SlideShare uma empresa Scribd logo
NOME DO PROCESSO DONO DO PROCESSO
DIAGRAMA DE ESCOPO
dosEXECUTORES SISTEMAS E EQUIPAMENTOS
Quais áreas internas da organização executam atividades no processo?
Quais órgãos, fornecedores e parceiros externos executam atividades no processo?
Quais sistemas de informação ou planilhas de controle suportam a execução e gestão do processo?
HEALTH CHECK
Qual é o resultado esperado do processo?
dosCLIENTESOBJETIVO
Para que o processo existe?
Qual proposta de valor deve ser entregue para os clientes?
Quais necessidades de cada segmento de cliente a organização está atendendo?
INDICADORES
Quais são os segmentos de clientes atendidos diretamente pelo processo? Quais indicadores que existem hoje e são mensurados?
Quais indicadores foram apenas definidos, mas não estão sendo mensurados?
Quais outros possíveis indicadores importantes podem mensurar o processo?
REGULADORES
Quais legislações regulam o processo?
Quais normativos e manuais padronizam a maneira como o processo deve ocorrer?
Quais políticas internas ou externas interferem na maneira como o processo ocorre?
dos
INTERFACES
DE ENTRADA
ENTRADAS
ETAPAS
SAÍDAS
INTERFACES
DE SAÍDA
Quais processos antecedem o processo em análise oferecendo entradas para a sua execução?
Quais clientes ou atores externos oferecem entradas para a execução do processo?
Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas a serem atendidas e/ou insumos entram no início ou durante a execução do processo?
Quais principais ações são realizadas pela organização nesse processo?
Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas atendidas e/ou produtos saem ao fim ou durante a execução do processo?
Quais processos recebem as saídas do processo em análise?
Quais clientes ou atores externos recebem as saídas do processo?
RESULTADO (ATÉ)
Qual o estímulo que dispara a execução do processo?
EVENTO INICIAL (DE)
Apresenta problemas e oportunidades críticas que comprometem desempenho final do processo Apresenta problemas e oportunidades incrementais com impacto moderado no desempenho final do processo Não apresenta maiores problemas ou oportunidades que tenham relevância para o desempenho final do processo
Qual nome sintetiza de maneira simples e objetiva a essência do que o processo entrega? Quem é o responsável pelo desempenho do processo?
Gestor funcional? Comitê multifuncional? Profissional designado? Gestor integrador?
NOME DO PROCESSO DONO DO PROCESSO
DIAGRAMA DE ESCOPO
dosEXECUTORES SISTEMAS E EQUIPAMENTOS
Quais áreas internas da organização executam atividades no processo?
Quais órgãos, fornecedores e parceiros externos executam atividades no processo?
Quais sistemas de informação ou planilhas de controle suportam a execução e gestão do processo?
HEALTH CHECK
Qual é o resultado esperado do processo?
dosCLIENTESOBJETIVO
Para que o processo existe?
Qual proposta de valor deve ser entregue para os clientes?
Quais necessidades de cada segmento de cliente a organização está atendendo?
INDICADORES
Quais são os segmentos de clientes atendidos diretamente pelo processo? Quais indicadores que existem hoje e são mensurados?
Quais indicadores foram apenas definidos, mas não estão sendo mensurados?
Quais outros possíveis indicadores importantes podem mensurar o processo?
REGULADORES
Quais legislações regulam o processo?
Quais normativos e manuais padronizam a maneira como o processo deve ocorrer?
Quais políticas internas ou externas interferem na maneira como o processo ocorre?
dos
INTERFACES
DE ENTRADA
ENTRADAS
ETAPAS
SAÍDAS
INTERFACES
DE SAÍDA
Quais processos antecedem o processo em análise oferecendo entradas para a sua execução?
Quais clientes ou atores externos oferecem entradas para a execução do processo?
Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas a serem atendidas e/ou insumos entram no início ou durante a execução do processo?
Quais principais ações são realizadas pela organização nesse processo?
Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas atendidas e/ou produtos saem ao fim ou durante a execução do processo?
Quais processos recebem as saídas do processo em análise?
Quais clientes ou atores externos recebem as saídas do processo?
RESULTADO (ATÉ)
Qual o estímulo que dispara a execução do processo?
EVENTO INICIAL (DE)
Apresenta problemas e oportunidades críticas que comprometem desempenho final do processo Apresenta problemas e oportunidades incrementais com impacto moderado no desempenho final do processo Não apresenta maiores problemas ou oportunidades que tenham relevância para o desempenho final do processo
Qual nome sintetiza de maneira simples e objetiva a essência do que o processo entrega? Quem é o responsável pelo desempenho do processo?
Gestor funcional? Comitê multifuncional? Profissional designado? Gestor integrador?
Manual de Aquisição
de Bens e Serviços
Gerente de
Compras
Suprir a empresa com a
infraestrutura e serviços
necessários para manter seu
pleno funcionamento.
Solicitante de
Equipamentos Solicitante de
Medicamentos
Solicitante de
Serviços Gerais
Tempo de Ciclo do
Processo
Ganhos financeiros
com a negociação
Perdas financeiras
com multas
Manual de Aquisição
de Bens e Serviços
Política de Alçada de
Aprovação de
Compras
Demanda por
solicitação de
compras identificada
Pagamento ao
fornecedor
processado
Validação
Técnica
Cotação e
Negociação
Seleção e
Aprovação
Monitoramento e
Recebimento da
Entrega
Formalização
do Contrato
Pagamento ao
Fornecedor
Solicitante
PLANEJAR
COMPRAS
Fornecedor Solicitante
Fornecedor
escolhido
Solicitante
Fornecedor Solicitante
Fornecedor
escolhido
Solicitante
Solicitação
Preenchida
Planejamento
de Compras
Propostas de
Preço
Solicitação
monitorada
Produto ou
serviço
entregue
Contrato
formalizado
Contrato
formalizado
Nota Fiscal
recebida
Comunicação
do vencedor
Comprovante
de pagamento
Jurídico Administrativo-
financeiro
Compras SisCompras –
Sistema de Gestão
da Compras
SisFin – Sistema de
Gestão Financeira
Planilha de
Fornecedores
NOME DO PROCESSO DONO DO PROCESSO
DIAGRAMA DE ESCOPO
dosEXECUTORES SISTEMAS E EQUIPAMENTOS
HEALTH CHECK
dosCLIENTESOBJETIVO INDICADORES REGULADORES
dos
INTERFACES
DE ENTRADA
ENTRADAS
ETAPAS
SAÍDAS
INTERFACES
DE SAÍDA
RESULTADO (ATÉ)EVENTO INICIAL (DE)
Apresenta problemas e oportunidades críticas que comprometem desempenho final do processo Apresenta problemas e oportunidades incrementais com impacto moderado no desempenho final do processo Não apresenta maiores problemas ou oportunidades que tenham relevância para o desempenho final do processo
Solicitante
Solicitação
Preenchida
Planejamento
de Compras
Planejar
Compras Solicitante
Nota Fiscal
Recebida
Processar
Fechamento
Contábil
Comprovante de
Pagamento
Solicitante
Arquivar
Documentos
Contrato
Formalizado
Contrato
Formalizado
Propostas
de Preços
Fornecedores
Fornecedor
Selecionado
Produto ou
Serviço Entregue
Fornecedores
Comunicação
do Vencedor
Validação
Técnica
Seleção e
Aprovação
Cotação e
Negociação
Monitoramento e
Recebimento da Entrega
Formalização
do Contrato
Pagamento ao
Fornecedor
Demanda por solicitação de compras identificada Pagamento ao fornecedor processado
Adquirir Bens e Serviços Gerente de Compras
Suprir a empresa com a infraestrutura e serviços
necessários para manter seu pleno funcionamento.
 Solicitante de Equipamentos
 Solicitante de Medicamentos
 Solicitante de Serviços Gerais
 Tempo de Ciclo do Processo
 Ganhos financeiros com a negociação
 Perdas financeiras com multas
 Manual de Aquisição de Bens e Serviços
 Política de Alçada de Aprovação de Compras
 Jurídico
 Administrativo-Financeiro
 Compras
 SisCompras – Sistema de Gestão da Compras
 SisFin – Sistema de Gestão Financeira
 Planilha de Fornecedores
Solicitante
Solicitação
monitorada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
Coelho Assessoria
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
Templum Consultoria Online
 
Gestao por Processos
Gestao por ProcessosGestao por Processos
Gestao por Processos
Adeildo Caboclo
 
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Adeildo Caboclo
 
Gestão por Processos
Gestão por ProcessosGestão por Processos
Gestão por Processos
Wandick Rocha de Aquino
 
5W1H
5W1H5W1H
Gestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidadeGestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidade
Gerisval Pessoa
 
Como Implementar Escritório de Processos
Como Implementar Escritório de Processos Como Implementar Escritório de Processos
Como Implementar Escritório de Processos
Rildo (@rildosan) Santos
 
Gestão por Processo
Gestão por ProcessoGestão por Processo
Gestão por Processo
Rildo (@rildosan) Santos
 
Sipoc - Ferramenta de Mapeamento de Processos
Sipoc - Ferramenta de Mapeamento de ProcessosSipoc - Ferramenta de Mapeamento de Processos
Sipoc - Ferramenta de Mapeamento de Processos
AdrianaDantas16
 
KPIs - Indicadores Chave de Performance
KPIs - Indicadores Chave de PerformanceKPIs - Indicadores Chave de Performance
KPIs - Indicadores Chave de Performance
Fábio Póvoa
 
PDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completoPDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completo
Vinícius Toledo França de Nader
 
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da QualidadeIndicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Ideia Consultoria
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
Beto Briscese
 
Elo Group Roadmap De EscritóRio De Processos
Elo Group  Roadmap De EscritóRio De ProcessosElo Group  Roadmap De EscritóRio De Processos
Elo Group Roadmap De EscritóRio De Processos
EloGroup
 
Check list para auditoria interna
Check list para auditoria internaCheck list para auditoria interna
Check list para auditoria interna
Miguel
 
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioTutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Rildo (@rildosan) Santos
 
Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...
EloGroup
 
Aula 02 02 SGQ ISO
Aula 02 02 SGQ ISOAula 02 02 SGQ ISO
Aula 02 02 SGQ ISO
Claudio Bernardi Stringari
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho

Mais procurados (20)

Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
 
Gestao por Processos
Gestao por ProcessosGestao por Processos
Gestao por Processos
 
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
 
Gestão por Processos
Gestão por ProcessosGestão por Processos
Gestão por Processos
 
5W1H
5W1H5W1H
5W1H
 
Gestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidadeGestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidade
 
Como Implementar Escritório de Processos
Como Implementar Escritório de Processos Como Implementar Escritório de Processos
Como Implementar Escritório de Processos
 
Gestão por Processo
Gestão por ProcessoGestão por Processo
Gestão por Processo
 
Sipoc - Ferramenta de Mapeamento de Processos
Sipoc - Ferramenta de Mapeamento de ProcessosSipoc - Ferramenta de Mapeamento de Processos
Sipoc - Ferramenta de Mapeamento de Processos
 
KPIs - Indicadores Chave de Performance
KPIs - Indicadores Chave de PerformanceKPIs - Indicadores Chave de Performance
KPIs - Indicadores Chave de Performance
 
PDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completoPDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completo
 
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da QualidadeIndicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
 
Elo Group Roadmap De EscritóRio De Processos
Elo Group  Roadmap De EscritóRio De ProcessosElo Group  Roadmap De EscritóRio De Processos
Elo Group Roadmap De EscritóRio De Processos
 
Check list para auditoria interna
Check list para auditoria internaCheck list para auditoria interna
Check list para auditoria interna
 
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioTutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
 
Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação – Parte 4 – Maturidade em Processos – De Boas Ideias para uma Gestão...
 
Aula 02 02 SGQ ISO
Aula 02 02 SGQ ISOAula 02 02 SGQ ISO
Aula 02 02 SGQ ISO
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho
 

Semelhante a Template - Diagrama de Escopo

Aula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptx
Aula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptxAula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptx
Aula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptx
Irenebatista6
 
Webinar Business Process Transformation
Webinar Business Process TransformationWebinar Business Process Transformation
Webinar Business Process Transformation
Lecom Tecnologia
 
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationWEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
EloGroup
 
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
FabricioFalcao.com
 
Mapeamento de processos técnicas e vantagens
Mapeamento de processos   técnicas e vantagensMapeamento de processos   técnicas e vantagens
Mapeamento de processos técnicas e vantagens
mateuspizetta
 
Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...
Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...
Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...
EloGroup
 
AULA-20-Gestão-de-Processos.pdf
AULA-20-Gestão-de-Processos.pdfAULA-20-Gestão-de-Processos.pdf
AULA-20-Gestão-de-Processos.pdf
Fabio Campos
 
Manual transformacao-processo
Manual transformacao-processoManual transformacao-processo
Manual transformacao-processo
António Ferreira
 
Aulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.JrAulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.Jr
Sergio Luis Seloti Jr
 
Pensando processos(1)
Pensando processos(1)Pensando processos(1)
Pensando processos(1)
Ze Roberto Seners
 
BPM Day Rio de Janeiro_Case Berneck
BPM Day Rio de Janeiro_Case BerneckBPM Day Rio de Janeiro_Case Berneck
BPM Day Rio de Janeiro_Case Berneck
DC-DinsmoreCompass
 
Lumine SafeChain - Método de Desenvolvimento
Lumine SafeChain - Método de DesenvolvimentoLumine SafeChain - Método de Desenvolvimento
Lumine SafeChain - Método de Desenvolvimento
Edson Aguilera-Fernandes
 
Aperfeiçoamento dos processos
Aperfeiçoamento dos processosAperfeiçoamento dos processos
Aperfeiçoamento dos processos
fabioavela
 
Business Process Management - Introdução a gestão por processos
Business Process Management - Introdução a gestão por processosBusiness Process Management - Introdução a gestão por processos
Business Process Management - Introdução a gestão por processos
JOSUE DIAS
 
TP1 - Gestão da Qualidade
TP1 - Gestão da QualidadeTP1 - Gestão da Qualidade
TP1 - Gestão da Qualidade
Cristiana
 
Gestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueira
Gestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueiraGestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueira
Gestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueira
WilsonSilveira12
 
Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')
Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')
Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')
CompanyWeb
 
Certics Softex Recife
Certics Softex RecifeCertics Softex Recife
Certics Softex Recife
Samuel Moraes
 
GESTÃO DE PROCESSOS.pptx
GESTÃO DE PROCESSOS.pptxGESTÃO DE PROCESSOS.pptx
GESTÃO DE PROCESSOS.pptx
YuriCota2
 
Proce Ac
Proce AcProce Ac
Proce Ac
clagarinhos
 

Semelhante a Template - Diagrama de Escopo (20)

Aula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptx
Aula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptxAula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptx
Aula 3 e 4 Visão sob ótica de processos alunos (1).pptx
 
Webinar Business Process Transformation
Webinar Business Process TransformationWebinar Business Process Transformation
Webinar Business Process Transformation
 
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationWEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
 
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
 
Mapeamento de processos técnicas e vantagens
Mapeamento de processos   técnicas e vantagensMapeamento de processos   técnicas e vantagens
Mapeamento de processos técnicas e vantagens
 
Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...
Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...
Leandro Jesus – Novas ideias para o antigo desafio de integrar as visões de n...
 
AULA-20-Gestão-de-Processos.pdf
AULA-20-Gestão-de-Processos.pdfAULA-20-Gestão-de-Processos.pdf
AULA-20-Gestão-de-Processos.pdf
 
Manual transformacao-processo
Manual transformacao-processoManual transformacao-processo
Manual transformacao-processo
 
Aulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.JrAulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Análise de Processos - 2005 - Prof. Sergio.Jr
 
Pensando processos(1)
Pensando processos(1)Pensando processos(1)
Pensando processos(1)
 
BPM Day Rio de Janeiro_Case Berneck
BPM Day Rio de Janeiro_Case BerneckBPM Day Rio de Janeiro_Case Berneck
BPM Day Rio de Janeiro_Case Berneck
 
Lumine SafeChain - Método de Desenvolvimento
Lumine SafeChain - Método de DesenvolvimentoLumine SafeChain - Método de Desenvolvimento
Lumine SafeChain - Método de Desenvolvimento
 
Aperfeiçoamento dos processos
Aperfeiçoamento dos processosAperfeiçoamento dos processos
Aperfeiçoamento dos processos
 
Business Process Management - Introdução a gestão por processos
Business Process Management - Introdução a gestão por processosBusiness Process Management - Introdução a gestão por processos
Business Process Management - Introdução a gestão por processos
 
TP1 - Gestão da Qualidade
TP1 - Gestão da QualidadeTP1 - Gestão da Qualidade
TP1 - Gestão da Qualidade
 
Gestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueira
Gestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueiraGestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueira
Gestão de indicadores de desempenho roberto de assis nogueira
 
Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')
Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')
Infográfico | Análise de Processos do Cenário Atual ('as-is')
 
Certics Softex Recife
Certics Softex RecifeCertics Softex Recife
Certics Softex Recife
 
GESTÃO DE PROCESSOS.pptx
GESTÃO DE PROCESSOS.pptxGESTÃO DE PROCESSOS.pptx
GESTÃO DE PROCESSOS.pptx
 
Proce Ac
Proce AcProce Ac
Proce Ac
 

Mais de EloGroup

Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
EloGroup
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
EloGroup
 
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesBPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
EloGroup
 
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas SalesBPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
EloGroup
 
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael ClementeIntegrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
EloGroup
 
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
EloGroup
 
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
EloGroup
 
"Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial""Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial"
EloGroup
 
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
EloGroup
 
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocialComo viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
EloGroup
 
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial? Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
EloGroup
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
EloGroup
 
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
EloGroup
 
Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...
Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...
Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...
EloGroup
 
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
EloGroup
 
– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]
EloGroup
 
– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]
– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]
– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]
EloGroup
 
– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...
– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...
– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...
EloGroup
 
– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]
– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]
– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]
EloGroup
 
– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]
– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]
– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]
EloGroup
 

Mais de EloGroup (20)

Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
 
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesBPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
 
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas SalesBPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
 
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael ClementeIntegrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
 
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
 
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
 
"Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial""Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial"
 
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
 
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocialComo viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
 
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial? Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
 
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
 
Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...
Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...
Como implantar transformações organizacionais a partir de uma plataforma de B...
 
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
 
– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]
 
– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]
– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]
– Introdução: da Melhoria Contínua para Grandes Transformações [Privado]
 
– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...
– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...
– Erros, aprendizados e boas práticas na implantação de transformações organi...
 
– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]
– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]
– Como uma plataforma BPMS pode transformar uma organização? [Privado]
 
– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]
– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]
– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]
 

Template - Diagrama de Escopo

  • 1. NOME DO PROCESSO DONO DO PROCESSO DIAGRAMA DE ESCOPO dosEXECUTORES SISTEMAS E EQUIPAMENTOS Quais áreas internas da organização executam atividades no processo? Quais órgãos, fornecedores e parceiros externos executam atividades no processo? Quais sistemas de informação ou planilhas de controle suportam a execução e gestão do processo? HEALTH CHECK Qual é o resultado esperado do processo? dosCLIENTESOBJETIVO Para que o processo existe? Qual proposta de valor deve ser entregue para os clientes? Quais necessidades de cada segmento de cliente a organização está atendendo? INDICADORES Quais são os segmentos de clientes atendidos diretamente pelo processo? Quais indicadores que existem hoje e são mensurados? Quais indicadores foram apenas definidos, mas não estão sendo mensurados? Quais outros possíveis indicadores importantes podem mensurar o processo? REGULADORES Quais legislações regulam o processo? Quais normativos e manuais padronizam a maneira como o processo deve ocorrer? Quais políticas internas ou externas interferem na maneira como o processo ocorre? dos INTERFACES DE ENTRADA ENTRADAS ETAPAS SAÍDAS INTERFACES DE SAÍDA Quais processos antecedem o processo em análise oferecendo entradas para a sua execução? Quais clientes ou atores externos oferecem entradas para a execução do processo? Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas a serem atendidas e/ou insumos entram no início ou durante a execução do processo? Quais principais ações são realizadas pela organização nesse processo? Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas atendidas e/ou produtos saem ao fim ou durante a execução do processo? Quais processos recebem as saídas do processo em análise? Quais clientes ou atores externos recebem as saídas do processo? RESULTADO (ATÉ) Qual o estímulo que dispara a execução do processo? EVENTO INICIAL (DE) Apresenta problemas e oportunidades críticas que comprometem desempenho final do processo Apresenta problemas e oportunidades incrementais com impacto moderado no desempenho final do processo Não apresenta maiores problemas ou oportunidades que tenham relevância para o desempenho final do processo Qual nome sintetiza de maneira simples e objetiva a essência do que o processo entrega? Quem é o responsável pelo desempenho do processo? Gestor funcional? Comitê multifuncional? Profissional designado? Gestor integrador?
  • 2. NOME DO PROCESSO DONO DO PROCESSO DIAGRAMA DE ESCOPO dosEXECUTORES SISTEMAS E EQUIPAMENTOS Quais áreas internas da organização executam atividades no processo? Quais órgãos, fornecedores e parceiros externos executam atividades no processo? Quais sistemas de informação ou planilhas de controle suportam a execução e gestão do processo? HEALTH CHECK Qual é o resultado esperado do processo? dosCLIENTESOBJETIVO Para que o processo existe? Qual proposta de valor deve ser entregue para os clientes? Quais necessidades de cada segmento de cliente a organização está atendendo? INDICADORES Quais são os segmentos de clientes atendidos diretamente pelo processo? Quais indicadores que existem hoje e são mensurados? Quais indicadores foram apenas definidos, mas não estão sendo mensurados? Quais outros possíveis indicadores importantes podem mensurar o processo? REGULADORES Quais legislações regulam o processo? Quais normativos e manuais padronizam a maneira como o processo deve ocorrer? Quais políticas internas ou externas interferem na maneira como o processo ocorre? dos INTERFACES DE ENTRADA ENTRADAS ETAPAS SAÍDAS INTERFACES DE SAÍDA Quais processos antecedem o processo em análise oferecendo entradas para a sua execução? Quais clientes ou atores externos oferecem entradas para a execução do processo? Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas a serem atendidas e/ou insumos entram no início ou durante a execução do processo? Quais principais ações são realizadas pela organização nesse processo? Quais informações, relatórios, documentos, status, demandas atendidas e/ou produtos saem ao fim ou durante a execução do processo? Quais processos recebem as saídas do processo em análise? Quais clientes ou atores externos recebem as saídas do processo? RESULTADO (ATÉ) Qual o estímulo que dispara a execução do processo? EVENTO INICIAL (DE) Apresenta problemas e oportunidades críticas que comprometem desempenho final do processo Apresenta problemas e oportunidades incrementais com impacto moderado no desempenho final do processo Não apresenta maiores problemas ou oportunidades que tenham relevância para o desempenho final do processo Qual nome sintetiza de maneira simples e objetiva a essência do que o processo entrega? Quem é o responsável pelo desempenho do processo? Gestor funcional? Comitê multifuncional? Profissional designado? Gestor integrador? Manual de Aquisição de Bens e Serviços Gerente de Compras Suprir a empresa com a infraestrutura e serviços necessários para manter seu pleno funcionamento. Solicitante de Equipamentos Solicitante de Medicamentos Solicitante de Serviços Gerais Tempo de Ciclo do Processo Ganhos financeiros com a negociação Perdas financeiras com multas Manual de Aquisição de Bens e Serviços Política de Alçada de Aprovação de Compras Demanda por solicitação de compras identificada Pagamento ao fornecedor processado Validação Técnica Cotação e Negociação Seleção e Aprovação Monitoramento e Recebimento da Entrega Formalização do Contrato Pagamento ao Fornecedor Solicitante PLANEJAR COMPRAS Fornecedor Solicitante Fornecedor escolhido Solicitante Fornecedor Solicitante Fornecedor escolhido Solicitante Solicitação Preenchida Planejamento de Compras Propostas de Preço Solicitação monitorada Produto ou serviço entregue Contrato formalizado Contrato formalizado Nota Fiscal recebida Comunicação do vencedor Comprovante de pagamento Jurídico Administrativo- financeiro Compras SisCompras – Sistema de Gestão da Compras SisFin – Sistema de Gestão Financeira Planilha de Fornecedores
  • 3. NOME DO PROCESSO DONO DO PROCESSO DIAGRAMA DE ESCOPO dosEXECUTORES SISTEMAS E EQUIPAMENTOS HEALTH CHECK dosCLIENTESOBJETIVO INDICADORES REGULADORES dos INTERFACES DE ENTRADA ENTRADAS ETAPAS SAÍDAS INTERFACES DE SAÍDA RESULTADO (ATÉ)EVENTO INICIAL (DE) Apresenta problemas e oportunidades críticas que comprometem desempenho final do processo Apresenta problemas e oportunidades incrementais com impacto moderado no desempenho final do processo Não apresenta maiores problemas ou oportunidades que tenham relevância para o desempenho final do processo Solicitante Solicitação Preenchida Planejamento de Compras Planejar Compras Solicitante Nota Fiscal Recebida Processar Fechamento Contábil Comprovante de Pagamento Solicitante Arquivar Documentos Contrato Formalizado Contrato Formalizado Propostas de Preços Fornecedores Fornecedor Selecionado Produto ou Serviço Entregue Fornecedores Comunicação do Vencedor Validação Técnica Seleção e Aprovação Cotação e Negociação Monitoramento e Recebimento da Entrega Formalização do Contrato Pagamento ao Fornecedor Demanda por solicitação de compras identificada Pagamento ao fornecedor processado Adquirir Bens e Serviços Gerente de Compras Suprir a empresa com a infraestrutura e serviços necessários para manter seu pleno funcionamento.  Solicitante de Equipamentos  Solicitante de Medicamentos  Solicitante de Serviços Gerais  Tempo de Ciclo do Processo  Ganhos financeiros com a negociação  Perdas financeiras com multas  Manual de Aquisição de Bens e Serviços  Política de Alçada de Aprovação de Compras  Jurídico  Administrativo-Financeiro  Compras  SisCompras – Sistema de Gestão da Compras  SisFin – Sistema de Gestão Financeira  Planilha de Fornecedores Solicitante Solicitação monitorada

Notas do Editor

  1. PARTE DE CIMA . Proposta de Valor . Leis, Normas e Políticas . Indicadores Existentes MEIO . Processos de Interface (Entrada) . Insumos e Informações de Entrada . Processo . Processo (Visão do Cliente) . Insumos e Informações de Saída . Processos de Interface (Saída) PARTE DE BAIXO . Atores Envolvidos . Sistemas e Instrumentos . Direcionadores de Custo
  2. PARTE DE CIMA . Proposta de Valor . Leis, Normas e Políticas . Indicadores Existentes MEIO . Processos de Interface (Entrada) . Insumos e Informações de Entrada . Processo . Processo (Visão do Cliente) . Insumos e Informações de Saída . Processos de Interface (Saída) PARTE DE BAIXO . Atores Envolvidos . Sistemas e Instrumentos . Direcionadores de Custo
  3. PARTE DE CIMA . Proposta de Valor . Leis, Normas e Políticas . Indicadores Existentes MEIO . Processos de Interface (Entrada) . Insumos e Informações de Entrada . Processo . Processo (Visão do Cliente) . Insumos e Informações de Saída . Processos de Interface (Saída) PARTE DE BAIXO . Atores Envolvidos . Sistemas e Instrumentos . Direcionadores de Custo