Apresentação Takt Time

6.630 visualizações

Publicada em

Conceitos e aplicações do Takt Time.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.630
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.987
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Takt Time

  1. 1. Takt Time Takt Time Engenharia de Produção IndustrialEngenharia de Produção Industrial http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.com/http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.com/ Eng. Eder Benevides de Freitas
  2. 2. Takt Time  Introdução ¨Takt Time” corresponde ao ritmo de produção necessário para atender a demanda. A palavra alemã takt corresponde ao ritmo musical, ou seja, o tempo de produção que tem disponível pelo número de unidades a serem produzidas em função da demanda. Sendo um dos principais conceitos do Lean Manufacturing.
  3. 3. Takt Time Segundo o consultor Lean, Virgilio: ¨ O importante é entender o takt time como algo além da fórmula matemática, e sim como o tempo que o cliente solicita o produto. Pense por exemplo em um cronômetro de corrida: a cada volta do atleta, o treinador pressiona o botão e marca o tempo desta volta. Ao pressionar o botão, o treinador faz o barulho de "takt", e é dai que veio a denominação: é como se, ao fazer o pedido, o cliente, que pode ser interno, ou seja, o processo seguinte da organização, ou externo, dispara o relogio da produção, que deve imediatamente providenciar a reposição. ¨  Introdução
  4. 4. Takt Time  História Durante a década de 1930 , a Alemanha e o Japão eram parte do Eixo,* os engenheiros alemães ajudaram a organizar a indústria de aviões dos japoneses . Eles usaram a analogia de ritmo, definição batuta de um maestro para toda a orquestra e aplicaram na produção. Após a guerra , a Toyota pegou a palavra e o conceito e aplicou ao Sistema Toyota de Produção denominando de Takt Time . * O Eixo surgiu no Pacto Anticomintern, um tratado anti-comunista assinado pela Alemanha e Japão em 1936. A Itália aderiu ao pacto em 1937. O "Eixo Roma–Berlim" tornou-se uma aliança militar em 1939 com o Pacto de Aço e integrou seus objetivos militares em 1940, com o Pacto Tripartite.
  5. 5. Takt Time  História Exemplo da montagem do avião B24 durante a Segunda Guerra Mundial em 1940, no qual considerava Takt time na montagem final de 60 minutos. Charles Sorensen, responsável pela construção de uma fábrica de aviões bombardeiros da Ford. http://www.assemblymag.com/articles/82847-assembly-then-now-the-man-behind-the-moving-assembly-line
  6. 6. Takt Time  História  Estima-se que mais de 18 mil aeronaves foram fabricadas pela Ford que fabricava em média de 650 aviões B-24 por mês no pico da produção, em 1945.  Os pilotos e outros tripulantes dormiam em beliches dentro da famosa fábrica de Willow Run, em Michigan, esperando os aviões saírem da linha de montagem.
  7. 7. Takt Time  Tempo de Ciclo  O tempo de ciclo pode ser definido como o tempo necessário para a execução do trabalho em uma peça.  Seu valor é o tempo transcorrido entre o início ou o término da produção de duas peças sucessivas de um mesmo modelo em condições normais de trabalho e abastecimento.  Na linha de produção ou da célula, o tempo decorrido da atividade mais lenta (restrição ou gargalo) é a que dita o ritmo máximo da produção. Cuidado! Com os conceitos de Takt Time e Tempo de Ciclo  Gargálo ou Restrição
  8. 8. Takt Time  Sistema 3M  Muda:Muda: Desperdício  Mura: Desnivelamento  Muri: Sobrecarga  Consulte : Definição de MUDA
  9. 9. Takt Time  Vantagens  Redução do custo: pela redução de perdas e aumento da taxa de valor agregado;  Ritmo de produção e respeitando o tempo de entrega aos clientes;  Identificação de desperdícios nas operações e atuando com kaizen;  Formação de equipes multifuncionais e o envolvimento de toda a fábrica;  Célula de produção  Redução de materiais e estoques utilizando o kanban;
  10. 10. Takt Time  Limitações – Dificuldade para obtenção do takt time em linhas produtivas que produzem uma variedade de produtos com demandas variáveis; – A demanda tem que seguir um padrão sem alterações bruscas; – Setups mínimos
  11. 11. Takt Time  Etapas para o Cálculo e Avaliações do Takt Time - Calcular a necessidade requerida pelo cliente dia/semana/mês; - Calcular o tempo disponível exceto os intervalos; - Calcular o Takt Time (tempo disponível/demanda); - Após o cálculo do Takt Time compare com o Tempo de Ciclo, utilizando recursos gráficos que auxilia na gestão visual dos resultados; - Desenhe um mapeamento do fluxo de valor e você poderá fornecer o tempo Takt para cada etapa da atividade. - Atuar nos desperdícos detectados no processo através de atividades de kaizen.
  12. 12. Takt Time  Exemplo Prático Em uma determinada indústria o departamento de engenharia industrial ficou responsável em realizar o estudo do Takt Time e do tempo de ciclo. As informações levantadas no processo produtivo foram as seguintes: - Tempo total disponível: 08 horas / dia - Turnos: 01 / dia - Intervalos: 01 hora / dia - Demanda do cliente: 600 peças / dia Tempo de Ciclo dos Operadores 1- Determinar o Takt Time. 2- Determinar a quantidade necessárias de operadores para atender a demanda. 3- Avaliar o gráfico takt time x tempo de ciclo.
  13. 13. Takt Time  Cálculo do Takt Time Tempo Disponível Demanda do Cliente (8 horas / dia) - (1 hora / dia) = (7 horas / dia) (600 peças / dia) (600 peças / dia) obs: Transformar horas para segundos (25200 s/dia) (600 peças / dia) = 42 segundos TAKT TIME (s) =
  14. 14. Takt Time  Avaliação da Quantidade de Operadores  Na situação mostrada é possível avaliar a quantidade de operadores necessários para atender a demanda:
  15. 15. Takt Time  Através de um balanceamento da linha ou da célula de produção é possível reduzir a variação dos tempos das atividades dos operadores (MURA) podendo otimizar a quantidade de operadores da célula de produção. Neste exemplo na situação atual teremos 05 opradores (4,52 operadores), mas com a realização de kaizen é possível ter 04 operadores. O operador que estiver sobrando pode ser deslocado para outra célula de produção ou realizar melhorias na sua célula.  Avaliação da Quantidade de Operadores
  16. 16. Takt Time  Tempo de Ciclo x Takt Time Tempo de Ciclo Takt Time calculado 42 s 42 s
  17. 17. Takt Time  Avaliação do Gráfico . Existem desperdícios nas atividades dos operadores. - x
  18. 18. Takt Time  Resultado do Tempo de Ciclo x Takt Time – Operadores 03 e 04  O valor resultante do cálculo do Takt Time é de 42 segundos, isto significa que se o tempo de ciclo for maior que o Takt Time, não é possível produzir conforme a demanda do cliente, ocorrendo atrasos no sistema produtivo. – Operadores 01, 02 e 05  Na possibilidade de ocorrer o inverso, o Takt Time for maior que o tempo de ciclo ocorrerá o excesso de produção acarretando no conceito de MUDA (desperdício).
  19. 19. Takt Time  Resultado do Tempo de Ciclo x Takt Time Operador 03  A atividade do operador 03 é restritiva para o processo sendo o gargâlo e dita a produção O ideal é que o tempo de ciclo e o Takt Time estejam com valores próximos.
  20. 20. Takt Time  Calculadora Takt Time  É possível realizar os cálculos demonstados Anteriormente em uma planilha chamada De calculadora takt time. Esta calculadora esta disponível para download no seguinte endereço na área de downloads: http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.com.br/
  21. 21. Takt Time  Na Toyota - Brasil O quadro, mostra o takt time na fábrica da Toyota em Indaiatuba no qual é possível visualizarmos a evolução gradativa do takt time conforme sua demanda e a estabilidade da produção através do trabalho padronizado.
  22. 22. Takt Time Segundo o consultor Gilberto Kosaka: Quanto mais constante for o tempo takt, mais estável será o sistema produtivo. Isto é, para cada mudança no tempo takt, será necessário refazer e atualizar o trabalho padronizado. Para alterar o tempo takt precisa haver um consenso de toda cadeia do negócio - do cliente que está puxando através da demanda até o fornecedor de matérias-primas e peças/componentes - pois para produção significa aumento na mão-de-obra. Para processar esse aumento, incluindo o treinamento dos novos admitidos, é necessário no mínimo três meses.  Na Toyot a - Brasil
  23. 23. Takt Time  A grande oportunidade é a de trabalhar perante os desperdícios encontrados nas atividades dos operadores, através de atividades de kaizen que será possível reavaliar todo o processo produtivo;  O conceito Takt Time tem que ser aplicado com as demais ferramentas de lean manufacturing;  O Takt Time só poderá mudar caso o cliente modifique as suas necessidades ou caso ocorra mudanças dos tempos disponíveis na área produtiva;  O Mapeamento do Fluxo do Valor, deve ser utilizado para obter uma análise mais detalhada de todo o processo produtivo e a relação entre clientes e fornecedores.  Conclusão
  24. 24. Takt Time Obrigado! http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.com.br/ Eng. Eder Benevides de Freitas Mail: eder.benevidesfreitas@gmail.com
  25. 25. Takt Time  Referências  http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.com.br/2015/04/calculo-do-takt-time-e-avaliacoes.html  http://www.strategosinc.com/takt_time.htm  https://pt.wikipedia.org/wiki/B-24_Liberator  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-530X2001000100002
  26. 26. Takt Time Eder Benevides de Freitas (Mail: eder.benevidesfreitas@gmail.com) • Engenheiro de Produção Mecânico • Especialista Engenharia de Segurança do Trabalho • Especialista Sistemas Mecatrônicos • Especialista Engenharia de Produção • Kaizen Lean Manufacturing Leader • Experiência profissional: - Coca-Cola - Ambev - Sony Electronics - Samsung Electronics - Visteon Automotive

×