SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
As Sufragistas
Aluno: Sofia Faustino
Professor: Carlos Canto Vieira
Disciplina: História 11ºano
O Filme
 Mostra a luta das suffragettes na Inglaterra
 Chamadas feministas que lutaram pelo direito ao voto
(também chamado sufrágio feminino, daí o nome suffragettes).
As Sufragistas 2
Ficha Técnica
 Título original: Suffragette
 De: Sarah Gavron
 Com: Helena Bonham Carter, Carey Mulligan, Meryl Streep,
 Género: Drama e ficção histórica
 Classificação: M/12
As Sufragistas 3
Algumas considerações
 Linguagem predominante: Informal.
 Grau de entendimento: Fácil.
 Temas abordados: Culturais, políticos, sociais e psicológicos.
As Sufragistas 4
Valores Cinematográficos
 Música
 Cenários
 Diálogos
 Fotografia
 Efeitos
 Enredo
As Sufragistas 5
Personagens Principais
As Sufragistas 6
Helena Bonham Carter → Edith Ellyn
 Ativista que trabalha numa farmácia e conta com a ajuda do marido.
 “Eu queria ser médica, mas nasci no sexo errado”.
As Sufragistas 7
Carey Mulligan → Maud Watts
 Ganha salário menor do que os masculinos
 Tarefas: o cuidado da casa, do marido e do filho pequeno, George.
As Sufragistas 8
Meryl Streep → Emmeline Pankhurst
 Foi uma feminista inglesa de Manchester
 Nasceu em 1858 numa família já com tradição política radical
As Sufragistas 9
Resumo
“Durante décadas as mulheres fizeram campanhas pacificas pela igualdade e direito ao
voto mas as suas razões eram ignoradas. Em resposta, Emmeline Pankhurst, líder do
movimento Sufragista, apelou por uma campanha nacional de desobediência civil. ”
As Sufragistas 10
Resumo
 Maud é como muitas mulheres da classe trabalhadora do início do século XX.
 Movimento Sufragista → grupo de mulheres que lutavam pelo direito do voto feminino.
As Sufragistas 11
Resumo
 Ânsia por liberdade, direito e um tratamento digno.
 Só se considera uma Sufragista, quando percebe que a situação chegou aos extremos.
As Sufragistas 12
Resumo
 Uma luta que meteu na prisão mais de mil inglesas.
 Em 1918 foi concedido o direito ao voto a certas mulheres com mais de 30 anos.
 A 1925 a lei reconheceu o direito das mães sobre os seus filhos.
 Em 1928 as mulheres obtiveram o direito ao voto, tal como os homens.
As Sufragistas 13
Cenas de maior impacto
• Prisão
• Maud a despedir-se do filho
As Sufragistas 14
Contribuições do filme
 Luta pela igualdade
As Sufragistas 15
Prémios:
 “Actriz do Ano” (Carey Mulligan), “Compositor do Ano”, nos Prémios Hollywood Film 2015.
 Prémio Especial”, no Festival de Hamptons 2015.
 “Prémio do Público”, no Festival de Mill Valley 2015.
As Sufragistas 16
As Sufragistas 17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes
As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das ArtesAs Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes
As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das ArtesJorge Fernandes
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolíticoVítor Santos
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoEscoladocs
 
Resumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verdeResumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verdeRaffaella Ergün
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental010693
 
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasGeografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasRaffaella Ergün
 
A construção do modelo soviético
A construção do modelo soviéticoA construção do modelo soviético
A construção do modelo soviéticoCarlos Vieira
 
A questão colonial e o 25 de abril
A questão colonial e o 25 de abrilA questão colonial e o 25 de abril
A questão colonial e o 25 de abrilCarlos Vieira
 
Modernismo em Portugal
Modernismo em PortugalModernismo em Portugal
Modernismo em PortugalCarlos Vieira
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IACarlos Vieira
 
Teorias estéticas
Teorias estéticas Teorias estéticas
Teorias estéticas Paulo Gomes
 
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhosAlberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhosBruno Meirim
 
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xixVítor Santos
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"gracacruz
 
Cesario Verde Ave Marias Ana Catarina E Ana Sofia
Cesario Verde   Ave Marias   Ana Catarina E Ana SofiaCesario Verde   Ave Marias   Ana Catarina E Ana Sofia
Cesario Verde Ave Marias Ana Catarina E Ana SofiaJoana Azevedo
 

Mais procurados (20)

As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes
As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das ArtesAs Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes
As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
Resumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verdeResumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verde
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Teste modulo 7
Teste modulo 7Teste modulo 7
Teste modulo 7
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
 
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasGeografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
 
A construção do modelo soviético
A construção do modelo soviéticoA construção do modelo soviético
A construção do modelo soviético
 
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºanoModulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
 
A questão colonial e o 25 de abril
A questão colonial e o 25 de abrilA questão colonial e o 25 de abril
A questão colonial e o 25 de abril
 
Modernismo em Portugal
Modernismo em PortugalModernismo em Portugal
Modernismo em Portugal
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IA
 
Teorias estéticas
Teorias estéticas Teorias estéticas
Teorias estéticas
 
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhosAlberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"
 
Cesario Verde Ave Marias Ana Catarina E Ana Sofia
Cesario Verde   Ave Marias   Ana Catarina E Ana SofiaCesario Verde   Ave Marias   Ana Catarina E Ana Sofia
Cesario Verde Ave Marias Ana Catarina E Ana Sofia
 

Semelhante a Sufragistas luta voto feminino filme

Texto introdutório - As Sufragistas
Texto introdutório - As SufragistasTexto introdutório - As Sufragistas
Texto introdutório - As SufragistasPIBIDSolondeLucena
 
Feminismo e a sua história
Feminismo e a sua históriaFeminismo e a sua história
Feminismo e a sua históriaCamila Zucchi
 
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulherDIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulhercleanelima11
 
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulherDIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulhercleanelima11
 
Aula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoAula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoroberto mosca junior
 
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedadeFeminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedadeClaudio Henrique Ramos Sales
 
A evolução da mulher no cenário político
A evolução da mulher no cenário políticoA evolução da mulher no cenário político
A evolução da mulher no cenário políticoDanillo Rodrigues
 
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICOA EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICODanillo Rodrigues
 
CONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURAL
CONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURALCONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURAL
CONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURALCoordTic
 
AULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdf
AULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdfAULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdf
AULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdfSharley Cunha
 

Semelhante a Sufragistas luta voto feminino filme (20)

Texto introdutório - As Sufragistas
Texto introdutório - As SufragistasTexto introdutório - As Sufragistas
Texto introdutório - As Sufragistas
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
 
Femina2011 oficina prof_eustaquio
Femina2011 oficina prof_eustaquioFemina2011 oficina prof_eustaquio
Femina2011 oficina prof_eustaquio
 
Feminismo e a sua história
Feminismo e a sua históriaFeminismo e a sua história
Feminismo e a sua história
 
Apresentação 12.pdf
Apresentação 12.pdfApresentação 12.pdf
Apresentação 12.pdf
 
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulherDIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
 
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulherDIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
DIA DA MULHER. slides falando sobre a mulher
 
As Sufragistas
As SufragistasAs Sufragistas
As Sufragistas
 
Aula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoAula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminação
 
Pdf movimento feminista
Pdf movimento feministaPdf movimento feminista
Pdf movimento feminista
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
 
O Feminismo
O FeminismoO Feminismo
O Feminismo
 
Democracia - História (Esquadrão VIP 2013)
Democracia - História (Esquadrão VIP 2013)Democracia - História (Esquadrão VIP 2013)
Democracia - História (Esquadrão VIP 2013)
 
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedadeFeminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
Feminismo - Problematizando o espaço da mulher na sociedade
 
A evolução da mulher no cenário político
A evolução da mulher no cenário políticoA evolução da mulher no cenário político
A evolução da mulher no cenário político
 
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICOA EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
 
CONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURAL
CONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURALCONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURAL
CONFERÊNCIA SOBRE A MULHER NO CONTEXTO (MULTI)CULTURAL
 
REVISTA EVA - Projeto ETEC Carlos de Campos
REVISTA EVA - Projeto ETEC Carlos de CamposREVISTA EVA - Projeto ETEC Carlos de Campos
REVISTA EVA - Projeto ETEC Carlos de Campos
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
 
AULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdf
AULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdfAULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdf
AULA - O Movimento Sufragista contada por Imagens.pdf
 

Mais de Carlos Vieira

Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCarlos Vieira
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCarlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCarlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCarlos Vieira
 

Mais de Carlos Vieira (20)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
 
Danton
DantonDanton
Danton
 
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
 
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
 

Último

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 

Último (20)

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 

Sufragistas luta voto feminino filme

  • 1. As Sufragistas Aluno: Sofia Faustino Professor: Carlos Canto Vieira Disciplina: História 11ºano
  • 2. O Filme  Mostra a luta das suffragettes na Inglaterra  Chamadas feministas que lutaram pelo direito ao voto (também chamado sufrágio feminino, daí o nome suffragettes). As Sufragistas 2
  • 3. Ficha Técnica  Título original: Suffragette  De: Sarah Gavron  Com: Helena Bonham Carter, Carey Mulligan, Meryl Streep,  Género: Drama e ficção histórica  Classificação: M/12 As Sufragistas 3
  • 4. Algumas considerações  Linguagem predominante: Informal.  Grau de entendimento: Fácil.  Temas abordados: Culturais, políticos, sociais e psicológicos. As Sufragistas 4
  • 5. Valores Cinematográficos  Música  Cenários  Diálogos  Fotografia  Efeitos  Enredo As Sufragistas 5
  • 7. Helena Bonham Carter → Edith Ellyn  Ativista que trabalha numa farmácia e conta com a ajuda do marido.  “Eu queria ser médica, mas nasci no sexo errado”. As Sufragistas 7
  • 8. Carey Mulligan → Maud Watts  Ganha salário menor do que os masculinos  Tarefas: o cuidado da casa, do marido e do filho pequeno, George. As Sufragistas 8
  • 9. Meryl Streep → Emmeline Pankhurst  Foi uma feminista inglesa de Manchester  Nasceu em 1858 numa família já com tradição política radical As Sufragistas 9
  • 10. Resumo “Durante décadas as mulheres fizeram campanhas pacificas pela igualdade e direito ao voto mas as suas razões eram ignoradas. Em resposta, Emmeline Pankhurst, líder do movimento Sufragista, apelou por uma campanha nacional de desobediência civil. ” As Sufragistas 10
  • 11. Resumo  Maud é como muitas mulheres da classe trabalhadora do início do século XX.  Movimento Sufragista → grupo de mulheres que lutavam pelo direito do voto feminino. As Sufragistas 11
  • 12. Resumo  Ânsia por liberdade, direito e um tratamento digno.  Só se considera uma Sufragista, quando percebe que a situação chegou aos extremos. As Sufragistas 12
  • 13. Resumo  Uma luta que meteu na prisão mais de mil inglesas.  Em 1918 foi concedido o direito ao voto a certas mulheres com mais de 30 anos.  A 1925 a lei reconheceu o direito das mães sobre os seus filhos.  Em 1928 as mulheres obtiveram o direito ao voto, tal como os homens. As Sufragistas 13
  • 14. Cenas de maior impacto • Prisão • Maud a despedir-se do filho As Sufragistas 14
  • 15. Contribuições do filme  Luta pela igualdade As Sufragistas 15
  • 16. Prémios:  “Actriz do Ano” (Carey Mulligan), “Compositor do Ano”, nos Prémios Hollywood Film 2015.  Prémio Especial”, no Festival de Hamptons 2015.  “Prémio do Público”, no Festival de Mill Valley 2015. As Sufragistas 16