Cultura do Palco - Pintura Barroca

1.145 visualizações

Publicada em

Cultura do Palco - Pintura Barroca

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.145
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura do Palco - Pintura Barroca

  1. 1. História da Cultura e das Artes Módulo VI – A Cultura do Palco Pintura Barroca Carlos Jorge Canto Vie
  2. 2. Pintura Barroca • nasce na Itália • início do século XVII a meados do século XVIII • aplicação dos princípios propostos pela Igreja da Contra-Reforma 2
  3. 3. Pintura Barroca • Objectivo – deslumbrar; – surpreender; – encenar; – importância da luz; 3
  4. 4. Pintura Barroca • Origens 4 CaravaggioMiguel Ângelo Aniballe Carracci
  5. 5. Maneirismo • introduziu na pintura um modo pessoal e individual de expressão. Barroco • pretendeu restabelecer os princípios de equilíbrio do Renascimento. • na prática foi buscar ao Maneirismo muitas das suas soluções plásticas. 5 ≠ Pintura Barroca
  6. 6. Pintura Barroca • A pintura saída deste tempo de renovação caracteriza-se : – pela irracionalidade; – pela ânsia de novidade; – pela exuberância; – pelos contrastes. • Ambientes majestosos, grandiosos, esmagadores e atestando o poder da Igreja. 6
  7. 7. Dois Tipos de Pintura • Móvel – Tela / Cavalete • Mural (fresco) – Utilização das Paredes e Tectos CARRACCI, Lodovico História de Jasão CARRACCI, Annibale Aparição da Virgem a S. Lucas e a Sta Catarina Pintura Barroca
  8. 8. Pintura Barroca • Pintura móvel – diferentes tendências: 8 Annibale Carracci Nicolas Poussin Claude Lorrain Classicismo
  9. 9. Naturalismo Caravaggio José de Ribera Pintura Barroca
  10. 10. Realismo Vermeer Franz Halls Rembrandt Pintura Barroca
  11. 11. Expoentes máximos do barroco: Rubens Van Dyck Murillo
  12. 12. Pintura Barroca • Temas: – Religiosos; – Profanos e/ou mitológicos; – Retratos; – Paisagem; – Cenas de género; – Natureza-morta. 12
  13. 13. Pintura Barroca • Composição em termos estruturais: – Representação do momento: • dá ênfase ao acontecimento e à acção; – Forma aberta: • o espaço da composição define-se em movimentos e impulsos centrífugos: – de dentro para fora – através de grandes linhas oblíquas, rectas ou curvilíneas; 13
  14. 14. RUBENS, Pieter O Rapto da Filha de Leucippus c. 1617 Óleo sobre tela, 224 x 211 cm Pinacoteca, Munique
  15. 15. PINTURA MÓVEL Prof. Carlos Vieira 16
  16. 16. Pintura Barroca – Sobreposição de formas • profundidade do campo visual, sem descontinuidades, preservando a unidade do espaço; – Formas dinâmicas e sinuosas • orientadas, enquadradas ou combinadas com estruturas poligonais (triângulo, quadrado e losango) e com formas circulares ou ovaladas; – Linha de horizonte delineada abaixo do normal • primazia aos elementos representados e destacando as figuras principais 17
  17. 17. Pintura Barroca – Plástica da luz/sombra e da cor, • focaliza e define os principais elementos da composição, de uma forma por vezes artificial, deixando os restantes elementos diluídos na penumbra; – Luz rasante • chama a atenção do espectador para determinadas zonas do quadro, orientando a leitura da obra; 18
  18. 18. Pintura Barroca – cor pura e cálida • persuasiva, incisiva e forte, de modo a captar e sensibilizar o espectador através dos sentidos 19
  19. 19. Pintura Barroca • Carravagio (1571-1610) – Inventor do "tenebrismo” • a luz rasante e descontínua; • ilumina fortemente, alguns pormenores ou personagens importantes da cena e deixando o resto da composição numa semi penumbra.  Retomou uma linha realista de produção, dando atenção aos pormenores naturais e a modelos populares
  20. 20. CARAVAGGIO Baco c. 1596 Óleo sobre Tela, 95 x 85 cm Galleria degli Uffizi, Florença
  21. 21. O Tocador de Alaúde (1596) CARAVAGGIO O Tocador de Alaúde c. 1596 Óleo sobre Tela, 94 x 119 cm Museu do Hermitage, S. Petersburgo
  22. 22. CARAVAGGIO A Vocação de S. Mateus 1599-1600 Óleo sobre Tela, 322 x 340 cm Capela Contarelli, San Luigi dei Francesi, Roma
  23. 23. CARAVAGGIO Ceia em Emaús 1601-02 Óleo sobre Tela, 139 x 195 cm National Gallery, Londres
  24. 24. CARAVAGGIO A Conversão de S. Paulo 1600 Óleo sobre Tela, 230 x 175 cm Capela Cerasi, Sta Maria del Popolo, Roma
  25. 25. CARAVAGGIO A deposição de Cristo 1602-03 Óleo sobre Tela, 300 x 203 cm Pinacoteca, Vaticano
  26. 26. CARAVAGGIO A morte da Vigem 1606 Óleo sobre Tela, 369 x 245 cm Museu do Louvre, Paris
  27. 27. CARAVAGGIO Ecce Homo c. 1606 Óleo sobre Tela, 128 x 103 cm Palazzo Rosso, Génova
  28. 28. Pintura Barroca • “Escola de Caravaggio". – Artemísia Gentileschi (1597-1651) – José de Ribera (1591-1652) – Salvatore Rosa (1615-1673) – Giusepe Recco (1634-1695), – Luca Giordano (1632-1705) 29
  29. 29. GENTILESCHI, Artemisia Judite e Holofernes 1611-12 Óleo sobre Tela, 158,8 x 125,5 cm Museo Nazionale di Capodimonte, Nápoles
  30. 30. RIBERA, José de Adoração dos Pastores 1650 Óleo sobre Tela, 239 x 181 cm Museu do Louvre, Paris
  31. 31. Salvatore Rosa O filho prodígio 1640 Óleo sobre Tela, 253,5 x 201 cm Museu do Hermitage, S. Petersburgo
  32. 32. RECCO, Giuseppe Natureza-Morta c. 1670 Óleo sobre Tela, 255 x 301 cm Galleria Nazionale di Capodimonte, Nápoles
  33. 33. GIORDANO, Luca Crucificação de S. Pedro c. 1660 Óleo sobre Tela, 196 x 258 cm Gallerie dell'Accademia, Veneza
  34. 34. PINTURA MURAL Prof. Carlos Vieira 35
  35. 35. • Pintura mural – Caracteriza-se: • imensa grandiosidade ou teatralidade • pela ilusão e pelo movimento • simulação cenográfica da realidade (trompe-l'oeil). • as cenas (maior parte religiosas) eram: – movimentadas e amplas de modo a dilatarem o espaço – difícil distinguir os elementos arquitectónicos reais dos falsos Pintura Barroca
  36. 36. • Em termos formais: – estruturas arquitectónicas simuladas, tais como cornijas, colunas, arcos, cimalhas, etc., que se projectavam para o céu; – figuras movimentadas, em escorço, descrevendo movimentos sinuosos, vigorosos e amplos; – vestes das personagens com formas acentuadas para reforçar o movimento nelas impresso, parecendo insufladas e sacudidas pelo vento; – composições dinâmicas onde o recurso à perspectiva servia para as organizar e unificar, ora orientadas de baixo para cima, ora o inverso. Pintura Barroca
  37. 37. • Artistas italianos: – a família Carracci - Agostinho (1557-1602), Aniballe (1560-1609) e Ludovico (1556-1619) – Guido Reni (1575-1642) – Pietro da Cortona (1596-1669) – Andrea Pozzo (1642-1709) – Giovanni Lanfranco (1582-1647) Pintura Barroca
  38. 38. CARRACCI, Annibale Galeria Farnese 1597-1602 Fresco Palácio Farnese, Roma
  39. 39. CARRACCI, Annibale Galeria Farnese (pormenor) 1597-1602 Fresco Palácio Farnese, Roma
  40. 40. Pietro da Cortona, Triunfo da Divina Providência, Palácio Barberini
  41. 41. Guido Reni, Massacre dos Inocentes, 1611
  42. 42. Andrea Pozzo, Alegoria sobre a Obra Missionária dos Jesuítas, Igreja de Santo Inácio, 1691-94, Roma
  43. 43. Giovanni Lanfranco, Cúpula da Igreja de Sant´ Andrea della Valle, Roma 1621-27
  44. 44. Pintura Barroca • Temas para trabalho. – Artemísia Gentileschi (1597-1651) Raquel + Sofia – Antoon Van Dick (1599-1641) Carina + Cláudio – Rembrandt (1606-1669) Jéssica + Rita – Velasquez (1599- 1660), Ana O + Ana R – Jan Vermmer (1632-1675) Ana Pedro + Adriana – Elisabetta Sirani (1638-1665) Ana N + João – Pieter Rubens (1609-1660) Catarina 45

×