SlideShare uma empresa Scribd logo
Sistemas de Produção Enxuta

 Universidade São Judas Tadeu

        Disciplina 11.10
   Indrodução à Mentalidade
  Enxuta e Manufatura Celular
         Professor: Daniel Franco
Programa do Curso

1.   Introdução – Onde tudo começou...
2.   Mapeamento do Fluxo de Valor
3.   KAIZEN - Princípios da Melhoria Contínua
4.   TQM - Variabilidade & Fluxo de Produção
5.   TPM - Manutenção Produtiva Total
6.   Lean Manufacturing System       FOCO
        - Manufatura Celular         DO
        - Sistema Puxado de Produção
                                     CURSO
        -   SMED
        -   Takt Time
        -   Kanban
        -   Suavização da Demanda
        -   Jidoka e Andon
        -   One Piece Flow
7. Mapeamento do Estado Futuro

                                            Sistemas de Produção Enxuta
Referências Bibliográficas

BUSBY, J.S.; AURRECOECHEA, A.
“The evaluation of manufacturing cell desings.”. Int. J. of Oper & Prod. Mgmt, Vol 14, No. 1, 1994

CHENG, C.H.
“Algorithms for grouping machine in GT. Omega Int. S. Mgmt Sci, Vol. 20, No. 4, 1992

GOLDRATT E. M. & COX J.,
“A Meta: um Processo de Melhoria Contínua”, Editora Nobel

ROTHER M. & SHOOK J.,
“Aprendendo a Enxergar”. Lean Institute Brasil, 1998-2005

ROTHER M. & SHOOK J.,
“Criando Fluxo Contínuo”. Lean Institute Brasil, 1998-2005

SHARMA A. & MOODY P. E.
“A Máquina Perfeita” Editora Prentice-Hall

SHINGO S.,
“O Sistema Toyota de Producao do Ponto de Vista da Engenharia de Produçao”. Editora Bookman

SMALLEY A.,
“Criando o Sistema Puxado Nivelado”. Lean Institute Brasil, 1998-2005

WOMACK J. P. & JONES D.T.,
“A Máquina que Mudou o Mundo”. Editora Campus.


                                                                                             Sistemas de Produção Enxuta
Critério de Avaliação




Prof. Daniel Franco (Nota 10,0)

  1. Trabalho em Grupo :      Nota 4,0
  2. Prova de 5 questões:     Nota 6,0

  PS.: Uma das questões da prova é sobre o trabalho,
     caso o aluno erre a questão assumirei que não
     participou efetivamente no trabalho, logo terá sua
     nota anulada.




                                            Sistemas de Produção Enxuta
Sistemas de Produção Enxuta


           Introdução
         Onde tudo começou?
O que é Mentalidade Enxuta?




É uma filosofia de Manufatura que busca
reduzir o tempo entre o pedido do cliente
  e a entrega, através da eliminação dos
  desperdícios e adicionando valor ao
          acionistas e clientes.




                                  Sistemas de Produção Enxuta
Como a filosofia se iniciou?

Filosofia gerencial baseada nas práticas e resultados do Sistema
Toyota de Produção (TPS), idealizado em 1945

Livro a Máquina que Mudou o Mundo (1990)
– Resultado de pesquisa 5 anos 90 plantas automobilísticas todos continentes
– Revelou que Toyota desenvolveu novo paradigma (Lean Production) de 1950 a
1980

Livro Lean Thinking (1996 – Womack e Jones)
– Na verdade é um sistema de negócios (Lean Thinking)




                                                                      Taiichi Ohno
                                  Henry Ford (1863 - 1947)
Sakichi Toyoda (1867-1930)                                           Pai do Sistema
                             Pai da moderna produção em massa
Fundador do Grupo Toyota                                           Toyota de Produção

                                                                Sistemas de Produção Enxuta
Por que estudar o TPS?




Reportagem da Revista EXAME – Dia 09 de Maio de 2007
                                                 Sistemas de Produção Enxuta
Por que estudar o TPS?




Reportagem da Revista EXAME – Dia 09 de Maio de 2007
                                                 Sistemas de Produção Enxuta
Por que estudar o TPS?




Reportagem da Revista EXAME – Dia 09 de Maio de 2007
                                                 Sistemas de Produção Enxuta
Por que estudar o TPS?



Informações interessantes sobre a Toyota
- Valor de mercado 110 Bilhões US$ (maior que GM + Ford + DC) (*)
- Crescimento faturamento: 11,6% (153 Bilhões US$) (*)
- Lucro líquido: 6,7% (GM 1,9%, Ford 2,4%, DC 0,3%) (*)
- Qualidade: Toyota: ganhadora em 10 modelos de 18 Top Models (**)
- Market Share: 2a do Mundo - ganhos sustentados por anos (em
2004 ultrapassou Ford, projeções 2010 alcance GM) -> ERRADO, já
passou em 2007 (***)

(*)   Fonte: Exame março 2005 e The Economist 29/1/2005, resultados 2004
(**) Fonte: JDPower 2005
(***) Fonte: Exame 2007




                                                                             Sistemas de Produção Enxuta
Quais os resultados típicos da implantação do Lean?



- Redução lead time de 30 a 80%
- Redução de estoques de 30 a 80%
- Capital de giro: giros de até 25x/ano
- Entregas no prazo (OTIF) atingindo 98 - 99%
- Redução de espaço de 30% a 50%
- Aumento de produtividade de 10 a 60%
- Reduções de custos de 10 a 30%
- Melhoria sensível da qualidade

                                                Sistemas de Produção Enxuta
Os 5 Princípios da Mentalidade Enxuta




- Especifique valor do ponto de vista do cliente final

- Identifique o fluxo de valor para cada família de
produtos

- Coloque o produto em um fluxo contínuo

- Assim, o cliente pode puxar

- Enquanto você busca a perfeição



                                               Sistemas de Produção Enxuta
Princípios dos orientadores do TPS


- Times de alto-desempenho/performance é essencial;
- Enfoque em grupos auto-gerenciáveis/ de alto
desempenho;
- A busca do ótimo global, ao invés do ótimo local;
- O desenvolvimento dos negócios e das pessoas são
inseparáveis;
- Foco em processos de agregação de valor ao cliente;
- O produto certo, na hora certa, na quantidade certa;
- Eliminar desperdícios;
- Melhor qualidade;
- Menor custo;
- Menor lead-time;
                                             Sistemas de Produção Enxuta
Equilíbrio dos Indicadores de Performance

                                                               Meta:
                                                                Meta:
                                            l
              Meta:
               Meta:   Fornecedor
                                       L oca o     Cliente     Prazo
                                                                Prazo
              Prazo
               Prazo                 or re é
                                   lh
                                 me emp lobal
Compras                       O     s
                                  m or G                                   Distribuição
                                ne lh
                                  me
           Meta:
            Meta:                                                Meta:
                                                                 Meta:
          Custos
           Custos                                                Frete
                                                                  Frete
                                                                             Vendas
Entrega

                       Recebimento   Processos   Armazenagem



 Meta:
 Meta:                                                                       Meta:
                                                                              Meta:
 Frete
  Frete                                                                     Volume
                                                                             Volume
                         Meta:
                         Meta:        Meta:
                                      Meta:         Meta:
                                                    Meta:
                       Estoques
                        Estoques      OEE
                                       OEE        Estoques
                                                   Estoques
                                       Meta:
                                       Meta:
                                     Qualidade
                                     Qualidade
                                                                  Sistemas de Produção Enxuta
Os 8 pilares da Mentalidade Enxuta




MELHOR QUALIDADE, MELHOR CUSTO, MENOR LEAD TIME E MAIOR SATISFAÇÃO DO CLIENTE




                    Stop at first defect




                                                                             Manufatura Celular
                     Jidoka & Andon



                                                Sistema Puxado




                                                                                                  One Piece Flow
da Demanda
Suavização




                                                                 Takt Time




                                                                                                                       Kanban
             SMED




                                    TPM – CONFIABILIDADE NOS PROCESSOS
                                           TQM – VARIABILIDADE SOB CONTROLE

                               KAIZEN – CULTURA DA MELHORIA CONTÍNUA


                                                                                                              Sistemas de Produção Enxuta
Equação de Sucesso para a Mentalidade Enxuta


A equação para explicar o sucesso dos workshops
de mentalidade enxuta é a seguinte:

Y    Resultados certos
=
x1   f( Projetos certos
+
x2   Pessoas certas
+
x3   Metodologia/Ferramentas certas
+
x4   Suporte certo)

                                        Sistemas de Produção Enxuta
Projetos Certos
           x1

•   Projetos relacionados com a estratégia,
    metas do negócio e problemas chaves
•   Seleção de projetos realizada pela alta gerência: não
    é delegável!
•   Grau de complexidade: dependendo da experiência e
    dedicação dos líderes de projeto.
•   Melhorias radicais: a implantação da mentalidade
    enxuta busca melhorias radicais, não melhorias
    incrementais. Os workshops de mentalidade enxuta são
    direcionados a gerar melhorias significativas (30%,
    40%, 50%, 60% ou superior) no desempenho dos
    processos em períodos que vão de 3-6 meses

                                               Sistemas de Produção Enxuta
Projetos Certos
                  x1
            O caminho para o sucesso é progressivo...
1a Lição
Mentalidade Enxuta não é magia! Os líderes de projeto devem ser
treinados, devem dispor de tempo para praticar com projetos de
complexidade certa de forma que tenham sucesso


                          Mestres: autonomia total para
                          desenvolvimento e difusão da
                                    Mentalidade Enxuta
  Impacto




            Domínio da
            metodologia

            Aplicação
            durante o
            treinamento


            Experiência do BB/dedicação (equipe)

                                                           Sistemas de Produção Enxuta
Projetos Certos
                                   x1
                                           Melhorias Radicais...
 2a Lição
 Uma vez que o projeto foi escolhido (complexidade adequada), a meta
 sempre deve exigir um certo desafio, mas na medida certa...

                                     Meta muito                         O melhor
                                                                       (entitlement)
          Desempenho do processo




                                      agressiva
                                                                           UPL

                                                      Metas realísticas


                                   Atual (baseline)

                                                      Meta demasiado
                                          3-6 meses       passiva

UPL: ultimate performance level                                        Tempo

                                                                            Sistemas de Produção Enxuta
Projetos Certos
              x1

             Equilibrio: Impacto vs Complexidade...
3a Lição
As equipes devem organizar seu trabalho em torno da metodologia
mais eficaz para a tarefa.


             Times rápidos     Times de
                                                      Times
             com orientação    melhorias
                                                    autônomos
              da supervisão     radicais
   Impacto




             Times treinados
              em Solução de                Evitar
                Problemas


                         Dificuldade / Complexidade

                                                            Sistemas de Produção Enxuta
Pessoas Certas
           x2


•   Os líderes de projeto devem ser gerentes eficazes
    de projetos: o planejamento dos projetos é essencial
    para assegurar o sucesso. O planejamento evita que os
    projetos se “arrastem” no tempo.
•   O apoio da alta gerencia/diretoria é essencial:
    seleção dos projetos, provisão de recursos, revisão dos
    projetos. Responsáveis pelo sucesso/insucesso dos
    projetos.
•   Muitos executivos não estão acostumados à disciplina
    exigida pela Mentalidade Enxuta.



                                               Sistemas de Produção Enxuta
Metodologia Certa
                 x3
                       Total de perdas do processo

                      MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR
                                                          Uso do MIFA
                        IDENTIFICAÇÃO DAS PERDAS          como diagnóstico
                      MAPEAMENTO DO ESTADO FUTURO
           0%
                                                         FERRAMENTAS
                              MÃO DE OBRA                  KAIZEN
      Plano de Ação
       Evolução do




                               PRODUTOS
                                                             TQM
                              EQUIPAMENTOS                   TPM
                                 FLUXO                      LEAN
        100%



Follow up rígido da
direção da empresa                                 Uso de ferramentas para
                               Perdas não          condução de projetos. Ex:
                             diagnosticadas         6 sigma, PDCA, Times de
                             ou trabalhadas
                                                            melhoria
                                                                Sistemas de Produção Enxuta
Suporte Certo
            x4
•   A efetividade da liderança é a alma da Mentalidade Enxuta.
•   Fatores de sucesso:
                                    Estrutura do
                                    Processo de
                                     negócios
                    Medidas e                       Rede de
                    resultados                      Clientes
                   quantitativos                   e Mercado
                                     Liderança
                                   comprometida

                    Incentivos e                   Integração
                 responsabilidades                     com
                                                    estratégia
                                Líderes de
                                  projeto
                             dedicação integral




                                                                 Sistemas de Produção Enxuta
Suporte Certo
                     x4

  Resources Thermometer                                Project Thermometer
        When it´s                                           Too much                 Reasonable
                             Full time
        possible                                            high or low              Complexity



            Leader Dedication                                   Project Complexity

         Other               Total                         Low or impossible



                                         Success




                                                                                                  Success
                                                                                        High
        priorities           priority                         to measure
Chaos




                                                   Chaos
             Enterprise Interest                                           Savings

          If you           Strong team                     Impossible to               4 to 6
        have lucky             and $                        be achieved                months



          Resources Availability                                           Deadline




                                                                                Sistemas de Produção Enxuta
Módulos do Curso

                Total de perdas do processo

                MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR
                                                                    Módulo 1
                  IDENTIFICAÇÃO DAS PERDAS


     0%
                MAPEAMENTO DO ESTADO FUTURO                        Módulo 6
                                               FERRAMENTAS
                        MÃO DE OBRA             KAIZEN             Módulo 2
Plano de Ação
 Evolução do




                         PRODUTOS
                                                  TQM              Módulo 3
                        EQUIPAMENTOS              TPM              Módulo 4
  100%
                           FLUXO                 LEAN              Módulo 5


                         Perdas não
                       diagnosticadas
                       ou trabalhadas

                                                                Sistemas de Produção Enxuta
A Fábrica do Seu Geraldo


         2
       o
       ci
     cí
               Fábrica de Canetas do Seu Geraldo
   er
Ex


               • Estrutura simples e familiar
               • Já foi muito lucrativo, hoje sofre na mão da concorrência.

       O Produto                                 A Organização


• Jogo de 10 Canetas esferográficas
• Produção mensal: 198.300 jogos
• Preço de venda: R$ 1,20 / jogo
• Faturamento: R$ 237.960,00



                                       • Ao todo são 30 funcionários
                                       • O custo total com MDO é de R$ 34.800

                                                               Sistemas de Produção Enxuta
A Fábrica do Seu Geraldo


         2
       o
       ci
     cí
                            Os Materiais
   er
Ex




                  Polímero Azul                              Polímero Transparente
                                        Carga da Caneta
  Fornecidos



                   Tampa             Fundo                Corpo
 Semi Acabados




                              Caneta Montada
  Produto Final




                                                                  Sistemas de Produção Enxuta
A Fábrica do Seu Geraldo


             2
        o
       ci
     cí
   er
Ex


                           O Processo e as Capacidades

                                                                       80 canetas/min
Estoque de
Polímeros
                                 Injetoras         65 fundos/min   Máquina de
                                                                   Montagem




                                             57 tampas/min


                 80 corpos/min




                                                                            Sistemas de Produção Enxuta
A Fábrica do Seu Geraldo


        2
      o
       ci
     cí
            O Balanço Financeiro
   er
Ex




                                    Sistemas de Produção Enxuta
A Fábrica do Seu Geraldo


        2
      o
       ci
     cí
   er
Ex




                     Reflexão em Grupo


             Porque a empresa do Seu Geraldo é menos
                  competitiva que a concorrência?


            Com base nos Slides anteriores levante quais os
            principais problemas da fábrica do Seu Geraldo.




                                                        Sistemas de Produção Enxuta

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean ManufacturingDesvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean Manufacturing
Danilo Pereira
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
Sergio Dias
 
Os 7 Desperdicios
Os 7 DesperdiciosOs 7 Desperdicios
Os 7 Desperdicios
Jay Cruz
 
Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6
daniellopesfranco
 
PDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completoPDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completo
Vinícius Toledo França de Nader
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 
Lean Thinking
Lean ThinkingLean Thinking
Ciclo pdca
Ciclo pdcaCiclo pdca
Ciclo pdca
Carci
 
Jit – just in time
Jit – just in timeJit – just in time
Jit – just in time
trainertek
 
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Mauro Enrique
 
Lean manufacturing 1-introdução
Lean manufacturing   1-introduçãoLean manufacturing   1-introdução
Lean manufacturing 1-introdução
jparsilva
 
Sistema Kanban 2.ppt
Sistema Kanban 2.pptSistema Kanban 2.ppt
Sistema Kanban 2.ppt
TulioGonalves3
 
Kanban
KanbanKanban
O Método Kanban
O Método KanbanO Método Kanban
O Método Kanban
Adriel Viana
 
Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...
Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...
Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...
Cleiton Luis Mafra
 
Fluxogramas
FluxogramasFluxogramas
Fluxogramas
Tiago Domingos
 
Produção enxuta
Produção enxutaProdução enxuta
Produção enxuta
Rafael Passos
 
Seminário Just in Time
Seminário Just in TimeSeminário Just in Time
Seminário Just in Time
Renato Bafi
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
Markus Hofrichter
 
Aula 02 just in time e kanban 1
Aula 02   just in time e kanban 1Aula 02   just in time e kanban 1
Aula 02 just in time e kanban 1
josmar faria
 

Mais procurados (20)

Desvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean ManufacturingDesvendando Lean Manufacturing
Desvendando Lean Manufacturing
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
Os 7 Desperdicios
Os 7 DesperdiciosOs 7 Desperdicios
Os 7 Desperdicios
 
Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6
 
PDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completoPDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completo
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
 
Lean Thinking
Lean ThinkingLean Thinking
Lean Thinking
 
Ciclo pdca
Ciclo pdcaCiclo pdca
Ciclo pdca
 
Jit – just in time
Jit – just in timeJit – just in time
Jit – just in time
 
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
 
Lean manufacturing 1-introdução
Lean manufacturing   1-introduçãoLean manufacturing   1-introdução
Lean manufacturing 1-introdução
 
Sistema Kanban 2.ppt
Sistema Kanban 2.pptSistema Kanban 2.ppt
Sistema Kanban 2.ppt
 
Kanban
KanbanKanban
Kanban
 
O Método Kanban
O Método KanbanO Método Kanban
O Método Kanban
 
Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...
Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...
Métricas em times ágeis: O essencial que você precisa saber, mas não te conta...
 
Fluxogramas
FluxogramasFluxogramas
Fluxogramas
 
Produção enxuta
Produção enxutaProdução enxuta
Produção enxuta
 
Seminário Just in Time
Seminário Just in TimeSeminário Just in Time
Seminário Just in Time
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
 
Aula 02 just in time e kanban 1
Aula 02   just in time e kanban 1Aula 02   just in time e kanban 1
Aula 02 just in time e kanban 1
 

Destaque

Applying PDCA, A3 Thinking & Problem Solving
Applying PDCA, A3 Thinking & Problem SolvingApplying PDCA, A3 Thinking & Problem Solving
Applying PDCA, A3 Thinking & Problem Solving
Lean Enterprise Academy
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 
Lean Manufacturing 4
Lean Manufacturing 4Lean Manufacturing 4
Lean Manufacturing 4
daniellopesfranco
 
Gestão da Qualidade 01 Apresentação
Gestão da Qualidade 01 ApresentaçãoGestão da Qualidade 01 Apresentação
Gestão da Qualidade 01 Apresentação
Andre Jun
 
Guia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidade
Guia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidadeGuia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidade
Guia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidade
Andre Jun
 
Deepening our Knowledge of Lean Healthcare
Deepening our Knowledge of Lean HealthcareDeepening our Knowledge of Lean Healthcare
Deepening our Knowledge of Lean Healthcare
Lean Enterprise Academy
 
Tpm apresentação
Tpm   apresentaçãoTpm   apresentação
Tpm apresentação
institutocarvalho
 
Qualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setores
Qualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setoresQualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setores
Qualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setores
Andre Jun
 
PPCP02 Cap01 parte A
PPCP02 Cap01 parte APPCP02 Cap01 parte A
PPCP02 Cap01 parte A
Andre Jun
 
Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time
Engenharia Produção
 
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Andre Jun
 
Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...
Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...
Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...
Luciana Grof
 
2017 Guia Para Publicar Emerald
2017 Guia Para Publicar Emerald2017 Guia Para Publicar Emerald
2017 Guia Para Publicar Emerald
Andre Jun
 
Qualidade 05 Capítulo 03 Parte B
Qualidade 05 Capítulo 03 Parte BQualidade 05 Capítulo 03 Parte B
Qualidade 05 Capítulo 03 Parte B
Andre Jun
 
Apresentação SMED Single Minute Exchange of Die
Apresentação SMED Single Minute Exchange of DieApresentação SMED Single Minute Exchange of Die
Apresentação SMED Single Minute Exchange of Die
Engenharia Produção
 
Gestão da Manutenção Lean
Gestão da Manutenção LeanGestão da Manutenção Lean
Gestão da Manutenção Lean
Miguel Oliveira
 
Gestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte A
Gestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte AGestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte A
Gestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte A
Andre Jun
 
Como adquirir conhecimento por meio do conceito h e pbl
Como adquirir conhecimento por meio do conceito h e pblComo adquirir conhecimento por meio do conceito h e pbl
Como adquirir conhecimento por meio do conceito h e pbl
Luciana Grof
 
Lean Manufacturing 3
Lean Manufacturing 3Lean Manufacturing 3
Lean Manufacturing 3
daniellopesfranco
 
PPCP03 Cap01 parte B
PPCP03 Cap01 parte BPPCP03 Cap01 parte B
PPCP03 Cap01 parte B
Andre Jun
 

Destaque (20)

Applying PDCA, A3 Thinking & Problem Solving
Applying PDCA, A3 Thinking & Problem SolvingApplying PDCA, A3 Thinking & Problem Solving
Applying PDCA, A3 Thinking & Problem Solving
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
 
Lean Manufacturing 4
Lean Manufacturing 4Lean Manufacturing 4
Lean Manufacturing 4
 
Gestão da Qualidade 01 Apresentação
Gestão da Qualidade 01 ApresentaçãoGestão da Qualidade 01 Apresentação
Gestão da Qualidade 01 Apresentação
 
Guia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidade
Guia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidadeGuia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidade
Guia Para Publicar: artigos científicos em revistas de qualidade
 
Deepening our Knowledge of Lean Healthcare
Deepening our Knowledge of Lean HealthcareDeepening our Knowledge of Lean Healthcare
Deepening our Knowledge of Lean Healthcare
 
Tpm apresentação
Tpm   apresentaçãoTpm   apresentação
Tpm apresentação
 
Qualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setores
Qualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setoresQualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setores
Qualidade 03 Capítulo 02 Qualidade por setores
 
PPCP02 Cap01 parte A
PPCP02 Cap01 parte APPCP02 Cap01 parte A
PPCP02 Cap01 parte A
 
Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time
 
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
 
Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...
Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...
Reflexão Final Sobre a Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos e...
 
2017 Guia Para Publicar Emerald
2017 Guia Para Publicar Emerald2017 Guia Para Publicar Emerald
2017 Guia Para Publicar Emerald
 
Qualidade 05 Capítulo 03 Parte B
Qualidade 05 Capítulo 03 Parte BQualidade 05 Capítulo 03 Parte B
Qualidade 05 Capítulo 03 Parte B
 
Apresentação SMED Single Minute Exchange of Die
Apresentação SMED Single Minute Exchange of DieApresentação SMED Single Minute Exchange of Die
Apresentação SMED Single Minute Exchange of Die
 
Gestão da Manutenção Lean
Gestão da Manutenção LeanGestão da Manutenção Lean
Gestão da Manutenção Lean
 
Gestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte A
Gestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte AGestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte A
Gestão da Qualidade 04 Capítulo 03 Parte A
 
Como adquirir conhecimento por meio do conceito h e pbl
Como adquirir conhecimento por meio do conceito h e pblComo adquirir conhecimento por meio do conceito h e pbl
Como adquirir conhecimento por meio do conceito h e pbl
 
Lean Manufacturing 3
Lean Manufacturing 3Lean Manufacturing 3
Lean Manufacturing 3
 
PPCP03 Cap01 parte B
PPCP03 Cap01 parte BPPCP03 Cap01 parte B
PPCP03 Cap01 parte B
 

Semelhante a Lean Manufacturing 1

Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptxAula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
FABRICIOPLASTER1
 
Toyota Prodution System
Toyota Prodution SystemToyota Prodution System
Toyota Prodution System
CLT Valuebased Services
 
Crise E Ti
Crise E TiCrise E Ti
Crise E Ti
Flávio Pimentel
 
Administração de Produção II
Administração de Produção IIAdministração de Produção II
Administração de Produção II
Romilson Cesar
 
Ordem dos engenheiros 4 abr
Ordem dos engenheiros 4 abrOrdem dos engenheiros 4 abr
Ordem dos engenheiros 4 abr
RM consulting
 
Vantagens e desvantagens do justin time
Vantagens e desvantagens do justin timeVantagens e desvantagens do justin time
Vantagens e desvantagens do justin time
Danny Moura
 
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptxMATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
Alessandro M da Rocha
 
Conduzindo Vendas como Projeto
Conduzindo Vendas como ProjetoConduzindo Vendas como Projeto
Conduzindo Vendas como Projeto
Ricardo Lima
 
Gestao da producao
Gestao da producaoGestao da producao
Gestao da producao
jboli2010
 
APO - Aula 01
APO - Aula 01APO - Aula 01
APO - Aula 01
Maxime Parisot
 
Lean Software Development
Lean Software DevelopmentLean Software Development
Lean Software Development
Rodrigo Branas
 
1 introdução à gp.pdf
1   introdução à gp.pdf1   introdução à gp.pdf
1 introdução à gp.pdf
Vera Carlos
 
Governança e Gestão - 2ª Aula
Governança e Gestão - 2ª AulaGovernança e Gestão - 2ª Aula
Governança e Gestão - 2ª Aula
Alessandro Almeida
 
Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023
Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023
Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023
ssuser91557c
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
Willian dos Santos Abreu
 
Treinamento Job VJ Internacional.pptx
Treinamento Job VJ Internacional.pptxTreinamento Job VJ Internacional.pptx
Treinamento Job VJ Internacional.pptx
RafaelNatali4
 
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCMOriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Jose Donizetti Moraes
 
As Pessoas Primeiro
As Pessoas PrimeiroAs Pessoas Primeiro
As Pessoas Primeiro
Luis Fernandes
 
Seminário Aese - Conceitos teóricos do LSS
Seminário Aese - Conceitos teóricos do LSSSeminário Aese - Conceitos teóricos do LSS
Seminário Aese - Conceitos teóricos do LSS
PedrodosSantos
 
11. módulo 6 just in time (lean manufacturing)
11. módulo 6   just in time (lean manufacturing)11. módulo 6   just in time (lean manufacturing)
11. módulo 6 just in time (lean manufacturing)
Eliana Celiven
 

Semelhante a Lean Manufacturing 1 (20)

Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptxAula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
 
Toyota Prodution System
Toyota Prodution SystemToyota Prodution System
Toyota Prodution System
 
Crise E Ti
Crise E TiCrise E Ti
Crise E Ti
 
Administração de Produção II
Administração de Produção IIAdministração de Produção II
Administração de Produção II
 
Ordem dos engenheiros 4 abr
Ordem dos engenheiros 4 abrOrdem dos engenheiros 4 abr
Ordem dos engenheiros 4 abr
 
Vantagens e desvantagens do justin time
Vantagens e desvantagens do justin timeVantagens e desvantagens do justin time
Vantagens e desvantagens do justin time
 
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptxMATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
 
Conduzindo Vendas como Projeto
Conduzindo Vendas como ProjetoConduzindo Vendas como Projeto
Conduzindo Vendas como Projeto
 
Gestao da producao
Gestao da producaoGestao da producao
Gestao da producao
 
APO - Aula 01
APO - Aula 01APO - Aula 01
APO - Aula 01
 
Lean Software Development
Lean Software DevelopmentLean Software Development
Lean Software Development
 
1 introdução à gp.pdf
1   introdução à gp.pdf1   introdução à gp.pdf
1 introdução à gp.pdf
 
Governança e Gestão - 2ª Aula
Governança e Gestão - 2ª AulaGovernança e Gestão - 2ª Aula
Governança e Gestão - 2ª Aula
 
Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023
Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023
Lean Manufacturing - Produção enxuta 2023
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Treinamento Job VJ Internacional.pptx
Treinamento Job VJ Internacional.pptxTreinamento Job VJ Internacional.pptx
Treinamento Job VJ Internacional.pptx
 
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCMOriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
Oriente e Ocidente - A busca pela competitividade através do WCM
 
As Pessoas Primeiro
As Pessoas PrimeiroAs Pessoas Primeiro
As Pessoas Primeiro
 
Seminário Aese - Conceitos teóricos do LSS
Seminário Aese - Conceitos teóricos do LSSSeminário Aese - Conceitos teóricos do LSS
Seminário Aese - Conceitos teóricos do LSS
 
11. módulo 6 just in time (lean manufacturing)
11. módulo 6   just in time (lean manufacturing)11. módulo 6   just in time (lean manufacturing)
11. módulo 6 just in time (lean manufacturing)
 

Lean Manufacturing 1

  • 1. Sistemas de Produção Enxuta Universidade São Judas Tadeu Disciplina 11.10 Indrodução à Mentalidade Enxuta e Manufatura Celular Professor: Daniel Franco
  • 2. Programa do Curso 1. Introdução – Onde tudo começou... 2. Mapeamento do Fluxo de Valor 3. KAIZEN - Princípios da Melhoria Contínua 4. TQM - Variabilidade & Fluxo de Produção 5. TPM - Manutenção Produtiva Total 6. Lean Manufacturing System FOCO - Manufatura Celular DO - Sistema Puxado de Produção CURSO - SMED - Takt Time - Kanban - Suavização da Demanda - Jidoka e Andon - One Piece Flow 7. Mapeamento do Estado Futuro Sistemas de Produção Enxuta
  • 3. Referências Bibliográficas BUSBY, J.S.; AURRECOECHEA, A. “The evaluation of manufacturing cell desings.”. Int. J. of Oper & Prod. Mgmt, Vol 14, No. 1, 1994 CHENG, C.H. “Algorithms for grouping machine in GT. Omega Int. S. Mgmt Sci, Vol. 20, No. 4, 1992 GOLDRATT E. M. & COX J., “A Meta: um Processo de Melhoria Contínua”, Editora Nobel ROTHER M. & SHOOK J., “Aprendendo a Enxergar”. Lean Institute Brasil, 1998-2005 ROTHER M. & SHOOK J., “Criando Fluxo Contínuo”. Lean Institute Brasil, 1998-2005 SHARMA A. & MOODY P. E. “A Máquina Perfeita” Editora Prentice-Hall SHINGO S., “O Sistema Toyota de Producao do Ponto de Vista da Engenharia de Produçao”. Editora Bookman SMALLEY A., “Criando o Sistema Puxado Nivelado”. Lean Institute Brasil, 1998-2005 WOMACK J. P. & JONES D.T., “A Máquina que Mudou o Mundo”. Editora Campus. Sistemas de Produção Enxuta
  • 4. Critério de Avaliação Prof. Daniel Franco (Nota 10,0) 1. Trabalho em Grupo : Nota 4,0 2. Prova de 5 questões: Nota 6,0 PS.: Uma das questões da prova é sobre o trabalho, caso o aluno erre a questão assumirei que não participou efetivamente no trabalho, logo terá sua nota anulada. Sistemas de Produção Enxuta
  • 5. Sistemas de Produção Enxuta Introdução Onde tudo começou?
  • 6. O que é Mentalidade Enxuta? É uma filosofia de Manufatura que busca reduzir o tempo entre o pedido do cliente e a entrega, através da eliminação dos desperdícios e adicionando valor ao acionistas e clientes. Sistemas de Produção Enxuta
  • 7. Como a filosofia se iniciou? Filosofia gerencial baseada nas práticas e resultados do Sistema Toyota de Produção (TPS), idealizado em 1945 Livro a Máquina que Mudou o Mundo (1990) – Resultado de pesquisa 5 anos 90 plantas automobilísticas todos continentes – Revelou que Toyota desenvolveu novo paradigma (Lean Production) de 1950 a 1980 Livro Lean Thinking (1996 – Womack e Jones) – Na verdade é um sistema de negócios (Lean Thinking) Taiichi Ohno Henry Ford (1863 - 1947) Sakichi Toyoda (1867-1930) Pai do Sistema Pai da moderna produção em massa Fundador do Grupo Toyota Toyota de Produção Sistemas de Produção Enxuta
  • 8. Por que estudar o TPS? Reportagem da Revista EXAME – Dia 09 de Maio de 2007 Sistemas de Produção Enxuta
  • 9. Por que estudar o TPS? Reportagem da Revista EXAME – Dia 09 de Maio de 2007 Sistemas de Produção Enxuta
  • 10. Por que estudar o TPS? Reportagem da Revista EXAME – Dia 09 de Maio de 2007 Sistemas de Produção Enxuta
  • 11. Por que estudar o TPS? Informações interessantes sobre a Toyota - Valor de mercado 110 Bilhões US$ (maior que GM + Ford + DC) (*) - Crescimento faturamento: 11,6% (153 Bilhões US$) (*) - Lucro líquido: 6,7% (GM 1,9%, Ford 2,4%, DC 0,3%) (*) - Qualidade: Toyota: ganhadora em 10 modelos de 18 Top Models (**) - Market Share: 2a do Mundo - ganhos sustentados por anos (em 2004 ultrapassou Ford, projeções 2010 alcance GM) -> ERRADO, já passou em 2007 (***) (*) Fonte: Exame março 2005 e The Economist 29/1/2005, resultados 2004 (**) Fonte: JDPower 2005 (***) Fonte: Exame 2007 Sistemas de Produção Enxuta
  • 12. Quais os resultados típicos da implantação do Lean? - Redução lead time de 30 a 80% - Redução de estoques de 30 a 80% - Capital de giro: giros de até 25x/ano - Entregas no prazo (OTIF) atingindo 98 - 99% - Redução de espaço de 30% a 50% - Aumento de produtividade de 10 a 60% - Reduções de custos de 10 a 30% - Melhoria sensível da qualidade Sistemas de Produção Enxuta
  • 13. Os 5 Princípios da Mentalidade Enxuta - Especifique valor do ponto de vista do cliente final - Identifique o fluxo de valor para cada família de produtos - Coloque o produto em um fluxo contínuo - Assim, o cliente pode puxar - Enquanto você busca a perfeição Sistemas de Produção Enxuta
  • 14. Princípios dos orientadores do TPS - Times de alto-desempenho/performance é essencial; - Enfoque em grupos auto-gerenciáveis/ de alto desempenho; - A busca do ótimo global, ao invés do ótimo local; - O desenvolvimento dos negócios e das pessoas são inseparáveis; - Foco em processos de agregação de valor ao cliente; - O produto certo, na hora certa, na quantidade certa; - Eliminar desperdícios; - Melhor qualidade; - Menor custo; - Menor lead-time; Sistemas de Produção Enxuta
  • 15. Equilíbrio dos Indicadores de Performance Meta: Meta: l Meta: Meta: Fornecedor L oca o Cliente Prazo Prazo Prazo Prazo or re é lh me emp lobal Compras O s m or G Distribuição ne lh me Meta: Meta: Meta: Meta: Custos Custos Frete Frete Vendas Entrega Recebimento Processos Armazenagem Meta: Meta: Meta: Meta: Frete Frete Volume Volume Meta: Meta: Meta: Meta: Meta: Meta: Estoques Estoques OEE OEE Estoques Estoques Meta: Meta: Qualidade Qualidade Sistemas de Produção Enxuta
  • 16. Os 8 pilares da Mentalidade Enxuta MELHOR QUALIDADE, MELHOR CUSTO, MENOR LEAD TIME E MAIOR SATISFAÇÃO DO CLIENTE Stop at first defect Manufatura Celular Jidoka & Andon Sistema Puxado One Piece Flow da Demanda Suavização Takt Time Kanban SMED TPM – CONFIABILIDADE NOS PROCESSOS TQM – VARIABILIDADE SOB CONTROLE KAIZEN – CULTURA DA MELHORIA CONTÍNUA Sistemas de Produção Enxuta
  • 17. Equação de Sucesso para a Mentalidade Enxuta A equação para explicar o sucesso dos workshops de mentalidade enxuta é a seguinte: Y Resultados certos = x1 f( Projetos certos + x2 Pessoas certas + x3 Metodologia/Ferramentas certas + x4 Suporte certo) Sistemas de Produção Enxuta
  • 18. Projetos Certos x1 • Projetos relacionados com a estratégia, metas do negócio e problemas chaves • Seleção de projetos realizada pela alta gerência: não é delegável! • Grau de complexidade: dependendo da experiência e dedicação dos líderes de projeto. • Melhorias radicais: a implantação da mentalidade enxuta busca melhorias radicais, não melhorias incrementais. Os workshops de mentalidade enxuta são direcionados a gerar melhorias significativas (30%, 40%, 50%, 60% ou superior) no desempenho dos processos em períodos que vão de 3-6 meses Sistemas de Produção Enxuta
  • 19. Projetos Certos x1 O caminho para o sucesso é progressivo... 1a Lição Mentalidade Enxuta não é magia! Os líderes de projeto devem ser treinados, devem dispor de tempo para praticar com projetos de complexidade certa de forma que tenham sucesso Mestres: autonomia total para desenvolvimento e difusão da Mentalidade Enxuta Impacto Domínio da metodologia Aplicação durante o treinamento Experiência do BB/dedicação (equipe) Sistemas de Produção Enxuta
  • 20. Projetos Certos x1 Melhorias Radicais... 2a Lição Uma vez que o projeto foi escolhido (complexidade adequada), a meta sempre deve exigir um certo desafio, mas na medida certa... Meta muito O melhor (entitlement) Desempenho do processo agressiva UPL Metas realísticas Atual (baseline) Meta demasiado 3-6 meses passiva UPL: ultimate performance level Tempo Sistemas de Produção Enxuta
  • 21. Projetos Certos x1 Equilibrio: Impacto vs Complexidade... 3a Lição As equipes devem organizar seu trabalho em torno da metodologia mais eficaz para a tarefa. Times rápidos Times de Times com orientação melhorias autônomos da supervisão radicais Impacto Times treinados em Solução de Evitar Problemas Dificuldade / Complexidade Sistemas de Produção Enxuta
  • 22. Pessoas Certas x2 • Os líderes de projeto devem ser gerentes eficazes de projetos: o planejamento dos projetos é essencial para assegurar o sucesso. O planejamento evita que os projetos se “arrastem” no tempo. • O apoio da alta gerencia/diretoria é essencial: seleção dos projetos, provisão de recursos, revisão dos projetos. Responsáveis pelo sucesso/insucesso dos projetos. • Muitos executivos não estão acostumados à disciplina exigida pela Mentalidade Enxuta. Sistemas de Produção Enxuta
  • 23. Metodologia Certa x3 Total de perdas do processo MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR Uso do MIFA IDENTIFICAÇÃO DAS PERDAS como diagnóstico MAPEAMENTO DO ESTADO FUTURO 0% FERRAMENTAS MÃO DE OBRA KAIZEN Plano de Ação Evolução do PRODUTOS TQM EQUIPAMENTOS TPM FLUXO LEAN 100% Follow up rígido da direção da empresa Uso de ferramentas para Perdas não condução de projetos. Ex: diagnosticadas 6 sigma, PDCA, Times de ou trabalhadas melhoria Sistemas de Produção Enxuta
  • 24. Suporte Certo x4 • A efetividade da liderança é a alma da Mentalidade Enxuta. • Fatores de sucesso: Estrutura do Processo de negócios Medidas e Rede de resultados Clientes quantitativos e Mercado Liderança comprometida Incentivos e Integração responsabilidades com estratégia Líderes de projeto dedicação integral Sistemas de Produção Enxuta
  • 25. Suporte Certo x4 Resources Thermometer Project Thermometer When it´s Too much Reasonable Full time possible high or low Complexity Leader Dedication Project Complexity Other Total Low or impossible Success Success High priorities priority to measure Chaos Chaos Enterprise Interest Savings If you Strong team Impossible to 4 to 6 have lucky and $ be achieved months Resources Availability Deadline Sistemas de Produção Enxuta
  • 26. Módulos do Curso Total de perdas do processo MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR Módulo 1 IDENTIFICAÇÃO DAS PERDAS 0% MAPEAMENTO DO ESTADO FUTURO Módulo 6 FERRAMENTAS MÃO DE OBRA KAIZEN Módulo 2 Plano de Ação Evolução do PRODUTOS TQM Módulo 3 EQUIPAMENTOS TPM Módulo 4 100% FLUXO LEAN Módulo 5 Perdas não diagnosticadas ou trabalhadas Sistemas de Produção Enxuta
  • 27. A Fábrica do Seu Geraldo 2 o ci cí Fábrica de Canetas do Seu Geraldo er Ex • Estrutura simples e familiar • Já foi muito lucrativo, hoje sofre na mão da concorrência. O Produto A Organização • Jogo de 10 Canetas esferográficas • Produção mensal: 198.300 jogos • Preço de venda: R$ 1,20 / jogo • Faturamento: R$ 237.960,00 • Ao todo são 30 funcionários • O custo total com MDO é de R$ 34.800 Sistemas de Produção Enxuta
  • 28. A Fábrica do Seu Geraldo 2 o ci cí Os Materiais er Ex Polímero Azul Polímero Transparente Carga da Caneta Fornecidos Tampa Fundo Corpo Semi Acabados Caneta Montada Produto Final Sistemas de Produção Enxuta
  • 29. A Fábrica do Seu Geraldo 2 o ci cí er Ex O Processo e as Capacidades 80 canetas/min Estoque de Polímeros Injetoras 65 fundos/min Máquina de Montagem 57 tampas/min 80 corpos/min Sistemas de Produção Enxuta
  • 30. A Fábrica do Seu Geraldo 2 o ci cí O Balanço Financeiro er Ex Sistemas de Produção Enxuta
  • 31. A Fábrica do Seu Geraldo 2 o ci cí er Ex Reflexão em Grupo Porque a empresa do Seu Geraldo é menos competitiva que a concorrência? Com base nos Slides anteriores levante quais os principais problemas da fábrica do Seu Geraldo. Sistemas de Produção Enxuta