SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
História A
Filosofia das Luzes

Daniela Paiva,
nº8
A Apologia da Razão e do
Progresso
O século XVIII é o século das Luzes ou do Iluminismo.
Este conceito evoca, antes de mais, a luz da Razão
(inteligência, esclarecimento). A crença no valor da
Razão como motor do progresso rapidamente
extravasou o campo científico para se aplicar à reflexão
sobre o funcionamento das sociedades em geral.
Acreditava-se que a Razão seria a Luz que guiaria a
Humanidade.
Iluminismo


O iluminismo constituía uma mentalidade, cujo aspecto
fundamental se traduzia numa fé extraordinária nas forças da
razão, que seria capaz de resolver definitivamente os problemas
da vida, da ciência e do homem.



A ciência teve um papel de relevo no movimento filosófico do
«Século das Luzes», assumindo-se como um agente poderoso de
progresso social pelo facto de permitir uma melhoria
considerável das condições de vida do homem.



Seria, necessário libertá-lo, iluminando-o, de forma a que
pudesse ainda desfrutar das vantagens do progresso. A difusão
do iluminismo criava uma fé imensa no progresso de toda a
humanidade.
O Direito Natural e o Valor do
Indivíduo
A corrente filosófica iluminista acreditava na existência de
um direito natural – um conjunto de direitos próprios da
natureza humana (e, como tal, naturais), nomeadamente:
•
•
•
•
•

A igualdade entre todos os homens;
A liberdade de todos os homens;
O direito à posse de bens;
O direito a um julgamento justo;
O direito à liberdade de consciência
O Direito Natural e o Valor do
Indivíduo
O pensamento iluminista defendia,
que estes direitos eram universais,
isto é, diziam respeito a todos os
seres humanos e, por isso, estavam
acima das leis de cada Estado.
Os Estados deveriam usar o poder
politico como meio de assegurar os
direitos naturais do Homem e de
garantir a sua felicidade.
Paralelamente, o Iluminismo
pugnava pelo individualismo: cada
indivíduo deveria ser valorizado,
independentemente dos grupos em
que se integrasse.
A Defesa do Contrato Social e
da Separação dos Poderes
Jean-Jacques Rosseau defende a
soberania do povo.
É o povo que, de livre
vontade, transfere o poder para os
governantes mediante um pacto (ou
contrato social).
Consegue, desta forma, respeitar a
vontade da maioria sem perder a sua
liberdade.
Em troca, os governantes têm de
actuar com justiça, sob pena de serem
depostos.
A Defesa do Contrato Social e
da Separação dos Poderes
Montesquieu, defende a
teoria da separação dos
poderes (legislativo,
executivo e judicial)
como garantia de
liberdade dos cidadãos.
Esta teoria exerceu uma
influência enorme nas
revoluções liberais, que
adotaram, como
princípio básico, nas
suas constituições
políticas.
Humanitarismo e Tolerância







Os iluministas insurgiram-se contra os atropelos à dignidade
moral, efectuada pelo direito penal – Sobre os Delitos e as
Penas;
Outra bandeira das luzes foi a tolerância religiosa: reforço da
defesa da liberdade de consciência;
Defesa da separação entre a igreja e o Estado;
Crença no deísmo, isto é, crença num ser supremo, ordenador
do Universo;
Combate à intolerância, ao fanatismo e à
superstição, características das trevas e não da luz irradiada
pela Razão.
Humanitarismo e Tolerância
Voltaire advoga a
tolerância religiosa e a
liberdade de consciência:
o pensamento religioso
que criou, o deísmo,
rejeita as religiões
instituídas, centrando-se
na adoração a um Deus
bom, justo e poderoso,
criador do Universo.
Meios de Divulgação do
Iluminismo
•

Enciclopédia Ou Dicionário Racional das Ciências e das Artes e
dos Ofícios;

Salões aristocráticos;
• Clubes privados;
• Cafés mais populares;
• Academias;
• Imprensa periódica.
Os artigos da Enciclopédia permitiram um contacto fácil e
rápido com os avanços da ciência e da técnica e com o
mundo das ideias do Iluminismo.
•

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos
5 05  a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos5 05  a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunosVítor Santos
 
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviiiVítor Santos
 
O método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimentoO método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimentoDiogo.Verissimo
 
2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder políticocattonia
 
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugalVítor Santos
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentosVítor Santos
 
FILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZESFILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZEScattonia
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeiaVítor Santos
 
Hegemonia inglesa
Hegemonia inglesaHegemonia inglesa
Hegemonia inglesacattonia
 
A revolução americana
A revolução americanaA revolução americana
A revolução americanacattonia
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismocattonia
 
O novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicoO novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicodiariohistoria
 

Mais procurados (20)

5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos
5 05  a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos5 05  a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos
5 05 a o legado do liberalismo na primeira metade do seculo xix alunos
 
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
 
O método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimentoO método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimento
 
2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político
 
Parlamentarismo inglês
Parlamentarismo inglêsParlamentarismo inglês
Parlamentarismo inglês
 
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
FILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZESFILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZES
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
 
Politica pombalina
Politica pombalinaPolitica pombalina
Politica pombalina
 
Rev americana 11º d
Rev americana  11º dRev americana  11º d
Rev americana 11º d
 
Hegemonia inglesa
Hegemonia inglesaHegemonia inglesa
Hegemonia inglesa
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
Aula 8
Aula 8Aula 8
Aula 8
 
A revolução americana
A revolução americanaA revolução americana
A revolução americana
 
História A - módulo 3, 4 e 6
História A - módulo 3, 4 e 6História A - módulo 3, 4 e 6
História A - módulo 3, 4 e 6
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
O novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicoO novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomico
 
Apresentação sobre o Absolutismo Régio
Apresentação sobre o Absolutismo RégioApresentação sobre o Absolutismo Régio
Apresentação sobre o Absolutismo Régio
 

Destaque

Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Dênis Ribas
 
Módulo 4 a filosofia das luzes
Módulo 4   a filosofia das luzesMódulo 4   a filosofia das luzes
Módulo 4 a filosofia das luzesEscoladocs
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaStelian Ravas
 
O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)JPedroSR
 
Filósofos Iluministas
Filósofos IluministasFilósofos Iluministas
Filósofos IluministasEuniceCarmo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado NovoRui Neto
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novobandeirolas
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoEscoladocs
 
A defesa do contrato social e da separação dos poderes
A defesa do contrato social e da separação dos poderesA defesa do contrato social e da separação dos poderes
A defesa do contrato social e da separação dos poderesAndreia Cirne
 
Módulo 1 | Fotografia Digital | 4. Composição
Módulo 1 | Fotografia Digital | 4. ComposiçãoMódulo 1 | Fotografia Digital | 4. Composição
Módulo 1 | Fotografia Digital | 4. ComposiçãoNuno Barros
 
Roma- Resumo de história 10ºano
Roma- Resumo de história 10ºanoRoma- Resumo de história 10ºano
Roma- Resumo de história 10ºanoSusana Grandão
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunosVítor Santos
 

Destaque (20)

O Iluminismo (ou Filosofia das luzes)
O Iluminismo (ou Filosofia das luzes)O Iluminismo (ou Filosofia das luzes)
O Iluminismo (ou Filosofia das luzes)
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.
 
Módulo 4 a filosofia das luzes
Módulo 4   a filosofia das luzesMódulo 4   a filosofia das luzes
Módulo 4 a filosofia das luzes
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
 
O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)O iluminismo(Resumo)
O iluminismo(Resumo)
 
Filósofos Iluministas
Filósofos IluministasFilósofos Iluministas
Filósofos Iluministas
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
A defesa do contrato social e da separação dos poderes
A defesa do contrato social e da separação dos poderesA defesa do contrato social e da separação dos poderes
A defesa do contrato social e da separação dos poderes
 
Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Caderno diário a filosofia das luzes 1314Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Caderno diário a filosofia das luzes 1314
 
História a
História aHistória a
História a
 
Absolutismo joanino
Absolutismo joaninoAbsolutismo joanino
Absolutismo joanino
 
Módulo 1 | Fotografia Digital | 4. Composição
Módulo 1 | Fotografia Digital | 4. ComposiçãoMódulo 1 | Fotografia Digital | 4. Composição
Módulo 1 | Fotografia Digital | 4. Composição
 
Roma- Resumo de história 10ºano
Roma- Resumo de história 10ºanoRoma- Resumo de história 10ºano
Roma- Resumo de história 10ºano
 
John Locke
John LockeJohn Locke
John Locke
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
 

Semelhante a História A - Filosofia das Luzes

Semelhante a História A - Filosofia das Luzes (20)

Filo 25 tp augusto
Filo 25 tp augustoFilo 25 tp augusto
Filo 25 tp augusto
 
Iluminismo!
Iluminismo!Iluminismo!
Iluminismo!
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo2
Iluminismo2Iluminismo2
Iluminismo2
 
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
 
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIIIIdeias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo..pdf
Iluminismo..pdfIluminismo..pdf
Iluminismo..pdf
 
4 04 construcao da modernidade europeia.pptx
4 04 construcao da modernidade europeia.pptx4 04 construcao da modernidade europeia.pptx
4 04 construcao da modernidade europeia.pptx
 
FILOSOFIA MODERNA.pdf
FILOSOFIA MODERNA.pdfFILOSOFIA MODERNA.pdf
FILOSOFIA MODERNA.pdf
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
 
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
 
O iluminismo é a saída
O iluminismo é a saídaO iluminismo é a saída
O iluminismo é a saída
 
O Iluminismo. O iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu na Europa....
O Iluminismo. O iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu na Europa....O Iluminismo. O iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu na Europa....
O Iluminismo. O iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu na Europa....
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Slides Ciências Sociais Unidade I.pdf
Slides Ciências Sociais Unidade I.pdfSlides Ciências Sociais Unidade I.pdf
Slides Ciências Sociais Unidade I.pdf
 
O Iluminismo (3).ppt
O Iluminismo (3).pptO Iluminismo (3).ppt
O Iluminismo (3).ppt
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 

Último

UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 

Último (20)

UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 

História A - Filosofia das Luzes

  • 1. História A Filosofia das Luzes Daniela Paiva, nº8
  • 2. A Apologia da Razão e do Progresso O século XVIII é o século das Luzes ou do Iluminismo. Este conceito evoca, antes de mais, a luz da Razão (inteligência, esclarecimento). A crença no valor da Razão como motor do progresso rapidamente extravasou o campo científico para se aplicar à reflexão sobre o funcionamento das sociedades em geral. Acreditava-se que a Razão seria a Luz que guiaria a Humanidade.
  • 3. Iluminismo  O iluminismo constituía uma mentalidade, cujo aspecto fundamental se traduzia numa fé extraordinária nas forças da razão, que seria capaz de resolver definitivamente os problemas da vida, da ciência e do homem.  A ciência teve um papel de relevo no movimento filosófico do «Século das Luzes», assumindo-se como um agente poderoso de progresso social pelo facto de permitir uma melhoria considerável das condições de vida do homem.  Seria, necessário libertá-lo, iluminando-o, de forma a que pudesse ainda desfrutar das vantagens do progresso. A difusão do iluminismo criava uma fé imensa no progresso de toda a humanidade.
  • 4. O Direito Natural e o Valor do Indivíduo A corrente filosófica iluminista acreditava na existência de um direito natural – um conjunto de direitos próprios da natureza humana (e, como tal, naturais), nomeadamente: • • • • • A igualdade entre todos os homens; A liberdade de todos os homens; O direito à posse de bens; O direito a um julgamento justo; O direito à liberdade de consciência
  • 5. O Direito Natural e o Valor do Indivíduo O pensamento iluminista defendia, que estes direitos eram universais, isto é, diziam respeito a todos os seres humanos e, por isso, estavam acima das leis de cada Estado. Os Estados deveriam usar o poder politico como meio de assegurar os direitos naturais do Homem e de garantir a sua felicidade. Paralelamente, o Iluminismo pugnava pelo individualismo: cada indivíduo deveria ser valorizado, independentemente dos grupos em que se integrasse.
  • 6. A Defesa do Contrato Social e da Separação dos Poderes Jean-Jacques Rosseau defende a soberania do povo. É o povo que, de livre vontade, transfere o poder para os governantes mediante um pacto (ou contrato social). Consegue, desta forma, respeitar a vontade da maioria sem perder a sua liberdade. Em troca, os governantes têm de actuar com justiça, sob pena de serem depostos.
  • 7. A Defesa do Contrato Social e da Separação dos Poderes Montesquieu, defende a teoria da separação dos poderes (legislativo, executivo e judicial) como garantia de liberdade dos cidadãos. Esta teoria exerceu uma influência enorme nas revoluções liberais, que adotaram, como princípio básico, nas suas constituições políticas.
  • 8. Humanitarismo e Tolerância      Os iluministas insurgiram-se contra os atropelos à dignidade moral, efectuada pelo direito penal – Sobre os Delitos e as Penas; Outra bandeira das luzes foi a tolerância religiosa: reforço da defesa da liberdade de consciência; Defesa da separação entre a igreja e o Estado; Crença no deísmo, isto é, crença num ser supremo, ordenador do Universo; Combate à intolerância, ao fanatismo e à superstição, características das trevas e não da luz irradiada pela Razão.
  • 9. Humanitarismo e Tolerância Voltaire advoga a tolerância religiosa e a liberdade de consciência: o pensamento religioso que criou, o deísmo, rejeita as religiões instituídas, centrando-se na adoração a um Deus bom, justo e poderoso, criador do Universo.
  • 10. Meios de Divulgação do Iluminismo • Enciclopédia Ou Dicionário Racional das Ciências e das Artes e dos Ofícios; Salões aristocráticos; • Clubes privados; • Cafés mais populares; • Academias; • Imprensa periódica. Os artigos da Enciclopédia permitiram um contacto fácil e rápido com os avanços da ciência e da técnica e com o mundo das ideias do Iluminismo. •