cubismo analítico:   – Novidade      • destruição completa das leis da perspetiva;   – Desenvolvimento      • Bra...
Cubismo                Georges Braque          Le Sacré-Coeur, 1910.                Óleo sobre tela.                   55....
Cubismo                 Georges Braque            The Emigrant, 1912.                 Óleo sobre tela                     ...
Cubismo                            Pablo PicassoEl Aficionado Sorgues, (El torero), 1912.                        Óleo sobr...
Cubismo          Pablo PicassoSouvenir de Havre 1912.        Óleo sobre tela.                           34            92 x...
Cubismo• Cubismo sintético:   – processo de reconstrução/recriação;   – Elementos fundamentais que resultam do desmantelam...
Cubismo                            Juan Gris              Maisons à Paris, 1911.                     Óleo sobre tela.     ...
Cubismo              Juan GrisLa Table de café, 1912.       Óleo sobre tela.           46 x 38 cm.     The Art Institute. ...
Juan Gris          O Jardim              1916Óleo sobre Madeira        65 x 54 cm
Pablo Picasso                    Natureza morta                      66.4 x 49.6 cm                                1913Mus...
Pablo Picasso    Arlequim        1918
Georges Braque                        O Musico                             1918                 220.8 x 113 cmKunstmuseum ...
Cubismo• Conclusão  – Destruição das leis tradicionais da perspectiva e da    representação, conduzindo à arte abstracta, ...
ABSTRACCIONISMO
Abstraccionismo• Abstraccionismo  – Movimento artístico que rejeita o tema ligado à realidade    concreta, à descrição do ...
Abstraccionismo• Abstraccionismo sensível ou lírico:   – Principal impulsionador – Kandinsky;   – Defende que:      • as f...
Kandinsky, Sem titulo, 1910
47Kandinsky, Composição IV, 1911.
Abstraccionismo Lírico             Kandinsky, Composição VI, 1913.                    Óleo sobre tela.                    ...
Abstraccionismo Lírico                Kandinsky, Mancha Vermelha II, 1921.                           Óleo sobre tela.     ...
Abstraccionismo Lírico               Kandinsky         Kleine Welten IV                     1922.        Litografia a core...
Abstraccionismo• Abstraccionismo geométrico ou  neoplasticismo   – outra via;   – pintor holandês Piet Mondrian:      • Se...
Piet Mondrian          Quadro 1             1921.   Óleo sobre tela   96.5 x 60.5 cm.  Museum LudwigColónia, Alemanha
Abstraccionismo geométrico     Piet Mondrian     Composição 2              1922.    Óleo sobre tela        55 x 53 cm.Muse...
Abstraccionismo geométrico            Piet Mondrian                   Quadro II                    1921-25           Óleo ...
Abstraccionismo geométrico         Piet MondrianComposição com duas linhas, 1931.         112 x 112 cm.Museu Stedelijk de ...
Abstraccionismo• Conclusão:  – A “necessidade interior” de Kandinsky e a “realidade pura”    de Mondrian correspondem a du...
FUTURISMO
Futurismo• Futurismo   – Movimento artístico que se caracteriza pela rejeição total da estética     do passado e pela exal...
Futurismo• Fonte de inspiração   – a estética futurista centra-se na representação do mundo     industrial:      • a cidad...
Futurismo• Características das obras   – A busca de uma solução formal que representasse o     dinamismo conduziu:      • ...
Futurismo                     Bocccioni, Dynamism of a Cyclist, 1913                          Tempera e tinta sobre papel ...
Bocccioni, Charge of the Lancers, 1915             Tempera e colagem sobre cartão32 x 50 cm, Colecção Ricardo e Magda Juck...
Futurismo                 Bocccioni ,The City Rises                  1910, Óleo sobre Tela                     200 cm x 30...
Balla, G,    Menina a correr na Varanda                           1912.                  Óleo sobre tela                  ...
Futurismo                  Balla, G., Dinamismo de cão com trela, 1912.  Óleo sobre tela, Galería de Arte Albright-Knox de...
Bocccioni, Dinamismo do jogador de futebol
DADAÍSMO
Dadaísmo• Dadaísmo  – Movimento de contestação artística que recusa todos os    modelos plásticos e a própria ideia de art...
Dadaísmo• Características   – absurdo;   – pela necessidade compulsiva de destruir os fundamentos     da Arte;   – As obra...
Kurt Schwitters  1887-1948                         Hans Arp                        1886-1966                              ...
Dadaísmo                     Marcel Duchamp    A Roda de Bicicleta, 1913 (cópia)Roda de bicicleta e banco de madeira      ...
Dadaísmo            Marcel DuchampA Fonte, 1917 (desaparecido)          Urinol de porcelana                    Alt. 60 cmM...
Dadaísmo        Marcel Duchamp,“O belo ar de Paris ,”1919.                              74
DadaísmoMarcel Duchamp, O porta garrafas                     75
Dadaísmo                           Marcel Duchamp                           Tortura da morte                              ...
Dadaísmo                   Marcel Duchamp                          L.H.O.O.Q.                               1919.         ...
Dadaísmo                      Marcel Duchamp                 Por favor, toca , 1947.Peito de espuma de borracha e veludo  ...
Marcel Duchamp       Nú a descer a escada                       1912                89 x 146 cmPhiladelphia Museum of Art,...
Otto Dix                  O jogo de cartas                              1920                       87 x 110 cm            ...
Otto Dix      Rua de Praga (em Dresden)                               1920                       101 x 81 cm              ...
Man Ray       Le Violon dIngres                    1924               FotografiaPaul Getty Museum, EUA
Dadaísmo• Objectivo  – Criação da antiarte  – Provocam;     • grande agitação nos meios artísticos com panfletos e artigos...
SURREALISMO
Surrealismo• Surrealismo  – fez a apologia da arte como mecanismo de projecção do    inconsciente, procurando variados mei...
Surrealismo• Influências   – Freud e da psicanálise;   – o “modelo” da arte deslocava-se para o mundo da     interioridade...
Salvador Domingo Felipe Jacinto       Dali i Domènech          1904-1989
Surrealismo• Características   – importância conferida no inconsciente;   – Não se prende com querelas formais, cada um, e...
Surrealismo                       Salvador Dali     Ruína com cabeça de Medusa e                    paisagem, 1941.       ...
Surrealismo                 Salvador Dali      Aranha de noite... Esperança, 1940.                Óleo sobre tela         ...
Surrealismo              Salvador DaliPremonição da Guerra Civil,                     1936.            Óleo sobre tela    ...
Surrealismo Salvador Dali, O Sonho, 1937       Óleo sobre tela          51 x 78 cm            92       Coleção privada
Surrealismo                Salvador DaliCristo de San Juan de la Cruz                        1951             Óleo sobre t...
Surrealismo          Salvador DaliO Cristo de Gala, 1978.        Óleo sobre tela         100 x 100 cm.                  94...
Surrealismo               Salvador Dali    Auto-retrato macio com              toucinho frito                       1941  ...
Surrealismo               Salvador Dali   Retrato de Picasso, 1947.            Óleo sobre tela.             64.1 x 54.7 cm...
Surrealismo       Salvador Dali, Persistências da memória, 1931                       Óleo sobre tela                     ...
ASSIM…
Conclusão• Até ao século XX   – a pintura permaneceu fiel ao “princípio da realidade”;   – representando um mundo de aparê...
Conclusão• Assim:  – Libertaram a figuração da sujeição ao modelo, distorcendo    as formas e utilizando arbitrariamente a...
LITERATURA
Os caminhos da literatura• Início do século XX   – Correspondeu a uma verdadeira revolução que pôs em     causa, por vezes...
Os caminhos da literatura• Características   – As obras voltam-se para a vida psicológica e interior das     personagens m...
Guillaume Apollinaire     1880 – 1918                        A Gravata, 1917.
Guillaume Apollinaire – Poema Caligrafico 1917.
Le Pont Mirabeau
Hugo Ball1886- 1927             Hugo Balls, poema "Karawane”                           1916
James Joyce1882 - 1941
Os caminhos da literatura• Estas correntes   – são efémeras;   – pouco produtivas em termos de qualidade literária;   – Po...
Vanguardas Europeias - I Modernismo
Vanguardas Europeias - I Modernismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vanguardas Europeias - I Modernismo

6.258 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
6 comentários
14 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.258
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
6
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vanguardas Europeias - I Modernismo

  1. 1. História A As Vanguardas:Roturas com os cânones das artes e da Literatura
  2. 2. "A arte não reproduz o que vemos. Ela faz-nos ver.“ Paul Klee
  3. 3. Vanguardas• Vanguarda Cultural: – movimento inovador que rejeita os cânones estabelecidos e antecipa tendências posteriores.• Primeiras décadas do século XX – experiências inovadoras; – convulsiona o mundo da arte. – movimento cultural = modernismo; – Paris - o centro artístico da Europa.
  4. 4. FAUVISMO
  5. 5. O fauvismo• Fauvismo: – corrente vanguardista liderada pelo pintor Henri Matisse; – Defende • o primado da cor na pintura e utiliza-a com total liberdade, negligenciando a precisão da representação. Henri Matisse 1869-1954
  6. 6. O fauvismo• Fauvismo – a primeira vaga de assalto da arte moderna propriamente dita; – O escândalo fauve, provocado pelos impressionistas, rebentou em 1905, no Salon dAutomne; – As telas que se encontravam na sala eram chocantes; – Tinham um colorismo muito intenso, aplicado de forma aparentemente arbitrária, tornava-as, à primeira vista, obras estranhas, quase selvagens.
  7. 7. Fauvismo Henri Matisse, Le bonheur de vivre (The Joy of Life) 7 1905-1906Óleo sobre tela, 175 x 241 cm, Barnes Foundation, Merion, PA
  8. 8. Fauvismo Henri Matisse ,Harmony in Red, 1908 8 Óleo sobre tela180 x 220 cm, Museu Hermitage, S. Petersburgo
  9. 9. Fauvismo Henri Matisse , Dance (II), 1910 9 Óleo sobre tela260 x 391 cm, Museu Hermitage, S. Petersburgo
  10. 10. FauvismoHenri Matisse, Auto-retrato s/d.Museu Real de Belas Artes. Copenhaga. Dinamarca. 10
  11. 11. EXPRESSIONISMO
  12. 12. Expressionismo• Expressionismo – Designa as formas artísticas que tendem para a expressão subjectiva e emotiva.• Origem – Surge quase ao mesmo tempo em diversas cidades alemãs; – Tentativa de abalar o conservadorismo em que vegetava a arte oficial.• Duas Correntes – Die Brucke; – Der Blaue Reiter Edvard Munch, O grito, 1893
  13. 13. Expressionismo• Die Brucke; – liderados por Ernst Ludwig Kirchner; – defendiam uma arte impulsiva, fortemente individual, que representasse “directamente e sem falsificações” o impulso artístico criador.
  14. 14. Expressionismo• Temáticas abordadas: – Angústia – Desespero – Morte -Sexo -Miséria social• Para obterem maior expressividade, os pintores: – distorciam e acentuavam o desenho de forma caricatural; – Uma forte tensão emocional apossa-se dos quadros, transmitindo ao espectador sensações de desconforto, repulsa e mesmo angústia.
  15. 15. Expressionismo Ernst Ludwig KirchnerGirl Under a Japanese Parasol, c. 1909 Óleo sobre tela 92.5 x 80.5 cm Kunstsammlung Nordrhein- Westfalen, Dusseldorf 15
  16. 16. Expressionismo Ernst Ludwig Kirchner Self-portrait as soldier, 1915 Óleo sobre tela 69.2 x 61 cmAllen Memorial Art Museum, Oberlin College, Ohio 16
  17. 17. Expressionismo Ernst Ludwig KirchnerSelf-Portrait with Model, 1910/1926 Óleo sobre tela 150.4 x 100 cm Kunsthalle, Hamburg 17
  18. 18. Otto Dix, Metropolis (Os Noctívagos) 1927-1928
  19. 19. Otto Dix,Memory of the Halls of Mirrors in Brussels 1920 Óleo sobre tela Coleção particular
  20. 20. Expressionismo• Der Blaue Reiter; – liderados por Kandinsky e Franc Marc; – O desenho passa a ser menos pesado; – Intelectualização maior comparada com a corrente anterior
  21. 21. Wassily Kandinsky, Murnau Street with Women
  22. 22. Wassily Kandinsky, Autumn in Bavaria , 1908, 33 x 45 cm
  23. 23. Franc Marc, Lenggries Horse Painting
  24. 24. Franc Marc, Cavalos vermelhos
  25. 25. Franc Marc,Cavalo azul I
  26. 26. CUBISMO
  27. 27. Cubismo• Cubismo – Movimento artístico que rejeita a representação do objecto em função da percepção óptica e a substitui por uma visão intelectualizada de tipo geométrico.• Pablo Picasso – Em 1907, decide pintar um óleo de grandes proporções; – Tema: cinco mulheres nuas, provavelmente uma cena de bordel.• Correntes Cubistas – Cubismo analítico – Cubismo sintético
  28. 28. Cubismo Pablo Picasso As meninas de Avignon, 1907. Óleo sobre tela. 243,9 x 233,7 cm. 28Museu de Arte Moderno. Nova Yorque. USA.
  29. 29. Georges BraqueCasas em Estaque 1918 73 x 60 cm Coleção Privada
  30. 30. Cubismo• Cubismo analítico: – Novidade • destruição completa das leis da perspetiva; – Desenvolvimento • Braque e Picasso continuam o percurso que já tinham iniciado: – os motivos são cada vez mais decompostos em facetas geométricas que se intercetam e se sucedem; – Ao volume fechado e circunscrito, os cubistas opõem assim um volume aberto, que ocupa todo o espaço do quadro; – as cores restringem-se a uma paleta monocromática de azuis, cinzentos e castanhos, de forma a não perturbar o rigor geométrico da representação.
  31. 31. Cubismo Georges Braque Le Sacré-Coeur, 1910. Óleo sobre tela. 55.5 x 41 cm. 31Museu d´ Art Moderne du Nord. Villeneuve d´ Asq.
  32. 32. Cubismo Georges Braque The Emigrant, 1912. Óleo sobre tela 32 117 x 81 cm.Museu de Arte de Basileia. Suíça.
  33. 33. Cubismo Pablo PicassoEl Aficionado Sorgues, (El torero), 1912. Óleo sobre tela. 33 135 x 82 cm. Museu de Arte de Basileia. Suíça.
  34. 34. Cubismo Pablo PicassoSouvenir de Havre 1912. Óleo sobre tela. 34 92 x 65 cm. Colecção Privada.
  35. 35. Cubismo• Cubismo sintético: – processo de reconstrução/recriação; – Elementos fundamentais que resultam do desmantelamento analítico do motivo foram reagrupados de uma maneira mais coerente e mais lógica; – Regresso da cor às telas. – Novos materiais • papéis, cartão, tecidos, madeira, corda… • Criou-se com o relevo, novos planos no quadro, enriquecia as tonalidades do colorido confinadas até então, ao uso da tinta, acentuando sobretudo a essência e a verdade das representações.
  36. 36. Cubismo Juan Gris Maisons à Paris, 1911. Óleo sobre tela. 52.4 x 34.3 cm. 36Museu Guggenheim. Nova Iorque. EUA.
  37. 37. Cubismo Juan GrisLa Table de café, 1912. Óleo sobre tela. 46 x 38 cm. The Art Institute. 37 Chicago . EUA.
  38. 38. Juan Gris O Jardim 1916Óleo sobre Madeira 65 x 54 cm
  39. 39. Pablo Picasso Natureza morta 66.4 x 49.6 cm 1913Museum of Modern Art, New York, USA
  40. 40. Pablo Picasso Arlequim 1918
  41. 41. Georges Braque O Musico 1918 220.8 x 113 cmKunstmuseum Basel, Basileia, Suiça
  42. 42. Cubismo• Conclusão – Destruição das leis tradicionais da perspectiva e da representação, conduzindo à arte abstracta, verdadeiro emblema da arte do século XX; – Alargamento dos horizontes plásticos introduzindo neles materiais comuns; – Proporcionou meios de expressão a outras correntes.
  43. 43. ABSTRACCIONISMO
  44. 44. Abstraccionismo• Abstraccionismo – Movimento artístico que rejeita o tema ligado à realidade concreta, à descrição do visível. – Já se fazia sentir desde do final do s século XIX• Correntes – Abstraccionismo sensível ou lírico; – Abstraccionismo geométrico.
  45. 45. Abstraccionismo• Abstraccionismo sensível ou lírico: – Principal impulsionador – Kandinsky; – Defende que: • as formas e as cores, ao reproduzirem imagens figurativas perdem muita da força expressiva que, por si mesmas, possuem, pois somos incapazes de as dissociar do significado do objecto; • as formas que despertam em cada pessoa reacções e sugestões diferentes, numa variedade e multiplicidade muito superiores às da figuração.
  46. 46. Kandinsky, Sem titulo, 1910
  47. 47. 47Kandinsky, Composição IV, 1911.
  48. 48. Abstraccionismo Lírico Kandinsky, Composição VI, 1913. Óleo sobre tela. 48 195 x 300 cm, Museu Hermitage, S. Petersburgo. Rússia.
  49. 49. Abstraccionismo Lírico Kandinsky, Mancha Vermelha II, 1921. Óleo sobre tela. 49131 x 181 cm, Städtische Galerie im Lenbachhaus. Munique. Alemanha.
  50. 50. Abstraccionismo Lírico Kandinsky Kleine Welten IV 1922. Litografia a cores 27,5 x 25,1 cm.Museu de Belas Artes de S. Francisco. EUA. 50
  51. 51. Abstraccionismo• Abstraccionismo geométrico ou neoplasticismo – outra via; – pintor holandês Piet Mondrian: • Seduzido por Paris e pelo cubismo, procurou fazer da pintura um meio de expressar a verdade essencial e inalterável das coisas; • supressão de toda a emotividade pessoal e também de tudo o que é efémero ou acessório; • Pretendeu atingir uma pintura depurada, liberta de tudo o que não é essencial, circunscrita aos elementos básicos: – a linha, a cor, a composição e o espaço bidimensional.
  52. 52. Piet Mondrian Quadro 1 1921. Óleo sobre tela 96.5 x 60.5 cm. Museum LudwigColónia, Alemanha
  53. 53. Abstraccionismo geométrico Piet Mondrian Composição 2 1922. Óleo sobre tela 55 x 53 cm.Museu Guggenheim. 53 Nova Iorque EUA.
  54. 54. Abstraccionismo geométrico Piet Mondrian Quadro II 1921-25 Óleo sobre tela 90 x 60 cm 54Coleção Max Bill. Alemanha.
  55. 55. Abstraccionismo geométrico Piet MondrianComposição com duas linhas, 1931. 112 x 112 cm.Museu Stedelijk de Arte Moderno. Amesterdão. Holanda. 55
  56. 56. Abstraccionismo• Conclusão: – A “necessidade interior” de Kandinsky e a “realidade pura” de Mondrian correspondem a duas teorias opostas sobre a razão de ser da arte abstracta: • a teoria subjectiva • a teoria objectiva; – Juntos protagonizam a corrente mais duradoura de todas quantas se iniciaram no século XX.
  57. 57. FUTURISMO
  58. 58. Futurismo• Futurismo – Movimento artístico que se caracteriza pela rejeição total da estética do passado e pela exaltação da sociedade industrial.•• Origem – Itália; – Em 1909, Filippo Marinetti proclamava, a partir de Milão, o nascimento de uma nova estética. – O Manifesto de Marinetti rejeita o passado e glorifica o futuro que antevê prodigioso graças ao processo da técnica. – A máquina assume o lugar central de ídolo dos futuristas e, com ela, a velocidade, a que devotam um verdadeiro culto.
  59. 59. Futurismo• Fonte de inspiração – a estética futurista centra-se na representação do mundo industrial: • a cidade, a máquina, a velocidade, o ruído; • procura igualmente fazer-se eco do tempo que rege o dinamismo universal: – a obra de arte não pode ser estática porque nada o é; – na Natureza tudo se transforma incessantemente.
  60. 60. Futurismo• Características das obras – A busca de uma solução formal que representasse o dinamismo conduziu: • à diluição das formas; • à justaposição das imagens fugazes; • à decomposição da realidade em segmentos representando pontos de vista simultâneos (esta última solução, os futuristas aproximam-se dos cubistas e com eles partilham o simultaneísmo e a decomposição fragmentada.)
  61. 61. Futurismo Bocccioni, Dynamism of a Cyclist, 1913 Tempera e tinta sobre papel 21,1 x 30,8 cm, Civico Gabinetto dei Disegni, Castello Sforzesco. Milão. Itália.
  62. 62. Bocccioni, Charge of the Lancers, 1915 Tempera e colagem sobre cartão32 x 50 cm, Colecção Ricardo e Magda Jucker. Milão. Itália.
  63. 63. Futurismo Bocccioni ,The City Rises 1910, Óleo sobre Tela 200 cm x 301 cm Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, EUA
  64. 64. Balla, G, Menina a correr na Varanda 1912. Óleo sobre tela 125 x 125 cm.Civica Galleria dArte Moderna. Milão. Itália.
  65. 65. Futurismo Balla, G., Dinamismo de cão com trela, 1912. Óleo sobre tela, Galería de Arte Albright-Knox de Buffalo. Nova Iorque. EUA.
  66. 66. Bocccioni, Dinamismo do jogador de futebol
  67. 67. DADAÍSMO
  68. 68. Dadaísmo• Dadaísmo – Movimento de contestação artística que recusa todos os modelos plásticos e a própria ideia de arte.• Origem – Zurique, na Suíça; – Grupo de jovens de várias nacionalidades que procuravam refúgio da guerra.
  69. 69. Dadaísmo• Características – absurdo; – pela necessidade compulsiva de destruir os fundamentos da Arte; – As obras reflectem os elementos mais díspares: • os assemblages de Kurt Schwitters; • as composições ao acaso de Max Ernst e Hans Arp; • os ready – made de Duchamp tudo servia para negar a arte e o seu valor.
  70. 70. Kurt Schwitters 1887-1948 Hans Arp 1886-1966 Marcel Duchamp Max Ernest 1882-1968 1891-1976
  71. 71. Dadaísmo Marcel Duchamp A Roda de Bicicleta, 1913 (cópia)Roda de bicicleta e banco de madeira Diâmetro, 64.8 Altura: 60.2 cm Colecção Artur Schwarz, Milão 72 72
  72. 72. Dadaísmo Marcel DuchampA Fonte, 1917 (desaparecido) Urinol de porcelana Alt. 60 cmMuseu de Arte Filadélfia, EUA 73 73
  73. 73. Dadaísmo Marcel Duchamp,“O belo ar de Paris ,”1919. 74
  74. 74. DadaísmoMarcel Duchamp, O porta garrafas 75
  75. 75. Dadaísmo Marcel Duchamp Tortura da morte 1959.Gesso pintado e moscas sobre papel montado em madeira. 29.5 x 13.5 x 5.5 cm. Colecção Robert Lebel. Paris. França. 76 76
  76. 76. Dadaísmo Marcel Duchamp L.H.O.O.Q. 1919. Ready-made rectificado:lápis sobre reprodução da Gioconda 19.5 x 12.4 cm. Coleção particular Paris França. 77 77
  77. 77. Dadaísmo Marcel Duchamp Por favor, toca , 1947.Peito de espuma de borracha e veludo preto, montado sobre cartão. 23.5 x 20.5 cm. Colecção particular. Paris. França. 78 78
  78. 78. Marcel Duchamp Nú a descer a escada 1912 89 x 146 cmPhiladelphia Museum of Art, Philadelphia, PA, USA
  79. 79. Otto Dix O jogo de cartas 1920 87 x 110 cm Óleo sobre telaNationalgalerie, Berlim, Alemanha
  80. 80. Otto Dix Rua de Praga (em Dresden) 1920 101 x 81 cm Óleo sobre telaStaatsgalerie, Stuttgart, Alemanha
  81. 81. Man Ray Le Violon dIngres 1924 FotografiaPaul Getty Museum, EUA
  82. 82. Dadaísmo• Objectivo – Criação da antiarte – Provocam; • grande agitação nos meios artísticos com panfletos e artigos obscenos. – Acaba por: • não passar de uma manifestação mais extrema e publicitária do enorme movimento de subversão intelectual e artística das primeiras décadas do século.
  83. 83. SURREALISMO
  84. 84. Surrealismo• Surrealismo – fez a apologia da arte como mecanismo de projecção do inconsciente, procurando variados meios para expressar a realidade interior do artista; – Assim tornou-se necessária uma reorientação, por André Breton, ex – dadaísta; – Ao surrealismo aderiram homens de letras como Louis Aragon e Paul Éluard; artistas plásticos e realizadores de cinema.
  85. 85. Surrealismo• Influências – Freud e da psicanálise; – o “modelo” da arte deslocava-se para o mundo da interioridade, era procurado no inconsciente do artista; – Aqui reside o carácter revolucionário do surrealismo cujas obras devem realizar-se sem a intervenção do pensamento racional.
  86. 86. Salvador Domingo Felipe Jacinto Dali i Domènech 1904-1989
  87. 87. Surrealismo• Características – importância conferida no inconsciente; – Não se prende com querelas formais, cada um, exprime-se à sua própria maneira, cada um encontra a sua via pessoal de acesso ao inconsciente. – Foi esta vanguarda que encerrou o período das primeiras vanguardas que revolucionaram a arte europeia.
  88. 88. Surrealismo Salvador Dali Ruína com cabeça de Medusa e paisagem, 1941. Óleo sobre tela 36 x 25.4 cm 89Colecção Juan Abelló Gallo. Espanha.
  89. 89. Surrealismo Salvador Dali Aranha de noite... Esperança, 1940. Óleo sobre tela 9040.5 x 50.8 cm, The Salvador Dalí Museum. EUA
  90. 90. Surrealismo Salvador DaliPremonição da Guerra Civil, 1936. Óleo sobre tela 100 x 99 cm The Philadelphia Museum. 91 EUA
  91. 91. Surrealismo Salvador Dali, O Sonho, 1937 Óleo sobre tela 51 x 78 cm 92 Coleção privada
  92. 92. Surrealismo Salvador DaliCristo de San Juan de la Cruz 1951 Óleo sobre tela 205 x 116 cm The Glasgow Art Gallery 93 Escócia
  93. 93. Surrealismo Salvador DaliO Cristo de Gala, 1978. Óleo sobre tela 100 x 100 cm. 94 Coleção particular.
  94. 94. Surrealismo Salvador Dali Auto-retrato macio com toucinho frito 1941 Óleo sobre tela. 61.3 x 50.8 cm.Fundação Gala-Salvador Dalí. Figueras. 95 Espanha
  95. 95. Surrealismo Salvador Dali Retrato de Picasso, 1947. Óleo sobre tela. 64.1 x 54.7 cm.Fundação Gala-Salvador Dalí. Figueras. Espanha 96
  96. 96. Surrealismo Salvador Dali, Persistências da memória, 1931 Óleo sobre tela 9724 cm × 33 cm, Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, EUA
  97. 97. ASSIM…
  98. 98. Conclusão• Até ao século XX – a pintura permaneceu fiel ao “princípio da realidade”; – representando um mundo de aparência lógica e objectos reconhecíveis. As vanguardas vieram romper este universo plástico, destruindo, os seus fundamentos.
  99. 99. Conclusão• Assim: – Libertaram a figuração da sujeição ao modelo, distorcendo as formas e utilizando arbitrariamente as cores; – Desconstruíram o espaço pictórico: • os esbatimentos dos volumes e da profundidade nas telas fauvistas anunciam o regresso na pintura da bidimensionalidade. – Adoptaram novos objectos temáticos de índole abstracta: • pintura desliga totalmente os seus temas da realidade sensível. – Alargaram o universo da pintura ao introduzirem aspectos como o movimento e o tempo (4ª dimensão); – Introduziram um conjunto vasto de novos materiais artísticos, aumentando o potencial plástico e expressivo da pintura.
  100. 100. LITERATURA
  101. 101. Os caminhos da literatura• Início do século XX – Correspondeu a uma verdadeira revolução que pôs em causa, por vezes de forma radical, os valores e as tradições literárias; – Nas primeiras décadas, os esforços concentravam- se, sobretudo, na libertação da obra literária face à realidade concreta; – Porém foi abandonada a descrição ordenada e realista da sociedade e dos acontecimentos.
  102. 102. Os caminhos da literatura• Características – As obras voltam-se para a vida psicológica e interior das personagens mais do que para a narrativa de uma acção; – Há obras que se destacam pela introdução de novas formas de expressão, ao nível da linguagem e da construção frásica como por exemplo: • os poemas caligramados de Apollinaire, que fundem a palavra e a forma; • Os dadaístas, como Hugo Ball, que transformam o nonsense em poesia; • James Joyce, obra cheia de simbolismo e alusões obscuras de dificil descodificação; • …
  103. 103. Guillaume Apollinaire 1880 – 1918 A Gravata, 1917.
  104. 104. Guillaume Apollinaire – Poema Caligrafico 1917.
  105. 105. Le Pont Mirabeau
  106. 106. Hugo Ball1886- 1927 Hugo Balls, poema "Karawane” 1916
  107. 107. James Joyce1882 - 1941
  108. 108. Os caminhos da literatura• Estas correntes – são efémeras; – pouco produtivas em termos de qualidade literária; – Porém: • romperam convenções e abriram portas a obras de grande valor, verdadeiramente inovadoras.

×