SlideShare uma empresa Scribd logo
O
REGRESSO
AO MUNDO
VISÍVELREALISMO SOCIALISTA
NEORREALISMO
SURREALISMO
O NEORREALISMO
Retorno a uma
linguagem figurativa
Arte como reflexo da sociedade
+
Arte como instrumento de denúncia
e de intervenção
Renato Guttuso, Ocupação de Terras por
Camponeses Sicilianos, 1949-50
O NEORREALISMO
CONTEXTO:
- Crise política e económico-social depois da 1ª Guerra Mundial
- Crescimento das ideologias de esquerda e dos movimentos
sindicalistas
Revolução Socialista Soviética (1917):
- Arte como atividade social
- Artista como trabalhador especializado
artista ao serviço da comunidade
O NEORREALISMO
Revolução Socialista Soviética (1917):
- Arte como atividade social
- Artista como trabalhador especializado
artista ao serviço da comunidade
Mensagem clara e direta
Linguagem figurativa e concreta
REALISMO SOCIALISTA
O NEORREALISMO
- Rejeição das vanguardas
- Retorno ao rigor técnico-formal da arte
neoclássica
- Exaltação do trabalhador anónimo: tarefas
quotidianas, vitórias do regime, propaganda
REALISMO SOCIALISTA
Vera Múkhina, O
Operário e a
Camponesa, 1937
O NEORREALISMO
REALISMO SOCIALISTA
Vera Múkhina, O
Operário e a
Camponesa, 1937
O NEORREALISMO
Sergei Gerasimov (1885-1964)
O NEORREALISMO
A família alemã, de Adam Wissel
Ditaduras nazi e
fascista
Adoção da linguagem
realista com fins
propagandísticos
Arte ao serviço da
política
O NEORREALISMO
O Realismo Social
- Restantes países europeus
e América
- Tendência mais humanista,
livre e pessoal
- Intervenção político-social:
- Críticas às injustiças da
sociedade burguesa;
- Exaltação dos
trabalhadores;
- Combate contra os
regimes ditatoriais;
- Defesa da paz e do
anticolonialismo. Renato Guttuso, Ocupação de Terras por
Camponeses Sicilianos, 1949-50
O NEORREALISMO
Formas de concretização
Diversidade pessoal
+
Cunho modernista
- Cubismo
- Expressionismo
- Pós-Dadaísmo
- Surrealismo
Picasso, Guernica, 1937
Ben Shahn, Prisioneiros de Guerra
O NEORREALISMO
Otto Dix, Retrato dos Pais do Artista II,
1924
Renato Guttuso, Ocupação de Terras
por Camponeses Sicilianos, 1949-50
Alemanha Itália
O NEORREALISMO
Ben Shahn, Trabalhadores, 1944 Ben Shahn, Desemprego
EUA
O NEORREALISMO
Brasil
Cândido Portinari, Colheita do Café, 1934
O NEORREALISMO
México
Diego Rivera, A Transportadora
de Flor
Diego Rivera, Sexta-feira
Santa no Canal de Santa
Anita, 1923-24
O NEOREALISMO
México
Diego Rivera
(1886-1957)
Temática social, de
cunho marxista e
nacionalista
Exaltação do povo
mexicano e das suas
origens pré-colombianas
Link: Os murais de
Diego Rivera
O NEORREALISMO
José Clemente Orozco, Zapatistas, 1931
O NEORREALISMO
David Alfaro Siqueiros, A Marcha da Humanidade, 1971
O NEORREALISMO
David Alfaro Siqueiros (1898-1974)
O SURREALISMO
Salvador Dali, A Tentação de Santo António
O SURREALISMO
- Aparecimento:
- França
- 1917
- Estendeu-se a várias manifestações artísticas:
- Literatura: André Breton
- Artes Plásticas: Max Ernst
- Fotografia: Man Ray
- Cinema: Dali e Buñuel - Un Chien Andalou, 1928; L’Âge
d’Or, 1931
- Música: Eric Satie
O SURREALISMO
O nome foi atribuído por
Apollinaire, em 1917,
aquando da representação
do bailado Parade, de Eric
Satie, levado à cena pelo
Ballets Russes, em Paris.
O SURREALISMO
Apareceu como reação à
cultura ocidental
(racionalismo e
convencionalismo)
Defesa da liberdade e da
irracionalidade, através do
recurso ao sonho, à metáfora,
ao inverosímil e ao insólito
Separação espírito/matéria René Magritte, Golconda, 1953
O SURREALISMO
Afastamento das normas e das
convenções
Transgressão sistemática
Bases teóricas:
- 1º Manifesto do Surrealismo,
1924
- 2º Manifesto do Surrealismo,
1929
- Revista La Révolution Surréaliste
Yves Tanguy, Dia de Lentidão,
final da década de 30
O SURREALISMO
“O Surrealismo é autoemoção
psíquica pura, através da qual se
procura exprimir oralmente, por
escrita ou por qualquer outra
maneira, o verdadeiro
funcionamento da imaginação. É
o correr do pensamento desligado
de todo e qualquer controlo
elaborado pela razão e
independentemente de quaisquer
juízos estéticos ou morais.”
André Breton, 1º Manifesto
Surrealista, 1924
André Breton em 1924
O SURREALISMO
- Obras de arte executadas à
margem da razão, sem quaisquer
moralismos ou preocupações
estéticas racionalizadas
- Associação livre de ideias, sem
sentido
- Técnicas:
- Estado semi-hipnótico
- Discursos escritos ou ditados
durante o sono ou relato de
sonhos
- Junção de escritas
simultâneas de várias pessoas
André Breton em 1924
O SURREALISMO
Influências:
- Romantismo e Simbolismo
(final século XIX): Gustave
Moreau e Odilon Redon
- Pintura metafísica (Chirico)
- Picasso
- Paul Klee
Chirico, Love Song, 1914Moreau, As
Musas, 1895
O SURREALISMO
Percursores:
Bosch(1450-1516), Monstro com
Cabeça de Pássaro, pormenor de
Jardim das Delícias, 1480-1490)
Arcimboldo (1537-1593),
Terra, c. 1570
O SURREALISMO
Linguagem plástica:
- Desenho e pintura
automáticos:
correspondência entre
inconsciente e ação se
desenrola sem controlo
da razão (André
Masson)
André Masson, Kitchen-maids, 1962
O SURREALISMO
Linguagem plástica:
- Colagem
- frottage (papel sobre tábua de
madeira, sobre o qual se passa um
lápis de carvão)
- assemblage (colagem de
diversos materiais numa obra)
- o dripping (gotejar da tinta e
aproveitamento do movimento
repetido do braço)
- a decalcomania
Max Ernst, La Forêt Pétrifiée, 1929
Mas Ernst, L'Ange du Foyer ou Le
Triomphe du surréalisme, 1937
O SURREALISMO
Linguagem plástica:
- Técnicas clássicas de desenho e
de gradação cromática, aplicadas
a formas fantasmagóricas ou
incongruentemente associadas,
em “trompe-l’oeil” ou “trompe-
idée”
Salvador Dali, A Girafa
Ardente, 1937
O SURREALISMO
Temas:
Erotismo
Sonhos
Forças ocultas do
inconsciente
+
Libertação de tabus e
imposições
+
Exaltação do mundo da
magia e de tudo o que esteja
afastado da racionalização Salvador Dali, O Grande Masturbador
O SURREALISMO
Francis Picabia (1879-
1953), O Olho
Cacodilato, 1921
O SURREALISMO
Marc Chagall (1887-
1985)
O SURREALISMO
Juan Miró (1893-1983)
O SURREALISMO
Man Ray (montagens fotográficas)
O SURREALISMO
Pablo Picasso
(fase surrealista entre
1925 e 1934), Mulher na
Poltrona Vermelha
O SURREALISMO
Paul Klee, Mural from the Temple of Longing, 1922
O SURREALISMO
Hans Arp (1886-1966)
Alberto Giacometti (1901-1966)
Henry Moore (1898-1986)
ESCULTURA
Hans Arp, Pastor de
Nuvens, 1953
Alberto Giacometti,
Mesa Surrealista, 1933
Henry Moore, Hill Arches,
1972-73
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Ana Barreiros
 
Modulo 10 contexto
Modulo 10   contextoModulo 10   contexto
Modulo 10 contexto
cattonia
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ana Barreiros
 
Módulo 9 arte
Módulo 9   arteMódulo 9   arte
Módulo 9 arte
cattonia
 
As artes na atualidade
As artes na atualidadeAs artes na atualidade
As artes na atualidade
Ana Barreiros
 
A cultura do cinema
A cultura do cinemaA cultura do cinema
A cultura do cinema
Tekas1967
 
Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismo
Ana Barreiros
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Carla Freitas
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
Ana Barreiros
 
Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo
Ana Barreiros
 
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
Valeriya Rozhkova
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ana Barreiros
 
02 criar é provocar
02 criar é provocar02 criar é provocar
02 criar é provocar
Vítor Santos
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
Ana Barreiros
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
Ana Barreiros
 
Módulo 9 HCA contexto
Módulo 9 HCA contextoMódulo 9 HCA contexto
Módulo 9 HCA contexto
cattonia
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ana Barreiros
 
HCA Módulo 9 - Pintura e Escultura
HCA Módulo 9 - Pintura e EsculturaHCA Módulo 9 - Pintura e Escultura
HCA Módulo 9 - Pintura e Escultura
Mafalda Cardeira
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
Ana Barreiros
 
Modulo 9 de HCA
Modulo 9 de HCAModulo 9 de HCA

Mais procurados (20)

Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Modulo 10 contexto
Modulo 10   contextoModulo 10   contexto
Modulo 10 contexto
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
 
Módulo 9 arte
Módulo 9   arteMódulo 9   arte
Módulo 9 arte
 
As artes na atualidade
As artes na atualidadeAs artes na atualidade
As artes na atualidade
 
A cultura do cinema
A cultura do cinemaA cultura do cinema
A cultura do cinema
 
Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismo
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 
Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo Naturalismo, realismo
Naturalismo, realismo
 
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
 
02 criar é provocar
02 criar é provocar02 criar é provocar
02 criar é provocar
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
 
Módulo 9 HCA contexto
Módulo 9 HCA contextoMódulo 9 HCA contexto
Módulo 9 HCA contexto
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
 
HCA Módulo 9 - Pintura e Escultura
HCA Módulo 9 - Pintura e EsculturaHCA Módulo 9 - Pintura e Escultura
HCA Módulo 9 - Pintura e Escultura
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 
Modulo 9 de HCA
Modulo 9 de HCAModulo 9 de HCA
Modulo 9 de HCA
 

Destaque

A arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxA arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xx
Ana Barreiros
 
A anunciação
A anunciaçãoA anunciação
A anunciação
cattonia
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismo
cattonia
 
Arquitectura del siglo XX
Arquitectura del siglo XXArquitectura del siglo XX
Arquitectura del siglo XX
ies senda galiana
 
Portugal arte em redor de 1900
Portugal   arte em redor de 1900Portugal   arte em redor de 1900
Portugal arte em redor de 1900
Ana Barreiros
 
Arte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xixArte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xix
Ana Barreiros
 
Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900
Ana Barreiros
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
Ana Barreiros
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
Ana Barreiros
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
Ellen_Assad
 
Neo realismo
Neo realismoNeo realismo
Neo realismo
trevornorris
 
Neorrealismo em Portugal
Neorrealismo em PortugalNeorrealismo em Portugal
Neorrealismo em Portugal
Joselma Mendes
 
Duchamp
DuchampDuchamp
Duchamp
aulasdearte
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
Giovana Pimentel
 

Destaque (14)

A arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxA arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xx
 
A anunciação
A anunciaçãoA anunciação
A anunciação
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismo
 
Arquitectura del siglo XX
Arquitectura del siglo XXArquitectura del siglo XX
Arquitectura del siglo XX
 
Portugal arte em redor de 1900
Portugal   arte em redor de 1900Portugal   arte em redor de 1900
Portugal arte em redor de 1900
 
Arte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xixArte em Portugal finais seculo xix
Arte em Portugal finais seculo xix
 
Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Neo realismo
Neo realismoNeo realismo
Neo realismo
 
Neorrealismo em Portugal
Neorrealismo em PortugalNeorrealismo em Portugal
Neorrealismo em Portugal
 
Duchamp
DuchampDuchamp
Duchamp
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 

Semelhante a Surrealismo e neorealismo

Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
André Macedo
 
Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
CEF16
 
RESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdf
RESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdfRESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdf
RESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdf
ProfNILO
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
André Macedo
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
André Macedo
 
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma CavalcantiVanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Telma Cavalcanti
 
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
Michele Wilbert
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
Ana Paula Silva
 
Vanguardas européias
Vanguardas européiasVanguardas européias
Vanguardas européias
Walace Cestari
 
Arte XX
Arte XXArte XX
Arte XX
Maria Gomes
 
Surrealismo final
Surrealismo finalSurrealismo final
Surrealismo final
martamariaresende
 
História da Arte: Surrealismo
História da Arte: SurrealismoHistória da Arte: Surrealismo
História da Arte: Surrealismo
Raphael Lanzillotte
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
Mariana Castro
 
A Arte e a Ciência no Séc.XX
A Arte e a Ciência no Séc.XXA Arte e a Ciência no Séc.XX
A Arte e a Ciência no Séc.XX
MartadeAmorimMendona
 
HCA grupo A
HCA   grupo AHCA   grupo A
HCA grupo A
becresforte
 
História da arte arte moderna
História da arte   arte modernaHistória da arte   arte moderna
História da arte arte moderna
Lú Carvalho
 
A Publicidade e o Surrealismo
A Publicidade e o SurrealismoA Publicidade e o Surrealismo
A Publicidade e o Surrealismo
Marcioveras
 
Cursinho novo1
Cursinho novo1Cursinho novo1
Cursinho novo1
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Arte no Séc. XX
 Arte no Séc. XX Arte no Séc. XX
Arte no Séc. XX
omniblog
 

Semelhante a Surrealismo e neorealismo (20)

Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
 
RESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdf
RESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdfRESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdf
RESUMO DAS VANGUARDAS EUROPEIAS.pdf
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma CavalcantiVanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
 
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Vanguardas européias
Vanguardas européiasVanguardas européias
Vanguardas européias
 
Arte XX
Arte XXArte XX
Arte XX
 
Surrealismo final
Surrealismo finalSurrealismo final
Surrealismo final
 
História da Arte: Surrealismo
História da Arte: SurrealismoHistória da Arte: Surrealismo
História da Arte: Surrealismo
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
A Arte e a Ciência no Séc.XX
A Arte e a Ciência no Séc.XXA Arte e a Ciência no Séc.XX
A Arte e a Ciência no Séc.XX
 
HCA grupo A
HCA   grupo AHCA   grupo A
HCA grupo A
 
História da arte arte moderna
História da arte   arte modernaHistória da arte   arte moderna
História da arte arte moderna
 
A Publicidade e o Surrealismo
A Publicidade e o SurrealismoA Publicidade e o Surrealismo
A Publicidade e o Surrealismo
 
Cursinho novo1
Cursinho novo1Cursinho novo1
Cursinho novo1
 
Arte no Séc. XX
 Arte no Séc. XX Arte no Séc. XX
Arte no Séc. XX
 

Mais de Ana Barreiros

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
Ana Barreiros
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
Ana Barreiros
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
Ana Barreiros
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
Ana Barreiros
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
Ana Barreiros
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
Ana Barreiros
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
Ana Barreiros
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ana Barreiros
 
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista   desenvolvimento e ruturasO mundo comunista   desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
Ana Barreiros
 
O dinamismo económico do mundo capitalista
O dinamismo económico do mundo capitalistaO dinamismo económico do mundo capitalista
O dinamismo económico do mundo capitalista
Ana Barreiros
 
Preparação para a prova intermédia
Preparação para a prova intermédiaPreparação para a prova intermédia
Preparação para a prova intermédia
Ana Barreiros
 

Mais de Ana Barreiros (16)

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
 
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista   desenvolvimento e ruturasO mundo comunista   desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
 
O dinamismo económico do mundo capitalista
O dinamismo económico do mundo capitalistaO dinamismo económico do mundo capitalista
O dinamismo económico do mundo capitalista
 
Preparação para a prova intermédia
Preparação para a prova intermédiaPreparação para a prova intermédia
Preparação para a prova intermédia
 

Último

Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 

Surrealismo e neorealismo

  • 2. O NEORREALISMO Retorno a uma linguagem figurativa Arte como reflexo da sociedade + Arte como instrumento de denúncia e de intervenção Renato Guttuso, Ocupação de Terras por Camponeses Sicilianos, 1949-50
  • 3. O NEORREALISMO CONTEXTO: - Crise política e económico-social depois da 1ª Guerra Mundial - Crescimento das ideologias de esquerda e dos movimentos sindicalistas Revolução Socialista Soviética (1917): - Arte como atividade social - Artista como trabalhador especializado artista ao serviço da comunidade
  • 4. O NEORREALISMO Revolução Socialista Soviética (1917): - Arte como atividade social - Artista como trabalhador especializado artista ao serviço da comunidade Mensagem clara e direta Linguagem figurativa e concreta REALISMO SOCIALISTA
  • 5. O NEORREALISMO - Rejeição das vanguardas - Retorno ao rigor técnico-formal da arte neoclássica - Exaltação do trabalhador anónimo: tarefas quotidianas, vitórias do regime, propaganda REALISMO SOCIALISTA Vera Múkhina, O Operário e a Camponesa, 1937
  • 6. O NEORREALISMO REALISMO SOCIALISTA Vera Múkhina, O Operário e a Camponesa, 1937
  • 8. O NEORREALISMO A família alemã, de Adam Wissel Ditaduras nazi e fascista Adoção da linguagem realista com fins propagandísticos Arte ao serviço da política
  • 9. O NEORREALISMO O Realismo Social - Restantes países europeus e América - Tendência mais humanista, livre e pessoal - Intervenção político-social: - Críticas às injustiças da sociedade burguesa; - Exaltação dos trabalhadores; - Combate contra os regimes ditatoriais; - Defesa da paz e do anticolonialismo. Renato Guttuso, Ocupação de Terras por Camponeses Sicilianos, 1949-50
  • 10. O NEORREALISMO Formas de concretização Diversidade pessoal + Cunho modernista - Cubismo - Expressionismo - Pós-Dadaísmo - Surrealismo Picasso, Guernica, 1937 Ben Shahn, Prisioneiros de Guerra
  • 11. O NEORREALISMO Otto Dix, Retrato dos Pais do Artista II, 1924 Renato Guttuso, Ocupação de Terras por Camponeses Sicilianos, 1949-50 Alemanha Itália
  • 12. O NEORREALISMO Ben Shahn, Trabalhadores, 1944 Ben Shahn, Desemprego EUA
  • 13. O NEORREALISMO Brasil Cândido Portinari, Colheita do Café, 1934
  • 14. O NEORREALISMO México Diego Rivera, A Transportadora de Flor Diego Rivera, Sexta-feira Santa no Canal de Santa Anita, 1923-24
  • 15. O NEOREALISMO México Diego Rivera (1886-1957) Temática social, de cunho marxista e nacionalista Exaltação do povo mexicano e das suas origens pré-colombianas Link: Os murais de Diego Rivera
  • 16. O NEORREALISMO José Clemente Orozco, Zapatistas, 1931
  • 17. O NEORREALISMO David Alfaro Siqueiros, A Marcha da Humanidade, 1971
  • 18. O NEORREALISMO David Alfaro Siqueiros (1898-1974)
  • 19. O SURREALISMO Salvador Dali, A Tentação de Santo António
  • 20. O SURREALISMO - Aparecimento: - França - 1917 - Estendeu-se a várias manifestações artísticas: - Literatura: André Breton - Artes Plásticas: Max Ernst - Fotografia: Man Ray - Cinema: Dali e Buñuel - Un Chien Andalou, 1928; L’Âge d’Or, 1931 - Música: Eric Satie
  • 21. O SURREALISMO O nome foi atribuído por Apollinaire, em 1917, aquando da representação do bailado Parade, de Eric Satie, levado à cena pelo Ballets Russes, em Paris.
  • 22. O SURREALISMO Apareceu como reação à cultura ocidental (racionalismo e convencionalismo) Defesa da liberdade e da irracionalidade, através do recurso ao sonho, à metáfora, ao inverosímil e ao insólito Separação espírito/matéria René Magritte, Golconda, 1953
  • 23. O SURREALISMO Afastamento das normas e das convenções Transgressão sistemática Bases teóricas: - 1º Manifesto do Surrealismo, 1924 - 2º Manifesto do Surrealismo, 1929 - Revista La Révolution Surréaliste Yves Tanguy, Dia de Lentidão, final da década de 30
  • 24. O SURREALISMO “O Surrealismo é autoemoção psíquica pura, através da qual se procura exprimir oralmente, por escrita ou por qualquer outra maneira, o verdadeiro funcionamento da imaginação. É o correr do pensamento desligado de todo e qualquer controlo elaborado pela razão e independentemente de quaisquer juízos estéticos ou morais.” André Breton, 1º Manifesto Surrealista, 1924 André Breton em 1924
  • 25. O SURREALISMO - Obras de arte executadas à margem da razão, sem quaisquer moralismos ou preocupações estéticas racionalizadas - Associação livre de ideias, sem sentido - Técnicas: - Estado semi-hipnótico - Discursos escritos ou ditados durante o sono ou relato de sonhos - Junção de escritas simultâneas de várias pessoas André Breton em 1924
  • 26. O SURREALISMO Influências: - Romantismo e Simbolismo (final século XIX): Gustave Moreau e Odilon Redon - Pintura metafísica (Chirico) - Picasso - Paul Klee Chirico, Love Song, 1914Moreau, As Musas, 1895
  • 27. O SURREALISMO Percursores: Bosch(1450-1516), Monstro com Cabeça de Pássaro, pormenor de Jardim das Delícias, 1480-1490) Arcimboldo (1537-1593), Terra, c. 1570
  • 28. O SURREALISMO Linguagem plástica: - Desenho e pintura automáticos: correspondência entre inconsciente e ação se desenrola sem controlo da razão (André Masson) André Masson, Kitchen-maids, 1962
  • 29. O SURREALISMO Linguagem plástica: - Colagem - frottage (papel sobre tábua de madeira, sobre o qual se passa um lápis de carvão) - assemblage (colagem de diversos materiais numa obra) - o dripping (gotejar da tinta e aproveitamento do movimento repetido do braço) - a decalcomania Max Ernst, La Forêt Pétrifiée, 1929 Mas Ernst, L'Ange du Foyer ou Le Triomphe du surréalisme, 1937
  • 30. O SURREALISMO Linguagem plástica: - Técnicas clássicas de desenho e de gradação cromática, aplicadas a formas fantasmagóricas ou incongruentemente associadas, em “trompe-l’oeil” ou “trompe- idée” Salvador Dali, A Girafa Ardente, 1937
  • 31. O SURREALISMO Temas: Erotismo Sonhos Forças ocultas do inconsciente + Libertação de tabus e imposições + Exaltação do mundo da magia e de tudo o que esteja afastado da racionalização Salvador Dali, O Grande Masturbador
  • 32. O SURREALISMO Francis Picabia (1879- 1953), O Olho Cacodilato, 1921
  • 35. O SURREALISMO Man Ray (montagens fotográficas)
  • 36. O SURREALISMO Pablo Picasso (fase surrealista entre 1925 e 1934), Mulher na Poltrona Vermelha
  • 37. O SURREALISMO Paul Klee, Mural from the Temple of Longing, 1922
  • 38. O SURREALISMO Hans Arp (1886-1966) Alberto Giacometti (1901-1966) Henry Moore (1898-1986) ESCULTURA Hans Arp, Pastor de Nuvens, 1953 Alberto Giacometti, Mesa Surrealista, 1933 Henry Moore, Hill Arches, 1972-73
  • 39. FIM